Você está na página 1de 2

Ficha de Avaliação

Nome:____________________________________________nº _____Turma: _______Data: ______/______/______

1- Define risco.

2- Lê, com atenção o texto:

No ano de 1755, no Dia de Todos os Santos, o povo de Lisboa encontrava-se nas


igrejas para orar pelos seus antepassados. Lisboa, capital e centro de um grande império,
era um porto belo e rico.
Eram 9:40 horas quando o enorme edifício da Igreja de Sta Maria sofreu um
violento safanão. Surgiu o pânico e as pessoas correram para uma pequena praça em
frente, onde se juntou gente que fugiu das casas e das igrejas próximas.
Pouco tempo depois, a cidade foi atingida por um 2º maior e ainda mais violento
abalo. As pesadas fachadas de pedra dos edifícios caíram, esmagando muitos habitantes.
A riqueza da cidade fora investida em pedra e agora essa mesma pedra chovia sobre os
cidadãos.
Para escaparem aos edifícios, muitas pessoas fugiram para o cais de mármore ao
longo do rio Tejo. Aí, cerca de 40 minutos depois do 1º abalo e na altura do 2º, as águas e
o mar retiraram-se subitamente. A seguir regressaram sob a forma de uma poderosa onda
de mais de 10 metros de altura que esmagou a estrutura do cais e engoliu todos os que aí
se encontravam. A vaga ainda apareceu mais 2 vezes, esmagando navios, docas e armazéns portuários.
Por toda a cidade as velas caídas e os fogos das cozinhas pegaram fogo às mobílias e, pouco depois, todos
estes pequenos fogos se juntaram para constituírem uma muralha de chamas. Empurradas pelo vento de nordeste,
as chamas consumiram grande parte da cidade, levando 3 dias para queimar tudo o que encontravam na sua
passagem.
¼ da população da cidade (mais de 60 000 pessoas) morreu esmagada, afogada ou queimada numa das
cidades mais prósperas da Europa que, numa questão de horas, ficou reduzida a destroços e cinzas.

2.1- A situação descrita no texto anterior pode ser considerada uma catástrofe? Justifica a tua resposta.

2.2- Refere as 3 causas principais de morte da população de Lisboa naquele dia 1 de Novembro de 1755.

2.3- Comenta a seguinte afirmação:


O sismo de 1755 estragou toda a obra feita pelo ser humano, mas em nada alterou a superfície terrestre, por
isso podemos afirmar que foi o ser humano o causador de tão elevada mortalidade.

3- Escolhe um tipo de catástrofe natural que tenhas estudado e elabora um pequeno texto onde abordes as seguintes
questões:
a)- principais causas desse tipo de catástrofe;
b)- principais consequências;
c)- medidas de prevenção;
d)- casos reais.

II

1- Na tabela seguinte estão registados alguns dados das freguesias do concelho de Torres Vedras.

Dois Portos Campelos S. Pedro e Santiago


População absoluta (2001) 2 153 2 708 17 548
Área total 36,3 24,2 31,5

1.1- Com base nos dados do quadro anterior, refere se a freguesia com maiores dimensões é a que apresenta maior
número de habitantes. Justifica a tua resposta.
1.2- Calcula a densidade populacional das 3 freguesias. Apresenta os cálculos e o significado dos resultados
alcançados.

2- Observa o mapa da figura 1.

Fig. 1- Densidade Populacional por Concelho (2001)

1.1- Refere os 3 principais focos populacionais da população


portuguesa.

1.2- Relaciona a distribuição da população portuguesa com o


relevo.

1.3- Analisa a distribuição da população portuguesa


relativamente à dicotomia litoral/interior.