Você está na página 1de 12

INSTRUÇÕES

Para o recebimento dos projetos elétricos de entrada de energia relacionados a posto de transformação,
seguem algumas instruções:

1) Os arquivos relacionados no formulário (Item 10) deverão vir em formato .pdf e nomeados da seguinte forma:

1 - ART de projeto
ART N.xxxx

2 - Planta de situação (no desenho deverá constar o nº da ART de projeto)


PLANTA DE SITUAÇÃO – ART N.xxxx

3 - DCI - Declaração de Carga Instalada


DCI – ART N.xxxx

4 - Ficha de motores com potência ≥ 20 cv (se existir)


FICHA DE MOTORES – ART N.xxxx

5 - TOF (Termo de Opção Tarifária no caso de opção tarifária do Grupo B) ou PDC (Planilha de Dados para
Contrato no caso de opção tarifária do Grupo A)
TOF OU PDC - ART N.xxxx

6 - Cópia do RG e CPF do responsável pela UC


RG ART N.xxxx / CPF ART N.xxxx

7 - CNPJ (no caso de pessoa jurídica)


CNPJ N.xxxx

2) O formulário, após preenchido, deverá ser salvo como NOME DA OBRA ART N. XXXXXX e também
enviado em formato pdf;

3) Todos os arquivos deverão vir em e-mail único para medicao.projetos@copel.com constando no


Assunto: NOME DA OBRA ART N. XXXXXX - Análise de Projeto
te forma:
ENTRADA DE SERVIÇO COM POSTO DE TRANSFORMAÇÃO 75kVA a 300kVA
Formulário para de Solicitação de Análise

À Companhia Paranaense de Energia - COPEL

Divisão de Medição da cidade de Data:

Prezados Senhores:

Solicitamos a análise e posterior aprovação da solicitação de ligação da entrada de serviço com posto de transformação, executado de acordo com a NTC 903100, conforme características
abaixo.

● Nova Entrada de Serviço


Alteração de Entrada de Serviço Existente

1 - Identificação da obra:

Localização: Número da ART do projeto:


Nome:
Logradouro:
N° Predial: Quadra: Lote: Bairro:
Cidade Atividade:
CEP: -

2 - Identificação do Projetista:

Nome: N° Crea:
Empresa:
Endereço:
Cidade: CEP: -
Telefone: ( ) - Celular: ( ) -
E-mail:

3 - Identificação do Proprietário / Responsável:

Pessoa Jurídica:
CNPJ: Inscr. Estadual:
Logradouro:
N° Predial: Quadra: Lote: Bairro:
Cidade: CEP: -
Proprietário:
RG: CPF:
Profissão: Sexo:
Telefone: ( ) - Celular: ( ) -
E-mail:

4 - Informações comerciais:

Carga instalada: kW
Demanda a contratar: kW

Grupo tarifário: 1

5 - Informações Gerais:

UC Nº existente no local: Data prevista para ligação:


Número de projeto elétrico:
Número do protocolo anterior:

6 - Sistema de combate a incêndio:

Possui bomba de incêndio: Não


### Disjuntor = A Potência do motor: CV Tipo de partida:

Ramal de ligação = mm²

7 - Sistema de geração própria:

Possui geração própria: Não


### Potência= kVA Nº fases= Tensão=

Com paralelismo? ### Tipo de comutação / transferência= Corrente nominal= A N.º de pólos=

Tipo de intertravamento= Tensão nominal=

3 - 12
8 - Dimensionamento:

Tensão primária: 1 kV

dDemanda a contratar: kW kVA


Fator de potência:
-Demanda a contratar incompatível com transformador escolhido - REVISAR-

Categoria: Clique para escolher a categoria

Potência do transformador: kVA

Enrolamento:

Tensão secundária: V

Disjuntor de BT: A Caixa do TC tipo:

Ramal de entrada BT: Material - Caixa do disjuntor tipo: Alterar tipo da caixa?
Fase/Neutro - mm² Não###
Eletroduto - mm Caixa do medidor tipo:

Aterramento do neutro: mm²


Eletroduto - mm

9 - Estrutura do Posto de Transformação:

Tipo do ramal de ligação: Padrão de mureta: Tipo

10 - Check list para documentos a protocolar com o projeto:

1 ART de projeto
2 Planta de situação
3 DCI - Declaração de Carga Instalada
4 Ficha de motores com potência ≥ 20 cv
5 TOF (Termo de Opção Tarifária no caso de opção tarifária do Grupo B)
ou PDC (Planilha de Dados para Contrato no caso de opção tarifária do Grupo A)
6 Cópia do RG e CPF do responsável pela UC
7 CNPJ (no caso de pessoa jurídica)

11 - Diagrama unifilar

kVA
Caixa de TC´s Caixa do disjuntor

Fases - mm²
Neutro - mm²
kV
Eletroduto - mm A
V

Aterramento - mm²
Eletroduto - mm
Caixa do medidor

###

12 - Notas:

> Manter afastamento mínimo entre a média tensão e divisas do terreno e áreas construídas, conforme orientação da NTC 903100;
> Seccionar e aterrar cercas ou grades metálicas sob ramal de média tensão;
> Os ramais secundários do transformador deverão ser isolados com fita elétrica de autofusão;
> A identificação dos condutores fases será efetuada com fita colorida nas cores Amarela (fase A), Branca (fase B) e Vermelha (fase C), desde a
entrada de energia até as medições;
> Todas as partes metálicas da instalação elétrica, normalmente sem tensão e sujeitas a energização acidental, serão permanentemente ligadas
a terra (eletroduto de aço, caixas metálicas em geral, etc.);
> Os materiais a serem aplicados na entrada de serviço deverão atender as características constantes na NTC 903100;
> Nas derivações de redes de distribuição 13,8 kV e 34,5 kV, os transformadores de propriedade particular a serem instalados em unidades
consumidoras, serão ligados no tap 13,2kV e 33kV respectivamente;
> Os eletrodutos embutidos em locais sujeitos a tráfego de veículos, deverão ser envelopados em concreto;
> Conforme NBR 5410 item 6.2.8.10 é proibida a aplicação de solda a estanho na terminação de condutores para conecté-los a bornes ou
terminais de dispositivos ou equipamentos elétricos;
> Para os transformadores de 34,5 kV o núcleo deverá ser do tipo envolvente (5 colunas).
>Projeto em conformidade com as Normas Técnicas Copel e Normas Brasileiras Registradas emitidas pela ABNT.
> Em qualquer época do ano, a resistência de aterramento não deverá ser superior a:
• 10 Ω nos atendimentos em 13,8 kV.
• 10 Ω nos atendimentos em 34,5 kV e potência de transformação até 75 kVA.
• 5 Ω nos atendimentos em 34,5 kV e potência de transformação superior a 75 kVA.

4 - 12
Tabela 1: Condutores de cobre com isolação PVC 70 °C
Transformador Ramal Entrada em Baixa Tensão Aparente/Embutido Aterramento do Neutro do Transformador Medição Indireta Caixas

Medidor TC
Categoria Demanda máxima Disjuntor de BT
prevista (kVA) (A)
Tensão secundário Condutor F Eletroduto Condutor de cobre Corrente nominal / Corrente Primário TC, disjuntor e
Potência (kVA) (V) Material e N (mm²) (mm) (mm²) Eletroduto (mm) N° de fios / TC's Disjuntor Medidor medidor
elementos corrente máxima (A) / 5 A
(A)

5 D ≤ 30 30 220/127 3 x 80 Cobre - PVC 70 ºC 25 40 25 25 DN GN EN H conjugada


6 30 < D ≤ 45 45 220/127 3 x 125 Cobre - PVC 70 ºC 50 60 35 25 100 DN GN EN H conjugada
7 45 < D ≤ 75 75 220/127 3 x 200 Cobre - PVC 70 ºC 95 85 50 25 DN GN EN H conjugada
8.1 112.5 220/127 3 x 300 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 70 2 x 75 70 25 DN NS EN H conjugada
8.2 75 < D ≤ 112,5 112.5 380/220 3 x 175 Cobre - PVC 70 ºC 95 85 50 25 200 DN GN EN H conjugada
8.3 112.5 440/254 3 x 150 Cobre - PVC 70 ºC 70 75 50 25 DN GN EN H conjugada
9.1 150 220/127 3 x 400 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 95 2 x 85 95 32 400 FN NS EN H
9.2 112,5 < D ≤ 150 150 380/220 3 x 250 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 50 2 x 60 50 25 4/3 2,5/10 DN NS EN H conjugada
200
9.3 150 440/254 3 x 200 Cobre - PVC 70 ºC 95 85 50 25 DN GN EN H conjugada
10.1 225 220/127 3 x 600 Cobre - PVC 70 ºC 3 x 95 3 x 85 120 40 FN SC EN H
10.2 150 < D ≤ 225 225 380/220 3 x 350 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 95 2 x 85 95 32 400 FN NS EN H
10.3 225 440/254 3 x 300 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 70 2 x 75 70 32 FN NS EN H
11.1 300 220/127 3 x 800 Cobre - PVC 70 ºC 4 x 95 4 x 85 120 40 800 M SC EN -
11.2 225 < D ≤ 300 300 380/220 3 x 500 Cobre - PVC 70 ºC 3 x 70 3 x 75 120 40 FN SC EN H
400
11.3 300 440/254 3 x 400 Cobre - PVC 70 ºC 2 x 95 2 x 85 95 32 FN NS EN H

Tabela 2: Condutores de cobre com isolação EPR/XLPE 90 °C


Transformador Ramal Entrada em Baixa Tensão Aparente/Embutido Aterramento do Neutro do Transformador Medição Indireta Caixas

Medidor TC
Categoria Demanda máxima Disjuntor de BT
prevista (kVA) (A)
Potência (kVA) Tensão secundário Material Condutor F Eletroduto Condutor de cobre Eletroduto (mm) N° de fios /
Corrente nominal / TC's Disjuntor ** Medidor TC, disjuntor e
(V) e N (mm²) (mm) (mm²) corrente máxima Corrente Primário medidor
elementos (A) (A) / 5 A

5 D ≤ 30 30 220/127 3 x 80 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 16 40 25 25 DN GN EN H conjugada


6 30 < D ≤ 45 45 220/127 3 x 125 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 35 50 35 25 100 DN GN EN H conjugada
7 45 < D ≤ 75 75 220/127 3 x 200 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 70 60 50 25 DN GN EN H conjugada
8.1 112.5 220/127 3 x 300 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 120 85 70 25 DN NS EN H conjugada
8.2 75 < D ≤ 112,5 112.5 380/220 3 x 175 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 50 60 50 25 200 DN GN EN H conjugada
8.3 112.5 440/254 3 x 150 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 50 60 50 25 DN GN EN H conjugada
9.1 150 220/127 3 x 400 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 2 x 70 2 x 60 95 32 400 FN NS EN H
9.2 112,5 < D ≤ 150 150 380/220 3 x 250 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 95 75 50 25 4/3 2,5/10 DN NS EN H conjugada
200
9.3 150 440/254 3 x 200 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 70 60 50 25 DN GN EN H conjugada
10.1 225 220/127 3 x 600 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 2 x 120 2 x 85 120 40 FN SC EN H
10.2 150 < D ≤ 225 225 380/220 3 x 350 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 2 x 50 2 x 60 95 32 400 FN NS EN H
10.3 225 440/254 3 x 300 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 120 85 70 32 FN NS EN H
11.1 300 220/127 3 x 800 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 3 x 95 3 x 75 120 40 800 FN SC EN -
11.2 225 < D ≤ 300 300 380/220 3 x 500 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 2 x 95 2 x 75 120 40 FN SC EN H
400
11.3 300 440/254 3 x 400 Cobre - EPR/XLPE 90 °C 2 x 70 2 x 60 95 32 FN NS EN H

Tabela 3: Condutores de alumínio com isolação PVC 70 °C


Transformador Ramal Entrada em Baixa Tensão Aparente/Embutido Aterramento do Neutro do Transformador Medição Indireta Caixas

OLTAR Medidor TC
OLTAR Demanda máxima Disjuntor de BT
prevista (kVA) (A)
Potência (kVA) Tensão secundário Material Condutor F Eletroduto Condutor de cobre Eletroduto (mm) N° de fios /
Corrente nominal / TC's Disjuntor Medidor TC, disjuntor e
(V) e N (mm²) (mm) (mm²) corrente máxima Corrente Primário medidor
elementos (A) / 5 A
(A)

5 D ≤ 30 30 220/127 3 x 80 Alumínio - PVC 70 ºC 50 60 25 25 DN GN EN H conjugada


100
6 30 < D ≤ 45 45 220/127 3 x 125 Alumínio - PVC 70 ºC 70 75 35 25 100 DN GN EN H conjugada
7 45 < D ≤ 75 75 220/127 3 x 200 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 50 2 x 60 50 25 DN GN EN H conjugada
8.1 112.5 220/127 3 x 300 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 95 2 x 85 70 25 DN NS EN H conjugada
8.2 75 < D ≤ 112,5 112.5 380/220 3 x 175 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 50 2 x 60 50 25 200 DN GN EN H conjugada
8.3 112.5 440/254 3 x 150 Alumínio - PVC 70 ºC 95 85 50 25 DN GN EN H conjugada
9.1 150 220/127 3 x 400 Alumínio - PVC 70 ºC 3 x 95 3 x 85 95 32 400 FN NS EN H
9.2 112,5 < D ≤ 150 150 380/220 3 x 250 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 70 2 x 75 50 25 4/3 2,5/10 DN NS EN H conjugada
200
9.3 150 440/254 3 x 200 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 50 2 x 60 50 25 DN GN EN H conjugada
10.1 225 220/127 3 x 600 Alumínio - PVC 70 ºC 4 x 95 4 x 85 120 40 FN SC EN H
10.2 150 < D ≤ 225 225 380/220 3 x 350 Alumínio - PVC 70 ºC 3 x 70 3 x 75 95 32 400 FN NS EN H
10.3 225 440/254 3 x 300 Alumínio - PVC 70 ºC 2 x 95 2 x 85 70 32 FN NS EN H
11.1 300 220/127 3 x 800 Alumínio - PVC 70 ºC 4 x 150 4 x 100 120 40 800 M SC EN -
11.2 225 < D ≤ 300 300 380/220 3 x 500 Alumínio - PVC 70 ºC 4 x 70 4 x 75 120 40 FN SC EN H
400
11.3 300 440/254 3 x 400 Alumínio - PVC 70 ºC 3 x 95 3 x 85 95 32 FN NS EN H

Tabela 4: Condutores de alumínio com isolação EPR/XLPE 90 °C


Transformador Ramal Entrada em Baixa Tensão Aparente/Embutido Aterramento do Neutro do Transformador Medição Indireta Caixas

Medidor TC
Categoria Demanda máxima Disjuntor de BT
prevista (kVA) (A)
Tensão secundário Condutor F Eletroduto Condutor de cobre Corrente nominal / Corrente Primário TC, disjuntor e
Potência (kVA) (V) Material e N (mm²) (mm) (mm²) Eletroduto (mm) N° de fios / TC's Disjuntor Medidor medidor
elementos corrente máxima (A) / 5 A
(A)

5 D ≤ 30 30 220/127 3 x 80 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 25 50 25 25 DN GN EN H conjugada


6 30 < D ≤ 45 45 220/127 3 x 125 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 50 60 35 25 100 DN GN EN H conjugada
7 45 < D ≤ 75 75 220/127 3 x 200 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 95 75 50 25 DN GN EN H conjugada
8.1 112.5 220/127 3 x 300 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 70 2 x 60 70 25 DN NS EN H conjugada
8.2 75 < D ≤ 112,5 112.5 380/220 3 x 175 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 70 60 50 25 200 DN GN EN H conjugada
8.3 112.5 440/254 3 x 150 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 70 60 50 25 DN GN EN H conjugada
9.1 150 220/127 3 x 400 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 95 2 x 75 95 32 400 FN NS EN H
9.2 112,5 < D ≤ 150 150 380/220 3 x 250 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 120 85 50 25 4/3 2,5/10 DN NS EN H conjugada
200
9.3 150 440/254 3 x 200 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 95 75 50 25 DN GN EN H conjugada
10.1 225 220/127 3 x 600 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 3 x 95 3 x 75 120 40 FN SC EN H
10.2 150 < D ≤ 225 225 380/220 3 x 350 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 70 2 x 60 95 32 400 FN NS EN H
10.3 225 440/254 3 x 300 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 70 2 x 60 70 32 FN NS EN H
11.1 300 220/127 3 x 800 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 4 x 95 4 x 75 120 40 800 M SC EN -
11.2 225 < D ≤ 300 300 380/220 3 x 500 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 120 2 x 85 120 40 FN SC EN H
400
11.3 300 440/254 3 x 400 Alumínio - EPR/XLPE 90 ºC 2 x 95 2 x 75 95 32 FN NS EN H
TIPO DA REDE

● 1 Rede Compacta Rede Convencional


VOLTAR
VOLTAR
TIPO DA MURETA

● 1 Tipo 1 Tipo 2
Este padrão de mureta permite a utilização da caixa Tipo H.
Deseja utilizar esta caixa? Não 2
Dimensões mínimas: 2

Tipo 3 Tipo 4
VOLTAR
VOLTAR

VOLTAR
VOLTAR