Você está na página 1de 224

Língua Inglesa II

Prof.ª Thais de Souza Schlichting

2017
Copyright © UNIASSELVI 2017

Elaboração:
Prof.ª Thais de Souza Schlichting

Revisão, Diagramação e Produção:


Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

Ficha catalográfica elaborada na fonte pela Biblioteca Dante Alighieri


UNIASSELVI – Indaial.

420.7
S344l Schlichting, Thais de Souza

Língua inglesa II / Thais de Souza Schlichting:


UNIASSELVI, 2017.

212 p. : il.

ISBN 978-85-515-0092-7

1.Língua Inglesa – Estudo e Ensino.


I. Centro Universitário Leonardo Da Vinci.
Apresentação
Caro acadêmico!

Bem-vindo de volta ao mundo da Língua Inglesa. É muito satisfatório


poder mais uma vez adentrar o conhecimento referente à gramática da
língua. O livro de Língua Inglesa II está voltado tanto para a construção do
conhecimento prático de uso da língua inglesa, estruturas sintáticas e classes
de palavras, como também para a prática de ensino e aprendizagem do inglês
em sala de aula, pois aborda dinâmicas para o trabalho mais significativo e
discute a função social da aprendizagem da língua.

Este livro objetiva ampliar o conhecimento linguístico no que tange


à Língua Inglesa e, também, discutir caminhos para que o ensino de Inglês
possa ser empreendido de forma mais dialógica e situada, considerando os
contextos nos quais o ensino será efetivado.

Para atingir os objetivos anteriormente expostos, você estudará na


primeira unidade: as estruturas do Present Continuous e do Past Continuous,
utilizados para falar de ações em andamento. Conhecerá, também, o Simple
Future, o Future (going to) e o Future Continuous Tense, distintas maneiras
de falar sobre atividades que serão realizadas no futuro. Além disso, você
conhecerá dinâmicas para o trabalho em sala de aula e construir conhecimentos
relacionados aos seguintes tópicos de vocabulário: cores e formas, atividades
de lazer, atividades de final de semana e tempo. Aprenderá, ainda, a formar
orações no Imperativo, utilizado para dar comandos e pedidos em inglês.

Já na segunda unidade, você aprenderá a falar das quantidades e


qualidades, estabelecendo relações de comparação entre seres. Nessa unidade,
serão abordadas as construções dos quantitativos, dos graus do adjetivo
(igualdade, superioridade e inferioridade), os distintos pronomes indefinidos
e seus usos em inglês. Nesta unidade, você também aprenderá vocabulários
relacionados à comida, descrição de pessoas, roupas e acessórios. Também
conhecerá outras dinâmicas para o trabalho em sala de aula de língua adicional.

A última unidade está voltada a classes de palavras e seus usos em


inglês, são elas: preposições, advérbios e conjunções. Essas classes de palavras
são funcionais, pois podem expressar relações entre as orações que formulamos
e podem ajudar a compor o contexto no qual acontecem as situações narradas.
Na terceira unidade, também serão abordadas dinâmicas para a sala de aula, o
vocabulário relativo às partes do computador e questões do ENADE, para que
você, acadêmico, conheça e se habitue a essa forma de avaliação.

Prof.ª Thais de Souza Schlichting


III
UNI

Você já me conhece das outras disciplinas? Não? É calouro? Enfim, tanto


para você que está chegando agora à UNIASSELVI quanto para você que já é veterano, há
novidades em nosso material.

Na Educação a Distância, o livro impresso, entregue a todos os acadêmicos desde 2005, é


o material base da disciplina. A partir de 2017, nossos livros estão de visual novo, com um
formato mais prático, que cabe na bolsa e facilita a leitura.

O conteúdo continua na íntegra, mas a estrutura interna foi aperfeiçoada com nova
diagramação no texto, aproveitando ao máximo o espaço da página, o que também
contribui para diminuir a extração de árvores para produção de folhas de papel, por exemplo.

Assim, a UNIASSELVI, preocupando-se com o impacto de nossas ações sobre o ambiente,


apresenta também este livro no formato digital. Assim, você, acadêmico, tem a possibilidade
de estudá-lo com versatilidade nas telas do celular, tablet ou computador.
 
Eu mesmo, UNI, ganhei um novo layout, você me verá frequentemente e surgirei para
apresentar dicas de vídeos e outras fontes de conhecimento que complementam o assunto
em questão.

Todos esses ajustes foram pensados a partir de relatos que recebemos nas pesquisas
institucionais sobre os materiais impressos, para que você, nossa maior prioridade, possa
continuar seus estudos com um material de qualidade.

Aproveito o momento para convidá-lo para um bate-papo sobre o Exame Nacional de


Desempenho de Estudantes – ENADE.
 
Bons estudos!

IV
V
VI
Sumário
UNIT 1 – DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH ............................................ .1

TOPIC 1 – PRESENT AND PAST CONTINUOUS ............................................................................ 3


1 INTRODUCTION .................................................................................................................................. 3
2 USES AND FUNCTIONS OF PRESENT AND PAST CONTINUOUS ...................................... 4
2.1 PRESENT CONTINUOUS . .............................................................................................................. 4
2.1.1 Present Continuous Tense – Affirmative form ..................................................................... 5
2.1.2 Present Continuous Tense – Negative form ......................................................................... 6
2.1.3 Present Continuous Tense – Interrogative form .................................................................. 7
2.1.4 Uses of Present Continuous .................................................................................................... 7
2.2 PAST CONTINUOUS . ...................................................................................................................... 9
2.2.1 Past Continuous Tense – Affirmative form ........................................................................... 10
2.2.2 Past Continuous Tense – Negative form ............................................................................... 10
2.2.3 Past Continuous Tense – Interrogative form ........................................................................ 11
2.2.4 Uses of Past Continuous .......................................................................................................... 11
2.3 UNDERSTANDING BETTER: REFLECT ON PRESENT AND PAST CONTINUOUS
TEXT .................................................................................................................................................... 13
3 ABOUT VOCABULARY: CARDINAL NUMBERS AND ORDINAL NUMBERS .................... 14
3.1 CARDINAL NUMBERS ................................................................................................................... 14
3.2 ORDINAL NUMBERS ...................................................................................................................... 16
4 IDEAS AND ACTIONS TO WORK THE THEME IN A CLASSROOM ..................................... 17
4.1 TCHU-TCHU (The train) . ................................................................................................................ 18
4.2 BARALHO COM NÚMEROS (Numerical cards) ........................................................................... 18
SUMMARY OF TOPIC 1 .......................................................................................................................... 19
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................... 20

TOPIC 2 – SIMPLE FUTURE ................................................................................................................... 23


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................... 23
2 POSSIBILITY IN THE FUTURE: USES AND FUNCTIONS OF SIMPLE FUTURE ................ 23
2.1 SIMPLE FUTURE – AFFIRMATIVE FORM . .......................................................................... 24
2.2 SIMPLE FUTURE – NEGATIVE FORM .................................................................................. 25
2.3 SIMPLE FUTURE – INTERROGATIVE FORM . .................................................................... 26
2.4 USES OF SIMPLE FUTURE ...................................................................................................... 27
3 UNDERSTANDING BETTER: REFLECT ON THE THEME THROUGH A TEXT .................. 28
4 A NEW VOCABULARY: COLORS AND SHAPES ......................................................................... 30
4.1 THE COLORS OF OUR LIFES ........................................................................................................ 30
4.2 SHAPES OF EVERYTHING ............................................................................................................ 32
5 ACTIVITIES TO WORK IN A CLASSROOM ................................................................................. 33
5.1 FIND SOMEONE WHO... (encontre alguém que...) . .................................................................. 34
5.2 JIGSAW WITH TWO PIECES (Quebra-cabeça com duas peças) . ............................................. 34
SUMMARY OF TOPIC 2 ......................................................................................................................... 35
AUTOATIVIDADE .................................................................................................................................. 36

VII
TOPIC 3 – GOING TO ............................................................................................................................ 39
1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 39
2 ANOTHER FUTURE: USES AND FUNCTIONS OF GOING TO .............................................. 39
2.1 GOING TO: AFFIRMATIVE FORM . ............................................................................................ 40
2.2 GOING TO: NEGATIVE FORM .................................................................................................... 41
2.3 GOING TO: INTERROGATIVE FORM ........................................................................................ 42
2.4 USES OF GOING TO – FUTURE: . ................................................................................................ 42
2.5 GOING TO – PASSADO ................................................................................................................. 43
2.5.1 Going to – past (affirmative form) . ...................................................................................... 43
2.5.2 Going to – past (negative form) ............................................................................................ 43
2.5.3 Going to – pass (interrogative form) . .................................................................................. 44
4 UNDERSTANDING THE DIFFERENCE BETWEEN WILL AND GOING TO IN A TEXT . 45
5 ABOUT THE VOCABULARY: LEISURE ACTIVITIES AND THE TIME ................................ 46
5.1 LEISURE ACTIVITIES . ................................................................................................................... 46
5.2 THE TIME ......................................................................................................................................... 48
6 DYNAMICS TO WORK IN A CLASSROOM ................................................................................ 50
6.1 MEMORY GAME (jogo da memória) ........................................................................................... 50
6.2 I AM GOING TO TRAVEL… (eu estou indo viajar) .................................................................. 51
SUMMARY OF TOPIC 3 ........................................................................................................................ 52
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 53

TOPIC 4 – FUTURE CONTINUOUS ................................................................................................... 57


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 57
2 FUTURE IN PROGRESS: USES AND FUNCTIONS OF FUTURE CONTINUOUS .............. 57
2.1 FUTURE CONTINUOUS TENSE: AFFIRMATIVE FORM . ...................................................... 58
2.2 FUTURE CONTINUOUS TENSE: NEGATIVE FORM .............................................................. 59
2.3 FUTURE CONTINUOUS TENSE: INTERROGATIVE FORM . ................................................ 60
2.4 USES OF FUTURE CONTINUOUS .............................................................................................. 60
3 UNDERSTANDING BETTER: SYNTHESIS OF FUTURES IN EVERYDAY SITUATIONS . 61
4 THE VOCABULARY CORNER: WEEKEND ACTIVITIES ......................................................... 63
5 PLAN A TRIP: DOING A TASKS LIST ........................................................................................... 64
6 IDEAS TO WORK THE THEMES IN A CLASSROOM ............................................................... 65
6.1 TIC-TAC-TOE (Jogo da velha) ....................................................................................................... 65
6.2 SIMON SAYS (O mestre mandou) ................................................................................................ 66
SUMMARY OF TOPIC 4 ........................................................................................................................ 67
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 68

UNIT 2 – QUANTITIES AND CHARACTERISTICS ...................................................................... 73

TOPIC 1 – QUANTITATIVES ............................................................................................................... 75


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 75
2 HOW MUCH OR HOW MANY: A SINGULAR OR PLURAL QUESTION ............................. 76
2.1 USES OF MUCH .............................................................................................................................. 77
2.2 USES OF MANY .............................................................................................................................. 78
3 OTHERS QUANTITATIVE EXPRESSIONS ................................................................................... 80
3.1 A LOT OF .......................................................................................................................................... 80
3.2 TOO, SO ............................................................................................................................................ 81
3.3 LITTLE, FEW, ENOUGH . .............................................................................................................. 81
4 UNDERSTANDING BETTER: QUANTITATIVES IN EVERYDAY TEXTS ............................. 82
5 VOCABULARY CORNER: FOOD .................................................................................................... 84
6 DYNAMICS TO WORK IN A CLASSROOM ................................................................................ 89

VIII
6.1 PICTIONARY ................................................................................................................................... 89
6.2 SCRAMBLED CLAUSES (Frases fora de ordem) ....................................................................... 89
SUMMARY OF TOPIC 1 ........................................................................................................................ 91
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 92

TOPIC 2 – DEGREES OF ADJECTIVES ............................................................................................. 95


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 95
2 DEGREE OF COMPARISON ............................................................................................................. 95
2.1 COMPARATIVE OF EQUALITY . ................................................................................................. 96
2.1.1 Comparative of equality: affirmative form ......................................................................... 96
2.1.2 Comparative of equality: negative form ............................................................................. 96
2.1.3 Comparative of equality: interrogative form . .................................................................... 97
2.2 COMPARATIVE OF INFERIORITY . ............................................................................................ 98
2.2.1 Comparative of inferiority: affirmative form ..................................................................... 98
2.2.2 Comparative of inferiority: negative form .......................................................................... 99
2.2.3 Comparative of inferiority: interrogative form .................................................................. 99
2.3 COMPARATIVE OF SUPERIORITY ............................................................................................ 100
2.3.1 Short adjectives (adjetivos curtos) . ..................................................................................... 100
2.3.2 Long adjectives (adjetivos longos) ...................................................................................... 102
3 SUPERLATIVE DEGREE ................................................................................................................... 103
3.1 SUPERLATIVE DEGREE: SHORT ADJECTIVES ...................................................................... 103
3.1.1 Affirmative form .................................................................................................................... 104
3.1.2 Negative form ........................................................................................................................ 104
3.1.3 Interrogative form ................................................................................................................. 105
3.2 SUPERLATIVE FORM: LONG ADJECTIVES ............................................................................ 105
3.2.1 Affirmative form .................................................................................................................... 106
3.2.2 Negative form ........................................................................................................................ 106
3.2.3 Interrogative form ................................................................................................................. 106
4 READING AND REFLECTING IN A TEXT ................................................................................... 107
5 VOCABULARY CORNER: DESCRIBING A PERSON ............................................................... 109
6 IDEAS TO WORK IN A CLASSROOM .......................................................................................... 114
6.1 LABEL .............................................................................................................................................. 114
6.2 GUESS WHO? (Quem é?) .............................................................................................................. 115
SUMMARY OF TOPIC 2 ....................................................................................................................... 116
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................ 117

TOPIC 3 – INDEFINITIES AND COMPOUNDS ............................................................................ 121


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................ 121
2 INDEFINITE PRONOUNS: WHAT ARE THEY AND WHAT ARE THEY USED FOR? ...... 121
2.1 INDEFINITE PRONOUN – SOME .............................................................................................. 122
2.1.1 Indefinite pronoun – somebody/someone .............................................................................. 123
2.1.2 Indefinite pronoun – something ............................................................................................ 123
2.1.3 Indefinite Pronoun – SOMEWHERE .................................................................................. 123
2.1.4 Indefinite pronoun – somehow .............................................................................................. 124
2.2 INDEFINITE PRONOUN – ANY ................................................................................................. 124
2.2.1 Indefinite pronoun – anybody/anyone .................................................................................. 125
2.2.2 Indefinite pronoun – anything .............................................................................................. 125
2.2.3 Indefinite Pronoun – anywhere ............................................................................................. 126
2.2.4 Indefinite pronoun – anyway ................................................................................................ 126
2.3 INDEFINITE PRONOUN – NO ................................................................................................... 126
2.3.1 Indefinite pronoun – none . ................................................................................................... 127
2.3.2 Indefinite pronoun – nobody/no one ..................................................................................... 127

IX
2.3.3 Indefinite pronoun – nothing ................................................................................................. 127
2.3.4 Indefinite Pronoun – NOWHERE ......................................................................................... 128
2.4 INDEFINITE PRONOUN – EVERY .............................................................................................. 128
2.4.1 Indefinite pronoun – everybody/everyone .............................................................................. 128
2.4.2 Indefinite pronoun – everything ............................................................................................ 128
2.4.3 Indefinite pronoun – everywhere ........................................................................................... 129
2.4.4 Indefinite pronoun – every way ............................................................................................. 129
3 REFLECTING ABOUT THE THEME IN A TEXT .......................................................................... 130
4 VOCABULARY CORNER: CLOTHES AND ACCESSORIES ..................................................... 131
5 IDEAS AND ACTIONS TO WORK THE THEME IN A CLASSROOM ................................... 135
5.1 GUESSING THE DRAWING (Adivinhando o desenho) ........................................................... 135
5.2 WHAT’S WRONG? (QUAL É O ERRO?) ..................................................................................... 135
SUMMARY OF TOPIC 3 ........................................................................................................................ 136
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 137

UNIT 3 – OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS ................................................. 141

TOPIC 1 – PREPOSITIONS ................................................................................................................... 143


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 143
2 WHAT ARE PREPOSITIONS AND WHAT ARE THEY USED FOR? ....................................... 144
2.1 PREPOSITIONS OF TIME .............................................................................................................. 145
2.2 PREPOSITIONS OF PLACE (POSITION AND DIRECTION) . ................................................ 148
2.3 OTHER IMPORTANT PREPOSITIONS ....................................................................................... 152
3 REFLECTING ABOUT THE SUBJECT IN A TEXT ....................................................................... 153
4 VOCABULARY CORNER: COMPUTER PARTS ........................................................................... 154
5 IDEAS OF CLASSROOM ACTIVITIES .......................................................................................... 156
5.1 BLIND MAN’S BLUFF (Cabra-cega) ............................................................................................ 156
5.2 GUESS WHAT? (Adivinhando o objeto) . .................................................................................... 157
SUMMARY OF TOPIC 1 ........................................................................................................................ 158
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 159

TOPIC 2 – ADVERBS .............................................................................................................................. 163


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 163
2 KINDS OF ADVERBS AND THEIR POSITION IN A SENTENCE ........................................... 164
2.1 ADVERBS OF MANNER . .............................................................................................................. 165
2.2 ADVERBS OF FREQUENCY ......................................................................................................... 167
2.3 ADVERBS OF TIME ........................................................................................................................ 169
2.4 ADVERBS OF PLACE ..................................................................................................................... 170
2.5 ADVERBS OF DEGREE/INTENSITY ........................................................................................... 172
2.6 ADVERBS OF DOUBT/CERTAINTY . .......................................................................................... 175
2.7 ADVERBS OF COMMENT/VIEWPOINT .................................................................................... 176
3 REFLETING ABOUT THE THEME IN TEXTS ............................................................................... 177
4 IDEAS TO WORK IN A CLASSROOM ........................................................................................... 182
4.1 TELEPHONE (Telefone sem fio) ................................................................................................... 182
4.2 ADD A WORD (Adicione uma palavra) ...................................................................................... 183
SUMMARY OF TOPIC 2 ........................................................................................................................ 184
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................. 185

TOPIC 3 – CONJUNCTIONS ................................................................................................................ 187


1 INTRODUCTION ................................................................................................................................. 187
2 WHAT ARE CONJUNCTIONS AND WHAT ARE THEY USED FOR? .................................... 187

X
3 COORDINATING CONJUNCTIONS ............................................................................................ 188
3.1 COORDINATING CONJUNCTION – AND .............................................................................. 189
3.2 COORDINATING CONJUNCTION – BUT . .............................................................................. 190
3.3 COORDINATING CONJUNCTION – OR . ................................................................................ 190
3.4 COORDINATING CONJUNCTION – SO .................................................................................. 191
3.5 COORDINATING CONJUNTION – FOR .................................................................................. 191
3.6 COORDINATING CONJUNCTION – NOR . ............................................................................. 191
3.7 COORDINATING CONJUNCTION – YET ................................................................................ 192
4 CORRELATIVE CONJUNCTIONS ................................................................................................. 193
4.1 CORRELATIVE CONJUNCTION – BOTH… AND ................................................................... 194
4.2 CORRELATIVE CONJUNCTION – EITHER… OR . ................................................................. 194
4.3 CORRELATIVE CONJUNCTION – NEITHER… NOR ............................................................ 195
4.4 CORRELATIVE CONJUNCTION – NOT ONLY… BUT ALSO ............................................... 195
4.5 CORRELATIVE CONJUNCTION – AS/ SO… AS ..................................................................... 196
4.6 CORRELATIVE CONJUNCTION – WHETHER… OR ............................................................. 196
5 SUBORDINATING CONJUNCTIONS .......................................................................................... 197
5.1 SUBORDINATING CONJUNCTION – AFTER ......................................................................... 198
5.2 SUBORDINATING CONJUNCTION – ALTHOUGH/ THOUGH/ EVEN THOUGH . .......... 198
5.3 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS . ............................................................................... 198
5.4 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS IF / AS THOUGH ................................................. 199
5.5 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS/ SO LONG AS/ PROVIDED THAT .................... 199
5.6 SUBORDINATING CONJUNCTION – BECAUSE . .................................................................. 199
5.7 SUBORDINATING CONJUNCTION – BEFORE . ..................................................................... 200
5.8 SUBORDINATING CONJUNCTION – DESPITE / IN SPITE OF . .......................................... 200
5.9 SUBORDINATING CONJUNCTION – HOWEVER / NONETHELESS /
NEVERTHELESS ............................................................................................................................. 200
5.10 SUBORDINATING CONJUNCTION – IF ................................................................................ 201
5.11 SUBORDINATING CONJUNCTION – ONCE . ....................................................................... 201
5.12 SUBORDINATING CONJUNCTION – OTHERWISE ............................................................. 201
5.13 SUBORDINATING CONJUNCTION – SINCE ........................................................................ 202
5.14 SUBORDINATING CONJUNCTION – SO THAT/ IN ORDER THAT/ IN ORDER TO . .... 202
5.15 SUBORDINATING CONJUNCTION – STILL ......................................................................... 202
5.16 SUBORDINATING CONJUNCTION – THUS / THEREFORE/ THEN/ HENCE ................. 202
5.17 SUBORDINATING CONJUNCTION – UNLESS ..................................................................... 203
5.18 SUBORDINATING CONJUNCTION – UNTIL/ TILL ............................................................. 203
5.19 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHEN / BY THE TIME ........................................... 203
5.20 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHENEVER ............................................................. 204
5.21 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHERE ..................................................................... 204
5.22 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHEREAS ................................................................ 204
5.23 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHILE ....................................................................... 205
6 REFLECTING ABOUT CONJUNCTIONS IN TEXTS ................................................................. 205
7 CLASSROOM ACTIVITIES .............................................................................................................. 207
7.1 BINGO (bingo) ................................................................................................................................ 207
7.2 STORY WITH GAPS (História com buracos) ............................................................................. 207
SUMMARY OF TOPIC 3 ....................................................................................................................... 208
AUTOATIVIDADE ................................................................................................................................ 209

REFERÊNCIAS ........................................................................................................................................ 211

XI
XII
UNIT 1

DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS


IN ENGLISH

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
A partir desta unidade, você será capaz de:

• compreender e refletir sobre os usos de diferentes tempos verbais em situ-


ações reais de uso da Língua Inglesa;
• construir sentenças afirmativas, negativas e interrogativas referentes a dis-
tintos momentos (passado, presente e futuro);
• falar de situações em andamento (no presente, passado e futuro);
• conhecer e utilizar os números cardiais e ordinais do inglês;
• expressar planos, previsões e promessas em inglês;
• apresentar planos para o futuro (imediato ou não);
• falar de planos que não deram certo ou foram modificados;
• conhecer e utilizar o vocabulário relativo às cores e formas em inglês;
• apreender e utilizar vocabulário acerca de atividades realizadas em mo-
mentos de lazer e finais de semana;
• compreender e utilizar o modo imperativo, com o qual são dados coman-
dos e ordens em inglês;
• conhecer e refletir sobre como atividades dinâmicas e contextualizadas
podem refletir em um trabalho mais dialógico em sala de aula.

PLANO DE ESTUDOS
Nesta unidade, vamos estudar diferentes formas de expressar o presente,
o passado e o futuro em Inglês, além de compreendermos a construção
do modo imperativo. Trabalharemos com vocabulários que utilizamos em
diferentes situações de comunicação em nosso cotidiano. Vamos refletir,
também, sobre ações que podem ser empreendidas no ensino de inglês e que
têm relação com nossos conteúdos discutidos. Esta unidade está dividida em
quatro tópicos. São eles:

TOPIC 1 – PRESENT AND PAST CONTINUOUS

TOPIC 2 – SIMPLE FUTURE

TOPIC 3 – GOING TO

TOPIC 4 – FUTURE CONTINUOUS TENSE

1
2
UNIT 1
TOPIC 1

PRESENT AND PAST CONTINUOUS

1 INTRODUCTION
Os chamados Present Continuous (Presente Contínuo ou Progressivo) e Past
Continuous (Passado Contínuo ou Progressivo) são tempos verbais que se referem a
ações em andamento. É o que conhecemos por gerúndio no português (lembra do
-ando, -endo, -indo no final dos verbos?). O que difere o uso Present Continuous do
Past Continuous é o momento ao qual estamos nos reportando, isto é:

O Present Continuous é utilizado para expressar uma ação que está em


andamento no presente, no tempo em que estamos falando. Enquanto o Past
Continuous é usado quando queremos falar de alguma ação que estava acontecendo
(em andamento) no passado.

Antes de seguirmos às formas e usos específicos de cada um desses tempos
verbais, é necessário relembrarmos o Verb to be em suas formas presente e passado,
pois vamos utilizá-lo como verbo auxiliar na construção do Present Continuous e
do Past Continuous. Para que não tenhamos dúvida na hora de utilizar o Verb to be
como auxiliar, segue o quadro:

QUADRO 1 - FORMAS DO VERB TO BE NO PRESENTE E NO PASSADO


PersonalPronouns Verb to be - Verb to be -
(Pronomes Pessoais) Presente Passado

I am was
You are were
He is was
She is was
It is was
We are were

You are were


They are were

FONTE: Adaptado de Silva (2017)

3
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Utilizamos o Verb to be para nos referir aos verbos ser e estar do português.
Dessa vez ele será utilizado como verbo auxiliar, ou seja, além dele, tanto no Present
Continuous quanto no Past Continuous, utilizaremos mais um verbo, o chamado
verbo principal.

DICAS

Acadêmico! Se você tem dificuldades em se lembrar do Verb to be no presente,


grave a palavra AMAREIS, que é composta pelo Verb to be: AM-ARE-IS!

2 USES AND FUNCTIONS OF PRESENT AND PAST CONTINUOUS


A seguir, vamos discutir os usos, as funções e as regras que utilizamos
para construir o Present e o Past Continuous. Ao final da explicação gramatical,
conheceremos o conteúdo relacionado ao vocabulário dos cardinal e ordinal
numbers. Refletiremos sobre atividades que podem ser realizadas em sala de aula
e empreenderemos atividades sobre o que aprendemos neste tópico!

2.1 PRESENT CONTINUOUS


Conforme já foi dito na Introdução deste tópico, o Present Continuous é
utilizado quando queremos nos referir a uma situação que está em progresso, que está
acontecendo no presente. Nesse sentido, substituímos o “-ando”, “-endo”, “-indo” do
final de verbos no gerúndio em português por “-ing” no verbo principal em inglês!

Além do verbo principal, também utilizamos a forma do presente do Verb


to be como verbo auxiliar nesses casos. Assim, a construção do Present Continuous
é dada da seguinte forma:

Sujeito + Verb to be + Verbo principal com “-ing” + complemento.

Vamos exemplificar:

I am reading the newspaper.


(Eu estou lendo o jornal)

4
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

2.1.1 Present Continuous Tense – Affirmative form


Para construir a forma afirmativa do Present Continuous, utilizamos a
estrutura que foi introduzida acima, na seguinte ordem:

Sujeito + Verb to be + Verbo principal com “-ing” + complemento.

I am planning my classes right now.


(Eu estou planejando minhas aulas agora mesmo.)

My sister is studying Biology in her room.


(Minha irmã está estudando biologia no quarto dela.)

In this moment, they are talking about the movie.


(Neste momento, eles estão falando sobre o filme.)

NOTA

Como regra geral, apenas acrescentamos o “-ing” nos verbos para sinalizar uma
situação em progresso. Há, porém, três exceções para a introdução do “-ing” em Inglês:

1) Verbos que terminam com a letra “e” precedida de consoante: tiramos a última letra antes
de acrescentar “-ing”:

ride (andar de/montar) – riding (andando de/montando)


take (pegar) – taking (pegando)

2) Verbos monossílabos que terminam com CVC (consoante-vogal-consoante) ou dissílabos


quando a última sílaba é tônica: dobramos a última letra antes de acrescentar o “-ing”:

swim (nadar) – swimming (nadando)


run (correr) – running (correndo)

3) Verbos que terminam com “-ie”: troca-se o “-ie” por “-y” e acrescenta-se “-ing”:

die (morrer) – dying (morrendo)


lie (mentir) – lying (mentindo)

Fonte: Oliveira (2014)

5
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

2.1.2 Present Continuous Tense – Negative form


Para fazermos a forma negativa do Present Continuous, precisamos apenas
adicionar o “not” após o Verb to be (am, are, is). Dessa forma:

Sujeito + Verb to be + NOT + Verbo principal com “-ing” + complemento.

I am not copying the question because I do not have my notebook.


(Eu não estou copiando a questão porque eu não tenho meu caderno.)

My brother is not waking up early in the morning this month because he is on vacation.
(Meu irmão não está acordando cedo neste mês porque ele está de férias.)

My friends are not working today because it’s Carnival holiday.


(Meus amigos não estão trabalhando hoje porque é feriado de Carnaval.)

Vale lembrar que em frases negativas também podemos usar a forma


contraída do Verb to be. Vamos relembrá-las?

QUADRO 2 - FORMAS LONGA E CONTRAÍDA DA NEGAÇÃO DO VERB TO BE

Forma longa negativa do Verb to be: Forma contraída negativa do Verb to be:

I am not I' m not

You are not You aren' t

He is Not He isn' t

She is Not She isn' t

It is Not It isn' t

We are not We aren' t

You are not You aren' t

they are not They aren' t

FONTE: A autora

Dessa forma, os exemplos anteriormente citados ficariam:

I’m not copying the question because I do not have my notebook.


(Eu não estou copiando a questão porque eu não tenho meu caderno.)

My brother isn’t waking up early in the morning this month because he is on vacation.
(Meu irmão não está acordando cedo neste mês porque ele está de férias.)

My friends aren’t working today because it’s Carnival holiday.


(Meus amigos não estão trabalhando hoje porque é feriado de Carnaval.)

6
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

2.1.3 Present Continuous Tense – Interrogative form


Já para construir frases interrogativas com o Present Continuous, o Verb to be
é movido para a frente do sujeito. Assim, a frase fica com a seguinte forma:

Verb to be + sujeito + verbo principal com “-ing” + complemento + ?

Am I asking a too difficult question?


(Eu estou perguntando algo muito difícil?)

Is your cat playing with this toy?


(O seu gato está brincando com este brinquedo?)

Are we going by the correct way?


(Nós estamos indo pelo caminho correto?)

2.1.4 Uses of Present Continuous


Utilizamos o Present Continuous para falar sobre o presente, especialmente
nas seguintes situações (BRITISH COUNCIL, 2017a):

• Alguma coisa que está acontecendo no momento da fala:

I am just finishing my paper. Please, wait a moment.


(Estou apenas terminando meu trabalho. Por favor, espere um momento.)

• Algo que está acontecendo um pouco antes e um pouco depois de um tempo


determinado:

When I get home after work, my father is watching TV.


(Quando eu chego em casa após o trabalho, meu pai está assistindo à TV.)

• Alguma coisa que é nova e contrasta com algo anterior:

Many people are using cell phones to check their e-mails instead of use computers.
(Muitas pessoas estão utilizando telefones celulares para checar seus e-mails em
vez de usar computadores.)

• Alguma coisa que pensamos ser temporária:

I am studying Modern Art in this month.


(Eu estou estudando Arte Moderna neste mês.)

7
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

• Algo que está mudando, desenvolvendo ou transformando:

Kids are growing quickly.


(As crianças estão crescendo rapidamente.)

• Alguma coisa que acontece frequentemente. (Normalmente, nesses casos


usamos a expressão always [sempre]):

You are always complaining about work.


(Você está sempre reclamando do trabalho.)

Nós também podemos utilizar o Present Continuous para falar do futuro,


sobre alguma coisa que já foi planejada:

What are you doing next weekend?


(O que você vai fazer no próximo final de semana?
Obs.: a tradução literal dessa frase seria: O que você está fazendo no próximo
final de semana?)

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de levar você, acadêmico, a praticar as


particularidades do uso do “-ing” em verbos com diferentes términos. A
partir das frases dadas, crie novas sentenças utilizando o Present Continuous,
veja o exemplo a seguir:

Ex.: They dance in their house.  They are dancing in their house.

a) My mother wash the clothes.  ______________________________________


__________________________________________________________________
b) They lie about the English test.  ____________________________________
__________________________________________________________________
c) The cat run across the street. _______________________________________
__________________________________________________________________
d The kids play in the park. _________________________________________
__________________________________________________________________
e) I swim at the club pool. ___________________________________________
__________________________________________________________________
f) The lawyers take the documents that are important to the process 
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

8
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

2.2 PAST CONTINUOUS


Assim como o Present Continuous, o Past Continuous também é utilizado para
nos referirmos a atividades em andamento. O Past Continuous, porém, refere-se a
uma ação que estava em andamento em um determinado momento do passado.

A construção do Past Continuous utiliza o Verb to be em sua forma de passado,


como verbo auxiliar. Expressamos o Past Continuous, então, pela seguinte forma:

Sujeito + Forma passado do Verb to be + verbo principal com “-ing” +


complemento.

Por exemplo:

My grandmother was teaching in that school in 1964.


(Minha avó estava ensinando naquela escola em 1964.)

DICAS

A seguir reproduzimos o quadro exposto no início deste tópico para ajudar você
a relembrar a forma passado do Verb to be:

QUADRO 3 - FORMAS DO VERB TO BE NO PRESENTE E NO PASSADO

Personal Pronouns  Verb to be - Verb to be -


(Pronomes pessoais) Presente Passado
I am was
You are were
He is was
She is was
It is was
We are were
You are were
They are were

Fonte: Adaptado de Silva (2017)

9
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

2.2.1 Past Continuous Tense – Affirmative form


Seguimos a mesma orientação do Present Continuous para a construção da
forma afirmativa do Past Continuous (Passado Contínuo ou Progressivo), conforme
podemos observar na seção anterior! Não podemos nos esquecer, porém, de
colocar o Verb to be no passado simples:

Yesterday night, I was studying the lessons for my English Test!


(Ontem à noite, eu estava estudando as lições para meu teste de inglês!)

Katherine was working on this Project last week.


(Katherine estava trabalhando neste projeto na semana passada.)

Pedro and Julia were thinking about having a baby.


(Pedro e Júlia estavam pensando em ter um bebê.)

Não podemos esquecer que os verbos com diferentes terminações pedem


formas diversas para o uso do “-ing”! Para o Past Continuous, você usa as mesmas
regras de formação apresentadas na Seção 2.1.2 (Present Continuous Tense –
Affirmative form) deste caderno!

2.2.2 Past Continuous Tense – Negative form


Para construir a forma negativa do Past Continuous, acrescentamos o “not”
após o passado simples do Verb to be. A forma negativa pode utilizar, também, a
forma abreviada do passado simples do Verb to be. Vamos relembrar:

QUADRO 4 - FORMAS LONGA E CURTA NEGATIVAS DO PASSADO SIMPLES DO VERB TO BE


Forma curta/contraída do passado do Verb to
Forma longa do passado do Verb to be:
be:
I was not I wasn’t
You were not You weren’t
He was not He wasn’t
She was not She wasn’t
It was not It wasn’t
We were not We weren’t
You were not You weren’t
They were not They weren’t

FONTE: A autora

10
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

Assim, utilizamos a seguinte forma para construir a forma negativa do Past


Continuous:

Sujeito + Forma passado do Verb to be + NOT + verbo principal com “-ing”


+ complemento.

I wasn’t dancing in the College’s party last weekend. It was boring!


(Eu não estava dançando na festa da faculdade no final de semana passado.
Estava chato!)

Fred was not riding his bike. I think it was stolen.


(Fred não estava andando com a bicicleta dele. Eu acho que ela foi roubada.)

The students weren’t doing the activities when I arrived in the classroom.
(Os estudantes não estavam fazendo as atividades quando eu cheguei à sala.)

2.2.3 Past Continuous Tense – Interrogative form


No Past Continuous, para construir uma frase interrogativa, também
movemos o verbo auxiliar (Verb to be) para antes do sujeito. Assim, em perguntas
no Past Continuous, a estrutura é:

Passado do Verb to be + sujeito + verbo principal com “-ing” + complemento + ?

Was I offending you? I apologize!


(Eu estava ofendendo você? Peço desculpas!)

Were you listening this radio show last night? It was so funny!
(Você estava ouvindo esse programa de rádio na noite passada? Estava tão
engraçado!)

Was Stephanie writing a new book? I did not know!


(Stephanie estava escrevendo um novo livro? Eu não sabia!)

2.2.4 Uses of Past Continuous


Nós utilizamos o Past Continuous para falar de ações que ocorreram no
passado. Especialmente nas seguintes situações (BRITISH COUNCIL, 2017a):

• Para falar de algo que continua antes e depois de outra ação:

I was doing my homework when my mother arrived at home.


(Eu estava fazendo meu dever de casa quando minha mãe chegou em casa.)

11
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

• Para nos referir a algo que aconteceu antes e depois de um tempo específico:

At 7 o’clock, she was studying to her Masters test.


(Às sete horas, ela estava estudando para sua prova no mestrado.)

• Para mostrar que alguma situação continuou por um certo período:

All the kids were running across the park.


(Todas as crianças estavam correndo pelo parque.)

• Para sinalizar que algo acontecia regularmente:

I was going to the gym three times a week.


(Eu estava indo à academia três vezes por semana.)

• Com verbos que indicam alguma mudança, transformação ou crescimento:

That town was growing too fast in that time.


(Aquela cidade estava crescendo muito rápido naquele tempo.)

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de que você consiga diferenciar o Present


Continuous do Past Continuous de acordo com o contexto de que se fala. Veja
os exemplos abaixo e complete as frases com a forma correta do Present ou
Past Continuous dos verbos entre parênteses:
Ex.: I am reading a book to my History class. (To read)
(Algo que está sendo realizado no momento da fala)
I was reading a very interesting book last week. (To read)
(Alguma coisa que estava em andamento em algum momento específico
do passado)

a) I _______________ my new dress when my cell phone rang. (To choose)


b) Carla _______________ a very interesting job in the magazine. (To do)
c) My parents _______________ around the South America since January.
(To drive)
d) Today, they _______________ their new car. (To choose)
e) Yesterday morning, Johanna _______________ exercises. She thing she is fat.
(To do)
f) That woman _______________ like crazy today morning. (To drive)

12
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

2.3 UNDERSTANDING BETTER: REFLECT ON PRESENT AND


PAST CONTINUOUS TEXT
Para que fiquem mais claros os usos do Present e do Past Continuous, vale
refletirmos sobre essas formas verbais empregadas em textos e situações do nosso
dia a dia. Leia o texto a seguir:

Emily is asking her mom to a story. The little girl loves to listen to stories, she
and her mother are in their living room. They were watching TV, but it got
boring. So, Emily asked to a new story from her favorite book: Magic Wor(l)d
(It’s a pun on the words ‘world’ and ‘word’).
Mother: Baby, were you liking the TV program?
Emily: I weren’t! It was so boring and I don’t like TV. I prefer books, but I’m so
tired to read right now.
Mother: Ok, then! Which one do you want? Pick up!
Emily (looking to an interesting title in the book): This one! It seems very nice!
Please, read it, I am listening!
Mother: Ok! Other stories from fairy tales. There was a girl, who really liked
animals. When she was sitting in the woods, all the squirrels, birds, reptiles
and other animals went to her and enjoyed her company. – Are you getting
sleepy, baby?
Emily: No, I am not! I am paying attention!
Mother (continuing to read): Everyday, the girl and the animals got together.
Once, they were playing in the river, they were swimming and doing funny
things when…
She sees that Emily is sleeping. So, she closes the book, covers her daughter
and kisses her.
Mother: Have nice dreams, baby. You are dreaming and any other story can wait.

Agora, releia o texto e preste atenção especial aos usos do Present e do


Past Continuous. Perceba como essas formas verbais são usadas em contextos
diferentes na fala.

Veja, no início do texto, que está reportando uma cena que acontece no
presente, utilizamos o Present Continuous, porém quando a mãe começa a contar
a história para a filha, encontramos o Past Continuous, isso porque ele é muito
utilizado quando são narradas situações vividas no passado.

Agora, realize as seguintes atividades:

13
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

AUTOATIVIDADE

1) Identifique e destaque os usos do Present Continuous com uma cor específica no


texto acima. Tente identificar o contexto no qual essa forma verbal foi utilizada.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Agora, identifique e destaque os usos do Past Continuous com outra cor ao


longo do texto. Sinalize, quando possível, as expressões que indicam passado
e que, portanto, são responsáveis pelo uso do Past Continuous.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3) Resuma, com suas palavras, em inglês, o que aconteceu no trecho lido. Tente
utilizar as formas verbais que aprendemos neste tópico.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3 ABOUT VOCABULARY: CARDINAL NUMBERS AND ORDINAL


NUMBERS
Neste tópico, além dos tempos gramaticais Present e Past Continuous,
também vamos estudar dois tópicos relativos ao vocabulário: os cardinal numbers
e os ordinal numbers!

3.1 CARDINAL NUMBERS


Os cardinal numbers (números cardinais) são utilizados para nos referirmos
à quantidade de elementos de um determinado conjunto. Podemos fazer um
contraponto com o português, no qual chamamos esses números de um, dois, três
etc. Vejamos o nome dos números em inglês no quadro abaixo:

14
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

QUADRO 5 - CARDINAL NUMBERS DE 0 a 1,000,000

1,000 – one Thousand/ a


0 – zero 10 – ten 20 – twenty 30 – thirty
Thousand

1 – one 11 – eleven 21 – twenty-one 31 – thirty-one 2,000 two Thousand

2 – two 12 – twelve 22 – twenty-two 40 – forty 10,000 – Ten thousand

100,000 – One hundred


3 – three 13 – thirteen 23 – twenty-three 50 – fifty
Thousand

4 – four 14 – fourteen 24 – twenty-four 60 – sixty 1,000,000 – One million

5 – five 15 – fifteen 25 – tenty-five 70 – seventy

6 – six 16 – seixteen 26 – twenty-six 80 – eighty

27 – twenty-
7 – seven 17 – seventeen 90 – ninety
seven

100 – one hundred/


8 – eight 18 – eighteen 28 – twenty-eight
a hundred

9 – nine 19 – nineteen 29 – twenty-nine 200 – two hundred

FONTE: A autora

Vale observarmos que, enquanto no português nós utilizamos o ponto


para separar os milhares, no inglês vamos utilizar a vírgula. Assim, em inglês
escrevemos 10,900!

No inglês britânico (mas não necessariamente no inglês americano), nós


utilizamos o “and” entre milhares e dezenas, assim, o número 120 poderia seria
pronunciado como “one hundred and twenty”.

Outra coisa que não podemos esquecer é que quando pronunciamos os


números 100, 1,000, 1,000,000 temos que dizer “a hundred/thousand/million” ou “one
hundred/thousand/million”, jamais o número sem a indicação de quantidade! O “a”
só pode ser utilizado no início do número, como em “1,000 – a thousand”. Para
dizer, por exemplo, 10,100, dizemos “ten thousand, one hundred” com o “one” para
indicar a quantidade no meio do número.

Vejamos alguns exemplos que utilizam as formas gramaticais de Present e


Past Continuous e os cardinal numbers:

I am reading a very interesting book. I started yesterday and I already am


in the 198 page!

(One hundred and ninety-eight)


15
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

(Eu estou lendo um livro muito interessante. Eu comecei ontem e já estou


na página 198!)

Lucas was listening a new CD yesterday. He really enjoyed it, because he listened
it 2,000 times!

(Two thousand)

(Lucas estava ouvindo um novo CD ontem. Ele realmente gostou, porque


ele o ouviu 2.000 vezes!)

3.2 ORDINAL NUMBERS


Os Ordinal numbers (números ordinais) são aqueles utilizados para indicar
a ordem de algum elemento em relação a outros. Em português, nós temos
“primeiro, segundo, terceiro...” então vamos ver as particularidades que esses
números têm no inglês:

QUADRO 6 - ORDINAL NUMBERS

1 st – first 11th – eleventh 21st – twenty-first 40th - fortieth

22nd – twenty-
2nd – second 12th – twelfth 50th - fiftieth
second

3 rd – third 13th – thirteenth 23rd – twenty-third 60th – sixtieth

4th – fourth 14th – fourteenth 24th – twenty-fourth 70th – seventieth

5th – fifth 15th – fifteenth 25th – twenty-fifth 80th – eightieth

6th – sixth 16th – sixteenth 26th – twenty-sixth 90th – ninetieth

27th – twenty-
7th – seventh 17th – seventeenth 100th – one hundredth
seventh

8th – eighth 18th – eighteenth 28th – twenty-eighth 1,000th – one thousandth

1,000,000th – one
9th – nineth 19th – nineteenth 29th – twenty-ninth
millionth

10th - tenth 20th - twentieth 30th - thirtieth

FONTE: A autora

16
TÓPICO 1 | PRESENT AND PAST CONTINUOUS

A primeira questão que precisamos observar em relação aos Ordinal


numbers do inglês é que, diferentemente do português, precisamos indicar a sua
forma numérica acompanhada do final da sua forma escrita por extenso. Isso é: em
português, dizemos 1.º, 2.º, 3.º, mas no inglês é 1st (first), 2nd (second), 3rd (third), 4th
(fourth)... Perceba que cada número tem letras específicas!

A maioria é acompanhado de th, fogem à regra os números que terminam


em 1 , 2nd e 3rd, mas isso não vale para o 11th, 12th e 13th.
st

NOTA

Para expressar nomes de reis e rainhas, os números ordinais são escritos como
números romanos. Quando o nome é falado, porém, utilizamos o artigo definido antes do
numeral, veja:
Charles II – Charles the second
Pedro II – Pedro the second.
(FONTE: English Grammar On-line, 2017).

Vejamos alguns exemplos, também com estruturas do Present e do Past


Continuous e o vocabulário dos Ordinal numbers:

My grandmother was working here as a teacher! She was the first woman in our family
that moved to the city.

(Minha avó estava trabalhando aqui como professora. Ela foi a primeira mulher
da nossa família que se mudou para a cidade.)

The children are sad because they are losing the competition. Actually, they are in second
place.

(As crianças estão tristes, pois estão perdendo a competição. Na verdade, eles
estão em segundo lugar.)

4 IDEAS AND ACTIONS TO WORK THE THEME IN A CLASSROOM


Nesta seção são apresentadas ideias para trabalhar com os temas deste tópico
em salas de aula de Inglês. Quando pensamos em ações para aulas, é interessante
refletirmos sobre como elas vão influenciar usos efetivos da língua. Ainda que a
escola não possa fugir da escolarização das práticas, é importante que busquemos
atividades que façam sentido para além dos muros da instituição de ensino.

17
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Assim, ponderamos em como ensinar inglês de uma forma dinâmica,


que objetive mais do que a repetição de gramática, mas vislumbre práticas de
letramento, isto é, usos sociais da leitura, da escrita e da oralidade (STREET, 2014).
Nesse sentido, propomos duas práticas dinâmicas que podem ser empreendidas
em sala de aula:

4.1 TCHU-TCHU (The train)


Essa atividade trata de uma prática controlada, que tem o objetivo de
utilizar uma determinada forma gramatical em situações reais de uso da língua
(SESI, 2008). Como conta com um apoio escrito, o estudante se sente mais seguro
à medida que a atividade vai se desenvolvendo e, aos poucos, emprega a forma
gramatical mais naturalmente.

Material necessário: Um pedaço de papel com um diálogo entre


dois sujeitos, utilizando a forma verbal estudada em alguma situação real de
comunicação (pode ser no restaurante, no aeroporto, contando uma história etc.).
O docente também pode passar o diálogo no quadro e pedir que os estudantes
copiem, mas é importante que todos tenham o mesmo texto.

Como jogar: Em duplas e em pé, os estudantes montam duas fileiras: A


e B. Cada um dos estudantes fica de frente para o seu par. Eles vão empreender
o diálogo, cada um se ocupa das falas de um personagem. Quando todos
terminarem, os alunos dão um passo à direita e trocam de par; os que estiverem
nas extremidades direitas devem trocar de fila, o que fará com que o trem ande.
A cada parada, o diálogo é empreendido e o trem só para de andar quando cada
estudante estiver com a sua dupla inicial.

4.2 BARALHO COM NÚMEROS (Numerical cards)


Esta atividade simula um jogo de cartas que, por vezes, é uma distração
para os alunos. Ela tem como objetivo introduzir ou praticar o uso dos números
(tanto cardiais ou ordinais) (SESI, 2008).

Material necessário: um baralho, que pode ser produzido pelos estudantes


ou pelo professor, com os números em inglês. O número indicado é de quatro a
dez cartas por estudante.

Como jogar: As cartas são embaralhadas e distribuídas aos jogadores,


todas com a face para baixo. O par ou ímpar (even or odd) pode ser utilizado para
definir quem começa. O estudante deve começar a contagem em inglês, a partir
do “one”, e cada um vai dizendo o próximo número e jogar uma carta, virada para
cima, no centro da mesa. Caso o número dito seja o mesmo da carta que foi jogada,
todos devem bater em cima do monte. O último a bater deve pegar o monte todo
para si. O jogo termina quando um dos estudantes ficar sem cartas (é o ganhador).

18
SUMMARY OF TOPIC 1
Neste tópico você estudou que:

• O Present Continuous é utilizado para indicar ações em andamento no presente


e, algumas vezes, em um futuro próximo.

• O Present Continuous é formado com o presente simples do Verb to be como verbo


auxiliar + o verbo principal com “-ing”.

• A forma negativa do Present Continuous é construída ao se adicionar o “not”


após o verbo auxiliar.

• A forma interrogativa do Present Continuous se constrói ao mover o verbo


auxiliar para antes do sujeito.

• O Past Continuous é utilizado quando queremos nos referir a alguma atividade


que aconteceu em algum momento definido no passado.

• O Past Continuous também utiliza do Verb to be como verbo auxiliar, mas neste
caso utilizamos a forma do passado simples do Verb to be + o verbo principal com
“-ing”.

• A forma negativa do Past Continuous se dá com a adição do “not” após o verbo


auxiliar.

• Para formar perguntas com o Past Continuous, devemos mover o verbo auxiliar
para antes do sujeito.

• Os Cardinal e Ordinal numbers em inglês utilizam a vírgula para separar as


milhares.

• Os Ordinal numbers são escritos em sua forma numérica com o número


acompanhado das últimas letras de sua forma escrita por extenso.

• Diferentes atividades podem ser empreendidas em sala de aula com o intuito de


mostrar os usos sociais da leitura, escrita e oralidade. As dinâmicas são um bom
caminho para esse ensino mais contextualizado.

19
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar a forma verbal do Present


Continuous. Organize as palavras embaralhadas a seguir e coloque o verbo na
forma correta do Present Continuous. Fique atento ao tipo de frase (afirmativa,
negativa, interrogativa) que está indicado entre parênteses. Veja o exemplo:

Ex.: the dishes – my mother – do (interrogative)  Is my mother doing


the dishes?

a) Samantha – video game – play (affirmative)  __________________________


__________________________________________________________________

b) about the toys – the kids – complain (negative)  ________________________


__________________________________________________________________

c) They – soon – come (interrogative)  _________________________________


__________________________________________________________________

d) barbecue – we – eat (affirmative)  ___________________________________


__________________________________________________________________

e) Carla – ride – a horse right now (negative)  ____________________________


__________________________________________________________________

f) where – your friends – live (interrogative) ____________________________


__________________________________________________________________

g) people – in some parts of the world – starve (affirmative)  _______________


__________________________________________________________________

2) Esta atividade tem como objetivo praticar o Past Continuous. As imagens


a seguir são das atividades que algumas pessoas faziam ontem à tarde.
Observe a imagem e, a partir das dicas abaixo, descreva essas atividades
utilizando o Past Continuous. Observe o exemplo:

ATIVIDADES DE ONTEM À TARDE

20
FONTE: Disponível em: <https://elt.oup.com/elt/students/images/
pr3ed1_3yesno.jpg>. Acesso em: 30 mar. 2017.

Ex.: Mr. Walker walk with his dog.  Mr. Walker was walking with
his dog.

a) Zach and Damien play rugby.  _____________________________________


__________________________________________________________________

b) Nancy takes pictures.  ___________________________________________


__________________________________________________________________

c) Roger reads a book.  ______________________________________________


__________________________________________________________________

d) Nathan and Sam swim in the pool.  _________________________________


__________________________________________________________________

e) Peter rest on the grass.  ____________________________________________


__________________________________________________________________

3) Esta atividade serve para você praticar as formas interrogativa e negativa


do Past Continuous. Passe as frases da atividade anterior para as formas
interrogativa e negativa. Veja o exemplo:

Ex.: Mr. Walker was walking with his dog.


Int.: Was Mt. Walker walking with his dog?
Neg.: Mr. Walker wasn’t walking with his dog.
21
a) Int.: ______________________________________________________________
Neg.: _______________________________________________________________

b) Int.: ______________________________________________________________
Neg.: _______________________________________________________________

c) Int.: ______________________________________________________________
Neg.: _______________________________________________________________

d) Int.: ______________________________________________________________
Neg.: _______________________________________________________________

e) Int.: ______________________________________________________________
Neg.: _______________________________________________________________

4) Cardinal e Ordinal Numbers

As palavras deste caça palavras estão escondidas na horizontal, vertical e diagonal,


com palavras ao contrário.

R O I H C F I V E T O E

D H E A C I F A O V D H

E I N A E R O S T O N T

N T M E H S V H V P O N

O H T N E T T C E R C E

F E A H I T S L E E E E

T O V S O A E Z N Y S T

R E U W T V I N T D T X

P A T R E I I R I D T I

E L Y N T I I M E N R S

F T E P O H T F I F H T

C O N E T H O U S A N D

• 11 __________________ • 2nd_________________
• 5th _________________ • 16th________________
• 1st__________________ • 10th________________
• 5___________________ • 30__________________
• 4th__________________ • 2___________________
• 19__________________ • 0___________________
• 100_________________

22
UNIT 1
TOPIC 2

SIMPLE FUTURE

1 INTRODUCTION
O chamado Simple Future (Futuro simples) é, como o próprio nome já diz,
um tempo verbal que se refere a ações que ainda não aconteceram, mas acontecerão
em um futuro não imediato. Como vamos ver ao longo deste tópico, utilizamos o
Simple Future para falar de decisões tomadas no momento da fala ou de ações que
serão completadas no futuro.

Para formar frases no Simple Future, além dos verbos principais (ações das
sentenças), vamos utilizar um verbo auxiliar: o will. Esse verbo auxiliar vai ser
usado para todas as pessoas, sem distinções! Também é importante definirmos que
os verbos principais, no Simple Future, apresentam-se sem a partícula “to”!

Neste tópico vamos construir conhecimentos acerca da formulação de


frases afirmativas, negativas e interrogativas sob a estrutura do Simple Future.
Em seguida, refletiremos sobre esse tópico gramatical em textos, apreenderemos
dois tópicos acerca de vocabulário (colors and shapes) e conheceremos ideias para
abordagem dos temas em sala de aula.

2 POSSIBILITY IN THE FUTURE: USES AND FUNCTIONS OF


SIMPLE FUTURE
Para iniciar as nossas discussões e construções, leia a tirinha a seguir:

23
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

FIGURA 1 - SNOOPY

FONTE: Disponível em: <https://lh4.googleusercontent.com/Ly7djb60tnypwNPD1N_YhRRYV


zwALOKsY8qIvp5FMOR_PihbuHrFhI5UCT23ixuzNPs8dlnbRjicNLManIM9oSFR
ZpxF2WA0F2K6PE6EMO4wz4tt85M>. Acesso em: 21 maio 2017.

Nessa tirinha, o personagem Snoopy acabou de decidir que vai seguir


um conselho, sairá mais e fará mais coisas interessantes. Ele afirma que “I’ll do
something really constructive”, isto é, “eu farei alguma coisa realmente construtiva”...
ele irá surfar! Perceba, ele está se referindo a uma ação que fará no futuro! Vamos
aprender, portanto, a construir frases nessa ordem sintática: o futuro simples, que
é expresso pelo will (‘ll em sua forma abreviada, como na tirinha acima). Vamos lá!

2.1 SIMPLE FUTURE – AFFIRMATIVE FORM


A forma afirmativa do Simple Future é estruturada a partir do uso do
verbo auxiliar will e da forma infinitiva do verbo principal, que não sofre flexão
alguma. Vale lembrarmos que o verbo principal é apresentado sem a partícula
“to”. Dessa maneira, a formulação de sentenças afirmativas com Simple Future
obedece a seguinte ordem:

24
TÓPICO 2 | SIMPLE FUTURE

Sujeito + will + verbo principal no infinitivo + complemento.

Exemplificando:

I will wait for my mother at home.


(Eu esperarei por minha mãe em casa.)

The doctor will update us when he can.


(O médico nos atualizará quando ele puder.)

My students and I will visit the Natural History Museum next month.
(Meus alunos e eu visitaremos o Museu de História Natural no mês que vem.)

O will também pode ser apresentado sob sua forma contraída (‘ll) em frases
afirmativas, mas essa abreviação é mais comumente utilizada após pronomes
pessoais (I, you, he, she, it, we, you, they) e não após substantivos (nomes). Dessa
forma, os exemplos acima (reelaborados) ficariam assim:

I’ll wait for my mother at home.


(Eu esperarei por minha mãe em casa.)

He’ll update us when he can. (The Doctor  He)


(Ele nos atualizará quando ele puder.)

We’ll visit the Natural History Museum. (My students and I  We)
(Nós visitaremos o Museu de História Natural no mês que vem.)

NOTA

Normalmente, o Simple Future é acompanhado de advérbios ou locuções


adverbiais de tempo, no final das frases. Como: next month (mês que vem), someday (algum
dia), next week (semana que vem), in two month (em dois meses) etc.

2.2 SIMPLE FUTURE – NEGATIVE FORM


Para formar frases negativas no Simple Future, adicionamos o “not” após
o verbo auxiliar will. O verbo principal continua em sua forma infinitiva e sem a
partícula “to”. Assim, a ordem a ser observada é a seguinte:

Sujeito + will not + verbo principal no infinitivo + complemento.

25
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

I will not forget where I came from.


(Eu não esquecerei de onde eu vim.)

Henry will not come to our dinner.


(Henry não virá para o nosso jantar.)

They will not spend a lot of money to buy this house.


(Eles não gastarão muito dinheiro para comprar essa casa.)

Em frases negativas, o will também pode ser abreviado: will + not = won’t.
Nesse caso, a forma abreviada won’t é comum tanto após pronomes pessoais quanto
substantivos no geral. Assim ficam nossos exemplos com o verbo auxiliar contraído:

I won’t forget where I came from.


(Eu não esquecerei de onde eu vim.)

Henry won’t come to our dinner.


(Henry não virá para o nosso jantar.)

They won’t spend a lot of money to buy this house.


(Eles não gastarão muito dinheiro para comprar essa casa.)

2.3 SIMPLE FUTURE – INTERROGATIVE FORM


Para formarmos perguntas no Simple Future, deslocamos o verbo auxiliar will
para a frente do sujeito. Mais uma vez, o verbo principal continua sem a partícula “to”
e permanece no modo infinitivo. A ordem para criação de interrogações é, portanto:

Will + sujeito + verbo principal no infinitivo + complemento + ?

Will you attend the party?


(Você comparecerá à festa?)

Will Stephany write another book?


(Stephany escreverá um novo livro?)

Where will they spend their holyday?


(Onde eles passarão o feriado?)

26
TÓPICO 2 | SIMPLE FUTURE

NOTA

Com a primeira pessoa do singular (I) e a primeira pessoa do plural (we), em


perguntas, sugestões, ofertas e convites, o will pode ser substituído por shall. Esta é considerada
uma construção utilizada em situações mais formais:
Shall we dance? (Vamos dançar?)
Shall I accept the invite? (Devo aceitar o convite?)

2.4 USES OF SIMPLE FUTURE


Conforme já sinalizado, utilizamos o Simple Future para falar de situações
que serão colocadas em prática no futuro. Especialmente nas seguintes situações
(BRITISH COUNCIL, 2017b):

• Para falar de ações que acontecerão em um futuro não imediato:

I will be a great doctor.


(Eu serei uma ótima médica.)

• Para fazer previsões:

The children will be smarter in the future.


(As crianças serão mais espertas no future.)

• Para fazer promessas ou ofertas:

I will send my paper tomorrow!


(Eu enviarei meu trabalho amanhã!)

• Para expressar decisões tomadas no momento da fala:

Someone is calling. I will answer!


(Alguém está chamando. Irei atender!)

• Para fazer pedidos de um modo mais formal e educado:

Will you help me with these books?


(Você me ajudará com esses livros?)

27
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

• Para se referir a ações que, em português, exprimimos no presente do indicativo,


mas que acontecerão no futuro. Como em “amanhã eu te entrego o material”:

Tomorrow, I will give you the material.


(Amanhã, eu te entregarei o material.)

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar as formas verbais que vimos


neste tópico. Construa frases com os elementos a seguir, observando as
orientações. Veja o exemplo:
Ex.: John – travel – next week (affirmative)  John will travel next week.

a) My grandparents – buy – a house on the beach (interrogative) 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

b) He – forget – what he learned today (negative) 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

c) I – study – the history of French art in Paris (affirmative) 


________________________________________________________
________________________________________________________

d) Our trip – happen – because of bad weather (negative) 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

e) Mariah – bring – the cake to the party (interrogative) 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3 UNDERSTANDING BETTER: REFLECT ON THE THEME THROUGH


A TEXT
Para que melhor compreendamos os usos e funções do Simple Future com
will em inglês, vamos refletir sobre o texto a seguir:

28
TÓPICO 2 | SIMPLE FUTURE

Someday, I will work in a big city and I will be rich. I will have a happy
life and I will have a beautiful wife – my wife will have six children. My children
will love me and I will love my children. I won’t have serious problems and I
won’t feel down every day. I will work from Monday to Saturday - on Sundays,
I won’t work. My wife will help me and I will help her. We will be more than
husband and wife: we will be best friends. I will have a great job and I will love
my job. My family will be a very special family and we will love each other.
In our family, there will be peace, love, faith, dedication, respect and sincerity
(JONES, 2011).

Agora, releia o texto dando especial atenção ao emprego do tópico


gramatical que estamos estudando neste tópico: o will que indica futuro.

AUTOATIVIDADE

1) Por que o autor optou por utilizar esse tempo verbal? Sobre o que ele está
falando?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) O autor criou possibilidades para o seu futuro. Ele não sabe necessariamente
quando ou se elas vão acontecer. Agora é sua vez, liste algumas possibilidades
que você tem para o futuro e escreva-as utilizando a forma verbal do Simple
Future em inglês:
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

29
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

4 A NEW VOCABULARY: COLORS AND SHAPES


Além de construirmos conhecimentos acerca do Simple Future, neste tópico
vamos conhecer dois itens acerca de vocabulário: colors (cores) e shapes (formas).

4.1 THE COLORS OF OUR LIFES


Você já ouviu a música “What a wonderful world”, de Louis Armstrong?
É uma música de 1967 que continua atual e, recorrentemente, é regravada por
artistas contemporâneos. A versão mais recente foi gravada pelo cantor brasileiro
Tiago Iorc, em 2015.

Essa música fala sobre as mudanças e belezas da nossa vida, que quase não
percebemos, tamanha é a correria na qual vivemos. Veja a letra da canção:

DICAS

Vídeo com a letra da música disponível em: https://www.youtube.com/


watch?v=A3yCcXgbKrE

What a Wonderful World


Louis Armstrong

I see trees of green, red roses too


I see them bloom for me and you
And I think to myself, what a wonderful world

I see skies so blue and clouds of white


The bright blessed days, the dark sacred night
And I think to myself, what a wonderful world

The colors of the rainbow, so pretty in the sky


Are also on the faces of people going by
I see friends shaking hands, saying: How do you do?
They're really saying: I love you

I hear babies cry, I watch them grow


They'll learn much more, than I'll never know
And I think to myself, what a wonderful world
Yes, I think to myself, what a wonderful world
FONTE: Disponível em: <https://www.letras.mus.br/louis-armstrong/2211/>. Acesso em: 15 abr. 2017.

30
TÓPICO 2 | SIMPLE FUTURE

De forma poética, o autor dessa música discorre sobre situações rotineiras


como os apertos de mão entre amigos e o choro de bebês. Ao descrevê-las,
recorrendo às características das situações, ele dá a possibilidade de seu interlocutor
criar imagens mentais sobre os acontecimentos narrados. Uma das características
mencionadas está grifada nas primeiras estrofes da música: são as cores.

Mais do que falar do céu ou das nuvens, o autor mostra um contraste:


“eu vejo céus tão azuis e nuvens brancas...”. Esse recurso realça, ainda mais, a
vivacidade da cena descrita. As cores, portanto, ajudam a caracterizar e especificar
a cena narrada. Vamos construir conhecimentos acerca desse tópico importante
para a descrição do mundo ao nosso redor.

Veja o quadro a seguir que mostra as cores em inglês e sua tradução para
o português:

QUADRO 7 - COLORS IN ENGLISH AND PORTUGUESE

Color in English: Cor em Português: Color in English: Cor em Português:

Blue Azul Baby blue Azul bebê


Blue-violet Azul violeta Navy blue Azul marinho
Cobalt blue Azul cobalto Beige Bege
Black Preto Bronze Bronze
Brown Marrom Champagne Champagne
Chocolate Chocolate Coffee Café
Copper Cobre Coral Coral
Gold Dourado/ouro Gray/Grey Cinza
Green Verde Ivory Marfim
Lemon green Verde limão Lilac Lilás
Ocher Ocre Orange Laranja
Pink Rosa Pink Purple Roxo
Red Vermelho Rose Rosa
Ruby Rubi Salmon Salmão
Scarlet Escarlate Silver Prata
Turquoise Turquesa Violet Violeta
White Branco Yellow Amarelo
FONTE: A autora

Como podemos ver, algumas palavras do vocabulário acerca das cores em


inglês são cognatas, isto é, palavras parecidas em português e inglês, como rose,
chocolate e salmon. Vejamos alguns exemplos de cores empregadas em frases com o
tópico gramatical que estamos estudando, o Simple Future:

I will start to paint our house. It will be blue and white. Will you help me?
(Eu começarei a pintar a nossa casa. Ela será azul e branca. Você me ajudará?)

George will buy a new car next month. He liked a red pickup truck.
(George comprará um novo carro no mês que vem. Ele gostou de uma
caminhonete vermelha.)

31
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

I will need a new dress to the prom. I want a purple or a scarlet one.
(Eu precisarei de um novo vestido para o baile. Eu quero um roxo ou escarlate.)

DICAS

Não podemos nos esquecer de que, no inglês, a característica sempre vai ser
apresentada antes do nome. Quando falamos em vestido roxo, por exemplo, temos que dizer
purple dress (roxo vestido). Isso acontece sempre, é regra!

4.2 SHAPES OF EVERYTHING


Agora, vamos estudar um assunto que está bastante relacionado ao tópico
de vocabulário que acabamos de ver: as formas. A descrição de formas também está
ligada à construção de imagens mentais que podemos criar por meio da indicação
de características de algum objeto ou situação.

Vejamos algumas figuras e formas em inglês. Elas estão divididas em


formas 2D e 3D:

FIGURA 2 - FORMAS (SHAPES) 2D

FONTE: A autora

32
TÓPICO 2 | SIMPLE FUTURE

FIGURA 3 - FORMAS (SHAPES) 3D

FONTE: A autora

Assim como na Língua Portuguesa, as formas são um importante


vocabulário do inglês para quando precisamos descrever alguma coisa e dar
especificações sobre algum objeto. Vamos observar alguns exemplos de sentenças
com este tópico de vocabulário e o nosso tópico gramatical Simple Future:

When you be there, you will find a big blue house, it seems a triangle and it has a big roof!
(Quando você estiver lá, você encontrará uma grande casa azul, ela parece um
triângulo e tem um telhado enorme).

I will finish our work as soon as I have the paper pyramid to do the Egypt model.
(Eu terminarei nosso trabalho assim que tiver a pirâmide de papel para fazer a
maquete do Egito.)

5 ACTIVITIES TO WORK IN A CLASSROOM


Assim como no tópico anterior, vamos refletir sobre algumas atividades
dinâmicas que podem ser empreendidas em sala de aula para trabalhar com os
temas abordados neste tópico!

Por meio de atividades contextualizadas, que tenham interface com as


outras esferas de atuação social (BAKHTIN, 2011), a escola se transforma em uma
ponte para a construção de conhecimentos significativos, que têm o estudante
como centro do processo de ensino e aprendizagem. Vamos, então, conhecer mais
algumas atividades dinâmicas para o ensino de línguas.

33
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

5.1 FIND SOMEONE WHO... (encontre alguém que...)


Esta atividade tem como objetivo praticar estruturas gramaticais e tópicos de
vocabulário específicos. Como se pretende que as atividades sejam empreendidas
na língua-alvo, é interessante que ela seja realizada com estruturas e vocabulários
que os estudantes já conheçam (SESI, 2008).

Material necessário: Folha de atividade preparada previamente: uma lista


de características que devem ser encontradas.

Como jogar: Os estudantes recebem uma folha preparada pelo professor


com instruções para encontrar alguém ou algo da turma que tenha determinadas
características (neste caso, podemos trabalhar com formas e cores!). O grupo tem
um tempo determinado pelo docente para encontrar os itens/pessoas solicitados.
Perde pontos quem utilizar a língua portuguesa para responder às questões. Ganha
quem tiver encontrado mais itens ou pessoas com as características.

5.2 JIGSAW WITH TWO PIECES (Quebra-cabeça com duas


peças)
Esta atividade tem como objetivos a construção sintática com tópicos
gramaticais já estudados e a integração entre os estudantes (SESI, 2008).

Material necessário: tiras de papel com frases impressas (uma frase deve
ser dividida em duas tiras de papel de cores diferentes).

Como jogar: Com as tiras de papel com as frases divididas (no caso do
tópico do Simple Future, a ideia é que, de um lado, a frase tenha o verbo auxiliar
e o verbo principal e, na outra tira, esteja o complemento que combina com
determinado verbo), os estudantes precisam completar as frases. Ganha o grupo
que antes organizar e compreender as sentenças.

34
SUMMARY OF TOPIC 2
Neste tópico você aprendeu que:

• O Simple Future é formado pelo verbo auxiliar will + o verbo principal de uma frase.

• A forma negativa do Simple Future é will not, que pode ser abreviada como won’t
e essa forma é utilizada para todas as pessoas do discurso.

• A forma interrogativa do Simple Future é construída com o deslocamento do


verbo auxiliar para antes do sujeito.

• Utilizamos o Simple Future para nos referir a ações que acontecerão em um futuro
indeterminado, em decisões tomadas no ato da fala, situações sobre as quais não
temos certeza, fazer previsões, promessas, ofertas e pedidos de modo formal.

• O Simple Future normalmente é acompanhado de um advérbio ou locução


adverbial de tempo (futuro não imediato) no final da frase.

• Utilizamos vocabulários como cores e formas quando queremos especificar ou


criar imagens mentais sobre alguma situação ou cena.

• O trabalho de forma sistemática e dinâmica leva a uma aprendizagem


significativa em sala de aula, colocando o estudante no centro do processo de
ensino e aprendizagem.

35
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo exercitar as formas gramaticais do Simple


Future. Seguindo as orientações, construa frases com os seguintes verbos,
utilizando o Simple Future. Veja o exemplo:

Ex.: travel (interrogative)  Will your parents travel to Paris next year?

a) rain (negative)  ___________________________________________________


___________________________________________________________________

b) watch (affirmative)  _______________________________________________


___________________________________________________________________

c) call (interrogative)  _______________________________________________


___________________________________________________________________

d) help (affirmative)  ________________________________________________


___________________________________________________________________

e) wash (interrogative) ______________________________________________


___________________________________________________________________

f) meet (negative)  __________________________________________________


___________________________________________________________________

2) Esta atividade tem como objetivo praticar o Simple Future. Observe os


próximos compromissos de Amanda. Em seguida, crie frases descrevendo
as atividades que ela deve fazer em cada um dos momentos indicados:

Ex.: On December 16th, she will go on vacation.

36
a) September: ________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
b) October: ___________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
c) November: ________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3) Esta atividade tem o objetivo de praticar a construção de sentenças com


Simple Future. Agora é sua vez! Monte uma agenda sua com planos para o
futuro e estipule o tempo no qual a ação pode vir a acontecer. Você pode
optar por escrever, também, coisas que você não fará!
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

4) Esta atividade tem como objetivo praticar os tópicos de vocabulário que


aprendemos neste tópico. Responda às questões completando a crossword
(palavras cruzadas) a seguir:

37
Horizontal:
3) It’s a famous construction in Egypt: ___________________________________
___________________________________________________________________
5) It’s a color and also a fish: ____________________________________________
___________________________________________________________________
7) The Beatles’ submarine was __________________________________________
___________________________________________________________________
8) Our planet is a _____________________________________________________
___________________________________________________________________

Vertical:
1) It’s our blood color: _________________________________________________
___________________________________________________________________
2) It’s a color and also a fruit: ___________________________________________
___________________________________________________________________
4) During Summer days, the sky is ______________________________________
___________________________________________________________________
5) It’s in the sky in the night ____________________________________________
___________________________________________________________________
6) It’s the color of fist place medals in competitions: _______________________
___________________________________________________________________
8) It’s the shape of most of boxes: ________________________________________
___________________________________________________________________

38
UNIT 1
TOPIC 3

GOING TO

1 INTRODUCTION
Este tópico aborda o going to que, na verdade, é uma forma bastante
utilizada de expressar o futuro em inglês. No tópico anterior estudamos o Simple
Future, que também é utilizado para designar ações no futuro. Qual é, então, a
diferença entre eles?

A principal diferença entre esses dois tópicos gramaticais é que o Simple


Future é utilizado quando nos referimos a ações em um futuro não próximo ou
não determinado. Já o Going to é utilizado para expressar um futuro próximo, que
temos certeza de que irá acontecer.

Ao estabelecer uma comparação com a Língua Portuguesa, podemos


explicar o uso desses dois tópicos gramaticais da seguinte forma: o Simple Future
está associado às formas “farei, incluirei, construiremos”, enquanto o Going to
equivale às construções mais informais, como “vou fazer, vou incluir, vamos
construir”. Consegue perceber a diferença?

Neste tópico, além de compreendermos os usos do going to, aprenderemos


dois temas relativos ao vocabulário: leisure activities (atividades de lazer) e the time
(o tempo). Vamos aprender atividades para abordar os temas em sala de aula e
testar nossos conhecimentos. Sigamos em frente!

2 ANOTHER FUTURE: USES AND FUNCTIONS OF GOING TO


Vamos, agora, debruçar-nos mais especificamente sobre a forma do futuro
com going to. Refletiremos sobre os usos e a construção de cada uma das formas
verbais nesse tempo. Construiremos, também, conhecimentos sobre os usos e
funções deste tópico gramatical.

Para começarmos nossa reflexão, leia a tirinha do personagem Calvin,


famoso por suas reflexões acerca do mundo (não) infantil:

39
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

FIGURA 4 - CALVIN

FONTE: Disponível em: <http://www.calvin-and-hobbes.org/var/calvin/storage/images/media/


images/orig06/12919-1-eng-GB/orig06.gif>. Acesso em: 21 maio 2017.

Perceba que toda a tirinha é construída a partir de uma situação que pode
acontecer em um futuro muito próximo: o atraso de Calvin para a aula. Quando
a mãe afirma que “You’re going to be late for school”, isto é, “você vai se atrasar para
a aula”, ela está se referindo a uma ação que pode acontecer muito em breve, é
nesses casos que vamos estudar o futuro com going to! Vejamos os contextos e
explicações de cada uso:

2.1 GOING TO: AFFIRMATIVE FORM


A forma afirmativa desta estrutura gramatical é efetivada pelo Verb to be,
que é utilizado como verbo auxiliar e se posiciona após o sujeito. Em seguida,
utilizamos a estrutura Going to e a forma infinitiva do verbo principal (sem a
partícula “to”). Vejamos:

Sujeito + Verb to be + Going to + Verbo principal no infinitivo + complemento.

Vamos exemplificar:

I am going to get a new tattoo this afternoon.


(Eu vou fazer uma tatuagem nova hoje à tarde.)

He is going to visit her girlfriend after class.


(Ele vai visitar a namorada depois da aula.)

The students are going to study late tonight.


(Os estudantes vão estudar até tarde hoje.)

Na forma afirmativa, é possível abreviar o Verb to be para formar frases


com o Going to. Assim como no Simple Future, porém, essa abreviação é mais
comum após pronomes e não substantivos. Os exemplos acima, portanto, ficariam
abreviados da seguinte maneira:

40
TÓPICO 3 | GOING TO

I’m going to get a new tattoo this afternoon.


(Eu vou fazer uma tatuagem nova hoje à tarde.)

He’s going to visit her girlfriend after class.


(Ele vai visitar a namorada depois da aula.)

They’re going to study late tonight. (The students  They)


(Eles vão estudar até tarde hoje.)

DICAS

Em conversas informais, o “going to” pode ser substituído por “gonna”. Como,
por exemplo: He’s gonna get drunk (ele vai ficar bêbado).

2.2 GOING TO: NEGATIVE FORM


Para construir a forma negativa, acrescentamos o “not” após o Verb to be,
que como mencionado acima, é utilizado como verbo auxiliar. Assim, a forma
negativa do futuro com going to fica:

Sujeito + Verb to be + not + Going To + Verbo principal no infinitivo +


Complemento.

I am not going to be in our next class because I have a medical appointment.


(Eu não vou estar na nossa próxima aula porque tenho uma consulta médica.)

Selena is not going to have lunch with us. She is still at home.
(Selena não vai almoçar conosco. Ela ainda está em casa.)

Anna and Paul are not going to make a cake to my birthday.


(Anna e Paul não vão fazer um bolo para o meu aniversário.)

Na forma negativa, também é possível abreviar a forma do Verb to be,


porém essa prática é mais comum em contextos mais informais de comunicação
(especialmente na oralidade). Ao contrário da forma afirmativa, a abreviação pode
ser realizada tanto após pronomes quanto após substantivos. Os exemplos acima,
então, ficariam da seguinte maneira abreviados:

I’m not going to be in our next class because I have a medical appointment.
(Eu não vou estar na nossa próxima aula porque tenho uma consulta médica.)

41
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Selena isn’t going to have lunch with us. She is still at home.
(Selena não vai almoçar conosco. Ela ainda está em casa.)

Anna and Paul aren’t going to make a cake to my birthday.


(Anna e Paul não vão fazer um bolo para o meu aniversário.)

2.3 GOING TO: INTERROGATIVE FORM


Para exprimir perguntas utilizando a forma do future com Going to,
movemos o Verb to be para a frente do sujeito da frase. Assim, a pergunta tem a
seguinte forma:

Verb to be + Sujeito + Going to + Verbo principal no infinitivo + Complemento + ?

Am I going to be your Maid of honor? Really?


(Eu vou ser a sua madrinha de casamento? Sério?)

Are you going to wear this coat today? It is cold!


(Você vai usar esse casaco hoje? Está frio!)

Is Ronald going to meet us at the pub?


(Ronald vai nos encontrar no pub?)

2.4 USES OF GOING TO – FUTURE:


O Going to, como já dissemos, é utilizado para se referir ao futuro.
Especialmente nos seguintes casos:

• Expressar a intenção de fazer alguma coisa:

I am going to study to get good grades in the test.


(Eu vou estudar para tirar boas notas no teste.)

• Falar de planos para o futuro:

They are going to marry next week.


(Eles vão se casar na próxima semana.)

• Expressar uma ação que vai acontecer em um futuro próximo:

We are going to meet in a few minutes.


(Nós vamos nos encontrar em alguns minutos.)

42
TÓPICO 3 | GOING TO

NOTA

Muitas vezes, pode parecer confuso o uso do Simple Future e do Future com
Going to. Ao se tratar de planos, vale lembrar que o Simple Future (will) vai ser usado ao
relatarmos planos decididos na hora da fala. Enquanto o Going to é usado quando queremos
expor planos que foram pensados antes do momento da fala.

Outro aspecto que pode diferenciá-los é o momento no futuro no qual acontecerão


as ações: quando o futuro é imediato, normalmente utilizamos o Going to.

2.5 GOING TO – PASSADO


Além de expressar ações que acontecerão no futuro, o Going to também pode
ser utilizado em ações que deveriam acontecer no passado, especialmente para
planos que não deram certo. Nesses casos, em vez da forma do presente do Verb to
be, utilizamos a forma do passado do Verb to be (was, were). Você pode relembrar a
forma do passado simples do Verb to be no primeiro tópico deste livro de estudos.

2.5.1 Going to – past (affirmative form)


Para formar afirmações, a ordem de organização é a mesma utilizada para
o Going to se referindo ao futuro:

Sujeito + Verb to be no passado + Going to + Verbo no infinitivo + Complemento

Vejamos exemplos:

I was going to say something, but I forgot it.


(Eu ia dizer alguma coisa, mas eu esqueci.)

They were going to travel, but the weather did not cooperate.
(Eles estavam indo viajar, mas o clima não colaborou.)

2.5.2 Going to – past (negative form)


Para formar negações, a forma também é a mesma com o Going to para o
futuro, a única alteração é o Verb to be da forma presente para a forma passado
seguido de “not”:

43
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Sujeito + Forma passado do Verb to be + NOT + Going to + Verbo no infinitivo +


Complemento.

I was not going to copy this, but I realized it is important.


(Eu não ia copiar isso, mas percebi que é importante.)

He was not going to have dinner, but he was starving!


(Ele não ia jantar, mas estava morrendo de fome!)

They were not going to buy a bigger house, but then they had kids.
(Eles não iam comprar uma casa maior, mas então eles tiveram filhos.)

A forma negativa pode ser abreviada (você se lembra de como era realizada
a abreviação do passado do Verb to be, que estudamos no Topic 1 deste material?). O
passado do Verb to be na forma negativa é abreviado da seguinte maneira: was not
 wasn’t; were not  weren’t. Dessa forma, as frases acima ficariam da seguinte
maneira abreviadas:

I wasn’t going to copy this, but I realized it is important.


(Eu não ia copiar isso, mas percebi que é importante.)

He wasn’t going to have dinner, but he was starving!


(Ele não ia jantar, mas estava morrendo de fome!)

They weren’t going to buy a bigger house, but then they had kids.
(Eles não iam comprar uma casa maior, mas então eles tiveram filhos.)

2.5.3 Going to – pass (interrogative form)


Para formar perguntas com o Going to se referindo ao passado, seguimos
a ordem dos elementos que utilizamos para frases com o Going to no sentido de
futuro. Mais uma vez, a única mudança é no tempo do Verb to be:

Passado do Verb to be + Sujeito + Going to + Verbo principal no infinitivo +


Complemento + ?

Was he going to marry? I didn’t know!


(Ele ia se casar? Eu não sabia!)

Were you going to visit your parents? I can come back later if I am being inopportune.
(Você iria visitar os seus pais? Eu posso voltar mais tarde se estiver sendo
inoportuno.)

44
TÓPICO 3 | GOING TO

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar as formas verbais com Going to,
tanto no futuro quando relativas ao passado. Complete as frases a seguir
com a forma correta de Going to, de acordo com o contexto. Veja o exemplo:
Ex.: She ____________________ to travel next week. She is going to
travel next week. (next week indica futuro).

a) I __________________________ have vacation, but I have a lot of thing to do.


b) He __________________________ eat seafood, but he is allergic.
c) My friends ____________________ start a new play in the downtown theater.
d) The kids __________________________ play in the park, but it started to rain.
e) Mary __________________________ have dinner with us today night.

4 UNDERSTANDING THE DIFFERENCE BETWEEN WILL AND


GOING TO IN A TEXT
Para que fiquem mais claras as diferenças entre os usos de will e going to em
inglês para assinalar o futuro, leia o texto a seguir:

We are going to have vacation and we want to chill a lot. We want to


wake up at 12 ‘o clock and go to bed very late. On one day, we are going to rent
a boat and go to a little island. We are going to barbeque and sleep in a tent. This
is going to be really fun, because Carlos’ parents are going to pick us up the next
morning. We are going to stay on the island on our own. In the night, it can be a
little scary, because there might be some wild animals there.

After that, I hope we will have another trips. We will go to Paris, to Italy
and other nice places when we get older. We will be friends forever! It will be
awesome… I know! Someday, Carlos will be the best man in my wedding. We
will have a lot of fun for all our lives.

FONTE: Adaptado de: <http://www.cucumis.org/traducao_42_t/ver-traducao_v_147329.html>.


Acesso em: 16 abr. 2017.

Agora, releia o texto e assinale de cores diferentes os usos do will e do going


to. Em seguida, responda às questões:

45
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

AUTOATIVIDADE

1) Para se referir a que tipos de situações o autor utilizou o going to?


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

2) E o will foi empregado para se referir a que formas de futuro?


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3) Para quais momentos do futuro foram utilizados o will e o going to?


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

5 ABOUT THE VOCABULARY: LEISURE ACTIVITIES AND THE


TIME
Neste tópico, como estamos tratando de um item gramatical que está
ligado à expressão de planos, vamos trabalhar com vocabulários bastante ligados
a planos e futuro: atividades de lazer e o tempo.

5.1 LEISURE ACTIVITIES


As leisure activities (ou free time activities) são as atividades de lazer que
fazemos no nosso dia a dia para nos distrairmos e passarmos o tempo. Elas variam
de lugar para lugar e, também, de pessoa para pessoa. Há pessoas que gostam de
atividades mais agitadas, como a prática de esportes, e há aquelas que preferem
atividades calmas, como leituras e filmes. É por isso que, neste tópico, vamos
abordar atividades de lazer de distintas naturezas.

No seu tempo livre, o que você gosta de fazer? Vejamos algumas possibilidades:

a) Art and crafts (arte e artesanato): paint (pintar), draw (desenhar), sew (costurar),
crochet (fazer crochê), knit (fazer tricô), sculpt (esculpir), make furniture (fazer
móveis), make jewerly (fazer bijuterias).

46
TÓPICO 3 | GOING TO

b) Inside activities (atividades internas): cook (cozinhar), read (ler), watch TV


(assistir TV), study (estudar), listen to music (ouvir música), play video game
(jogar videogame), surf in the Internet (navegar na internet), spend time with
family (passar tempo com a família), text (conversar na internet), play a musical
instrument (tocar um instrumento musical), clean the house (limpar a casa), do the
dishes (lavar a louça).

c) Go out (sair): go out with friends (sair com amigos), go shopping (fazer compras),
go to the cinema (ir ao cinema), go to the park (ir ao parque), go bowling (jogar
boliche), go to the gym (ir à academia), go on a walk (fazer uma caminhada), go to
the church (ir à igreja);

d) Outside activities (atividades externas): travel (viajar), ride a bike (andar


de bicicleta), ride a horse (andar a cavalo), camping (acampar), gardening
(jardinagem), do Yoga (fazer Ioga), do Karate (praticar caratê), fishing (pescar),
run (correr), visit friends (visitar os amigos), visit the family (visitar a família),
have luch with... (almoçar com...), have dinner with... (jantar com...), boxing (lutar
boxe), skating (andar de skate), swimm (nadar);

e) Play (jogar): soccer (futebol), volleyball (vôlei), basketball (basquete), football


(futebol americano), tennis (tênis), table tennis (tênis de mesa), badminton
(badminton), domino (dominó), card games (jogos de cartas), chess (xadrez),
handball (handebol).

Essas são algumas atividades que podemos fazer quando temos um tempo
livre. Vamos, agora, ver algumas atividades de lazer aplicadas em frases com o
nosso tópico gramatical do Going to para o futuro:

I am going to read my new book, but before it, I am going to wash the dishes!
(Eu vou ler meu livro novo, mas antes disso, eu vou lavar a louça.)

Cesar is not going to have dinner with us, because he is going to play basketball
with friends.

(César não vai jantar conosco, porque ele vai jogar basquete com os amigos.)

Are they going to swimm in this pool? It is dirty!


(Eles vão nadar nesta piscina? Está suja!)

Para melhor compreender e gravar esse vocabulário, você pode fazer uma lista
de atividades que costuma realizar em seu tempo livre... em inglês! É uma prática.

47
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

5.2 THE TIME


Assim como é importante sabermos as atividades que realizaremos ao
fazer planos, também é válido sabermos falar sobre o tempo no qual essas e outras
atividades vão acontecer. Este tópico de vocabulário é bastante útil em nossas
atividades cotidianas. Vamos lá?

A primeira coisa que precisamos mencionar é que, em inglês, nós não


temos o sistema de 24 horas corridas, isto é, não apresentamos as horas nesse
formato. Em inglês, usamos o sistema 12 horas: até meio-dia, sinalizamos as
horas com seu número seguido de a.m (do latim: ante meridiem). Após o meio-
dia, marcamos as horas com seu número seguido de p.m (do latim: post meridiem).
Vamos exemplificar:
08:15 horas  08:15 a.m
20:15 horas  08:15 p.m

Também é possível utilizar as expressões in the morning (pela manhã), in the


afternoon (à tarde), in the evening (chegada a noite) e at night (saída da noite) para
sinalizar o momento do qual se fala. Por exemplo, 08:00 a.m pode ser lido como
eight in the morning.

NOTA

As expressões evening e night são utilizadas em relação à noite. Embora se diga


que evening diz respeito ao final da tarde e início da noite e night se aplique à noite plena, no
uso dos falantes nativos observa-se que eles se referem a evening quando chegam a algum
lugar à noite, independentemente da hora. E night quando estão deixando esse lugar, seja a
hora que for.

Vale lembrar de duas expressões vocabulares importantes: middle day (meio-dia) e


middle night (meia-noite).

Agora, veja a figura:

48
TÓPICO 3 | GOING TO

FIGURA 5 - THE WATCH (O RELÓGIO)

FONTE: Disponível em: <https://www.ego4u.com/images/learning/time-clock.png>. Acesso em:


30 mar. 2017.

Como você pôde observar na figura, a hora fechada, em ponto (como


dizemos em português) é sinalizada pela expressão o’clock. Assim, para dizer que
são sete horas em ponto, dizemos: It’s 7 o’clock.

Quando passaram até 29 minutos da hora, dizemos “It’s __ past __”


(passaram X minutos da X hora). Vamos exemplificar: 06:05 (It’s five past six).

Quando passaram 15 minutos de determinada hora, usamos a expressão


quarter past (um quarto de hora passado): 07:15 a.m (It’s quarter past seven).

Para sinalizar a meia hora, utilizamos a expressão half past (meia hora
passada). 07:30 a.m (It’s half past seven).

Quando passaram a partir de 31 minutos de determinada hora, utilizamos


a expressão “It’s __ to __” (faltam X minutos para a X hora). Exemplificando: 06:35
p.m (It’s twenty-five to seven).

E quando faltam 15 minutos para a próxima hora, dizemos quarter to (um


quarto de hora para). 07:45 a.m (It’s quarter to eight). Perceba que, nesta vez, nos
referimos à hora que está por vir (no caso, eight).

49
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Agora, vamos ver os dois tópicos de vocabulário que aprendemos em


associação com o Going to futuro em frases possíveis em nosso dia a dia:

- What time are you going to play tennis?


- I am going to play tennis at seven o’ clock.
(- Que horas você vai jogar tênis?
- Eu vou jogar tênis às sete horas.)

My father is going to travel at half past seven in the evening.


(Meu pai vai viajar às 19:30.)

The teachers are going to go out at quarter past eight in the morning.
(Os professores vão sair às 08:15.)

Agora, você pode retomar a lista de atividades que fez no tópico de


vocabulário sobre as atividades de lazer e determinar a hora na qual você vai
realizar as atividades. Tente fazer essa atividade prática!

6 DYNAMICS TO WORK IN A CLASSROOM


Chegou a hora de refletirmos sobre atividades que podem ser empreendidas
em sala de aula para trabalhar com os temas que abordamos neste tópico. É sempre
válido lembrarmos do caráter dialógico e interativo da linguagem (BAKHTIN,
2011) e de como, mais do que um meio de interação, a linguagem é uma parte
constitutiva do nosso cotidiano. Dessa forma, trabalhar com diferentes linguagens
em sala de aula é importante para que nossos estudantes tenham uma efetiva
inserção em práticas e eventos de letramento (STRET, 2014) significativos e, assim,
sintam-se mais motivados para atuarem no processo de ensino e aprendizagem.

6.1 MEMORY GAME (jogo da memória)


Esta atividade tem como objetivo praticar o tópico gramatical trabalhado
em sala. Objetiva, também, realizar atividades manuais com os estudantes.

Material necessário: Cartolina ou papel-cartão, revistas velhas, cola,


tesoura e canetinhas.

Como montar o jogo: O professor fornece aos estudantes a cartolina e


as revistas para recorte. Em grupos, os alunos devem montar pares de cartas do
mesmo tamanho (aconselha-se que seja por volta de dez pares). Em uma das cartas,
os estudantes devem escrever o item de vocabulário estudado na língua-alvo. Na
outra, devem colar uma imagem que ilustre esse item (no caso deste tópico, sugere-
se o trabalho com as atividades de lazer).

50
TÓPICO 3 | GOING TO

Como jogar: Quando os jogos estiverem completos, os estudantes embaralham


as cartas e as viram para baixo. Um de cada vez, escolhe duas cartas. Caso elas formem
um par, o aluno marca um ponto. Ganha quem mais tiver pares formados. Uma ideia
é trocar os jogos produzidos pelos diferentes grupos em sala de aula.

6.2 I AM GOING TO TRAVEL… (eu estou indo viajar)


Esta atividade tem como objetivo praticar oralmente um tópico gramatical
e vocabulário apreendido em sala de aula. Embora estejamos apresentando com o
tópico do Going to, ela pode sofrer variações para os distintos tempos gramaticais.
Por exemplo, para o trabalho com o passado simples, você pode criar a brincadeira
“I went to travel and I...”.

Como jogar: a partir do trabalho com uma forma gramatical, o professor


escreve no quadro “I am going to travel and...” e pode complementar ao seu gosto,
dependendo do trabalho em sala: seja com atividades que podem ser feitas nessa
viagem, coisas que deve levar etc.

A partir desse comando, cada estudante deve mencionar um item, que será
repetido pelos colegas que vierem depois, que vão adicionando itens à lista. Assim,
o comando pode ser “I am going to travel and I am going to ride a bike”, frase à qual
o próximo estudante vai dizer “I am going to travel and I am going to ride a bike and
read...” e assim por diante. Cada estudante deve repetir as atividades mencionadas
pelos colegas e adicionar uma ao final da lista.

Uma ideia é que, para que os alunos não tenham medo de errar, sejam
feitas mímicas para lembrar as atividades ou objetos de seus colegas. Como é
um jogo que tem o objetivo de todos praticarem e gravarem o vocabulário, todos
participam e não necessariamente há um ganhador.

51
SUMMARY OF TOPIC 3
Neste tópico você aprendeu que:

• O going to é utilizado para se referir ao futuro, especialmente ao futuro próximo.

• Para formar frases afirmativas com o going to, utilizamos a forma: Verb to be +
going to + verbo principal.

• A forma negativa com Going to é conseguida ao se adicionar o “not” após o


Verb to be.

• Para formar interrogações com o Going to, o Verb to be é deslocado para antes
do sujeito.

• Utilizamos o Going to para falar sobre planos sobre os quais refletir antes do
momento da fala.

• Podemos utilizar o Going to no passado, quando nos referimos a planos que


não deram certo. Para isso, utilizamos o passado do Verb to be em sua forma do
passado simples (was, were) como verbo auxiliar.

• Podemos expressar diferentes atividades realizadas no nosso tempo livre.

• As horas em inglês são expressadas no sistema 12 horas.

• Expressões como o’clock, quarter past, half past e quarter to são utilizadas quando
queremos expressar as horas.

• Atividades dinâmicas em sala de aula podem ser apenas coordenadas pelo


professor, enquanto o estudante desempenha o papel central no processo de
ensino e aprendizagem.

52
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar as diferenças entre will e going to se


referindo ao futuro. Complete as frases com a forma correta de will ou going
to de acordo com o contexto. Observe o exemplo:

Ex.: It ___________ rain very soon, look to the sky.  It is going to rain very
soon, look to the sky. (very soon indica que vai acontecer muito em breve).

a) Mary _________________________ be a very good doctor someday.


b) Paul _________________________ buy a new car in this year.
c) One day, I _________________________ travel all around the world.
d) I _________________________ study English today night.
e) Carina lost her book. Her brother _________________________ help her find it.

2) Esta atividade tem o objetivo de praticar a forma do going to no passado


e o vocabulário de atividades de lazer. Crie uma frase que complete
adequadamente as sentenças a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: ________________________________________, but he’s got the flu.


Paulo was going to swimm, but he’s got the flu.

a) _________________________________________, but they are without money.


b) _________________________________________, but I am too busy now.
c) _________________________________________, but it’s raining.
d) _________________________________________, but she is too tired.
e) _________________________________________, but he is already at home.

3) Esta atividade tem o objetivo de praticar a forma do Going to para futuro e


o vocabulário aprendido. Pense em sua rotina da próxima semana e escreva
frases sobre as atividades que você vai fazer nas datas indicadas. Veja o
exemplo:

Ex.: Monday, 08:15 a.m  On Monday, at quarter past eight in the morning, I
am going to teach English.

a) Friday, 08:00 p.m  ________________________________________________


__________________________________________________________________
b) Sunday, 12:00 a.m  _______________________________________________
__________________________________________________________________
c) Thursday, 09:00 p.m  _____________________________________________
__________________________________________________________________

53
d) Monday, 12:00 p.m  ______________________________________________
__________________________________________________________________
e) Saturday, 10::00 p.m_____________________________________________
__________________________________________________________________

4) Esta atividade tem o objetivo de praticar o vocabulário relativo ao tempo.


What time is it? Descreva, por extenso, a hora que marca cada um dos relógios
a seguir. Observe o exemplo:

Ex.:

a. m  It’s twenty to three in the morning.


a)

p. m  ____________________________________________
b)

a.m  ____________________________________________
c)

p.m  ____________________________________________

54
d)

a.m  _____________________________________________
e)

p.m  _____________________________________________
FONTE: <https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/14/4d/5f/144d5fbfe6d643275b2e
211d7535c090.jpg>. Acesso em: 14 abr. 2017.

55
56
UNIT 1
TOPIC 4

FUTURE CONTINUOUS

1 INTRODUCTION
O Future Continuous ou Future Progressive (Futuro contínuo ou progressivo)
está, de alguma forma, ligado aos tópicos anteriores que estudamos nesta unidade:
ele expressa alguma ação que estará em desenvolvimento ou progresso, mas em
algum momento do futuro.

Com esse modo verbal podemos nos referir a situações, suposições e indagações
que estarão em progresso no futuro. Em português, mais uma vez, podemos associar o
tópico ao gerúndio, assim como no primeiro tópico desta unidade. A mudança agora,
porém, é que vamos falar do gerúndio em ações no futuro.

Estudaremos, aqui, um tópico vocabular: weekend activities (atividades de


final de semana), que vem complementar as leisure activities que já aprendemos.
Além de apreendermos os usos do modo verbal Imperativo em inglês. Vamos lá!

2 FUTURE IN PROGRESS: USES AND FUNCTIONS OF FUTURE


CONTINUOUS
Nesta seção vamos compreender as regras e situações nas quais utilizamos
o Future Continuous em inglês, em frases afirmativas, negativas e interrogativas.
Vamos ver as regras e usos:

57
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

2.1 FUTURE CONTINUOUS TENSE: AFFIRMATIVE FORM


Para construir sentenças afirmativas com o Future Continuous, vamos utilizar
o futuro simples do Verb to be (will be) seguido do verbo principal com “-ing” (no
gerúndio). O will be vai ser o verbo auxiliar para todas as pessoas do discurso. Assim,
a forma de construção de frases afirmativas no Future Continuous é:

Sujeito + Will be + Verbo principal com “ing” + Complemento.

Exemplificando:

I will be teaching English on the vacation. It is an intensive course.


(Eu estarei ensinando inglês nas férias. É um curso intensivo.)

My mother will be cooking for us tomorrow night.


(Minha mãe estará cozinhando para nós amanhã à noite.)

Our neighbors will be traveling over the weekend and asked me to feed the dog.
(Nossos vizinhos estarão viajando no final de semana e me pediram para
alimentar o cachorro.)

NOTA

Para a construção do gerúndio dos verbos principais (-ing), utilizamos as mesmas


regras que aprendemos no primeiro tópico desta unidade. Caso você não se lembre delas,
vale a pena retomá-las!

Vale lembrar que podemos usar a forma abreviada do will (‘ll, você se lembra
da tirinha do Snoopy?). Como já vimos em tópico anterior, porém, a abreviação do
will afirmativo é mais comum após pronomes pessoais do que após substantivos.
Dessa forma, os exemplos acima ficariam assim:

I’ll be teaching English on vacation. It is an intensive course.


(Eu estarei ensinando inglês nas férias. É um curso intensivo.)

She’ll be cooking for us tomorrow night. (My mother she)


(Ela estará cozinhando para nós amanhã à noite.)

They’ll be traveling over the weekend and asked me to feed the dog. (Our neighbors  they)
(Eles estarão viajando no final de semana e me pediram para alimentar o cachorro.)

58
TÓPICO 4 | FUTURE CONTINUOUS

DICAS

Normalmente, para construir frases com o Future Continuous, utilizamos


expressões que sinalizem o momento do futuro no qual a atividade estará acontecendo: next
week (semana que vem), today night (hoje à noite), this afternoon (essa tarde) etc

2.2 FUTURE CONTINUOUS TENSE: NEGATIVE FORM


Para construir frases negativas no Future Continuous, utilizamos a forma
das frases afirmativas, porém adicionamos o “not” após o will. Você se lembra
da forma negativa que aprendemos no segundo tópico deste material? A única
mudança é que adicionamos o “be” após o will. Assim, a forma negativa do Future
Continuous é a seguinte:

Sujeito + Will not be + Verbo principal com “-ing” + Complemento.

Exemplificando:

I will not be waiting for you after class because I have many things to do.
(Eu não estarei esperando por você depois da aula porque eu tenho muitas
coisas a fazer.)

Marina will not be studying in this weekend because she is going to her parents’ house.
(Mariana não estará estudando neste final de semana porque ela está indo para a
casa dos pais.)

You and me will not be working here next month, I promise!


(Você e eu não estaremos trabalhando aqui no mês que vem, eu prometo.)

Na forma negativa também existe a possibilidade de construir frases com o


will not abreviado: won’t. Lembra-se de que já vimos isso em tópico anterior desta
unidade? Assim, as frases acima ficariam na seguinte forma abreviada:

I won’t be waiting for you after class because I have many things to do.
(Eu não estarei esperando por você depois da aula porque eu tenho muitas
coisas a fazer.)

Marina won’t be studying in this weekend because she is going to her parents’ house.
(Mariana não estará estudando neste final de semana porque ela está indo para a
casa dos pais.)

You and me won’t be working here next month, I promise!


(Você e eu não estaremos trabalhando aqui no mês que vem, eu prometo.)

59
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

2.3 FUTURE CONTINUOUS TENSE: INTERROGATIVE FORM


Para construir perguntas no Future Continuous, movemos o will para
antes do sujeito, mas atenção: apenas o will é movimento, o be continua sendo
posicionado entre o sujeito e o verbo principal no gerúndio. Desse modo, a forma
interrogativa obedece à seguinte ordem:

Will + Sujeito + Be + Verbo principal com “-ing” + Complemento + ?

Vamos aos exemplos:

Will I be living in this city next year? I don’t know!


(Eu estarei morando nesta cidade no ano que vem? Eu não sei!)

Will you be waiting for me when I be back?


(Você estará me esperando quando eu estiver de volta?)

Will your friends be visiting our house on holiday?


(Os seus amigos estarão visitando nossa casa no feriado?)

2.4 USES OF FUTURE CONTINUOUS


Conforme já vimos neste tópico, utilizamos o Future Continuous para
nos referir ao futuro. Especialmente nas seguintes situações (CUNNINGHAM;
REDSTON, 2008):

• Para falar de ações que estarão em progresso em algum momento do futuro:

Tomorrow night, we will be having dinner together.


(Amanhã à noite, nós estaremos jantando juntos.)

• Fazer suposições sobre ações que podem estar em andamento no futuro:

My sister won’t be working here for long.


(Minha irmã não estará trabalhando aqui por muito tempo.)

• Falar sobre fatos programados para o futuro:

The Pope will be visiting our country soon.


(O Papa estará visitando nosso país em breve.)

• Questionar sobre os planos futuros:

Will you be traveling to your parents’ house tomorrow?


(Você estará viajando para a casa dos seus pais amanhã?)

60
TÓPICO 4 | FUTURE CONTINUOUS

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar a forma verbal que acabamos de


aprender. Siga as orientações abaixo para formar frases verdadeiras em
relação aos seus planos para o futuro. Veja o exemplo:

Ex.: travel – in two months (affirmative)  I will be traveling to


Florianópolis next month, because I have classes.

a) study – next year (affirmative) _____________________________________



b) work – next semester (negative) ____________________________________

c) travel – in two weeks (affirmative)  _________________________________

d) buy – next week (affirmative)  ________________________________



e) do – today night (negative)  _________________________________

3 UNDERSTANDING BETTER: SYNTHESIS OF FUTURES IN


EVERYDAY SITUATIONS
A fim de compreendermos melhor os usos dos três tipos de futuro que
aprendemos nesta unidade (will, going to, will be), vamos refletir sobre seus usos em
um texto recorrente em nosso cotidiano. Leia o diálogo a seguir e, na continuidade,
responda às perguntas:

Making plans

- Hello, Diana! How do you do?


- Hi, Carlos. I’m OK. How about you?
- I am fine too. Are you going home?
- No, I am not. I was coming home, but I realized that I lost my keys. Will you
help me to find them?
- Yeah, I will for sure! Will you have dinner with me after that?
- Hmm, I don’t know. I have many things to do. I have to study, because I will be
a very good doctor one day… before that, I have to do some sacrifices.

61
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

- You will be a great doctor and I will be a good engineer too… I will have a
wonderful life and I will have a beautiful wife. Will you be my wife?
- Oh, wait! Are you going to propose to me right now? In this way?
- Actually, I am just talking about a possibility. I think we will be very happy
together, we will have nice jobs and a big house…
- OK… I found my keys and I am going home! I was thinking to myself that you
can come home with me. We buy some food and I can study at the same time,
you make company to me…
- It is a great idea. I just can’t spend a lot of time there. Tomorrow, I will be doing
an interview in a Engineering Office, can you believe that?
- Sure I can. Let’s go, I am starving… tomorrow, we will be celebrating your new
job, I know!

Releia o texto, assinalando os três tipos de futuro que estudamos nesta


unidade, will, going to e will be, com cores diferentes. Tenha especial atenção a cada
um dos contextos de uso dos futuros estudados.

AUTOATIVIDADE

1) A partir do que estudamos ao longo da unidade, descreva cada contexto


de uso dos diferentes futuros que aparecem no diálogo. Quais são as regras
aplicadas em cada contexto?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Agora é a sua vez: construa um diálogo no qual sejam utilizados os diferentes


tipos de futuro que aprendemos nesta unidade. Lembre-se de levar em
consideração cada contexto de uso, considerando as regras que aprendemos.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

62
TÓPICO 4 | FUTURE CONTINUOUS

4 THE VOCABULARY CORNER: WEEKEND ACTIVITIES


Já que nosso tópico aborda situações que estarão em desenvolvimento no
futuro, nada melhor do que planejar atividades que acontecerão em momentos, de
forma geral, de lazer e descanso: o final de semana. É por isso que, neste tópico, a
fim de aprofundar as leisure activities, que já aprendemos no tópico anterior, vamos
abordar as weekends activities (atividades de final de semana).

Pense rapidamente, o que você gosta de fazer aos finais de semana?

Inside activities (atividades internas): have a lie-in (ficar um tempo a mais


na cama), have a quite day/night (ter um dia/noite tranquilo (a)), tidy up the house
(limpar a casa), chat to someone online (conversar com alguém pela Internet), invite
people to dinner (convidar pessoas para jantar), relaxing (relaxar), do the nails (fazer
as unhas), read a book (ler um livro), dance (dançar), have some fun (se divertir),
entertain friends (entreter os amigos [em sua casa]).

Outside activities (atividades externas): go clubbing (ir a uma festa), meet up


with friends (encontrar os amigos), go to a concert (ir a um show), go for a walk (fazer
uma caminhada), go for a run (fazer uma corrida), go to the movies (ir ao cinema),
dance (dançar), buy a lot of food (comprar muita comida), do exercises (se exercitar),
go to the beach (ir à praia), go for a drive (sair para dirigir), take photographs (tirar
fotos), go to a pub (ir a um bar), go to a restaurant (ir a um restaurante).

Vejamos, agora, algumas dessas atividades em sentenças utilizando a


forma gramatical deste tópico: o Future Continuous:

Jonathan will be taking some photos while we visit Paris. He is an amazing photographer.
(Jonathan está fazendo algumas fotos enquanto visitamos Paris. Ele é um
fotógrafo incrível.)

I won’t be going for a walk in this weekend. I guess it will be raining.


(Eu não estarei caminhando neste final de semana. Eu acho que estará chovendo).

They will be reading a book and listening to music when I arrive at their house, I bet!
(Eles estarão lendo um livro e ouvindo música quando eu chegar à casa deles,
eu aposto!)

O que você acha que estará fazendo nos próximos finais de semana? Faça
uma lista das atividades que gostaria ou não de fazer. Crie frases para que possa
compreender melhor a formulação dessas sentenças!

63
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

5 PLAN A TRIP: DOING A TASKS LIST


Nesta seção, vamos imaginar que, em breve, faremos uma viagem. Para
tanto, alguns passos precisam ser planejados para antes, durante e depois dessa
viagem! Nesse movimento, vamos aprender um novo modo de construir frases em
inglês: o modo Imperativo.

O modo imperativo serve para darmos sugestões, comandos, dicas


e ordens para que alguma ação aconteça (ou não). Em português, esse modo é
muito utilizado em textos instrucionais, como manuais e receitas: “adicione, mexa,
aqueça, misture etc”.

No inglês, formamos frases no Imperativo utilizando o verbo principal sem


a partícula “to”. Não é necessário, nesses casos, explicitar o sujeito. A forma de
comandos afirmativos no inglês é:

Verbo sem a partícula “to” + Complemento.

Exemplificando:
Open the door.
(Abra a porta.)

Give me some peace.


(Dá-me alguma paz.)

Já para dar comandos negativos, isto é, para que alguma ação não aconteça,
adicionamos o verbo auxiliar “Do not [forma contraída Don’t) antes do verbo
principal. A forma do Imperativo fica assim:

Don’t + Verbo sem a partícula “to” + complemento.

Veja os exemplos:

Don’t forget what I asked you.


(Não se esqueça do que eu pedi a você.)

Do not leave the kids alone.


(Não deixe as crianças sozinhas.)

Vamos, agora, voltar à ideia da viagem. Estamos planejando uma viagem


para uma área praiana: Recife. Algumas atividades já estão elencadas nas listas
a seguir, mas você precisa completá-las com tarefas que tenha que fazer antes,
durante e depois dessa viagem! Vamos lá!

In two months, I will be traveling to Recife! I will be seeing one of the most famous
city in Brazil. I am so exciting to know the Pernambuco’s capital. Let’s see what I need to
do to go there!

64
TÓPICO 4 | FUTURE CONTINUOUS

QUADRO 8 - TASKS TO DO ABOUT THE TRIP


BEFORE THE TRIP: IN THE TRIP: AFTER THE TRIP:
o Don’t forget the sunglasses. o Visit Madre de Deus Church. o Take clothes to laundry.

o Buy the tickets.


o Buy some gifts. o Check the credit card.

FONTE: A autora

Fazer uma lista de atividades é muito importante quando nos planejamos


para atividades no futuro. Por isso, é válido discutirmos a forma de construção de
sentenças no Imperativo. Pensar em atividades e planos no futuro sempre acarreta
em uma série de programação e organização. Fazer listas de atividades é uma boa
ideia para não nos perdermos em nossos sonhos e planos!

E você, tem algum plano que precisa ser organizado? Crie listas em
inglês de afazeres relativos a esse plano, assim você se organiza e ainda pratica
o modo Imperativo!

6 IDEAS TO WORK THE THEMES IN A CLASSROOM


Agora, chegou a hora de refletirmos sobre dinâmicas para abordar os temas
que estudamos neste tópico em sala de aula. De forma dialógica e situada, a língua
inglesa pode ser colocada em prática no cotidiano escolar.

6.1 TIC-TAC-TOE (Jogo da velha)


Esta dinâmica tem por objetivo praticar o conteúdo estudado de forma oral,
o que motiva os estudantes a interagiram ativamente com a linguagem (SESI, 2008).

Material necessário: quadro com o tradicional tabuleiro do jogo da velha;


questões relativas ao conteúdo estudado com a turma.

65
UNIDADE 1 | DIFFERENT MOMENTS AND ACTIONS IN ENGLISH

Como jogar: os estudantes são divididos em dois grupos (O e X). Cada


um deles deverá responder a uma questão para que tenha a chance de marcar seu
símbolo no jogo da velha. Quanto mais respostas corretas, mais chances o grupo
tem de ganhar o jogo. Neste tópico em específico, sugere-se que sejam questionados
os estudantes sobre as atividades que farão em momentos do futuro.

Uma dica é que esse jogo pode ser feito ao final das aulas, como forma de
rever a matéria. Se os estudantes estiverem desmotivados, é possível elaborar um
tabuleiro humano, no qual os alunos são os marcadores (X ou O).

6.2 SIMON SAYS (O mestre mandou)


Esta tradicional brincadeira tem como objetivo introduzir ou colocar
em prática o modo Imperativo, além de poder abordar diferentes tópicos de
vocabulário (SESI, 2008).

Material necessário: uma lista de atividades que o professor comandará os


alunos a fazerem.

Como jogar: os alunos devem formar um círculo junto com o professor. O


docente vai dar algumas ordens na língua-alvo. Os estudantes só podem segui-
las, porém, se forem precedidas do comando “Simon says”. Por exemplo: se o
professor disser “Simon says walk around”, eles devem andar. Se o comando for
“Walk around”, porém, eles não devem sair do lugar. Quem realizar a atividade sem
o comando correto sai do jogo. O(s) vencedor(es) é (são) aquele(s) que chegar(em)
ao fim da brincadeira.

Uma dica é que os comandos podem ser acompanhados de mímicas da


atividade a ser realizada.

66
SUMMARY OF TOPIC 4
Neste tópico você aprendeu que:

• O Future Continuous é utilizado para falar de ações que estarão em progresso no


futuro, sobre planos e dúvidas em relação ao futuro.

• O Future Continuous é formado pelo futuro simples do Verb to be (will be) mais o
gerúndio do verbo principal.

• A forma negativa do Future Continuous é formada com will + not (won’t) be.

• A forma interrogativa do Future Continuous é formada com o deslocamento do


will para antes do sujeito.

• Há atividades inside e outside que podem ser praticadas aos finais de semana.

• Utilizamos o Imperativo para dar ordens, comandos ou indicações para que


alguma ação aconteça.

• O Imperativo em inglês é formado com o verbo principal sem a partícula “to”,


sem expressão do sujeito da frase.

• Para formar frases no Imperativo negativo, adicionamos o verbo auxiliar Do not


(Don’t) antes do verbo principal.

67
AUTOATIVIDADE
1) Esta atividade tem o objetivo de diferenciar os três tipos de futuro que
aprendemos nesta unidade. Seguindo as orientações, forme frases para cada
uma das situações indicadas a seguir, não se esqueça de adicionar os devidos
sujeitos e complementos quando necessário. Veja o exemplo.

Ex.: going to – study – tomorrow  I am going to study Math


tomorrow night.

a) will be – work – next year __________________________________________


___________________________________________________________________

b) going to – go for a run – this afternoon ______________________________


___________________________________________________________________

c) will – be – someday  ______________________________________________


___________________________________________________________________

d) will not be – read – tomorrow morning  _____________________________


___________________________________________________________________

e) not going to – have – today night  ___________________________________


___________________________________________________________________

f) will – graduate – in four years  _____________________________________


___________________________________________________________________

2) Esta atividade tem o objetivo de praticar a forma verbal do Future Continuous.


Construa sentenças partindo das orientações dadas. Não se esqueça de
construir complementos às frases. Veja o exemplo:

Ex.: Carla – work – tomorrow (interrogative)  Will Carla be working


tomorrow night?

a) Your teacher – read – next class (affirmative)  _______________________


___________________________________________________________________

b) She – travel – next month (negative)  ________________________________


___________________________________________________________________

c) Your kids – paint – (interrogative)  _______________________________


___________________________________________________________________

68
d) Maysa – arrive – (affirmative)  ________________________________
___________________________________________________________________

e) You – build – (interrogative)  _________________________________


___________________________________________________________________

f) Carlos – begin – (negative)  __________________________________


___________________________________________________________________

3) Esta atividade tem como objetivo a prática do modo Imperative. Para cada
uma das situações a seguir, crie um comando ou conselho utilizando o
Imperativo em inglês. Veja o exemplo:

Ex.: Someone who is going to travel to Paris  Don’t forget to visit the
Eiffel Tower.

a) Someone who is buying a new car  _____________________________


___________________________________________________________________

b) Someone who is looking for a new job  __________________________


___________________________________________________________________

c) Someone who is studying hard  _______________________________


___________________________________________________________________

d) Someone who is going abroad  _______________________________


___________________________________________________________________

e) Someone who is writing a book  ______________________________


___________________________________________________________________

f) Someone who doesn’t have money  ____________________________


___________________________________________________________________

4) Esta atividade tem como objetivo praticar o vocabulário das weekends activities
que aprendemos neste tópico. Observe as imagens3a seguir e enumere
algumas atividades que alguém pode realizar caso passe um final de semana
em cada um dos locais abaixo. Você pode utilizar o Imperative para dar dicas
de atividades. Veja o exemplo:

69
Ex.:


 Go skiing in the snow.
a)


 ___________________
_______________________________________________________
b)



 ___________________
_______________________________________________________

70
c)



 ___________________
_______________________________________________________
d)



 ___________________
_______________________________________________________
e)



 ___________________
_______________________________________________________
FONTE: As imagens foram retiradas do Google imagens. Acesso em: 22 abr. 2017.

71
72
UNIT 2

QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
A partir desta unidade você será capaz de:

• reconhecer os quantificadores e seus contextos de uso em inglês;

• construir vocabulário relativo à comida e aplicá-lo em contextos reais de uso;

• estabelecer relações de comparação entre características de dois indivíduos;

• comparar um indivíduo e todos os demais de sua espécie;

• descrever características físicas de alguém;

• atribuir características psicológicas a alguém;

• utilizar os pronomes indefinidos some, any, no, every e seus derivados;

• compreender contextos de uso dos principais pronomes indefinidos do


inglês;

• conhecer e aplicar vocabulário relativo a roupas e acessórios;

• praticar vocabulário e formas gramaticais apreendidos em textos reais de


circulação social;

• conhecer dinâmicas para o trabalho na sala de aula.

PLANO DE ESTUDOS
Nesta unidade vamos refletir sobre expressões e palavras em inglês que têm
funções específicas em determinados contextos sentenciais. Vamos nos con-
centrar nas relações e construções possíveis dentro das frases e sentenças. A
unidade está organizada em três tópicos, a saber:

TOPIC 1 – QUANTITATIVES

TOPIC 2 – DEGREES OF ADJECTIVES

TOPIC 3 – INDEFINITIES AND COMPOUNDS

73
74
UNIT 2
TOPIC 1

QUANTITATIVES

1 INTRODUCTION
Na unidade anterior nós estudamos algumas particularidades de
determinados tempos verbais, voltamo-nos às regras e contextos de utilização de
formas verbais específicas. Nesta unidade, vamos focar nas relações que podem
ser construídas e expressas dentro das sentenças que produzimos. Discutiremos
sobre como expressar ideias de comparação, valor e quantidade dentro de frases.
Aprenderemos, ainda, novos tópicos de vocabulário, além de outras atividades
que podem ser empreendidas em sala de aula para que nossas aulas de Inglês
sejam mais dinâmicas e significativas aos nossos alunos.

Nosso primeiro tópico, Quantitatives, também pode ser chamado de


Quantifiers ou Quantitative Adjectives. Esses quantificadores são utilizados quando
queremos nos referir à quantidade de algo. Eles são expressos, principalmente,
por duas palavras: much e many, mas também vamos estudar outros quantitativos
do inglês. Neste tópico aprenderemos qual é o contexto de uso de cada uma das
expressões e como elas podem ser empregadas em frases.

Após compreendermos as especificidades e usos de cada uma das


expressões, vamos refletir sobre elas por meio de textos de circulação em nosso
cotidiano. Em seguida, apreenderemos o conteúdo vocabular deste tópico,
que está bastante ligado ao nosso conteúdo gramatical: food (comida). Depois,
conheceremos atividades dinâmicas que podemos utilizar em sala para trabalhar
com os conteúdos do tópico e, após o resumo do tópico, são apresentadas atividades
sobre os assuntos que tratamos neste tópico.

75
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

2 HOW MUCH OR HOW MANY: A SINGULAR OR PLURAL


QUESTION
Como explicitamos na seção anterior, as expressões much e many são as
mais utilizadas quando queremos nos referir à quantidade de algo em algum
contexto específico. Em tradução literal, ambas as palavras são correspondentes a
“muito(s)” em português.

Utilizamos how much e how many quando queremos dar informações ou


questionar sobre a quantidade de determinadas coisas a alguém. A maior parte
das explicações apela para os substantivos countable ou uncountable.

Os countable são aqueles que podemos contar sem expressar uma unidade de
medida (exemplos: janela, casas, pratos etc). Para esses substantivos, expressamos
quantidade por meio do many (BRITISH COUNCIL, 2017). Vejamos um exemplo:

How many students skipped class today?


(Quantos alunos mataram aula hoje?)

Alunos  substantivo contável (podemos contar quantos alunos são).

Já os uncountable são aqueles que não podemos contar, a menos que


recorramos a uma unidade de medida (exemplo: leite (l), açúcar, arroz (kg)).
Nesses contextos, utilizamos o much (BRITISH COUNCIL, 2017). Veja o exemplo:

How much juice do we have for breakfast?


(Quanto suco temos para o café da manhã?)

Suco  substantivo incontável (a menos que digamos quantos ml ou l de suco).

Embora esses sejam conceitos interessantes, às vezes, eles podem nos


confundir. Para expressar mais facilmente as ideias de quantidade com much e
many, então, vamos recorrer ao nosso conhecimento em português:

A palavra much significa, em associação com o português, “muito” (no


singular). Dessa forma, a utilizamos quando queremos falar de uma quantidade
que só pode ser expressa no singular. Por exemplo, em português, nós não
questionamos “Quantos arrozes você comeu?”, só é possível montarmos a pergunta
“Quanto arroz você comeu?”, assim, no singular. Vejamos um exemplo em inglês:

I drank much coffee last night, so I didn’t sleep.


(Eu tomei muito café na noite passada, então eu não dormi.)

76
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

Perceba: nesse contexto, não diríamos que tomamos muitos cafés e por isso não
dormimos. É uma ideia que precisa ser expressa no singular.

Já a palavra many, em associação com o português, pode ser expressa como


“muitos” (no plural). Assim, vamos utilizá-la para nos referir a quantidades que
podem ser expressas no plural em português. Vejamos um exemplo para clarificar:

How many friends are coming to our party?


(Quantos amigos estão vindo para a nossa festa?)

Perceba: aqui, não tem como explicitarmos a quantidade no singular, pois ela
precisa estar coerente com o substantivo que está no plural.

2.1 USES OF MUCH


Podemos expressar quantidades em diferentes contextos: há a possibilidade
de afirmar, negar e questionar acerca dessas características. Utilizamos o much,
portanto, para nos referir a substantivos incontáveis, com uma expressão no
singular (BRITISH COUNCIL, 2017). Vejamos:

• Frases afirmativas: podemos utilizar o much em frases afirmativas, em contextos


mais formais, quando mencionamos a quantidade de algo que existe, foi ingerido
ou comprado etc.:

He drank much wine! Hu must be hang over.


(Ele bebeu muito vinho. Deve estar de ressaca.)

• Frases negativas: o uso do much é bastante usual em negações, quando


sinalizamos a não existência ou grandes quantidades de algo:

We don’t have much money to buy food to do the dinner.


(Nós não temos muito dinheiro para comprar a comida para fazer o jantar.)

• Frases interrogativas: também é usual utilizarmos o much quando queremos


questionar sobre alguma quantidade. Nesse caso, sempre utilizamos o “how”
antes do quantificador. Veja:

How much time do we have to get there?


(Quanto tempo nós temos para chegar lá?)

77
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

NOTA

Sempre que queremos questionar o valor de algo, utilizamos a expressão: “How


much...?” (Quanto custa…?). Mesmo se os objetos estiverem no plural, a expressão “quanto”
não vai se alterar, pois estamos nos referindo ao valor (que é singular). Veja:

How much are these cups?


(Quanto custam esses copos?)

How much is this cup?


(Quanto custa esse copo?)

2.2 USES OF MANY


Assim como acontece com o much, podemos utilizar o many para expressar
afirmação, negação ou interrogação. Bem como o much, o many é utilizado mais
amplamente em negações e interrogações. Em afirmações, ambas as expressões
têm um sentido mais formal.

Utilizamos o many quando nos referimos a substantivos contáveis,


sinalizando quantidades plurais. Veja:

• Frases afirmativas: quando afirmamos quantidades com expressão no plural:

I have many things to do today afternoon.


(Eu tenho muitas coisas para fazer hoje à tarde.)

• Frases negativas: quando negamos a existência ou sinalizamos a pouca


quantidade de algo no plural:

I didn’t bought many pens to do this schoolwork.


(Eu não comprei muitas canetas para fazer esse trabalho da escola.)

• Frases interrogativas: para questionar sobre a quantidade de algo expresso


no plural. Mais uma vez, sempre que formos questionar sobre a quantidade,
devemos utilizar o “how” antes do “many”:

How many books do you have in your library?


(Quantos livros você tem na sua biblioteca?)

78
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

NOTA

Você deve se perguntar: o que, então, podemos utilizar em frases afirmativas,


negativas e interrogativas quando queremos nos referir mais informalmente às quantidades?
Nesses casos é possível utilizar a expressão “a lot of” (muito/muitos), que pode ser empregada para
se referir a expressões singulares ou plurais. Este uso vai ser aprofundado em uma próxima seção!
Por ora, vejamos exemplos:

We bought a lot of juice to the lunch.


(Nós compramos muito suco para o almoço.)

I have a lot of friends.


(Eu tenho muitos amigos.)

Em contextos ainda mais informais, podemos utilizar a expressão “lots of”, que sinaliza o
mesmo que “a lot of”.

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar os usos do much e do many. Crie


frases (podem ser afirmativas, negativas ou interrogativas), seguindo as
indicações, acerca da quantidade dos seguintes elementos. Veja o exemplo:

Ex.: doors (interrogative)  How many doors does your house have?

a) water (negative)  _________________________________________________


__________________________________________________________________

b) books (affirmative) _______________________________________________


__________________________________________________________________

c) rice (interrogative)  _______________________________________________


__________________________________________________________________

d) houses (negative) ________________________________________________


__________________________________________________________________

e) backpacks (interrogative)  _________________________________________


__________________________________________________________________

f) bean (affirmative) ________________________________________________


__________________________________________________________________

79
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

3 OTHERS QUANTITATIVE EXPRESSIONS


Conforme já vimos, o much e o many são as principais expressões que
utilizamos para quantificar algo em inglês. Também já tivemos um rápido
vislumbre do a lot of / lots of. Existem, porém, outras expressões que podem ser
utilizadas como quantificadores e que merecem ser expressas neste material (cf.
BRITISH COUNCIL, 2017b). Nesta seção vamos focalizar as seguintes expressões:
a lot of, too e so, little, few e enough.

3.1 A LOT OF
Nós já vimos que a expressão a lot of pode ser usada para se referir a
muito(a/os/as) em contextos informais de uso da língua inglesa. Podemos usar a
lot of, então, para mencionarmos quantidades tanto no singular, quanto no plural.
Vamos exemplificar:

We have a lot of things to plan to the party.


(Nós temos muitas coisas para planejar para a festa.)

Michel doesn’t have a lot of money to buy the gift.


(Michel não tem muito dinheiro para comprar o presente.)

Did you drink a lot of beer? You look a little drunk!


(Você bebeu muita cerveja? Você parece um pouco bêbado!)

Talvez os usos de expressões como many, much e a lot of possam ter


ficado um pouco confusos. Veja então o quadro a seguir, que sinaliza os usos mais
apropriados de cada uma dessas expressões, de acordo com o contexto de uso:

QUADRO 9 - SÍNTESE DE USOS DAS EXPRESSÕES MANY, MUCH, A LOT OF E LOTS OF

Forma da frase: Many Much A lot of Lots of

Afirmativa: Formal Formal Mais utilizado Informal

Negativa: Mais utilizado Mais utilizado Informal Informal

Interrogativa: Mais utilizado Mais utilizado Informal Informal

FONTE: A autora

80
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

A partir do quadro anterior, verificamos que as expressões many e much


são mais amplamente utilizadas em negações e interrogações, enquanto o a lot of
é mais empregado em afirmações. É claro que sua escolha vai estar, sempre, ligada
ao grau de (in)formalidade no seu contexto de uso! Vale ressaltar que a expressão
lots of pode ser usada para afirmações, negações e interrogações em situações
bastante informais!

3.2 TOO, SO
As expressões too e so são utilizadas para intensificar a quantidade de algo.
O too dá uma ideia negativa de intensificação. Veja bem: não estamos falando de
frases negativas, mas de intensificações negativas. Vejamos o exemplo:

There is too much corruption in various parts of the world.


(Há muita corrupção em várias partes do mundo.)

Perceba: a ideia de haver muita corrupção é uma coisa negativa ao ser humano.

Já o so dá a ideia de intensidade em questões positivas. Veja o exemplo a seguir:

I love you so much.


(Eu te amo muito)

Perceba: a ideia de muito amor é uma coisa positiva aos seres humanos.

3.3 LITTLE, FEW, ENOUGH


As expressões little, few e enough também são utilizadas para nos referirmos
a quantidades.

Os quantificadores little e few se referem a uma pequena quantidade. A


diferença entre eles é que: enquanto little se refere a substantivos não contáveis, few
se refere aos substantivos contáveis. Atentemos aos exemplos:

There are a few people watching the movie.


(Há poucas pessoas assistindo ao filme).

Perceba: aqui podemos contar quantas pessoas estão assistindo ao filme.

Can you put a little rice in my dish, please?


(Você pode colocar um pouco de arroz no meu prato, por favor?)

Perceba: nesta frase, seria (quase) impossível contar os grãos de arroz.

81
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Já o quantificador enough se refere a uma quantidade suficiente de alguma


coisa, que pode ser contável ou incontável (singular ou plural). Vejamos os exemplos:

There isn’t enough food to all of us in my house, sorry!


(Não há comida suficiente para todos nós em minha casa, desculpe!)

I bought enough coats to spend the winter.


(Eu comprei casacos suficientes para passar o inverno.)

Os quantificadores little, few e enough, embora sejam menos utilizados que


much, many e a lot of, podem ser empregados em frases afirmativas, negativas e
interrogativas.

4 UNDERSTANDING BETTER: QUANTITATIVES IN EVERYDAY TEXTS


Para que consigamos compreender melhor os contextos de uso do much e
do many, vamos ler dois textos de gêneros de grande circulação em nosso cotidiano:
a tirinha (comic strips) e o cartum (cartoon).

O primeiro texto é uma comic strip de uma personagem bastante conhecida


pelos brasileiros: a Magali, da turma da Mônica. Há certo tempo, as tirinhas
de Maurício de Souza vêm sendo traduzidas para a língua inglesa e oferecem
uma oportunidade de contato com essa língua adicional aos falantes nativos de
português. Vejamos o texto:

FIGURA 6 - MAGALI COMIC STRIP

FONTE: Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/galerias/


imagem/0000001984/0000023501.gif>. Acesso em: 11 mai. 2017.

Agora, leia novamente a tirinha acima para responder às questões a seguir.

82
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

AUTOATIVIDADE

1) Explique a situação que se desenrola na tirinha. Se for necessário, use o


dicionário para compreender as palavras que você não conhece.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Observe a expressão “How many” na tirinha. Por que ela foi utilizada?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

Agora, vamos ler o cartum de John Martin, um cartunista e ilustrador da


Austrália do Sul. O cartunista já publicou seus trabalhos em diferentes jornais e, mais
recentemente, criou um blog no qual seus trabalhos são expostos (johnmartinart.
wordpress.com). Vejamos o texto:

FIGURA 7 - PANDA CARTOON

FONTE: Disponível em: <https://johnmartinart.files.wordpress.


com/2012/11/540trivia1.jpg>. Acesso em: 11 maio 2017.

Para responder às questões a seguir, leia novamente o cartum acima.

83
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

AUTOATIVIDADE

1) Explique, com suas palavras, do que trata o texto lido. Se necessário, procure
apoio no dicionário.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Uma das crianças utiliza a expressão “How much” no cartum. Por que essa
expressão foi utilizada?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

5 VOCABULARY CORNER: FOOD


Neste tópico, construímos conhecimentos sobre os quantificadores e os
seus contextos de uso em inglês. Vamos aprender, agora, um vocabulário que está
bastante ligado às ideias de quantidade: food (comida).

Como o vocabulário relacionado a comida é muito vasto (você já parou


para pensar em quantas palavras compõem esse léxico?), ele vai ser dividido em
grupos para o estudo neste caderno:

FIGURA 8 - MEAD

Bacon (bacon)
Beef (carne de vaca)
Chicken (frango)
Cooked meat (carne cozida)
Ham (presunto)
Lamb (cordeiro)
Mince/minced beef (carne picada)
Salami (salame)
Sausage (salsicha)
Pork (carne de porco)
Turkey (peru)
Veal (vitela)

FONTE: Disponível em: https://previews.123rf.com/images/dulsita/dulsita1405/


dulsita140500012/28831077-Collage-of-various-types-of-raw-meat-on-white-
background-Stock-Photo.jpg. Acesso em: 11 maio 2017.

84
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

FIGURA 9 - PEIXES

Anchovy (anchova)
Cod (bacalhau)
Kipper (peixe defumado)
Pilchard (sardinha)
Salmon (salmão)
Sardine (sardinha)
Trout (truta)
Tuna (atum)

FONTE: Disponível em: <https://image.shutterstock.com/z/stock-vector-fish-


freshwater-vector-types-freshwater-fish-silhouettes-of-fish-isolated-background-
objects-130156475.jpg>. Acesso em: 11 maio 2017.

FIGURA 10 - FRUITS

Apple (maçã)
Apricot (damasco)
Banana (banana)
Blackmerry (amora preta)
Blackcurrant (groselha)
Blueberry (mirtilo)
Cherry (cereja)
Coconut (coco)
Grape (uva)
Guava (goiaba)
Kiwi fruit (kiwi)
Lemon (limão)
Lime (lima)
Mengo (manga)
Melon (melão)
Orange (laranja)
Peach (pêssego)
Pear (pera)
Pineapple (abacaxi)
Plum (ameixa)
Pomegranate (romã)
Raspberry (framboesa)
Strawberry (morango)
Watermelon (melancia)
Bunch of (cacho de)

FONTE: Disponível em: <https://previews.123rf.com/images/vtupinamba/vtupinamba0708/


vtupinamba070800092/1534024-collection-with-several-types-of-fruits--Stock-Photo.jpg>.
Acesso em 11 maio 2017.

85
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

FIGURA 11 - VEGETABLES

Asparagus (aspargos)
Aubergine (berinjela)
Beetroot (beterraba)
Broccoli (brócolis)
Cabbage (repolho)
Carrot (cenoura)
Cauliflower (couve-flor)
Celery (aipo)
Chilli (pimenta)
Chilli peper (pimentão)
Cucumber (pepino)
Garlic (alho)
Ginger (gengibre)
Lettuce (alface)
Onion (cebola)
Peas (ervilhas)
Pepper (pimenta)
Potato (batata)
Pumpkin (abóbora)
Radish (rabanete)
Sweet potato (batata doce)
Tomato (tomate)
Turnip (nabo)
Spinach (espinafre)

FONTE: Disponível em: <http://theworldwidevegetables.weebly.com/


uploads/1/2/6/8/12680760/2094570.jpg?1387755397>. Acesso em: 11 maio 2017.

86
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

FIGURA 12 - BREAD, CAKES AND DAIRY PRODUCTS

Bread (pão)
Brown bread (pão integral)
White bread (pão branco)
Pitta bread (pão de centeio)
Cake (bolo)
Sponge cake (pão de ló)
Baking poder (fermento em pó)
Plain flour (farinha de trigo)
Cornflour (farinha de milho)
Sugar (açúcar)
Brown sugar (açúcar mascavo)
Butter (manteiga)
Cream (creme)
Cheese (queijo)
Egg (ovo)
Margarine (margarina)
Milk (leite)
Full-fat milk (leite integral)
Semi-skimmed milk (leite semidesnatado)
Skimmed milk (leite desnatado)
Sour cream (nata)
Yogurt (iogurte)

FONTE: Disponível em: <https://image.shutterstock.com/z/stock-photo-assortment-of-different-types-


of-bread-isolated-on-white-background-done-in-studio-71665813.jpg>. Acesso em: 11 maio 2017.

87
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

FIGURA 13 – BREAKFAST AND OTHER FOOD

Cornflakes (flocos de milho – cereal)


Honey (mel)
Jam (geleia)
Toast (torrada)
Biscuit (biscoito)
Chocolate (chocolate)
Crips (batata frita – tipo salgadinho)
Nuts (nozes)
Olives (azeitonas)
Peanuts (amendoim)
French fries (batata frita)
Noodles (macarrão)
Pasta (massa)
Pasta sauce (molho para massa)
Pizza (pizza)
Rice (arroz)
Beans (feijão)
Spaghetti (espaguete)
Ketchup (ketchup)
Mayonnaise (maionese)
Mustard (mostarda)
Salt (sal)
Vinegar (vinagre)

FONTE: Disponível em: <https://thumbs.dreamstime.com/x/collection-various-types-


breakfast-23477784.jpg>. Acesso em: 11 maio 2017.

Como você pôde ver, o vocabulário referente a comida é bastante vasto,


pois temos que nomear tudo o que comemos. Três dicas úteis para que você possa
exercitar esse vocabulário: a primeira é elaborar etiquetas com o nome em inglês
dos diferentes alimentos e fixá-las nos produtos da sua despensa; a segunda
é escrever suas listas de compras em inglês; a terceira é assistir a programas de
culinária com áudio em inglês e legendas em português. Dessa forma, fica mais
fácil exercitar seu conhecimento no assunto.

Agora, vamos ver algumas sentenças com quantitatives, nosso tópico


gramatical estudado, associado às foods, nosso tópico vocabular recém-visto:

Do you think that we have enough beef to the lunch?


(Você acha que temos carne [de vaca] suficiente para o almoço?)

88
TÓPICO 1 | QUANTITATIVES

I bought a lot of bacon, cheese, olives and tomato sauce. So, we can make lots of pizza!
(Eu comprei muito bacon, queijo, azeitonas e molho de tomate. Então, podemos
fazer muitas pizzas!)

How much meat do we need? How many garlic breads do I have to buy to the barbecue?
(De quanta carne precisamos? Quantos pães de alho eu tenho que comprar para
o churrasco?)

6 DYNAMICS TO WORK IN A CLASSROOM


Nesta seção, como nos tópicos da unidade anterior, vamos aprender
algumas dinâmicas que podem colaborar para o trabalho em sala de aula, seja com
o aspecto gramatical ou com o vocabulário que estudamos.

6.1 PICTIONARY
Esta atividade tem como objetivo praticar o vocabulário trabalhado em
sala de aula, dando especial atenção ao spelling (soletração) dos novos termos
aprendidos. Uma junção das palavras picture (imagem) e dictionary (dicionário),
a atividade se trata da construção de um dicionário ilustrado, construído pelo
estudante e que pode ser utilizado com qualquer tópico vocabular específico.

Material necessário: Figuras relativas ao vocabulário, folhas e canetinhas.

Como fazer: os estudantes podem trabalhar em grupos, duplas ou


individualmente. Após realizado o trabalho acerca de algum tópico gramatical, os
alunos devem pesquisar imagens que representem o assunto tratado. Essas imagens
serão expostas, em conjunto com seu nome em inglês. Utilizando o exemplo do
conteúdo vocabular trabalhado neste tópico (foods), o estudante escolheria uma
imagem com um prato de arroz e escreveria embaixo “rice”. É importante que o
aluno conte com a ajuda do professor para a construção correta das palavras, antes da
versão final do trabalho, pois assim ele vai memorizar o spelling correto das palavras.

O pictionary pode ser construído em forma de cartaz (que também pode ter
a forma de um dos elementos do vocabulário) ou em forma de menu, ao qual os
estudantes podem recorrer em caso de dúvida.

6.2 SCRAMBLED CLAUSES (Frases fora de ordem)


Esta dinâmica serve para que os alunos tenham a oportunidade de praticar
a forma “correta” de algum tópico gramatical que estejam aprendendo. O objetivo
da atividade é revisar construções sintáticas e ortografia (SESI, 2008).

89
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Material necessário: folhas de papel para as equipes; quadro para o professor.

Como jogar: os estudantes são divididos em grupos. O professor escreve


frases embaralhadas no quadro, e dá de três a cinco minutos para que os grupos
consigam escrevê-las na ordem correta. Ganha a equipe que conseguir organizar
todas, ou o maior número de frases, corretamente primeiro, no tempo determinado.

Caso o conteúdo trabalhado nesta atividade seja os quantitatives, pode-se


frisar a ideia de quando utilizar cada uma das expressões aprendidas.

90
SUMMARY OF TOPIC 1
Neste tópico você aprendeu que:

• Utilizamos o quantificador much para nos referir a substantivos incontáveis, ou


que são expressos no singular em português.

• Usamos o quantificador many quando queremos nos referir aos substantivos


contáveis ou que são expressos no plural em português.

• A expressão a lot of pode se referir tanto a substantivos contáveis quanto aos


incontáveis.

• Enquanto as expressões much e many são mais formais, a lot of e lots of são
expressões de uso mais informal.

• Podemos utilizar o quantificador too em ideias negativas e o so em ideias


positivas.

• Little se refere a uma pequena quantidade de substantivos não contáveis.

• Few se refere a uma pequena quantidade de substantivos contáveis.

• Enough se refere à quantidade suficiente tanto de substantivos contáveis quanto


incontáveis.

• Há práticas diárias que podem nos ajudar na memorização de vocabulários


longos, como foods.

• Atividades dinâmicas podem melhorar o ambiente de sala de aula, dando


especial atenção a questões como formas sintáticas e spelling de vocábulos
específicos.

91
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar as formas sintáticas dos


quantificadores much, many e a lot of. Crie frases observando as orientações
a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: bread (negative)  We don’t have many breads to the breakfast.

a) rice (interrogative)  ______________________________________________


__________________________________________________________________

b) beans (affirmative)  ______________________________________________


__________________________________________________________________

c) chicken (negative)  _______________________________________________


__________________________________________________________________

d) tomatoes (affirmative)  ___________________________________________


__________________________________________________________________

e) cakes (interrogative)  _____________________________________________


__________________________________________________________________

2) Esta atividade tem como objetivo praticar os intensificadores too e so.


Complete as frases a seguir com esses intensificadores, de acordo com o
contexto de cada uma. Observe o exemplo:

Ex.: I like you ____ much.  I like you so much.

a) There is _____ much traffic in São Paulo.


b) My family cares _____ much about me.
c) There were _____ many rotten tomatoes in the basket. Too bad.
d) There is _____ much violence here.
e) I studied _____ much to this test.

3) Esta atividade objetiva praticar o uso dos quantificadores little e few. Crie frases
nas quais utilize essas expressões para se referir a cada um dos elementos
a seguir (podem ser frases afirmativas, negativas ou interrogativas). Veja o
exemplo:

Ex.: sugar  Can you put a little sugar on my coffee, please?

a) tomato sauce  ___________________________________________________


__________________________________________________________________

92
b) pasta  __________________________________________________________
__________________________________________________________________

c) carrots  _________________________________________________________
__________________________________________________________________

d) apples  _________________________________________________________
__________________________________________________________________

e) chocolate  ______________________________________________________
__________________________________________________________________

4) Esta atividade tem como objetivo praticar o vocabulário que aprendemos


neste tópico: food. Pense em sua rotina semanal e escolha o cardápio que
você ingere em um dos dias da semana. Em seguida, complete a agenda a
seguir com os alimentos que você come em cada uma das refeições:

Day of the week: Afternoon snack:


__________________ __________________
__________________ __________________
__________________ __________________

Breakfast: Dinner:
__________________ __________________
__________________ __________________
__________________ __________________

Lunch:
__________________
__________________
__________________

93
94
UNIT 2 TOPIC 2

DEGREES OF ADJECTIVES

1 INTRODUCTION
Neste tópico, vamos aprender a estabelecer relações de comparação entre
elementos em uma frase. Vamos compreender como podemos fazer essas relações
de três maneiras: comparativos de igualdade, de superioridade e de inferioridade.
Assim, focalizaremos os adjetivos, ou seja, características, para empreendermos
relações de comparação. Estudaremos relações de comparação entre dois
indivíduos e também comparação entre um indivíduo e um grupo como um todo.

Estudaremos, ainda, um tópico de vocabulário que vai nos ajudar a


descrever pessoas e, dessa forma, poder estabelecer mais satisfatoriamente relações
de comparação entre características daqueles que nos cercam. Assim como nos
tópicos anteriores, vamos conhecer dinâmicas para o trabalho em sala de aula e
refletir sobre a atuação do professor de língua inglesa tanto na educação básica
como em cursos específicos de línguas adicionais (PASSONI; LUZ, 2016).

2 DEGREE OF COMPARISON
O degree of comparison (grau de comparação) se refere à comparação
entre dois indivíduos, expressos por substantivos, em relação a alguma de suas
características, que pode ser expressa por meio de adjetivos ou advérbios. Neste
material, vamos focalizar os adjetivos. A relação estabelecida na comparação pode
ser de igualdade, de superioridade ou inferioridade (BRITISH COUNCIL, 2017c).
Vamos ver cada uma delas.

95
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

2.1 COMPARATIVE OF EQUALITY


O comparative of equality (comparativo de igualdade), como o próprio nome
sugere, estabelece uma relação de igualdade entre dois elementos (pessoas, objetos,
animais, eventos, fatos etc.). Essa relação é estabelecida por meio da expressão
“as... as...”, que significa “tão/tanto... como/quanto...” (BRITISH COUNCIL, 2017c).
Vejamos um exemplo:

Maria is as smart as her mother.


(Maria é tão inteligente quanto sua mãe.)

2.1.1 Comparative of equality: affirmative form


Como já vimos acima, para estabelecer comparações de igualdade
utilizamos a expressão “as... as...”. Também usaremos, novamente, o Verb to be,
pois é ele que vai ligar os substantivos (nomes) aos adjetivos (características).
Assim, a estrutura afirmativa do comparativo de igualdade é:

NOME 1 + VERB TO BE + AS + CARACTERÍSTICA + AS + NOME 2.

Vamos exemplificar:

I am as tall as you.
(Eu sou tão alta quanto você.)

You are as cute as your sister.


(Você é tão fofa quanto a sua irmã.)

Today is as cold as yesterday.


(Hoje está tão frio quanto ontem.)

2.1.2 Comparative of equality: negative form


Para expressar um comparativo de igualdade em forma de negação,
utilizamos a mesma estrutura do “as... as...”, mas dessa vez utilizamos a forma
negativa do Verb to be, ou seja, adicionamos o “not” após os verbos (am, are, is).
Assim, a estrutura de uma comparação negativa é:

NOME 1 + VERB TO BE + NOT + AS + CARACTERÍSTICA + AS + NOME 2.

Exemplificando:

I am not as fast as he to do the homework.


(Eu não sou tão rápida quanto ele para fazer o dever de casa.)

96
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

Carla is not as severe as the other teacher.


(Carla não é tão severa quanto a outra professora.)

They are not as good as the other team.


(Eles não são tão bons quanto o outro time.)

Vale lembrar que a forma negativa, assim como nos tópicos anteriores deste
material, pode ser abreviada, ou contraída. Assim, nossos exemplos acima ficariam:

I’m not as fast as he to do the homework.


(Eu não sou tão rápida quanto ele para fazer o dever de casa.)

Carla isn’t as severe as the other teacher.


(Carla não é tão severa quanto a outra professora.)

They aren’t as good as the other team.


(Eles não são tão bons quanto o outro time.)

NOTA

Na literatura, encontramos ainda a possibilidade de substituir o primeiro “as” da


comparação por “so” em frases negativas. Assim, a frase ficaria da seguinte forma:

John isn’t so tall as his father.


(John não é tão alto quanto o pai dele.)

Embora menos usual, essa forma também é possível. Mas atenção, apenas para frases negativas.

2.1.3 Comparative of equality: interrogative form


Para expressar perguntas relativas à comparação de igualdade, movemos
o Verb to be para antes do primeiro nome que está sendo comparado, e mantemos
a expressão “as... as...”. Assim, a estrutura de perguntas sobre o comparativo de
igualdade tem a seguinte forma:

VERB TO BE + NOME 1 + AS + CARACTERÍSTICA + NOME 2 + ?

Vejamos alguns exemplos:

Are you as late as I?


(Você está tão atrasado quanto eu?)

97
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Is Johan as handsome as his brother?


(Johan é tão bonito quanto o irmão dele?)

Are Carina and Paula as talkative as their mothers?


(Carina e Paula são tão falantes quanto as mães delas?

NOTA

É possível, tanto em frases afirmativas, quanto negativas e interrogativas, no grau de


comparação de igualdade, que seja expresso o Verb to be após o segundo nome da comparação.
Por questões de economia, porém, ele é normalmente suprimido. Vejamos alguns exemplos:

She is as happy as I am.


(Ela é tão feliz quanto eu.)

My father is not as old as your father is.


(Meu pai não é tão velho quanto o seu.)

Is she as late as I am?


(Ela está tão atrasada quanto eu?

2.2 COMPARATIVE OF INFERIORITY


O comparative of inferiority (comparativo de inferioridade), como o nome
sugere, é um comparativo entre dois elementos no qual um deles é “menos” do que
outro em relação a uma determinada característica. Para essa forma de comparação
utilizamos as expressões “less... than...” (menos... do que). Vejamos um exemplo:

Carlos is less smart than his friend.


(Carlos é menos esperto do que o amigo dele.)

2.2.1 Comparative of inferiority: affirmative form


Para expressar a ideia de comparação em inferioridade por meio de frases
afirmativas, utilizamos a ordem introduzida acima, veja:

NOME 1 + VERB TO BE + LESS + CARACTERÍSTICA + THAN + NOME 2.

Vejamos alguns exemplos:

I am less shy than my mother.


(Eu sou menos tímida do que minha mãe.)

98
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

That sofa is less expensive than the others.


(Aquele sofá é menos caro do que os outros.)

You are less talkative than my last year’s students.


(Vocês são menos falantes do que meus alunos do ano passado.)

2.2.2 Comparative of inferiority: negative form


Embora seja menos comum, esse tipo de construção sintática também é
possível: realizarmos comparativos de inferioridade em frases negativas. Para
tanto, utilizamos a estrutura das frases afirmativas, porém adicionamos o “not”
após o Verb to be. Veja:

NOME 1 + VERB TO BE + NOT + LESS + CARACTERÍSTICA + THAN + NOME 2.

Vamos exemplificar:

I am not less important than you. Stop to say that!


(Eu não sou menos importante que você. Pare de dizer isso!)

Mariana is not less smart than me, she just doesn’t like to study.
(Mariana não é menos esperta do que eu, ela apenas não gosta de estudar.)

Vale lembrar que em todas as formas negativas pode-se recorrer à forma


contraída, embora ela seja mais usual na fala do que na escrita. Vejamos os exemplos
acima novamente:

I’m not less important than you. Stop to say that!


(Eu não sou menos importante que você. Pare de dizer isso!)

Mariana isn’t less smart than me, she just doesn’t like to study.
(Mariana não é menos esperta do que eu, ela apenas não gosta de estudar.)

2.2.3 Comparative of inferiority: interrogative form


Já para a construção de perguntas que sinalizem a ideia de inferioridade na
comparação, mais uma vez vamos mover o Verb to be para antes do primeiro elemento
que está sendo comparado. A estrutura das perguntas, então, fica a seguinte:

VERB TO BE + NOME 1 + LESS + CARACTERÍSTICA + THAN + NOME 2 + ?

Exemplifiquemos:

Is Gabi less concentrated than Manu?


(Gabi é menos concentrada do que Manu?)

99
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Are your relatives less noisy than mine?


(Os seus parentes são menos barulhentos que os meus?)

2.3 COMPARATIVE OF SUPERIORITY


O comparative of superiority (comparativo de superioridade) também é
realizado entre dois elementos e exprime uma ideia de alguém/algo ser mais alguma
coisa do que alguém ou algo. Ele pode ser expresso de duas maneiras, o que vai
definir essa forma de expressão será o tamanho do adjetivo (característica) que está
sendo comparado (BRITISH COUNCIL, 2017c). Vejamos cada um dos casos:

2.3.1 Short adjectives (adjetivos curtos)


Quando estamos trabalhando com short adjectives (adjetivos curtos), isto é,
características com uma ou duas sílabas, após o Verb to be, adicionamos “er” ao final
do adjetivo e utilizamos a expressão “than” (do que) para realizar a comparação. A
estrutura afirmativa é a seguinte:

NOME 1 + VERB TO BE + SHORT ADJECTIVE COM “-ER” + NOME 2.

Veja exemplos:

My sister is older than me.


(Minha irmã é mais velha do que eu.)

We are stronger than them.


(Nós somos mais fortes do que eles.)

NOTA

Seguimos algumas regras para a adição do “er” ao final dos adjetivos curtos para
formar o comparativo de superioridade (PETRICCIONE, 2017). Veja:
I. Em adjetivos finalizados em CVC (consoante-vogal-consoante), dobramos a última letra:
big = bigger than
fat = fatter than
II. Em adjetivos terminados em y, quando precedidos por consoantes, substituímos o y por i:
pretty = prettier than
III. Em adjetivos terminados em e, acrescentamos apenas r:
nice = nicer than
Atenção: good (bom) é uma exceção e sua forma comparativa é diferente: better than (melhor
que). O mesmo acontece com bad: worse than (mau = pior do que).

100
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

Para construir formas negativas de comparação de superioridade,


utilizamos a mesma estrutura, mas adicionamos o “not” após o Verb to be. A
estrutura, então, é a seguinte:

NOME 1 + VERB TO BE + NOT + SHORT ADJECTIVE COM “-ER” + NOME 2.

Vamos exemplificar:

You are not faster than me.


(Você não é mais rápido do que eu.)

John is not nicer than you.


(John não é mais legal que você.)

Mais uma vez, vale lembrar que a forma negativa pode ser abreviada, vejamos:

You aren’t faster than me.


(Você não é mais rápido do que eu.)

John isn’t nicer than you.


(John não é mais legal que você.)

Já para construir perguntas no grau comparativo de superioridade com


adjetivos curtos, novamente deslocamos o Verb to be para antes do primeiro
substantivo que está sendo comparado. Mantemos, então, o “er” ao final dos
adjetivos e o comparativo “than” (do que). A estrutura é a seguinte:

VERB TO BE + NOME 1 + SHORT ADJECTIVE COM “-ER” + THAN + NOME 2 + ?

Vamos exemplificar para ficar mais claro:

Is Maria prettier than me?


(Maria é mais bonita do que eu?)

Are you shier than my daughter? I can’t believe it!


(Você é mais tímida do que minha filha? Não posso acreditar!)

Am I taller than you?


(Eu sou mais alta que você?)

101
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

2.3.2 Long adjectives (adjetivos longos)


Para estabelecer a relação de comparação de superioridade com long
adjectives (adjetivos longos), ou seja, características com mais de duas sílabas,
utilizamos a expressão “more... than...” (mais... do que...). Portanto, o adjetivo
não sofre alteração alguma. Dessa forma, a estrutura para frases afirmativas de
comparação de superioridade com adjetivos longos é a seguinte:

NOME 1 + VERB TO BE + MORE + LONG ADJECTIVE + THAN + NOME 2.

Exemplificando:

This purse is more expensive than my whole closet.


(Esta bolsa é mais cara do que meu armário inteiro.)

My team is more famous than yours.


(O meu time é mais famoso do que o seu.)

This coat is more comfortable than the other one.


(Este casaco é mais confortável do que o outro.)

Para realizar comparações de superioridade em frases negativas, utilizamos


a mesma estrutura das frases afirmativas, mas adicionamos o “not” após o Verb to
be (pode ser na forma longa ou contraída). Assim fica a ordem de frases negativas
para estabelecer comparações de superioridade com adjetivos longos:

NOME 1 + VERB TO BE + NOT + MORE + LONG ADJECTIVE + THAN + NOME 2.

Vejamos alguns exemplos:

I think that this new subject is not more difficult than the last one.
(Eu acho que esse novo assunto não é mais difícil que o anterior.)

He is not more intelligent than you, stop with this!


(Ele não é mais inteligente que você, pare com isso!)

Já para fazer perguntas comparativas com adjetivos longos que sugerem


ideia de superioridade, apenas movemos o Verb to be para antes do primeiro
elemento que está sendo comparado. Vejamos a estrutura da sentença:

VERB TO BE + NOME 1 + MORE + LONG ADJECTIVE + THAN + NOME 2 + ?

Exemplificando:
Am I more connected than you?
(Eu sou mais conectada do que você?)

Are you more serious than me? Oh no!


(Você é mais sério do que eu? Ah não!)
102
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

3 SUPERLATIVE DEGREE
Agora, veja a tirinha a seguir:

FIGURA 14 - MÔNICA

FONTE: Disponível em: <http://2.bp.blogspot.com/-p44OgZXBkBM/UzDcCiZ3VDI/


AAAAAAAACho/1fA6-7kWxYk/s1600/tira18.gif>. Acesso: 14 maio 2017.

Você consegue perceber, na tirinha da personagem Mônica, a analogia a


um conto de fadas bastante famoso mundialmente? Ao se reportar ao espelho,
a menina pergunta “eu sou a mais bonita de todas?” Ao não receber resposta do
objeto, ela conclui que “silêncio é consentimento”.

O que é importante analisarmos aqui é o grau do adjetivo que Mônica usa


na tirinha: é como se fosse uma comparação entre um elemento (ela) com todos os
outros de uma classe (as demais meninas). Realizando essa forma de apresentação,
dizemos que ela faz uso do grau superlativo (superlative degree) do adjetivo, ou
seja, ela expressa o mais alto grau de um dos seus adjetivos (características). Para
estabelecermos o grau superlativo, temos duas regras básicas, que já conhecemos
do grau comparativo: short ou long adjectives. Vejamos cada uma delas.

3.1 SUPERLATIVE DEGREE: SHORT ADJECTIVES


A forma superlativa não trata da comparação entre dois elementos, como a
comparativa, mas sim da expressão da forma máxima de uma característica de um
elemento em relação a todos os outros. Para formar o grau superlativo com short
adjectives (adjetivos curtos), ou seja, aqueles com até duas sílabas, adicionamos
“-est” ao final dos adjetivos. Vejamos um exemplo:

She is the prettiest girl I ever seen.


(Ela é a garota mais bonita que eu já vi.)

103
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

3.1.1 Affirmative form


Para construir frases afirmativas no superlativo com short adjectives, vamos
mais uma vez utilizar o Verb to be associado a adjetivo com “-est”, que representa
seu grau máximo. Assim, a estrutura a ser observada é a seguinte:

SUJEITO + VERB TO BE + THE + SHORT ADJECTIVE COM “-EST” +


COMPLEMENTO.

Vejamos alguns exemplos:

I am the youngest kid in my house.


(Eu sou a criança mais nova em minha casa.)

Kelvin is the laziest student in our class.


(Kelvin é o aluno mais preguiçoso da nossa turma.)

My parents are the oldest in their families.


(Meus pais são os mais velhos nas famílias deles.)

NOTA

Seguimos algumas regras para a adição do “-est” nos short adjectives. São as
mesmas regras que utilizamos para adicionar o “-er” no grau comparativo de superioridade!
Você pode retomá-las na Seção 2.3 deste tópico! Veja alguns exemplos:

Adjective Comparative Superlative


Fat Fatter Fattest
Happy Happier Happiest

Simple Simpler Simplest

Observação: Assim como no grau comparativo, no superlativo há exceções para os adjetivos


good (bom) – best (o/a melhor), e bad (mau) – worst (o/pior).

3.1.2 Negative form


Para construir frases negativas no superlativo com short adjectives, apenas
adicionamos o “not” após o Verb to be (podemos utilizar a forma longa, ou a forma
abreviada [isn’t, aren’t]). A estrutura das frases é a seguinte:

SUJEITO + VERB TO BE + NOT + THE + SHORT ADJECTIVE COM “-EST” +


COMPLEMENTO.
104
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

Exemplificando:

This is not the biggest building in this city.


(Este não é o maior prédio nesta cidade).

My dogs are not the fattest of the neighborhood. Poor them!


(Meus cães não são os mais gordos da vizinhança. Pobres deles!)

I am not the tallest of us!


(Eu não sou a mais alta de nós!)

3.1.3 Interrogative form


Assim como em situações anteriores, para formar perguntas com o grau
superlativo com short adjectives, precisamos apenas mover o Verb to be para antes
do sujeito da frase. Vejamos a estrutura, então:

VERB TO BE + SUJEITO + THE + SHORT ADJECTIVE COM “-EST” +


COMPLEMENTO + ?

Exemplos:

Is Julia the youngest in this class?


(Júlia é a mais nova nesta classe?)

Are you the happiest person in the world? I think you are!
(Você é a pessoa mais feliz do mundo? Eu acho que você é!)

Mônica: Am I the prettiest of all?


(Mônica: eu sou a mais bonita de todas?)

3.2 SUPERLATIVE FORM: LONG ADJECTIVES


O superlativo também pode ser construído com long adjectives (adjetivos
longos), ou seja, adjetivos com duas ou mais sílabas. Nesses casos, utilizamos a
expressão “the most” (a/o mais) e o adjetivo não sofre nenhuma alteração em sua
estrutura. Veja um exemplo:

The Louvre Museum is the most beautiful I have ever visited.


(O Museu do Louvre é o mais bonito que eu já visitei.)

105
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

3.2.1 Affirmative form


Para construir frases afirmativas no grau superlativo de adjetivos longos,
utilizamos o Verb to be, a expressão “the most” e o adjetivo sem qualquer alteração.
Veja a estrutura das sentenças:

SUJEITO + VERB TO BE + THE MOST + LONG ADJECTIVE + COMPLEMENTO.

Veja alguns exemplos:

I am the most talkative person in my job!


(Eu sou a pessoa mais falante no meu trabalho!)

Deborah is the most popular girl in our college.


(Deborah é a garota mais popular em nossa faculdade.)

You are the most spontaneous person here.


(Você é a pessoa mais espontânea aqui.)

3.2.2 Negative form


Para as negações com o grau superlativo dos long adjectives, apenas
adicionamos o “not” após o Verb to be. Mais uma vez, valem tanto a forma longa
quanto a forma contraída da negação do Verb to be. Vejamos a estrutura a ser utilizada:

SUJEITO + VERB TO BE + NOT + THE MOST + LONG ADJECTIVE +


COMPLEMENTO.

Veja os exemplos:

You are not the most organized person I know!


(Você não é a pessoa mais organizada que eu conheço!)

This is not most expensive restaurant we have eaten before.


(Este não é o restaurante mais caro no qual já comemos.)

She is not the most dedicated student in the class.


(Ela não é a aluna mais dedicada da turma.)

3.2.3 Interrogative form


Para formar perguntas com o grau superlativo de adjetivos longos, mais
uma vez, precisamos apenas mover o Verb to be para antes do sujeito. Portanto,
temos a seguinte estrutura:

106
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

VERB TO BE + SUJEITO + THE MOST + LONG ADJECTIVE + COMPLEMENTO + ?

Vejamos alguns exemplos:

Are you the most distracted person in your family?


(Você é a pessoa mais distraída da sua família?)

Is John the most studious student from here?


(João é o aluno mais estudioso daqui?)

Am I the most talkative person in the party?


(Eu sou a pessoa mais falante da festa?)

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem o objetivo de praticar as formas sintáticas dos graus


comparativo e superlativo dos adjetivos que acabamos de aprender. Seguindo
as orientações, forme frases utilizando o grau comparativo ou o superlativo,
de acordo com o contexto. Veja o exemplo:
Ex.: she – tall – he (equality)  She is as tall as he.

a) John – smart – in the class  _________________________________________


___________________________________________________________________

b) Carina – intelligent – Pablo (superiority)  ____________________________


___________________________________________________________________

c) José – polite – in this school ________________________________________


___________________________________________________________________

d) You – tall – Louis (inferiority)  ______________________________________


___________________________________________________________________

e) I – talkative – you – (equality)  ______________________________________


___________________________________________________________________

4 READING AND REFLECTING IN A TEXT


Vamos, nesta seção, ler e refletir sobre o uso dos graus comparativo e
superlativo dos adjetivos em inglês. Faremos essas atividades a partir da leitura
do texto “The Rodriguez Brothers Circus”, que é uma espécie de resenha acerca da
apresentação de um circo. Leia:

107
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

The Rodriguez Brothers Circus

The Rodriguez Brothers Circus is in town! Every year, the circus arrives
and stays for a week. Then they go to the next town.

There are not many animals in the circus. People told the circus that they
didn't like seeing animals performing. There is an elephant called Jacob and two
old lions, Hattie and Meg.

Most of the performers are human! There is Leopold, The Strongest Man In
The World. His father also worked in the circus, but Leopold is stronger than him,
he has bigger arms and bigger legs too! Leopold performs his act every night for
the town's people who come to watch.

Another performer is Clara. She says she has the longest hair in the world.
It's about 4 meters long! She also has a daughter who works in the circus. Her name
is Sue-Ellen. Her hair is a lot shorter, but she wants to grow it as long as her mother's.
Sue-Ellen helps look after the animals and she's also learning how to juggle.

The highlight of the circus are the three clowns, Pit, Pot and Pat. They all
wear long red shoes, but Pat's shoes are the longest and sometimes, he falls over
because they're so long! They perform for about twenty minutes and they are always
the most popular act with the audience, especially the children. Many people think
Pit, Pot and Pat are three brothers, but Pat is older than the other two – he's their
father! He's the oldest clown in the country, but he has a lot of energy.

Tomorrow will be the longest day because the circus is leaving town and
everything must be packed away into big trucks.
FONTE: English Learning Lounge. Disponível em: <http://www.esl-lounge.com/student/
reading/2r9-circus-superlative-reading.php>. Acesso em: 14 maio 2017.

Leia atentamente o texto novamente, marcando com cores diferentes


as ocorrências dos graus comparativo e superlativo dos adjetivos. Em seguida,
responda às questões:

AUTOATIVIDADE

1) Em quais momentos foram utilizados os graus comparativos do texto? Quais


características são comparadas?
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

108
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

2) E o grau superlativo se apresenta em quais situações?


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

3) Escreva T (true) ou F (false) nas alternativas a seguir sobre o texto:

a) ( ) The circus has a lot of animals.


b) ( ) Pit, Pot and Pat are brothers.
c) ( ) People really like animals in the circus.
d) ( ) Sue-Ellen has the longest hair in the world.
e) ( ) Leopold is stronger than his father.

5 VOCABULARY CORNER: DESCRIBING A PERSON


Neste tópico, aprendemos a estabelecer relações de comparação entre
características entre dois elementos. Compreendemos, também, como salientar
um grau máximo de uma característica de determinado elemento. Neste estudo
do vocabulário, vamos, então, aprender a descrever uma pessoa: trabalharemos
com características físicas e emocionais.

Assim, ficará ainda mais fácil construir ideias de caracterização,


especialmente se levarmos comparação à pluralidade de características físicas e
psicológicas que compõem nossa humanidade.

Vamos iniciar o estudo da descrição de pessoas por uma característica


que fica bastante evidente já no primeiro contato visual com a pessoa: a forma do
rosto, que pode ser:

Face types:

Oblong (fino e alongado)


Oval (oval)
Round (Redondo)
Rectangular (retangular)
Square (quadrado)
Triangular (triangular)
Diamond (diamante)
Inverted triangle (triângulo invertido)
Heart (coração)

Vamos ver uma ilustração para clarificar esse vocabulário:

109
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

FIGURA 15- FACE TYPES

FONTE: Disponível em: <https://leadingpersonality.files.wordpress.com/2013/03/


face-shape.jpg>. Acesso: 14 maio 2017.

Outra característica que pode ajudar a descrever pessoas é o cabelo: cor, tipo...
Vejamos este vocabulário específico:

Hair types:
Crew cut (corte masculino)
Shaved hair (cabelo raspado)
Bald head (careca)
Receding hairline (calvo)
Long hair (cabelo longo)
Flattop (cabelo estilo quadrado)
Spiky (espetado)
Dreadlocks (com dread)
Bob (chanel)
Shoulder-length (na altura dos ombros)
Perm (com permanente)
Curly (encaracolado)
Cornrows (trancinhas)
Chignon (coque trabalhado)
Bun (coque redondo)
French twist (trança francesa)
Ponytail (rabo de cavalo)
Braid (trança)
French braid (trança embutida)
Braids (tranças)
Pigtails (chuquinhas)
Wavy hair (ondulado)
Straight (liso)
Short hair (cabelo curto)

110
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

Black (preto)
Brown (marrom)
Blond (loiro)
Red (vermelho)

Vejamos a ilustração do vocabulário acima apresentado, a fim de sanar


nossas dúvidas:

FIGURA 16 - HAIR TYPES

FONTE: Disponível em: <https://www.easypacelearning.com/design/images/differentHair.jpg>.


Acesso em: 14 maio 2017.

Outra importante característica física que pode ser descrita diz respeito aos
olhos: seu formato e cor. Vejamos esse vocabulário:

Eye characteristics:

Wide set eyes (olhos separados)


Close set eyes (olhos próximos)
Almond eyes (olhos amendoados)
Down turned eyes (olhos virados para baixo)
Protruding eyes (olhos salientes)
Deep set eyes (olhos profundos)

111
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Hooded eyes (olhos com bolsas – marcas de expressão)


Asian eyes (olhos asiáticos)
Blue eyes (olhos azuis)
Brown eyes (olhos castanhos)
Black eyes (olhos pretos)
Green eyes (olhos verdes)


Veja algumas das características de olhos na ilustração a seguir:

FIGURA 17 - EYE CHARACTERISTICS

FONTE: Disponível em: <http://www.fashionlady.in/wp-content/uploads/2016/07/Different-types-


of-eye-shapes.jpg>. Acesso: 14 maio 2017.

Para descrever uma pessoa, podemos ainda mencionar outras características


físicas e psicológicas que atribuímos a elas, veja:

112
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

QUADRO 10 - CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E PSICOLÓGICAS

Physical characteristics Psychological characteristics


Attractive (atraente) Arrogant (arrogante)
Beard (barba) Boring (chato/chata)
Beautiful (bonita – apenas para mulheres) Brave (corajoso/corajosa)
Blonde (loiro/loira) Calm (calmo/calma)
Brunette (moreno/morena) Cheerful (alegre)
Fat (gordo/gorda) Clever (esperto/esperta)
Handsome (bonito – apenas para homens) Confident (confiante)
Medium height (estatura mediana) Crazy (louco/louca)
Moustache (bigode) Dishonest (desonesto/desonesta)
Old (velho/velha) Friendly (amigável)
Overweight (obeso/obesa) Funny (engraçado/engraçada)
Pretty (lindo/linda) Generous (generoso/generosa)
Redhead (ruivo/ruiva) Good-humoured (bem-humorado/bem-
Short (baixo/baixa) humorada)
Slim (elegante) Happy (feliz)
Smart (esperto/esperta) Hard-working (trabalhador/trabalhadora)
Tall (alto/alta) Honest (honesto/honesta)
Thin (magro/magra) Hot-headed (temperamental)
Ugly (feio/feia) Impatient (impaciente)
Well-dressed (bem vestido/bem vestida) Impolite (mal-educado/mal-educada)
Young (jovem) Impulsive (impulsivo)
Intelligent (inteligente)
Kind (gentil)
Lazy (preguiçoso/preguiçosa)
Moody (temperamento instável)
Patient (paciente)
Polite (educado/educada)
Sensible (sensível)
Serious (sério/séria)
Shy (tímido/tímida)
Snobbish (presunçoso/presunçosa)
Unfriendly (pouco amigável)
Unhappy (infeliz)

Fonte: A autora

As características para descrever uma pessoa também compõem um


vocabulário bastante vasto, que pode ser praticado por meio de uma dinâmica
bastante simples: pense em algumas pessoas que a rodeiam e crie um perfil com
as principais características que elas apresentam, utilize a descrição por meio de
características físicas e emocionais. Faça isso com diferentes pessoas, assim fica
mais fácil de se familiarizar com o vocabulário!

Agora, vejamos alguns exemplos de uso do nosso tópico sintático (graus


dos adjetivos) relacionados ao nosso tópico vocabular:

You are the most polite person I have ever met.


(Você é a pessoa mais educada que eu já conheci.)

113
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

David is the happiest student in this room.


(David é o estudante mais feliz nesta sala.)

Gabi is as shy as Dani.


(Gabi é tão tímida quanto Dani).

Johan is funnier than Marcos.


(Johan é mais engraçado do que Marcos.)

I am less tall than you.


(Eu sou menos alta do que você.)

My dog is more impulsive than yours.


(O meu cachorro é mais impulsivo que o seu.)

6 IDEAS TO WORK IN A CLASSROOM


Bem, como nos tópicos anteriores, esta seção tem como objetivo apresentar
possíveis dinâmicas para que o trabalho em sala de aula se transforme em um
conjunto mais leve e significativo tanto para os estudantes quanto para os
professores. Vamos, então, refletir sobre atividades que podem ser empreendidas
para o trabalho com os temas ora estudados em sala de aula.

6.1 LABEL
Essa atividade tem como objetivo praticar o vocabulário previamente estudado,
especialmente no que diz respeito aos adjetivos, cores e roupas (SESI, 2008).

Material necessário: pedaços de papel (rótulo) com o nome de


personalidades famosas ou outros elementos que possam ser descritos e que
tenham sido previamente combinados com a turma.

Como jogar: a turma é dividida em dois grupos. Um grupo de cada vez


envia um estudante para a frente da sala. Esse estudante vai escolher um pedaço
de papel com o nome da personalidade que deve adivinhar, a partir da descrição
dos colegas. Esse papel pode ser colado na testa do estudante ou no quadro, atrás
dele. O mais importante é que ele não o veja. O seu grupo, que está em sua frente,
vai ver o nome da personalidade e dar suas características, em inglês. O estudante
que está em frente à turma terá um tempo estipulado (de 30 segundos a um
minuto) para adivinhar qual personalidade ele é, a partir das descrições que seus
colegas lhe fornecerem. Se a equipe conseguir adivinhar a personalidade, ganha
um ponto. A equipe campeã é aquela que tiver mais pontos.

114
TÓPICO 2 | DEGREES OF ADJECTIVES

6.2 GUESS WHO? (Quem é?)


O objetivo desta atividade é praticar o vocabulário aprendido e, também,
formas sintáticas específicas (presente ou passado) (SESI, 2008).

Como jogar: Cada participante deve pensar em uma personalidade famosa


e não contar a ninguém. Cada um dos colegas tem direito a fazer uma pergunta
sobre características dessa personalidade, a que o estudante que está apresentando
só tem direito de responder com “yes” ou “no”. Conforme vão sendo feitas e
respondidas as perguntas, o estudante que souber a resposta pode dizê-la, mesmo
que não esteja na sua vez. Caso esteja errada, segue o jogo. Se a resposta for correta,
ele é que passa a desempenhar o papel a ser adivinhado.

115
SUMMARY OF TOPIC 2
Neste tópico, você aprendeu que:

• Os adjetivos podem ter os graus comparativo (de igualdade, superioridade e


inferioridade) e superlativo.

• O comparativo estabelece sempre uma comparação entre dois elementos.

• O grau comparativo de igualdade é construído por meio da expressão “as...


as...” (tanto... quanto...).

• O comparativo de inferioridade é expresso por “less... than...” (menos... do que...).

• O comparativo de superioridade é expresso pela adição de “-er” a adjetivos


curtos, isto é, com apenas uma sílaba.

• Já o comparativo de superioridade com adjetivos longos, com duas sílabas ou


mais, é construído com a expressão “more... than...” (mais... do que...).

• O grau superativo é sempre a expressão do grau máximo da característica de


um elemento em relação a todos os outros.

• O superlativo de adjetivos curtos é construído a partir da adição de “-est” ao


adjetivo.

• Já os adjetivos longos têm seu superlativo com a expressão “the most...” (o/a mais...).

• Há distintos adjetivos, que dizem respeito a características físicas, psicológicas


e emocionais que podem ser utilizados para descrever pessoas e estabelecer
relações de comparação.

• Atividades que trabalham com a oralidade são as mais indicadas para a prática
e compreensão de vocabulários muito amplos.

116
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar o grau comparativo de igualdade.


Construa frases utilizando essa forma sintática, fique atento aos elementos
da frase. Veja o exemplo:

Ex.: Maria – short – me.  Maria is as short as me.

a) Monica – calm – her husband.  _____________________________________


__________________________________________________________________

b) You – handsome – your father.  _____________________________________


_________________________________________________________________

c) We – young – our cousins.  _________________________________________


__________________________________________________________________

d) Jonathan – rude – his brother.  ______________________________________


__________________________________________________________________

e) Leonardo – shy – you.  ____________________________________________


__________________________________________________________________

2) Esta atividade visa praticar o grau comparativo de superioridade. Seguindo


as orientações dispostas, construa frases observando os adjetivos em questão.
Veja o exemplo:

Ex.: Jane – serious – Mark (affirmative).  Jane is more serious than Mark.

a) I – patient – you (negative).  ________________________________________


___________________________________________________________________

b) Claudia – short – her mother (interrogative)  _________________________


___________________________________________________________________

c) Jared – funny – Jensen (negative)  ___________________________________


___________________________________________________________________

d) Meredith – intelligent – George (affirmative)  _________________________


___________________________________________________________________

e) Dean – old – Sam (affirmative)  _____________________________________


___________________________________________________________________

117
f) Gabriel – friendly – Miguel (interrogative).  __________________________
___________________________________________________________________

3) Esta atividade tem como objetivo praticar o grau comparativo de inferioridade.


Construa frases observando os adjetivos empregados. Veja o exemplo:

Ex.: This purse – expensive – this wallet.  This purse is less expensive
than this wallet.

a) Johan – shy – his friend Carlos.  ____________________________________


___________________________________________________________________

b) Bob – modest – you.  ______________________________________________


___________________________________________________________________

c) I – funny – you.  __________________________________________________


___________________________________________________________________

d) Marina – extroverted – Martha.  ____________________________________


___________________________________________________________________

4) Esta atividade visa à prática do modo superlativo dos adjetivos. Siga as


orientações para criar frases. Veja o exemplo a seguir:

Ex.: This purse – cheap – in the store.  This purse is the cheapest in
the store.

a) My book – old – in the bookcase (affirmative)  ________________________


___________________________________________________________________

b) Fernanda – crazy – in the party (negative)  ___________________________


___________________________________________________________________

c) Karollynne – smart – in the class (interrogative)  ______________________


___________________________________________________________________

d) Heloise – friendly – person here (affirmative)  ________________________


___________________________________________________________________

e) Liam – intelligent – student in his class (interrogative)  ________________


___________________________________________________________________

f) Anna – emotional – person in our family (negative).  __________________


___________________________________________________________________

118
5) Nesta atividade, vamos praticar um pouco do vocabulário de descrição de
pessoas. Como você descreveria cada uma das personalidades a seguir?
Construa frases utilizando o vocabulário que aprendemos neste tópico:

a) Sílvio Santos

______________________________________________
_____________________________________________________________________

b) Ayrton Senna

____________________________________________
_____________________________________________________________________

c) Xuxa

____________________________________________
_____________________________________________________________________

d) Barack Obama

__________________________________________________
_____________________________________________________________________

119
e) Angelina Jolie

______________________________________________
______________________________________________________________
FONTE: As atividades para esta questão foram retiradas do Google Images a partir do nome
das personalidades. Em 14 maio 2017.

120
UNIT 2
TOPIC 3

INDEFINITIES AND COMPOUNDS

1 INTRODUCTION
Neste novo tópico vamos estudar uma nova classe de palavras do inglês: os
Indefinite pronouns (pronomes indefinidos) e seus compounds (compostos). Antes de
seguirmos, vale mencionar que os pronomes indefinidos podem ser substantivos
(quando substituem os substantivos) ou adjetivos (quando caracterizam os
substantivos). Estudaremos, neste tópico, como formular frases afirmativas, negativas
e interrogativas com expressões como anyone (alguém) e someone (alguém) que, embora
tenham a mesma tradução, aplicam-se em contextos distintos (SILVA, 2017).

Vamos aprender, ainda, dois tópicos relacionados ao vocabulário que estão


bastante presentes em nosso cotidiano: clothes (roupas) e accessories (acessórios).
Ao longo do tópico, nosso conhecimento será construído por meio de textos de
circulação real na sociedade. Refletiremos, assim como nos tópicos anteriores deste
livro, sobre dinâmicas para o trabalho em sala de aula.

2 INDEFINITE PRONOUNS: WHAT ARE THEY AND WHAT ARE


THEY USED FOR?
Antes de seguirmos à nossa explicação, leia o cartum a seguir:

FIGURA 18 - CARTUM

FONTE: Disponível em: <https://cdn.andertoons.com/img/toons/cartoon3106.


png>. Acesso em: 21 maio 2017.

121
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Como é comum neste gênero discursivo, o cartum acima constrói sentidos


a partir da associação entre linguagem verbal e não verbal: quando um pinguim
aparece vestido com seu “traje de gala”, seus colegas, que parecem estar com
roupas casuais, perguntam: “Ninguém lhe contou sobre as sextas casuais?”

O que nos é caro nesse cartum é o uso do pronome “anyone”, que se refere
a “ninguém”. Como o próprio nome já diz, os pronomes indefinidos são utilizados
quando não estamos nos referindo a nenhuma pessoa, lugar ou objeto específico.
Nós podemos usar os pronomes indefinidos quando queremos a) generalizar algo; b)
quando não nos referimos a algo/alguém em específico. Assim como no cartum acima,
no qual os pinguins não querem falar de alguém específico que tivesse comunicado o
colega sobre as sextas casuais, eles se referem a qualquer um que pudesse ter feito isso.

Em inglês, os principais pronomes indefinidos são derivados de: some,


any, no e every. Esses compostos são empregados em distintos contextos de uso,
estudaremos cada um deles a seguir.

DICAS

Ao longo deste tópico, você vai ver que a terminação dos pronomes relativos
em inglês indica se ele está se referindo a pessoas ou coisas.

Quando se referem a pessoas, os pronomes têm a terminação: -body/-one. Quando


estão se referindo a coisas, a terminação é -thing.

2.1 INDEFINITE PRONOUN – SOME


O primeiro pronome indefinido que estaremos estudando é o some
(algum, alguma, alguns, algumas). Este pronome pode ser um pronome adjetivo
(indefinitie adjective) ou um pronome substantivo (indefinitie pronoun). Veja os
exemplos, respectivamente:

Johan was starving, so I have him some food.


(Johan estava morrendo de fome, então eu dei a ele um pouco de comida.)

I am drinking tea. Do you want some?


(Eu estou tomando chá. Você quer um pouco?)

122
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

Antes de seguirmos, é importante definirmos que some e seus compostos


serão utilizados apenas em frases afirmativas. Podemos utilizá-los, ainda, em
frases interrogativas, quando se trata de um pedido ou oferecimento ou quando
esperamos uma resposta afirmativa. Veja os exemplos:

I need some Peace, please!


(Eu preciso de um pouco de paz, por favor.)

Do you want some juice? I made it myself.


(Você quer um pouco de suco? Eu mesma que fiz.)

2.1.1 Indefinite pronoun – somebody/someone


Compostos derivados de some, utilizamos as expressões somebody e someone
para nos referirmos a “alguém” (lembre-se dos contextos de uso que acabamos de
estudar: frases afirmativas e, algumas vezes, interrogativas). Essas duas expressões
podem ser usadas como sinônimos nas frases. Veja alguns exemplos:

I guess somebody is knocking in our front door.


(Eu acho que alguém está batendo em nossa porta da frente.)

Someone called me last night, but he did not say who was.
(Alguém me ligou na noite passada, mas ele não disse quem era.)

2.1.2 Indefinite pronoun – something


Outro pronome indefinido derivado de some é something, podemos utilizar
essa expressão para nos referirmos a alguma coisa, algo ou qualquer coisa. Mais
uma vez, não podemos nos esquecer dos contextos de uso para os compostos de
some. Vejamos alguns exemplos:

Can you help me to find something interesting about my subject to the Biology Project?
(Você pode me ajudar a encontrar algo interessante sobre meu assunto para o
projeto de Biologia?)

I need something to eat. I am starving!


(Eu preciso de alguma coisa para comer. Eu estou morrendo de fome!)

2.1.3 Indefinite Pronoun – SOMEWHERE


O pronome indefinido somewhere pode ser utilizado quando queremos nos
referir a “(em) algum lugar”, como na música tão famosa de Israel Kamakawiwo'ole:

123
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

DICAS

O vídeo da música pode ser acessado em: https://www.youtube.com/


watch?v=V1bFr2SWP1I

Somewhere over the rainbow


Way up high
And the dreams that you dreamed of
Once in a lullaby
over the rainbow
Blue birds fly
And the dreams that you dreamed of
Dreams really do come true

(Em algum lugar além do arco-íris


Bem lá no alto
E os sonhos que você sonhou
Uma vez em um conto de ninar
Em algum lugar além do arco-íris
Pássaros azuis voam
E os sonhos que você sonhou
Sonhos realmente se tornam realidade.)

2.1.4 Indefinite pronoun – somehow


Já o pronome relativo somehow é utilizado quando queremos nos referir a
“(de) algum jeito” ou “(de) alguma maneira”. Veja os exemplos:

I have to study. Somehow, I have to pass in my exams.


(Eu tenho que estudar. De alguma forma, eu tenho que passar nos meus exames.)

Somehow, he got my phone number. I don’t know how.


(De alguma forma, ele conseguiu meu número de telefone. Eu não sei como.)

2.2 INDEFINITE PRONOUN – ANY


Outro pronome indefinido muito utilizado em inglês é any (qualquer,
quaisquer, nenhum, nenhuma). Assim como o some, o any pode ser um pronome
adjetivo (indefinite adjective) ou um pronome substantivo (indefinitie pronoun). Veja,
respectivamente, os exemplos:
124
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

Do you have any juice? I am thirsty.


(Você tem algum suco? Eu estou com sede.)

I have eaten my cookies. Do you have any?


(Eu comi os meus cookies. Você tem algum?)

Utilizamos o any e seus compostos em frases negativas e interrogativas. Só


podemos utilizar o any em frases afirmativas nas seguintes situações:

• Se ele aparecer depois da expressão “if” (se):

I want to know if I have any chance.


(Eu quero saber se eu tenho alguma chance.)

• Houver alguma palavra de sentido negativo na palavra (rarely [raramente],


never [nunca]):

Carla never has any time for us.


(Carla nunca tem tempo algum para nós.)

• Significar “qualquer”:

When you have any question, ask me!


(Quando você tiver qualquer pergunta, pergunte a mim!)

2.2.1 Indefinite pronoun – anybody/anyone


Derivados do pronome indefinido any, os pronomes anybody e anyone podem
ser utilizados quando queremos nos referir a alguém, qualquer um e ninguém.
Assim como nos derivados de some, anybody e anyone podem ser utilizados como
sinônimos. Vale lembrar dos contextos de uso nos quais os derivados de any são
empregados. Vejamos alguns exemplos:

There is not anyone at home. I am afraid.


(Não há ninguém em casa. Eu estou com medo.)

Is anybody going to write the paper with me?


(Alguém escreverá o trabalho comigo?)

2.2.2 Indefinite pronoun – anything


O anything é o pronome indefinido que utilizamos quando estamos nos
referindo a “qualquer coisa”, “alguma coisa” e “nada”. Vejamos os exemplos:

125
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

I didn’t do anything about the Project. I am so late!


(Eu não fiz nada sobre o projeto. Estou tão atrasada!)

Do you have anything against me?


(Você tem alguma coisa contra mim?)

2.2.3 Indefinite Pronoun – anywhere


Anywhere é o pronome indefinido utilizado para nos referirmos a “(em)
algum lugar” e “(em) qualquer lugar”. Vejamos alguns exemplos a seguir:

Do you know anywhere I can work? I need money!


(Você sabe de algum lugar no qual eu possa trabalhar? Eu preciso de dinheiro!)

I can’t find my notebook anywhere.


(Eu não consigo encontrar meu caderno em lugar algum.)

2.2.4 Indefinite pronoun – anyway


Já o anyway é o pronome indefinido utilizado para expressar a ideia “de
alguma maneira” ou “de qualquer jeito”. Confira alguns exemplos:

I can’t do it, anyway. I don’t have time.


(Eu não posso fazer isso, de qualquer forma. Eu não tenho tempo.)

She is not coming. I didn’t want it, anyway.


(Ela não está vindo. Eu nem queria isso, de qualquer forma.)

2.3 INDEFINITE PRONOUN – NO


O pronome indefinido no é utilizado quando queremos nos referir a
“nenhum ou nenhuma”. Como ele está relacionado a uma ideia de negação, nós
o utilizamos exclusivamente em frases que passam a ideia negativa, mas são
construídas em estrutura afirmativa. O no é um pronome adjetivo, isto é, qualifica
um substantivo. Vejamos um exemplo:

I have no money to buy this.


(Eu não tenho dinheiro para comprar isso.)

126
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

NOTA

Atenção: embora seja comum construirmos frases com dupla negativa no


português (Não tenho nada para fazer aqui), em inglês isso não é permitido (I have nothing to
do here). Por isso, caso você utilize o pronome indefinido no e seus derivados, precisa utilizar
uma estrutura afirmativa, mesmo que a ideia seja de negação.

Caso você construa a sentença com any aliado a uma forma negativa do verbo, não
há problemas (There isn’t anything to eat here [não há coisa alguma para comer aqui]).

2.3.1 Indefinite pronoun – none


O none é utilizado quando queremos nos referir a “nenhum, nenhuma”,
mas se trata de um pronome substantivo, isto é, substitui um substantivo (nome).
Vejamos um exemplo:

- Did you see any of my friends walking around?


- No, I didn’t see none.

(- Você viu algum dos meus amigos caminhando por aqui?


- Não, eu não vi nenhum.)

2.3.2 Indefinite pronoun – nobody/no one


Utilizamos os pronomes indefinidos nobody e no one, derivados do no,
para passarmos a ideia de “ninguém”. Assim como em casos anteriores, os dois
termos podem ser utilizados como sinônimos, sem prejuízo de valor da sentença.
Vejamos um exemplo:

Nobody can be home to receive the order.


(Ninguém pode estar em casa para receber o envelope.)

No one told me about the test.


(Ninguém me falou sobre o teste.)

2.3.3 Indefinite pronoun – nothing


O pronome nothing, derivado do pronome indefinido no, é utilizado para
passar a ideia de “nada”. Não podemos esquecer a regra de uso: sentenças em
inglês não aceitam dupla negação. Vejamos o exemplo a seguir:

127
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

I have nothing to say about it.


(Eu não tenho nada para dizer sobre isso.)

She has nothing that we can use to make a cake.


(Ela não tem nada que possamos usar para fazer um bolo.)

2.3.4 Indefinite Pronoun – NOWHERE


Já o pronome indefinido nowhere é utilizado para expressar a ideia de
“nenhum lugar”. Veja o exemplo:

My cousin is nowhere in this party. I have to go home!


(Minha prima não está em nenhum lugar nesta festa. Eu tenho que ir para casa!)

2.4 INDEFINITE PRONOUN – EVERY


Nós temos, também, o pronome indefinido every, que dá a ideia de “todo(s),
toda(s)”. Esse pronome tem o valor de pronome adjetivo, isto é, acompanha o
nome. Vejamos:

Every year, we go to the Summer Camp.


(Todos os anos, nós vamos ao Acampamento de Verão.)

Every e seus derivados podem ser utilizados em frases afirmativas e


interrogativas.

2.4.1 Indefinite pronoun – everybody/everyone


Utilizamos os pronomes indefinidos everybody e everyone para indicar
“todos, todas, todo mundo”. Veja o exemplo a seguir:

Is everybody crazy in this home?


(Todos estão loucos nesta casa?)

Everyone is going to arrive at six for the party.


(Todo mundo vai chegar às seis para a festa.)

2.4.2 Indefinite pronoun – everything


O pronome indefinido everything é utilizado para expressar a ideia de
“tudo, todas as coisas”. Veja exemplos:

128
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

Everything is strange between us.


(Tudo está estranho entre nós.)

Everything disappears when I am late.


(Tudo desaparece quando eu estou atrasado(a).)

2.4.3 Indefinite pronoun – everywhere


O pronome everywhere é utilizado para expressar a ideia de “em todo lugar,
em toda parte”. Veja:

Everywhere I am, I am looking for you.


(Em todo lugar que estou, estou procurando você.)

I already looked everywhere, I can’t find my keys.


(Eu já olhei em toda parte, não consigo encontrar minhas chaves.)

2.4.4 Indefinite pronoun – every way


Every way é o pronome indefinido que utilizamos para expressar a ideia
“de todo modo, de toda forma”, ele não é muito utilizado, mas é possível. Veja:

Every way you wonder if you're wrong.


(De todo jeito você quer saber se você está errado.
Letra de Everyway – Circa Survive)

Every way... you look so beautiful to me.


(De todas as formas, você é tão bonita para mim.)

NOTA

Utilizamos os verbos no singular com os pronomes indefinidos:

Everybody is happy. (Todo mundo está feliz.)


Nothing is going to stop me. (Nada vai me parar.)

129
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

DICAS

Caro acadêmico, talvez seja difícil gravar todas as regras de uso dos diferentes
pronomes indefinidos que aprendemos neste tópico, por isso, você pode se guiar pelo
quadro-síntese a seguir:

QUADRO 11 - SÍNTESE DE USOS DOS PRONOMES INDEFINIDOS DO INGLÊS

Tipo de
Some Any No Every
Sentença
- Se ele aparecer
depois da expressão
“if” (se):
- Houver alguma
 (com ideia
Afirmativa  palavra de sentido 
negativa)
negativo na palavra;
- Significar
“qualquer”.

Negativa x  x x

- Quando se trata
de um pedido ou
oferecimento
Interrogativa - Quando  x 
esperamos
uma resposta
afirmativa

FONTE: A autora

3 REFLECTING ABOUT THE THEME IN A TEXT


Nesta seção, vamos ler e refletir sobre um texto muito famoso que circula
por palestras e momentos de formação de empreendedores. É um texto que aborda,
por meio dos pronomes indefinidos, o mundo do trabalho e os papéis sociais que
cada um pode/deve desempenhar. Vejamos o texto:

That`s my job

This is a story about four people: Everybody, Somebody, Anybody and


Nobody. There was an important job to be done and Everybody was sure that
Somebody would do it. Anybody could have done it, but Nobody did. Somebody

130
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

got angry about that because it was Everybody`s job. Everybody thought Anybody
could do it, but Nobody realized that Everybody wouldn`t do it. It ended up that
Everybody blamed Somebody when Nobody did what Anybody could have done.
FONTE: Entenda Inglês (2010). Disponível em: <https://alineprofessora.wordpress.
com/2012/03/01/exercicios-indefinite-pronouns-ii/>. Acesso em: 28 maio 2017.

Releia o texto com atenção para realizar as atividades a seguir:

AUTOATIVIDADE

1) Explique, com suas palavras, em inglês, sobre o que o texto trata.


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Por que você acha que o autor utilizou os pronomes indefinidos para nomear
os personagens do texto? Qual foi o efeito de sentido criado?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

4 VOCABULARY CORNER: CLOTHES AND ACCESSORIES


Agora que já estudamos o conteúdo gramatical do nosso tópico, chega
a hora de partimos ao estudo de dois conjuntos vocabulares muito úteis para o
nosso cotidiano: clothes (roupas) e accessories (acessórios).

Antes de adentrarmos na construção de vocabulário propriamente dita,


vale uma dica acerca do verbo vestir: embora seja comum, em português, dizermos
sentenças como “eu estou usando uma blusa nova” no lugar de “eu estou vestindo
uma blusa nova”, no inglês isso não é possível! Quando estamos nos referindo a
vestir, sempre vamos utilizar o verbo wear (vestir) e nunca use, de “usar”.

Vejamos, então, o nosso vocabulário:

131
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Roupas (Clothes)

Blazer (blazer)
Blouse (camisa feminina)
Cardigan (cardigã)
Dress (vestido)
Jeans (calça jeans)
Pants (USA) (calça)
Polo Shirt (camisa Polo)
Shirt (camisa masculina)
Shorts (bermuda)
Skirt (saia)
Smoking (smoking)
Suit (terno)
Trousers (UK) (calça)
T-Shirt (camiseta)
Undershirt (camiseta – como roupa de baixo)

Roupas de Inverno (Winter Clothes)

Sweater (suéter – blusa fechada, normalmente de lã)


Scarf (cachecol)
Coat (casaco)
Leather Coat (casaco de couro)
Jacket (jaqueta)
Gloves (luvas – com divisão dos dedos)
Mittens (luvas – sem divisão dos dedos)
Overcoat (sobretudo)
Shawl (xale) (de lã)
Wool Shawl (xale de lã)

Shoes (Sapatos)

Boots (botas)
Slipper (chinelo)
Flip-Flops (chinelo)
Shoes (sapatos)
High Heels (salto alto)
Sandals (sandália)
Tennis Shoes (tênis)
Trainers (tênis)
Sneakers (tênis)

132
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

Roupas de Banho e Íntima (Swimear – Underwear)

Bikini (biquíni)
Swinsuit (maiô)
Bathrobe (roupão)
Trunks (sunga)
Towel (toalha)
Bath Towel (toalha de banho)
Hand Towel (toalha de rosto)

Panties (USA) (calcinha)


Underpants (USA) (calcinha)
Knickers (UK) (calcinha)
Bra (sutiã)
Brassiere (sutiã)
Underpants (cueca)
Underwear (cueca)
Nightgown (camisola)
Nightdress (camisola)
Lingerie (lingerie)
Pajamas (USA) (pijama)
Pyjamas (UK) (pijama)

Diversos (various)

Raincoat (capa de chuva)
Socks (meias)
Pantyhose (USA) (meia-calça)
Tights (UK) (meia-calça)
Uniform (uniforme)
Costume (USA) (fantasia)
Fancy Dress (UK) (fantasia)

133
UNIDADE 2 | QUANTITIES AND CHARACTERISTICS

Accessories (acessórios)

Ring (anel)
Earring (brinco)
Bag (bolsa)
Purse (bolsa)
Backpack (mochila)
Suitcase (maleta)
Cap (bone)
Hat (chapéu)
Wallet (carteira)
Belt (cinto)
Vest (USA) (colete)
Waistcoat (UK) (colete)
Necklace (colar)
Tie (gravata)
Glasses (óculos)
Sunglasses (óculos de sol)
Shades (óculos de sol – mais informal)
Bracelet (pulseira)
Watch (relógio de pulso)
Suspenders (USA) (suspensório)
Braces (UK) (suspensório)
Umbrella (guarda-chuva)

Para praticar o vocabulário que acabamos de ver, faça a seguinte atividade:


escolha duas pessoas que estejam próximas a você e descreva as roupas que elas
estão vestindo.

Person 1: Person 2:

Agora, vejamos alguns exemplos de sentenças formuladas a partir do uso


do nosso tema gramatical, indefinite pronouns, e o vocabulário que estudamos:

Do you have any coat to lend me? It's very cold today.
(Você tem algum casaco para me emprestar? Está muito frio hoje.)
134
TÓPICO 3 | INDEFINITIES AND COMPOUNDS

She can not find any pajamas.


(Ela não consegue encontrar nenhum pijama.)

Every dress I buy gets big on me.


(Todo vestido que eu compro fica grande em mim.)

5 IDEAS AND ACTIONS TO WORK THE THEME IN A


CLASSROOM
Assim como nos tópicos anteriores deste caderno, esta seção é dedicada
a apresentar ideias que podem ser empreendidas para dinamizar o cotidiano em
sala de aula.

5.1 GUESSING THE DRAWING (Adivinhando o desenho)


Esta atividade objetiva desenvolver conceitos e vocabulários, além de
motivar o grupo de estudantes (SESI, 2008).

Material necessário: Quadro e canetões/giz para o desenho. Fichas com


vocabulário específico preparadas pelo professor para os desenhos.

Como jogar: o jogo é realizado com a turma dividida em grupos. Cada


estudante ganha uma ficha com alguns vocábulos que precisa representar em
forma de desenho (neste caso, sugere-se trabalhar com roupas e acessórios) em um
tempo determinado pelo professor. A equipe de cada estudante precisa acertar o
vocábulo que está sendo representado. Cada equipe ganha um ponto ao acertar
um vocábulo. O jogo termina quando todos os estudantes tiverem feito desenhos.
Ganha a equipe com mais pontos.

5.2 WHAT’S WRONG? (QUAL É O ERRO?)


A dinâmica tem como objetivo praticar e assimilar estruturas gramaticais,
ortografia e regência verbal (SESI, 2008).

Como jogar: A turma é dividida em pequenos grupos. O professor escreve


algumas frases no quadro, com erros propositais (neste caso, sugere-se trabalhar
com os usos dos pronomes indefinidos). As equipes têm um tempo determinado
para encontrar esses erros e explicar por que são erros. Cada explicação correta
vale um ponto. Ganha a equipe que mais pontos tiver ao final da atividade.

Dica: o professor pode corrigir as sentenças no quadro e pedir que se faça


a prática oral das sentenças corrigidas.

135
SUMMARY OF TOPIC 3
Neste tópico, você aprendeu que:

• No inglês, temos quatro principais pronomes indefinidos: some, any, no e every,


dos quais são derivados outros pronomes indefinidos bastante usados.

• Utilizamos o pronome some e seus derivados em frases afirmativas ou em


interrogações quando: a) estamos fazendo um pedido ou oferecimento; b)
esperamos uma resposta positiva.

• O any e seus derivados são utilizados em frases negativas e interrogativas.


Podemos utilizá-los em frases afirmativas quando: a) estiverem depois do “if”;
b) houver uma palavra de sentido negativo na frase; c) any significar “qualquer”.

• Já o no e seus derivados serão utilizados em frases afirmativas que expressam


ideia negativa, pois o inglês não admite duas formas de negação na mesma frase.

• O every e seus derivados são utilizados em frases afirmativas e interrogativas.

• Atividades dinâmicas em sala de aula ajudam o estudante a associar tanto


tópicos gramaticais quanto relacionados a vocabulário.

136
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar os pronomes indefinidos que


estudamos. Complete as frases a seguir com o pronome indefinido correto,
veja as opções dentro da caixa abaixo. Veja o exemplo:

Anybody – Someone – Nobody – Everything – Something -


Anything – Nothing

Ex.: Can somebody help me?

a) _______________ is looking for you.


b) I can’t do ______________ about it. Sorry
c) There is _______________ in this room. Maybe, we are in the wrong place!
d) I forgot _______________ about the test. Oh My God!
e) I did not see ______________ in this way.
f) She did ________________ to save him. It was horrible!
g) Do you want _______________ to drink?

2) Esta atividade tem o objetivo de colocar em prática conhecimentos


construídos acerca dos pronomes indefinidos. Assinale a alternativa que
melhor completa cada caso a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: _________ came to the party.


(x) nobody ( ) somebody

a) Do you want _________ to eat?


( ) anything ( ) something

b) Did you see __________ in the garden? I think __________ knocked on the door.
( ) anyone ( ) someone
( ) anyone ( ) someone

c) _________ I need money.


( ) somehow ( ) anyway

d) Do you know if __________ orders arrived for me?


( ) some ( ) any

e) I have ___________ idea about how to do this.


( ) no ( ) any
137
3) Esta atividade tem como objetivo praticar o vocabulário relativo a clothes.
Complete a crossword (palavra cruzada) com o nome correto de cada item
de vestuário solicitado:

FONTE: Disponível em: <https://www.englishwsheets.com/clothes.html>. Acesso em: 28


maio 2017.

138
4) Esta atividade tem como objetivo praticar seus conhecimentos na construção
de sentenças com os pronomes indefinidos. Construa uma sentença para
cada uma das situações a seguir:

a) Pedir ajuda a alguém 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

b) Oferecer um pouco de café 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

c) Afirmar que você não conhece ninguém em uma festa 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

d) Negar que você conhece alguém em uma festa 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

e) Perguntar se um amigo tem algum dinheiro para emprestar a você 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

f) Afirmar que você perdeu tudo o que tinha na bolsa 


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

139
140
UNIT 3

OTHER WORD CLASSES AND THEIR


FUNCTIONS

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
A partir dos estudos desta unidade, você será capaz de:

• conhecer as preposições de tempo e lugar;

• compreender os usos e funções de variadas preposições do inglês;

• reconhecer e aplicar o vocabulário relativo às partes do computador;

• utilizar advérbios de modo, tempo, espaço, intensidade, frequência,


dúvida e opinião;

• compreender a formação de advérbios;

• aplicar estruturas sintáticas compostas por advérbios;

• reconhecer o lugar adequado de cada tipo de advérbio em frases;

• aprender as funções e colocações das conjunções;

• construir diferentes relações de sentido por meio do uso de conjunções;

• refletir sobre questões de ordem social no ensino de língua inglesa.

PLANO DE ESTUDOS
Nesta unidade construiremos conhecimentos acerca de três classes gramaticais
específicas: preposições, advérbios e conjunções. Vamos refletir sobre o que
são essas classes e quais as relações que podem estabelecer em nosso discurso.
O foco desta unidade está mais relacionado aos conhecimentos gramaticais e
sintáticos, mas também discutiremos alguns aspectos relacionados ao vocabu-
lário. E a exemplo do que foi feito em unidades anteriores, discutiremos dinâ-
micas para o trabalho em sala de aula e faremos práticas de leitura de contexto
real do nosso cotidiano. A unidade está organizada em três unidades, que são:

TOPIC 1 – PREPOSITIONS

TOPIC 2 – ADVERBS

TOPIC 3 – CONJUNCTIONS

141
142
UNIT 3
TOPIC 1

PREPOSITIONS

1 INTRODUCTION
Olá, acadêmico! Na primeira unidade deste livro de estudos, focamos alguns
tempos verbais, suas construções, funções e usos. Na segunda unidade, estudamos
relações que podem ser estabelecidas dentro de sentenças, como comparação e
quantidade. Nesta nova unidade, vamos construir conhecimentos sobre classes de
palavras específicas, como e quando usá-las, além de aprendermos as suas funções
e a ideia que passa cada uma dessas classes.

Nosso primeiro tópico diz respeito às prepositions (preposições), que são


palavras curtas, normalmente seguidas por um nome ou uma frase nominal, que
servem para estabelecer alguma conexão ou adição de informação relacionada,
principalmente, a tempo e lugar.

Neste tópico, vamos conhecer as preposições do inglês, além de


compreender suas funções e contextos de uso. Como essa é uma classe de palavras
bastante variada, pode causar confusão na hora da aplicação prática, por isso, vale
o estudo e reflexão com muita atenção! Vamos lá?

NOTA

Antes de seguirmos em frente no que diz respeito às preposições do inglês,


vale relembrarmos o conjunto de preposições essenciais do português, assim fica mais fácil
estabelecer conexões:
A, ante, até, após,
com, contra,
de, desde,
em, entre,
para, per, perante, por,
sem, sob, sobre,
trás.

143
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

2 WHAT ARE PREPOSITIONS AND WHAT ARE THEY USED FOR?


Prepositions (preposições) são palavras invariáveis, que ligam dois
elementos ou duas sentenças. Normalmente, nós utilizamos preposições para
estabelecer relações de tempo, espaço ou uma relação lógica entre duas ou mais
pessoas, coisas ou lugares (CAMBRIDGE, 2017).

No inglês, existem mais de cem preposições, mas neste livro vamos estudar
as mais utilizadas e aquelas que, porventura, causem mais dúvida na hora da
construção do discurso, especialmente porque o uso incorreto de uma preposição
pode mudar o sentido de uma frase. Vejamos a tirinha a seguir:

FIGURA 19: PREPOSITIONS

FONTE: Disponível em: <http://languagelog.ldc.upenn.edu/myl/CulDeSac04292013.gif>. Acesso


em: 11 jun. 2017.

Na tirinha acima, uma situação é causada porque a mãe pede que a menina
permaneça “na cadeira” dela, o que a menina interpreta livremente como em
qualquer parte da cadeira, causando um pequeno acidente ao se pendurar nessa
cadeira. Quando a mãe retoma seu pedido à filha, explicando-o detalhadamente,
a menina responde “ah, você quis dizer ‘dentro’ da minha cadeira”. Isso acontece
porque as preposições de lugar on (em) e in (dentro) têm sentidos diferentes no
inglês, de acordo com a interpretação da sentença. Estudaremos, neste caderno,
esses casos que podem nos deixar com dúvidas em relação às preposições.

Para melhor organizarmos este tópico, estudaremos as preposições


de tempo, em seguida as relacionadas a lugares e, por fim, outras conjunções
importantes e casos especiais.

144
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

2.1 PREPOSITIONS OF TIME


Uma das dificuldades centrais para quem está aprendendo o idioma inglês,
no que diz respeito às preposições, é que a sua tradução pode variar de acordo
com o contexto no qual está inserido. Por isso, apenas com algumas regras iniciais
e bastante prática é que compreendemos esses usos.

As três principais preposições relacionadas a tempo do inglês são: on,


in e at, além de algumas outras preposições que são bastante utilizadas. Veja o
quadro a seguir:

QUADRO 12 - PREPOSIÇÕES DE TEMPO

Preposição Usos Exemplos


On Monday, we will travel.
On Dias da semana
(Na segunda, iremos viajar).
I. In July, in the winter, it is cold.
(Em junho, no inverno, é frio).
I. Meses/estações;
II. In the morning, I have classes.
II. Momento do dia;
(De manhã, eu tenho aulas.)
In III. Ano;
III. In 2013, I went to Portugal.
IV. Depois de um certo
(Em 2013, eu fui para Portugal).
período de tempo (quando?)
IV. In an hour, I will be at home.
(Em uma hora, eu estarei em casa).
I. I will see you at night.
I. Para momento noite; (Eu te vejo à noite).
II. Para final de semana; II. We will travel at the weekend.
At
III. Um certo ponto no tempo (Nós vamos viajar no final de semana).
(quando?) III. At six o’clock, I start to work.
(Às seis horas, eu começo a trabalhar).
Para um certo ponto no This store is been here since 1992.
Since
tempo (do passado até agora) (Esta loja tem estado aqui desde 1992).
Por um certo período de I worked there for two years.
For
tempo (do passado até agora) (Eu trabalhei lá por dois anos).
Two weeks ago, we already done this.
Um certo momento do
Ago (Duas semanas atrás, nós já dissemos
passado
isso).
Antes de um certo momento Before 2010, I did not know what to do.
Before
do passado (Antes de 2010, eu não sabia o que fazer).
It is ten to six.
To Falando das horas
(São dez para as seis).
It is ten past six.
Past Falando das horas
(São dez passados das seis [seis e dez]).
From/
To Para marcar o início e o final The party is from Monday until Friday.
Till de um período de tempo (A festa é de segunda até sexta).
Until

145
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Till No sentido de quanto tempo He is on holiday till Friday.


Until uma coisa vai durar (Ele está de férias até sexta-feira).
I. I will be back by 6 o’clock.
I. No sentido de “o mais (Eu estarei de volta até às seis).
By tardar”; II. By 11 o'clock, I had read five pages.
II. Até certo tempo. (Até às onze horas, eu tenho que terminar
de ler cinco páginas).

FONTE: Traduzido e adaptado de English Grammar On-line (2017)

Como podemos visualizar no quadro acima, determinadas preposições têm


usos bastante específicos no que diz respeito aos seus contextos de uso, enquanto
outras têm uma maior variedade de aplicação.

Para que consigamos visualizar melhor os usos das preposições essenciais


(at, in, on) relacionadas a tempo, veja a imagem:

FIGURA 20 - PREPOSIÇÕES ESSENCIAIS DE TEMPO

FONTE: Disponível em: <https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/


originals/5d/56/84/5d568453957c44f3570f44afb384bdee.png>. Acesso em: 11 jun. 2017.

Ao seguir o mapa conceitual acima, você vai encontrar os contextos de uso


das três principais preposições que dão a ideia de tempo em inglês. Ao visualizar a
parte superior esquerda do mapa, você também pode encontrar expressões ligadas
a tempo que não admitem preposição em inglês, como é o caso das expressões
last (passado), next (próximo), this (este/esta) e every (todo/toda). Nesta parte, você
também visualiza que os dias da semana admitem ou não a preposição on, por
exemplo: I will come on Friday/ I will come Friday (eu virei na sexta-feira).

146
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

Outra clássica representação dos usos das principais preposições relativas a


tempo do inglês é a pirâmide, que tem esse formato justamente para ilustrar que a
preposição in é a mais utilizada, seguida da preposição on e, por fim, da preposição
at, que tem um conjunto de contextos de uso mais restrito. Veja a representação e
preste atenção especial nas exceções que seguem a pirâmide:

FIGURA 21 - PIRÂMIDE DE USO DAS PREPOSIÇÕES ESSENCIAIS DE TEMPO

FONTE: Disponível em: <https://4.bp.blogspot.com/-34QT9HfSHOY/V6pIzxJ5oWI/


AAAAAAAAAqA/X95pliNXfAIMPDp8SjaKplY3S-I3CzhUwCLcB/s1600/atr.jpg>. Acesso
em: 11 jun. 2017.

Ao focarmos as exceções, percebemos que, apesar de utilizarmos a


preposição at para nos referirmos à noite, os outros momentos do dia (manhã,
tarde e entardecer) vão selecionar a preposição in.

Antes de seguirmos as preposições de lugar, vejamos alguns exemplos de


letras de músicas com as preposições não essenciais de tempo:

Since I met you, baby, my whole life has changed.


(Desde que eu te conheci, baby, toda a minha vida mudou)
[Since I met you baby – B. B. King]

I have loved you for a thousand years. I will love for a thousand more.
(Eu tenho te amado por mil anos. Eu te amarei por mais mil)
[A Thousand years – Christina Perri]

Life was a party to be thrown, but that was a million years ago.
(A vida era uma festa a ser curtida, mas isso foi há um milhão de anos)
[Million years ago – Adele]

147
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

2.2 PREPOSITIONS OF PLACE (POSITION AND DIRECTION)


Assim como nas preposições de tempo, também temos três principais
preposições relacionadas a espaço: in, at, on. Além dessas três preposições
essenciais, temos algumas outras importantes preposições que são empregadas
em contextos relativos a espaço. Essas preposições podem estar ligadas à posição
ou direção de algo ou alguém. Veja o quadro-síntese abaixo:

QUADRO 13 - PREPOSIÇÕES DE LUGAR


Preposição Usos Exemplos
I. In the kitchen, there is food.
(Na cozinha, há comida).
I. Construção, rua, cidade, país; II. In this book, there is a good explanation.
II. Livro, papel etc.; (Neste livro, há uma boa explicação).
In
III. Carro, táxi, trânsito; III. I forgot my keys in the car.
IV. Pintura, imagem, mundo. (Eu esqueci minhas chaves no carro).
IV. I saw this detail in the picture.
(Eu vi esse detalhe na imagem).
I. She is waiting for you at the door.
(Ela está te esperando na porta).
II. I am resting at the sofa.
I. No sentido de “perto de”;
(Eu estou descansado no sofá).
II. Para indicar “nos móveis”;
III. I met him at the concert.
At III. Para indicar “no evento”;
(Eu o conheci no show).
IV. Local no qual você fará algo
IV. We are going to watch a movie at the
específico.
cinema.
(Nós estamos indo assistir a um filme
no cinema).
I. The picture is on the wall.
(O quadro está na parede).
II. London lies on the Thames.
(Londres encontra-se no Tâmisa).
I. Para indicar “anexo”; III. The book is on the table.
II. Para algum lugar que termina em (O livro está sobre a mesa).
um rio; IV. On your left, you will see the Eiffel
III. Algo que está em uma superfície; Tower.
On
IV. Para um lado específico; (À sua esquerda, você vai ver a Torre
V. Para indicar um andar; Eiffel).
VI. Para indicar transporte público; V. She lives on the sixth floor.
VII. Para indicar TV ou rádio. (Ela mora no sexto andar).
VI. I met him on the bus.
(Eu o encontrei no ônibus).
VII. I watched it on the TV.
(Eu assisti isso na TV).
By My car is beside yours in the parking lot.
À esquerda ou à direita (ao lado) de
Next to (Meu carro está ao lado do seu no
algo ou alguém.
Beside estacionamento).
I found my keys under the table.
Under Embaixo de alguma coisa. (Eu encontrei minhas chaves embaixo
da mesa).
Read the questions below.
Below Abaixo de alguma coisa.
(Leia as questões abaixo).

148
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

I. I have a jacket over the sweater.


(Eu tenho uma jaqueta sobre um
suéter).
I. Coberto por algo; II. Just over 16 years of age teens can come
II. No sentido de “mais do que” in.
Over III. Do outro lado (também pode ser (Apenas adolescentes com mais do que
através); 16 anos podem entrar).
IV. Transpassar um obstáculo. III. The bank is over the street.
(O banco é do outro lado da rua).
IV. Come climb over the mountain with us.
(Venha escalar montanha conosco).
Above us only sky.
Acima de alguma coisa, mas não
Above (Acima de nós apenas o céu)
diretamente em cima.
[Imagine – John Lennon]
I. Across the street, there is a good school.
I. Do outro lado; (Do outro lado da rua, há uma boa
Across II. Através (como over); escola).
II. Across the universe, I am going.
(Através do mundo, eu vou indo).
Algo que tem limites em cima, You are driving through the tunnel.
Through
abaixo e dos lados. (Você está dirigindo pelo túnel).
I. I am going to the cinema.
I. Movimento para pessoa ou (Eu estou indo ao cinema).
construção; II. She went to Paris.
To
II. Movimento para lugar ou país; (Ela foi para Paris).
III. Para “cama”. III. You have to go to the bed.
(Você tem que ir para a cama).
Go into the kitchen, and look for my cell
Entrar em algum edifício, phone.
Into
construção. (Entre na cozinha e procure meu
celular).
When I met her, she was going towards the
Movimento na direção de algo, mas Hospital.
Towards
não diretamente a ele. (Quando a encontrei, ela estava indo
em direção ao hospital).
Come on, puppy, jump onto the sofa.
Onto Movimento para o topo de algo. (Venha aqui, cachorrinho, pula em
cima do sofá).
She is from New York.
From Origem de algo ou alguém.
(Ela é de Nova York).

FONTE: Traduzido e adaptado de English Grammar On-line (2017)

A lista de preposições de espaço é bastante longa e pode indicar tanto a


direção que algo ou alguém vai tomar/já tomou, quanto à sua posição em relação
a outras coisas. Há palavras que têm contextos bastante específicos e apenas sua
prática pode clarificar as regras de uso.

As preposições essenciais de lugar são on, in e at. Assim, veja um mapa


conceitual de usos dessas principais preposições:

149
FIGURA 22- PREPOSIÇÕES ESSENCIAIS DE LUGAR
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

150
FONTE: Disponível em: <https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/a0/53/9f/a0539f3a8
51baf20121b8e212ef63a8d.png>. Acesso em: 11 jun. 2017.
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

No mapa acima você pode observar que a preposição at vai se relacionar à


ideia de proximidade e localização exata em alguma construção; a preposição on
diz respeito à superfície; e a preposição in está relacionada à ideia de estar dentro.
Assim como no mapa mental das preposições de tempo, porém o mapa acima
apresenta algumas exceções às regras (veja a parte superior esquerda).

Complementando a pirâmide apresentada na seção anterior, apresentamos


a seguir a pirâmide com os usos das preposições essenciais no que diz respeito à
localização (embora a pirâmide esteja invertida, ela apresenta a mesma ideia de usos):

FIGURA 23 - PIRÂMIDE ATONIN DAS PREPOSIÇÕES DE LUGAR E TEMPO

FONTE: Disponível em: <http://languageacademy.utm.my/izzaida/wp-content/uploads/


sites/302/2016/05/INONAT-1024x668.png>. Acesso em: 11 jun. 2017.

Antes de seguirmos a outras preposições importantes e alguns casos especiais,


vejamos mais exemplos de músicas com as preposições de espaço ou lugar:

Thoughts meander like a restless wind inside a letter box. They tumble blindly as they
make their way across the universe.

(Pensamentos se movem como um vento incansável dentro de uma caixa de correio.


Eles tropeçam cegamente enquanto fazem seu caminho através do universo).
[Across the Universe - The Beatles]

I know I can't take one more step towards you


(Eu sei que não posso dar mais nenhum passo em direção a você)
[Jar of hearts – Christina Perri]

151
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

2.3 OTHER IMPORTANT PREPOSITIONS


Além das preposições que estão relacionadas a tempo e espaço, temos outras
preposições importantes (other importante prepositions) que também seguem regras e
têm contextos específicos de usos. A seguir é apresentado um quadro-síntese com
outras preposições que podem ser importantes para a construção de discurso:

QUADRO 14 - OUTRAS PREPOSIÇÕES IMPORTANTES NO INGLÊS

Preposição Usos Exemplos


I received a gift from Julia.
From De quem veio algo.
(Eu recebi um presente de Julia)
I. A page of the book.
I. A quem ou ao que algo
(Uma página do livro).
Of pertence;
II. The picture of a house.
II. O que algo mostra.
(Uma imagem de uma casa).
I. A picture by Van Gogh.
I. Quem fez algo. (Uma pintura de Van Gogh).
II. Ascensão ou queda de II. Stocks dropped by 10 per cent.
By
algo; (As ações caíram 10 por cento).
III. Formas de locomoção. III. She is coming by bus.
(Ela está vindo de ônibus).
I. Locomocação: a pé ou a I. She is coming on a horse.
cavalo. (Ela está vindo a cavalo).
On
II. Entrar em um meio de II. Get on the bus.
transporte coletivo. (Entre no ônibus).
Entrar em um meio de Get in the car.
In
transporte. (Entre no carro).
Saindo de um meio de Get off the train in the next stop.
Off
transporte coletivo. (Desça do trem na próxima parada).
Saindo de um meio de Get out of my car right now.
Out of
transporte. (Saia do meu carro agora).
Falar sobre a idade na qual I studied Russin at 23.
At
alguma coisa aconteceu. (Eu estudei russo aos 23 anos).
I am reading a book for the First World
Sobre assuntos, do que se War.
About
trata algo. (Eu estou lendo um livro sobre a
Primeira Guerra Mundial).
It seems the world is against me.
Against Contra
(Parece que o mundo está contra mim).
FONTE: Traduzido e adaptado de English Grammar On-line (2017)

Como podemos observar no quadro acima, as preposições essenciais in,


on e at são utilizadas tanto para nos referirmos a tempo e espaço quanto a outras
ideias importantes no inglês.

152
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

Vejamos, agora, alguns exemplos de letras de músicas que utilizam essas


preposições em outras ideias que não espaço e tempo:

I gonna try with a little help from my friends.


(Eu vou tentar com uma pequena ajuda dos meus amigos)
[With a little help from my friends – The Beatles]

There you go, you're always so right. It's all a big show, it's all about you 
(Lá vai você, você está sempre tão certo. É tudo um grande show. É tudo sobre você)
[Shut up – Simple Plan]

DICAS

Caro acadêmico! Como as regras de uso das preposições são muito variadas,
a melhor forma de compreender seus usos e aplicações é ler variados textos de literatura,
assistir a programas de TV, filmes e seriados com legenda em inglês e ter contato com a língua
inglesa escrita. Apenas com o uso é que essas regras podem ser assimiladas.

3 REFLECTING ABOUT THE SUBJECT IN A TEXT


Agora que já estudamos um pouco sobre as preposições, chega a hora de
refletir sobre seus usos por meio de um texto de circulação cotidiana. Para esse
momento, temos um cartum, texto bastante comum que pode ter tom crítico,
sarcástico ou divertido. Veja:

FIGURA 24 - CARTUM COM PREPOSIÇÕES

FONTE: Disponível em: <http://www.abc-web.be/wp-content/


uploads/2014/11/cahiers.jpg>. Acesso em: 11 jun. 2017.

153
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Releia o cartum e, em seguida, responda às questões a seguir:

AUTOATIVIDADE

1) Sobre o que fala o texto?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Considerando que um cartum associa linguagem verbal e não verbal, como


o autor do texto acima construiu o sentido esperado?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3) Explique os sentidos das preposições utilizadas no cartum.


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

4 VOCABULARY CORNER: COMPUTER PARTS


Neste tópico, além de aprendermos sobre as preposições, seus usos e
funções, também vamos nos debruçar sobre um vocabulário bastante importante
nesses tempos do avanço da tecnologia: as computer parts (partes do computador).

Estamos em um tempo no qual a tecnologia vai ganhando diferentes


funções em nosso cotidiano, utilizamos o computador e o celular para diversas
atividades: estudo, lazer, interação com outras pessoas... enfim, muitas pessoas
passam grande parte de seus dias utilizando a tecnologia.

Antes de estudarmos mais especificamente o nome das partes do


computador, vale dizer que ele é constituído por hardwares (partes físicas) e softwares
(programas, sistema operacional etc.). Vejamos, então, as partes do computador:

PC (personal computer) – computador de mesa


Case – CPU
Disc driver – unidade de disco
Keyboard – teclado
Monitor – monitor
Screen – tela

154
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

Mouse – mouse
Mouse pad – mouse pad
Speakers – alto-falantes
Microphone – microfone
Laptop – notebook
Touchpad – touchpad

Os vocábulos são bastante parecidos para os chamados PC (computadores


de mesa) e os laptops (notebooks), mas alguns nomes podem sofrer variações, veja
a imagem a seguir:

FIGURA 25 - PARTES DO PC E LAPTOP

FONTE: Disponível em: <https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/abuze-pics/offers/3455/normal_


oferta-novo-eletroinfo3.jpg?1400519952>. Acesso em: 11 jun. 2017.

É válido lembrar que, em inglês, o computador portátil é chamado de


laptop e não de notebook, como se pensa em português. Em inglês, notebook quer
dizer livro de anotações, ou seja, caderno.

Mais alguns termos são importantes quando estamos tratando do


vocabulário relativo às tecnologias, veja:

Printer – impressora
Tablet – tablet
Cell phone – celular
Headphones – fones de ouvido

155
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Webcam – webcam
Camera – câmera
Compact disc – disco compacto (CD)
USB Flash drive – pen drive
Scanner – escaneadora
Router – roteador
Memory card – cartão de memória

Para que seja mais fácil relembrar esse vocabulário, faça o seguinte exercício:
anote o nome de cada um dos componentes aprendidos em um post-it e anexe-o
nos itens que você tem ao seu redor. Assim, você vai visualizar o componente e seu
respectivo nome em inglês e, aos poucos, vai memorizá-lo.

5 IDEAS OF CLASSROOM ACTIVITIES


A exemplo do que foi feito nos tópicos anteriores deste livro de estudos,
vamos refletir sobre atividades que podem deixar o trabalho em sala de aula mais
dinâmico. Como nesta unidade vamos abordar diferentes classes de palavras, é
importante empreender atividades que dinamizem a prática desses conhecimentos.
Vamos às ideias:

5.1 BLIND MAN’S BLUFF (Cabra-cega)


Esta atividade tem como objetivo praticar as preposições, advérbios e o
modo imperativo. Aborda, também, a importância do trabalho em equipe e a
integração (SESI, 2008).

Material necessário: um pedaço de pano ou venda para tapar os olhos de


um dos estudantes.

Como jogar: os estudantes são divididos em equipes (duas ou mais,


dependendo da quantidade de estudantes na classe). Um estudante por vez sai da
sala e tem seus olhos vendados enquanto a outra equipe (des)organiza a disposição
das carteiras. O estudante precisa, por meio das instruções dos colegas, chegar à
sua equipe. As equipes ganham pontos a cada instrução e execução correta. Ganha
a equipe que ganhar mais pontos.

Dica: o professor pode anotar os erros cometidos ao longo da brincadeira,


retomá-los (sob anonimato do estudante que o cometeu) e corrigir no grande grupo.

156
TÓPICO 1 | PREPOSITIONS

5.2 GUESS WHAT? (Adivinhando o objeto)


Essa atividade pode ser empreendida para assimilar diferentes vocabulários
previamente trabalhados (SESI, 2008).

Material necessário: Um saco de cor escura e objetos relativos ao vocabulário


trabalhado (neste tópico, sugerimos o trabalho com as partes do computador).

Como jogar: Dentro de um saco ficam os objetos que devem ser adivinhados.
Os estudantes são divididos em equipes, das quais um estudante por vez pega um
dos objetos do pacote sem retirá-lo, ele precisa adivinhar qual objeto está segurando.
Cada acerto é convertido em um ponto. Ganha a equipe que mais tiver pontos.

Variação: o estudante também pode, em vez de adivinhar o objeto, descrevê-


lo para que sua equipe adivinhe. E, assim, ganhe o ponto.

157
SUMMARY OF TOPIC 1

Neste tópico, você aprendeu que:

• As preposições são palavras curtas utilizadas para expressar relações,


especialmente, correspondentes a tempo e espaço.

• As preposições essenciais do inglês são in, on e at. E podem ser utilizadas para
falar de tempo, espaço e outras relações importantes.

• O que determina a escolha pela preposição é o contexto no qual ela será


empregada.

• A prática é a melhor forma para gravar e compreender as regras de uso das


preposições.

• O vocabulário relativo às partes de computador e tecnologia tem muitas


similaridades com esse vocabulário do português, justamente porque são
palavras emprestadas do idioma inglês.

• Mesmo conteúdos mais teóricos, como preposições, podem ser trabalhados de


forma dinâmica em sala de aula.

158
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar as preposições de tempo.


Complete as frases a seguir com a preposição correta. Veja o exemplo:

Ex.: Johan is playing soccer ______ Monday. → Johan is playing soccer


on Monday.

a) I will finish this paper _____ Friday.


b) Carla has been living in E.U.A _____ five years.
c) We are going to travel _____ weekend.
d) _____ 2009, I finished Law school.
e) I am working ______ eight o’clock.
f) My birthday is _____ February 20th.
g) What are you doing _____ the afternoon?

2) Esta atividade tem como objetivo praticar as preposições de espaço. Complete


as frases a seguir com a preposição correta. Veja o exemplo a seguir:

Ex.: I saw this woman _____ a Picture. → I was this woman in a picture.

a) Paulo is waiting for us _____ the table.


b) He is sitting _____ a chair.
c) Juan is looking _____ his computer.
d) _____ the table, there are my keys. Take them, please.
e) I can’t find my shoes. Maybe, they are _____ the table.
f) Marina is holding our paper _____ her hands.
g) _____ this build, there is a good coffee shop.

3) Esta atividade tem como objetivo praticar as preposições de espaço relativas


a posição. Veja a imagem a seguir e utilize as preposições do quadro para
indicar a posição do gato em relação ao novelo de lã em cada uma das figuras:

UNDER – IN – IN FRONT OF – ON – BESIDE – ABOVE – NEAR –


BETWEEN – BEHIND

159
PREPOSIÇÕES DE POSIÇÃO

FONTE: Disponível em: <https://thumbs.dreamstime.com/z/prepositions-place-colorful-


cartoon-cat-different-poses-to-illustrate-no-gradients-51841860.jpg>. Acesso em: 11 jun. 2017.

4) Esta atividade tem como objetivo praticar as preposições de espaço, direções.


Analise a imagem a seguir e, em seguida, responda às questões (em inglês):

CIDADE

FONTE: Disponível em: <http://www.ats.edu.mx/ifs/salc/wp-content/uploads/2015/06/


askinggivingdirections.jpg>. Acesso em: 11. jun. 2017.

160
a) Onde está a loja de livros em relação à loja de música?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

b) Onde está a loja de roupas em relação à loja de brinquedos?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

c) Onde está a loja de brinquedos em relação ao Fast Food e à loja de roupas?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

d) Onde está a loja de livros em relação à floricultura?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

e) Onde está a galeria de arte em relação à loja de música?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

161
162
UNIT 3
TOPIC 2

ADVERBS

1 INTRODUCTION
Em diferentes línguas, temos os adverbs (advérbios), que são palavras que
modificam um verbo, um adjetivo ou outro advérbio. Mais especificamente, os
advérbios são utilizados para expressar maiores informações sobre o contexto no
qual eventos acontecem (CUNHA; CINTRA, 2008). Os advérbios, portanto, são
utilizados para apesentar maiores informações sobre acontecimentos, informações
como: modo, tempo, espaço, dúvida e frequência.

Neste tópico, vamos refletir sobre a função dos advérbios, bem como
construí-los, onde e quando utilizaremos essa classe de palavras tão importante.
Como nos tópicos anteriores, vamos conhecer ideias para trabalhar com o tema em
sala de aula e vamos, ainda, realizar atividades que abordam o tema.

Para iniciar as construções, veja a tirinha a seguir, na qual o personagem


Calvin está conversando com seu amigo Hobbes (Haroldo, no Brasil):

FIGURA - 26 CALVIN

FONTE: Disponível em: <http://chquotes.synthasite.com/resources/ch_attitude.gif>. Acesso em:


19 jun. 2017.

163
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

No texto acima, o garoto e o tigre estão debatendo sobre a importância


de se ter atitude. Afinal “você não pode ser legal se não tem uma atitude”. As
personagens refletem, então, sobre qual atitude eles podem ter. Haroldo, então,
afirma que eles podem ser “cortesmente diferentes”... ao que Calvin responde
como ser “realmente legal”...

O que nos chama a atenção nessa tirinha, neste tópico, é o uso da palavra
“courteously”, que está modificando o adjetivo “deferential”. Assim, “courteously”
é um advérbio. Qual é a sua função nessa sentença? Sinalizar a forma, a maneira
como algo acontece. Assim, estamos tratando de um advérbio de modo!

Vamos, agora, estudar mais profundamente essa classe de palavras.

2 KINDS OF ADVERBS AND THEIR POSITION IN A SENTENCE


Conforme anunciado na introdução deste tópico, vamos tratar dos
advérbios, que são utilizados para dar informações adicionais e importantes
sobre o contexto no qual se desenrolam acontecimentos ou características. Para
melhor organizar nossas atividades, este material está organizado sob a seguinte
classificação: advérbios de modo, de frequência, de tempo, de lugar, de intensidade
(grau), de dúvida/certeza e de ponto de vista.

Além de estudarmos os advérbios, suas formações e sentidos, também


vamos aprender as funções e posições corretas dessas palavras em sentenças.

NOTA

Antes de seguirmos aos advérbios e suas posições específicas em sentenças, vale


um apanhado geral sobre as regras de colocação dos advérbios em frases do inglês (BRITISH
COUNCIL, 2017). A seguir são apresentadas as regras gerais (exemplos serão expostos ao
longo do tópico em seus contextos de aplicação):

I. Como regra geral, um advérbio não é colocado entre um verbo e o seu objeto.
II. Um advérbio pode ser colocado: a) antes do sujeito; b) entre o sujeito e o verbo (ou após o
verbo auxiliar em verbos compostos) ou; c) após o verbo ou objeto (caso tenha objeto, deverá
obrigatoriamente vir após este).
III. Se houver dois ou mais advérbios ou locuções adverbiais em uma sentença, eles vão seguir
a seguinte ordem: modo, lugar, tempo.
IV. Quando houver dois ou mais advérbios do mesmo grupo na sentença, fica mais perto do
verbo aquele que contiver uma informação mais precisa.
V. Se forem dois advérbios de modo, o mais curto virá antes do mais longo.

164
TÓPICO 2 | ADVERBS

2.1 ADVERBS OF MANNER


Os adverbs of manner (advérbios de modo) são aqueles que respondem à
seguinte pergunta: Como algo aconteceu? Como algo é? Isto é, explicam a forma
como um evento aconteceu, acontece ou acontecerá.

Os advérbios de modo são frequentemente formados com a adição de “-ly”


a um adjetivo:

I work paciently.

(Eu trabalho pacientemente).


Perceba: pacient (paciente – adjetivo); paciently (pacientemente – advérbio de modo).

She was singing brilliantly.

(Ela estava cantando brilhantemente).


Perceba: brilliant (brilhante – adjetivo); brilliantly (brilhantemente – advérbio de
modo).

DICAS

Os advérbios de modo do português são frequentemente terminados em


“-mente” (cuidadosamente, moralmente, felizmente etc.). Já os do inglês, como você viu
acima, são normalmente terminados em “-ly” (carefully, morally, happily).

Os advérbios de modo podem ser utilizados em diferentes posições em


sentenças, quando estão modificando verbos:

• Antes do sujeito:
Quickly, he apologized with her.
(Rapidamente, ele se desculpou com ela).

• Entre o sujeito e o verbo:

He quickly apologized with her.


(Ele, rapidamente, desculpou-se com ela).

• Após o verbo ou objeto:

He apologized with her quickly.


(Ele se desculpou com ela rapidamente).
165
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Lembre-se: um advérbio não pode ser colocado entre um verbo e o seu objeto.

Já quando modificam adjetivos (características), os advérbios vêm antes


do adjetivo:

I was sadly mistaken about him.


(Eu estava terrivelmente enganada sobre ele).

Apesar de a maioria dos advérbios de modo do inglês serem construídos


pela adição de “-ly” ao verbo, há exceções: well (bem), hard (difícil/engajadamente),
late (atrasado) e fast (rápido):

He cooks very well.


(Ele cozinha muito bem).

My brother run fast.


(Meu irmão corre rápido).

The bus arrived late today morning.


(O ônibus chegou atrasado hoje de manhã).

My mother works hard.


(Minha mãe trabalha duro).

Veja algumas expressões adverbiais de modo do português e sua tradução


coerente para o inglês (VIRTUOUS, 2017):

a custo - with difficulty


às pressas - fast
à toa - occasionally
à vontade - at will, freely
às avessas - just the opposite
às claras - openly, directly
às direitas - straightforward
ao acaso - without consideration
ao contrário - in contrary
a sós - lonely
de bom grado - of good will
de cor - by heart
de má vontade - unwillingly
em geral - generally
em silêncio - silently
em vão - in vain

166
TÓPICO 2 | ADVERBS

2.2 ADVERBS OF FREQUENCY


Os adverbs of frequency (advérbios de frequência) são aqueles utilizados
para responder à questão: com que frequência determinado evento acontece,
acontecerá ou acontecia?

Como são diferentes níveis de frequência com que algum evento pode
acontecer, a imagem a seguir pode clarificar os contextos de uso adequados dos
advérbios de frequência, confira:

FIGURA 27 - FREQUENCY ADVERBS

FONTE: <http://2.bp.blogspot.com/-J_osm8blt7w/U_ABu4PFlTI/AAAAAAAAAUA/4zuT02yPwSI/
s1600/indefinite_frequency_adverbs.png>. Acesso em: 19 jun. 2017.

A imagem acima ilustra, por meio de uma pirâmide, a frequência com


que determinado evento acontece: perceba que do lado esquerdo encontra-se a
frequência (porcentagem) de vezes que algo acontece e, ao lado, está o advérbio em
inglês. Agora, veja no quadro a seguir a tradução para cada um desses advérbios:

167
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

QUADRO 15 - ADVÉRBIOS DE FREQUÊNCIA

100% always (sempre)
usually (usualmente)
  frequently (frequentemente)   
often (com frequência) 
50% sometimes (às vezes) 
occasionally (eventualmente)  
seldom (raramente)  
 
rarely (raramente)
hardly ever (quase nunca)
0% never (nunca)    
FONTE: Virtuous (2017)

A posição dos advérbios de frequência em sentenças está relacionada ao


tipo e à quantidade de verbos ao(s) qual(is) está se ligando. Dessa forma, temos as
seguintes possibilidades:

• Verb to be: em sentenças construídas com o Verb to be (am, are, is), os advérbios
de frequência devem vir depois do verbo:

I am never late! I am always punctual!


(Eu nunca estou atrasado. Eu sempre sou pontual).

My sister is sometimes at my home.


(Minha irmã, às vezes, está em minha casa).

• Outros verbos principais: com frases construídas a partir de outros verbos


principais, o advérbio de frequência vem antes dele:

My students never arrive on time.


(Meus alunos nunca chegam no horário).

You always fall in love with this kind of movie.


(Você sempre se apaixona por esse tipo de filme).

• Dois verbos: quando há um verbo auxiliar e um verbo principal, o advérbio


deve ser colocado entre os verbos:

My mother will always love my father.


(Minha mãe sempre amará meu pai).

Johan cannot never forget it!


(Johan não pode esquecer isso nunca!)

168
TÓPICO 2 | ADVERBS

2.3 ADVERBS OF TIME


Os adverbs of time (advérbios de tempo) são aqueles que respondem à
questão: quando algo aconteceu, acontece ou acontecerá? Isto é, são os advérbios
que apresentam o contexto temporal dos acontecimentos:

Last night, I met my cousins. It’s been a long time I haven’t seen them!
(Na noite passada, eu encontrei meus primos. Fazia muito tempo que não os via!)

She told me she was happy before she went abroad.


(Ela me disse que estava feliz antes de ela ir ao exterior).

We are going to the museum today. I am excited!


(Nós vamos ao museu hoje. Eu estou empolgada!)

No que diz respeito à posição do advérbio de tempo, temos de seguir


algumas regras (VIRTUOUS, 2017):

• Tempo definido: se indicar um tempo definido ou se estiver tratando de dias da


semana, meses etc., o advérbio normalmente vai para o final da oração. Pode ser
colocado, também, no início da sentença, mas, nesses casos, os advérbios não
serão o foco principal da mensagem:

She is so happy tonight!


(Ela está muito feliz nesta noite).

Tomorrow, they are going to take the plane.


(Amanhã, eles vão pegar o avião).

• Demais advérbios: podem ser colocados em diferentes posições das sentenças.

I am still here!
(Eu ainda estou aqui!)

Finally, I bought a new coat.


(Finalmente, eu comprei um casaco novo).

• Casos especiais: alguns dos advérbios pedem posições mais específicas. Veja o
quadro a seguir:

169
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

QUADRO 16 - POSIÇÃO DE ADVÉRBIOS DE TEMPO


Adverb When use it Example
I. Normalmente, vem depois do Verb I. She is now sleeping.
to be; (Ela está dormindo agora).
II. Pode aparecer antes do verbo, II. Now, she is sleeping.
Now
para dar ênfase; (Agora, ela está dormindo).
III. Nos demais casos, fica como em III. I want to go now.
português. (Eu quero ir agora).
I. Usado em orações afirmativas, é I. We just arrived.
colocado antes do verbo principal; (Nós acabamos de chegar).
Just
II. No Present Perfect, é colocado II. They have just done the report.
entre o verbo auxiliar e o principal. (Eles acabaram de terminar o relatório).
Normalmente, vai para o final da I. My father is going to arrive soon.
oração. Pode aparecer, também, (Meu pai vai chegar em breve).
Soon
antes do verbo ou entre o verbo II. The teacher will soon be in the school.
auxiliar e o principal. (A professora estará na escola em breve).
Normalmente vão para o final da
Later/ She talk to you later.
sentença.
Lately (Ela fala com você mais tarde).

I. Em frases afirmativas, é colocado


I. It is still raining.
após o verbo auxiliar ou entre o
(Ainda está chovendo).
sujeito e o verbo (com os demais
II. I still haven’t done my homework.
Still verbos);
(Eu ainda não fiz meu dever de casa).
II. Em orações negativas e
III. Is it still raining?
interrogativas, vem entre o sujeito e
(Ainda está chovendo?)
o verbo.
I. Significa “ainda não” em orações
I. I didn’t do my homework yet.
negativas;
(Eu ainda não fiz meu dever de casa).
Yet II. Significa “já” em orações
II. Is the dinner ready yet?
interrogativas;
(O jantar já está pronto?)
*Sempre irá no final da frase.
I. Utilizado em afirmações, pode ser
colocado após o verbo auxiliar, após I. She had already bought the tickets.
o Verb to be ou após o objeto; (Ela já comprou as passagens).
Already
II. Em interrogações, para expressar II. Have you read this book already?
surpresa ou quando se espera (Você já leu este livro?)
resposta afirmativa.
Significa “já” no sentido de “alguma
Have you ever tried seafood?
Ever vez, algum dia” em orações
(Você já experimentou frutos do mar?)
interrogativas.
FONTE: Adaptado de Virtuous (2017)

2.4 ADVERBS OF PLACE


Os adverbs of place (advérbios de lugar) são aqueles que respondem à
seguinte questão: onde determinado fato aconteceu, acontece ou acontecerá?
Constituem, assim, a contextualização do espaço no qual eventos acontecem:

There are many nice people here.


(Há muitas pessoas legais aqui).

170
TÓPICO 2 | ADVERBS

I cannot find the Keys. They can be anywhere.


(Eu não consigo encontrar as chaves. Elas podem estar em qualquer lugar).

I forget my book upstairs.


(Eu esqueci meu livro lá em cima).

Em relação à posição dos advérbios de lugar, nós precisamos prestar


atenção em algumas recomendações:

• Geralmente, os advérbios e locuções adverbiais de lugar são colocados após o


verbo ou o objeto:
Today, I woke up early.
(Hoje, eu acordei cedo).

• Há a possibilidade de o advérbio de lugar estar no começo da oração. Isso é


comum na linguagem literária e quando o advérbio não é o foco da sentença:

At the end of the street, there was a strange house.


(No final da rua, havia uma casa estranha).

• Advérbios de lugar que indicam direção vêm antes dos que indicam posição:

The kids are running around upstairs.


(As crianças estão correndo para lá e para cá, lá em cima).

A seguir, você encontra uma lista de advérbios de lugar bastante


utilizados e úteis:

above (acima)   
down (abaixo, para baixo)   
inside (dentro)
anywhere (qualquer/todo/nenhum lugar)  
everywhere (por toda parte)  
outside (lado de fora)    
away (longe, à distância)   
here (aqui, neste lugar)    
there (aí, ali, lá)   
backward/backwards (para trás, em ordem inversa)   
near (perto)
far (longe)     
up (para cima, acima) 
upstairs (lá em cima, escada acima, no piso superior)
around (ao redor, por aí, por todos os lados, pra lá e pra cá)      
in Brazil (no Brasil)

FONTE: Disponível em: <http://www.solinguainglesa.com.br/conteudo/adverbio8.php>. Acesso


em: 20 jun. 2017.

171
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Agora, como síntese dos quatro tipos de advérbios que já estudamos, veja
a imagem a seguir:

FIGURA 28 - SÍNTESE DOS ADVÉRBIOS

FONTE: Disponível em: <http://mrswarnerarlington.weebly.com/uploads/6/9/0/0/690064


8/5887192.jpeg?704>. Acesso em: 20 jun. 2017.

Agora, faça um exercício: pense em uma cena de algum filme ou livro da


qual você goste. Descreva-a utilizando os advérbios estudados: modo, frequência,
lugar e tempo.

2.5 ADVERBS OF DEGREE/INTENSITY


Os adverbs of degree or intensity (advérbios de grau ou intensidade) são
aqueles que caracterizam, qualificam ou reforçam adjetivos (características),
verbos (ações), outros advérbios etc., de modo a caracterizar o grau ou nível da
ideia expressa por essas palavras) (VIRTUOUS, 2017).

Esses advérbios são utilizados, então, para sinalizar pormenores de eventos,
vejamos alguns exemplos:

172
TÓPICO 2 | ADVERBS

The sky is partly cloudy.


(O céu está parcialmente nublado).

It hardly matters.
(Isso pouco importa).

She is almost here!


(Ela está quase aqui!)

No que diz respeito à posição, os advérbios de intensidade são normalmente


colocados antes da palavra que estão modificando:

My students sing really well.


(Meus alunos cantam realmente bem).

The weather is too hot.


(O clima está muito quente.
Lembre-se: como já estudamos, o “too” serve para salientar ideias negativas e o
“so”, ideias positivas).

Atenção: quando tivermos verbos auxiliares, o advérbio vem depois dele:

She had completely finished the report when she knew that it was cancelled.
(Ela tinha terminado completamente o relatório quando soube que ele foi
cancelado).

Cada advérbio sinaliza uma intensidade diferente e, mais uma vez,


recorremos à figura da pirâmide para ilustrar esses diferentes graus:

FIGURA 29 - ADVÉRBIOS DE INTENSIDADE

FONTE: Disponível em: <https://image.slidesharecdn.com/adverbsofdegree-


121021125637-phpapp02/95/adverbs-of-degree-2-638.jpg?cb=1350824247>.
Acesso em: 20 jun. 2017.

173
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Na imagem acima, você pode observar alguns advérbios de intensidade


e o grau que sinalizam: extremely (extremamente), really (realmente), very/pretty
(muito), rather/quite (bastante), a bit (um pouco), not very (não muito).

Essas palavras podem ser utilizadas, como já vimos, para expressar a


intensidade ou grau de características, ações e outros advérbios. Vejamos, então,
alguns contextos de uso para importantes advérbios de intensidade:

QUADRO 17 - USOS DE ADVÉRBIOS DE INTENSIDADE

Advérbio Significado Utilizado para Exemplo


Carlos is a very good person.
Qualifica um adjetivo ou
Very Muito (Carlos é uma pessoa
advérbio.
muito boa).
That room is too small.
Demais
Qualifica, geralmente, um (Aquela sala é muito
Too Excessivamente
adjetivo (negativo). pequena).
Demasiadamente

Carlos is much handsome


Much/ Utilizados antes de than Peter.
Muito
Far comparativo. (Carlos é muito mais
bonito que Peter).
He ate too much last night.
Demais Colocado depois de um verbo,
Too much (Ele comeu demais na
Em excesso que não o Verb to be.
noite passada).
I like to eat very much!
Very much Muito Qualifica um verbo.
(Eu gosto muito de comer!)
Relativamente
I am quite exausted.
Totalmente Qualifica um adjetivo ou
Quite (Eu estou relativamente
*definido por advérbio.
cansado).
contexto
The day in school was fairly
Razoavelmente Usado com adjetivos positivos nice.
Fairly
Bastante ou favoráveis. (O dia na escola foi
bastante legal).
Usado com adjetivos negativos
ou desfavoráveis. The book was rather tiring.
Um tanto
Rather *Quando utilizado com (O livro era um tanto
Mais ou menos
adjetivos positivos, corresponde cansativo).
a “very”.
Pode ser utilizado tanto com The test was pretty easy/hard.
Um tanto
Pretty adjetivos positivos quanto (O teste estava um tanto
Mais ou menos
negativos. fácil/difícil).

FONTE: Elaborado pela autora com base em Virtuous (2017)

174
TÓPICO 2 | ADVERBS

2.6 ADVERBS OF DOUBT/CERTAINTY


Já os adverbs of doubt or certainty (advérbios de dúvida ou certeza) são
aqueles que nos indicam o grau de certeza sobre algum fato que aconteceu,
acontece ou acontecerá:

‘He probably come to dinner’.


(Ele provavelmente vem jantar).

‘Because maybe, you're gonna be the one that saves me’


(Porque talvez você seja o que me salva
Wonderwall – Oasis).

Em relação à sua posição em sentenças, temos duas regras a seguir:

• Maybe e perharps: são colocados no início da oração:

Maybe I have to leave before the time. My parents are coming to dinner.
(Talvez eu tenha que sair antes do horário. Meus pais estão vindo para o jantar).

• Os demais advérbios de dúvida ou certeza: vêm antes do verbo principal ou


entre o verbo auxiliar e o principal:

I definitely have to go.


(Eu, definitivamente, tenho que ir).

They have obviously done the paper.


(Eles, obviamente, fizeram o trabalho).

A seguir, são listados alguns importantes advérbios de dúvida ou certeza:

maybe (talvez)
perhaps (talvez – no início ou no final da frase)
possibly (possivelmente)
probably (provavelmente)
definitely (definitivamente)
certainly (certamente, seguramente, evidentemente)
clearly (claramente, sem dúvidas, evidentemente)
assuredly (indubitavelmente, sem dúvidas)

FONTE: Disponível em: <http://www.solinguainglesa.com.br/conteudo/adverbio10.php>. Acesso


em: 20 jun. 2017.

175
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

2.7 ADVERBS OF COMMENT/VIEWPOINT


Os adverbs of comment or viewpoint (advérbios de comentário ou ponto de
vista) não incidem necessariamente sobre uma classe de palavras, mas sobre a
sentença como um todo, pois expressam a opinião do enunciador em relação ao
seu enunciado:

Luckily, I arrived in time.


(Por sorte, eu cheguei a tempo).

Unfortunately, they cannot be here to have dinner with us, because they have a meeting.
(Infelizmente, eles não podem estar aqui para jantar conosco, pois eles têm uma
reunião).

No que diz respeito à sua posição na sentença, são geralmente colocados


no início da frase:

Stupidly, I lost my notebook.


(Estupidamente, eu perdi meu caderno).

Veja possibilidades de advérbios de ponto de vista:

clearly (claramente)     
seriously (seriamente)    
undoubtedly (indubitavelmente)     
confidentially (confidencialmente)    
surely (seguramente) 
obviously (obviamente)    
personally (pessoalmente)     
theoretically (teoricamente)
presumably (presumivelmente)   
truthfully (na verdade)    
unluckily (por azar) 
luckily (por sorte)    
simply (simplesmente)   
kindly (gentilmente, de bom grado) 
disappointingly (de modo decepcionante)  
bravely (corajosamente) 
wisely (sabiamente)   
stupidly (estupidamente, de modo imbecil)  
foolishly (de forma tola, insensata) 
unfortunately (infelizmente) 
carelessly (de forma desleixada, negligente) 
rightly (com razão)   
happily (por sorte, felizmente) 

176
TÓPICO 2 | ADVERBS

Atenção: o que diferencia um advérbio de modo de um advérbio de ponto


de vista é que, no primeiro caso, a característica é inerente ao que é qualificado. Já
o ponto de vista é atribuído pelo enunciador.

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar a posição dos advérbios que
aprendemos. Construa frases utilizando os trechos a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: She – goes to the mal – rarely → She rarely goes to the mall.

a) Carla – drives – always – carefully → ________________________________


__________________________________________________________________

b) They – last night – traveled – at 08:20 pm → __________________________


__________________________________________________________________

c) Carlos – missed the plane – unfortunately → __________________________


__________________________________________________________________

d) Kids – upstairs – are running → ____________________________________


__________________________________________________________________

e) She – maybe – now – will find out what happened → __________________


__________________________________________________________________

3 REFLETING ABOUT THE THEME IN TEXTS


Nesta seção, vamos refletir sobre como o uso de advérbios nos ajuda a
construir o contexto do qual estamos falando: especificação de ações e características
que clarificam as situações das quais falamos em nossos discursos. Para tanto,
leremos diferentes textos nos quais são empregados advérbios. Vamos, também,
estudar uma questão do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes)
para que você, acadêmico e acadêmica, familiarize-se com esse formato de avaliação
do meio acadêmico.

Para iniciar as nossas discussões nesta seção, leia o cartum a seguir, que
apresenta como cenário um “Grammar café”, ou um “Café de Gramática”:

177
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

FIGURA 31 - CARTUM

FONTE: Disponível em: <http://2.bp.blogspot.com/-ss7MwSxfaR0/VnqUjGrK6MI/AAAAAAAAGEQ/


uaVsKvQVIf8/s1600/adverbs.jpg>. Acesso em: 24. jun. 2017.

Tente compreender a cena que se passa no texto acima, retome seus


conhecimentos construídos acerca dos advérbios de modo, que estudamos neste
tópico. Em seguida, responda às questões:

AUTOATIVIDADE

1) Do que trata o cartum?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Quais são as duas classes de palavras que constroem a comicidade do texto?


O que quer dizer cada uma?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3) Se você estivesse no lugar do cliente, como preferiria os ovos em seu café da


manhã? Easy ou easily? Explique.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

178
TÓPICO 2 | ADVERBS

Agora, leia a tirinha, na qual os personagens refletem sobre a construção da


gramática de sua língua:

FIGURA326 - FRANK E ERNEST

FONTE: Disponível em: <http://www.cartoonistgroup.com/properties/fande/art_images/cg4e92d


c6b44be5.jpg>. Acesso em: 24 jun. 2017.

Agora, reflita sobre o texto e responda às questões a seguir:

AUTOATIVIDADE

4) Do que fala a tirinha acima?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

5) Qual é a classe gramatical que os personagens deixaram de incluir em seu


estudo sobre a língua?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

6) Qual é a relação da falta dessa classe gramatical e a construção do humor


na tirinha?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

179
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Agora, antes de seguirmos as dinâmicas em sala de aula, vale refletir


sobre os textos que temos estudado neste livro de estudos. Como você pode ter
percebido, construímos conhecimentos acerca de textos como cartuns, tirinhas,
narrações, diálogos... diferentes gêneros discursivos (BAKHTIN, 2011). Esses
gêneros discursivos têm, cada um, uma função social e dimensões específicas para
sua construção.

Como estamos em um curso de formação de professores de línguas, é
importante abordar como o uso desses diferentes textos e dinâmicas pode refletir
em sala de aula. A variedade do uso em profundidade de textos de circulação social
em sala reflete em um estudo de línguas mais contextualizado, especialmente em
nosso contexto, no qual nem todos os estudantes têm um contato aprofundado
com a língua inglesa em seu cotidiano. O que é fundamental, porém, é que o
professor tenha um objetivo para a construção em sala de aula e, mais do que isso,
compreenda a linguagem e como é empreendida nos gêneros estudados.

Levando esse panorama em consideração, responda à questão a seguir
(retirada do Enade 2014 – Letras Português e Inglês). Após responder à questão,
tente explicar sua escolha:

AUTOATIVIDADE

(Enade-2014 [questão 16])

A comicidade presente na tirinha é percebida no momento em que se


identifica que professor e aluno utilizam o mesmo tipo de texto, mas de forma
diferente, no que diz respeito ao:

180
TÓPICO 2 | ADVERBS

a) Gênero textual.
b) Uso gramatical.
c) Recurso literário.
d) Código linguístico.
e) Registro linguístico.

__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

Além do estudo dos gêneros discursivos, uma importante reflexão que nós,
professores de línguas, precisamos fazer é sobre as variações da língua. Seja em
língua materna ou em línguas adicionais, é importante compreendermos a língua
como um sistema vivo, que é empreendido de diferentes formas, de acordo com o
contexto da prática de linguagem: local, interlocutores, intenções, relações de poder
etc. As diferentes variedades linguísticas, forma como as pessoas se expressam,
compõem a pluralidade e a variação linguística como um todo.

Ao considerarmos as variações linguísticas (BAGNO, 2017), valorizamos
os conhecimentos dos nossos estudantes e, a partir desses conhecimentos,
construímos novos saberes significativos.

Levando em consideração o contexto acima apresentado, mobilize seus
conhecimentos acerca da variedade linguística (caso necessário, pesquise sobre o
tema) e responda à seguinte questão discursiva acerca da variedade linguística
(questão retirada do Enade-2014):

AUTOATIVIDADE

(Enade – 2014 [questão discursiva 3])

Considerando o excerto da obra do escritor escocês contemporâneo


Irvine Welsh, elabore um texto dissertativo acerca do seguinte tema:

181
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

A variedade linguística como manifestação da diversidade social,


histórica e cultural.

Em seu texto,

a) Discorra sobre a variedade linguística.


b) Explique por que esse fenômeno ocorre.
c) Aponte dois exemplos.
d) Relacione variedade linguística com diversidade social, histórica e cultural.

___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________

4 IDEAS TO WORK IN A CLASSROOM


Agora que já construímos conhecimentos acerca dos advérbios, refletimos
sobre seus usos em textos e debatemos questões mais gerais da docência em línguas,
como gêneros discursivos e variedades linguísticas, vamos conhecer outras ideias
de dinâmicas para abordar o tema estudado neste tópico em sala de aula.

4.1 TELEPHONE (Telefone sem fio)


Esta atividade tem como objetivos: a) a prática da comunicação oral; b)
exercitar a memória e c) praticar a necessidade de ser claro na formulação de uma
ideia (SESI, 2008).

182
TÓPICO 2 | ADVERBS

Como jogar: Colocados em uma fileira, o primeiro estudante diz uma frase
para seu próximo colega, que a repete para o próximo aluno. Assim, sucessivamente.
Ao final, o estudante deve dizer em voz alta o que entendeu. A dica, neste contexto,
é que sejam construídas frases com diferentes advérbios associados: modo, tempo,
lugar, opinião etc. Como, normalmente, a frase final não fica igual à inicial, pode-
se frisar a importância de memorizar a frase e pronunciá-la claramente ao colega.

Dica: o professor é que pode ser o primeiro da fila e construir uma frase um
pouco mais complexa.

4.2 ADD A WORD (Adicione uma palavra)


Esta atividade objetiva trabalhar a rapidez e a criatividade, de forma a
ordenar corretamente as palavras em sentenças. Trabalha, também, com estruturas
previamente estudadas em sala de aula (SESI, 2008).

Material necessário: pequenos objetos que possam ser passados (sugere-se


uma bola para cada grupo).

Como jogar: os estudantes são divididos em pequenos grupos e,


organizados em círculos, passam uma bola no sentido horário. Cada estudante
deve dizer uma palavra e passar a bola ao colega que deve adicionar uma palavra
com vistas à formação de uma frase. Caso não consiga adicionar uma palavra
no tempo de cinco segundos, ele sai da brincadeira. O jogo acaba quando restar
apenas um estudante ou o número de frases solicitado pelo professor tenha sido
construído. Uma dica, neste tópico, é solicitar que as frases apresentem advérbios
em seus lugares corretos.

183
SUMMARY OF TOPIC 2

Neste tópico, você aprendeu que:

• Os advérbios que constituem os contextos nos quais foram/são/serão


empreendidas atividades.

• Advérbios podem modificar verbos, adjetivos ou advérbios.

• Os advérbios podem ser de: modo (forma como algo aconteceu), frequência
(a quantidade de vezes da prática de alguma atividade), tempo (quando algo
aconteceu), lugar (onde algo aconteceu), intensidade (o quão significativo algo
é), dúvida ou certeza, e de comentário (a avaliação do sujeito sobre alguma
questão).

• Os advérbios de modo são formados, normalmente, pela adição de “-ly” ao final


de um adjetivo.

• O que vai definir o local do advérbio na sentença é o contexto no qual está


inserido.

• É importante refletirmos sobre os textos, funções e objetivos que são levados à


sala de aula, para que o trabalho seja significativo aos estudantes.

• As variedades linguísticas são importantes formas de expressão cultural e


sociais dos falantes de diferentes idiomas.

• Para uma melhor compreensão do tópico gramatical advérbios, atividades que


abordam construções de sentença, sinalizando as particularidades de uso de
cada advérbio, podem ter bons resultados em sala.

184
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar a formação e o uso de advérbios


de modo. No box a seguir, você encontra diferentes adjetivos, você deverá
transformá-los em advérbios de modo e, a seguir, utilizá-los para completar
as sentenças. Veja o exemplo:

QUICK – NORMAL – GENTLE – COMFORTABLE – ENTHUSIASTIC –


SLOW

Ex.: When my teacher speaks too quickly, I cannot understand her.

a) I am sleeping ________________
b) I need you behave ________________ when you meet my friends.
c) Please, ask ________________ for help. Don’t be rude.
d) Kids play ________________ when they are together.
e) She lived the house ________________, so she would not wake the baby.

2) Esta atividade tem como objetivo praticar o local correto dos advérbios de
frequência. Utilize os trechos a seguir para formar sentenças. Veja o exemplo:

Ex.: She – comes to school – rarely → She rarely comes to school.

a) Carina – is – smiling – always → _____________________________________


b) My teacher – late – is – never → ______________________________________
c) My parents – travel – abroad – always → ______________________________
d) We – out – rarely – eat → ____________________________________________
e) I – lose – my keys – occasionally → ___________________________________

3) Esta atividade objetiva praticar os advérbios de lugar e tempo. Construa


frases utilizando os advérbios a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: upstairs – soon → I am going upstairs soon.

a) here – last week → _________________________________________________


b) yesterday – beside → _______________________________________________
c) everywhere – early → _______________________________________________
d) downstairs – yet → _________________________________________________
e) around – tonight → _________________________________________________

185
4) Esta atividade tem como objetivo praticar os advérbios de intensidade e
dúvida/certeza. Assinale a alternativa que melhor completa as sentenças
abaixo. Veja o exemplo:

Ex.: The class is ___________ boring.


( ) fairly (x) rather

a) The party was ___________ nice!


( ) rather ( ) fairly

b) I love you ___________ much!


( ) too ( ) so

c) Marlon likes to read ___________.


( ) quite ( ) very much

d) She ___________ go to the dinner. I don’t know!


( ) maybe ( ) perharps

e) ___________ she won, because she was the fastest.


( ) clearly ( ) maybe

186
UNIT 3
TOPIC 3

CONJUNCTIONS

1 INTRODUCTION
O último tópico deste livro de estudos é dedicado ao estudo das conjunctions
(conjunções), que são palavras que ligam orações ou termos semelhantes dentro
de uma mesma oração. Vamos, aqui, refletir mais do que sobre a classificação
da gramática normativa acerca dessa classe de palavras: vamos pensar sobre as
relações de sentido que podem ser construídas pelas conjunções em nosso uso
diário dessas palavras.

Neste tópico, vamos aprender três tipos de conjunções, bem como suas
funções e onde podem ser empregadas para produzir diferentes efeitos de sentido.
Refletiremos, também, sobre essa classe de palavras por meio da leitura e interação
com textos. Após, conheceremos mais algumas dinâmicas que podem ser realizadas
em salas de aula no ensino de línguas e resolveremos atividades relativas ao nosso
tema. Let’s go!

2 WHAT ARE CONJUNCTIONS AND WHAT ARE THEY USED FOR?


Conforme já sinalizado na seção anterior, as conjuctions (conjunções) são
palavras que servem para ligar diferentes orações ou termos parecidos dentro
de uma mesma oração. É importante que realizemos uma reflexão acerca do uso
dessa classe de palavras, pois embora elas tenham uma classificação da gramática
normativa, vamos ver que diferentes usos desses termos podem resultar em
distintas construções de sentido. Vejamos um exemplo:

He studied hard and did not get the top grade.


(Ele estudou muito e não conseguiu a nota máxima).

Normalmente, classificamos o “and” (e) como uma conjunção de adição:


serve para acrescer itens a uma sentença, mas reflita sobre a sentença acima: será
que o “and” está adicionando uma ideia ou está mostrando uma adversidade:
embora ele tenha estudado muito, não conseguiu a nota máxima.

187
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

É por esses e outros casos que nós, professores de línguas, precisamos


compreender as nuances da linguagem que estudamos. E, mais do que uma
classificação normativa, devemos considerar os contextos de uso e as relações que
as palavras constroem.

Tradicionalmente, existem três tipos de conjunções no inglês:


coordinating conjunctions (conjunções coordenativas), coorelative conjunctions
(conjunções correlativas) e subordinating conjunctions (conjunções subordinadas)
(VIRTUOUS, 2017b). Para melhor organizar este livro, vamos estudar cada um
dos três tipos separadamente.

3 COORDINATING CONJUNCTIONS
Para iniciar nosso estudo, leia a tirinha a seguir:

FIGURA 30 - USO DE CONJUNÇÕES

FONTE: <http://3.bp.blogspot.com/-BC2XEbh42Bs/UEoO7693UCI/AAAAAAAADHk/pi_mSSBii0A/
s1600/Dustin%2B9-3-12.gif>. Acesso em: 25 jun. 2017.

Na tirinha acima, o personagem começa a refletir acerca de uma possível


atividade: escrever um blog acerca de suas vivências e noções acerca da vida em
sociedade. Quando pensa sobre o assunto, então, conclui que “ou eu poderia
escrever sobre doces e como ganhar amostras grátis por e-mail”. Neste momento,
vamos pensar acerca do uso da palavra “or”. Para que ela foi utilizada no texto?
Qual é a relação de sentido que ela implicou?

No texto, ela trouxe uma possibilidade, uma mudança de ideia, ampliação
de possibilidades. De que forma? Ligando uma ideia a outra, mas mostrando mais
do que uma adversidade, uma adição de ideia. O “or” é uma conjunção coordenada,
mas o que é isso?

As conjunções coordenadas ligam duas palavras ou duas orações
independentes, mas sempre precisam conectar elementos com a mesma estrutura
gramatical (ex.: sujeito + sujeito; sentença verbal + sentença verbal [como no
exemplo acima] etc.).
188
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

Normalmente, uma conjunção coordenada se posiciona entre orações


e, antes dela, utilizamos uma vírgula. Caso a sentença seja muito curta e tenha
o mesmo sujeito, a vírgula é desnecessária (VIRTUOUS, 2017b). As conjunções
coordenadas do inglês são as seguintes:

For – And – Nor – But – Or – Yet – So

Vamos, agora, estudar os efeitos de sentido e os usos de cada uma delas.

DICAS

Para não esquecer as conjunções coordenativas, você pode memorizar o


acrônimo FAN BOYS, construído com a inicial de cada uma das conjunções.

3.1 COORDINATING CONJUNCTION – AND


A conjunção “and” (e) constrói relação de sentido, tradicionalmente, de adição:

She bought noodles, cereal and breads.


(Ela comprou macarrão, cereal e pães).

Como já vimos no início deste tópico, o “and” também pode introduzir a


ideia de oposição:

He ran a lot and came in second.


(Ele correu muito e chegou em segundo).

Perceba: embora ele tenha corrido muito, ainda assim chegou em


segundo lugar.

Quando a conjunção “and” está ligando dois verbos que possuem o


mesmo sujeito, não é necessário repetir esse sujeito. O mesmo ocorre com artigos,
preposições, pronomes e outras classes de palavras:

She plays volleyball and she swims very well.

She plays volleyball and swims very well.


(Ela joga vôlei e nada muito bem).

Nós podemos adicionar uma vírgula antes do “and” caso ele esteja
adicionando um item a uma lista com mais de três coisas. Este uso, embora não
seja comum em português, é bastante utilizado em inglês:

189
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

On vacation, the children swam, played in the tree house, ate ice cream, and watched movies.
(Nas férias, as crianças nadaram, brincaram na casa da árvore, tomaram sorvete e
assistiram a filmes).

Também podemos utilizar a vírgula antes do “and”, quando este liga duas
orações independentes mais longas que não têm o mesmo sujeito:

Carolina took the opportunity to finish her college report, and Joao preferred to rest for a while.
(Carolina aproveitou para finalizar seu relatório para a faculdade, João preferiu
descansar um pouco).

3.2 COORDINATING CONJUNCTION – BUT


Já a conjunção coordenada “but” (mas, porém) pode expressar a ideia de
oposição:

Johnny drank a lot, but he is not hung over.


(Johnny bebeu muito, mas ele não está de ressaca).

E também pode ser utilizada com o sentido de “exceto”, veja o exemplo abaixo:

Everyone but Robert was at the party yesterday.


(Todos exceto Robert estavam na festa ontem).

Vamos utilizar a vírgula antes do “but” sempre que essa conjunção estiver
ligando duas orações independentes e longas. Mesmo que elas possuam o mesmo
sujeito, é possível adicionar a vírgula:

We had the ambition to buy a new house, but we could not sell the house we lived in.
(Nós tínhamos a ambição de comprar uma casa nova, mas não podíamos vender
a casa na qual morávamos).

3.3 COORDINATING CONJUNCTION – OR


A conjunção coordenativa “or” (ou), mais amplamente, constrói a ideia de
alternância:

You have to choose: you work or you study. Both of you are being too much for you!
(Você precisa escolher: ou você trabalha ou você estuda. Os dois estão sendo
demais para você!)

É possível, também, que se construa um efeito de sentido de exclusão:

Either you buy a car or a house.


(Ou você compra um carro ou uma casa).

190
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

Como já vimos no estudo da tirinha no início deste tópico, porém, o “or”


pode passar a ideia da adição de uma possibilidade:

I could buy a bike or I could get married.


(Eu poderia comprar uma bicicleta ou eu poderia me casar).

3.4 COORDINATING CONJUNCTION – SO


Já a conjunção “so” (assim, por isso, portanto) expressa uma relação entre
fatos que aconteceram/acontecem/acontecerão em razão de outro acontecimento:

The students did not do the homework, so I need to inform their parents.
(Os alunos não fizeram a tarefa, então eu preciso informar os seus pais).

Our friends do not come for dinner so we can take some dishes.
(Nossos amigos não vêm para o jantar, assim podemos tirar alguns pratos).

A conjunção “so” também pode ser utilizada no início da sentença, quando


para introduzir um assunto novo:

So, the school will go into retirement next month.


(Então, a escola vai entrar em reforma no mês que vem).

3.5 COORDINATING CONJUNTION – FOR


A conjunção coordenativa “for” (pois, como, visto que) tem a função de
introduzir uma explicação. Nesses contextos, serve como um sinônimo de “because”
(porque), embora seu uso na linguagem coloquial não seja muito frequente:

I believed the student, for sure he had no reason to lie.


(Eu acreditei no aluno, porque ele não tinha razão para mentir).

Como assinalado acima, o uso do “for” como conjunção tem ficado mais
restrito aos usos em textos literários.

3.6 COORDINATING CONJUNCTION – NOR


A conjunção “nor” (nem, tampouco) liga duas sentenças negativas,
geralmente quando essas sentenças apresentam “neither” (nem) ou “not” (não):

This is neither what I want nor what you wish.


(Isso não é nem o que eu quero e nem o que você deseja).

191
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

Not money nor the jewels were left by thieves.


(Nem dinheiro e nem joias foram deixadas pelos ladrões).

“Nor” também pode ser utilizado antes de um verbo positivo, de modo a


concordar com algo negativo que foi dito há pouco:

- I do not like him.


- Nor do I.
(Eu não gosto dele.
Eu também não).

3.7 COORDINATING CONJUNCTION – YET


A conjunção coordenativa “yet” (mas, porém, contudo, todavia) vai
expressar a ideia de oposição ou contrariedade:

Our house is small, yet very cozy.


(A nossa casa é pequena, porém muito aconchegante).

My boyfriend loves to play soccer, yet he prefers to play futsal.


(Meu namorado ama jogar futebol, contudo ele prefere jogar futsal).

Atenção: sempre que o “yet” for empregado como conjunção, precisa


aparecer no início da oração.

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo aplicar os conhecimentos construídos


acerca das conjunções coordenativas. Complete cada uma das frases com a
conjunção do box a seguir. Em seguida, informe o efeito de sentido construído
em cada sentença. Veja o exemplo:

BUT – AND – OR – SO – FOR – NOR – YET

Ex.: I like to work, _________ I prefer studying. → I like to work, but I


prefer studying. (oposição)

a) She bought a sneaker for the boy, _________ she could not see him cold.
_________________

192
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

b) I do not have much money, _________ I can lend you some money to buy the
ticket. ________

c) She bought neither bread _________ butter. ____________________________


____________

d) My mother bought a lot of food _________ it was still too little.


__________________________

e) Mariana did not buy the ticket, _________ she will not travel.
___________________________

f) My son will have to choose between playing tennis _________ football.


____________________

4 CORRELATIVE CONJUNCTIONS
As correlative conjunctions (conjunções correlativas) nunca aparecem
sozinhas, pois sempre aparecem em pares. Temos que tomar cuidado, porém,
porque elas nunca aparecem uma logo ao lado da outra.

Assim como as conjunções que estudamos anteriormente, utilizamos


as conjunções correlativas para ligar elementos que tenham a mesma função
gramatical (sujeito + sujeito, oração verbal + oração verbal etc.).

Para iniciar nossas discussões, leia a charge a seguir:

FIGURA 31 - CONJUNÇÃO CORRELATIVA

FONTE: Disponível em: <https://s-media-cache-ak0.pinimg.


com/236x/c6/f1/e9/c6f1e93cec6640d14420555e32960f8e.jpg>.
Acesso em: 25 jun. 2017.

193
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

A charge acima mostra uma pessoa procurando ajuda no Conselho


Financeiro, que defende que “nem empréstimo, nem um credor, nem uma
poupança...”, isto é, a pessoa não tinha chances de conseguir o dinheiro. Chama
a atenção aqui o uso da conjunção “neither... nor” que dá a ideia de “nem uma
coisa, nem outra”. Este é um exemplo de conjunção correlativa, que mostra uma
correlação entre os elementos. Vamos estudar algumas das conjunções e seus usos.

4.1 CORRELATIVE CONJUNCTION – BOTH… AND


A conjunção correlativa “both… and…” (ambos… e…) é utilizada para
construir uma relação entre elementos em ordem a serem enunciados de forma
individual, mas integrada. Veja os exemplos a seguir:

I talked to both the boy who beat up and the boy who was beaten so this does not happen
anymore.

(Eu conversei com ambos: o garoto que bateu e o menino que foi agredido, para
que isso não aconteça mais).

Both English and French are beautiful idioms.


(Ambos, inglês e francês, são idiomas bonitos).

A conjunção “both... and” sempre vai concordar com o verbo no plural:

Both Cristina and Alex are good doctors.


(Ambos, Cristina e Alex, são bons médicos).

4.2 CORRELATIVE CONJUNCTION – EITHER… OR


A conjunção “either… or…” (ou… ou…) é utilizada para falar sobre a
escolha entre duas ou mais opções:

She does not study either Math or English.


(Ela não estuda nem matemática nem inglês).

If either Carlos or Mariana come to the dinner, we will need more dishes.
(Se Carlos ou Mariana vierem para o jantar, precisaremos de mais pratos).

Quando utilizamos “either... or...”, o verbo vai concordar com o substantivo


(nome) que o precede:

If either my friends or my boyfriend calls, please answer it!


(Se meus amigos ou meu namorado ligarem, por favor, atenda!)

194
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

4.3 CORRELATIVE CONJUNCTION – NEITHER… NOR


Assim como nós já vimos no início desta seção, a conjunção correlativa
“neither... nor...” (nem... nem...) é utilizada para ligar duas ideias de negação:

Neither Paul nor Luana are coming to the party.


(Nem Paul nem Luana estão vindo para a festa).

They are neither rich nor poor.


(Eles não são nem ricos e nem pobres).

Cuidado: a ideia de negação já está na conjunção, por isso não utilizamos


o verbo em sua forma negativa. Lembre-se de que, em inglês, a negação só precisa
ser expressa em um constituinte da sentença!

Quando utilizamos o “neither... nor...”, o verbo deve concordar com o


nome que o precede:

Neither the students nor the teacher is here.


(Nem os estudantes e nem a professora está aqui.)

4.4 CORRELATIVE CONJUNCTION – NOT ONLY… BUT ALSO


A conjunção correlativa “not only… but also” (não apenas… mas ainda) é
utilizada para adicionar ideias a uma ideia inicial:

"To accomplish great things, we must not only act, but also dream; not only plan, but
also believe". (Anatole France)

(“Para realizarmos grandes feitos, precisamos não somente agir, mas sonhar; não
apenas planejar, mas também acreditar”).

We need better grades not only in English, but also in Chemistry.


(Nós precisamos de notas maiores não apenas em Inglês, mas também em Química.)

Podemos utilizar o “not only” no início da sentença para enfatizar uma


ideia. Nessas situações, “not only” é seguido de um verbo auxiliar + sujeito. Caso
não haja auxiliar, utilizamos o do:

Not only did she complain about the service, but also she said the food is bad.
(Não apenas ela reclamou do atendimento, como também disse que a comida era
ruim).

195
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

4.5 CORRELATIVE CONJUNCTION – AS/ SO… AS


A conjunção “as/so… as…” (tanto/quanto… como” serve para estabelecermos
ideias de comparação entre elementos e características de elementos:

She is so beautiful as her sister.


(Ela é tão bonita quanto a irmã).
Lembre-se: o “so” intensifica ideias positivas.

Study is not as difficult as people say.


(Estudar não é tão difícil quanto as pessoas dizem).

4.6 CORRELATIVE CONJUNCTION – WHETHER… OR


A conjunção “whether… or…” (se… ou…) constrói a ideia de alternância
entre possibilidades distintas:

Has Tina decided whether buy a house or a car?


(Tina já decidiu se compra uma casa ou um carro?)

I don’t know whether I read a book or watch the sitcoms.


(Eu não sei se eu leio um livro ou vejo seriados).

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar as conjunções correlativas, que


acabamos de aprender. Escolha a alternativa que melhor completa cada uma
das frases a seguir. Veja o exemplo:

Ex.: She is neither funny_________ polite.


(x) nor ( ) or

a) Have you made a decision about _________ go to the gym _________not?


( ) whether/or ( ) either/or

b) She likes _________ painting, _________ to draw.


( ) neither/or ( ) not only/but also

c) _________ cheese _________ bread satisfy me.


( ) either/or ( ) both/or

d) My car is _________ fast _________ yours.


( ) so/as ( ) either/or

196
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

5 SUBORDINATING CONJUNCTIONS
Enfim, chegamos às subordinating conjunctions (conjunções subordinadas),
conjunções que, assim como as anteriores, estabelecem ligações entre orações. A
diferença entre as conjunções coordenadas e as subordinadas é que, enquanto a
primeira liga duas orações independentes, a segunda (que aprenderemos agora)
liga uma oração independente a uma oração dependente. Isso quer dizer que as
conjunções subordinadas vão ligar uma frase que não possui sentido em si mesma
a uma que possui sentido em si mesma.

Para compreender melhor, veja o exemplo a seguir, no qual os personagens


estão discutindo sobre o que é uma conjunção subordinada:

FIGURA 32 - CONJUNÇÃO SUBORDINADA

FONTE: Disponível em: <http://www.toondoo.com//public/m/c/o/mcouillard/toons/cool-


cartoon-339349.png>. Acesso em: 25 jun. 2017.

A tirinha acima tem um efeito de humor porque associa a metalinguagem


(conhecimento dos falantes sobre alguma regra da língua) com o uso prático
desse conhecimento, veja: o personagem da esquerda diz que se o outro
personagem souber o que é uma conjunção subordinada, talvez ele não o
coma. O personagem da direita define corretamente a questão, explicando que
“conjunções subordinadas mostram relações entre duas frases”, ao que o outro
personagem responde “embora você esteja correto, você é uma ‘carne morta’”.
O efeito de humor da tirinha se dá justamente porque o personagem utiliza uma
conjunção subordinada em sua fala: although (embora).

A fala do último quadrinho é formada por duas frases. “Although you’re


correct” (embora você esteja correto” e “you’re a dead meat” (você é uma ‘carne
morta’). A primeira oração é uma oração dependente, isto é, ela só vai fazer sentido
a partir da sua associação com a segunda oração, que é uma oração independente.

Vamos, agora, estudar distintas conjunções subordinadas e os efeitos de


sentido que elas formam ao serem empregadas em sentenças.

197
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

5.1 SUBORDINATING CONJUNCTION – AFTER


A conjunção “after” (após, depois que) passa a ideia de passagem de um evento
ao outro (cuidado, “after” pode ser uma preposição, um advérbio ou uma conjunção):

Carlos went home after the game finished.


(Carlos foi para casa antes do jogo acabar).

After the lunch, we started to work.


(Depois do almoço, nós começamos a trabalhar).

5.2 SUBORDINATING CONJUNCTION - ALTHOUGH/


THOUGH/ EVEN THOUGH
Assim como introduzido no início desta seção, as preposições although,
tough e even tough (apesar de (que), embora, ainda que) são utilizadas para dar
uma ideia de oposição:

Although I had to study, I went out.


(Ainda que eu tivesse que estudar, eu saí de casa).

Amanda bought a lot of food, even though I had told her that we do not have visitors to dinner.
(Amanda comprou muita comida, ainda que eu tenha dito a ela que não temos
visitas para o jantar).

Atenção: a conjunção “tought” é mais utilizada na linguagem oral e informal


(VIRTUOUS, 2017b).

5.3 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS


A conjunção “as” (como, porque, à medida que, enquanto, logo que, assim
que) pode indicar tanto o modo como algo está/estava/estará quanto algum evento
em um determinado momento:

As I told Marcos, I cannot go out today!


(Como eu falei para o Marcos, eu não posso sair hoje!)

Please, leave my kitchen as I leave it).


(Por favor, deixe minha cozinha como eu deixei).

As Carol is not here, let’s watch TV.


(Enquanto Carol não está aqui, vamos assistir TV).

198
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

5.4 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS IF / AS THOUGH


As conjunções subordinadas “as if” e “as though” são utilizadas no sentido
de “como se”:

She complains as if she does not have a good life.


(Ela reclama como se não tivesse uma vida boa).

The boy played as though he did not want to go home anymore.


(O menino brincava como se não quisesse ir mais para casa).

5.5 SUBORDINATING CONJUNCTION – AS/ SO LONG AS/


PROVIDED THAT
As conjunções “as”, “so long as” e “provided that” (contanto que, desde que,
com a condição de que) têm a função de construir uma relação de condição:

We will travel so long as we have money.


(Nós vamos viajar desde que tenhamos dinheiro).

I can have a dog provided that it is a small one. My house is small.


(Eu posso ter um cachorro com a condição de que seja um pequeno. Minha casa é
pequena).

5.6 SUBORDINATING CONJUNCTION – BECAUSE


Já a conjunção “because” (porque, pois) expressa uma relação de explicação
entre orações e eventos:

I have to study because I will have a very difficult test!


(Eu tenho que estudar, porque terei uma avaliação muito difícil).

A conjunção “because” e a oração dependente podem vir antes ou depois da


oração independente (VIRTUOUS, 2017b):

Because he has to work, they went home.


(Porque ele precisa trabalhar, eles foram para casa).

199
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

5.7 SUBORDINATING CONJUNCTION – BEFORE


A conjunção “before” constrói a ideia de “antes de, antes que”:

Before I go home, I have to buy some bread.


(Antes de ir para casa, eu preciso comprar pão).

She left before the concert starts.


(Ela saiu antes do show começar).

5.8 SUBORDINATING CONJUNCTION – DESPITE / IN SPITE OF


As conjunções “despite” e “in spite of” são utilizadas no sentido de “apesar
de”, isto é, indicam uma espécie de obstáculo para algo:

Despite being a studious girl, she cannot understand the subject.


(Apesar de ser uma menina estudiosa, ela não consegue entender a matéria).

In spite of the cancellation of classes, we went to university to study at the library.


(Apesar do cancelamento das aulas, nós fomos à universidade para estudar na
biblioteca).

Os verbos utilizados imediatamente após “despite” e “in spit of” devem


ficar no gerúndio (-ing) (VIRTUOUS, 2017b):

Despite having a lot of things to do, I took a nap.


(Apesar de ter muitas coisas a fazer, eu tirei uma soneca).

5.9 SUBORDINATING CONJUNCTION – HOWEVER /


NONETHELESS / NEVERTHELESS
As conjunções subordinadas “however”, “nonetheless” e “nevertheless” têm
o sentido de “entretanto, no entanto, não obstante”, isto é, exercem a construção
de oposições:

I have not had lunch yet, however I'm not hungry.


(Eu ainda não almocei, porém não estou com fome).

The book is not very long, nevertheless I want to start reading it soon, to finish it in time.
(O livro não é muito grande, no entanto quero começar a ler logo, para acabar a
tempo).

200
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

5.10 SUBORDINATING CONJUNCTION – IF


Já a conjunção “if” expressa uma condição para algo, sua tradução para o
português é “se”:

If stop raining, we are going to the beach.


(Se parar de chover, vamos para a praia).

Carla comes to the lunch if she finishes her report.


(Carla vem para o almoço se ela terminar o relatório).

Quando as orações subordinadas estão antes da oração principal,


separamo-las com vírgula. Caso a oração principal esteja antes da subordinada,
não utilizamos a vírgula.

5.11 SUBORDINATING CONJUNCTION – ONCE


A conjunção “once” tem o sentido de “uma vez que, já que, desde que,
assim que...”, dependendo de seu contexto de uso:

Once I've already bought a car, I can travel wherever I want.


(Uma vez que eu tenha comprado um carro, eu poderei viajar para onde eu
quiser).

Once you start traveling, you do not stop anymore.


(Uma vez que você começa a viajar, não para mais).

5.12 SUBORDINATING CONJUNCTION – OTHERWISE


A conjunção “otherwise” significa “senão, caso contrário, do contrário”,
indicando uma possibilidade para algo:

You have to study more. Otherwise, you will not get a good grade.
(Você precisa estudar mais. Caso contrário, não conseguirá uma boa nota).

I did my homework yesterday. Otherwise I would not have time to do it.


(Eu fiz meu dever de casa ontem. Caso contrário, não teria tempo de fazê-lo).

201
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

5.13 SUBORDINATING CONJUNCTION – SINCE


“Since” é a conjunção subordinada que expressa os termos “já que, visto
que, como, desde”:

Since we have nothing to do, let's play video game.


(Já que não temos nada para fazer, vamos jogar videogame).

I have not been to the movies since I started college.


(Eu não vou ao cinema desde que comecei a faculdade).

5.14 SUBORDINATING CONJUNCTION – SO THAT/ IN ORDER


THAT/ IN ORDER TO
As subordinativas “so that”, “in order that” e “in order to” expressam os
sentidos das expressões “de modo que, a fim de que, de modo que”:

Carla went home early so that she had time to pack.


(Carla foi para casa mais cedo, a fim de que tivesse tempo de arrumar as malas).

We went to Minas Gerais in order to eat pão de queijo.


(Nós fomos para Minas Gerais a fim de comer pão de queijo).

5. 15 SUBORDINATING CONJUNCTION – STILL


A conjunção “still” tem um sentido aproximado a “ainda assim, contudo”,
isto é, expressa uma relação de oposição. Esta conjunção sempre vai aparecer no
início das orações:

The food here is not very expensive, still it is very tasty.


(A comida daqui não é muito cara, contudo é muito saborosa).

The book is not good. Still, it is one of the top sellers.


(O livro não é bom. Ainda assim, é um dos mais vendidos).

5.16 SUBORDINATING CONJUNCTION – THUS / THEREFORE/


THEN/ HENCE
As conjunções “thus”, “therefore”, “then” e “hence” têm o sentido de “então,
portanto”, ou seja, introduzem conclusões:

She did not have bad grades. Therefore, he did not have to retake the tests.
(Ela não tinha notas ruins. Então, não teve que refazer os testes).

202
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

His team was at the end of the championship. Thus, he went to watch the game at the stadium.
(O time dele estava na final do campeonato. Então, ele foi assistir ao jogo no estádio).

5.17 SUBORDINATING CONJUNCTION – UNLESS


“Unless” é a conjunção utilizada para formular a ideia de “a menos que, a
não ser que, salvo se”:

Today, we are going to a party. Unless you are very tired.


(Hoje, nós iremos a uma festa. A menos que você esteja muito cansada).

Carla goes to her parents' house unless it rains a lot.


(Carla vai para a casa dos pais, a menos que chova muito).

5.18 SUBORDINATING CONJUNCTION – UNTIL/ TILL


As conjunções “until” e “till” têm o significado de “até (que)” e podem ser
consideradas sinônimos, embora “till” seja mais informal:

Until the end of college, I will have lost several nights of sleep.
(Até o final da faculdade, eu terei perdido muitas noites de sono).

We are going to live in this house until we have the money to buy a bigger one.
(Nós vamos morar nesta casa até que tenhamos dinheiro para comprar uma maior).

5.19 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHEN / BY THE TIME


As conjunções “when” e “by the time” dizem respeito a tempo e têm o sentido
aproximado de “quando”:

When Tati gets home, she will call the company.


(Quando Tati chegar em casa, ela vai ligar para a empresa).

I promised I would visit her by the time she moved to the new house.
(Eu prometi que a visitaria quando ela se mudasse para a casa nova).

203
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

5.20 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHENEVER


A conjunção subordinativa “whenever” tem sentido aproximado a “quando,
toda vez que, sempre que”:

Whenever time I look at you, I fall in love more.


(Toda vez que eu olho para você, eu me apaixono mais).

Carina was crying whenever someone mentioned that movie.


(Carina começava a chorar sempre que alguém mencionava aquele filme).

A conjunção “whenever” também pode ser utilizada para sinalizar que o


tempo para que algo seja feito/tenha sido feito não é importante (VIRTUOUS, 2017):

We can do the report next week or whenever... It does not matter.


(Nós podemos fazer o relatório na semana que vem ou em qualquer momento.
Isso não importa).

5.21 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHERE


Como já vimos no estudo dos advérbios, o “where” tem o sentido de “onde”,
mas lembre-se de que, como uma conjunção, aqui seu papel é de ligar orações:

This is where we live!


(Aqui é onde moramos!)

She is working where I bought these clothes.


(Ela está trabalhando onde eu comprei essas roupas).

5.22 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHEREAS


A conjunção “whereas” serve para fazer uma comparação de oposição, tem
sentido aproximado a “ao passo que, enquanto”:

Jonas is hardworking whereas his brother just wants to have a good life.
(Jonas é trabalhador, ao passo que seu irmão só quer ter vida boa).

I love running whereas my boyfriend prefers to ride a bike.


(Eu adoro correr, ao passo que meu namorado prefere andar de bicicleta).

204
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

5.23 SUBORDINATING CONJUNCTION – WHILE


A conjunção “while” tem o sentido de “enquanto”:

You can tell me your idea while we have coffee.


(Você pode me contar a sua ideia enquanto nós tomamos um café).

I waited for you while you was shopping.


(Eu esperei por você enquanto fazia compras).

AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade objetiva praticar as conjunções subordinativas que


aprendemos. Complete as frases a seguir com a conjunção (do box) que
melhor combina com o contexto. Veja o exemplo:

BECAUSE – ONCE – WHERE – UNLESS – WHILE - SINCE

Ex.: She could not go to the dinner ____________ she had to work.
She could not go to the dinner because she had to work.

a) ____________ he worked, she was shopping.


b) Carlos went every day ____________ Carol worked.
c) ____________ it stops raining, I'll walk the dog.
d) I will not be able to attend the party ____________ someone gives me a ride.
e) ____________ I started working, I have my money.

6 REFLECTING ABOUT CONJUNCTIONS IN TEXTS


Como nos demais tópicos deste material, esta seção é dedicada à atividade
de leitura e reflexão de textos de circulação social. Por meio dessa leitura, podemos
aprofundar os conhecimentos gramaticais que construímos ao longo do tópico.

Para tanto, leia o cartum a seguir, no qual dois personagens refletem sobre
regras da gramática (normativa e de usos da língua inglesa):

205
UNIDADE 3 | OTHER WORD CLASSES AND THEIR FUNCTIONS

FIGURA 33- CARTUM SOBRE CONJUNÇÕES

FONTE: Disponível em: <https://www.daytranslations.com/blog/wp-content/uploads/2014/04/


DayTranslations-Cartoon-Conjunction.jpg> Acesso em: 25 jun. 2017.

AUTOATIVIDADE

1) Explique, com suas palavras e em inglês, do que se trata o texto acima lido.
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

2) Como se construiu o efeito de humor no cartum acima?


__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

3) Considerando que, normalmente, os cartuns têm um fundo de crítica em sua


construção, qual a crítica realizada no cartum lido?
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________
__________________________________________________________________

206
TÓPICO 3 | CONJUNCTIONS

7 CLASSROOM ACTIVITIES
Vamos, agora, conhecer algumas dinâmicas que podem ser levadas à sala de
aula, com a intenção de praticar esse tópico tão amplo e importante: as conjunções.

7.1 BINGO (bingo)


Esta atividade tem como objetivo praticar um tópico gramatical ou de
vocabulário que já tenha sido previamente estudado.

Material necessário: cartões de papel para servirem de cartela; feijões ou


outro grão para a marcação do bingo.

Como jogar: cada estudante recebe (ou constrói) uma cartela de bingo
(sugere-se de nove a 12 marcações). Eles preenchem a sua cartela com algumas das
conjunções estudadas (ao seu gosto). O professor lê (ou escreve no quadro) frases
com lacunas a serem preenchidas com conjunções. Os estudantes precisam inferir
a conjunção correta e, caso a tenham em sua cartela, marcá-la. Ganha o estudante
que completar sua cartela primeiro.

Dica: caso seja trabalhada com um tópico gramatical, essa brincadeira


muda um pouco. Os estudantes escolhem as palavras e o professor, por meio de
sorteio, vai apresentando as palavras que devem ser marcadas. Uma dica, nesses
casos, é que os estudantes escrevam em suas tabelas em inglês e o professor fale as
palavras em português.

7.2 STORY WITH GAPS (História com buracos)


Esta atividade tem como objetivos: a) praticar a sequência lógica de ideias; b)
desenvolver vocabulário específico; e c) estimular a produção de textos (SESI, 2008).

Material necessário: folhas de papel.

Como jogar: o professor deve contar uma história sem o desfecho (ou sem
o início). Em duplas, os estudantes devem completar essa história, construindo
sentenças bem formuladas e que apresentem relações de sentido por meio de
conjunções. Depois de escrever a continuação, os estudantes devem apresentar
oralmente. Após a apresentação, entregam a versão escrita.

207
SUMMARY OF TOPIC 3

Neste tópico, você aprendeu que:

• As conjunções são palavras que ligam orações diferentes ou termos semelhantes


dentro de orações.

• Cada conjunção, além de sua classificação gramatical, pode construir diversos


efeitos de sentido.

• Conjunções coordenativas ligam orações independentes, isto é, que têm uma


existência que independe de outra oração.

• Conjunções correlativas são formadas por mais de uma palavra e estabelecem


relações entre distintos elementos.

• Conjunções subordinativas relacionam uma oração dependente a uma oração


independente.

• Como a classe de conjunções é muito variada, são necessárias diferentes


atividades para um aprendizado significativo em sala de aula.

208
AUTOATIVIDADE

1) Esta atividade tem como objetivo praticar o uso das conjunções que
aprendemos neste tópico. Ligue as frases a seguir por meio do uso de uma
conjunção. Veja o exemplo:

Ex.: Carina cannot travel. She is very busy. → Carina cannot travel
because she is very busy.

a) I had many books. I lent them all.


__________________________________________________________________

b) The dog loves to run. The cat loves to sleep.


__________________________________________________________________

c) She studied for the test. She got a good grade.


__________________________________________________________________

d) Carlos studied for the test. He got a bad grade.


__________________________________________________________________

e) It stop raining. We are going out.


__________________________________________________________________

2) Esta atividade tem como objetivo a construção de sentido entre orações por
meio das conjunções. Crie uma oração que complete cada frase a seguir. Veja
o exemplo:

Ex.: While _______________________________ he was working.


While she was shopping, he was working.

a) She could not buy a new car, because _________________________________.


b) He bought a new car where__________________________________________.
c) ________________________________________________ when I arrived home.
d) ___________________________________________or may I just stay at home.
e) _____________________________________ so she does not know if she came.
f) I want to travel, but ________________________________________________.
g) As I told you, ______________________________________________________.

209
3) Esta atividade tem como objetivo praticar as conjunções aprendidas. Preencha
as frases a seguir para conseguir as respostas das palavras cruzadas:

Across
3) He must be very popular, ___ everyone in school knows him.
5) John wanted to stay, ___ his sister persuaded him to go.
6) ___ the rain, we went to the beach.
7) ___ I got home, my sister had already left.

Down
1) She wanted to go to the party; ___, she was not invited.
2) ___ it was cold, he went out without a sweater.
4) We can't buy it ___ we don't have enough money.
5) John had to go to the doctor ___ he was not feeling well.

210
REFERÊNCIAS
BAGNO, Marcos. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação
linguística. São Paulo: Parábola, 2007.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes,
2011.

BRITISH COUNCIL. Adjectives (gradable/non-gradable). Disponível em:


<https://learnenglish.britishcouncil.org/en/quick-grammar/adjectives-gradable-non-
gradable>. Acesso em: 9 maio 2017c.

BRITISH COUNCIL. Adverbs of manner. Disponível em: <https://learnenglish.


britishcouncil.org/en/english-grammar/adverbials/adverbs-manner>. Acesso em:
19 jun. 2017.

BRITISH COUNCIL. Countable e uncountable nouns 1. Disponível em: <https://


learnenglish.britishcouncil.org/en/quick-grammar/countable-uncountable-
nouns-1>. Acesso em: 7 maio 2017.

BRITISH COUNCIL. Countable e uncountable nouns 2. Disponível em: <https://


learnenglish.britishcouncil.org/en/quick-grammar/countable-uncountable-
nouns-2>. Acesso em: 7 maio 2017.

BRITISH COUNCIL. Present Continous. Learn English. 2017. Disponível em:


<https://learnenglish.britishcouncil.org/en/english-grammar/verbs/present-tense/
present-continuous>. Acesso em: 20 mar. 2017.

BRITISH COUNCIL. Simple Future. Learn English. 2017. Disponível em:


<https://learnenglish.britishcouncil.org/en/english-grammar/verbs/talking-about-
future>. Acesso em: 25 mar. 2017.

CAMBRIDGE, Dictionary. Prepositions. Disponível em: <http://dictionary.


cambridge.org/grammar/british-grammar/prepositions>. Acesso em: 11 jun. 2017.

CUNHA, C.; CINTRA, L. Nova gramática do português contemporâneo. 5. ed.


Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.

CUNNINGHAM, Gillie; REDSTON, Chris. Face 2 face: Upper Intermediate. 1.


ed. Brasil: Cambridge do Brasil, 2008.

ENGLISH GRAMMAR ONLINE. Ordinal numbers. 2017. Disponível em:


<https://www.ego4u.com/en/cram-up/vocabulary/numbers/ordinal>. Acesso em:
26 mar. 2017.

211
ENGLISH GRAMMAR ONLINE. Prepositions. Disponível em: <https://www.
ego4u.com/en/cram-up/grammar/prepositions>. Acesso em: 11 jun. 2017.

ENGLISH LEARNING LOUNGE. The Circus: Superlatives and comparatives.


Disponível em: <http://www.esl-lounge.com/student/reading/2r9-circus-
superlative-reading.php>. Acesso em: 14 maio 2017.

ENTENDA INGLÊS. Exercícios: Indefinite Pronouns II (Pronomes Indefinidos


II). Disponível em: <https://alineprofessora.wordpress.com/2012/03/01/exercicios-
indefinite-pronouns-ii/>. Acesso em: 28 maio 2017.

JONES, Allan. My plans for the future. English experts, 2011. Disponível em:
<https://www.englishexperts.com.br/forum/exercicio-texto-com-o-futuro-
simples-simple-future-ingles-t17476.html. Acesso em: 15 abr. 2017.

OLIVEIRA, Sarah. (2014). Tempo verbal em Inglês: Present Continuous. English


life. Disponível em: <http://englishlive.ef.com/pt-br/blog/tempo-verbal-em-
ingles-present-continuous/#sthash.taP25t9k.dpuf>. Acesso em: 10 mar. 2017.

PASSONI, T. P.; LUZ, J. G. Política e planejamento linguísticos no Brasil:


levantamento de orientações curriculares para o ensino de línguas estrangeiras.
ReVEL, v. 14, n. 26, 2016. <www.revel.inf.br>.

PETRICCIONE, Adriana. "Degree of Adjectives (Grau dos Adjetivos)"; Brasil


Escola. Disponível em: <http://brasilescola.uol.com.br/ingles/degree-of-
adjectives-grau-dos-adjetivos.htm>. Acesso em: 12 maio 2017.

SESI. Departamento Regional do Estado do Paraná. Dinâmicas para o ensino de


línguas. Curitiba: SESI, 2008.

SILVA, L. G. A. e. Indefinite Pronouns. Brasil Escola. Disponível em: <http://


brasilescola.uol.com.br/ingles/indefinite-pronouns.htm>. Acesso em: 13 jun. 2017.

SILVA, Layssa Gabriela Almeida e. Past Continuous. (2017). Brasil Escola.


Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/ingles/past-continuous.htm>.
Acesso em: 10 mar. 2017.

STREET, B. Letramentos sociais. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

VIRTUOUS, Tecnologia Educacional. Classificação dos Advérbios. In: Só


língua inglesa. Disponível em: <http://www.solinguainglesa.com.br/conteudo/
adverbio5.php>. Acesso em: 19 jun. 2017.

VIRTUOUS, Tecnologia Educacional. Conjunctions. In: Só língua inglesa.


Disponível em: <http://www.solinguainglesa.com.br/conteudo/Conjunctions1.
php>. Acesso em: 25 jun. 2017.

212

Você também pode gostar