Você está na página 1de 5

Universidade Federal de Campina Grande – Campus Cajazeiras

Curso de licenciatura em Geografia

As 44 cartas do mundo líquido moderno

Discente: Francisco Pereira de Oliveira Júnior


Docente: Luciana Medeiros de Araújo
Disciplina: Geografia do Espaço Mundial

Títulos 37 e 43
Cajazeiras
2019.1

37

A cultura numa cidade globalizada

A partir desse ponto é possível notar impactos que a globalização causa em


cidade ou países em geral tenha uma influência de bastante peso.
Nesta carta, é levado em consideração impactos que a globalização submete
no fator migração, dividindo-a em três tipos que foi notado no período da
idade moderna:

A primeira portanto, fazendo jus a parte de uma Tríplice (TRJ), ou


Territorialidade de “raízes” e postura de Jardinagem. No qual assim portanto
criou uma fase de emigração de um centro modernizado, para fim de
exportação e em parte por expulsão em massa da população para terras
vazias, que por sua vez por serem vistas por sobreviventes de assassinatos
ou epidemias, estariam a serviço dos colonizadores.

A segunda, se caracteriza com uma espécie de “império emigra para a


metrópole”. Que acontecem logo com o desmantelamento dos impérios
coloniais, forçando os indígenas com um estágio avançado de nível cultural
a voltarem para a metrópole. Assim, quando chegavam, eles eram
distribuídos de acordo com a visão de mundo e estratégia usada na época.

A terceira, que está em vigor em tempos atuais e se acelera, acaba por levar
a era das diásporas: arquipélagos de assentamento de base étnica, religiosa
e linguística entrelaçando o mundo.

alheios às trilhas incendiadas e pavimentadas pelo colonialismo imperialista e seguindo,


ao contrário, a lógica globalizante da redistribuição planetária dos recursos de
sobrevivência. Os arquipélagos tendem a se espalhar e disseminar.

 A partir disso conclui-se que, a migração de hoje se difere das outras


em mais de um aspecto, sendo que elas ocorrem em dupla direção,
sem rotas privilegiadas por não serem determinadas pelos laçaos
império-colonias do passado.

 Ela também, na contemporaneidade passa a desconsiderar o TRJ e


passa a adotar o EAC: extraterritoriedade, “âncoras” em lugar de
“raízes”, como as principais ferramentas da identificação, e uma
estratégia de caçada. A ideia posta pela tríade EAC sobre direitos
humanos, em comparação a TRJ, da uma identidade determinada pela
territorialidade traduzindo-se hoje “direito a ser diferente”.
Com essa nova definição, é sedimentada a questão da torlerância,
que junto a ela é necessário consolidar a solidariedade.
43

Destino e caráter

De forma abrangente o autor será questionado sobre o ato de fazer as coisas


sem se arrepender ou tendo alguma garantia do que será feito, ou seja se terá
sucesso ou um retorno rápido a respeito da ação que está praticando. A
resposta dada é que não se tem a certeza dos erros que serão cometidos antes
mesmo de agir.
Dessa maneira ele ainda é questionado outras vezes, nesta ocasião, Bauman
é questionado a respeito do progresso da vida: “a vida será difícil, inquietante
e assustadora ?” sua resposta se embasa nas palavras de um outro autor na
qual se debruça na questão de sermos atores de nossas próprias vidas, ou seja
criar nosso itinerário, além de percorrer nesse percurso longo, nos moldamos
e mudadamos a cada fase melhorando pontos falhos e aprimorando os já
bastante avançados e bem trabalhados.
A vida nessa questão para se tornar uma obra de arte, ela tende de estar livre
de regras impostas pela sociedade esmagadora que segue um padrão social,
ou seja, a vida deve ser vivida de forma mais liberal e maleável, “aceitando
placidamente o mundo e colaborar com as a acumulação de injustiças que
contestamos com palavras também é uma escolha. ” Seguindo essa lógica, é
uma opção nossa aceitar passivamente as coisas que o mundo joga sobre a
gente, basta apenas seguir um caminho e trilhar seu sucesso a partir do
mesmo.
Outro fator ligeiramente recomendado pelo autor é o de tomar como base a
vida de Sócrates, isso por que sua vida era considerada um padrão, só que
não para ser imitada. Sendo assim, tendo um significado de construir e
harmonizar conscientemente sua própria vida, abominando a questão de
imitar outros hábitos ou pessoas, e focar no desenvolvimento da
personalidade e da identidade, fatores únicos da vida de todo e qualquer ser
humano.

Interesses relacionados