Você está na página 1de 41

Sumário

Introdução a esse livro ...................................... 1


Sobre o trem. .................................................... 4
Seja Forte ......................................................... 5
Tarefa 1........................................................... 7
O remédio necessário. ...................................... 9
Possíveis Colaterais da Maturidade ............... 11
Tarefa 2:........................................................ 15
Sobre a primeira verdade: Você controla muito
pouco. Aceite que dói menos. ........................ 16
Sobre a segunda verdade: Nem o mundo nem
ninguém te deve absolutamente nada. .......... 26
Tarefa 4......................................................... 28
Sobre a terceira verdade: Somos infelizes
porque nos comparamos. ............................... 30
Tarefa 5 - Vamos fazer um exercício rápido: 31
Sobre a quarta verdade: Pare de ignorar a
natureza das coisas. ....................................... 33
Tarefa 6 – Vamos pensar sobre a morte? .... 34
Considerações Finais. .................................... 36
Sobre o Autor .................................................. 38
Aviso de Copyright .......................................... 39
Introdução a esse livro

Por muito tempo eu busquei gerar conteúdos na internet de motivação a


autoajuda. Lá trás quando eu entrei para esse mundo de desenvolvimento
humano eu fui atingido por aquele efeito UAL que quase toda pessoa que vai a
um treinamento, palestra ou se depara com esse mundo de início passa.

Tudo era questão de crenças limitantes ou um mindset apequenado.

Fome no mundo? Crença limitante meu velho...

Sua mulher te deixou? Seu mindset está “over” ...

Está acima do peso? Crença de desmerecimento com mindset de bala


Juquinha...

Risadas? Pois é... acho que entendo o porquê o mercado do desenvolvimento


humano e conteúdos motivacionais está sendo banalizado.

Com o tempo eu percebi que na realidade, se desenvolver realmente envolve


muito mais do que motivação e “uhuuul”, ou seja, se desenvolver é muito mais
do que um estado emocional momentâneo. Na vida real a vida pode ser muito
cruel e você pode torná-la mais cruel ainda de acordo como modo que encara
tudo isso.

Quase sempre alguns problemas não podem ser resolvidos de forma tão
superficial. Quase sempre não é apenas mudar o seu arsenal mental e suas
crenças que tudo se tornará um completo arco íris. Não, isso não vai rolar.

Claro que a mente é o ponto central sempre para que qualquer mudança
relevante aconteça na sua vida e é por isso mesmo que conteúdo motivacional
não fará você viver o seu processo de desenvolvimento real e sabe por quê?
Porque não serve para você.

1
O conteúdo de autoajuda sempre busca te dar uma receita de bolo para a
produtividade, para a felicidade, para a extrema eficácia ou para os
relacionamentos perfeitos. Experimente entrar em uma livraria no aeroporto... é
só isso que tem lá, só que como eu disse NÃO SERVE PARA VOCÊ e muito
provavelmente não serve para quase ninguém de uma maneira profunda e
efetiva.

Claro que se você acordar as 5:00 a.m., colocar uma meditação guiada que faça
você forçar sorrisos enquanto pensa em pôneis saltitantes pode funcionar para
muita gente passar o resto do dia mais feliz, leve, presente, e talvez sirva para
alguns desses livros como um dos passos para a felicidade ou eficácia suprema.
Mas será que isso é realmente te fará evoluir?

Ser feliz, mais forte, mais maduro, mais flexível, mais resiliente e auto
responsável nada tem a ver com você conseguir tomar um banho gelado. A
ligação é extremamente indireta. Essas fórmulas descritas em livros ou dadas
em vídeo do Youtube não levam em conta a verdadeira estrutura do ser humano
que as consomem.

Dito isso, meu objetivo com esse e-book além de captar seu e-mail e me
relacionar com você (tem marketing nisso) é te mostrar alguns caminhos para
que de fato você amadureça como um ser humano. Sem receitinha pronta, mas
com uma base sólida e estrutural.

Talvez você considere meu conteúdo de certa forma “Desmotivacional” e de fato


ele é. Eu vou abordar a vida como ela é, sem todo esse marketing social ou
hipocrisia que insistimos em levar a vida e que nos transformam em manada.
Desmotiva, desconstrói e de certa forma dói e é meu dever te avisar isso logo no
começo e completar com o questionamento:

Você quer realmente evoluir? Quer se tornar uma pessoa melhor e aumentar o
seu poder pessoal? Quer se reformar e de certa forma reformar as pessoas que
convivem com você? Quer aumentar as chances e possibilidades de vencer
nessa sua vidinha (relaxa a minha também é “inha”)?

2
Ótimo, se a resposta for sim. Se for não, talvez os conteúdos motivacionais ainda
te abasteçam por uns anos...

Agora temos uma outra questão: Você quer se desenvolver, mas, e o processo
de desenvolvimento, você quer viver?

3
Sobre o trem.

Você já se sentiu como se fosse se estivesse um trem desgovernado em rota de


colisão, só que impossibilitado de assumir o controle e colocá-lo na rota correta?

Eu tenho uma ótima notícia para você, você não se sente nesse trem, você ESTÁ
NESSE TREM.

Esse trem está em rota de colisão, ele vai se


arrombar todo e existem poucas coisas que você
possa fazer. Entre elas eu trouxe hoje aqui um
conteúdo que pode te ajudar a finalmente
assumir a sala de controle desse trem, finalmente
colocar ele numa rota mais interessante na sua
jornada que seja mais satisfatória a você. Se
você está aqui acredito que você queira isso.

Só que temos um probleminha. Eu não tenho


certeza se você realmente quer isso. Assumir o controle desse trem significa
lagar um bucado de convicção apequenadas para trás e acordar pra vida real, a
vida como ela realmente é em sua totalidade. De verdade não tenho certeza se
você quer isso, se você quer visceralmente isso.

Eu preciso te dizer que o que eu vou te dizer aqui vai doer muito, vai te
incomodar, talvez tenha momentos que você me odeie. Mas não é pessoal ok?
Eu vou criticar, xingar e avacalhar com algumas coisas que você vem fazendo
com a sua vida que tem arrebentado o seu desenvolvimento e amadurecimento
como humano. Não é pessoal. Por favor entenda isso. Eu te respeito com o fundo
do coração, mas não respeito e nem nunca vou respeitar algumas das suas
condutas de vida. É por isso que eu estou aqui: Para nós erradicarmos essa
merda toda quem você vem fazendo em alguns pontos de suas vidas.

O ponto aqui é simples: Se eu critico seu time de futebol. NÃO É PESSOAL.


Estou apenas criticando um time de futebol que NADA tem a ver com você se
você não quiser. Então por favor, não seja um imbecil que briga por futebol. Se
eu falar algo a sua conduta, é da sua CONDUTA e não de você. Você é muito
mais do que suas condutas... Capite?

4
Seja Forte

Eu costumo dizer que nós temos 2 extremos de adultos: Os fortes e os fraco.


Simples assim. Quando eu digo isso não falo de força física ou de inteligência.
Se trata puramente de maturidade.

Ser forte significa apenas uma coisa: Que você terminará esse e-book
APLICANDO aquilo que você aprendeu. Que você trouxe para sua vida os
conceitos, ideias e percepções aqui passados no mesmo momento que você ler
(claro, se fizer sentido).

Ser fraco por outro lado, é não deixar ser iluminado pelas ideias que serão
passadas. É como eu disse, alguns conceitos aqui serão bem doloridos, pois vão
te tirar da zona de conforto. Eu não quero trocar as minhas ideias pelas suas já
pré-existente, afinal isso seria impossível na prática pois já sabemos que cada
um possui o seu modelo de mundo, mas sim deixar que suas ideias e percepções
tomem robustez a partir dos pensamentos aqui expostos ao longo desse livro
digital.

A boa notícia é que você pode escolher agora mesmo se você irá ser o Forte ou
um fraco. Os fortes aumentam suas chances de ser feliz, ter uma vida boa e
aproveitam a vida como ela é em seu funcionamento primordial. O forte passa
muito mais tempo na zona da felicidade e produtividade. O forte aumenta
substancialmente sua possibilidade de ter um resultado EFETIVO em suas vidas
(dinheiro, relacionamento, viagem, afetos, [complete] ...)

Não tem problema nenhum se você identifica um ser fraco em alguns aspectos
da sua vida, todos nós somos. Aliás, nem sempre é tão simples pular de um ser
fraco para um forte, existem algumas fases desse amadurecimento, mas por
hora eu quero que você busque essa força e eu vou te dizer como você será
forte lendo esse e-book e na vida, em qualquer situação que se apresente...

5
A verdade dói

O primeiro ponto para que você comece um processo de desenvolvimento e


comece a desenvolver os músculos metais que te tornarão mais forte é entender
um pouco sobre as historinhas que você conta para você mesmo sobre QUEM
é VOCÊ.

Se tem algo que você precisa entender de uma vez por todas é que o MUNDO
cagou baldes para a sua história e ninguém te respeitará por conta dela, aliás se
tem alguém aqui que cagou para as historinhas que você conta para você sobre
quem você é, esse alguém sou eu. Repetindo: Eu caguei para suas convicções.
Como eu disse lá em cima não é pessoal. Apenas que essas historinhas estão
alicerçando toda merda interior que rola aí, e que tem sido furto de medos,
angústias, frustações e toda sensação merda que nós temos. Falaremos mais
sobre essas Sensações “merda”, Emoções “merda”, Comportamento “merda” e
por aí vai.

Pra você ter ideia de como essas crenças e julgamentos que nós fazemos sobre
nós e sobre a vida são tão bizarras, quando eu comecei a sociedade com o
César (Você vai conhece-o em algum momento), ele vinha com uns lances de
filosofia, uns pensamentos extremamente elaborados que davam um nó cruel na
minha cabeça, eu sempre dizia: César legal esses mendigos que você curte aí,
mas eu gosto só das frases, esses negócios de filosofia, da onde viemos, pra
onde vamos, esse papo todo é meio depressivo.

E cá estou eu, com um conteúdo boa parte aprendido e refletido de um sistema


filosófico chamado Estoicismo. Quero que você perceba que convicções muitas
vezes são tão pré conceituosas, tão imbecis que nesse exato momento onde eu
escrevo esse livro para você eu estou cursando a faculdade de filosofia. A moral
da história é que é impossível se reformar sem se desconstruir e o primeiro passo
que você precisa dar para começar a se tornar um ser humano forte é se
questionar. Mas se questiona o tempo todo mesmo, com força, pois só pelo
questionamento você começar a se perceber, olhar com sinceridade para vida e
sofrer o processo... Não sabe por onde começar? Eu te ajudo:

Por que eu sou um completo imbecil com meu parceiro?


Por que eu julgo desde o milionário até o mendigo que me pede esmola?

6
Por que eu sou tão babaca quando recebo uma fechada no trânsito?
Por que eu sempre acho que todo mundo deveria fazer o que eu quero?
Por que eu tenho essa mania escrota de achar que a vida se resumo as minhas
historinhas e convicções?
Por que eu tenho que sentir raiva o tempo todo?
Por que eu não tenho o mínimo cuidado com a porra da minha saúde?
Por que eu ainda encho minhas entranhas com um monte de nutriente podre e
faço do meu corpo um santuário de morte?
Por que eu gasto todo pouco dinheiro que eu ganho com um monte de merda e
não tenho a mínima capacidade de guardar um real?
Por que eu continuo enriquecendo a Smart Fit?
Por que o mimimi da falta de tempo não sai da minha boca num só minuto?
Por que eu ainda passo 8 horas do meu dia, mais 2 de locomoção para fazer
uma porra de um trabalho que eu odeio?
Por que eu ainda quero que a vida aconteça de mão beijada?
Por que eu ainda me comparo com todo mundo menos comigo mesmo?
Porque eu ainda ando com essas pessoas que só fazem merda, falam merda e
tem uma vida de merda?
Poe que a porra da grama do vizinho sempre tem que ser mais verde?
Por que eu não sou grato por porra nenhuma que eu conquistei ou ganhei na
minha vida?

Agora você entende por que eu caguei baldes para suas historinhas. São esses
mimimis que continuam te dando o conforto psicológico necessário para que
você mantenha esses comportamentos de merda. Essas perguntas não
necessariamente tem uma resposta, porque muitas vezes os valores que têm
mantem fazendo o que faz são de um ser mesquinho e babaca e tudo bem,
nesse momento eu só quero que você se perceba fazendo o que faz e entenda
bem os pontos de melhoria.

Tarefa 1 - Liste as 10 situações onde você tem sido um completo imbecil com
você, com seus próximos e com os outros. Busque refletir sobre cada um desses
processos. Se não obtiver uma resposta ótimo, pelo menos colocamos a mão na
consciência e agora vamos afundar até a alma se você tiver coragem para isso.

7
É agora ou nunca. Poste uma “fucking” foto e me marque no Instagram
@molinaleo_ pra eu saber disso ok? Meu ego agradece!

Ps: Eu não avisei, mas seria legal você separar um caderno e algumas
folhas pois ao longo desse e-book fofo teremos de colocar a mão na massa.
Ou mesmo imprima essa e-book que vou deixar alguns espaços para você
fazer isso. Outra coisa, separe um tempo para você fazer tudo isso com
calma. É o mínimo que você se deve.

8
O remédio necessário.

Eu não estou aqui para colocar a minha ideia sobre a sua, isso é coisa de Guru
e se tem uma coisa que eu não serei nesse livro é o seu guru. Também não
estou aqui para ficar brigando com você para saber quem está certo. Eu estou
aqui para falar de RESULTADOS. Minha ideia é que termine esse e-book pelo
menos 100x mais maduro e responsável pela sua vida do que antes, então eu
não vou ter pudor nenhum em erradicar os seus mimimis internos que vem te
impedindo de fazer algo que preste com a sua vida.

Vai ser comum você ter o pensamento do tipo: “Filho da mãe, desconstruiu minha
vida toda e não me diz o que fazer”.

É. Eu não direi. Mas eu vou te dar ferramentas para que você sozinho, com todo
esse potencial incrível que você tem, construa comportamentos extremamente
mais produtivos a você, os seus amados e a sua sociedade.

A real verdade é que tudo que você acredita só te trouxe até aqui. Só te permitiu
alcançar o que você alcançou. Eu sei que você já está melhor em muitos
aspectos, e te parabenizo por isso (não espere um biscoito), mas agora está na
hora de nós olharmos para condutas que você jura serem o alicerce daquilo que
você faz, em todos os campos da sua vida, isso sendo bom ou ruim...

Depois de você se questionar do pé a cabeça. Perceber que sua mulher não te


aguenta mais, que você não tem que comer uma barra de chocolate só porque
está de tpm ou que sua desculpa de falta de tempo na verdade mascará um puta
medo de não ser bom o suficiente, eu vou trazer pra você o remédio certo.

É um remédio que de certa forma é universal, ou seja, qualquer que seja sua
aflição psicológica nesse momento ele vai te ajudar em algum nível.

A única questão é que sabe aquele comprimido extremamente bizarro de


engolir? Ele desce rasgando e você o sente a cada centímetro do seu esôfago?
Eu tenho uma Vitamina C aqui em casa que é assim. Oooo coisa horrível de se
tomar que não tem uma vez que não para no meu esôfago e depois eu fico
tossindo laranja o resto do dia... uma coisa de louco.

9
Então eu trouxe para você um remédio que vai acabar pra sempre com todas as
bostas que tem que fodido a sua vida e o pior da pessoas que convivem com
você, que são obrigados a suportar essas paradas que vocês não tem
capacidade de lidar e ficam cuspindo na face de todo mundo.

Esse remédio são as verdades difíceis de engolir.

Se trata de TARJA preta, que será prescrito hoje nesse e-book por mim. E antes
de você falar que eu não sou da área da saúde para te prescrever nada eu sou
sim, bobão (te amo).

É um remédio de uso adulto, mas só fara


efeito se você for MADURO, ou quiser de
fato amadurecer. Se nesse momento tem
uma voz na sua cabeça dizendo “Aff eu
não preciso desse tipo de coisa”. Então
meu querido(a) é porque você precisa.

No próximo capítulo eu vou te dizer alguns


dos principais efeitos colaterais do uso
desse remédio. Parabéns se você chegou
até aqui porque eu já folguei com você pra
caralho.

Lembre-se não é pessoal.

10
Possíveis Colaterais da Maturidade

O nome do capítulo é possível porque não é certeza que isso vai rolar. Quando
falamos e pensamos sobre o futuro nós estamos brincando de alucinar. Falo isso
porque o futuro é um tempo que não existe e tudo que você ousa pensa sobre
ele só existe em um único lugar, na sua cachola. O fato é que tratamos do futuro
com possibilidades e é isso que nos faz acordar todos os dias e fazer o que
fazemos, isso tem a ver com os nossos desejos.

Desejamos tudo o tempo todo, calculamos possibilidades e então agimos ou não.


Se você deseja o café da manhã e calcula que nada irá te matar do cominho do
seu quarto até a cozinha, isso faz com que você levante e vá lá preparar o seu
café da manhã dos campeões e iniciar o seu dia. Logo depois você vai para o
trabalho porque você se julga capaz de chegar até lá e pelos seus cálculos nada
naquele trajeto vai te matar. Mas imagine se você pudesse prever que um
acidente aconteceria? Logo você não sairia de casa mesmo que fosse naquele
dia a reunião empresarial da sua vida.

Eu brisei forte agora, e falei tudo isso só para que você entenda com tudo é uma
questão de possibilidades e lendo esse livro e aplicando você terá aumentado e
muito várias das suas possibilidades.

“Mas Léo, se o futuro é incerto, como você pode afirmar isso?!”

É um ótimo questão, e a resposta é: baseado em padrões. A forma como nós


projetamos resultados é completamente baseada em padrões. Então eu não
posso afirmar que se você for mais auto responsável você será automaticamente
bem-sucedido pois tem um milhão de variáveis que são imprevisíveis, inclusive
sua morte. Mas eu posso afirmar que quase 100% das pessoas que tem sucesso
com grana, relacionamento, propósito, conquistas materiais e intelectuais são
auto responsáveis. Logo você quer ser ou não mais auto responsável?

Ou seja, não posso garantir sua vitória, mas posso garantir agora uma
possibilidade de vitória e o resto é com você!

- Auto responsabilidade

11
Com esse remédio você passa a entender que é responsável por tudo que você
experimenta. E perceba que eu não usei a palavra CULPA eu usei a palavra
Responsabilidade. Lembra do trem lá do início?

Auto responsabilidade é entender que você é a CAUSA da sua vida e ela


portanto deve ser encarada dessa maneira. Enquanto você vive como a
circunstância de tudo que te acomete você sempre continuará olhando para fora
de você e culpando o acaso pela as desgraças o que te tira TODO poder de
DESFODER a sua vida...

“Ah Léo, quer dizer que toda merda que me acontecer é responsabilidade
minha? “
De alguma maneira você foi responsável por essa porra. De alguma maneira
você tomou uma série de decisões que te levaram até essa situação... O que
você experimenta sobre isso é sim responsabilidade sua... Então se o trem está
indo ao colapso você tem total condição de tomar decisões melhores que vão te
ajudando a tomar o controle e colocar ele para o curso correto.

Dito isso, entender que você causou toda a merda da sua vida, e continua
causando é sensacional, pois você passa a olhar para tudo aquilo que você TEM
controle e dessa forma agir em cima disso para que a mudança aconteça.

- Maturidade e Felicidade

Outro efeito colateral é que você passa a ser mais maduro e feliz.

Quando você acaba vendo a vida de uma forma mais sincera e objetiva, você
passa a dramatizar menos as coisas que te acontecem, foca mais na solução e
para de ser aquela pessoa frágil, que tudo é um problema, que tudo que te
provoca, que tudo te dói?

Aquele umbigo do mundo que precisa ficar se auto afirmando o tempo todo,
competindo o tempo todo. Você para de vez com o mimimi interno e vai mais
para a ação, descobre como ser útil, descobre como agir, como aprender e

12
conhecer. Vendo a vida com mais sinceridade, objetividade e maturidade você é
capaz de sorrir por relações mais sinceras, sorrir pela vida como ela é, ser grato
pelo funcionamento das coisas. Vocês entenderão de fato isso mais adiante...

Por fim outro grande efeito colateral é:

- Antecipar Caminhos a Objetivos;

Se eu olho para minha vida com mais objetivo, menos drama, sou mais forte,
tenho menos mimimi, e me trono responsável logo eu antecipo caminhos para
objetivos.

“Como assim Léo?”

É simples jovem gafanhoto minarai:


Se eu não sei fazer. Simples eu busco quem sabe, eu busco saber e PRONTO.
Se alguém me ofende. Eu perdoo e pronto.
Se eu devo dinheiro. Eu junto, pago e peço perdão para quem eu devia e
PRONTO.
Se eu quero algo na vida e não tenho. Eu descubro como fazer para ter e só vou
parar de ir atrás quando alcançar e PRONTO.

Simples assim...

“Simples assim Léo? Mas não pode ser...”

SIIIIIM SIMPLES ASSIM! Não tem mais nada além disso, você percebe?
Entendendo isso você começara a olhar para aquilo que funciona. Vai parar de
transformar sua vida num grande teatro, num filme dramático onde todos tramam
contra você o tempo todo, onde Deus não foi bom o suficiente. Para com
isso...Entendendo isso então você começa a sair de algo que eu chamo de O:

13
- Paradoxo da Escassez

Acabou aquele: “Ah, eu queria tanto ter aquilo, mas eu sou pobre, mas eu não
tenho tempo, mas eu não sou bom o suficiente, mas, mas, mas...”

Sabe aquelas mentirinhas que nós ficamos nos contando o tempo todo para nós
e para os outros?

Que dão aquele conforto psicológico gostoso, mas no real FODEM a nossa
existência. Porque é gotoso ter uma crença limitante. É gostoso contar para Deus
e o mundo que você não vai a academia porque não tem tempo. É gostoso contar
para todo mundo que você está acima do peso porque você tem “TIREÓIDE”
(Meu amor é ainda bem que você tem se não seria um problemão). É gostoso
falar que seu marido não te ajuda. Que sua esposa não te entende... Sério isso?

“Ah Léo, você não sabe como é difícil, eu tenho compulsão, eu tenho depressão,
e tenho ansiedade...”

Ótimo, já que você se deu essa porra de rótulo ou que alguém te deu. Você
acredita nisso agora. Mas e aí, oque que você está fazendo com isso? Quantos
profissionais você já procurou para sair dessa merda que você se colocou?
Quantos livros você já leu sobre esse desafio? Quantas ações efetivas você já
tomou?

Não é crime nenhum você ter limitações, aliás até Jesus, Buda, tinham
limitações... quem somos nós né, mero mortais...

A putaria começa quando você usa essa porra de bengala para ficar se
confortando psicologicamente, disfarçando essa isso sofrimento (por mais que o
seja).

Fazendo assim, contanto para você que sua vida é escassa você está se
confortando psicologicamente, mas fodendo a sua história, construindo uma vida
que muito dificilmente irá te orgulhar.

14
Agora eu te pergunto: Se a vida da pessoa que você mais ama dependesse de
você ganhar mais, emagrecer, ser melhor todos os dias, ser mais gentil, ser mais
calmo, ser mais presente, juntar dinheiro... Você não faria?

Tarefa 2: Liste pelo menos 3 objetivos que mudariam sua vida sua para melhor,
te trariam realizações e te levariam a outro patamar.
SE A VIDA DA PESSOA QUE EU MAIS AMO dependesse de eu conquistar/
começar isso nos próximo 3 meses, eu conseguiria? O que eu faria a partir de
agora para conseguir isso? O que está me impedindo? Em qual momento eu vou
tomar vergonha na cara?

Então por favor não vem me contar essa mentirinha de escassez de recursos.
Isso te enfraquece, ok?

15
Sobre a primeira verdade: Você controla muito
pouco. Aceite que dói menos.

Nesse capítulo eu vou te mostrar que aquilo que você controla (quase nada) não
pode receber demasiada carga emocional por você se não lascou. Entender
esse conceito é simplesmente LIBERTADOR. Essa ideia é a base desse e-book,
e de todo desapego que isso traz. Se você simplesmente não aceitar essa
verdade você vai tender a ser muito mais infeliz, porque vai continuar se
perturbando com coisas que você não tem nenhum controle, entenda, NENHUM.

Existem poucas coisas no mundo na verdade que nós temos controle. Perceba
que no mundo, a vida ocorrerá sem que você tome partido de quase nada. Aquilo
que você influência é uma fatia muito pequena no gráfico e a maioria das
pessoas sofrem por conta disso. Dedicam tempo e energia para coisas que não
mudarão em NADA por mais que você escolha sorrir ou chorar em relação a
elas. Mas para ilustrar e objetivar melhor, vamos lá. Primeiro falarei daquela
pequena e insignificante parcela que de coisa que você tem Controle.

A primeira coisa que está sobre o seu controle é: AQUILO QUE VOCÊ
ACREDITA

Tudo que você conta para você sobre o que é a vida. Suas crenças, convicções,
todas são escolhas suas (os mimimis que falamos antes).

“Ah Léo, mas eu descobri uma crença que era inconsciente, eu não controlava”

Ótimo agora você já sabe e sim, tem a decisão de acreditar nisso ou não. Essas
crenças vão significando a sua vida, porque é através delas que você faz juízo
sobre tudo que está fora de você. Perceba uma coisa, nada fora de você tem
significado, nascemos como uma folha em branco e através das nossas
experiencias vamos significando o mundo, e a esse significado temos o controle.

Vou provar isso para você de forma prática. Feche os seus olhos (primeiro leia
tudo, depois feche, rs). Agora pense naquela pessoa DESGRAÇADA. Aquele
miserável que te fodeu, sabe? Esse mesmo... Traz aquele momento, que ele
estava te ferrando, que foi o ápice da sua emoção, numa cena onde ele participa.

16
Abra os olhos. Percebe com talvez sua feição mudou, suas sensações, até o
estomago pode ter dado um sinal de desconforto...

Sabe o que seria legal? Se você fechasse olho de novo, mas nesse momento
que ele está olhando para você a cabeça dele começasse a crescer, como um
balão, começasse a ficar enorme na medida que a voz dele vai ficando de voz
fininha, fininha, sabe? Aquela de gás ÉLIO na medida que os pés vão crescendo
como de um palhaço.

Provavelmente ficou mais leve agora né? Você escolheu acreditar no seu mundo
interno sobre isso que eu ajudei você a ver e controlou a sua representação
interna do que era essa pessoa desgraçada. Automaticamente tudo que vem
dela, pode ser mais leve também.

Isso vale para tudo, desafios, problemas e tudo que vem de fora. Entenda NADA
fora de você tem o poder de FUDER o seu estado emocional a não ser aquilo
que VOCÊ escolhe ACREDITAR sobre isso. Mais adiante eu vou dar a vocês
exemplos e percepções sobre esse conceito, mas ele é a base e todo resto
deriva-se dele.

Tem outra coisa que nós controlamos:


AQUILO QUE DESEJAMOS OU SOMOS
ATRAIDOS E AQUILO QUE ODIAMOS OU
QUEREMOS EVITAR.

Esse conceito é extremamente


IMPORTANTE para que você entenda como
melhorar sua performance emocional na vida
como um todo. Vamos entender melhor.

Nós somos mamíferos e como mamíferos


nós estamos o tempo todo buscando fazer
duas coisas: buscar o prazer ou fugir da dor.
Nosso cérebro é treinando intrínseca e
instintivamente para buscar isso.

17
Você tem um cachorro em casa? Se você não certamente conhece alguém que
tenha ou já conviveu com um “dóguineo”.

Perceba seu cachorro, é só o que ele faz: Ele está o tempo todo querendo
carinho ou comer ou brincar ou dormir, ele não faz NADA que não seja
PRAZEROSO. E se você dar uma bronca dele? O que ele faz?
Ele fica TRISTE pra caralho, ele não sabe receber um feedback, ele quer fugir
disso, ele quer fugir da dor.

O que nos diferencia do cachorro é a RACIONALIDADE, ou seja, pensamos


sobre a matemática de como isso acontece e isso nos dá o maior PODER de
decisão. Mas na prática meu amigo(a), o cachorro da tua mente SEMPRE acaba
vencendo.

Perceba o seguinte: Se você der um chocolate para o seu cachorro ele vai aceitar
ou recursar?

Ele vai degustar o chocolate? Não. Ele simplesmente vai DEVORAR. O cérebro
irá acionar o PRAZER e ele agirá compulsivamente em busca disso.

Mas temos um “porém”, o Chocolate é o Alimento MAIS tóxico que existe para
um cachorro. Isso impede o cachorro de comer?

NÃO, NÃO impede! Se você der chocolate para o seu cachorro ele vai comer até
morrer intoxicado e fim de papo, ainda vai tentar amenizar a dor de barriga
comendo os matinhos do seu quintal.

Aí você vai me dizer: “Ah Léo, mas o cachorro é burro e eu sou inteligente”

Será mesmo?

É muito provável que você goste de chocolate (se não, você não é uma pessoa
confiável), ou conheça alguém que goste. E talvez você como 80% da população
esteja acima do peso e tenha consciência disso, ou, conheça alguém que está.
18
A questão é: Por que as pessoas que estão acima do peso continuam comendo
chocolate?
Por que o fumante continua fumando com a imagem de um câncer atrás da
caixinha?

Será que somos tão superiores a um cachorro assim? Acho que não. Aliás eu
conheço gente que age IGUALZINHO cachorro, com comida, nas suas relações
sociais, aliás até biscoito gosta de ganhar quando faz qualquer coisa que julga
ser legal. É é uma loucura...

A questão aqui é que suas decisões SEMPRE vão atender essa demanda de
FUGA DA DOR ou BUSCA DO PRAZER, e isso damos o nome de decisões
EMOCIONAIS (tomada pelo cérebro límbico para os nerds de plantão). Funciona
quase igual ao seu cachorro, a grande diferença é que você JUSTIFICA isso com
a RAZÃO com alegações cognitivas do tipo:

“Ah hoje eu posso comer, é sexta feira.”


“Ah eu mereço essa bolsa trabalhei o mês inteiro”
“Ah só um chocolatinho, amanhã eu compenso”

E coisas do tipo. Você simplesmente justifica cognitivamente decisões


emocionais que muitas vezes atendem prazeres momentâneos mais estão
FUDENDO a sua vida.

Então você deve estar se perguntando: “Léo, se eu sempre tomo decisões


acerca daquilo que desejo ou daquilo que repilo, PRAZER OU DOR, então eu
não controlo minhas decisões.

Sim você controla, porque você tem o CONTROLE sobre aquilo que de fato você
decide desejar ou aquilo que você decide ODIAR. Você tem controle sobre o que
você ACREDITA sobre essas coisas e por mais que isso possa não fazer tanto
sentido para você agora, você vai entender melhor sobre isso adiante.

Por fim, você tem controle afinal sobre seus: PENSAMENTOS E


COMPORTAMENTOS
19
No final das contas a única coisa que temos algum controle é aquilo que está no
nosso mundo interno, nossos pensamentos ou comportamentos e somente
sobre esses devemos nos preocupar ou contar a mudança para que nossa vida
se torne melhor. Nada fora disso é atribuído a você ou faz parte de você e você
deve simplesmente aceitar isso. Eu poderia terminar esse e-book aqui porque
se você entender visceralmente esse conceito simplesmente você eleva seu
nível de felicidade e performance emociona, maturidade em 1000%.

Entendido então que não controlamos


quase nossa que permeia nossa
realidade a não ser o que está interno
a nós e como levamos isso ao mundo,
vamos entender o que nós NÃO
controlamos, que compõe 97% da
brincadeira que é viver.
Vamos ao mundo, a todo resto do
funcionamento universal que está
cagando para você, que irá continuar
acontecendo independente da sua
vontade e que ou você não controla,
ou você meramente influência (e
pouco).

A primeira coisa que você NÃO controla é o seu corpo. Você não tem o
controle sobre o seu corpo você apenas a influência. Não digo no sentido de
comportamento, mas fisiológico mesmo. Se você deseja emagrecer você não
pode disparar um comando do seu cérebro direto ao seu metabolismo e passar
a priorizar toda sua gordura como fonte de energia ou começar a tratar como
Alface todo brigadeiro que você come. Acelerar seu metabolismo, passar a
gastar 10 mil calorias por dia, para ficar “shapado” em 5 dias. Fazer seu corpo
fazer síntese proteica igual ele produz coco para construir músculos com 3 dias
de academia.

Funciona assim? Acho que não (apesar de uma galera achar que sim).

Logo você apenas tem controle se aí a academia todos os dias, tem controle
sobre o que decide colocar na boca todos os dias e isso INFLUENCIA o que o

20
seu corpo fará com esses estímulos. De certo se não fosse assim talvez não
tivéssemos a sabedoria correta para lidar com nossas funções vitais. Assim
quando você é acometido por um câncer, por exemplo, pode escolher cair em
tristeza absoluta por algo no seu corpo que não está sobre o seu controle, ou
agir sobre o que você controla e seguir um tratamento digno.

Se está acima do peso, você pode escolher ser vítima de si próprio, se colocar
pra baixo, ou simplesmente decidir mudar seus hábitos e influenciar seu corpo a
reações químicas mais interessantes aos seus desejos, mas isso claro se você
deseja mais ser magro e belo, do que o brigadeiro ou o toicinho. Se não for o
caso, apenas seja sincero com você e deixe o mimimi e o conforto psicológico
de lado, você viverá melhor.

Também devemos aceitar que o corpo físico é finito, e vai acabar, a cada ano
caminhamos para a morte, e junto com o tempo trazemos marcas, rugas,
fraqueza físicas e psíquicas. Tem pessoas que se deprimem com a idade
avançada, presos em memorias dos tempos de “glória”. A esses a morte já
chegou mais cedo, pois MORTE por definição é aquilo que já se findou.
Memorias são acessos a tempos que já se findaram, portanto já morreram, e se
você vive memorias, você de fato já está morto, ou parcialmente morto, não está
onde existe a vida: o aqui e o agora.

Tem outra coisa que NÃO controlamos, que falaremos brevemente por hora que
são as nossas POSSES e BENS

Casas, carros, dinheiro, relacionamentos, tudo aquilo que você adora dizer para
si e para o mundo que você tem, na verdade é uma mentirinha. Afinal como já
diz aquele ditado popular: “caixão não tem gaveta”

E está aí uma verdade interessante. Tudo isso que você goza hoje não é seu. É
item transitório a sua vida e pode simplesmente deixar de existir em algum
momento e você não poderá fazer nada em relação a isso. Essa sensação de
segurança quando uma casa é sua por exemplo é totalmente ilusória.

A família da minha namorada mora num bairro do Rio de Janeiro. É uma casa
enorme dentro de um condomínio de Luxo. Eles não são ricos, mas conseguiram

21
aquele bem material antes daquilo de fato ser um local luxuoso. A anciã da
família sente muito orgulho daquilo.

Eles se sentiam seguros lá, afinal a casa é deles, o terreno é próprio e ninguém
pode tomar isso deles a mais de 20 anos. Ninguém exceto alguém chamado
natureza.

No começo do ano de 2019 houve uma chuva torrencial no Rio de Janeiro, que
deixou mortos, arrastou carros, e fodeu com a porra toda. A água invadiu a casa
deles, trazendo meio metro de altura de barro e lama para dentro de tudo.

Antes tivesse sido apenas sugeria, mas a chuva abalou a estrutura da casa que
está em um terreno íngreme, destruindo e levando abaixo o muro inferior que
dava sustentação ao terreno. Ou seja, após uma chuva a casa foi praticamente
condenada, e aquele local que não exigia aluguel, não exigia preocupação,
fornecia calma e tranquilidade, agora exigia uma obra de 400 mil reais para voltar
a ser como era antes.

Diante dessa situação temos a reflexão, que nada é, e tudo está. Isso é natural
quando olhamos para a vida. Pessoas estão vivas hoje, e é de sua natureza a
possibilidade de que amanhã estão mortas. Casas estão em pé hoje e é de sua
natureza que amanhã poderão vir abaixo. Contas bancárias estão cheia hoje e
é de sua natureza que amanhã poderão estar vazias.

“Léo, você está dizendo que posso amanhecer sem dinheiro nenhuma amanhã?”

Sim. Basta você se lembrar de um acontecimento recente historicamente no


Brasil, mas que hoje é simplesmente esquecido por todos.: Sexta-feira, 16 de
março de 1990 um dia após tomar posse da presidência Collor confiscou o
dinheiro de todos os Brasileiros que tinham na poupança a segurança de que
seu dinheiro lá estaria intocável.

Muitos brasileiros que acreditavam nisso com todas as suas forças fizeram o
que? Se suicidaram, pois, viam ali o fim de suas vidas. Obviamente não
compreendiam esses conceitos que trago a vocês. Então sofrem quando essas

22
coisas mudam. Ficam perturbados quando cai por terra aquilo que antes era uma
certeza.

Então está fazendo sentido para você aquilo que não temos o menor controle?
Existe para terminar mais uma coisa que não temos controle: PESSOAS E A
REPUTAÇÃO
Se tem algo que não controlamos é aquilo que os outros irão fazer e que muito
menos irão pensar sobre nós. Aqui temos a maior fonte da Angústia e Sofrimento
humano, o apego a sua reputação.

Você se fixa a ideia de que é algo para alguém, de que é importante, de que os
outros precisam te respeitar e quando isso não acontece a você briga, grita, ativa
aquela criança interior e dá um baita chilique.
Entenda, nenhuma reputação ou papel social é verdadeiro, porque isso não se
faz na totalidade da sua vida. A fama dura 15 minutos. A sua autoridade como
chefe acaba no momento que você pisa fora da empresa. No fim das contas você
não é NINGUÉM na fila do pão.

Você não tem reputação, você tem uma um palco. A reputação não existe porque
ela não generalizada ao mundo inteiro.

Devo então entender quem eu sou, e a figura e convicção que eu tenho sobre
mim deve se limitar a isso. Não a um momento ou aquilo que eu acho que tenho
de reputação, isso não sou eu, e se eu deixo que isso seja eu, permito que a
arrogância tome conta, o Ego se manifeste de forma desacerbada e aí a merda
está feita. Se você aprender a ser aquilo que verdadeira se é, começa então a
se mostrar para as pessoas como tal. Eu falo aqui de inteligência, virtudes,
valores que lhe são próprios, que você controla, que você construiu e estão em
você. Fazem parte do seu eu.

Você certamente conhece pessoas que constroem uma vida baseada em palcos,
reputação, bens materiais. Esses não vivem. Constroem sua felicidade sobre
uma base completamente instável e que cedo ou tarde desaparecerá e junto com
isso a sua chance de ser feliz, de viver a vida com maturidade, como ela se
apresenta, maravilhosa por sua complexidade, funcionamento e só.

23
Fechando esse capítulo então eu quero te deixar uma tarefa e reflexão muito
pertinente:

Tarefa 3 – Para nós treinarmos na prática olharmos para o que realmente


controlamos e mapearmos aquilo que significamos negativamente fora de nós,
mas vamos dando atenção, tempo e energia, roubando a nossa possibilidade de
ser mais fortes de nós mesmo.

Durante os próximos 30 dias eu quero que você anote em uma agenda, caderno
ou mesmo no bloco de notas do celular TUDO aquilo que lhe causar Angústia,
Raiva, ou qualquer sentimento NEGATIVO que te tire do eixo.
Quando der 30 dias de anotações você vai esperar mais sete dias e então você
irá AVALIAR com calma e racionalidade tudo aquilo.
Você irá notar duas coisas:
A primeira é que você se sentirá TOLO por muitas daquelas coisas, pois
perceberá que aquilo já não faz mais sentido passado o tempo. Você já se
desapegou daquele momento, acontecimentos, ou seja, lá o que for.
A segunda é que você perceberá que muitas daquelas coisas NÃO ESTÃO
SOBRE O SEU CONTROLE.
Então você estará apto a avaliar o que na sua vida, realmente Vale a sua energia
e tempo.

Será que eu preciso me apegar tanto assim ao trânsito? A pessoas desgraçada?


Ao voo que atrasou? A qualquer coisa que não aconteceu segundo o meu
desejo? Ao patrão? Ao namorado? Será que tudo que foge do meu controle
precisa ser levado como insatisfação e reclamação por mim? Está chuva eu
reclamo e no calor também? Isso é avida? A força maior que te criou, te fez para
isso? Reflita.

24
25
Sobre a segunda verdade: Nem o mundo nem
ninguém te deve absolutamente nada.

Esse é o maior problema que nós temos hoje nas nossas relações.
Quando eu me tornei Sócio do Instituo Elix no começo do ano de 2019. O César,
meu sócio me perguntou qual era a razão de eu ter vindo para o instituto, e eu
trouxe o meu propósito.

E ele me disse: “Legal Léo, nobre o seu propósito, mas eu quero que você
sempre faça isso por você mesmo e não por mim nem por ninguém, pois hoje eu
sacrifício tudo para fazer o que eu faço e é por mim. O meu propósito é maior
que tudo e eu estou disposto a morar de baixo da ponte por ele. Então faça por
você, para que lá na frente aconteça o que acontecer ambos saberemos que
cada um fez por si, e não projetaremos frustações nem expectativas e ninguém.”

O que o César quis dizer nesse momento com toda gentileza do mundo? Que
eu não devo nada a ele, e ele não deve nada a mim. Que estamos juntos e
unidos numa jornada, mas que cada um faz por si próprio, pois isso atende
valores individuais de ambos.

Nós nutrimos dentro de nós a falsa sensação que as pessoas têm que atender
as nossas expectativas, segundo o que nós desejamos ou segundo aquilo que
conhecemos sobre elas.

Veja bem, você nunca se relaciona com uma pessoa, você se relaciona com a
sua VISÃO/ PROJEÇÃO sobre o ela, sobre aquilo que você acredita sobre ela e
isso está LONGE de ser a verdade ou a totalidade sobre aquelas pessoas. Nós
“objeficamos” alguém na nossa cabeça e passamos a nos relacionar com esse
objeto que nada tem a ver com a verdadeira realidade.

Ai, um belo dia, essa pessoa age de forma contrária a aquilo que você acreditava
sobre ela. Ela não condiz com a representação linda e maravilhosa que você faz
dela na sua cabeça e isso te desaponta, de desampara, te faz triste e infeliz.

26
Mas entenda uma coisa, você não controla as ações dos outros e aquilo que
você espera do outros não condiz com o que o outro é. Então se você aprender
a não cultivar no seu interior a EXPECTATIVA, entendendo que na verdade
ninguém te deve nada, o mundo não te deve nada, logo você será capaz de se
abstrair da maioria dos comportamentos que os outros te traem de maneira mais
rápida.

Isso garante inclusive que você tome decisões mais rápidas e não fique ali
masturbando acontecimentos, reclamando dos outros e preso nesse mar
angustiado e negativo.

Por outro lado quando você assume a posição interna de que NINGUEM TE
DEVE NADA, e você sim DEVE AOS OUTROS você se cobra posturas mais
gentis, flexíveis, se torna útil a sociedade, se torna uma pessoa muito mais
agradável, portanto tem maiores possibilidades de ser bem sucedido nos seus
relacionamentos e objetivos que você tem com esses relacionamentos, sejam
quais forem eles, por que muitas vezes nós temos objetivos finais nos nosso
relacionamentos e é melhor que sejamos sinceros a isso do que fingidos,
nutrindo um marketing no relacionamento e sempre caminha para um só lugar:
A merda.

Você consegue entender por que o amor machuca? Porque quando amamos
alguém, buscamos o prazer naquilo que não controlamos, e aplicamos a isso
nossa expectativa de felicidade?

Lembra que eu disse que sempre tomaremos as decisões baseado naquilo que
buscamos ou repelimos, prazer e dor? Pois bem, quando você deseja algo que
está fora do seu controle, acha que o mundo te deve isso, você está se
sentenciando a infelicidade, pois se a felicidade ou plenitude é fruto do desejo
atendido, como você pode desejar alguma coisa que não tem controle? Que não
depende de você?

O mesmo com aquilo eu você odeia. Se você odeia aquilo que não controla como
você pode ser feliz? Então, pressupondo que se a vida te colocar frente aquilo
que você odeia para sempre, para sempre você será infeliz?

27
Se você odeia o trânsito, mas se obriga a ir para trabalho de carro, você acaba
de se sentenciar ao estresse e a infelicidade porque você NÃO CONTROLA O
TRÂNSITO. E se você odeia o trânsito, perceba que é porque então, você acha
que a vida te deve ruas vazias, você acha que o mundo deve abrir espaço para
você passar. Dito isso, enfia nessa sua cabeça. O MUNDO NEM NIGUÉM TE
DEVE NADA!

Tarefa 4 - Então vamos a prática:


Papel e caneta porque eu que você pense em 1 pessoa que vocês gostam muito
e escrevam:

O que eu espero dessa pessoa?

E se ela não fizer isso, como vou me sentir?

Entendendo que ela não me deve isso que eu espero dela. Posso aceitar e viver
com isso?

Caso ela faça o contrário, como reagirei?

Aquilo que eu tanto reclamo ou me incomoda, mas que não está ao meu controle,
eu realmente devo achar que o mundo me deve algo diferente? O que depende
de MIM para mudar isso? (Ex: trânsito, clima, amor do outro, afeto, gentileza...)

28
29
Sobre a terceira verdade: Somos infelizes porque
nos comparamos.

Você já reparou como um cachorro é feliz mesmo se for de um mendigo? Nós


temos nossa circuitaria cerebral parecidas com a de um cachorro, queremos
buscar prazer, fugir da dor com uma única diferença: somos complexos no
pensar sobre essa busca.

O gato e o cachorro são felizes quase que em sua totalidade porque não se
comparam mesmo quando lhe falta uma pata. Ele não olha para o cachorrinho
da madame e pensa:

“Nossa! Aquele cachorro tem uma dona rica, tem as 4 patinhas usa um sapatinho
que impede de se queimar no asfalto. E eu aqui comendo restos desse
mendigo...”

Logo se ele não é capaz de ter a consciência sobre aquilo que lhe falta ou
porque já teve e perdeu ou porque nunca teve, então ele é capaz de ser completo
para aquilo que ele tem no agora.

Imagine você por um segundo, se nada mais importasse. Se beleza não fosse
importante, se roupas não fossem importantes, se dinheiro não fosse importante.
Se você não agora como num passe se mágica pudesse ser abstrair de todas
as comparações para com o outro, seja seus bens materiais, suas relações ou
suas condições.

O que tem aí, em Você que pode te fazer feliz no hoje, que você pode aproveitar,
se orgulhar, entender que nada tem a ver com aquilo que te falta, mas aquilo
sobre quem você é.

Num geral só podemos ser felizes a partir da comparação que fazemos com
aquilo que não nos faz feliz, mas escolhemos ser infelizes em comparação com
aquilo que nos fizeram feliz em outro tempo que não e agora.

30
A fórmula da depressão é simplesmente focar em duas coisas: Aquilo que você
não tem ou aquilo que você não controla.

Logo você se compara com outro que conhece, que possui algo que você não
possui, mas você não controla isso. Você olha para você no passado e pensa:
“Nossa como eu fui feliz naquele tempo.”
Mas como eu disse, o passado é um tempo morto e você deprime vivendo nele
porque está morto em plena vida.

Tarefa 5 - Vamos fazer um exercício rápido:

Quero que vocês escrevam 3 coisas que te fazem feliz e que não podem ser
tiradas de você, sobre quem você é. Recursos que são seus, próprios de você e
não advém de bens materiais ou mesmo de reputação que não existe.

É bem difícil olhar para isso, mas vou fazer o exercício com vocês, seguem 4
coisas que eu vejo em mim que me fazer felizes apenas de eu parar alguns
minutos e consagrar essas virtudes do meu ser:
- Veganismo
- Integridade
- Flexibilidade
- Desapego

Entenda que essas coisas não podem ser tiradas de você? Elas vêm de você,
são valores seus, coisas que compõem sua personalidade e só sairão de você
caso você decida isso, e você não precisa de ninguém para atestar isso. Não é
comparativo a ninguém, portanto são coisas que podem te fazer feliz no exato
momento que você atesta e pensa sobre essas coisas que compõem o seu EU.
Não são coisas que podem ser destruídas caso você não escolha, porque você
CONTROLA isso.

31
32
Sobre a quarta verdade: Pare de ignorar a
natureza das coisas.

Nessa última verdade o papo é reto: Se eu amo um objeto devo saber sobre a
natureza dele. Por exemplo, se amo meu celular devo sempre lembrar que
celulares quebram, se perdem ou são roubados logo devo ter isso em mente e
saber que quando aceito amar um objeto devo aceitar ser feliz com ele em sua
totalidade e possibilidades. O mesmo deve ser aplicado com coisas valiosas
como um amor humano ou animal.

Se você aceita amar um cachorro ou gato deve aceitar sua natureza e entender
que ele terá 1/10 da sua vida muitas vezes ou seja quando ele se for você sempre
esteve preparado e seu sofrimento será pautado em verdadeira saudade e não
na ilusão de algo que você via como eterno. Se trata de um luto mais dolorido,
porém não doentio e perturbador. Pode estar aí o segredo de pessoas que
superam uma perda de outras que passam uma vida no passado sofrendo como
se tivessem perdido parte de si por nunca levarem em consideração a verdadeira
natureza das coisas.

Perceba que se você ama algo ou alguém na verdade você ama o objeto que
faz na sua mente sobre essa pessoa, pois ela em sua totalidade não pode ser
amada por você, pois não é conhecida por você. Você sempre lida com a
representação do que é esse objeto.

Entenda que o seu objeto de amor pode te comportamentos que você não ama
(principalmente se estiver de tpm ou estressado do trabalho), pois você ama algo
sobre ela e não ela, logo você deve aprende o fato de que ela é imprevisível,
pois se o amor e o gostar está apenas naquele ponto específico, vocês concorda
que se torna um amor completamente limitado e egoísta?
Ou seja, na prática eu só amo ou gosto daquilo que me é belo, que me convém,
que me serve de alguma maneira.

Portanto, SAIBA E ACEITE a natureza das coisas. Celulares quebram, e se você


gosta do seu celular deve aprender a amar ou ao menos tolerar o fato que ele
pode quebrar e que na verdade não é seu (nunca foi).

33
Se você ama alguém, deve ao menos amar ou tolerar o fato de que ele não te
deve nada e pode agir totalmente contrário as expectativas que você nutre sobre
ele, ou pior, pode simplesmente morrer amanhã, afinal é da NATUREZA de
quem está vivo, que amanhã possa estar morto. Assim como o seu cachorro vai
viver apenas 15 anos em média e isso é da natureza dele e se você não aceita,
você só ama nele aquilo que te convém e não aquilo que o é em sua totalidade.
Isso faz sentido jovem minarai?

Dessa forma, quando algo que faz parte daquilo, mas você não ama acontece,
você ficará perturbado, triste, depressivo ou viverá um eterno luto. Você nunca
levou isso em consideração, então aquilo tem um poder destrutivo sobre você...

O que nos leva a pensar sobre algo muito interessante: A MORTE.

“Léo, que coisa mais horrível, negativa, tenebrosa, Deus me “free”!”

Justamente o contrário. Pensar que as coisas se findam pode te ajudar a viver


de fato os momentos presentes, pensando que PODERIAM ser os últimos.
Aquele conselho que diz para você viver a vida como se fosse o último momento
é uma bela de uma merda, afinal se esse fosse seu último momento certamente
você não estaria lendo esse e-book.

Mas pensar sobre a morte das coisas, sejam elas quais forem, nos ajuda a levar
conosco todos os dias a consciência que elas se acabam por isso devem ser
aproveitadas como tal, e devemos parar de viver a vida como se as coisas
fossem eternas como crianças que não tem a capacidade de aceitar a natureza
em sua totalidade e só são capaz de doar amor mesquinhos e fracos ao seu
próximo.

Tarefa 6 – Vamos pensar sobre a morte?


Pense numa pessoa que você AMA muito. E eu quero que comece a pensar na
sua vida sem ela agora. Agora ela se foi. Já era. “Finish”.
O que você gostaria de ter feito com ela que não fez? O que você gostaria de ter
dito para ela que não disse. O que você gostaria de ter vivido com ela que não
viveu?

34
Talvez lá você sinta falta até mesmo dos defeitos dessa pessoa né? Será que
você pediu perdão enquanto era tempo? Será que você perdoou enquanto era
tempo?

Eu quero que você reflita profundamente sobre isso e escreva uma carta para
essa pessoa. Pode ser que você nunca entregue de fato. Mas o faça mesmo
assim.

35
Considerações Finais.

Se você chegou até aqui você está de parabéns. Se você chegou até aqui e não
fez nenhum exercício que eu te propus, você até está de parabéns por ter me
aguentado, mas isso não prova muito mais que da sua paciência e talvez você
apenas continue uma merdinha paciente. Volte e faça os exercícios, eles
garantiram uma reflexão mais profunda e possibilidades maiores de AÇÃO
concreta e efetiva na sua vida para mudanças reais.

Normalmente essas 4 verdades, são 10 ou 12 nas minhas palestras e


workshops, mas para um e-book isso já estava ficando grande. Estou até
pensando em publicar esse negócio na Amazon, hahaha.

Falando muito sério, eu te agradeço por ter me dado a oportunidade de


compartilhar com você pensamentos e reflexões que eu tenho adquiro na
trajetória do aprimoramento do meu ser.

Mas eu preciso te alertar, se tornar uma pessoa forte não é algo que acontece
da noite por dia. Você precisa se questionar diariamente, se aprimorar, testar
coisas novas e isso anos e anos e talvez até a sua morte. Acredite, melhor
caminho não há. A vida é completamente curta para que você viva de forma
medíocre e apequenada. O sistema nos impõe esse tipo de vivência. Você
cresce achando que tudo bem ser nota 6 ou 7 em tudo, está legal, afinal isso é
a média.

Eu te convido então e refletir, será que essa é a vida boa? Essa é a melhor forma
de marcar nossos passos sobre a existência? De coração eu acredito que não.
Todo meu trabalho e sentido de vida hoje tem um só objetivo: Deixa a
humanidade melhor do que eu a encontrei.

Por fim, obrigado por baixar esse e-book, ler ele até aqui. Adoraria que você
tirasse uma foto, me marcasse no seu direct ou sei lá qual rede social você usa
e principalmente, compartilhe isso para que possa ajudar mais pessoas.

36
Muito mais do que uma ação de marketing (agora você vai receber vários e-mails
meus e faça o favor de abrir todos) existe muito propósito nisso. Gratidão total e
fica ligado (a) porque isso é só o começo!

37
Sobre o Autor

Leonardo Molina é Nutricionista, Estudante de Filosofia, Treinador


Comportamental e Empreendedor.
É sócio, treinador e Diretor de marketing no Instituto Elix que fornece formações
e cursos Presenciais e Online de desenvolvimento humano e
empreendedorismo.

Hoje sua principal atividade é desenvolver pessoas através de seus conteúdos


gratuitos na internet. Ministra palestras e aulas sobre desenvolvimento humano,
estilo de vida e saúde e é estrategista de vida e negócios estruturando projetos
individuais e empresariais para obtenção de resultados utilizando ferramentas
de alta performance.

“Sua missão é despertar o potencial de protagonismo de


cada ser humano.”

http://www.leonardomolina.com.br
Instagram: @molineleo_
Facebook: leomolinacoach
Youtube: Léo Molina
Dúvidas, críticas ou sugestões:
contato@institutoelix.com.br

38
Aviso de Copyright

Este ebook está protegido por Copyright, de acordo com a Lei Nº 9.610, DE 19
DE FEVEREIRO DE 1998, que regula os direitos autorais, estando o infrator
sujeito a providencias legais cabíveis ao descumprir qualquer uma de suas
clausulas.

Todo Copyright ou outros direitos de propriedade intelectual presente no texto


são de propriedade do site leonardomolina.com.br.

Apenas é permitido o uso do conteúdo do ebook para utilização pessoal.


Nenhuma parte do e-book pode ser reduzida para ser vendida ou distribuída para
ganhos comerciais. Também não poderá ser modificada nem incorporada a
qualquer outro trabalho, ou em outro site, seja em formato eletrônico ou outro.

Nenhuma outra licença ou direitos relacionados com o ebook são concedidos,


sem autorização expressa do autor.

39