Você está na página 1de 11

TEXTO-BASE DA UNIDADE 5:

PREVENIR E ATUAR COM


AUTORIDADE NA
TENTATIVA DE COLA
Ministério da Educação
Ministro da Educação
Henrique Paim
Chefe de Gabinete
Angelo Vinícius Alves do Nascimento Azevedo Roda
Presidente do Inep
José Francisco Soares
Diretoria de Gestão e Planejamento - DGP
Dênio Menezes da Silva
Diretoria de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais - DTDIE
Francisco Edilson de Carvalho Silva
Coordenação Geral de Aplicação de Exames
Andréia Santos Gonçalves

Equipe de Elaboração do Inep


Ana Ângela de Medeiros Sousa
Nathália Bueno Póvoa
Patrícia da Silva Onório Pereira

Universidade de Brasília
Reitor
Ivan Marques de Toledo Camargo
Vice-reitora
Sônia Nair Báo
Decano de Graduação
Mauro Luiz Rabelo

Centro de Educação a Distância-UnB


Diretora
Profa. Dra. Wilsa Maria Ramos
Coordenadora da Unidade de Pedagogia
Simone Bordallo de Oliveira Escalante
Coordenadora do Curso
Maristela Rossato Projeto gráfico e diagramação
Carla Clen
Gestora Pedagógica
Henrique Lima Meuren
Joeanne Nevez Fraz
Web designer
Gerente do Núcleo de Tecnologia
Felipe Vieira Dantas
Eduardo Diniz
Desenvolvedor de personagem animado
Apoio a gestão de ambiente virtual de aprendizagem
Cristiano Alves de Oliveira
Danilo Santana
Fabiano Rocha Desenvolvedores de jogo educacional
Igor Rafael de Sousa
Gerente do Núcleo de Produção de Materiais
Felipe de Moraes Modesto
Jitone Leônidas Soares
Herman Ferreira Militão de Azevedo
Revisoras de conteúdo Luiggi Monteiro Reffatti
Silvia Almeida Urmila Rafael Benjamin da Silva
Marcela Passos
Desenvolvimento de ambiente virtual
Ilustrador de aprendizagem
Thiago Fagundes Janio Gustavo
Cristiano Silva Gomes Eduardo Gusmão
Texto-base da Unidade 5: Prevenir e atuar com autoridade na tentativa de cola

SUMÁRIO
1. Tipos de tentativa de “cola”................................................................................................................ 4
2. Ao visitar os Locais de Aplicação de Provas......................................................................................... 4
3. Nos dias de aplicação do Exame......................................................................................................... 4
4. Uso de Detector de metais.................................................................................................................. 9
5. Procedimentos ao perceber tentativa de “Cola”................................................................................ 10
ENEM 2014
Prevenir e atuar com autoridade na tentativa de cola

1. Tipos de tentativa de “cola”


Manual: caracterizada por anotações escritas em papel ou em partes do corpo, que
geralmente estão camufladas (escondidas na meia, bolso, calça, roupas íntimas, embala-
gens de alimentos, de chocolates, de sucos, de água etc.).
Eletrônica: pode ser caracterizada por ponto de escuta no ouvido, por aparelho
receptor/transmissor. Exemplos: pontos eletrônicos em caixinha de chiclete, carteira de do-
cumentos, câmera oculta em óculos, canetas e/ou bonés ou qualquer outro acessório de
cabelo ou bijuterias.

2. Ao visitar os Locais de Aplicação de Provas


2.1 Solicitar à escola que retire os cartazes e informações presentes no ambiente es-
colar (sala e corredores) que contenham dados que façam parte de conteúdos
escolares.
2.2 Verificar a distribuição das carteiras nas salas de acordo com a quantidade de par-
ticipantes, observando se as carteiras não ficarão muito próximas umas das outras.

3. Nos dias de aplicação do Exame


3.1 Antes do início do Exame, os chefes de sala/aplicadores devem:

yy Organizar as carteiras nas salas de aplicação do Exame, de maneira que não


fiquem muito próximas umas das outras.
yy Verificar se não há anotações com dados escolares nas paredes e nas carteiras
das salas.
yy Observar, na entrada das salas, a atitude dos participantes: nervosismo (agitação
e inquietude do participante ao ser identificado, ao guardar materiais não
permitidos etc.). Estes participantes requerem maior atenção do chefe de sala
durante toda a realização do Exame.
yy Confrontar a foto do documento de identificação apresentado com a fisionomia
do participante.

4
Texto-base da Unidade 5: Prevenir e atuar com autoridade na tentativa de cola

3.1.1 Vistoria

A vistoria dos objetos é essencial para garantir a segurança da prova. Como men-
cionado anteriormente, a cola pode ser tanto manual quanto eletrônica, e a cada dia tem
aumentado o nível de sofisticação desses artifícios. Portanto, é imprescindível que o chefe
de sala esteja atento em como proceder à vistoria dos seguintes materiais:

yy Artigos religiosos (burca, solidéu etc.) deverão ser revistados caso não possam
ser guardados no envelope porta-objetos e isso deverá ser registrado em ata pelo
chefe de sala.
yy Alimentos trazidos pelo participante. Será solicitado à pessoa que abra e mostre
o conteúdo de sacos e caixas.
yy Rótulos das embalagens de bebidas trazidas pelo participante.

COLA NA CAIXINHA DE SUCO

TINTA DETECTADA SOMENTE COM LUZ NEGRA

5
Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2014

CANETA PRETA DE MATERIAL TRANSPARENTE COM ESCRITAS

RÓTULO ALTERADO

6
Texto-base da Unidade 5: Prevenir e atuar com autoridade na tentativa de cola

7
Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2014

3.2 No início do Exame

yy Os auxiliares de limpeza devem esvaziar todas as lixeiras dos banheiros,


fiscalizarem os arredores dos vasos sanitários, a parte de trás, de dentro e embaixo
das caixas de descarga, os interiores dos ralos e dos porta-papéis, janelas, atrás
das portas, procedimentos estes que devem ser acompanhados e fiscalizados
pelos fiscais de banheiro.

3.3 Durante a realização do Exame:

yy Os auxiliares de limpeza devem, periodicamente (de hora em hora), repetir


os procedimentos solicitados no início do Exame, sob acompanhamento e
supervisão dos fiscais de banheiro.
yy Os chefes e fiscais de sala devem ficar atentos ao participante com atitude
suspeita, tais como:

DD ficar muito tempo parado sem fazer as provas (pensativo);

DD observar constantemente a prova alheia;

DD acompanhar visualmente a localização dos chefes/fiscais de sala


(sempre que possível, o fiscal deve ficar posicionado no fundo da sala
para melhor visualização desse participante);
DD manusear constantemente alimentos e bebidas;

DD produzir ruídos estranhos;

DD solicitar ida ao banheiro constantemente;

DD emitir gestos repentinos;

DD permanecer no banheiro por muito tempo.

8
Texto-base da Unidade 5: Prevenir e atuar com autoridade na tentativa de cola

4. Uso de Detector de metais


Para garantir o sigilo e a segurança das provas do Enem, foi previsto pelo Inep no
Edital n. 12, de 08 de abril de 2014, que, nos dias de realização do Exame, o PARTICIPAN-
TE poderá ser submetido à revista eletrônica nos locais de provas, a qualquer momento,
por meio do uso de detector de metais.
Caso, o PARTICIPANTE recuse, injustificadamente, a ser submetido ao detector de
metais, ele será eliminado do Exame. Alguns casos de justificativa aceitáveis: uso de mar-
ca-passo, mulheres grávidas, deficientes físicos (perna/braço mecânico).
Os detectores de metais serão manuseados pelos fiscais volantes (como em cada
corredor há no mínimo dois fiscais volantes, haverá dois detectores por corredor em cada
escola selecionada). O uso será feito tanto na entrada dos banheiros quanto nas portas das
salas, caso o chefe de sala evidencie algo suspeito confirmado pelo coordenador de local.
O coordenador de local de aplicação deverá designar um fiscal volante do sexo fe-
minino e outro do sexo masculino, pois participantes do sexo masculino só poderão ser
revistados por fiscais do sexo masculino e vice-versa.
No caso de uso do detector de metais, o fiscal volante atuará sempre na presença do
coordenador de local a pedido do chefe de sala da seguinte maneira:

yy falará em voz alta para o Participante: Prezado Participante, conforme previsto


em edital, o(a) senhor(a) será submetido à revista eletrônica por meio do uso de
detector de metais;
yy o fiscal volante pedirá licença ao Participante e manuseará o detector entre o
corpo do Participante (penas/braços/pés/cabeça) sem encostá-lo no corpo;
yy caso seja confirmada a cola, o Participante deve ser encaminhado à sala da
coordenação para preenchimento do Termo de Eliminação do Participante. Se a
cola for eletrônica, o Coordenador de Local deverá chamar a polícia local;
yy caso a cola não seja confirmada, o Coordenador de Local agradecerá a
compreensão do Participante e solicitará que ele retorne para a sala para
conclusão de suas provas.

9
Exame Nacional do Ensino Médio - Enem 2014

5. Procedimentos ao perceber tentativa de “Cola”


O coordenador de local deverá capacitar os fiscais volantes de acordo com esses
procedimentos:

5.1 Os chefes de sala ou fiscais de banheiro devem solicitar o comparecimento do


coordenador de local à sala ou ao banheiro. Cabe ao coordenador de local de
aplicação verificar a procedência do fato.
5.2 Caso seja confirmado algum tipo manual de tentativa de “cola”, o coordenador de
local de aplicação deve convidar o participante a se retirar da sala ou do banheiro
para averiguação, acompanhando-o até a sala de coordenação para registro da
ocorrência em ata, discriminando o item do edital do Exame infringido, dando
ciência ao participante a sua eliminação e, após, solicitar que ele se retire do
local de aplicação das provas.
5.3 Caso seja encontrada tentativa de “cola” do tipo eletrônica, o coordenador de
local de aplicação deve convidar o participante a acompanhá-lo até a sala de
coordenação, a autoridade policial do município deve ser acionada para confir-
mar o fato, assinar o registro da ocorrência em ata feita pelo coordenador, dis-
criminando o item do edital do Exame infringido, dando ciência ao participante a
sua eliminação e, após, solicitar que ele se retire do local de aplicação de provas
acompanhado da autoridade policial até a delegacia para que seja lavrado bole-
tim de ocorrência.
5.4 Nos dois tipos de tentativa de “cola”, o plantão do Consórcio deve ser comunica-
do imediatamente após a confirmação do fato.

10

Interesses relacionados