Você está na página 1de 15

RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

1. CRIMES CONTRA A PESSOA


Homicídio
Relevante valor social
Privilegiado Relevante valor moral
Crime de ímpeto Injusta provocação da vitima
Domínio de violenta emoção
I Mediante paga ou promessa
Art. 121 II Motivo fútil
Qualificado III Meio cruel ou insidioso
IV Impossibilite defesa da vitima
V Feminicídio
Imprudência
Culposo
Negligência
Art. 121 § 3º
Contra a Vida Imperícia
Cap.1 Induzimento Cria a ideia
Art. 122 Instigação Ao suicídio Reforça ideia já existente
Auxilio Auxilia materialmente
Mãe sobre estado puerperal
Crime próprio
Art. 123 Infanticídio
No concurso de pessoas se sabida a condição da mãe ambos
respondem por infanticídio
Mãe pratica aborto Crime de mão própria
3º pratica aborto Mae c/ LC grave Pena + 1/3
Art. 124 Aborto Mãe morre Pena 2x
Feito por médico Não Aborto necessário
crime Caso de estupro
AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA

Incapacidade habitual por +30 D


Grave
Perigo de vida
§1
Debilidade permanente de membro, função sentido
Reclusão 1-5
Aceleração de parto
Incapacidade permanente para o trabalho
Gravíssima Enfermidade incurável
§2 Perda, inutilização de membro, sentido, função
Reclusão 2-8 Deformidade permanente
Aborto
§3 Seguida de morte Reclusão 4-12 PRETERDOLOSO
Art. 129 Pena Relevante valor social, moral
Privilégio – 1/6 Domínio de violenta emoção
Lesão corporal
a 1/3 Seguido de injusta provocação da vitima
Cap.2
§6 Culposa
Resulta de inobservância de regra técnica
LC Deixa de prestar imediato socorro
Majorada culposa Não procura diminuir as consequências do seu ato
pena + 1/3 Foge para evitar flagrante
Menor de 14
LC dolosa
Maior de 60
Perdão judicial Aplicado apenas quando na forma culposa
Incondicionada LC grave, gravis. Seg. Morte - contra homem ou mulher
Cond. Representação LC leve ou culposa – contra homem ou mulher
Ação penal
Cond. Representação LC leve ou culposa – contra homem – âmbito familiar
Incondicionada LC leve ou culposa contra mulher – âmbito familiar
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
Art. 130 Perigo de contágio venéreo
Art. 131 Perigo de contágio de moléstia grave
Art. 132 Perigo para vida ou saúde de outrem
Periclitação da
Art. 133 Abandono de incapaz
vida e a saúde
Art. 134 Exposição ou abandono de recém-nascido
Cap.3
Art. 135 Omissão de socorro
Art. 135 -A Condicionamento de atendimento médico hospitalar
Art. 136 Maus tratos

Rixa Cap.4 Art. 137

Contra a Art. 138 Calúnia


honra Art. 139 Difamação
Cap.5 Art. 140 Injúria
Art. 146 Constrangimento ilegal
Contra a Art. 147 Ameaça
liberdade Art. 148 Sequestro e cárcere privado
pessoal Art. 149 Redução à condição análoga de escravo
Art. 149 – A Tráfico de pessoas
Art. 150 Contra inviolabilidade do domicilio
Contra Violação de correspondência
liberdade Art. 151 § 1, I Sonegação ou destruição
individual Art. 151 § 1, II Violação de comunicação telegráfica, radioelétrica
Art. 150
Cap. 6 Impedimento de conversação telegráfica ou radioelétrica ou
Art. 151 § 1, III
conversação
Art. 151 § 1, IV Instalação de escuta sem autorização
Contra inviolabilidade dos segredos
Art. 153 a Art. 153 Divulgação de segredo
154 – a Art. 154 Violação de segredo profissional
Art. 154 – A Invasão de dispositivo informático

Caput Matar alguém Pena: 6 – 20


Razão de relevante valor social ou moral
Privilegiado
Domínio de violenta emoção Reduz 1/6 a 1/3
§1º
Após injusta provocação da vitima
Mediante paga ou promessa
Motivo fútil ou torpe
Emprego de veneno, explosivo, insidioso ou cruel
Qualificadora
Traição, emboscada ou meios que impossibilite a defesa da vitima Pena: 12-30
§2º
Feminicídio Violência doméstica e familiar
Menosprezo ou discriminação por ser mulher
Homicídio Policídio
Milícia privada Aumenta 1/3 a ½
Grupo de extermínio
Doloso Cometido contra menor de 14
§4º Cometido contra maior de 60
Majorante Culposo Imperícia
Aumenta 1/3
§3º Deixa de prestar imediato socorro
Não procura dirimir as consequências do seu ato
Foge para evitar prisão em flagrante
Feminicídio Cometido durante gestação ou nos 3 meses pós parto Aumenta 1/3 a ½

Meio de consumação do homicídio Homicídio qualificado


Tortura
Intenção inicial era torturar mas mata Tortura qualificada pelo resultado morte
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

Homicídio culposo na direção de veículo automotor é crime do Art. 302 do CTB

Instigação, auxilio, induzimento ao suicídio


Vitima morre Crime consumado
Vitima c/ LC grave Crime consumado
Consumação
Vítima não morre e Indiferente penal
sem LC
Razão egoísta
Majorado Pena 2x Vítima é menor ou possui reduzida capacidade de resistência
### vítima sem discernimento é homicídio

Perigo de Independe de anuência da vitima


contágio venéreo Ação penal pública condicionada a representação
Necessário que o agente QUEIRA transmitir a doença
Perigo de Qualquer meio ato para a transmissão da doença, não necessariamente sexo
contágio de Consumação A doença causou LC leve. Será absolvida pelo crime de perigo de contágio
moléstia grave A doença causou LC grave/ morte. Responderá pelo resultado, LC grave ou morte
Ação pública incondicionada
Crime próprio; pois exige que se tenha o dever de guarda ou vigilância
Incapaz: aquele que não pode se proteger sozinha
Abandono de
Pena + 1/3 Abandono ocorrer em local ermo
incapaz
Agente for ascendente, descendente, irmão, cônjuge, tutor ou curador da vitima
Vítima possuir mais de 60 anos
Finalidade Ocultar própria desonra
Exposição/ abandono de
Consumação com a mera exposição do bebê ao perigo concreto
recém nascido
Cabe tentativa
Conduta omissiva própria.
É possível participação, mas não coautoria
Pena + 1/ 2 Se acarreta LC grave
Omissão de
Pena 3x Se acarreta morte
socorro
Art. 135-A – omissão de socorro médico-hospitalar
Pena + 2x Se acarreta LC grave
Pena + 3x Se acarreta morte
Crime próprio. Quem tenha guarda ou vigilância da vitima
Plurinuclear Privar de alimentação
Privar de cuidado indispensável
Sujeitar a trabalho excessivo ou inadequado
Maus tratos Abusar dos meios de correção ou disciplina
Necessita ter o dolo de uma das condutas previstas
Pena + 1/3 Se vítima menor de 14 anos
1 a 4 anos Se gera LC grave
4 a 12 anos Se gera morte
CRIMES DE AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
Objetiva Ligada a imagem da pessoa. Apreso que os outros têm pela pessoa
Honra
Subjetiva Ligada ao apreço de si mesma
Falta imputação de crime
Ofende honra objetiva
Calúnia ### calúnia contra PR configura crime contra segurança nacional
Crime formal
Seu ladrão!
Honra subjetiva
Imputar fato ofensivo a sua reputação
Difamação
Cabe tentativa desde que na forma escrita

Ofende a dignidade ou o decoro


Honra subjetiva do ofendido
Injuria Não precisa que 3º fique sabendo da imputação
Injuria real Quando se quer humilhar a pessoa e chega-se às vias de fato
Seu viado!
Crime cometido por paga ou promessa pena 2x
CRIME DE AÇÃO PENAL PRIVADA EM REGRA
CRIME D AÇÃO PENAL PÚBLICA CONDICIONADA A REQUISIÇÃO DO MINISTRO DA JUSTICA NO CASO CONTRA O PR
AÇÃO PENAL PÚBLICA CONDICIONADA A REPRESENTAÇÃO DO OFENDIDO NO CASO DE INJURIA QUALIFICADA

Crime comum
Emprego d violência, grave ameaça ou outro meio que reduza a resistência
Não será punido se praticado por médico para salvar a vida de paciente ou se o
Constrangimento
agente impede o suicídio de alguém.
ilegal
Incondicionada – ameaça aberta
Ameaça Condicionada – ameaça velada
O mal deve ser injusto, contrário ao direto
Sequestro Não implica confinamento em recinto fechado
Cárcere Implica confinamento em local fechado
Contra ascendente, descendente, cônjuge, companheiro, contra
maior de 60 anos
Liberdade Sequestro e Mediante internação em casa de saúde ou hospital
pessoal cárcere privado Mais de 15 dias
Qualificadora
Contra menor de 18 anos
Fins libidinosos
Resultar em sofrimento físico ou moral em razão da condição de
maus tratos ou da natureza da privação da liberdade
Impede uso de meio de transporte pelo trabalhador com intenção
Redução a de retê-lo no trabalho
condição Equipara-se Mantém vigilância ostensiva ou se apodera de documentos dos
análoga a de trabalhadores de forma a impedir ou dificultar a saída destes do
escravo local
Pena + 1/ 2 Contra criança, adolescente ou por razões de racismo
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
2. CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO
Art. 155
Privilegiado Réu primário
§ 2º Rés de pouco valor
Substituir a pena de reclusão por detenção
Juiz pode Reduzir de 1/3 a 2/3
Aplicar apenas pena de multa
Furto
§4 I Destruição de obstáculo
Qualificado §4 II Abuso de confiança
Furto
§ 4º §4 III Emprego de mixa, chave falsa
Cap.1
§4 IV Concurso de pessoas (2 no mínimo)
Majorado Se realizado no repouso noturno
1/3
Crime próprio.
Furto de Sujeitos ativo e passivo: sócio, condômino
coisa Art. 156 Procedido apenas mediante representação
comum Não será punível subtração de bem fungível cujo valor exceda a quota
a que tem direito o agente

§3, 1º parte Resulta L.C. grave


Qualificado
§3, 2º parte Resulta morte – Latrocínio
§ 3º
§3º Mediante restrição de liberdade da vítima
Emprego de arma de fogo
Majorado Concurso de 2 ou mais pessoas
Art. 157
1/3 a 1/ 2 Vítima está em serviço de transporte de valores,
§ 2º Subtração de automotor a ser levado pra outro Estado
Mantém vitima em restrição de liberdade
Improprio Depois de subtrair a coisa emprega violência ou ameaça para assegurar
a posse da res furtiva
Majorada Concurso de pessoas
1/3 a 1/ 2 Com emprego de arma
Roubo Qualificado Restrição de liberdade da vítima – sequestro relâmpago
Cap.2 Resulta LC grave
Resulta morte
Dura mais de 24 horas Reclusão
Sequestrado menor de 18 e maior de 60 12 – 20
Extorsão Qualificado Cometido por bando ou quadrilha
Art. 158 Mediante Resulta LC grave - reclusão 16 – 24
sequestro Resulta morte – reclusão 24 - 30
Delação Crime cometido em concurso
premiada Denunciador facilite a liberação da vitima
Reduz pena de 1/3 a 2/3
Indireta Exigir ou receber abusando da situação de alguém, documento que
pode dar causa a procedimento criminal contra vitima ou contra 3º.
Reclusão 1-3 + multa

Art.161 De limites
Usurpação Art. 161, I De águas
Cap.3 Art. 161, II Esbulho possessório – invadir terreno
Art. 162 Supressão ou alteração de marca em animais
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
I Violência ou grave ameaça
II Emprego de inflamável ou explosivo
Art. 163 Qualificado
III Contra patrimônio da U,E,M,DF
Dano
IV Motivo egoístico ou com prejuízo considerável à vitima
Cap.4
Art. 164 Introdução ou abandono de animais em propriedade alheia
Art. 165 Dano em coisa de valor artístico, arqueológico ou histórico
Art. 166 Alteração de local especialmente protegido

Art. 168 – A Previdenciária


Apropriação
Art. 169 De coisa havida por erro, caso fortuito ou força da natureza
indébita
Art. 169, I De tesouro
Cap.5
Art. 169, II De coisa achada

I Disposição de coisa alheia como própria


II Alienação ou oneração fraudulenta de coisa própria
III Defraudação de penhor
Art. 171 Estelionato IV Fraude na entrega de coisa
V Fraude para de recebimento de indenização ou seguro
VI Fraude no pagamento mediante cheque
Estelionato VII Estelionato contra idoso
Cap.6 Art. 172 Duplicata simulada
Art. 173 Abuso de incapazes
Art. 174 Induzimento à especulação
Art. 175 Fraude no comércio
Art. 177 Fraude por abuso da fundação ou administração de sociedades por ação
Art. 178 Emissão irregular de reconhecimento de deposito
Art. 179 Fraude à execução

Adquirir, receber, conduzir, ocultar em proveito próprio ou alheio coisa que sabe ser produto de crime
ou influir para que 3º de boa-fé a adquira, receba ou oculte.
Crime Formas de aquisição e recebimento
instantâneo
Art. 180
Crime Formas de transportar, conduzir, ocultar
permanente
Receptação Qualificado Quando no exercício de atividade industrial, comercial. CRIME PROPRIO
Cap.7 Culposa Quando há desproporção entre o valor e o preço de fato do bem e
Art. 180 presume-se ser objeto de crime. Se o réu for primário caberá perdão
§§ 1 a 6 judicial
Impropria Influir para que 3º de boa-fé adquira, receba ou oculte.
Receptação privilegiada
Art. 180 – A Receptação de animal

Mínima ofensividade da conduta STJ 442 – é inadmissível aplicar, no furto


Princípio da Nenhuma periculosidade social da ação qualificado, pelo concurso de agentes, a
insignificância Reduzido grau de reprovabilidade majorante do roubo.
Inexpressividade da lesão jurídica provocada

Furto mediante fraude Estelionato


A fraude é para burlar a vigilância da vítima que desatenta Aqui a fraude é meio para obter o consentimento da
tem o bem subtraído. A vítima entrega o bem ao agente vítima que entrega voluntariamente a coisa e não
espera devolução.
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

Latrocínio ESCUSAS ABSOLUTÓRIAS


Subtração Morte consumada Latrocínio Não será punido aquele que
consumado consumado comete qualquer crime contra o
Subtração consumada Morte tentada Latrocínio tentado patrimônio, se este ocorrer contra:
Subtração tentada Morte tentada Latrocínio tentado  Cônjuge, na constância da
sociedade conjugal
Subtração tentada Morte consumada Latrocínio
 Ascendente, descendente, seja o
consumado – STF
parentesco legitimo ou ilegítimo,
610
civil ou natural.
STF 603 – competência para processar e julgar crimes de latrocínio é do
juiz singular e não do Tribunal do Júri.

EM REGRA, OS RIMES CONTRA O PATRIMÔNIO SÃO DE AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA, salvo
se praticado em prejuízo do:
1. Cônjuge desquitado ou judicialmente separado
2. Irmão
3. Tio ou sobrinho com quem o agente coabita

 Roubo com resultado morte – latrocínio


Crimes patrimoniais e
 Extorsão qualificada pela morte
hediondos
 Extorsão mediante sequestro
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
3. CRIME CONTRA OS COSTUMES
Constranger alguém mediante violência ou grave ameaça a ter conjunção
carnal ou praticar ato libidinoso
Resulta LC grave
Qualificado Vitima menor de 18 ou maior de 14
Se resulta morte
Art. 213 Estupro
Pena + ¼ Cometido em concurso de pessoas
Pena + ½ Agente é ascendente, descendente, tutor, etc.
Majorado Pena + ½ Resulta gravidez
Pena + Transmite DST
1/6 a ½
Qualquer meio que impeça ou dificulte a livre manifestação de vontade da
vítima.
Violação Havendo intenção de lucro, deve-se aplicar tbm a pena de multa
sexual Pena + ¼ Cometido em concurso de pessoas
Liberdade Art. 215
mediante Pena + ½ Agente é ascendente, descendente, tutor, etc.
sexual fraude Majorado Pena + ½ Resulta gravidez
Cap. 1
Pena + Transmite DST
1/6 a ½
Ação penal condicionada a representação
Constranger alguém com intuito de obter vantagem ou favorecimento
sexual prevalecendo-se o agente de sua condição de superior hierárquico.
Pena + Vítima menor de 18
1/3
Assédio
Pena + ¼ Cometido em concurso de pessoas
sexual
Art. 216-A Majorante Pena + ½ Agente é ascendente, descendente, tutor, etc.
Pena + ½ Resulta gravidez
Pena + Transmite DST
1/6 a ½
Não há relação de assedio entre Professor – aluno
######
Líder espiritual – fiel

Conjunção carnal ou ato libidinoso com menor de 14 anos


Quem não possa oferecer resistência
Equiparado
Possua deficiência mental ou discernimento total
Resulta LC grave
Qualificado
Resulta morte
Pena + ¼ Cometido em concurso de pessoas
Art. 217-A Estupro
Crimes Pena + ½ Agente é ascendente, descendente, tutor, etc.
sexuais Majorante Pena + ½ Resulta gravidez
contra Pena + Transmite DST
vulnerável 1/6 a ½
Cap.2 Se o agente transar com menor de 14 mas acreditando ter ela mais, em
função de seu corpo ele incorrerá em erro de tipo, excluindo-se o dolo.
Ação penal pública incondicionada
Corrupção de Induzir menor de 14 a satisfazer lascívia de outrem
Art. 218
menores Ação penal pública incondicionada
Art. 218-A Satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente
Art. 218-B Favorecimento da prostituição ou outra exploração de C/A ou vulnerável
Rapto Art. 219 Rapto violento ou mediante fraude
Cap.3 Art.220 Rapto consensual
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
Induzir alguém para servir lascívia de outrem
Vítima maior de 14 e menor de 18
Agente é ascendente, descendente, cônjuge, companheiro, irmão, tutor,
Qualificado
etc.
Art. 227
Cometido com grave ameaça, violência ou fraude
Pena + ½ Resulta gravidez
Majorado
Pena + 1/6 a ½ Transmite DST
Ação penal pública incondicionada
Favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual
Agente é ascendente, descendente, irmão, enteado, cônjuge, ou quem
Qualificado assumiu obrigação de cuidado, proteção e vigilância
Art. 228
Cometido com violência, grave ameaça ou fraude
Pena + ½ Resulta gravidez
Majorado
Lenocínio e Pena + 1/6 a ½ Transmite DST
tráfico de Ação penal pública incondicionada
mulheres Art. 229 Casa de prostituição
Cap.5 Rufianismo – cafetão
Vítima maior de 14 e menor de 18
Agente é ascendente, descendente, irmão, enteado, cônjuge, ou quem
Art. 230 Qualificado
assumiu obrigação de cuidado, proteção e vigilância
Cometido com violência, grave ameaça ou fraude
Ação penal pública incondicionada
Tráfico internacional com fim de exploração sexual
Agenciar, aliciar ou comprar pessoa traficada tendo conhecimento dessa
Equiparado
condição
Vítima menor de 18
Art. 231
Vítima não tem discernimento necessário p/ pratica do ato
Pena
majorado Agente é ascendente, descendente, irmão, enteado, cônjuge, ou

quem assumiu obrigação de cuidado, proteção e vigilância
Cometido com violência, grave ameaça ou fraude

Art. 233 Ato obsceno


Escrito ou objeto obsceno
Ultraje ao Vende, distribui, expõe a venda objetos referidos no artigo
pudor Art.234 Realiza apresentação teatral em lugar acessível ao público de caráter
Equiparado
Cap.6 obsceno
Realiza em local público audição ou recitação de caráter obsceno
Ação pública incondicionada

ATENÇÃO
Corrupção de menor Art. 218 CP
Corromper ou facilitar corrupção de menor de 18 com ele praticando infração penal ou induzi-lo a Art. 244-B ECA
praticar
Simular participação de C/A em cena de sexo explícito ou pornografia mediante adulteração, Art. 241-C ECA
montagem, etc.
Aliciar, assediar, instigar constranger por qualquer meio criança a fim de com ela praticar ato Art. 241-D ECA
libidinoso

STF 618 – no crime de estupro, praticado mediante violência real, a ação penal é pública incondicionada
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

Revogado o artigo de trafico interno de pessoa para fim de exploração sexual e criou o crime de tráfico de
pessoas. (Art. 149-A – CP).
Agenciar, aliciar, recrutar, transportar, transferir, comprar, alojar ou acolher pessoa mediante grave
ameaça, violência, coação, etc. para:
 Remover órgãos, tecidos, partes do corpo
 Submete-la a trabalho escravo
 Submete-la a qualquer tipo de servidão
 Adoção ilegal
 Exploração sexual

4. CRIMES CONTRA A PAZ PÚBLICA


Incitação ao crime Art. 286
Apologia de crime Art. 287
3 ou mais pessoas
Características
Finalidade cometer crimes
Pena + 1/2 É armada
Majorada
Associação criminosa Art. 288 Envolve C/A
Aceita prisão temporária, desde que presentes os requisitos da mesma.
Prisão neste caso de 5D + 5 em caso de extrema necessidade
Ação penal pública incondicionada
Envolve Organização paramilitar, milícia particular, grupo, esquadrão
Milícia privada Art. 288 – A
Ação penal pública incondicionada

Incitação Incentivo direto ou explicito


Distinção
Apologia Incentivo indireto ou implícito
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
5. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Peculato
Apropriação Apropriar-se em proveito próprio ou de 3º
§1º Desvio Desviar para proveito próprio ou de 3º
Art. 312
Furto Concorre para a subtração
Culposo Concorre culposamente para crime de outrem
De uso Não configura crime
majorado Pena + Agente ocupante de CC ou DAS da APD,
Peculato
1/3 SEM, EP, ou fundação de direito
Art. 313 mediante erro
publico
de outrem
Ação penal incondicionada
Inserir ou facilitar a inserção de dados falsos, alterar, excluir
indevidamente em sistemas informatizados, bancos, etc.
Art. 313 – Peculato Majorante Pena + Agente ocupante de CC ou DAS da APD,
A eletrônico 1/3 SEM, EP, ou fundação de direito
publico
Ação pública incondicionada
Modificar ou alterar O FUNCIONÁRIO S.I. ou prog. de info. sem
Modificação/ autorização. Crime próprio
Art. 313 – alteração NÃO Majorante pena + Prejuízo para a A.P.
B AUTORIZADA 1/3 Prejuízo ao administrado
de S.I.
Ação penal pública incondicionada
Art. 314 Extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento
Art. 315 Emprego irregular de verba ou renda pública
Praticado por Exigir para si ou para outrem, direta ou indiretamente, vantagem
funcionário indevida
Concussão
público contra Crime próprio – funcionário público
a A.P. Art. 316 Consuma-se com a exigência, é delito formal.
Exigir tributo ou contribuição social, ou ainda executar cobrança de
Cap.1 Excesso de
forma vexatória ou gravosa não autorizada
exação
Ação penal pública incondicionada
Solicitar ou receber para i ou p/ outrem vantagem indevida ou
promessa de tal vantagem
Se funcionário retarda ou deixa de
Pena +
Corrupção Majorada praticar ato de oficio ou o pratica
Art. 317 1/3
passiva infringindo o dever funcional
Se pratica ou retarda ato de oficio cedendo a pedido
Privilégio
ou influência de outrem
Delito formal
Facilitação de contrabando ou Ação penal pública incondicionada
Art. 318 descaminho Competência da justiça federal – ofende interesse
da União
Retardar ou deixar de praticar ato para satisfazer interesse ou
Art. 319 Prevaricação sentimento pessoal
Ação penal pública incondicionada
Deixar diretor de penitenciária ou agente público de cumprir seu
Art. 319 – Prevaricação dever de vedar ao preso o acesso a telefone, radio, ou similar que
A impropria permita comunicação com outros presos ou o mundo externo
Ação penal pública incondicionada
Deixar de responsabilizar funcionário por INDULGÊNCIA, e quando
devido não comunicar o fato ao superior.
Condescendên
Art. 320 Crime próprio
cia criminosa
Não cabe tentativa, por ser um tipo omissivo próprio
Ação pública incondicionada
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

Patrocinar direta ou indiretamente interesse privado perante a A.P.


valendo-se da qualidade de funcionário
Advocacia
Art. 321 Qualificado Interesse ilegítimo
administrativa
Pena + Ocupante de CC ou DAS da APD, SEM,
Majorado
1/3 EP ou fundação de direito público
Praticado por
Violência Praticar violência no exercício da função ou a pretexto de exercê-la
funcionário Art.322
arbitraria
público contra
Abandono de Qualificado Se resulta prejuízo público
a A.P. Art. 323
função Se ocorre em fronteira
Cap.1 Art. 324 Exercício funcional ilegalmente antecipado ou prolongado
Revelar fato que tenha ciência em razão do cargo ou função
Permite ou facilita pela atribuição, fornecimento e
empréstimo de senha ou outra forma o acesso de
Equiparado
Violação de pessoa não autorizada a S.I.
Art. 325
sigilo funcional Se utiliza indevidamente de acesso restrito
Qualificado Dano a A.P. ou a outrem
Pena + Ocupante de CC ou DAS da APD, SEM,
Majorado
1/3 EP ou fundação de direito público
Violação de sigilo de proposta de Revogado pelo Art. 94 da 8666/93
Art. 326
concorrência

Usurpação de Qualificado Se do fato é auferida vantagem


Art. 328
função pública Crime comum
Opor-se a execução de ato legal mediante violência ou ameaça a
funcionário
Qualificado Se em razão da resistência o ato não é executado
Art.329 Resistencia Cumulo Penas deste artigo aplicadas cumuladamente às da
material violência
Crime comum
Ação penal incondicionada
Art. 330 Desobediência
Art. 331 Desacato
Solicitar, exigir, cobrar ou obter para si ou outrem vantagem ou
promessa a pretexto de influir em ato praticado por funcionário
Trafico de público no exercício d função
Art. 332
influencia Pena + ½ Se o agente alega ou insinua que a
Majorado vantagem tbm será destinada ao
funcionário
Crime Oferecer ou promoter vantagem indevida a funcionário público
praticado por Corrupção Pena + Se em razão da vantagem ou promessa
Art. 333
particular ativa Majorado 1/3 o funcionário retarda o ato ou o pratica
contra a A.P. infringindo o dever funcional
Cap.2 Iludir o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada, saída
ou consumo de mercadoria
Faz navegação com cabotagem fora dos casos
permitidos
Pratica fato semelhante a descaminho
Vende, expõe a venda, etc.. mercadoria estrangeira
Art. 334 Descaminho Equiparado
introduzida cladestinamente no país
Adquire, recebe, etc.. em proveito próprio ou alheio
no exercício de atividade comercial, industrial
mercadoria estrangeira sem nota fiscal
Pena + 2x Praticado em transporte marítimo,
Majorado
aéreo ou fluvial
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
P. STF Até 20.000 reais
insignificância STJ Até 10.000 reais
Competência para julgar é da justiça federal do lugar de apreensão
Importar ou exportar mercadoria proibida
Pratica fato similar a contrabando
Importe, exporte mercadoria que precise de
autorização de órgão competente
Reinsere no território nacional mercadoria
Crime destinada à exportação
Equiparado
praticado por Art. 334 Vende, expõe, armazena etc. em proveito próprio
particular mercadoria proibida pela lei brasileira
Contrabando Adquire, recebe, oculta no exercício da atividade
contra a A.P.
industrial, comercial mercadoria proibida pela lei
Cap.2
brasileira
Pena + 2x Praticado em transporte marítimo,
Majorado
aéreo ou fluvial
Não admite o princípio da insignificância
STJ 151 – a competência para o processo e julgamento por crime de
contrabando ou descaminho é da justiça federal do lugar da
apreensão dos bens.
Impedimento, perturbação ou fraude de Revogado pelos art. 93 e 95 da
Art. 335
concorrência 8.666/93
Art. 336 Inutilização de edital ou de sinal
Art. 337 Subtração ou inutilização de livro ou documento

Suprimir ou reduzir contribuição social a qualquer acessório


mediante:
 Imitir folha de pagamento de empresa
 Deixar de lançar mensalmente nos títulos as quantias
descontadas dos segurados ou as devidas pelo empregador
 Omitir total ou parcialmente receitas e lucros auferidos,
Crime remunerações pagas, creditadas, etc
praticado por Sonegação de Extinção da Se espontaneamente o agente declara e confessa
Art. 337 –
particular contribuição punibilidade as contribuições na forma devida na lei
A
contra a A.P. previdenciária Réu primário O valor das contribuições devidas
Cap.2 inclusive acessórios seja igual ou
inferior a aquele estabelecido pela
Perdão judicial Bons
previdência como sendo o mínimo
antecedentes
para o ajuizamento de suas
execuções fiscais
Não é pessoa jurídica
Privilégio
Folha mensal não ultrapassa 1.510,00
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao

Art. 338 Reingresso do estrangeiro expulso


Denunciação caluniosa
Majorado Pena Agente se vale do anonimato ou nome falso
+1/6
Art. 339
Privilegiado Pena Imputação é prática de contravenção penal
–½
Ação penal pública incondicionada e não admite retratação
Comunicação falsa de crime ou contravenção
Art. 340
Ação penal pública incondicionada e não admite retratação
Autoincriminação falsa
Art. 341 Ação pública incondicionada
Baixo potencial ofensivo indo para o JECRIM
Falso testemunho ou falsa pericia
Majorado Pena Mediante suborno
+ 1/6 Finalidade de obter prova a produzir efeito em processo
a 1/3 penal
Art. 342
Processo civil que for parte entidade da APD ou API
Excludente Se o agente se retrata ou declara a verdade antes da sentença
punibilidade
Ação penal pública incondicionada
Corrupção ativa de testemunha, perito, contador, tradutor, interprete
Dar, oferecer ou prometer dinheiro ou outra vantagem a qualquer um destes
citados no tipo.
Art. 343 Majorado Pena Finalidade de obter prova a produzir efeito em processo
+ 1/6 penal
Crime contra a a 1/3 Processo civil que for parte entidade da APD ou API
Administração Ação pública incondicionada
da justiça Coação no curso do processo
Art. 344
Cap.2 Ação pública incondicionada
Exercício arbitrário das próprias razoes
Art. 345 Ação penal Com violência Pública incondicionada
Sem violência Mediante queixa
Art. 346 Subtração ou dano de coisa própria em poder de 3º
Fraude processual
Inovar mediante artifícios o curso do processo para induzir a erro o juiz ou o perito
Art. 347 Majorado Pena Destinada a produzir efeito processual penal
+ 2x
Ação pública incondicionada
Favorecimento pessoal
Auxiliar a subtrair=se a ação de autoridade autor de crime que é cominado pena de
reclusão
Art. 348 Privilegiado Se ao crime não é imputado pena de reclusão
Isenção de Quem presta auxilio é ascendente, descendente, conjunge ou irmão
pena do criminoso – escusa absolutória
Ação penal incondicionada
Favorecimento real
Art. 349 Prestar auxílio ao crime/ criminoso sem ser o coautoria ou receptação
Ação penal incondicionada
Favorecimento real improprio
Ingressar, promover, intermediar, auxiliar ou facilitar entrada de comunicação ou
Art. 349 – A similar sem autorização legal em prisão
Ação penal incondicionada
RESUMO DE DIREITO PENAL EM TABELAS – PARTE ESPECIAL @fran_aragao
Exercício arbitrário ou abuso de poder
Art. 350
Revogado pela 4898/65
Fuga de pessoa presa ou submetida a medida de segurança
Promover ou facilitar a fuga de preso ou submetida a medida de segurança
Qualificado A mão armada
Concurso de pessoas
Art. 351 Mediante arrombamento
Cumulo Havendo emprego de violência cumula-se também a pena da
material violência
Culposo Culpa de funcionário da custodia ou guarda aplica-se detenção
Crime contra a
Ação penal incondicionada
Administração
Art. 352 Evasão mediante violência contra a pessoa
da justiça Art. 353 Arrebatamento de preso
Cap.2 Art. 354 Motim de presos
Patrocínio infiel
Trair, na qualidade de Adv. Procurador o dever funcional, prejudicando interesse
Art. 355
cujo patrocínio em juízo lhe fora conferido
Simultâneo Quem defende na mesma causa partes contrarias
Art. 356 Sonegação de papel ou objeto de valor probatório
Exploração de prestigio
Solicitar ou receber $ a pretexto de influir em juiz, jurado, órgão do MP, etc.
Art.357
Majorado Se insinua que $ tbm é para o agente público
Ação penal incondicionada
Art. 358 Violência ou fraude em arrematação judicial
Art. 359 Desobediência judicial sobre perda ou suspensão de direito

Corrupção passiva privilegiada Prevaricação


Cede a pedido ou influência de outrem. Figura de um Aqui ele satisfaz interesse ou sentimento pessoal, não há
corruptor no momento do comportamento aqui a figura de uma terceira pessoa.

Comunicação falsa de
Denunciação caluniosa Calunia Autoacusação falsa
crime/ contravenção
Imputa a pratica de fato Imputa a alguém a pratica Não há acusação contra Aqui ele denuncia a sai
considerado crime + leva ao de fato considerado crime ninguém mesmo.
conhecimento da
autoridade

1. Completude
Validade 2. Voluntariedade
da 3. Incondicionalidade
retratação 4. Identidade de processo
5. Oportunidade