Você está na página 1de 3

O ASSÉDIO SEXUAL NO AMBIENTE DE TRABALHO

Sthefany Almeida

O QUE É O ASSÉDIO SEXUAL:


• O assédio sexual no ambiente de trabalho consiste em constranger colegas por
meio de cantadas e insinuações constantes com o objetivo de obter vantagens
ou favorecimento sexual. Pode ser conceituado como “toda conduta de natureza
sexual não solicitada, que tem um efeito desfavorável no ambiente de trabalho ou
consequências prejudiciais no plano do emprego para as vítimas” (MAURÍCIO
DRAPEAU).
• São atos claros e perceptíveis para a vítima;
• Imposições de propostas, insinuações ou atos de caráter libidinosos não
desejados e nem retribuídos que causam ao assediado medo de perder o
emprego;
• O assédio gera constrangimento e outros impactos psicológicos como insônia,
depressão, aumento de pressão arterial, dor no pescoço e transtornos
alimentares (com aumento ou perda de peso).
• O objetivo final do assediador é fazer com que a vítima ceda às pressões
sexuais por medo de ser prejudicada profissionalmente ou até mesmo perder o
emprego.

ASSÉDIO SEXUAL É CRIME?


SIM!
A Lei nº 10.224, de 15 de maio de 2001, introduziu no Código Penal a tipificação
do crime de assédio sexual, dando a seguinte redação ao art. 216-A:
“Constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual,
prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência
inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função”.
A pena prevista é de detenção, de 1 a 2 anos.

EXEMPLOS DE ASSÉDIO SEXUAL:


• Piadas pejorativas à sexualidade e/ou às escolhas sexuais das pessoas;
• Envio de fotos de pessoas nuas com o intuito de constranger e/ou insinuar-
se para o outro;
• Brincadeiras tipicamente sexistas;
• Comentários constrangedores sobre a figura do gênero oposto.

FORMAS DE ASSÉDIO SEXUAL:


Assédio por Intimidação:
• O assediador busca criar condições de trabalho inaceitáveis em um processo
intimidatório de hostilização;
• Restringir, sem motivo, a atuação de alguém ou criar uma circunstância
ofensiva ou abusiva no trabalho.
Assédio por Chantagem:
• Oferta de troca de vantagens no ambiente de trabalho por atitudes de cunho
sexual;
• Ocorre via chantagem, insistência, importunação da vítima para fins sexuais;
• Tipo penal previsto pela Lei nº 10.224/2001.

PARA CARACTERIZAR O ASSÉDIO SEXUAL É NECESSÁRIO O CONTATO


FÍSICO?
NÃO!
Várias condutas podem configurar assédio, mesmo sem contato físico.
Essa prática pode ser clara como expressões verbais ou escritas ou de formas
mais sutis como comentários, gestos, imagens enviadas por e-mails, dentre
outros.

CONSEQUENCIAS DO ASSÉDIO:
O assédio é uma experiência subjetiva que acarreta prejuízos práticos e
emocionais para qualquer trabalhador.
Interfere na vida comprometendo sua identidade, sua dignidade e suas relações
afetivas e sociais, o que causa graves danos à sua saúde física e psicológica,
podendo desencadear ou agravar quadros de estresse, depressão, irritabilidade,
ansiedade, esgotamento profissional, fadiga crônica, alcoolismo, insônia, dores
musculares, pressão alta, aumento de peso ou emagrecimento exagerado,
redução da libido, entre outros.
Esses danos podem evoluir para uma incapacidade de trabalho e até mesmo a
morte, constituindo um risco invisível, mas real.
Temos como amparo, tanto a Constituição Federal, como o Código Civil, vejam:

CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela


união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito
Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e
tem como fundamentos:
I - a soberania;
II - a cidadania;
III - a dignidade da pessoa humana; IV - os valores sociais
do trabalho e da livre iniciativa;
V - o pluralismo político.
Dos Direitos e Garantias Fundamentais
CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E
COLETIVOS
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de
qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos
estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito
à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à
propriedade, nos termos seguintes:
..........
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento
desumano ou degradante;
..........
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e
a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização
pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

CÓDIGO CIVIL

Art. 949. No caso de lesão ou outra ofensa à saúde, o


ofensor indenizará o ofendido das despesas do tratamento
e dos lucros cessantes até ao fim da convalescença, além
de algum outro prejuízo que o ofendido prove haver
sofrido.
Art. 950. Se da ofensa resultar defeito pelo qual o ofendido
não possa exercer o seu ofício ou profissão, ou se lhe
diminua a capacidade de trabalho, a indenização, além
das despesas do tratamento e lucros cessantes até ao fim
da convalescença, incluirá pensão correspondente à
importância do trabalho para que se inabilitou, ou da
depreciação que ele sofreu.
Parágrafo único. O prejudicado, se preferir, poderá exigir
que a indenização seja arbitrada e paga de uma só vez.
Art. 186. Aquele que, por ação ou omissão voluntária,
negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a
outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato
ilícito.
Art. 187. Também comete ato ilícito o titular de um direito
que, ao exercê-lo, excede manifestamente os limites
impostos pelo seu fim econômico ou social, pela boa-fé ou
pelos bons costumes.
Art. 927. Aquele que, por ato ilícito (arts. 186 e 187), causar
dano a outrem, fica obrigado a repará-lo.
Parágrafo único. Haverá obrigação de reparar o dano,
independentemente de culpa, nos casos especificados em
lei, ou quando a atividade normalmente desenvolvida
pelo autor do dano implicar, por sua natureza, risco para
os direitos de outrem.