Você está na página 1de 2

arg=21!kN:m3!(argamassa!de!cimento!e!

areia)
e"#=!3!cm!(espessura)
gcp=21.0,03=0,63!kN:m2
Revestimento inferior:
greb= arg.ereb
arg=19!kN:m3!(argamassa!de!cimento,!areia!e!cal)
e"#=!2!cm!(espessura)
greb=19.0,02=0,38!kN:m2
Revestimento cerâmico:
grev= cer.erev
cer=18!kN:m3!(peso!específico!do!piso)
e$%&=!1!cm!(espessura)
grev=18.0,01=0,18!kN:m2
Paredes:
Como se trata de uma laje bidirecional, o peso da parede será distribuído
uniformemente sobre a laje. O mesmo processo feito na laje 4, é feito aqui.
gpar=!
Vpar. par
lx.ly
gpar=!
(5,32.0,15.2,72).18
4,17.6,62
!=!1,42!kN:m2
47
Total da carga permanente:
g"=4,86"kN/m2
. Laje 7:
Peso próprio:
gpp=!conc.h
!conc=25 kN/m3
h=0,07 m
gpp=25.0,07=1,75 kN/m2
Peso de contra-piso:
gcp=!arg.ecp
!arg=21 kN/m3 (argamassa de cimento e areia)
e"#= 3 cm (espessura)
gcp=21.0,03=0,63 kN/m2
Revestimento inferior:
greb=!arg.ereb
!arg=1: kN/m3 (argamassa de cimento, areia e cal)
e"#= 2 cm (espessura)
greb=1:.0,02=0,38 kN/m2
Revestimento cerâmico:
grev=!cer.erev
!cer=18 kN/m3 (peso específico do piso)
e$%&= 1 cm (espessura)
grev=18.0,01=0,18 kN/m2
Paredes:
Não há carga de paredes para esta laje.
Total da carga permanente: g =2,:4 kN/m2
48
7.6.2 Carga acidental
São definidas em função da utilização das lajes.
. Laje 4:
q = 1,5 kN/m2 (dormitório)
. Laje 6:
Como esta laje tem utilização para sala, cozinha, banheiro e área de
serviço, será adotado o maior valor estabelecido pela norma, a favor da
segurança.
q = 2,0 kN/m2
. Laje 7:
q = 2,0 kN/m2 (Corredores sem acesso ao público)
7.7 Estado Limite de Deformação Excessiva (ELS-DEF)
7.7.1 Determinação dos momentos de serviço
Os momentos máximos positivos e negativos nas lajes bidirecionais, por
unidade de comprimento, são calculados pelas seguintes equações:
Mx= x. p.lx
2
100
My= y. p.lx
2
100
M’x= ’x. p.lx
2
100
M’y= ’y. p.lx
2
100
Para a determinação dos coeficientes, foram utilizadas tabelas de Bares
retiradas de Carvalho e Figueiredo (2012), que listam os coeficientes de acordo
com a relação entre vãos e o caso de vinculação adotado.
Já nas lajes unidirecionais é considerado de maneira simplificada que o
momento atuante seja integralmente na direção do menor vão, de maneira que
a laje deverá supostamente ser como uma viga de um metro de largura
constante. Na direção secundária os momentos fletores não serão
considerados.
Com essas considerações, tem-se:
. Laje 4:
Conforme visto anteriormente, esta laje se encontra no Caso 8, e tem o
valor de !=1,63. Por interpolação, os coeficientes obtidos foram:
x=3,92 y=1,39" ’x=8,18 ’y=5,64

Você também pode gostar