Você está na página 1de 22

Teste e diagnóstico do Transformador de Potência

Introdução

Vinicius Bardini Data: ___/___/______

© OMICRON Academy Página 1 01 – Introdução


Estrutura da rede elétrica

> Transformadores de potência em uma rede elétrica

Geração Transmissão Consumidor

Transformador elevador Transformador


Distribuição
de potência (PT) rebaixador

© OMICRON Página 2

Ao observar a estrutura da rede elétrica, podemos notar que os transformadores de potência são um ativo elementar na grade
da rede. Sua função principal, entre outras, é elevar e rebaixar a tensão para fins de transmissão. Você pode perceber a
importância de uma operação sem interrupções, visto que panes inesperadas podem ter resultados desastrosos. Além disso, os
transformadores de potência não são itens em estoque prontamente disponíveis para as companhias elétricas no caso de uma
pane. A manutenção e as revisões devem ser planejadas com antecedência.

© OMICRON Academy Página 2 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

© OMICRON Página 3

Um transformador de potência é um ativo bastante complexo que consiste de vários componentes, que serão discutidos em
mais detalhes adiante. Muitos componentes podem influenciar muito no desempenho e na operação. Defeitos pequenos podem
causar panes após algum tempo. Há muitos componentes que precisam passar por manutenção frequente para garantir uma
operação tranquila.

© OMICRON Academy Página 3 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência
Buchas

> Rupturas parciais entre camadas


capacitivas em níveis, rachaduras no
isolamento colado por resina
> Envelhecimento e umidade
> Conexão de derivação de medição
aberta ou comprometida
> Descargas parciais no isolamento
> Perda de óleo em uma bucha
preenchida com óleo

© OMICRON Página 6

Ao analisar os diferentes componentes, vamos começar com as buchas de alta tensão. Uma bucha é o componente para
alimentar o condutor elétrico, que é o potencial de alta tensão, por meio do tanque do transformador aterrado. Além disso,
precisam reduzir a intensidade de campo elétrico das peças de alta tensão para as peças aterradas ao redor.

Veja uma lista de defeitos comuns acima conforme a tecnologia de isolamento (à base de resina ou impregnação à base de
óleo). O motivo para todos esses defeitos será discutido em detalhes em um estágio posterior.

© OMICRON Academy Página 6 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

Isolantes

> Umidade em isolamentos sólidos


> Envelhecimento, umidade,
contaminação de fluidos de isolamento
> Descargas parciais

© OMICRON Página 7

O sistema de isolamento interno em transformadores submersos em líquido consiste em óleo de isolamento altamente refinado
e celulose na forma de papel de isolamento seco, cartão comprimido e, às vezes, material natural (selecionado). Várias
influências, como térmico, envelhecimento químico, estresse mecânico ou elétrico e até mesmo problemas de proteção, podem
afetar a vida útil esperada no ciclo de vida de um transformador. Veja acima alguns motivos comuns, que também serão
discutidos mais adiante.

© OMICRON Academy Página 7 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

Condutores

> Problemas de contato


> Deformação mecânica

© OMICRON Página 8

Cabos de conexão estabelecem uma conexão entre os enrolamentos derivados de cada fase e o comutador de derivação.
Problemas de contato e deformações mecânicas são possíveis falhas.

© OMICRON Academy Página 8 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

Comutador de Taps sob carga (OLTC)

> Problemas de contato (desgaste,


coqueamento) no seletor de derivação
e no switch de derivação
> Conexões com circuito aberto ou de
alta resistência no OLTC
> Repique do contato e tempo de
comutação, sincronização entre as
fases
> Resistores de transição interrompidos
> Problemas de contato no comutador de
derivação desenergizado (DETC)

© OMICRON Página 9

Um Comutador de tap sob carga é usado para regulagem de tensão, mantendo a tensão secundária (nível de distribuição)
estável no caso de aumento e redução do consumo de energia. Uma vez que é impraticável desligar o transformador sempre
que a tensão precisa ser regulada, a comutação de derivação deve ser feita sem interrupção (contatos do tipo "fechar antes de
abrir") em condições de carga, o que gera o nome de Comutador de taps sob carga. O comutador de taps costuma ser colocado
em um compartimento separado dentro ou anexado ao tanque principal dos transformadores de potência.

Os OLTCs podem ser encontrados em enrolamentos de alta tensão e de baixa tensão (principalmente nos EUA), dependendo
dos requisitos do cliente. Os motivos mais comuns para os problemas são apresentados acima e discutidos mais adiante.

© OMICRON Academy Página 9 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

Enrolamentos

> Curtos-circuitos entre enrolamentos ou


entre espiras
> Curtos-circuitos de fio a fio
> Circuitos abertos em fios paralelos
> Curto-circuito ao aterramento
> Deformação mecânica
> Problemas de contato, circuitos abertos

© OMICRON Página 10

Os enrolamentos no transformador de potência consistem em condutor (cobre ou, muitas vezes, alumínio) isolado com papel de
isolamento. Enrolamentos únicos são colocados concentricamente em torno de cada membro ou perna do núcleo do
transformador, em que o enrolamento de baixa tensão está localizado na parte interna e o enrolamento de alta tensão na parte
externa. Espaçadores radiais e barreiras permitem a circulação de óleo de isolamento entre o enrolamento, enquanto barreiras
também previnem a criação de cadeias de fibras soltas (devido ao envelhecimento do isolamento de papel), o que levaria a uma
maior condutividade e possíveis panes do isolamento entre os enrolamentos.

Consulte acima uma lista rápida de defeitos comuns relacionados aos enrolamentos do transformador.

© OMICRON Academy Página 10 01 – Introdução


Componentes de um transformador de potência

Núcleo

> Deformação mecânica


> Aterramento de núcleo flutuante
> Laminados do núcleo em curto

© OMICRON Página 11

Os transformadores de potência têm núcleos de ferro feitos de aço laminado empilhado. As laminações são revestidas com
materiais isolantes para reduzir as correntes de Foucault e proporcionar resistência à corrosão. Além da deformação mecânica,
um aterramento de núcleo flutuante e laminados com núcleo em curto são motivos possíveis para problemas com núcleos do
transformador.

© OMICRON Academy Página 11 01 – Introdução


Falhas do transformador

© OMICRON Página 12

Falhas do transformador podem ser catastróficas. Podem causar grandes faltas de energia, perda da oportunidade de venda de
energia, impactos ambientais e grandes custos para trabalho de reparo e reconstrução.

Panes de transformadores de potência podem ter consequências graves, como incêndio perigoso (exemplos acima) devido às
altas temperaturas e aos componentes inflamáveis (por exemplo, óleo de isolamento). Outros danos na subestação podem
ocorrer em consequência, causando grandes danos e interrupção do abastecimento de energia.

© OMICRON Academy Página 12 01 – Introdução


Falhas do transformador

> Post mortem

© OMICRON Página 13

Alguns exemplos mostram o resultado de grandes falhas do transformador "post mortem".

© OMICRON Academy Página 13 01 – Introdução


Falhas do transformador

> Post mortem

© OMICRON Página 14

© OMICRON Academy Página 14 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 1: ruptura do enrolamento de LV

Enrolamento de HV removido Falha no lado de baixa tensão na fase /X1

© OMICRON Página 15

Todos os exemplos a seguir fazem parte de medições e serviços feitos pela OMICRON nos últimos anos.

O primeiro exemplo revela uma pane de um enrolamento de baixa tensão na fase X1 depois da remoção do enrolamento de alta
tensão da mesma fase. O defeito poderia ser detectado anteriormente realizando medição da resistência do enrolamento.
Motivos para defeitos do enrolamento podem ser correntes de sobretensão ou curto-circuito altas, que, às vezes, não afetam
inicialmente o desempenho. Áreas danificadas (em curto ou interrompidas) causam perdas maiores no enrolamento e levam a
um aumento da temperatura do óleo nesse ponto em particular. Isso costuma influenciar a capacidade de resfriamento e
isolamento.

© OMICRON Academy Página 15 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 2: pane do cabo de conexão em paralelo

Transformador aberto Falha nos cabos de contato na fase X3


(lado de baixa tensão)

© OMICRON Página 16

No segundo exemplo, uma alta concentração de hidrogênio (H2), metano (CH4), etano (CH6) e outros componentes pode ser
observada na análise de gás dissolvido. A medição da resistência do enrolamento realizada depois mostrou alta resistência na
fase X3 em comparação a outras fases. Abrir o transformador e remover a parte ativa em uma oficina mostrou uma pane em um
dos condutores paralelos dessa fase em particular.

© OMICRON Academy Página 16 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 2: pane do cabo de conexão em paralelo

© OMICRON Página 17

Imagem ampliada do defeito anterior do cabo de conexão em paralelo na fase X3.

© OMICRON Academy Página 17 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 3: defeito no Comutador de taps sob carga (OLTC)

© OMICRON Página 18

Outra investigação de falha em um transformador de 30 MVA mostrou um defeito no Comutador de taps sob carga (OLTC)
neste terceiro exemplo. Alta concentração de metano C2H4 (etileno) e C2H6 (etano) pode ser observada na análise de gás
dissolvido (DGA) anterior, o que leva à conclusão de grave superaquecimento e formação de arco.

Uma pane mecânica causou um deslocamento dos contatos e rachaduras no compartimento do OLTC, que levou a uma forte
formação de arco no comutador de derivação e a uma entrada de gases dissolvidos no tanque principal, causando alta
concentração de gás no óleo do transformador.

© OMICRON Academy Página 18 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 3: defeito no Comutador de taps sob carga (OLTC)

© OMICRON Página 19

Imagem ampliada dos defeitos mostrados anteriormente no Comutador dde taps sob carga (OLTC) e dos danos no
compartimento.

© OMICRON Academy Página 19 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 4: defeito na bucha RBP de 123 kV na fase H2

DF/PF
varredura de frequência
8.0%
7.0%
A
6.0%
5.0%
4.0% B
3.0%
2.0%
C
1.0%
0.0%
100.0Hz

150.0Hz

200.0Hz

250.0Hz

300.0Hz

350.0Hz

400.0Hz

450.0Hz
50.0Hz
0.0Hz

© OMICRON Página 20

No quarto exemplo, uma bucha de 123 kV RBP de fase H2 mostrou alto fator de potência/dissipação na fase H2 em
comparação às suas fases vizinhas.

© OMICRON Academy Página 20 01 – Introdução


Possíveis razões para falhas

> Exemplo 4: defeito na bucha RBP de 123 kV na fase H2

© OMICRON Página 21

As imagens acima mostram a bucha desmontada com o isolador de porcelana removido em uma oficina. Entrada de água,
através de uma gaxeta com defeito, causou alta atividade de descarga parcial ao longo da superfície do isolamento de papel.
Por sorte, a bucha então pode ser removido e substituído por uma bucha de reposição de modo relativamente rápido antes que
uma grande pane ocorresse.

© OMICRON Academy Página 21 01 – Introdução


Estatísticas de falha do transformador

> ISH: Avaliação da confiabilidade do transformador de potência


Análise de localização da falha com base em 112 falhas importantes entre
2000 e 2010

4%
7%
1% Comutadores
1%
34% Enrolamentos
9%
Buchas

Conexões
12%
Aterramento

Resfriamento

32% Núcleo / Circuito


magnético
Outros

Fonte: Avaliação da confiabilidade do transformador de potência; ISH 2011


Análise do local de falha baseada em 112 falhas importantes entre 2000 e 2010

© OMICRON Página 23

Como vimos em exemplos anteriores, há componentes específicos que geralmente são a causa das panes. Foi observada uma
tendência no gráfico acima em que enrolamentos, comutadores de derivação e isoladores de travessia são os principais motivos
para indisponibilidades.

Resumo: Nessa contribuição, são apresentados os resultados de uma pesquisa de dados de falha de 20 companhias elétricas
na Alemanha, na Suíça, na Áustria e na Holanda com base em um questionário desenvolvido recentemente. O conjunto de
transformadores investigados cobre mais de 23.800 unidades-anos e revela uma taxa de falha de 0,3% para 110 kV e 0,6%
para 220 kV. Além disso, mostra 380 kV para falhas importantes, o que é uma estatística de falha considerável para um
transformador com menos de 30 anos. O comutador de derivação e os enrolamentos têm, cada um, um terço dos componentes
principais que levam a falhas importantes.

© OMICRON Academy Página 23 01 – Introdução


Estatísticas de falha do transformador

> CIGRE WG A2.37: Estatísticas de falha do transformador


22.000 transformadores de rede elétrica com 150.000 anos de serviço

0%
Current transformer

Winding
31%
Lead exit
38%
Insulation

Electrical screen

Bushings

Core / magnetic circuit


1%
1%
0% Flux shunts
3%
Tank
6% Cooling unit
2%
1%
17% Tap Changer

Fonte: "DEVELOPMENT AND RESULTS OF A WORLDWIDE TRANSFORMER


RELIABILITY SURVEY" CIGRE SC A2 COLLOQUIUM 2015, Shanghai
© OMICRON Página 24

Outro estudo do grupo de trabalho CIGRE, WG A2.37, foi apresentado na brochura de número 261. A relação de falha é
levemente diferente, mas, em geral, a mesma tendência pode ser observada, em que defeitos em enrolamentos, comutadores
de derivação e isoladores de travessia são as principais causas de falhas do transformador.

© OMICRON Academy Página 24 01 – Introdução


Conheça as condições do seu transformador de potência

Influências negativas
> Térmicas
Sobrecarga, superaquecimento, condições
ambientais, etc.
> Influências elétricas
Picos de comutação, raios, sobretensões,
correntes de curto-circuito, etc.
> Envelhecimento
Umidade, ácidos, oxigênio, contaminação,
vazamentos, etc.
> Impactos mecânicos
Estresse por curto-circuito, danos no transporte
ou atividade sísmica, etc.
Teste e medidas corretivas
> Manutenção de componentes auxiliares
Comutadores de taps, sistema de resfriamento,
respirador, etc.
> Recondicionamento do isolamento
Secagem, tratamento de óleo, troca de óleo, etc.
> Substituição de peças
Buchas, pára-raios, bombas e ventiladores, etc.

© OMICRON Página 28

Como todo ativo na rede elétrica, os transformadores de potência têm uma vida útil esperada. Influências negativas, como
estresse térmico, ambiental, mecânico ou elétrico, provocam grave redução da vida útil.
Para prevenir as panes/indisponibilidades de transformadores de potência mencionadas, a manutenção regular ou
periódica é vital.

© OMICRON Academy Página 28 01 – Introdução

Você também pode gostar