Você está na página 1de 24

QUÍMICA I

CURSO TÉCNICO INTEGRADO – 2019


Profa. Edléia A Ferreira de Sousa – Campus Marabá Industrial
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICAS
• Quando ocorre diferença de eletronegatividade entre dois
átomos de elementos químicos distintos, a ligação entre eles é
predominantemente iônica, ou seja, obtida pela formação de
íons positivos e negativos que permanecem juntos por atração
eletrostática.

• A ligação iônica é sempre uma ligação polar, e a intensidade do


dipolo formado entre os átomos aumenta com o aumento da
diferença de eletronegatividade entre eles.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: ESTABILIDADE
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• OCORRE COM GANHO E PERDA DE ELÉTRONS

• Os metais são elementos que possuem baixa eletronegatividade


(ou alta eletropositividade) e, consequentemente, tendência a
formar cátions.

• É importante observar, porém, que a tendência de um átomo


metálico isolado é permanecer como está, pois para retirarmos 1
elétron de seu nível mais externo, precisamos fornecer uma
energia denominada primeira energia de ionização
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• OCORRE COM GANHO E PERDA DE ELÉTRONS

• Logo, a tendência de os metais formarem cátions só se manifesta


na presença de átomos que tenham tendência a formar ânions,
isto é, de receber elétrons, o que leva à formação de íons de
cargas opostas que se atraem mutuamente.

• Os ametais, ao contrário, são elementos que possuem como


característica principal a alta eletronegatividade e a consequente
tendência a formar ânions.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA

• Um composto iônico é formado por um número mui to grande e


indeterminado de cátions e ânions agrupa dos alternadamente
segundo uma forma geométrica definida – característica de cada
substância iônica –chamada de arranjo.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA UNITÁRIA

• O símbolo do cátion vem antes do símbolo do ânion.

• A fórmula unitária deve mostrar a menor proporção em números


inteiros de cátions e ânions, de modo que a carga total dos
cátions seja neutralizada pela carga total dos ânions (toda
substância é eletricamente neutra).
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA UNITÁRIA

• Como a substância possui carga elétrica total igual a zero, as


cargas elétricas individuais de cada íon não aparecem escritas na
fórmula unitária.

• O número de cátions e de ânions da fórmula é chamado de


índice e deve vir escrito à direita e abaixo do símbolo.

• O índice 1 não precisa ser escrito.


LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA UNITÁRIA

• Sódio Na11 - 1s2 2s2 2p6 3s1 Na+

Na+ + C l – = NaCl
• Cloro Cl17 - 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5 Cl –
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA

• Também podemos representar a fórmula de uma substância


iônica por meio da fórmula de Lewis ou fórmula eletrônica.
• Na fórmula de Lewis representam-se os elétrons de valência dos
íons que formam o composto.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
• FÓRMULA

• Outro exemplo, utilizando como modelo a regra do octeto, de


como se estabelece a ligação iônica entre os elementos químicos
cálcio, 20Ca, e flúor, 9F.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
LIGAÇÕES QUÍMICAS: IÔNICA
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA

• A alta eletropositividade dos metais levou os cientistas a


estabelecer um modelo de ligação química de natureza elétrica
com base na atração entre íons positivos (cátions do metal) e
elétrons semilivres.
• Na ligação entre átomos de um elemento metálico, ocorre
liberação parcial dos elétrons mais externos com a consequente
formação de cátions.
• Esses elétrons liberados são chamados semilivres (ou mesmo
elétrons livres) porque podem se mover dentro da estrutura
metálica, porém não podem abandoná-la.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA

• Os cátions do metal agrupam-se segundo um arranjo geométrico


definido, denominado estrutura cristalina ou célula unitária.

• Os cátions metálicos que formam as células unitárias têm suas


cargas positivas estabilizadas pelos elétrons semilivres, que ficam
envolvendo a estrutura como uma nuvem eletrônica.

• Os elétrons semilivres são dotados de certo movimento, o que


justifica a propriedade que os metais possuem de conduzir
corrente elétrica na fase sólida.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA

• LIGAS METÁLICAS:

• Raramente um metal puro apresenta todas as qualidades


necessárias para determinada aplicação.
• O ferro puro reage facilmente com o oxigênio e é quebradiço, o
magnésio é inflamável e muito reativo, o ouro e a prata são
muito moles, o crômio e o irídio são excessivamente duros.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA
• LIGAS METÁLICAS: Liga metálica é uma mistura de substâncias
cujo componente principal é um metal.
• Aço: ≃ 98,5% de ferro, de 0,5 a 1,7% de carbono e traços de
silício, enxofre e fósforo. Empregado na fabricação das mais
diversas ligas destinadas a diferentes aplicações.

• Aço inox: 74% de aço, 18% de cromo e


8% de níquel. Usado na fabricação de
talheres, utensílios de cozinha,
decoração.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA
• Bronze comum: 90% de cobre e 10% de estanho. Usado na
fabricação de engrenagens, artesanato e objetos de decoração.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA

• Latão amarelo: 67% de cobre e 33% de zinco. Usado na


confecção de tubos, torneiras, decorações.
LIGAÇÕES QUÍMICAS: METÁLICA
• Ouro de 18 quilates: 75% de ouro, 13% de prata e 12% de cobre.
Usado em joalheria, próteses, circuitos eletrônicos de alto
desempenho.
Atividade 6 – 3º BIMESTRE

Livro didático pág. 247

Questões: 2

Copiar e responder