Você está na página 1de 2

Questão 1 pelo gás (τ > 0) e a variação da energia

interna.
LETRA “D”
Questão 4
O trabalho de 125 cal corresponde a 500 J
(125 cal x 4J = 500 J), logo, toda a energia LETRA “C”
recebida pela máquina é convertida em
Se convertermos a energia recebida pela
trabalho. Isso não contraria a primeira lei da
máquina a cada ciclo para a unidade joule,
Termodinâmica, que prevê esse tipo de
perceberemos que toda a energia fornecida
situação para uma transformação
à máquina foi transformada em trabalho:
isotérmica, mas contraria a segunda lei, pois
é impossível haver máquinas térmicas com 250 cal x 4,18 = 1045 J
rendimento igual a 100%.
Logo, podemos concluir que essa máquina
Questão 2 não contraria a primeira lei da
Termodinâmica, que trata da conservação
LETRA “B”
da energia e que prevê, em uma
O gráfico dado na questão é de temperatura transformação isotérmica, a transformação
versus entropia e mostra um ciclo no integral de calor em trabalho. Todavia, essa
sentido horário operado por uma máquina máquina contraria a segunda lei da
térmica. Sendo assim, podemos analisar Termodinâmica, que nos diz que nenhuma
cada uma das alternativas: máquina térmica operando em ciclos pode
transformar integralmente a energia
A) ERRADO: No processo JK, ocorre
recebida em trabalho
aumento de entropia, o que indica que o
sistema recebeu calor. Questão 5

B) CORRETO: Em um ciclo, o trabalho é dado A definição de rendimento (R) diz que essa
pela área do gráfico. grandeza é fruto da razão entre a energia
utilizada e a energia total disponível. Sendo
c) ERRADO: Nesse caso, teríamos η = 1 –
assim, temos que o rendimento do motor
T1/T2.
a diesel é a razão do trabalho (τ) executado
d) ERRADO: Durante o processo LM, há em cada ciclo pela quantidade total de
diminuição de entropia, o que indica perda energia fornecida pela fonte quente (Q1):
de calor.
R = τ ÷ Q1
e) ERRADO: Outra máquina operando sob o
Sabendo que R = 0,4 e que τ = 2000 J, temos:
mesmo ciclo realizaria o mesmo trabalho.
0,4 = 2000 ÷ Q1

Q1 = 2000 ÷ 0,4
Questão 3
Q1 = 5000 J
LETRA “E”
Como cada caloria equivale a 4J, basta
De acordo com a primeira lei da
dividir o valor final por 4 para obter a
Termodinâmica, temos:
resposta em calorias.
Q = τ + ΔU
Q1 = 5000 ÷ 4 = 1250 cal.
Portanto, a quantidade de calor fornecida a
O calor fornecido pela fonte quente (Q1) é
um gás é igual a soma do trabalho realizado
igual à soma do trabalho (τ) realizado pela
máquina com o calor perdido para a fonte
fria (Q2):

Q1 = τ + Q2

5000 J = 2000 J + Q2

Q2 = 5000 – 2000 = 3000 J

Q2 = 3000 ÷ 4 = 750 cal.

Questão 6

LETRA “D”

Sabendo que 150 cal correspondem a 630


cal (150 x 4,2 = 630), ao aplicar a primeira lei
da Termodinâmica, teremos:

Q = τ + ΔU

630 = 300 + ΔU

ΔU = 630 – 300

ΔU = 330 J

Questão 7

LETRA “D”

A relação entre densidade e volume é


inversamente proporcional, logo, em uma
compressão, o volume diminui e a
densidade aumenta.

A partir da primeira lei da Termodinâmica e


sabendo que a transformação gasosa é
adiabática (não há troca de calor), temos:

Q = τ + ΔU

0 = τ + ΔU

ΔU = - τ

A compressão de um gás é um trabalho


negativo. Sendo assim, a temperatura do
gás é aumentada, já que ΔU é positivo.