Você está na página 1de 2

MAPA CONCEITUAL - ORIENTAÇÕES

Os Mapas Conceituais são estruturas gráficas que ajudam organizar ideias e conceitos; representam
visualmente as relações entre eles. São construídos a partir de conceitos mais abrangentes até os mais
específicos.
1. ESTRUTURA:

A. CAIXAS: Utilizada para representar conceitos, geralmente substantivos.


B. SETAS: Indicam o sentido de leitura do mapa e devem representar a relação entre eles.
C. PROPOSIÇÕES: Elemento fundamental para demonstrar a clareza e coerência das relações entre os
conceitos. Devem ser construídas a partir de um verbo.

2. Utilize a folha A3 em sentido paisagem, utilize apenas uma folha (somente a frente dela) para cada mapa;
3. Se o mapa for feito de forma manuscrita, deve-se usar lápis, borracha e régua, antes da versão definitiva;
4. Se o mapa for feito no computador, pode-se usar o Powerpoint, Word ou o programa: cmap.ihmc.us
5. Sugere-se começar o mapa de cima da folha, escrevendo os conceitos mais abrangentes, à medida em
que descemos com as caixas dos conceitos mais específicos;
6. Antes do RASCUNHO, que seria o MAPA PRELIMINAR, elenque os conceitos e palavras-chaves que tem
relevância, ordene-os e pense sobre a relação entre eles. Só então, pode-se ensaiar o MAPA CONCEITUAL
PRELIMINAR.
7. REGRA GERAL: Nas caixas escreva somente os conceitos fundamentais encontrados no texto, livro, vídeo,
aula; fora das caixas, somente as conexões criadas por você, mapeador.
8. Não se repetem informações em mapas conceituais, nem se apresentam exemplos.
9. Não se usa a 1ª pessoa do plural (nós), nem se emprega a palavra você ou verbos no modo imperativo.
10. Cada caixa deve apresentar pelo menos 2 conexões, assim evitaremos a semelhança com os mapas
mentais que, geralmente, tem uma estrutura linear de associação de ideias e não de relação.
11. Recomenda-se que, primeiramente, faça-se uma leitura do objeto a ser mapeado de forma a se apropriar
da ideia central; após isso, uma nova leitura pausada deve ser feita, à medida em que se cria o mapa.
12. Não se deve deixar para colocar os conectores (PROPOSIÇÕES) depois de se ter feito o mapa, pois,
provavelmente, você não lembrará mais da adequada relação entre as informações selecionadas.
13. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:
A. Partem de conceitos mais amplos para os mais específicos;
B. Não devem apresentar conceitos repetidos;
C. Não devem conter exemplos e citações;
D. Os textos apresentados nas caixas devem ser concisos, portanto, não podem ser mera cópia do texto
original;
E. As proposições precisam apresentar uma relação coerente entre as ideias relacionadas e entre a área do
saber a que se refere;
F. O aspecto visual é muito importante pois pode ajudar ou atrapalhar a leitura do mapa.
Exemplo de uma mapa bem organizado, com coerência e com um grau de informatividade satisfatório:

Referência:
NICOLA, Roseane de Melo Nicola. ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS. Disponível em:
https://www.passeidireto.com/arquivo/2171237/orientacoes-para-mapas-conceituais. Acessado em 11/04/2019.

Você também pode gostar