Você está na página 1de 9

Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA

Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

FORM-NAP-FIMCA-Nº 001-V002-2019
PLANO DE ENSINO
1. CURSO: DIREITO – turma B
Coordenação: Professor Bruno Valverde Chahaira
1.1 IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA
Disciplina: Linguagem e Redação Jurídica Cód.:

Semestre letivo: 2019.2 Período: 1º


Carga Horária (CH) Total Teórica Prática
60 horas 60h 60h
Quantidade de Quantidade de
Horário Dia da Semana
encontros presenciais encontros - TEDs
04 Horário de aula: Horário de aula: Vinte encontros
Das 18h50 às 20h20 e Quarta-feira
das 20h30 às 22h.
Docente: Jenaldo Alves de Araújo

Titulação: Mestre

2. PERFIL DO EGRESSO
O perfil profissional pretendido para o egresso do curso de Direito da FIMCA se apresenta como aquele
profissional com plenas competências para uma visão sistêmica, holística e interdisciplinar da atividade jurídica;
capacidade para aplicar o raciocínio lógico e crítico-analítico para a solução de problemas; a devida utilização
das normas técnico-jurídicas; interpretação e aplicação do Direito; iniciação científica e utilização da legislação,
da jurisprudência, da doutrina e de outras fontes do Direito; adequada atuação técnico-jurídica, em diferentes
instâncias, administrativas ou judiciais, com a devida utilização de processos, atos e procedimentos; correta
utilização da terminologia jurídica ou da Ciência do Direito; utilização de raciocínio jurídico, de argumentação,
de persuasão e de reflexão crítica; julgamento e tomada de decisões; domínio de tecnologias e métodos para
permanente compreensão e aplicação do Direito.

3. EMENTA
A importância do uso da linguagem-padrão e a sua adequação aos diferentes contextos. Prática de leitura,
interpretação e produção de textos jurídicos. Aspectos linguísticos e gramaticais marcantes no uso da
linguagem. Oralidade/Escrita. Norma Linguística: Pontuação. Acentuação gráfica, Ortografia. Concordância
nominal e verbal. Regência nominal e verbal. Níveis de linguagem. Linguagem formal escrita. Eficácia na
interação verbal. Relações semânticas (causa, efeito, condição, concessão, etc). Parágrafo. Processo
Argumentativo. Produção escrita a partir de textos lidos (paráfrase, relatório, dissertação). Eficácia na interação
verbal.
4. OBJETIVOS DA DISCIPLINA
GERAIS:
Conhecer os fundamentos do Português Jurídico, bem como a sua correta aplicação nas peças do Direito, por
meio de gêneros textuais relacionados ao mundo jurídico;
Promover a competência comunicativa dos alunos e o domínio (eloquência) da produção dos gêneros textuais
jurídicos, bem como a leitura e a intercompreensão de textos legais, munindo-os de estratégias argumentativas
e recursos linguísticos para a sua atuação acadêmica e profissional.

ESPECÍFICOS:
Reconhecer a linguagem jurídica como instrumento de socialização do conhecimento, levando em
consideração a função social da linguagem;

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

Desenvolver a habilidade de comunicar-se, empregando adequadamente a linguagem nas diferentes situações


de comunicação jurídica, de modo a qualificar-se para o exercício da carreira jurídica. Produzir textos coesos
e coerentes, conforme as modalidades textuais estudadas, aplicados à área jurídica;
Trabalhar a competência comunicativa do aluno, com o fito de comunicar-se corretamente ao falar e escrever;
 Fornecer aos futuros bacharéis em Direito elementos, que propiciem o bom uso da língua portuguesa;
Justificar linguisticamente o uso da terminologia jurídica, com base na história da língua;
Valorizar a linguagem como pré-requisito no exercício da advocacia, do Ministério Público, da Magistratura ou
qualquer função de bacharel em Direito;
Redigir corretamente os mais variados tipos de textos, com ênfase na argumentação com obediência às normas
gramaticais que governam a escrita técnico-científica;
Desenvolver a leitura e habilidade crítica dos gêneros textuais relativos ao contexto do Direito, permitindo que
os alunos leiam, interpretem, extraiam e desenvolvam informações, ideias e argumentem diante dos gêneros
solicitados em atividades de leitura no cotidiano acadêmico e profissional.

5. JUSTIFICATIVA DA DISCIPLINA
A disciplina de Linguagem e Redação Jurídica é, sem dúvida, de grande serventia para a formação do
profissional do Direito, tendo em vista que oportuniza a reflexão em torno das qualidades da linguagem jurídica
hodiernamente. O aluno deverá expressar-se utilizando vocabulário jurídico exigido, de acordo com a sua área
de atuação, ainda demonstrar capacidade de persuasão diante das situações propostas e das encontradas na
carreira. Aprimorar seu poder de argumentação para tornar-se um profissional de destaque no meio jurídico.
Esta disciplina tem como foco a inter-relação da Língua Portuguesa e a necessidade do efetivo domínio do
aludido idioma na formação de bons profissionais do Direito. O caráter interdisciplinar da disciplina será
explorado a partir da associação da temática com as diferentes as áreas do conhecimento científico,
notadamente linguagem, Linguística e Redação jurídica.

6. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES
Competências Habilidades
 Interpretar com criticidade o desempenho as teorias Redigir textos obedecendo às regras da norma culta
linguísticas e pensamento dos seus autores nacionais e aos preceitos lógicos.
e internacionais, mediante a análise das variáveis Aplicar nas atividades propostas os conhecimentos
linguístico-gramaticais; da linguagem e da redação jurídica, com o fito de
 Aplicar os conceitos e regras da Língua Portuguesa aprimorar a competência comunicativa dos alunos.
em situações fáticas de cunho redacional; Pesquisar acerca dos níveis, funções e vícios de
 Contextualizar as normas gramaticais e linguísticas à linguagem em textos selecionados.
luz da lógica da linguagem e suas variáveis. Elaborar textos com viés jurídico em aulas práticas.
 Perceber as diferentes linguagens e seus recursos Proceder à feitura de parecer com a devida
expressivos como elementos de caracterização dos fundamentação lógico-linguística de estudo de caso
sistemas de comunicação. apresentado.

7. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Unidade de Objetivos de aprendizagem Estratégias de ensino
aprendizagem I

Ambiente e recursos pedagógicos Materiais de consumo e uso individual


Sala de aula, note e data-show Cadernos, textos, pincel de quadro.
INTERDISCIPLINARIDADE

Unidade de aprendizagem II Objetivos de aprendizagem Estratégias de ensino


O aluno atingirá a capacidade O programa da disciplina será desenvolvido
Funções da linguagem de interpretar textos, fazer de forma contextualizada e de acordo com a
Língua oral e língua falada resumo, síntese, citação e realidade, considerando interesses,

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

Níveis de linguagem paráfrase com eloquência participação e convicções, no sentido de


Ato comunicativo comunicativa. provocar e de desenvolver uma
Léxico e vocabulário Identificar os diferentes níveis, aprendizagem significativa à luz de uma
O sentido das palavras funções e vícios de linguagem metodologia ativa, interativa e participativa
Noções estruturais da na linguagem escrita e oral. em que o conteúdo apresentado possa ser
redação técnica jurídica; Conceituar linguística e trabalhado, refletido e reelaborado pelos
Procuração: aspectos comunicação jurídica , a partir alunos.
linguísticos. de textos(fala e escrita). Aulas expositivas e dialogadas, discussão em
Substabelecimento Aprender no processo dialético pequenos grupos e socialização no grupo
Requerimento. os termos mais usuais na maior, observação e análise de
Petição inicial – aspectos linguagem jurídica , segundo documentários pertinentes, exposição de
lógico-linguísticos. os preceitos da norma culta e minipainéis.
Contestação - aspectos do português jurídico.
lógico-linguísticos. Ambiente e recursos
Materiais de consumo e uso individual
Sentença: aspectos lógico- pedagógicos
linguísticos. Sala de aula, vídeo, note, Cadernos, textos, canetas, pincéis.
data-show.

INTERDISCIPLINARIDADE
O caráter interdisciplinar da disciplina será explorado a partir da associação da temática com as diferentes as
áreas do conhecimento científico atinentes ao Direito.
8. CRONOGRAMA PROPOSTO

Dia - Mês Aula teórica Aula prática Conteúdos Habilidade de aprendizagem


Comunicação jurídica. Identificar, a partir do
Conceito. conhecimento sobre o
Linguagem corporal. Comunicação jurídica e exemplos
Elementos da práticos, a linguagem corporal e
comunicação. os elementos da comunicação.
07/08 4 -
Funções da linguagem. Reconhecer, à luz dos preceitos
Língua oral e língua linguísticos, os níveis de
falada. linguagem.
Diferenciar língua falada de
língua escrita e suas convenções
14/08 4 - linguísticas.
Distinguir os níveis de linguagem
Níveis de linguagem. segundo as normas-padrão.
Ato comunicativo Conceituar linguística e
jurídico comunicação jurídica , a partir de
Conceitos básicos de textos(fala e escrita).
Linguística e
21/08 4 - comunicação jurídica.
Léxico e vocabulário. Diferenciar léxico e vocabulário.
O sentido das palavras: Identificar o sentido das palavras
unívocos, equívocos e no Direito.
análogos. Saber diferenciar polissemia de
Polissemia e homônima. homônima.
28/08 4 -
- Sinonímia e paronímia. Diferenciar sinônimo de parônimo.
Parônimos. Praticar a linguagem jurídica.
Uso da linguagem
jurídica (sinonímia e
31/08 paronímia).

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

4 sábado

Principais dificuldades Aprender no processo dialético


do vocabulário na os termos mais usuais na
linguagem jurídica linguagem jurídica, segundo os
quanto à norma culta. preceitos da norma culta e do
Repertório vocabular português jurídico.
jurídico.
04/09 4 -
Enunciação do discurso Saber identificar no enunciado
jurídico. Texto. jurídico o texto e suas
Contexto. modalidades.
Intertexto. Paráfrase. Proceder à feitura de forma
Paródia. Citação direta correta da citação e paráfrase.
e indireta.
Resumo, resenha e
11/09 4 - síntese.

PROVA ESCRITA
Aplicar os conhecimentos
AVALIAÇÃO N1 adquiridos em avaliação
18/09 4 - bimestral.
Da ortografia oficial e Escrever e acentuar as palavras.
acentuação gráfica. Resolver questões objetivas e
Resolução de questões discursivas.
de concursos e do
25/09 4 - Enade.
- Aspectos gramaticais – Aprender fazer resumo, resenha e
concordância verbal- síntese a partir de textos
nominal. selecionados, segundo as
Exercício em sala técnicas de redação e da
Metodologia Científica.
27/09 sábado
. Principais erros que se Resolver as situações-problemas.
deve evitar ao redigir Conhecer as regras gramaticais
uma dissertação quanto à concordância verbo-
argumentativa ou nominal
09/10 expositiva.
4 -
Aspectos gramaticais – Conhecer a regência verbo-
regência verbal-nominal. nominal dos principais termos e
verbos empregados no dia a dia.

16/10 4 -
Da crase e suas Identificar o uso do acento
peculiaridades. indicativo da crase à luz da
Resoluções de regência verbo-nominal. Casos
23/10 4 - questões. especiais.
Dissertação Estudar a estrutura da dissertação
Expositiva expositiva e argumentativa.
Argumentativa.
Estrutura da
dissertação.
30/10 4 -

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

Raciocínio e Compreender os tipos de


4 - argumentação. argumentos na escrita e na
Tipos de raciocínio oralidade.
Argumentação por Identificar os aspectos
exclusão. gramaticais e linguísticos da
Pelo absurdo. procuração, do
De autoridade. substabelecimento, da caução de
Da procuração rato e do requerimento .
Do substabelecimento
com reserva e sem
reserva.
Da caução de rato.
Comentários
linguísticos.
Do requerimento
Aspectos linguísticos
Requerimento.

06/11
Identificar os aspectos
gramaticais , lógicos, linguísticos
e estruturais da petição inicial e da
contestação.

Da petição inicial, seus


requisitos e comentários
linguísticos.
Da contestação.
Aspectos linguísticos e
estruturais da
contestação

13/11 4
Reconhecer os aspectos
gramaticais , lógicos, linguísticos
e estruturais da petição inicial e da
Da sentença
contestação.
A linguagem da
sentença
Particularidades da
linguagem em peças
jurídicas.
Parecer jurídico
Aspectos linguísticos

20/11 4 -

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

PROVA ESCRITA.Aplicar os
- conhecimentos adquiridos em
4 AVALIAÇÃO N2 avaliação bimestral.
27/11
Resolução de questões .
de concursos e do Resolver questões de concursos e
Enade. do Enade.

04/12 4 -
-
Aplicar os conhecimentos
adquiridos em avaliação de
11/12 4 PROVA REPOSITIVA todo o semestre letivo.
9. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÕES
9.1. Informar os instrumentos a serem utilizados na avaliação da aprendizagem.
prova teórica prova prática relatório de atividade exercícios: oral / escrito
portfólio reflexivo apresentação de trabalho seminário projeto
sala de aula invertida mesa-redonda debate júri simulado
GVGO - grupo de verbalização e grupo de observação mapa mental e outros?
Qual?

10. REFERÊNCIAS
10.1 BÁSICAS
DAMIÃO, R. T. Curso de português jurídico. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2018
HENRIQUES, A. Prática da linguagem jurídica: solução de dificuldades, expressões latinas. 5. ed. São Paulo:
Atlas, 2010. Disponível em:
<https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522466740/cfi/4!/4/4@0.00:0.00>
SABBAG, E. Manual de português jurídico. 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2018.
COMPLEMENTAR:
BRASILEIRO, A. M. M. Leitura e produção textual. Porto Alegre: Penso, 2016.

10.1.1 COMPLEMENTARES
ARAÚJO, Jenaldo Alves de. Caderno Acadêmico de Língua Portuguesa. Fimca – Porto Velho, 2019.
BRASILEIRO, A. M. M. Leitura e produção textual. Porto Alegre: Penso, 2016. Disponível em:
<https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788584290611/cfi/6/8!/4/4/20/2@0:0>
FRANÇA, A. S. Comunicação oral nas empresas: como falar bem e em público. São Paulo: Atlas, 2015.
Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522499113/cfi/4!/4/4@0.00:5.43
HENRIQUES, A. Argumentação e discurso jurídico. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2013. Disponível em:
<https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522483853/cfi/4!/4/4@0.00:20.4>
NASCIMENTO, E. D. Linguagem forense: redação forense e a língua portuguesa aplicada à linguagem do
foro. 13. ed. São Paulo: Saraiva, 2013. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788502205413/cfi/4!/4/4@0.00:0.00
* POLITO, Reinaldo. Oratória para advogados e estudantes de direito. São Paulo: Saraiva, 2019.

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

VALVERDE, A. G. M. et al. Lições de linguagem jurídica: da interpretação à produção do texto. Rio de Janeiro:
Forense, 2015. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/978-85-309-6768-0/cfi/6/10!/4/14/2@0:100

10.1.2 PERIÓDICO
https://www.google.com/search?q=artigo+cient%C3%ADfico+sobre+a+linguagem+forense&oq=artigo+cient%C3
%ADfico+sobre+a+linguagem+forense&aqs=chrome..69i57.11839j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8

10.1.3 MULTIMÍDIA
https://blog.grancursosonline.com.br/novo-manual-de-redacao-oficial-da-presidencia-da-republica/
* SABBAG, Eduardo. Português jurídico. São Paulo: Saraiva (Coleção Saberes jurídico n. 52)

11. ORIENTAÇÕES GERAIS – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÕES


I. A prova teórica deverá contemplar, independentemente de sua extensão, itens de múltipla escolha e itens
discursivos, na seguinte proporção: 30% (trinta por cento) de itens de múltipla escolha e 70% (setenta por cento)
de itens discursivos.
II. Critérios de avaliação dos itens discursivos:
a) será aceita somente resposta de caneta de tinta permanente azul ou preta.
b) item respondido a lápis não terá validade.
c) o texto deve apresentar clareza, coerência, coesão, estratégia argumentativa, utilização de vocabulário
adequado e correção gramatical do texto de acordo com a norma culta;
d) o teor da resposta deverá unicamente responder à pergunta.
e) a nota é dada para a resposta como um todo e não por fragmentos perdidos dentro da mesma.
f) será anulado item rasurado. [Caso ocorra erro no momento da escrita deverá ser corrigido da seguinte forma:
passar “um” traço na horizontal (em cima da palavra) e escrever corretamente logo em seguida].
III. É proibido durante a realização da prova portar celular (ligado ou não), relógio digital ou outro equipamento
similar, caderno, mochila, lembrete, “dicas” existentes em qualquer uma de suas formas, boné, óculos escuro,
protetor auricular e outros aparelhos – exceto quando o estudante apresentar documento comprobatório que
ateste a necessidade do uso.
IV. Será caracterizado como “cola” a utilização de qualquer uma das hipóteses do inciso anterior, sendo a prova
recolhida imediatamente e atribuída nota 0 (zero) ao estudante.
V. Todo material pertencente ao estudante deverá ser alocado na parte da frente na sala de aula.
VI. Somente poderão estar sobre a mesa, lápis, borracha e caneta esferográfica de tinta permanente azul ou
preta.
VII. Critérios de avaliação dos itens objetivos:
a. será considerado correto no item de múltipla escolha uma única alternativa marcada com caneta de tinta
permanente azul ou preta.

11.1. DA APROVAÇÃO
I. Nota bimestral:
a. a nota bimestral N1 e N2 (curso semestral e anual), N3 e N4 (curso anual) será composta de 2 (duas) provas
(teórica e/ou prática) com pontuação equivalente a 7,0 (sete) pontos cada uma, somadas às atividades
complementares com pontuação equivalente a 3,0 (três) pontos, que poderá ser constituída pelos instrumentos
dispostos: relatório de atividade, exercícios (oral e/ou escrito), portfólio reflexivo, apresentação de trabalho,
seminário, projeto, sala de aula invertida, painel integrado, mesa-redonda, debate, júri simulado, GVGO – grupo
de verbalização e grupo de observação, mapa mental e outros.
b. além do aspecto quantitativo, será observado o critério regimental: frequência mínima de 75% da carga horária
da disciplina.
II. Cálculo da média:

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

a. curso semestral: para aprovação, a média deverá ser igual ou superior a 7.0 (sete) pontos e será calculada da
seguinte forma: nota da (N1+N2)/2;
b. curso anual: para aprovação, a média deverá ser igual ou superior a 7.0 (sete) pontos e será calculada da
seguinte forma: nota da (N1+N2+N3+N4)/4;
c. média final: igual ou superior 7,0 (sete) pontos, conforme Resolução 035/2017/IES, que altera o Inciso I artigo
94 do Regimento Interno.
11.1.2 DA PRIMEIRA CHAMADA
A prova deverá ser aplicada, conforme os conteúdos abordados nas aulas (no ambiente acadêmico e/ou
extraclasse e ocorrerá no dia determinado pela coordenação do curso, obedecendo ao calendário acadêmico.
11.1.3 DA SEGUNDA CHAMADA
Ao estudante que deixar de comparecer à realização da prova na data fixada poderá ser concedida segunda
chamada, requerida no prazo de até 3 (três) dias, se comprovado motivo justo - (art. 93, § 2º do Regimento
Interno em consonância com a resolução n. 007/2016 da IES).
a. a segunda chamada deverá ser aplicada com base nos conteúdos referentes à prova equivalente, porém
formada com itens diferentes, e ocorrerá no dia determinado pela Coordenação do curso juntamente com o
professor, obedecendo ao calendário acadêmico.
b. dos atestados:
1. o atestado médico com até 7 (sete) dias corridos ou interruptos de afastamento das atividades acadêmicas
deverá ser protocolado para análise e parecer diretamente na Coordenação de Curso.
2. o atestado médico a partir de 8 (oito) dias corridos de afastamento das atividades acadêmicas deverá ser
protocolado na Secretaria-Geral para abertura de processo e encaminhado para análise e parecer da
Coordenação de Curso.
11.1.4 DA REPOSITIVA

a. com base no que consta na Resolução Institucional nº 11/2017/IES, de 02 de maio de 2017 e no Inciso II do
artigo 94 do Regimento Interno, alterado pela Resolução n. 035/2017/IES a prova repositiva será aplicada ao
estudante cuja média aritmética das avaliações do semestre não atinja a nota mínima de 7,0 (sete) pontos,
exigida para a aprovação.
b. será vedada a aplicação da prova repositiva com o objetivo de ampliar a nota do estudante já aprovado com
média aritmética igual ou superior a 7,0 (sete) pontos - Resolução Institucional nº 035/2017/IES;
c. especificamente no curso de Enfermagem para as disciplinas teórico-prática com ensino clínico será aplicada
avaliação repositiva somente da N1, quando encerra a carga horária teórica;
d. não se aplica prova repositiva nas disciplinas de Estágio Supervisionado – conforme especificado no
regulamento de estágio do curso;
e. a prova repositiva deverá contemplar, independentemente de sua extensão, itens de múltipla escolha e itens
discursivos, na seguinte proporção: 30% (trinta por cento) de itens de múltipla escolha e 70% (setenta por cento)
de itens discursivos;
f. a avaliação repositiva terá pontuação equivalente a 10,0 (dez) pontos e substituirá a menor nota alcançada na
N1 ou N2 (curso semestral e anual) e N3 ou N4 (curso anual), considerando que para aprovação a média
aritmética ocasionada a partir deste resultado seja igual ou superior a 7,0 (sete) pontos.

Porto Velho-RO, 9 de agosto de 2019.

Professor Jenaldo Alves de Araújo


Docente Responsável

Professor Bruno Valverde Chahaira

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br
Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA
Sociedade de Pesquisa, Educação e Cultura Dr. Aparício Carvalho de Moraes Ltda.

Coordenador do Curso de Direito

Rua Araras, nº 241 – Jardim Eldorado – Porto Velho / RO – CEP 76.811-678 – Tel.: (69) 3217-8900
Site: www.fimca.com.br / E-mail: fimca@fimca.com.br