Você está na página 1de 4

Universidade Tiradentes

Diretoria de Graduação
Curso de Engenharia Mecatrônica

Queda Livre

Ailton Farias Procópio Junior

Ancelmo Araujo dos Santos

Helton Cesar Leite Vieira

Jonathan dos Santos Albuquerque Lima

José Adriano Reis Alécio

Kimberley Leal da Silva Oliveira

Luiz Antônio de Souza Maia

Rodrigo Pietro Nunes de Oliveira

Aracaju/SE
Março/2015
AILTON FARIAS PROCÓPIO JUNIOR
ANCELMO ARAUJO DOS SANTOS
HELTON CESAR LEITE VIEIRA
JONATHAN DOS SANTOS ALBUQUERQUE LIMA
JOSÉ ADRIANO REIS ALÉCIO
KIMBERLEY LEAL DA SILVA OLIVEIRA
LUIZ ANTÔNIO DE SOUZA MAIA
RODRIGO PIETRO NUNES DE OLIVEIRA

Queda Livre

Relatório da prática experimental “Queda Livre”,


realizada em março de 2015, da disciplina Física Mecânica,
turma E11, ministrada pela Profª. Denise de Jesus Santos, na
Universidade Tiradentes.

Aracaju/SE
Março/2015
RESULTADOS E DISCUSSÕES

Com os dados obtidos no procedimento experimental foi possível preencher a


tabela 1 que fornece a relação da altura e tempo de queda.
M h σb Tempo de queda (s)
e (m) em T1 T2 T3 T4 T5 T6 T7 T8 T9 T10
d h
i (m)
d
a
s
1 0,6 0,00 0,321 0,319 0,320 0,319 0,320 0,320 0,320 0,319 0,319 0,321
05
2 0,5 0,00 0,288 0,291 0,289 0,288 0,291 0,288 0,288 0,288 0,288 0,288
5
3 0,4 0,00 0,256 0,259 0,260 0,254 0,256 0,252 0,257 0,254 0,256 0,254
5
4 0,3 0,00 0,215 0,217 0,215 0,215 0,214 0,216 0,216 0,218 0,216 0,216
5
5 0,2 0,00 0,175 0,175 0,173 0,173 0,172 0,174 0,173 0,174 0,174 0,172
5
Tabela 1: Resultados Experimentais

A partir dos dados da tabela 1 foi possível fazer os cálculos para obter o
tempo médio e sua respectiva incerteza (t médio ± σtmédio), e também é possível
determinar a velocidade final da esfera (v ± σv).
Sendo:
(Eq. 2)

(Eq. 3)

Como:

Do mesmo modo podemos obter a aceleração da gravidade local (g ± σ g).


Sendo:

(Eq. 4)
(Eq. 5)

Ao encontrar os valores anteriormente citados é possível calcular o erro


percentual utilizando a equação:

(Eq. 6)

Como: gexperimental = média de g, e gteorico = 9,8 m/s²

Os valores obtidos constam na tabela 2.


tmédio (s) σ σA σB σC tmédio ± σt v ± σv (m/s) g ± σg (m/s²)
médio (s)
0,3198 0,0007888106377 0,0002 0,001 0,001 (0,311 ± (3,13 ± (11,73 ±
0,001) 0,01) 11,73)
0,2887 0,001251665557 0,0004 0,001 0,001 (0,289 ± (2,82 ± (11,10 ±
0,001) 0,01) 11,10)
0,2558 0,002440400696 0,0008 0,001 0,001 (0,256 ± (2,50 ± (12,22 ±
0,001) 0,01) 12,22)
0,2158 0,001135292424 0,0004 0,001 0,001 (0,216 ± (2,11 ± 0,01) (12,88 ±
0,001) 12,88)
0,1735 0,00108012345 0,0003 0,001 0,001 (0,173 ± (1,70 ± (13,29 ±
0,001) 0,01) 13,29)
Tabela 2: Resultados dos cálculos realizados a partir dos dados experimentais.

Erro percentual:

Você também pode gostar