Você está na página 1de 3

Teoria de Aprendizagem 9

de Ausubel
Desenvolvimento do adolescente - 4º semestre

Diferenciação progressiva
Quando um novo conceito ou proposição é aprendido por subordinação, i.e, por um
processo de interação e ancoragem em um conceito subsunçor, este também se
modifica. A ocorrência desse processo uma ou mais vezes leva à diferenciação
progressiva do conceito subsunçor.
Na verdade, este é um processo quase sempre presente na aprendizagem
significativa subordinada.
Reconciliação Integrativa
Por outro lado, na aprendizagem superordenada (ou na
combinatória), idéias estabelecidas na estrutura cognitiva podem,
no curso de novas aprendizagens, ser reconhecidas como relaciona-
das. Assim, novas informações são adquiridas e elementos existen-
tes na estrutura cognitiva podem reorganizar-se e adquirir novos
significados. Esta recombinação de elementos previamente existen-
tes na estrutura cognitiva é referida por Ausubel como
reconciliação integrativa.

Ainda sobre:
Esses são, portanto, dois processos relacionados que ocorrem
durante a aprendizagem significativa, o primeiro (diferenciação pro-
gressiva), mais ligado à aprendizagem subordinada, e o segundo (re-
conciliação integrativa), às aprendizagens superordenada e
combinatória. No fundo , toda aprendizagem que resultar em reconci-
liação integrativa resultará também em diferenciação progressiva
adicional de conceitos e proposições, isto é, a reconciliação integrativa
é uma forma de diferenciação progressiva da estrutura cognitiva que
ocorre na aprendizagem significativa.
Teoria de Aprendizagem 10

de Ausubel
Desenvolvimento do adolescente - 4º semestre

o processo instrucional segundo uma


abordagem ausubeliana
 O primeiro e mais importante fator cognitivo a ser considerado
no processo instrucional é a estrutura cognitiva do
aprendiz no momento da aprendizagem.

Papel do Professor A estrutura cognitiva,


1) Identificar a estrutura conceitual e proposicional da
matéria de ensino, isto é, identificar os conceitos e
no entanto, pode ser
princípios unificadores,
inclusivos, com maior poder explanatório e
influenciada de duas
 propriedades integradoras, e organizá-los maneiras:
hierarquicamente de modo que, progressivamente, 1) substantivamente: pela apresentação,
abranjam os menos inclusivos até chegar aos ao aprendiz,
exemplos e dados específicos. deconceitos e princípios unificadores e
inclusivos,
2. Identificar quais os subsunçores (conceitos, com maior poder explanatório e
proposições, idéias claras, precisas, estáveis) relevantes propriedades integradoras;.
à aprendizagem do conteúdo a ser ensinado, que 2)programaticamente: pelo emprego de
o aluno deveria ter em sua estrutura cognitiva métodos adequados de apresentação
para poder aprender significativamente este conteúdo do conteúdo e
utilização de princípios programáticos
3. Diagnosticar aquilo que o aluno já sabe; determinar, apropriados na organização
dentre os subsunçores especificamente relevantes  sequencial da matéria de ensino.
(previamente identificados ao "mapear" e organizar a
matéria de ensino), quais os que estão
disponíveis na estrutura cognitiva do aluno.
 4. Ensinar utilizando recursos e princípios que facilitem a aquisição da estrutura conceitual da matéria de
ensino de uma maneira significativa.  A tarefa do professor aqui é a de auxiliar o aluno a assimilar a
estrutura da matéria de ensino e organizar sua própria estrutura cognitiva nessa área de conhecimentos,
por meio da aquisição de significados claros, estáveis e transferíveis. 
Teoria de Aprendizagem 10

de Ausubel
Desenvolvimento do adolescente - 4º semestre

Como sabemos  que ocorreu uma 


aprendizagem significativa?

1) Clareza: significados claros


2) Precisão: ao falar sobre o conceito
3) Diferenciação: saber diferenciar o
conteúdo
4) Transferência: conseguir transmitir as
informações do conteúdo

Anotações: