Você está na página 1de 5

Pelo Prof. Pr. Luciano Mendes (Coord.

Do MCI Brasil)

Em tempos em que as famílias vêm sendo totalmente bombardeadas e


invadidas, com inúmeros ataques que o inimigo vem disseminando a todo tempo.
Muitas ferramentas vem sendo preparadas para atacar, mas temos que estar
prontos para contra-atacar, temos que proteger as crianças. Atualmente muitas
igrejas já vem despertando para este tema, onde volta ao cenário com homens
vindo somar neste ministério. Com esse olhar, o Ministério Infantil é uma poderosa
arma para manter os filhos firmes na Palavra do Senhor.

A visão em que o homem não pode fazer parte do trabalho infantil na área
do ensino é uma versão atual do século 20. Pois até então no século 18 este oficio
era dados aos homens. Logo após a descoberta do Brasil, foram enviados a esta
terra recém descoberta os padre Jesuítas para catequizar os habitantes da terra e
esses padres eram homens. O seu foco era ensinar aos “selvagens” assim
denominados pelos homens religiosos, que não acreditavam no Deus do
catolicismo. A missão não foi fácil, pois os homens desta terra já tinham suas
crenças e costumes e era difícil fazer mudanças neste quadro de crença e cultura.
A partir deste ponto tiveram uma ideia vamos então ensinar as crenças e valores
para as crianças. Ou seja os Jesuítas passaram a ensinar neste momento as crianças.
E passou a ser natural homens ensinar em nosso país recém descoberto pelo
portugueses. Embora o ato de ensinar e cuidar das crianças seja dado a mulher
(estamos aí falando das crianças de 0 ao 3 ou 4 anos). Mas quando se trata de
ensino isto é modificado no final do século 19 onde começam a aparecer mulheres
ensinando no foco educacional secular, cargo anterior mantido por homens.

E em pouco tempo as mulheres tomaram conta do magistério deixando por


completo os homens sem este oficio tão antigo. E nasce então as chamadas escolas
normalistas onde apenas mulheres estudavam nelas e eram enviadas para as
escolas para ensinar as crianças da pré-escola até as séries iniciais.

Enquanto a Igreja Evangélica no Brasil ainda estava nascendo e crescendo


neste novo momento cultural. Achou-se por bem romper com os ensinos bíblicos
e mantiveram os mesmos ideais educacionais seculares onde as mulheres
deveriam ensinar as crianças também nas igrejas.

Por longos anos, o trabalho com as crianças foi sustentado apenas por iniciativas
de irmãs que cuidavam das crianças enquanto que os pais assistiam os cultos. Isto
perdurou por muito tempo até a virada do século 21 onde começaram a aparecer
alguns homens para ajudar este ministério e que em um dado momento este
homem foi sendo inserido nas fileiras do ministério infantil e passou a ser um
professor de sala.

TUDO isto, está relacionado a educação secular que a igreja acabou


adotando para o seu dia a dia. Porém, a Bíblia o que ela declara para nós: Em
Josué 4.4-7 nos fala exatamente o contrário são os homens que devem passar os
ensinos para a nova geração. Então Josué convocou os doze homens que havia designado dos
filhos de Israel, um de cada tribo, e disse-lhes: 'Passa adiante da arca do Senhor teu Deus para o
meio do Jordão. Cada um de vós deve levantar uma pedra no ombro, de acordo com o número das
tribos dos israelitas, para servir de sinal entre vós. No futuro, quando seus filhos lhe perguntarem: "O
que essas pedras significam?" diga-lhes que o fluxo do Jordão foi cortado antes da arca do pacto do
Senhor. Quando atravessou o Jordão, as águas do Jordão foram cortadas. Estas pedras serão para
sempre um memorial para o povo de Israel '"(Josué 4: 4-7, NVI).
Hoje, além de termos pessoas que foram chamadas a este ministério temos
além das mulheres surgiram homens que também querem atender o chamado de
Deus e fazer parte deste agrupamento que apostam na formação bíblica dos
pequenos. Nos últimos 20 anos de forma lenta tem surgindo os tios que trabalham
com crianças. No começo muitos questionavam. Mas aos poucos estes “tios ou
professores” foram ganhando voz e confiança dos pais e da igreja e hoje atuam de
forma que podem agregar as famílias mais valores e cultura dos Reino através do
ensino Bíblicos. Posso afirmar que, após um trabalho de 12 anos em nossa primeira
Igreja, onde iniciamos o trabalho com crianças, floresceu de tal maneira que a
junção tios e tias formamos um grande batalhão. Depois de 18 anos de trabalho,
somos apoiados em todo o Brasil com o nosso trabalho. Incentivamos que os
homens venham para o ministério infantil e que sejam benção. “Ensina a criança
no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”
(Provérbios 22: 6).
Essa palavra dever ser o tema central no coração de cada Ministro de Criança.

A presença masculina no Ministério Infantil acaba reforçando a escassa


presença do pai na vida da criança e este referencial de pai é muito importante
para a formação da criança, não somente a do pai como a da mãe também é
importante e é nesta junção onde formam-se a família. Como educador apoio e
sempre estou ministrando este tema em inúmeras Igrejas pelo Brasil. Sempre
colocando a importância de termos homens neste ministério para crescimento da
Obra de Deus. Temos que resgatar esta nova GERAÇÃO não podemos ficar parados
em ver mais um geração passar sem um COMPROMETIMENTO com o Reino de
Deus. Já ficamos muitos anos adormecidos agora é hora de avançar como está
escrito no evangelho de Lucas 9.52 “Aquele que põe a mão no arado não poderá
mais olhar para trás, mas prosseguir.

Que Deus e Cristo abençoe a sua vida e Ministério!


Algumas Razões Básicas Porque Sou A Favor De Homens no Ministério
Infantil

Atualmente no Brasil passamos por uma grave crise familiar, houve uma
desconstrução com a base familiar, onde uma das principais características tem
sido a ausência masculina em boa parte das famílias. Com as mudanças dos
conceitos na formação familiar acabou trazendo muitas consequências entre elas
tem sido que muitas crianças tem crescido sem nenhuma referência paterna, o que
de certa forma tem contribuído para o surgimento de inúmeros problemas entre
as crianças, adolescentes e jovens.

Pensando nisso, e entendendo que as crianças precisam de boas referências


masculinas, temos observado que podemos usar por meio da Escola Bíblica
Dominical, Culto Infantil ou Discipulado Infantil uma excelente oportunidade para
que homens possam servir a Deus lecionando e ensinando para meninos e
meninas, atenuando assim a ausência, ou em alguns casos, omissão paterna em
muitas famílias.
Desta maneira, elenco pelo menos quatro razões básicas porque sou a favor de
homens Ministrando, liderando e participando efetivamente do Ministério Infantil.

1- Homens Ministrando no Ministério Infantil contribuem com uma postura mais


firme na construção de valores cristãos. Acredito que firmeza e doçura devem
caminhar de braços dados na educação de crianças. Mulheres, naturalmente são
mais doces, o que de certa forma é muito bom, contudo, acredito que em alguns
casos, firmeza é absolutamente necessário até mesmo para ser dosado na vida da
criança.

2- Homens Ministrando no Ministério Infantil contribuem para construção de um


modelo masculino para crianças que não possuem referência masculina em suas
casas e lares.

3- Homens Ministrando no Ministério Infantil contribuem para uma visão por


parte da criança de que homens possuem também o papel de liderança e ensino
bíblico em seus lares, família e igreja. Não somente a mãe tem este papel, mas os
pais.
4- Homens Ministrando no Ministério Infantil servem como modelo já que a
sociedade vivencia outros valores e por isto estamos em crise.

Por isto, concluo que lugar de homem é também na sala de aula ensinando,
instruindo, corrigindo e levando nossas crianças a crescerem no conhecimento e
temor do Senhor.

Ministério Infantil, Todo Dia, Toda Hora e o Tempo todo! Para Todos!
“Prof. Ev. Luciano Mendes”

M aterial para o AMI – Auxílio ao


Ministério Infantil
PROJETO Profa. Flávia Grégio - RJ

Texto: Professor Ev. Luciano Mendes


Ministério Cristão Infantil – MCI
Escritor do Livro: “Como Trabalhar com Crianças no Ministério Infantil”
Palestrante e Pregador Infantil – CDS e DVDS Infantil da Turma do MCI
Membro da Assembleia de Deus Ministério do Belém – São Paulo -
Setor 16
Coordenador do MIPA – Ministério Infantil Pq. Artur Alvim
Contato:11-986479018
E-mail: lucianonarcisomendes@yahoo.com.br