Você está na página 1de 14

Governo Federal: 200 dias de avanços

para a sociedade
O governo do presidente Jair Bolsonaro completa 200 dias de implementação
de ações que representam não apenas grandes conquistas para a sociedade,
nos mais diferentes setores, mas também a concretização de antigos anseios
do povo brasileiro. E o mais importante: essas realizações e a prestação de
contas, que o governo permanentemente promove, evidenciam que as
promessas de campanha continuam sendo cumpridas desde o primeiro dia de
gestão.

As ações estão em diferentes níveis de execução, mas os resultados já são


percebidos pela população em todo o País. É o caso do acordo de livre
comércio entre o Mercosul e a União Europeia (UE), alcançado depois de duas
décadas de negociações, e que possibilitará um significativo aumento de
investimentos no Brasil e, em consequência, do PIB nacional.

Destaque, também, para a criação do Selo Arte — que certifica a qualidade de


produtos artesanais de origem animal comercializados no País — e para os
programas Norte Conectado e Nordeste Conectado. O primeiro prevê a
construção de infraestrutura de rede de telecomunicações de fibra óptica
subfluvial interligando as principais cidades da Amazônia. O segundo consiste
na implantação de equipamentos para promover o tráfego de dados em fibra
óptica da Companhia Hidrelétrica do São Francisco, a ser operada pela Rede
Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Outras medidas que vão estimular a geração de renda e de empregos no Brasil


são a abertura do capital estrangeiro para as companhias aéreas e a isenção
de vistos para turistas da Austrália, Estados Unidos, Canadá e Japão que
desejem visitar o Brasil.

Importantes êxitos foram, igualmente, o aumento de mais de R$ 4,4 bilhões de


recursos do Plano Safra 2019/2020 destinado aos agricultores familiares
atendidos pelo Pronaf e o montante de R$ 6,5 bilhões em seguros para
produtores rurais. A criação do Cadastro Positivo também representa estímulo
para o desenvolvimento da atividade econômica no País permitindo a
concessão de crédito e de empréstimos aos consumidores.

A seguir, a relação das 47 iniciativas realizadas nestes 200 dias de governo,


divididas por eixos (ambiental, cidadania economia, educação, equilíbrio fiscal,
infraestrutura e saúde), que resultaram das contribuições e de parcerias com
ministérios e órgãos federais no período.
EIXO AMBIENTAL

1- Lançamento do projeto 'Juntos pelo Araguaia'


No Dia Nacional do Meio Ambiente (MMA), 5 de junho de 2019, foi lançado o
projeto "Juntos pelo Araguaia" que conta com a parceria dos governos federal
(Ministério do Desenvolvimento Regional e Ministério do Meio Ambiente),
estaduais (Goiás e Mato Grosso) e municipais. O objetivo é a recuperação das
áreas degradadas por meio da recomposição florestal, conservação do solo e
da água. O Governo Federal colocou à disposição do projeto cerca de R$ 100
milhões, arrecadados por meio da conversão de multas aplicadas pelo MMA.
Já o MDR disponibilizou, aproximadamente, R$ 3 milhões para a realização do
projeto executivo de revitalização.

EIXO CIDADANIA

2- Distribuição de mais de 1,3 mil toneladas de alimentos para 86 mil


famílias
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com base na Política de
Segurança Alimentar implementada pelo Ministério da Cidadania, realiza a
distribuição de alimentos em todo o País. Por meio da distribuição de 61.368
cestas de alimentos, que correspondem a 1.291 toneladas, entre 12 de abril e
30 de junho de 2019, o Governo Federal possibilitou o atendimento a 86.245
famílias brasileiras, sendo 48.160 indígenas e 38.085 quilombolas.

Além disso, foram doadas, entre abril e junho de 2019, 37 toneladas de


alimentos, além de 11 toneladas de leite em pó à operação humanitária de
atendimento aos imigrantes no Estado de Roraima. Cabe ressaltar ainda a
liberação de 11,8 toneladas de alimentos ao Governo de Roraima por
intermédio do Ministério das Relações Exteriores.

3- Reconhecimento do território das comunidades quilombolas


Valorização de áreas quilombolas, com uso coletivo da terra e manutenção de
tradições e costumes oriundos de antigo quilombo. Entre as comunidades
reconhecidas estão Cariongo, no município de Santa Rita/MA e Santo Antônio
do Guaporé, no município de São Francisco do Guaporé/RO com,
respectivamente, 559 hectares e 7.221 hectares.

4- Estação Cidadania
A Estação Cidadania é um espaço criado pelo Ministério da Cidadania para o
desenvolvimento de programas e ações culturais, práticas esportivas e de
lazer, formação e qualificação profissional, serviços socioassistenciais e
políticas de prevenção à violência em áreas de vulnerabilidade social. Desde
abril, foram entregues à população nove unidades da Estação Cidadania, para
fortalecimento dos vínculos comunitários, com estimativa de alcance de 170 mil
pessoas por mês.
5- Ampliação do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes
Ameaçados de Morte
O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos ampliou, por meio
de convênio, o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados
de Morte (PCCAAM) para outros cinco estados: Amazonas, Rio Grande do
Norte, Acre, Alagoas e Maranhão. Atualmente, o programa protege 944
crianças e adolescentes ameaçados de morte, além de seus familiares, em 16
unidades da federação.

6- Entrega de veículos adaptados


Para reforçar o atendimento da assistência social às famílias mais vulneráveis,
o Governo Federal entregou, no primeiro semestre de 2019, 120 carros e 70
micro-ônibus para municípios brasileiros em 16 estados: AP, BA, CE, ES, MA,
MG, MS, PA, PR, RN, RR, RS, SC, SE, SP e TO. A iniciativa amplia o acesso
da população que vive em áreas isoladas às políticas públicas sociais e
promove acessibilidade das pessoas com deficiência aos serviços públicos.
Estima-se que os veículos vão atender 9 milhões de pessoas em 456 cidades.

7- Ampliação dos canais de alerta para notificação de população em


situação de risco
O piloto do projeto teve início no mês de maio de 2019 nos estados de Santa
Catarina e Paraná e já possibilitou o envio de notificações prévias para
ocorrências significativas que foram registradas nestes primeiros meses. Conta
com, aproximadamente, 7 milhões de pessoas cadastradas e, desde o início da
operação, foram enviados mais de 10 mil alertas.

8- Operação Acolhida
A iniciativa deu um salto de qualidade em termos de integração
socioeconômica. Dos 10,2 mil imigrantes interiorizados até hoje, 68,6%
ocorreram neste semestre. Apenas em junho, foram 1.587 interiorizados. Essa
evolução resultou da força-tarefa do Governo Federal, agências da ONU,
sociedade civil e iniciativa privada. O deslocamento de imigrantes para outros
estados e municípios proporciona melhores condições de vida aos brasileiros
em Roraima, estado que mais sente as consequências da crise humanitária
vivida pela Venezuela, além de oferecer mais oportunidades de inclusão social
e econômica para os venezuelanos.

9- Programa Forças no Esporte


O Programa Forças no Esporte (PROFESP), coordenado por organizações
militares, consiste em levar atividades esportivas e reforço educacional,
psicopedagógico e cultural aos jovens considerados em situação de
vulnerabilidade social, promovendo a inclusão social e fortalecendo a
cidadania.
O PROFESP ultrapassou a marca de 28,5 mil crianças, adolescentes e jovens
assistidos. Este resultado se dá pela parceria entre os Ministérios da
Defesa, Cidadania, da Educação e da Mulher, da Família e dos Direitos
Humanos.

EIXO DEFESA NACIONAL

10- Consolidação do Setor Espacial Brasileiro


O Setor Espacial Brasileiro tem importância estratégica para a segurança
Nacional e o desenvolvimento de vários segmentos econômicos do País, como
agronegócio e telecomunicações. Entre as realização do Governo Federal
estão o Projeto de Lei que dispõe sobre a adequação da governança das
atividades espaciais no Brasil; acordo de Salvaguarda Tecnológico, assinado
com os EUA que possibilita o uso comercial do Centro de Lançamento de
Alcântara gerando recursos para o Programa Espacial Brasileiro (PEB); e o
Protocolo de Intenções entre Ministério da Defesa, Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento e Ministério do Meio Ambiente para Implementação
de Sistemas Espaciais de Sensoriamento Remoto, que entregará o primeiro
satélite com sensor ótico e de órbita baixa.

EIXO ECONOMIA

11- Selo Arte: Facilidade de comercialização de produtos artesanais de


origem animal
Por meio de iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
(Mapa), os produtos alimentícios artesanais de origem animal passam a ser
identificados por meio do Selo Arte e poderão ser comercializados em todo
território nacional. Para isso, a produção deve respeitar critérios de boas
práticas agropecuárias, oriundos de sistemas de produção sustentáveis e com
condições higiênico-sanitárias e operacionais que garantam sua identidade e
qualidade. A medida promove agregação de valor ao produto e inclusão de
milhares de produtores, garantindo acesso ao mercado formal e fomentando a
comercialização interestadual.

12- Isenção de vistos para Austrália, Estados Unidos, Canadá e Japão


Foi registrado aumento entre 53% e 158% nas reservas em destinos nacionais
feitas por turistas australianos, canadenses, japoneses e norte-americanos que
visitarão o Brasil entre junho e setembro deste ano. Também houve
crescimento nas pesquisas feitas por cidadãos dos quatro países sobre turismo
no Brasil, com índices que variavam de 31% a 76%. Outros benefícios
proporcionados pela medida serão conhecidos por meio de pesquisas anuais
realizadas pelo Ministério do Turismo. Entre outras informações, os
levantamentos identificarão o real aumento do número de turistas dos países
citados, o gasto médio deles nos destinos brasileiros e o impacto econômico
nas localidades visitadas.
13- Aumento de mais de R$ 4,4 bilhões do Pronaf para o Plano Safra
2019/2020
O Pronaf havia disponibilizado no Plano Safra 2018/2019, R$ 26,8 bilhões com
recursos apenas do programa. Agora, no Plano Safra 2019/2020, foram
disponibilizados mais de R$ 31,2 bilhões, com taxa de juros mantidas em níveis
adequados.

Por meio do Garantia Safra, o Governo Federal disponibilizará recursos de R$


468 milhões em cotas que podem abranger até 1,35 milhão de produtores dos
estados participantes.

14- Aquisição de seguros por produtores rurais avaliados em R$ 6,5


bilhões
Foram disponibilizados R$ 180 milhões em subvenção federal que
proporcionaram a contratação de 38 mil apólices de seguro, possibilitando a
cobertura de 2,7 milhões de hectares e um valor segurado de R$ 6,5 bilhões.
Esse auxílio ao produtor rural é realizado por meio do Programa de Subvenção
ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

15- Cadastro Positivo


Além de diminuir o risco de conceder empréstimos, a mudança irá favorecer a
competição no mercado. O Cadastro Positivo permitirá que a nota de crédito
dos clientes chegue às fintechs e a outros competidores, que disputarão em
melhores condições com os grandes bancos. O aumento na competição
contribuirá para a redução nos juros e aumento da oferta de crédito.

16- Redução do prazo de registro de marcas e patentes no exterior


A adesão do Brasil ao Protocolo de Madri permitirá que os pedidos nacionais
de propriedade de marcas sejam encaminhados ao exterior sem burocracia e
com custos muito reduzidos. Empresas nacionais poderão registrar suas
marcas simultaneamente nos 120 países signatários do acordo e que
representam 80% do comércio global. Para tanto, bastará apresentar
documentação apenas no Brasil, junto ao Instituto Nacional da Propriedade
Industrial (INPI). Os registros devem ser analisados em no máximo 18 meses.

17- Classificação de atividades de baixo risco para favorecer o


ambiente de negócios
A Medida Provisória nº 881, de 30 de abril de 2019, conhecida como MP da
Liberdade Econômica, estabeleceu alterações para o favorecimento do
ambiente de negócios. A MP traz como direito de toda pessoa desenvolver
atividade econômica de baixo risco sem a necessidade de atos públicos de
liberação da atividade econômica. São considerados atos públicos de
liberação, licenças, autorizações, inscrições e alvarás exigidos como condição
prévia para o exercício de atividade econômica. Para sua regulamentação, foi
editada a Resolução nº 51 do Comitê Gestor para Simplificação do Registro e
Legalização de Empresas e Negócios, de 11 de junho de 2019, que definiu
quais atividades podem ser consideradas como de baixo risco, dispensando o
empreendedor da necessidade de atos de liberação como licenças,
autorizações, inscrições, registros ou alvarás.

18- Alíquota zero de Imposto de Renda para exportadores


O benefício incide sobre pagamentos realizados para fins de contratação de
agentes no exterior, que atuam na intermediação de transações entre a
empresa brasileira e seus clientes estrangeiros. A medida beneficiará 12 mil
exportadores, gerando aumento de competitividade das exportações brasileiras
e melhoria do ambiente de negócios. Estima-se uma economia de R$ 1,5
bilhão por ano para as empresas exportadoras de serviços — as exportadoras
de bens já contam com esse benefício.

19- Conclusão do Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a


União Europeia (UE)
Após 20 anos de negociações, em reunião ministerial realizada em Bruxelas,
nos dias 27 e 28 de junho de 2019, foi concluído o capítulo de livre comércio do
Acordo de Associação entre o Mercosul e a União Europeia. Estima-se que o
acerto representará um incremento do PIB brasileiro de US$ 87,5 bilhões em
15 anos, podendo chegar a US$ 125 bilhões se considerada a redução das
barreiras não-tarifárias e o incremento esperado na produtividade. O aumento
de investimentos no Brasil, no mesmo período, será da ordem de US$ 113
bilhões. Os consumidores serão beneficiados com acesso a maior variedade
de produtos a preços competitivos.

20- Abertura do capital estrangeiro para as companhias aéreas


A medida permite que empresas internacionais, com até 100% de capital
estrangeiro possam atuar no Brasil. Em 22 de maio de 2019, a Air Europa foi
constituída como a primeira empresa aérea com 100% de capital estrangeiro
no Brasil. A atuação de novas empresas em voos regionais fomenta a
concorrência entre as companhias aéreas e o número de municípios atendidos
com voos regulares, contribuindo para a redução do preço dos bilhetes aéreos.

21- Simplificação da autorização de funcionamento de empresas


estrangeiras no Brasil
Em 8 de maio de 2019, foi publicado o Decreto N° 9.787, que delega
competência ao ministro da Economia para praticar os atos de autorização de
funcionamento de sociedade estrangeira no país. Com a medida, o prazo de
autorização para abertura de uma filial estrangeira no Brasil caiu de 45 dias
para apenas 3 dias.
22- Unificação da autenticação do cidadão para acesso a serviços
públicos (login único)
O Ministério da Economia, em parceria com o Serpro, unificou o acesso à
plataforma de serviços Gov.Br. Agora, com um único login, é possível acessar
o que é ofertado no Portal de Serviços e Meu INSS, entre dezenas de outras
soluções. Essa simplificação beneficiou, automaticamente, mais de 25 milhões
de usuários já cadastrados e melhorou a experiência de dezenas de milhares
que se registram diariamente.

23- Transformação Digital de mais de 300 serviços


Em 2019, o Governo Federal conseguiu transformar, digitalmente, mais de um
serviço por dia — com a marca de 310 até aqui — de mais de 15 órgãos
federais. Somente com a digitalização desses serviços, estima-se uma
economia anual de R$ 182 milhões para o governo, além de mais de 10
milhões de solicitações anuais que os cidadãos agora podem fazer pela
internet. Os serviços relacionados ao INSS, por exemplo, já podem ser feitos
integralmente online com a ferramenta “Meu INSS”, acessível por meio de
computador ou celular.

24- Criação do projeto e-Sindical (Registro Sindical em meio Digital)


O projeto tem como objetivo transformar a tramitação dos processos de registro
sindical exclusivamente em meio digital. Entre os resultados estão a eliminação
de mais de 140 postos de atendimento físicos e a digitalização de processos
de registro sindical, totalizando 6,3 mil no período.

25- Lançamento da nova Política Nacional de Desenvolvimento


Regional (PNDR)
O Ministério do Desenvolvimento Regional lançou a nova Política Nacional de
Desenvolvimento Regional (PNDR). Os respectivos planos de desenvolvimento
das regiões Amazônica, Nordeste e Centro-Oeste orientarão a atuação do
setor público e privado no desenvolvimento dessas localidades.

EIXO EDUCAÇÃO

26- Recuperação de Museus, bibliotecas e imóveis tombados


O Ministério da Cidadania conseguiu, junto ao Fundo de Defesa dos Direitos
Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o financiamento
de projetos para revitalização de museus, bibliotecas e imóveis tombados. O
aporte é de quase R$ 184 milhões para 22 projetos.

27- Future-se: Fortalecimento da autonomia financeira das


universidades
Inédito e inovador, o Programa Future-se propõe uma mudança de cultura nas
instituições públicas de ensino superior, com mais autonomia financeira a
universidades e institutos federais. O fomento à captação de recursos próprios
e ao empreendedorismo são algumas das estratégias. A proposta do Ministério
da Educação vai passar por consulta pública até 15 de agosto. A população
poderá colaborar com o programa por meio de sugestões. A adesão ao Future-
se será voluntária. Esse novo modelo representa uma quebra de paradigma no
financiamento das instituições federais públicas de educação superior.

28- Compromisso Nacional pela Educação Básica


Em estreita articulação com estados e municípios, e em conjunto com o
Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional
dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o MEC apresentou o
Compromisso Nacional pela Educação Básica, com metas definidas para
creches, ensino fundamental, novo ensino médio, educação conectada,
expansão das escolas cívico-militares. O objetivo é impulsionar a educação
infantil, o ensino fundamental, o ensino médio e a educação para jovens e
adultos e tornar o Brasil referência na América Latina até 2030.

29- Entrega de mais de 100 ônibus escolares a municípios de Santa


Catarina
Estudantes da rede pública de ensino de 93 municípios de Santa Catarina
terão 116 novos ônibus para ir e voltar da escola. Com capacidade para 29
passageiros e 100% acessível — possuem poltrona móvel para deficientes
físicos — o custo total foi de R$ 189,9 milhões.

EIXO EQUILÍBRIO FISCAL

30- Devolução de recursos pelos Bancos Públicos


Recursos emprestados, no passado, a bancos públicos federais estão sendo
devolvidos ao Tesouro Nacional, atendendo às condições de liquidez,
solvência e governança dessas instituições. Nesse processo, nos últimos
meses, o Tesouro Nacional recebeu R$ 30 bilhões de devolução do BNDES e
R$ 3 bilhões da Caixa Econômica Federal. Outros bancos estatais também
planejam devoluções para os próximos meses. Atualmente, os cinco bancos
públicos devem ao Tesouro cerca de R$ 86,5 bilhões em empréstimos
concedidos.

31- Inclusão dos motoristas de aplicativo no Regime Geral de


Previdência Social (RGPS)
Desde 14 de maio, com o Decreto nº 9.792, motoristas de aplicativo fazem
parte do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Os principais benefícios
da medida são a inclusão e a proteção previdenciária para os mais de 500 mil
motoristas dessa categoria existentes no Brasil.
32- Venda da Transportadora Associada de Gás S.A (TAG)
A Petrobras vendeu 90% das ações da Transportadora Associada de Gás S.A
(TAG). A medida representa um passo concreto para a desestatização do setor
de transporte e distribuição de gás e segue a política de desinvestimento das
empresas estatais, para que possam focar no seu principal nicho de mercado
— no caso da Petrobras, a exploração de petróleo.

EIXO INFRAESTRUTURA

33- Norte Conectado: Implantação de 1.753 pontos de conexão via


satélite em escolas públicas e 150 equipamentos para inclusão
digital
Para ampliar a conectividade na Região Norte, o Projeto Amazônia Integrada e
Sustentável prevê a construção de infraestrutura de rede de telecomunicações
de fibra óptica subfluvial interligando as principais cidades da Amazônia. Ao
todo, foram implantados mais de 1,7 mil pontos de conexão via satélite e 150
equipamentos para Pontos de Inclusão Digital, de modo a ampliar a
infraestrutura de transporte de telecomunicações de alta capacidade. Estima-
se que será possível levar a infraestrutura de telecomunicações a 2,2 mil
escolas urbanas públicas, atingindo um universo de quase 1,7 milhão de
alunos; mais de 9,4 mil Unidades Básicas de Saúde e hospitais; 162
instituições de segurança pública; e 18 Institutos Federais e de Ciência e
Tecnologia da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP); além de uma
população de, aproximadamente, 9,5 milhões de habitantes.

34- Nordeste Conectado


O projeto visa à implantação de equipamentos para promover o tráfego de
dados em fibra óptica da Companhia Hidrelétrica do São Francisco, a ser
operada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Essa fibra está
localizada no interior do Nordeste e poderá ser utilizada para prover acesso à
banda larga para instituições de ensino, unidades de saúde, hospitais,
bibliotecas, instituições de segurança, tribunais, etc. Foram implantados mais
de 4,5 mil pontos de conexão via satélite em escolas públicas; 240
equipamentos para Pontos de Inclusão Digital e oito Cidades Digitais. Até 31
de dezembro de 2019, deverão ser atendidas seis cidades-polo e outras dez
até setembro de 2020, diretamente. Devido à possibilidade de parcerias, o
número total de cidades beneficiadas pode chegar a 42.

35- Programas Estratégicos para o setor de Aviação Civil


Para otimizar os investimentos públicos e ampliar as oportunidades de
investimentos privados, além de garantir a expansão com qualidade da
infraestrutura pública, com tarifas adequadas aos usuários, transparência e
eficiência, o Governo Federal contabiliza diversas entregas de terminais
aeroportuários no período dos 200 dias de governo. Entre elas, inauguração do
novo terminal de passageiros do Aeroporto de Macapá/AP, obra de
recuperação da pista de pouso auxiliar do aeroporto de Belém/PA , reforma e
adequação do terminal de passageiros e de edificações complementares em
Marabá/PA.

Cabe ressaltar ainda a obra de recuperação da pista de pouso do aeroporto de


Imperatriz/MA, reforma e ampliação do terminal de passageiros do aeroporto
de Foz do Iguaçu/PR, além da instalação de quatro pontes de embarque, que
totalizam mais de R$ 376 milhões. Entre outras ações, a assinatura da ordem
de serviço para o início das obras de reforma e adequação do terminal de
passageiros, infraestrutura básica, reforma e adequação de edificações do
aeroporto de Uberlândia/MG e Navegantes/SC.

36- Conclusão da primeira fase da 2ª Etapa da Adutora do Pajeú


O Sistema Adutor do Pajeú, conhecido por Adutora do Pajeú, é um importante
empreendimento que garantirá segurança hídrica para mais de 100 mil
habitantes em 20 sedes municipais e quatro distritos em Pernambuco, além de
oito municípios no Estado da Paraíba. O investimento total é da ordem de R$
619 milhões. O Sistema Adutor, em sua concepção final de projeto, se
estenderá por 595 quilômetros. A primeira etapa foi concluída em 2014. A
segunda teve sua primeira fase concluída em julho de 2019 permitindo, com
investimento de R$ 245 milhões.

37- Programa Retrem: Financiamento, aquisição e reforma de veículos


sobre trilhos
O Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano de
Passageiros Sobre Trilhos (Retrem) financia a aquisição e reforma de veículos
sobre trilhos para sistemas de transporte público coletivo de caráter urbano
sobre trilhos, com o objetivo de melhorar a qualidade dos serviços prestados
aos usuários. O financiamento destina-se a sistemas de Veículos Leves Sobre
Trilhos (VLT), Monotrilho, Metrô e Trem Urbano. O lançamento do Programa
ocorreu no dia 28 de junho de 2019, na sede da Fiesp, em São Paulo. Os
recursos são de duas linhas de financiamento: Programa de Infraestrutura de
Transporte e da Mobilidade Urbana, com recursos do FGTS, e BNDES Finem
(Financiamento a Empreendimentos), com recursos do Fundo de Amparo ao
Trabalhador (FAT) e demais valores ordinários.

38- Programa Estratégico para o setor de Portos e Aquaviários


Abrange a publicação de Editais de Leilão para o arrendamento de sete
terminais portuários que vão possibilitar a execução de investimentos
estimados em mais de R$ 895,5 milhões; a finalização de estudos para
abertura de audiência pública com o objetivo de licitar duas áreas operacionais
no Porto de Santos; e a Inclusão da Companhia Docas do Espírito Santo
(Codesa) no Programa Nacional de Desestatização (PND), conforme o Decreto
nº 9.852. E, ainda, a qualificação do Porto de São Sebastião (SP) no PPI
(Programa de Parcerias de Investimentos), conforme Resolução PPI nº 52.
39- Programa Estratégico para o setor de Transportes terrestres
Importantes obras foram entregues à sociedade, contribuindo com o
desenvolvimento regional e a geração de empregos. Entre as realizações
destacam-se a duplicação das BR’s 381/MG, 050/GO, 470/SC, da terceira
Faixa da BR 282/SC; a conclusão da travessia urbana de Monte Alegre (MG) e
do Trevo do Morro Reuter, na BR 116/RS. Importante ressaltar, ainda, que,
como parte do programa de parcerias com a iniciativa privada, temos o
protocolo no TCU da renovação antecipada dos contratos da Estrada de Ferro
Vitória Minas (EFVM) e da Estrada de Ferro Carajás (EFC), que possibilitarão
investimentos da ordem de R$ 14,3 bilhões.

40- Contratação de Energia Elétrica


Os leilões de energia nova são a principal forma de contratação da expansão
do parque gerador nacional, necessária para a manutenção da garantia do
suprimento eletroenergético do País. Entre as recentes realizações estão os
leilões dos sistemas isolados de Boa Vista e Localidades, de Energia Nova A-6
e A-4.

A respeito do Estado de Roraima, por meio de leilão realizado em 31 de maio,


o Governo Federal viabilizou R$ 1,6 bilhão de investimentos em geração e
energia elétrica. Já o leilão de Energia Nova A-6 apresentou recorde de
projetos com 1.829 cadastramentos, totalizando 100,9 GW. O objetivo foi
contratar a expansão necessária para a garantia do suprimento até 2025.

Além disso, no leilão de Energia Nova A-4, o Governo Federal contratou 401,6
MW de potência viabilizando a contratação de cinco pequenas centrais
hidrelétricas, três novas usinas eólicas e seis novas usinas solares
fotovoltaicas, além de uma usina a biomassa. A implantação desses
empreendimentos demandará investimentos da ordem de R$ 1,9 bilhão, com
potencial de geração de 4,5 mil empregos.

41- Debêntures incentivadas para projetos nas áreas de petróleo, gás


natural e biocombustíveis
O Ministério de Minas e Energia publicou a Portaria nº 252, de 17 de junho de
2019, que regulamenta o processo de enquadramento de projetos prioritários
no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis. Com a medida, as
empresas poderão captar recursos com a isenção de impostos, o que
possibilitará ampliar investimentos em projetos de implantação, ampliação,
manutenção, recuperação, adequação ou modernização de empreendimentos
em infraestrutura no segmento de petróleo, gás e biocombustíveis.
42- Contrato de cessão onerosa (leilão de excedentes de petróleo)
O Contrato de Cessão Onerosa foi celebrado entre a União e a Petrobras em
2010, para fins de exploração e produção de até 5 bilhões de barris de óleo
equivalente (boe), em seis áreas, que envolveu recursos da ordem de US$
41,5 bilhões à época. Durante processo de exploração e pesquisa, verificou-se
a existência de volumes adicionais aos contratados da ordem de 6 bilhões a 15
bilhões de barris de óleo equivalente, segundo cálculos da Agência Nacional
do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O CNPE aprovou, por meio
da Resolução nº 6/2019, os parâmetros técnicos e econômicos do leilão dos
excedentes de quatro áreas (Atapu, Búzios, Itapu e Sépia), na modalidade de
partilha de produção, que deverá ser o maior do mundo e cujos bônus de
assinatura perfazem R$106 bilhões. O Pré-Edital e a Minuta do Contrato de
Partilha de Produção foram publicados em 13 de junho de 2019.

43- Plano Nacional de Internet das Coisas


O Plano Nacional de Internet das Coisas - IoT.BR consiste em um catalisador
de ações públicas — e, principalmente, privadas — para aproveitar a atual
onda tecnológica (dos objetos e "coisas" conectadas), globalmente reconhecida
por seus benefícios. O decreto que institui o Plano Nacional de Internet das
Coisas - IoT.BR foi publicado no dia 25 de junho de 2019 e pode ser acessado
por meio do site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e
Comunicações.

44- Entrega dos Programas Habitacionais de Interesse Social do


Governo Federal
Em 2019, foram contratadas quase 154 mil casas para a população, sendo
mais de 120 mil somente no período de abril a junho. Foram ainda entregues
no primeiro semestre, o total de 234,1 mil unidades habitacionais em todas as
faixas do Programa, beneficiando aproximadamente 1 milhão de pessoas.

EIXO SAÚDE

45- Prevenção ao Uso de Drogas


O Governo Federal ampliou a capacidade de atendimento ao usuário de
drogas em 216 instituições do País, com a oferta total de 4.209 vagas gratuitas
para tratar dependentes químicos em Comunidades Terapêuticas. A iniciativa
contribui com a redução da violência em território nacional e ainda afeta
diretamente o controle do consumo de drogas. De forma complementar, o
Ministério da Cidadania lançou, no dia 25 de junho, a Campanha Nacional de
Prevenção ao Uso de Drogas, que busca incentivar jovens e adolescentes de
14 a 18 anos — público-alvo da ação — a adotar comportamentos de
prevenção e autocuidado.
46- Saúde na Hora: Ampliação do horário de atendimento nas
unidades de saúde
O Programa Saúde Na Hora objetiva ampliar o horário de atendimento nas
Unidades de Saúde da Família (USF) e o número de equipes de Estratégia
Saúde da Família (ESF) e de Saúde Bucal (ESB). A iniciativa promove mais
qualidade de vida e intensifica o acesso à saúde no País. Até o momento, 300
USFs e 1039 ESFs já aderiram ao Programa, o que corresponde a mais de 3
milhões de pessoas com acesso a essas unidades. O Ministério da Saúde
ainda avalia a adesão de 246 USFs no programa, o que equivale a mais 936
ESFs e 377 ESBs atuando no atendimento à população.

EIXO SEGURANÇA PÚBLICA

47- Rede de Centros Integrados de Inteligência


O projeto tem como objetivo integrar as agências de inteligência, produzir
conhecimento em nível estratégico e atuar no compartilhamento de dados e
informações. Essas unidades coordenam e integram as atividades de
inteligência de segurança pública de todo o País. Entre as realizações estão a
implantação de mais dois Centros Integrados de Inteligência e Segurança
Pública executados nos últimos 100 dias de governo, sendo um regional e
outro nacional. Os centros reúnem profissionais das diversas forças de
segurança pública, permitindo maior efetividade no combate ao crime
organizado.

Secretaria Especial de Comunicação Social


Secretaria de Governo
Presidência da República