Você está na página 1de 4

GUINDASTE DE PALITOS

I. INTRODUÇÃO

O Concurso do Guindaste de Palitos tem por objetivo oportunizar a aplicação


dos conceitos fundamentais de Física, Resistência dos Materiais, Sistemas Estruturais
ou disciplinas equivalentes, para os acadêmicos dos Cursos de Engenharia Civil,
Engenharia Mecânica e Engenharia Agronômica do Campus de Umuarama da
UNIPAR, como parte das atividades da IV Jornada Acadêmica das Engenharia da
Unipar e IV Gincana Acadêmica das Engenharias, realizada no ano de 2019.

I. Para participar do Concurso do Guindaste de Palitos, o acadêmico deverá fazer


parte de uma das equipes da Gincana, sendo que cada equipe poderá participar
com apenas 01 (um) guindaste.
II. Os testes de carga acontecerão em data a ser divulgada previamente, e a ordem
será definida por sorteio.
III. O Projeto Escrito do Guindaste poderá ser realizado em qualquer período e deverá
ser entregue na reunião da entrega dos materiais. A construção do Guindaste
deverá ser realizada como prova noturna, no período da madrugada do dia do
evento, podendo algumas partes mencionadas nesse regulamento serem trazidas
prontas.
IV. Para a realização dos testes de carga dos guindastes, será constituída uma
comissão de fiscalização presidida por professores da área. Esta comissão estará
encarregada de verificar se os guindastes estão adequados às normas do
regulamento do concurso.

II. REGULAMENTO

1. PARTES, MATERIAIS E CONSTRUÇÃO:


1.1. A construção do Guindaste deverá ser realizada durante a prova noturna, com
início após a entrega dos materiais.
1.2. O Guindaste deverá conter no mínimo quatro partes, sendo elas:
 BASE – para apoiar todo o equipamento em uma bancada
 TORRE – presa na base e para sustentação do braço.
 BRAÇO – preso na torre e para dar distância ao ponto de içamento.
 SISTEMA DE IÇAMENTO – para içamento da carga.

1.3. A comissão irá fornecer palitos de madeira abaixadores de língua (08 pacotes
de 100 unidades, com dimensões aproximadas de 140 x 13 x 2 mm) e cola instantânea
(02 frasco com 100g - estilo alma super), os quais deverão ser retirados pelo líder de
cada equipe no início da prova noturna.
1.3.1. A estrutura da Torre e do Braço do guindaste deverão ser construídos
por palitos e pela cola. Caso a equipe queira utilizar mais palitos e/ou cola, os
materiais deverão estar fechados nas embalagens e deverão ser aprovados pela
comissão, por meio da assinatura de um responsável.
1.4. O guindaste não poderá receber nenhum tipo de revestimento ou pintura.
1.5. O guindaste deverá conter obrigatoriamente um sistema para elevação da carga
na vertical – Sistema de Içamento. Esse sistema deverá ser acionado por manivela ou
por motor elétrico.
1.5.1. A manivela ou motor elétrico deverá ser preso na Base, e os cabos para
içamento deverão passar por dentro do guindaste, iniciando pela parte de baixo
da Torre, sem qualquer restrição do caminho.
1.6. A Base poderá ser feita de qualquer material, e deverá servir de apoio para a
Torre e os demais componentes. A Base poderá ser fixada na mesa de teste, porém a
mesa de teste não poderá sofrer qualquer dano (ex: furos não poderão ser feitos). Com
exceção da base, nenhuma parte do guindaste poderá ficar apoiada na mesa de teste.
1.7. Não será permitido utilizar cabos de metal como tirantes. Todo reforço
estrutural deverá ser feito com os palitos e a cola, já especificados neste regulamento.
Reforço por mão francesa não será permitido na parte de baixo do Braço.
1.8. O peso total do guindaste será considerado para efeito de avaliação, incluindo
contrapesos. Será permitido o uso de apenas 01 (um) contrapeso, durante todos os
testes.
1.9. A comissão organizadora não se obriga a fornecer quaisquer outros tipos de
ferramentas e materiais auxiliares (barbantes, roldanas, contrapesos, motores elétricos,
engrenagens, manivelas, etc.), sendo de responsabilidade de cada equipe participante.

2. DIMENSÕES:
2.1. As dimensões serão limitadas de 04 (quatro) formas.
2.1.1. Altura máxima do Guindaste em relação à mesa: máximo 500 mm.
2.1.2. Altura do Braço em relação à mesa: mínimo 300 mm.
2.1.3. Distância livre entre o cabo no ponto de içamento e o início da Base:
mínimo 500 mm. As dimensões da Base são de livre escolha, porém contabilizam como
dimensões do guindaste.
2.1.4. Sistema vertical de movimentação de carga: percorrer uma distância
vertical contínua mínima de 600 mm.
2.2. De forma geral, as dimensões são definidas e delimitadas conforme Figura 1.

3. ENTREGA DO GUINDASTE E TESTE DE IÇAMENTO


3.1. O horário de entrega do guindaste será estabelecido pela comissão e divulgado
no momento da entrega dos materiais. Após a entrega do guindaste, os membros da
comissão procederão às medições e à verificação do cumprimento do regulamento. Se
aprovado, o guindaste será submetido aos testes propostos.
3.2. Cada grupo indicará dois de seus membros para a realização dos testes.
Equipamentos de segurança são importantes e de responsabilidade da equipe.
Figura 1: Limites das dimensões (sem escala)

3.3. O critério de avaliação do guindaste envolverá: Capacidade de Içamento


(Carga “F” em kgf) e Peso Total do Guindaste (Carga “P” em kgf). Esse critério será
pontuado obtendo a relação entre as cargas, conforme Equação (1).

(1)

3.4. Antes do início do teste todos os componentes do Guindaste (incluindo


contrapesos) serão pesados por uma balança, com a finalidade de obter o Peso do
Guindaste “P”.
3.5. A Capacidade de Içamento “F” será obtida pelo içamento da carga máxima do
Guindaste até o momento antes de sua falha. A carga inicial a ser aplicada será o
próprio peso do suporte das cargas (aproximadamente 10 kg). As cargas posteriores
serão aplicadas em incrementos definidos pela equipe, de acordo com os pesos
disponibilizados no local (anilhas disponíveis no laboratório).
3.5.1. Caso o guindaste fique fora de funcionamento em qualquer um desses
testes, o último teste concluído validará a Capacidade de Içamento.
3.5.2. Não será permitido adicionar, remover ou substituir contrapesos, ou
outras partes do guindaste durante os testes.
4. PROJETO ESCRITO
4.1. O projeto escrito poderá ser desenvolvido com antecedência.
4.2. O projeto escrito deverá conter no máximo 20 páginas e será recebido pela
comissão no mesmo momento da entrega dos materiais.
4.3. A estrutura do projeto contemplará:
4.3.1. Capa (contendo a cor da equipe)
4.3.2. Sumário
4.3.3. Introdução
4.3.4. Metodologia de construção do guindaste
4.3.4.1. Forma e geometria da estrutura (Base, Torre e Braço)
4.3.4.2. Sistema de Içamento
4.3.5. Capacidade prevista em projeto
4.3.5.1. Cálculos de esforços nas estruturas
4.3.5.2. Previsão do peso do Guindaste
4.3.5.3. Previsão da capacidade máxima de içamento
4.3.6. Conclusão

4.4. Critérios para a avaliação de projeto:


4.4.1. Desenvolvimento dos conteúdos: 40%
4.4.2. Cálculos e previsões: 40%
4.4.3. Formatação do trabalho: 20%
4.5. A somatória dos itens avaliados para o projeto escrito resultará em um valor
em porcentagem, indicado pelo Fator de Projeto, conforme Equação (2):

(%) (2)

III. PONTUAÇÃO FINAL

1. A pontuação final (PF) da prova para cada equipe será calculada através da
Equação (3):

(3)

2. A classificação se dará pelo valor da Pontuação Final (PF), sendo do maior para
o menor.
3. Em caso de empate o critério de desempate será o maior Fator de Carga
4. Qualquer ocorrência não contemplada neste regulamento, será analisado pela
comissão de fiscalização do concurso.
5. Premiação:
5.1. A pontuação das equipes deve seguir regulamento próprio da Gincana
Acadêmica da UNIPAR, a ser divulgado em momento oportuno.

Você também pode gostar