Você está na página 1de 57

PedroAtaíde

▪ Membro do COMUD de Sapiranga (Conselho municipal de políticas sobre drogas e Álcool)

Consultor em Dependência Química formado pelo CEFI(Centro De Estudos da Família e do


Indivíduo).
Formado pela FEBRACI (Federação Brasileira de Clínicas Involuntárias).
Formado pela FEBRACT (Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas).
Agente em Saúde Mental pelo Ministério Público
Formado pelo Amor Exigente
Formado pela ABELAINE o curso de Chefia e Liderança
Supervisor Terapêutico de Unidade de Dependência Química

Coordenador Geral de Unidades de Dependência Química

Formado na CEFAE no Curso de Gerenciamento de Conflitos em Equipe.


Diretor Terapêutico de Unidade de tratamento para Dependência Química

Formado pela Cruz Vermelha no Curso de extensão e capacitação em Dependência Química


Conceitos sobre a
Dependência Química
Por PedroAtaíde
O que é Droga?

▪ Segundo a organização mundial de saúde (OMS), droga é qualquer


substância que, introduzida no organismo, interfere no seu
funcionamento. Consequentemente, tanto é droga a maconha
quanto a aspirina e o antibiótico; tanto o álcool quanto a cocaína;
tanto o cigarro quanto LSD; tanto o cafezinho quanto o lança
perfume.

Por PedroAtaíde
Classificação das
Drogas

Por PedroAtaíde
Estimulantes

▪ São aquelas que de maneira geral estimulam o funcionamento do


nosso SNC com que a pessoa que a utilizou fique mais “ligada”,
agitada, “elétrica”, sem sono e sem apetite.

▪ Dentre elas estão:

Por PedroAtaíde
Cocaína

Por PedroAtaíde
Crack

Por PedroAtaíde
Cigarro

Por PedroAtaíde
Café

Por PedroAtaíde
Drogas depressoras

▪ Aquelas que de maneira geral diminuem o ritmo de funcionamento


do SNC, fazendo com que seus consumidores fiquem mais
“devagar”, ou seja, lentos e sonolentos.

▪ São exemplos desta classe de drogas:

Por PedroAtaíde
Benzodiazepínicos(atuam como sedativos
do SNC)

Por PedroAtaíde
Álcool

Por PedroAtaíde
Inalantes

Por PedroAtaíde
Drogas perturbadoras

▪ Perturbadores da atividade do SNC: aquelas que causam alterações


no funcionamento cerebral quando consumidas, modificando a
percepção da realidade e fazendo com que os consumidores tenham
uma percepção “perturbada” de si e do meio. Esses fenômenos são
parecidos aos que ocorrem em doenças mentais como as psicoses e
estas drogas induzem alucinações, delírios e ilusões.

Por PedroAtaíde
LSD

Por PedroAtaíde
Ecstasy

Por PedroAtaíde
Maconha

Por PedroAtaíde
O QUE É A DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

Por PedroAtaíde
Por PedroAtaíde
Dependência Química

▪ UMA DOENÇA PRIMÁRIA

Por PedroAtaíde
Dependência Química

▪ UMA DOENÇA PRIMÁRIA


▪ UMA DOENÇA CRÔNICA

Por PedroAtaíde
Dependência Química

▪ UMA DOENÇA PRIMÁRIA


▪ UMA DOENÇA CRÔNICA
▪ UMA DOENÇA PROGRESSIVA

Por PedroAtaíde
Dependência Química

▪ UMA DOENÇA PRIMÁRIA


▪ UMA DOENÇA CRÔNICA
▪ UMA DOENÇA PROGRESSIVA
▪ UMA DOENÇA FATAL

Por PedroAtaíde
Características da Dependência Química

▪ UMA DOENÇA PRIMÁRIA


▪ UMA DOENÇA CRÔNICA
▪ UMA DOENÇA PROGRESSIVA
▪ UMA DOENÇA FATAL
▪ UMA DOENÇA TRATÁVEL

Por PedroAtaíde
Conceitos

▪ USO- Eventual
Esporádico
Constante
▪ ABUSO- Uso que gera problemas do tipo variados.
▪ DEPENDÊNCIA- Uso continuado; Problemático; Compulsivo

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO (10% à 20% Nascem pré-dispostos)

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação
▪ Exemplo

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação
▪ Exemplo
▪ Pressão do Grupo

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação
▪ Exemplo
▪ Pressão do Grupo
▪ Estímulo da mídia

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação
▪ Exemplo
▪ Pressão do Grupo
▪ Estímulo da mídia
▪ Busca sensações novas

Por PedroAtaíde
RAZÕES DE USO

▪ Curiosidade
▪ Imitação
▪ Exemplo
▪ Pressão do Grupo
▪ Estímulo da mídia
▪ Busca sensações novas
▪ Fuga da realidade

Por PedroAtaíde
Por PedroAtaíde
DROGAS LEVES DROGAS MODERADAS DROGAS PESADAS

Cafeína Álcool Crack

Nicotina Cocaína Heroína

THC Xaropes Solventes

BZD Anfetaminas Morfina

DROGAS COM EFEITOS DUVIDOSOS

LSD, Cogumes Por PedroAtaíde


Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
▪ (NORMAL EUFÓRICO)

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
▪ (NORMAL EUFÓRICO)
▪ EXPERIÊNCIA GRATIFICANTE

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
▪ (NORMAL EUFÓRICO)
▪ EXPERIÊNCIA GRATIFICANTE
▪ MELHOR PRODUTIVIDADE

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
▪ (NORMAL EUFÓRICO)
▪ EXPERIÊNCIA GRATIFICANTE
▪ MELHOR PRODUTIVIDADE
▪ “RESSACAS”

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

1ª FASE
Uso social
▪ EXPERIÊNCIA UNIVERSAL
▪ (NORMAL EUFÓRICO)
▪ EXPERIÊNCIA GRATIFICANTE
▪ MELHOR PRODUTIVIDADE
▪ “RESSACAS”
▪ FASE DO (MACACO)
Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO
▪ DEPRESSIVO NORMAL

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO
▪ DEPRESSIVO NORMAL
▪ SOFRIMENTO EMOCIONAL

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO
▪ DEPRESSIVO NORMAL
▪ SOFRIMENTO EMOCIONAL
▪ QUEDA DA PRODUTIVIDADE

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO
▪ DEPRESSIVO NORMAL
▪ SOFRIMENTO EMOCIONAL
▪ QUEDA DA PRODUTIVIDADE
▪ LAPSOS DE MEMÓRIA

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

2ª FASE
Manifestação da Dependência
▪ TOLERÂNCIA DO QUÍMICO
▪ DEPRESSIVO NORMAL
▪ SOFRIMENTO EMOCIONAL
▪ QUEDA DA PRODUTIVIDADE
▪ LAPSOS DE MEMÓRIA
▪ FASE DO “LEÃO”
Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA
▪ DEPRESSIVO DEPRESSIVO

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA
▪ DEPRESSIVO DEPRESSIVO
▪ EMBOTAMENTO EMOCIONAL

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA
▪ DEPRESSIVO DEPRESSIVO
▪ EMBOTAMENTO EMOCIONAL
▪ DECADÊNCIA SOCIAL / FAMILIAR

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA
▪ DEPRESSIVO DEPRESSIVO
▪ EMBOTAMENTO EMOCIONAL
▪ DECADÊNCIA SOCIAL / FAMILIAR
▪ APAGAMENTO / DELÍRIO / ALUCINAÇÃO

Por PedroAtaíde
Dependência Química
História Natural da Doença

3ª FASE
Adicção total
▪ DEPENDÊNCIA FÍSICA
▪ DEPRESSIVO DEPRESSIVO
▪ EMBOTAMENTO EMOCIONAL
▪ DECADÊNCIA SOCIAL / FAMILIAR
▪ APAGAMENTO / DELÍRIO / ALUCINAÇÃO
▪ FASE DO “PORCO”
Por PedroAtaíde
Contato