Você está na página 1de 8

Universidade Federal do Ceará

Centro de Tecnologia
Departamento de Engenharia de Teleinformática

Relatório do Projeto de Circuitos Eletrônicos


Semáforo para Travessia de Deficientes Visuais

Equipe:

Gabriele de Sousa Nunes 371809


Janaína de Sousa Brito 371819
Lorena da Silva Medeiros 371831

Professor: Caio Figueredo

Fortaleza – Ceará
02 de fevereiro de 2016
1. Material utilizado

2 x CI 555
1 x CI 7408 (AND)
3 x CI 74HC32 (OR)
5 x LED
3 x resistor 1k​Ω
2 x resistor 10k​Ω
1 x resistor 2,7k​Ω
1 x capacitor 10​μF
2 x capacitor 470​nF
1 x capacitor 1​μF
1 x transistor pnp BC327
1 x transistor npn BC548

2. Descrição do projeto

O projeto integra um semáforo luminoso com sinalização sonora para auxiliar o


tráfego de veículos e a travessia de pedestres com deficiência visual. O objetivo principal do
projeto é proporcionar mais segurança e melhores condições de mobilidade para deficientes
visuais.
A implantação de dispositivos sonoros nos semáforos de vias públicas de grande
movimentação é um direto do pedestre com deficiência visual de acordo com a ​Lei N​o
10.098, de 19 de dezembro de 2000​.

CAPÍTULO III - Parágrafo único. Os semáforos para pedestres instalados em


vias públicas de grande circulação, ou que deem acesso aos serviços de reabilitação,
devem obrigatoriamente estar equipados com mecanismo que emita sinal sonoro
suave para orientação do pedestre. ​(Incluído pela Lei nº 13.146, de 2015)​.

O semáforo deste projeto é subdividido em outros dois: um para pedestres e outro para
veículos. O semáforo destinado a pedestres é composto por um alerta sonoro que se comporta
de duas formas:
1) Contínuo: indicando que o sinal verde está habilitado para pedestres;
2) Sequência de bipes: indicando a proximidade da transição do sinal verde para o
vermelho. Durante a sequência de bipes no semáforo de pedestres, a luz de cor verde
fica piscando continuamente para alertar os pedestres que ainda estão realizando a
travessia que devem apressar-se para concluí-la em segurança.

O semáforo de veículos é sincronizado ao de pedestres de acordo com a Tabela 1:

Semáforo de veículos Semáforo de pedestres Semáforo sonoro

Vermelho Verde Contínuo

Verde Vermelho -

Amarelo Verde-piscante Sequência de bipes


Tabela 1: Relação entre as cores dos semáforos.

Quando o semáforo de veículos está fechado, ou seja, quando está acionada a cor
vermelha para carros, no semáforo de pedestres, a cor verde fica habilitada indicando que a
travessia de pessoas pode ser realizada.

Figura 1: À esquerda, semáforo de veículos com luz vermelha acesa. À direita,


semáforo de pedestres com luz verde acesa.

Antes de haver a transição da cor verde para a vermelha no sinal de pedestres, a luz
verde começa a piscar indicando que o pedestre que estiver realizando a travessia deve
apressar-se para finalizá-la em segurança.

Figura 2: À esquerda, semáforo de veículos com luz vermelha acesa. À direita,


semáforo de pedestres com luz verde-piscante acesa.
A próxima transição a acontecer é da cor vermelha para a verde no sinal de veículos,
indicando que o cruzamento está livre para passagem de carros​. No semáforo de pedestres a
transição acontece da cor verde-piscante para a vermelha, sinalizando que deverão aguardar
até o semáforo de pedestres voltar a ficar verde para poderem atravessar.

Figura 3: À esquerda, semáforo de veículos com luz verde acesa. À direita, semáforo
de pedestres com luz vermelha acesa.

Quando o fluxo de veículo estiver próximo de acabar, haverá a alternância da cor


verde para a amarela no semáforo de veículos, indicando ​que a passagem está prestes a ser
fechada. Enquanto isso, o semáforo de pedestres permanecerá com a luz vermelha acesa,
indicando que a passagem para pessoas ainda não foi liberada.

Figura 4: À esquerda, semáforo de veículos com luz amarela acesa. À direita,


semáforo de pedestres com luz vermelha acesa.

A próxima transição reiniciará o ciclo. O semáforo de veículos fechará, e o de


pedestres acenderá a cor verde indicando que a travessia pode ser realizada.
3. Diagrama de blocos

Figura 5: Diagrama de blocos da interação entre os três semáforos

4. Esquemático do projeto

Figura 6: Esquemático do projeto

O Timer 555 foi utilizado no seu modo astável (como ​oscilador​). No circuito astável
pode-se alterar o tempo Tm (tempo em +Vcc) e o Ts (tempo em 0V).
Figura 7: Forma de onda da saída do Timer 555 no modo astável

Quando o capacitor carrega até (1/3)*Vcc, o 555 dispara pelo trigger e a tensão de saída
vai para +Vcc. Quando chega a (2/3)*Vcc, o 555 corta e a saída vai para 0V. Os tempos Tm e
Ts foram calculados pelas fórmulas abaixo:

Tm=0.7*(R1+R2)*C1 (1)
Ts=0.7*R2*C1 (2)

O Período T da forma de onda quadrada e a frequência f foram calculados pelas


fórmulas a seguir:
T=0.7*(R1+2*R2)*C1 (3)
f=1.4/((R1+2*R2)*C1) (4)

Os valores de ​T e​ ​f para o primeiro 555 foram calculados utilizando os seguintes


valores de resistência e capacitância:
R1 = 1k, R2 = 10k e C1= 10​μF
T=0.7*(R1+2*R2)*C1 = 0,147 segundos
f=1.4/((R1+2*R2)*C1) = 6,802 Hz
Os valores de ​T e​ ​f para o segundo 555 foram calculados utilizando os seguintes
valores de resistência e capacitância:
R1 = 1k, R2 = 10k e C1= 470​nF​;
T=0.7*(R1+2*R2)*C1 = 7,203 ms
f=1.4/((R1+2*R2)*C1) = 138,8 Hz

Para controlar o tempo que cada cor do semáforo ficaria acesa, injetamos os pulsos do
timer 555 no sequenciador 4017. Inicialmente o sequenciador 4017 possui todas as saídas em
nível baixo exceto uma, ou seja, uma saída fica em nível alto enquanto as demais ficam em
nível baixo. Nesta primeira saída teremos uma tensão quase igual à da alimentação e nas
demais 0V. A cada pulso de entrada tem-se uma mudança de estado: a saída seguinte muda
para o nível alto, enquanto a anterior volta para zero, conforme a Figura 8.
Figura 8: Ilustração dos pulsos do sequenciador 4017.

Os quatro primeiros pinos de saída do sequenciador 4017 são os responsáveis por


acender o LED verde do semáforo de carros, para isso foram combinados com portas lógicas
OR. Assim, segundo o funcionamento deste componente, quando qualquer desses pinos
estiver em alto, o LED verde se encontrará aceso.
Apenas um pino, a saber, o quinto, é usado para acender o LED amarelo, isso porque
o tempo que ele permanece aceso é menor que o tempo dos demais.
Os cinco últimos pinos de saída do sequenciador 4017 vão para o LED vermelho do
semáforo de veículos, dos quais os três primeiros são combinados em uma porta lógica OR
para injetar o sinal contínuo no LED verde do semáforo de pedestres. Os dois últimos são
combinados à saída do segundo timer 555 para fazer o LED verde do semáforo do pedestre
piscar indicando que o sinal de veículos está perto de ser aberto novamente.
Esse circuito também influencia na frequência de bipes do sinal sonoro, pois da
entrada do LED verde do semáforo de pedestres sai um sinal que aciona o circuito
amplificador que alimenta o autofalante. O circuito amplificador é composto de dois
transistores, um PNP BC327 e um NPN BC548, capacitores e resistores, dos quais o resistor
de 1kΩ determina a intensidade do som que é emitido pelo autofalante.

5. Conclusão

Durante a realização da montagem deste projeto, foi possível ratificar os conhecimentos


adquiridos durante as aulas teóricas e experimentais. A disciplina de Circuitos Eletrônicos
contribuiu significativamente para o aprendizado acerca de diversos componentes eletrônicos,
entre eles, destacamos: diodos, transistores e amplificadores, dada a importância desses
componentes para projetos eletrônicos, inclusive em hardware de computadores.
6. Referências Bibliográficas

Presidência da República - Casa Civil - Subchefia para Assuntos Jurídicos. ​Lei N​o 10.098,
de 19 de dezembro de 2000.​ Acesso em 14 de janeiro de 2016. Disponível em:
<​http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L10098.htm​>

Secretaria do estado da Casa Civil - Governo do Rio de Janeiro - DETRAN. ​Sinalização


luminosa.​ Acesso em 14 de janeiro de 2016. Disponível em:
<​http://www.detran.rj.gov.br/_documento.asp?cod=1320​>

Wikipédia.​ Semáforo.​ Acesso em 01 de fevereiro de 2016. Disponível em:


<​https://pt.wikipedia.org/wiki/Sem%C3%A1foro​>

Laboratório de Garagem. ​CI 555- Modo Astável (Oscilador)​. Acesso em 01 de fevereiro de


2016. Disponível em:
<http://labdegaragem.com/profiles/blogs/ci-555-modo-astavel-oscilador>

Você também pode gostar