Você está na página 1de 4

Sinestesia

Do grego, o termo “synaísthesis” é formado pelos vocábulos “syn” (união) e


“esthesia” (sensação). Assim, a palavra está relacionada com a união de sensações.

Enquanto figura de linguagem, a sinestesia se caracteriza pela combinação e


mistura de diferentes sensações, provenientes de diferentes sentidos (visão, tato,
olfato, paladar e audição), numa só sensação. Na sinestesia, a qualidade de um
sentido é atribuída a outro, havendo uma mescla das sensações auditivas, olfativas,
gustativas, visuais e táteis.

É um recurso utilizado na linguagem oral e escrito para aumentar a expressividade


da mensagem, enfatizando e ampliando o sentido de cada termo, através da atribuição
de adjetivos vários e diferentes a esse mesmo termo. Ela é muito utilizada como
recurso estilístico e, portanto, surge em diversos textos poéticos e musicais. No
movimento simbolista, a sinestesia foi muito empregada pelos escritores.

Exemplos na literatura
“E um doce vento, que se erguera, punha nas folhas alagadas e lustrosas um frêmito
alegre e doce.” (Eça De Queiros)

“Por uma única janela envidraçada, (…) entravam claridades cinzentas e surdas, sem
sombras.” (Clarice Lispector)

“Insônia roxa. A luz a virgular-se em medo. / O aroma endoideceu, upou-se em cor,


quebrou / Gritam-me sons de cor e de perfumes.” (Mário de Sá-Carneiro)

“As falas sentidas, que os olhos falavam/ Não quero, não posso, não devo contar.”
(Casimiro de Abreu)

“Esta chuvinha de água viva esperneando luz e ainda com gosto de mato longe, meio
baunilha, meio manacá, meio alfazema.” (Mário de Andrade)

“O céu ia envolvendo-a até comunicar-lhe a sensação do azul, acariciando-a como um


esposo, deixando-lhe o odor e a delícia da tarde.” (Gabriel Miró)

“Que tristeza de odor a jasmim!” (Juan Ramón Jiménez)

Exemplos e frases populares


“Ela me olhou com um olhar frio...”

“Aquelas palavras eram tão doces...”

“Essa cor me faz sentir um cheiro ruim...”


Exemplos na música
"Vou pintar um arco-íris de energia
Pra deixar o mundo cheio de alegria
Se tá feio ou dividido
Vai ficar tão colorido
O que vale nessa vida é ser feliz
Com o azul eu vou sentir tranquilidade
O laranja tem sabor de amizade
Com o verde eu tenho a esperança"

Arco-Íris (Xuxa)

Outros exemplos
 "Vamos respirar o ar verde do outono" (autor desconhecido)
(respirar = olfato / verde = visão, no sentido das cores)

 "Sempre havia, ao amanhecer, uma cor estridente no horizonte" (Giuliano Fratin)


(cor = visão / estridente = audição)

 “E um doce vento, que se erguera, punha nas folhas alagadas e lustrosas um frémito
alegre e doce.” (Eça De Queiros)
(doce = paladar / vento = tato)

 "A melodia do pianista era doce e rósea em suas sublimes imensidões" (Giuliano
Fratin)
(melodia = audição / doce = paladar / rósea = visão)

 "Ainda sentia-se acariciada pelo sabor cromático de uma fragrância musical" (Giuliano
Fratin)
(acariciada = tato / sabor = paladar / cromático = visão / fragrância = olfato / musical =
audição)

 "Beijo o perfume de uma voz violácea" (Luigi Fontanari)


(beijo = tato / perfume = olfato / voz = audição / violácea = visão)

Não confunda cinestesia e sinestesia


Sinestesia é uma figura de linguagem que tem como principal característica o
cruzamento de sensações humanas. E também pode ser uma doença, onde o
principal sintoma é o cruzamento de sensações humanas, como associar o número 8
ao roxo e ter um sabor amargo da cor verde.

Cinestesia é quando sentimos um movimento, provocado involuntariamente pelo


nosso organismo, como o estômago se contraindo.
Exercícios
1- A seguir se encontra trechos e citações. Todas possuem a figura de linguagem
sinestesia, exceto uma. Qual é essa citação?

a) “Ela me disse frases amargas, com um olhar muito frio”


b) “Quase morri com essa piada” Hipérbole
c) “Esse barulho, foi tão amargo e me fez sentir medo”
d) “Consigo respirar o ar doce e estridente da primavera”

2- Escreva novas frases que contenham sinestesia, seguindo as condições de cada


questão.

EX.: olfato + audição = Essa violinista me fez sentir um cheiro doce da música.

a) paladar + olfato = Esse perfume é tão doce


b) visão + tato = Senti o amor na minha pele, quando vi aquele campo de rosas.
c) olfato + visão = Respirar o ar amarelo e alegre do verão
d) audição + tato = Sinto o vento estridente, dos cantos dos belos pássaros de meu jardim.

3- Leia esse trecho do poema Recordação, de Cecília Meireles. E responda a


pergunta a seguir:

Agora, o cheiro áspero das flores


leva-me os olhos por dentro de suas pétalas.

Eram assim teus cabelos;


tuas pestanas eram assim, finas e curvas.

[...]

Cecília Meireles aplicou a sinestesia. Em qual verso? Identifique essa


sinestesia e escreva os sentidos expressos, de acordo com interpretação.
Primeiro verso. “cheiro áspero”. Os sentidos expressos são o olfato e o tato
4- Leia as afirmativas a seguir e responda:

I- A sinestesia é pouca usada, ainda mais em poemas e músicas, já que é figura de


linguagem, pouco usual no contexto lírico. Incorreto. Pelo contrário, ela é muito usada, ainda mais no contexto lírico.

II- A sinestesia tem mais de um sentido, sendo um na estilística e outro na psicologia. Correto.

III- A sinestesia é quando sentimos movimentos involuntários do corpo.Incorreto. Esta é a cinestesia, de fonemas e escrita
semelhante, mas, com significados diferentes.

IV- A sinestesia, pode-se dizer que é uma mistura de sensações e sentidos humanos, já
que significa em grego “união de sensações”. Correto.

V- A sinestesia, pode-se dizer que é quando damos sensações, sentimentos e


características humanas a seres inanimados. Incorreto, esse significado se refere à Prosopopeia, outra figura de
linguagem, bastante diferente da Sinestesia.

Assinale a alternativa correta:


a) I, III e V estão incorretas b) V é a única correta
c) II e IV estão incorretas d) I e III estão corretas

Você também pode gostar