Você está na página 1de 2

Excel VBA: o que é e como funciona Entenda o que é e para que serve o Excel VBA, além de

entender o funcionamento e layout do ambiente Visual Basic for Applications. Assim como nós nos
comunicamos através de um idioma, os softwares também possuem sua maneira de comunicar com
o usuário. Essa comunicação, no caso do Microsoft Office, é feita através da linguagem de
programação em VBA. Mas se você deseja aprender essa linguagem, não precisa se desesperar, pois
a linguagem VBA é mais fácil de ser aprendida do que um novo idioma, por exemplo, e basta um
pouco de empenho e dedicação. E aí, você sabe o que significa VBA? VBA é uma sigla inglesa que
significa Visual Basic for Applications. E se você quer saber exatamente o que é o Excel VBA, para
que ele serve e como utilizar, não deixe de conferir esse post. Se você está a procura de mais
conhecimentos sobre o Microsoft Excel, aqui está a sua oportunidade de adquirir um material rico
em informações que vão te ajudar nessa busca! A Voitto disponibiliza o Ebook gratuito com os
“Primeiros passos no Excel”. Então, não perca essa oportunidade e clique na imagem para baixar o
arquivo: Agora, vamos lá! O que é Excel VBA? O Microsoft Excel conta com uma linguagem
muito poderosa chamada Visual Basic for Applications, que permite resolver os problemas mais
facilmente e explorar recursos adicionais do programa. Ensinar ao Excel, através da gravação de
macros é um método fácil de construir uma Macro, no entanto possui suas limitações. Uma vez que
uma Macro nada mais é do que um tipo de programa escrito em Excel VBA, por que não a tratar
como tal e dirigir-se a seu código, alterando-o de forma a melhorar a sua e?ciência ou a corrigir
problemas? É possível ainda, criar desde sua raiz, aproveitando todo o poder de uma linguagem tão
eficaz como o VBA. Vamos então nos dirigir para esse ambiente de programação e aprender
mais? Conhecendo o editor do Excel VBA As observações, testes e modificações dos códigos dos
procedimentos VBA são feitas num ambiente de programação conhecido como Visual Basic Editor
(VBE) do Excel, um ambiente de interface amigável ao usuário. Nele, também podemos escrever os
nossos procedimentos (Macros e funções) a partir do zero, isto é, sem a utilização do gravador de
Macros. Os procedimentos VBA desenvolvidos no VBE tornam-se parte da pasta na qual eles foram
desenvolvidos, e quando a pasta é salva, os componentes do projeto (Macros, módulos, userforms)
são salvos ao mesmo tempo. Como acessar o ambiente Excel VBA? Para o uso do VBA e do VBE
é preciso, assim como em outras funções mais avançadas do Excel, habilitar a guia desenvolvedor.
Para isso, basta clicar na Guia Arquivo > Selecionar o botão “Opções” > Personalizar Faixa de
Opções, e selecionar o desenvolvedor como mostrado a seguir: Feito isso, basta acessar a Guia
Desenvolvedor no menu da planilha Excel, e em Código selecionar Visual Basic. Dessa forma,
aparecerá para você uma nova janela, como mostrado a seguir. Esta janela é dividida em três
grandes áreas: Projeto – VBAProject, Propriedades e a Janela de Edição de Texto (lado direito da
ilustração). A seguir, separei uma sucinta explicação de cada um desses ambientes.
Confira! Projetos – VBA Project Esta janela se localiza no canto superior esquerdo da tela. Traz
um agrupamento dos elementos de programação do Excel. A princípio, iremos focar apenas no
conjunto “Módulos”, que agrupa os códigos tanto das Macros gravadas como escritas
manualmente. Propriedades Presente logo abaixo da janela Projetos. Agrupa as propriedades do
elemento selecionado e serve como dica para trabalharmos com essas características dentro dos
nossos códigos. Janela de Edição A janela de edição surgirá no espaço em cinza. A partir da tela
de projetos, selecione e abra a pasta “Módulos” (repare que dentro desta já há um objeto chamado
“Módulo 1”), onde as Macros gravadas são salvas. Dê um duplo clique neste e a terceira janela
abrirá, revelando o código gerado a partir da gravação da Macro que já fora criada anteriormente.
Caso você tenha aberto um arquivo Excel do zero e ainda não tenha gravado nenhuma macro, essa
janela aparecerá em branco. A janela de edição nos permite, portanto, criar e editar códigos
diretamente no Visual Basic, facilitando a leitura, estruturação e organização dos
mesmos. Funcionamento do Excel VBA Como já disse anteriormente nesse artigo, entendemos
por código de Macro como uma linguagem onde traduzimos todos os nossos anseios de forma que o
computador os entenda. Por exemplo, imagine que você contratasse um bom engenheiro indiano
para lhe auxiliar em um grande projeto de melhorias, e que você mesmo tivesse que treiná-lo, de
modo a realizar as tarefas necessárias ao andamento deste projeto. Primeiramente você verificaria
qual linguagem o engenheiro tem aptidão, e constatando que ele entende muito bem o inglês, então
passariam a adotar esta linguagem como padrão para suas conversas, não é mesmo? Pois bem, com o
computador não é diferente. Ele também segue essa mesma lógica para o funcionamento. Cada
programa é construído seguindo uma linguagem e podemos tranquilamente classificar as Macros
como pequenos programas. Assim sendo, para que o computador possa entender estes novos
programas, precisamos escolher uma linguagem que ele entenda. Em sua maioria, a linguagem do
Visual Basic se aproxima do inglês, portanto, o conhecimento desse idioma torna mais simples e
intuitivo o aprendizado dos comandos utilizados nos códigos e pode te ajudar nesse
momento. Criando Macros no Excel VBA Quando se grava uma Macro no Excel, este tem um
comportamento em background que realiza a respectiva codificação para Visual Basic for
Applications. Cada Macro que se cria tem um comportamento concreto e autônomo em relação à
outras Macros implementadas, e tem como objetivo executar um determinado número de instruções
que respondam às exigências do utilizador. Cada Macro criada dá origem a um procedimento ou
rotina. E existem dois tipos de rotinas: sub-rotinas e funções. Vamos a elas? Sub-rotinas As sub-
rotinas são aquelas cuja definição é delimitada pelas palavras-chave Sub e End Sub. Assim, se
reparar, toda a Macro gravada no Excel é deste tipo. veja a estrutura na imagem a seguir. Estas
sub-rotinas são designadas pelo nome que lhe atribuímos e não recebem parâmetros do exterior,
diferentemente do que acontece com as funções. Mas essa rotina veremos no tópico a seguir. As sub-
rotinas têm como função desempenhar um conjunto de tarefas que compõem o seu corpo. O corpo
da Macro, é assim composto por um conjunto de instruções, sendo que cada instrução diferente
necessita de estar numa linha diferente. Funções Funções são rotinas cuja definição começa com a
palavra-chave Function e termina com as palavras End Function. Muito similar à rotina anterior, não
é mesmo? Todas as funções que utilizamos no Excel são deste tipo de rotina. A sua definição tem a
estrutura seguinte. Como você pôde observar, nesse caso de rotina, se faz necessário um
transporte de parâmetros para que a função seja executada corretamente. Saiba mais! Existem, é
claro, inúmeras funções e formas de se programar, e ficaria inviável mencioná-las aqui. E é por isso
que nós do Grupo Voitto criamos o curso de VBA aplicado a negócios. Este treinamento é
conduzido com base na construção lógica de algoritmos, evidenciando mais de 30 recursos e
comandos para criação de sistemas automatizados em Excel VBA por meio da realização de mais de
20 exemplos e exercícios de várias indústrias. Ao término desse curso, você será capaz de montar
algoritmos no ambiente VBA para construção de sistemas operacionais, bem como desenvolver
estruturas de controle e de repetição para replicar comandos rotineiros.

Leia mais em: https://www.voitto.com.br/blog/artigo/excel-vba