Você está na página 1de 245

MATEMÁTICA

5 oano
4º BIMESTRE
PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL | 5º ANO
4o BIMESTRE
Procedimentos Recursos e
Objetivos de Objetos de
Conteúdos Habilidades de ensino e gestão de Formas de avaliação
aprendizagem conhecimento
aprendizagem sala de aula
1. Observar figuras que • Áreas e (EF05MA20) Área e Perímetro • Encartes de • O processo avaliativo deve ocorrer
Área e
têm perímetro igual perímetros Concluir, por meio – SD 10 – 5o Ano apartamentos com trocas de experiências, registros
perímetro
e áreas diferentes e de figuras de investigações, na planta diários e observações.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


vice-versa. poligonais: que figuras de • Régua • A avaliação deve ocorrer por meio de
2. Reconhecer a algumas relações perímetros iguais • Papel diagnóstico, tanto interventivo como
unidade principal podem ter áreas quadriculado contínuo.
das medidas de área diferentes, bem • A avaliação deve se dar por meio
e perímetro. como figuras que de registros escritos (em grupo ou
3. Utilizar estratégias têm a mesma individualmente), na forma de prova
para calcular a área área podem (ver Proposta de acompanhamento
de quadrados e ter perímetros da aprendizagem), relatórios,
retângulos. diferentes. trabalhos (ver Sequências didáticas) e
4. Calcular área e projetos (ver Projeto integrador).
perímetro de figuras O que é essencial para seguir em frente:
planas usando a Os alunos devem atingir ao menos
malha quadriculada. parcialmente os objetivos:
5. Resolver situações- 1. Observar figuras que têm perímetro
-problema de área e igual e áreas diferentes e vice-versa.
perímetro. 2. Reconhecer a unidade principal das
medidas de área e perímetro.
3. Calcular área e perímetro de
figuras planas usando a malha
quadriculada.
Caso os objetivos não sejam
parcialmente alcançados, será
interessante indicar a resolução de
atividades extras (ver Atividades
complementares).

126 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Reconhecer o • Noção de (EF05MA21) Grandezas e • Material • O processo avaliativo deve ocorrer
Volume
volume como volume Reconhecer volume Medidas – SD 11 Dourado com trocas de experiências, registros
medida de grandeza. como grandeza – 5o Ano • Recipientes diários e observações.
2. Relacionar decímetro associada a sólidos cúbicos • A avaliação deve ocorrer por meio de
cúbico e centímetro geométricos e medir • Copos e diagnóstico, tanto interventivo como
cúbico com volumes por meio vasilhas contínuo.
capacidade. de empilhamento • Calculadora • A avaliação deve se dar por meio
3. Utilizar unidades de cubos, utilizando, de registros escritos (em grupo ou
de medida preferencialmente, individualmente), na forma de prova
padronizadas como objetos concretos. (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


metros cúbicos, da aprendizagem), relatórios,
centímetros cúbicos trabalhos (ver Sequências didáticas) e
e decímetros projetos (ver Projeto integrador).
cúbicos. O que é essencial para seguir em frente:
4. Reconhecer a Os alunos devem atingir ao menos
unidade principal da parcialmente os objetivos:
medida de volume. 1. Reconhecer a unidade principal da
5. Calcular volume medida de volume.
por meio de 2. Encontrar volume por meio de
empilhamento de empilhamento de cubos.
cubos. 3. Relacionar decímetro cúbico e
6. Reconhecer volume centímetro cúbico com capacidade.
como grandeza 4. Reconhecer volume como grandeza
associada a sólidos associada a sólidos geométricos.
geométricos. Caso os objetivos não sejam
7. Calcular volume de parcialmente alcançados, será
recipientes e verificar interessante indicar a resolução de
a capacidade do atividades extras (ver Atividades
objeto. complementares).

127 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Resolver problemas • Problemas de (EF05MA09) Probabilidade e • Jogos • O processo avaliativo deve ocorrer
Probabilidade
de contagem contagem do Resolver e elaborar Estatística – SD • Dados com trocas de experiências, registros
e estatística
por princípio tipo: “Se cada problemas simples 12 – 5o Ano • Recortes de diários e observações.
• Multiplicação
multiplicativo objeto de uma de contagem que revistas e • A avaliação deve ocorrer por meio de
e contagem
combinando coleção A for abordem o princípio jornais diagnóstico, tanto interventivo como
• Gráficos e
elementos de uma combinado multiplicativo, como contínuo.
tabelas
coleção com os de com todos os a determinação • A avaliação deve se dar por meio
• Probabilidade
outra. elementos de do número de de registros escritos (em grupo ou
2. Estabelecer uma coleção agrupamentos individualmente), na forma de prova
diferentes B, quantos possíveis ao se (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


combinações de agrupamentos combinar cada da aprendizagem), relatórios,
elementos. desse tipo elemento de uma trabalhos (ver Sequências didáticas) e
3. Analisar as chances podem ser coleção com todos projetos (ver Projeto integrador).
de eventos aleatórios formados?” os elementos de O que é essencial para seguir em frente:
acontecerem. • Espaço amostral: outra, por meio de Os alunos devem atingir ao menos
4. Calcular análise de diagramas de árvore parcialmente os objetivos:
probabilidade chances ou por tabelas. 1. Resolver problemas de contagem
de eventos de eventos (EF05MA24) por princípio multiplicativo
equiprováveis. aleatórios Interpretar dados combinando elementos de uma
5. Compreender • Cálculo de estatísticos coleção com os de outra.
o conceito de probabilidade apresentados em 2. Calcular a probabilidade de eventos
probabilidade e de eventos textos, tabelas equiprováveis.
estatística. equiprováveis e gráficos (de 3. Apresentar os possíveis resultados
6. Apresentar os • Leitura, coleta, colunas ou de de um experimento aleatório.
possíveis resultados classificação, linhas) referentes 4. Mostrar que os resultados de
de um experimento interpretação e a outras áreas do um experimento aleatório são
aleatório. representação de conhecimento ou igualmente prováveis ou não.
7. Mostrar que os dados em tabelas a outros contextos, 5. Organizar dados em tabelas, gráficos
resultados de de dupla entrada como saúde e de colunas, pictóricos e de linhas.
um experimento e em gráficos trânsito, e produzir 6. Interpretar dados estatísticos
aleatório são de colunas textos com o apresentados em textos, tabelas e
igualmente agrupadas, objetivo de sintetizar gráficos.
prováveis ou não. de linhas e conclusões. 7. Analisar dados apresentados em gráficos
pictóricos. de colunas, pictóricos e de linhas.

128 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


8. Realizar pesquisa (EF05MA25) Realizar Caso os objetivos não sejam
envolvendo variáveis pesquisa envolvendo parcialmente alcançados, será
categóricas e variáveis categóricas e interessante indicar a resolução de
numéricas. numéricas, coletar dados, atividades extras (ver Atividades
9. Organizar dados em organizá-los em tabelas, complementares).
tabelas, gráficos de gráficos de colunas,
colunas, pictóricos e de pictóricos e de linhas, com
linhas. e sem uso de tecnologias
10. Interpretar dados digitais, e apresentar texto
estatísticos escrito sobre a finalidade

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


apresentados em da pesquisa e a síntese dos
textos, tabelas e resultados.
gráficos. (EF05MA22) Apresentar
11. Analisar dados todos os possíveis
apresentados em resultados de um
gráficos de colunas, experimento aleatório,
pictóricos e de linhas. estimando se eles são
12. Comparar resultados de igualmente prováveis ou
pesquisas. não.
13. Produzir texto com a (EF05MA23) Determinar
análise do resultado da a probabilidade de
pesquisa. ocorrência de um resultado
em eventos aleatórios,
quando todos os resultados
possíveis têm a mesma
chance de ocorrer
(equiprováveis).

129 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


SEQUÊNCIA DIDÁTICA
5º ANO | UNIDADE 4

SEQUÊNCIA DIDÁTICA 10 – ÁREA E PERÍMETRO

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


Os conceitos de área e perímetro são utili- Identificar o perímetro de figuras poligonais.
zados para determinar as medidas do interior e Investigar quais figuras com mesma área po-
do contorno de figuras. Para calcular o períme-
dem ter perímetros diferentes e o com mesmo pe-
tro, basta adicionar o valor de todos os lados da
rímetro podem ter áreas diferentes.
figura. Para calcular a área de figuras quadradas
e retangulares, se ela estiver em uma malha qua- Determinar a área de figuras planas utilizando
driculada, basta observar a quantidade interna de ou não malha quadriculada.
quadradinhos que a figura possui, ou apenas mul-
tiplicar as dimensões de seus lados. Partindo da OBJETO DE CONHECIMENTO
observação das áreas de figuras como o quadrado Áreas e perímetros de figuras poligonais: al-
e o retângulo, estimule os estudantes a investigar gumas relações.
a área, em malha quadriculada, de figuras como
o triângulo, bem como a observar que figuras de PROCEDIMENTOS E RECURSOS
áreas iguais podem ter perímetros diferentes. • Réguas.
HABILIDADE • Papel quadriculado.
(EF05MA20) Concluir, por meio de investi- • Encartes de apartamentos na planta.
gações, que figuras de perímetros iguais podem
ter áreas diferentes, bem como figuras que têm a DURAÇÃO
mesma área podem ter perímetros diferentes. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Previamente, divida o piso da sala de aula em quadrados cuja área seja de 1m². Solicite que os alunos
externem seus conhecimentos quanto à medida do perímetro e área das figuras.
Estimule os alunos a explorar o contorno da sala de aula, ou outros espaços da escola, e explique que
esse contorno recebe o nome de perímetro e que os quadrados internos da figura formam a área.
Entregue a cada aluno uma folha de papel quadriculado com figuras poligonais.

DESENVOLVIMENTO
Divida a classe em grupos e entregue uma trena ou fita métrica. Solicite que os estudantes realizem
algumas medições e respondam às questões:
Quantos metros tem o contorno da sala de aula?
Quantos quadrados tem todo o piso da sala de aula?
Explique os conceitos de perímetro e área, diferencie-os e peça que registrem no caderno.
Apresente também a unidade de medida de cada um.
Perímetro – mm, cm, m ou km.
Área – mm², cm², m², km².

130 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala de aula figuras poligonais desenhadas ou não em malha quadriculada. Proponha
que os alunos investiguem a área de cada figura e seu contorno. Estimule-os a analisar que figuras com
a mesma área podem ter perímetro diferentes e que figuras com o mesmo perímetro podem ter áreas
diferentes.

DESENVOLVIMENTO
Ao analisar figuras poligonais, estimule os estudantes a reconhecer a área e o perímetro delas.
Separe os alunos em duplas e solicite que desenvolvam as seguintes atividades:

1. Observe as figuras desenhadas na malha quadriculada e responda às perguntas:

1 cm

B C 1 cm

a) Qual é a área de cada figura? A 5   7 cm²  B 5   9 cm²  C 5   9 cm²  D 5   8 cm² 


b) Quais figuras possuem a mesma área?

As figuras B e C .
c) As figuras que possuem a mesma área também têm o mesmo perímetro?

Não, o perímetro da figura B é de 12 cm e o da figura C é de 14 cm .


d) Observando a malha quadriculada, há figuras que possuem o mesmo perímetro?

Sim, as figuras A e D possuem 12 cm de perímetro .


e) As figuras que possuem o mesmo perímetro têm a mesma área?

Não .

2. Observe o modelo e determine a área e o perímetro das figuras a seguir:

2 cm 2 cm

4 cm 4 cm

131 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Área: 4 cm x 2 cm 5 8 cm²
Perímetro: 4 cm 1 2 cm 1 4 cm 1 2 cm 5 12 cm

a)

3 cm

Área: 3 cm 3 3 cm 5 9 cm²

3 cm
Perímetro: 3 cm 1 3 cm 1 3 cm 1 3 cm 5 12 cm

b)

3 cm

Área: 2 cm 3 3 cm 5 6 cm²
2 cm
Perímetro: 2 cm 1 3 cm 1 2 cm 1 3 cm 5 10 cm

c)
1 cm
Área: 6 cm 3 1 cm 5 6 cm²
6 cm
Perímetro: 6 cm 1 1 cm 1 6 cm 1 1 cm 5 14 cm

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Desenhe na lousa um retângulo (4 m x 3 m) e um quadrado (3 m x 3 m), indicando as respectivas
dimensões. Estimule os estudantes a explorar situações do cotidiano que envolvam área e perímetro.
Proponha a atividade:

1. Um pedreiro precisa instalar piso em dois cômodos de uma casa. O retângulo é o chão da sala e o
quadrado é o do quarto.

3m
3m
porta porta
1m 1m

4m 3m

Responda:
a) Qual a área da sala?

12 m² .

132 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Em quantos metros quadrados a área do quarto é menor que a área da sala?

3 m² .
c) De modo que não haja desperdício de piso, quantos metros quadrados serão necessários para
revestir os dois cômodos?

21 m² .
d) Quantos metros de rodapé serão colocados no quarto?

11 m. Explore que, na porta, não será colocado rodapé .


e) Quantos metros de rodapé terão os dois cômodos juntos?

24 m. Explore que, na porta, não será colocado rodapé .

Continuando a atividade, solicite que os estudantes façam medições de outros ambientes da


escola, com formato quadrado ou retangular, como pátio, quadra etc. Peça que eles mencionem a
medida do perímetro e da área de cada ambiente.

AULA 4
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a classe folhetos com a planta de apartamentos em construção (em malha quadriculada),
ou previamente desenhe, em uma folha de papel quadriculado, a planta de uma casa ou apartamento.
Questione:
Uma casa ou apartamento é do tamanho desta imagem?
O que representa este desenho?

DESENVOLVIMENTO
Explique qual é o objetivo da planta e diga que a escala indica quantas vezes uma determinada área
foi reduzida, até ficar daquele tamanho no papel.
Se a escala usada foi de 1 : 100, significa que cada 1cm representado no papel corresponde a
1 m. Para encontrar o tamanho real, também podemos multiplicar o número indicado na planta por 100
(1 cm 3 100 5 100 cm ou 1 m). Outras escalas também podem ser utilizadas para desenhar uma planta.
Proponha as atividades:

1. A escala que foi usada para desenhar os cômodos de um apartamento é de 1 : 100 (1 cm 5 100 cm
ou 1 m). Observe a planta e responda:

Cozinha

Quarto

Sala Corredor

Banheiro Quarto 1 cm

1 cm
a) Determine, em metros quadrados (m²), as seguintes áreas:

Sala   15 m²  Cozinha   5 m²  Banheiro   4 m²  Corredor   4 m² 

133 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Quais espaços têm a mesma área?

O corredor e o banheiro possuem 4 m² de área, e os quartos possuem área igual a 6 m² .


c) Desconsiderando as portas, há ambientes que possuem o mesmo perímetro?

Os quartos, a cozinha e o corredor possuem perímetro igual a 10 m .

2. A planta de um apartamento foi desenhada na escala 1 : 100.

2,5 cm 2,5 cm

2 cm cozinha 2 cm

VICTOR B./ M10 1 cm

sala 3 cm

2,5 cm

a) Calcule a área, em metros quadrados, da cozinha.

5m² .
b) Em metros quadrados, determine a área da sala.

7,5m² .
c) Existem ambientes com a mesma área?

Sim, a cozinha e o quarto possuem a mesma área .


d) Sabendo que o banheiro tem área de 1,95 m², qual a área total, em metros quadrados, do
apartamento?

19,45 m² .

134 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 11: GRANDEZAS E MEDIDAS

INTRODUÇÃO Determinar o volume de figuras ao empilhar


É comum nos depararmos com situações que cubos.
envolvam medida do volume de objetos. Para me- Calcular o volume de figuras multiplicando
di-lo, é necessário observar quantas “medidas” (cm³, suas dimensões (largura x profundidade x altura).
dm³, m³) cúbicas os objetos possuem. Facilmente
obtemos o volume ao efetuar a multiplicação en- OBJETO DE CONHECIMENTO
tre largura, altura e profundidade. Nesta sequência Noção de volume
didática, trabalharemos a grandeza volume. As uni-
dades de medida mais utilizadas são cm³, dm³ e m³. PROCEDIMENTOS E RECURSOS
• Material Dourado.
HABILIDADE
• Recipientes cúbicos.
(EF05MA21) Reconhecer volume como gran-
deza associada a sólidos geométricos e medir vo- • Embalagens vazias diversas: leite, suco, caixas
lumes por meio de empilhamento de cubos, utili- de sapato, de chá etc.
zando, preferencialmente, objetos concretos.
DURAÇÃO
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM • Quatro aulas.
Reconhecer volumes em sólidos geométricos.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala cubinhos do Material Dourado, ou previamente construa cubos de papel sulfite, e
empilhe-os de diferentes formas. Estimule os estudantes a analisar que um cubinho, com 1 cm de aresta,
tem 1cm³ de volume.
Questione:
Qual é a grandeza que calcula a quantidade do espaço que um objeto ocupa? Volume

DESENVOLVIMENTO
Sobre a mesa empilhe cubos; cada pilha deverá ter quantidades e formatos diferentes.
Proponha que os alunos desenvolvam as atividades:

1. Quantos cubinhos há em cada pilha?


 8 cubinhos           9 cubinhos         

 36 cubinhos         

135 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Para determinar o volume de um bloco retangular, podemos multiplicar suas dimensões (largura x
profundidade x altura). Observe o modelo e calcule o volume de cada uma das figuras a seguir:

3 cm

2 cm
4 cm

Volume 5 4 cm x 2 cm x 3 cm
Volume 5 24 cm³
a) Volume: 2 cm 3 2 cm 3 2 cm 5 8 cm³

2 cm

2 cm
2 cm
b) Volume: 3 cm 3 3 cm 3 3 cm 5 27 cm³

3 cm

3 cm
3 cm

c) Volume: 6 cm 3 5 cm 3 4 cm 5 120 cm³

4 cm

5 cm
6 cm
AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Desenhe na lousa um cubo e um paralelepípedo em perspectiva, ou seja, demonstrando que eles
têm largura, altura e profundidade. Retome o conceito de volume mostrando que para medi-lo é necessá-
rio multiplicar largura, altura e profundidade (volume 5 largura x altura x profundidade)

136 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


DESENVOLVIMENTO
Apresente aos estudantes as unidades de medida mais utilizadas para determinar o volume:
cm³, dm³ ou m³.
Estimule-os a investigar que 1000 cm³ é igual a 1dm³ e que 1 dm³ é igual a 1 L.
Proponha as atividades:

1. Um decímetro (1 dm) é o mesmo que 10 cm. Determine o volume da figura a seguir em cm³ e em dm³.

10 cm

10 cm

10 cm

Volume: 10 cm x 10 cm x 10 cm 5 1000 cm³

Volume: 1 dm x 1 dm x 1 dm 5 1 dm³

137 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. A caixa de leite comprada por Melissa tem as seguintes dimensões:

VICTOR B./M10
20 cm

1L

10 cm 5 cm
a) Qual o volume da caixa de leite?

1000 cm³ .
b) Essa embalagem tem capacidade para quantos litros de leite?

1L.
c) Uma embalagem com volume de 1000 cm³ tem capacidade para quantos litros?

1L .
d) Um recipiente com volume de 2000 cm³ tem capacidade para quantos litros de leite?
2L ,

AULA 3
DESENVOLVIMENTO
Retome os conceitos de comprimento, largura e altura exemplificando com prismas. Ressalte que ob-
jetos de diferentes formatos podem ter o mesmo volume e relembre que para calculá-lo basta multiplicar
comprimento 3 altura 3 largura.
Explique as formas retangulares com diferentes dimensões, porém com o mesmo volume, desenhan-
do na lousa. Exemplos:
2 cm 31 cm 3 6 cm 512 cm³
1 cm 3 3 cm 3 4 cm 512 cm³
2 cm 3 2 cm 3 3 cm 512 cm³
Separe os alunos em duplas e distribua peças do Material Dourado (cubinhos) para que eles possam
construir figuras de mesmo volume, mas de dimensões diferentes. Em um primeiro momento, proponha
que construam as figuras desenhadas na lousa; em seguida, que criem outras, sempre investigando se elas
possuem o mesmo volume.
Solicite que registrem os dados das investigações sobre volume no caderno.

AULA 4
Retomar com os estudantes o conceito de volume. Leve para a sala de aula caixas cúbicas ou blocos
retangulares, por exemplo: caixas de chá, de suco, de leite, de sapato etc. Proponha que esta atividade seja

138 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


desenvolvida em grupo (3 ou 4 alunos). Munidos com réguas e calculadoras, os alunos deverão determi-
nar as dimensões de cada objeto e registrar o volume das embalagens no caderno.
Estimule-os a investigar a relação existente entre a capacidade da embalagem e o volume, bem como
promova discussões sobre as informações coletadas.

139 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 12: PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


Constantemente, informações são transmitidas Apresentar resultados possíveis e equiprová-
utilizando conceitos e recursos relacionados à pro- veis.
babilidade e estatística. A representação de informa- Reconhecer a probabilidade de ocorrência de
ções por meio de gráficos facilita a interpretação dos
eventos em resultados equiprováveis.
dados, e a análise das chances de um evento aconte-
cer nos auxilia em uma tomada de decisão. Ler e interpretar dados em tabelas e em gráfi-
cos de colunas e de linhas.
Nesta sequência didática, trabalharemos situa-
ções de aprendizagem que estimulam a investiga- Desenvolver e realizar pesquisa envolvendo
ção e interpretação de dados apresentados em grá- variáveis categóricas e numéricas.
ficos e tabelas e a análise de eventos equiprováveis.
OBJETOS DE CONHECIMENTO
HABILIDADES Espaço amostral: análise de chances de
(EF05MA22) Apresentar todos os possíveis re- eventos aleatórios.
sultados de um experimento aleatório, estimando Cálculo de probabilidade de eventos equi-
se esses resultados são igualmente prováveis ou prováveis.
não.
Leitura, coleta, classificação, interpretação e
(EF05MA23) Determinar a probabilidade de
representação de dados em tabelas de dupla en-
ocorrência de um resultado em eventos aleató-
trada, gráficos de colunas agrupadas, gráficos de
rios, quando todos os resultados possíveis têm a
linhas e gráficos pictóricos.
mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
(EF05MA24) Interpretar dados estatísticos PROCEDIMENTOS E RECURSOS
apresentados em textos, tabelas e gráficos (de
• Recortes de revistas e jornais.
colunas ou de linhas), referentes a outras áreas do
conhecimento ou a outros contextos, como saúde • Régua, lápis e borracha.
e trânsito, e produzir textos com o objetivo de sin- • Gráficos de linhas.
tetizar conclusões.
• Exercícios de fixação.
(EF05MA25) Realizar pesquisa envolvendo
• Cartolina.
variáveis categóricas e numéricas, coletar dados,
organizá-los em tabelas, gráficos de colunas, pic- • Cola.
tóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias
digitais, e apresentar texto escrito sobre a finalida- DURAÇÃO
de da pesquisa e a síntese dos resultados. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Cole na lousa imagens de tipos diferentes de gráficos e questione: O que são? Para que servem? Qual
a diferença entre eles?

DESENVOLVIMENTO
Explore qual a utilidade dos gráficos e solicite que os estudantes explorem as características de cada um:
Colunas: os dados são posicionados na vertical.
Barras: semelhante ao gráfico de colunas, porém os dados são representados na horizontal.
Pizza/Setor: expressa relação de proporcionalidade em que todos os dados adicionados completam
o todo.
Linhas: analisa o desenvolvimento de diversas situações: vendas 3 ano, temperatura 3 minutos ou
horas, entre outras. O gráfico de linhas é utilizado para registrar informações acumulativas, mostrando a
progressão ou regressão dos dados.

140 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Proponha atividades utilizando diferentes gráficos.

1. Uma loja realizou uma pesquisa interna para determinar quais eletroeletrônicos foram vendidos no
mês de abril.
VENDA DE APARELHOS ELETRÔNICOS
DO MÊS DE ABRIL
60
Eletroeletrônicos
55
50
45
40
35
30
25
20
15
10
5
0
Celular Computador Televisão Tablets

a) Complete o quadro com as informações representadas no gráfico:

APARELHOS QUANTIDADE
ELETRÔNICOS VENDIDA
Celular 45

Computador 25

Televisão 50

Tablets 30

Total 150

b) Qual o aparelho eletrônico mais vendido?

Televisão .

c) Quantos aparelhos eletrônicos foram vendidos no mês de abril?

150 .

d) A quantidade de tablets vendidos é inferior à de computadores?


Não .

141 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Os meteorologistas observaram as temperaturas, máximas e mínimas, registradas em uma cidade
durante uma semana. Observe-as no gráfico.

TEMPERATURAS REGISTRADAS NA CIDADE DE MANGÓPOLIS


30 Mínima
25 Máxima
20
15
10
5
0
Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado

a) Qual foi a temperatura mínima registrada naquela semana?

5º C .
b) Em que dia da semana a temperatura mínima ocorreu?

Na quinta-feira .
c) Qual foi a temperatura máxima registrada?

25º C .
d) Em que dia da semana a temperatura máxima ocorreu?

Na terça-feira .
e) Qual foi a variação de temperatura que ocorreu no sábado?

A temperatura variou 10º C .

3. O quadro a seguir mostra o faturamento semestral de uma empresa com a venda de


eletrodomésticos.

MÊS Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho


VALOR EM R$ 50 000 30 000 72 000 75 000 53 000 45 000

De acordo com os dados:


a) Construa um gráfico de linhas que represente o faturamento da empresa nesse semestre.


80 000
70 000
60 000
50 000
40 000
30 000
20 000
10 000
0 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho

142 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Em que mês houve o menor faturamento?

Fevereiro .
c) Qual mês foi o melhor em faturamento para a empresa?

Abril .
d) Qual a diferença, em vendas, entre os meses de abril e fevereiro?

R$ 45 000,00 .
e) Quanto faturou a empresa nesse semestre?

R$ 325 000,00 .

AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Separe a turma em grupos. Leve para a sala de aula jornais e revistas que possuam informações regis-
tradas em diferentes tipos de gráficos e distribua-os para os grupos.

DESENVOLVIMENTO
Solicite aos estudantes que procurem em jornais e revistas informações apresentadas em diferentes
tipos de gráficos.
Questione:
Quais tipos de gráficos foram encontrados?
Qual o objetivo da pesquisa?
Quais informações estão representadas nos gráficos?
Algum gráfico representou uma pesquisa de opinião sobre, por exemplo, a preferência do cliente por
um determinado produto, ou a escolha do eleitor por um candidato à eleição?
Peça aos estudantes que montem um cartaz com as informações encontradas e o apresentem para a
turma, indicando todas as informações que um gráfico pode representar.

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Separe a turma em dois grupos. Leve para a classe uma caixa com tampinhas/botões de duas cores.
Na caixa, coloque a mesma quantidade de elementos para cada cor. Anote na lousa que as tampinhas
vermelhas valem 5 pontos e as verdes, 10 pontos.
Retire uma tampinha da caixa e, sem mostrar a cor, questione: qual é a cor da tampinha?
Se os dois grupos acertarem, ambos ganham ponto. Ganha aquele que somar 50 pontos primeiro.

DESENVOLVIMENTO
Estimule os estudantes a investigar:
Quantas tampinhas de cada cor foram colocadas dentro da caixa?
Quando colocamos a mesma quantidade de elementos em um sorteio, podemos dizer que as chan-
ces são equiprováveis? Sim.
Se forem colocadas 10 tampinhas vermelhas e 10 verdes nesta caixa, qual será a chance de retirar uma
tampinha vermelha? 10 em 20.

143 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Se na caixa estiverem 5 tampinhas vermelhas e 7 verdes, a chance de ser retirada uma tampinha verde
é maior?   Sim  . Esse evento é equiprovável?   Não  . Por quê?

A quantidade de tampinhas verdes colocadas na caixa é maior que a de vermelhas, isso torna o

evento não equiprovável .


Solicite que os estudantes registrem no caderno as informações por eles coletadas.
Promova outras investigações envolvendo outros objetos, por exemplo o dado, e questione:
No lançamento de um dado, a chance para cada uma das faces é equiprovável?

Sim .
A chance de sair um número ímpar é maior que a de um número par?

Não, pois são equiprováveis .


A chance de sortear um número maior que 4 é maior que a de sortear um número menor que 4?

Não, os números maiores que 4 são 5 e 6; os números menores que 4 são 1, 2 e 3. Portanto, a

chance de sortear um número menor que 4 é maior .


Solicite que os alunos anotem as informações no caderno.

AULA 4
DESENVOLVIMENTO
Promova investigações que envolvam eventos equiprováveis ou não utilizando duas roletas.
Leve para a sala de aula duas roletas, de acordo com as figuras a seguir:

Roleta A Roleta B

1 2 2 1
3 3
3 2
7 4

3 3 2 3

Deixe que os alunos as manuseiem e proponha que resolvam a atividade:

1. Observando as roletas, responda:


a) Na roleta A, qual a chance de sair a cor amarela?

1 em 8 .
b) Na roleta A, qual a chance de sair um número par?

2 em 8 .

144 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


c) A chance de sair a cor laranja, na roleta A, é a mesma de sair a verde?

Sim .
d) Na roleta A, as cores são equiprováveis?

Não .
e) As cores são equiprováveis na roleta B?

Sim .
f ) Na roleta B, qual número tem maior chance de sair?

O número 2  .
g) Se para vencer um jogo temos que acertar na cor verde, qual roleta devemos escolher?

A roleta B, pois é nela que há maior chance de sair a cor verde. .


h) Se um jogador precisa acertar o número 3, qual roleta ele deve escolher?

A roleta A, pois é nela que há maior quantidade de número 3 .

145 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


ATIVIDADES COMPLEMENTARES
5O ANO | UNIDADE 4
1. No seu aniversário, Marcela ganhou 4 camisetas, 2 sandálias e 3 saias. Responda:
a) De quantas maneiras diferentes ela pode se vestir usando as peças que ganhou no seu aniversário e
escolhendo uma camiseta, uma saia e uma sandália?

4 3 2 3 3 5 24 maneiras .
b) Represente, no diagrama, as combinações possíveis conforme o modelo:
VICTOR B./ M10

c) Descreva dois exemplos de composições de camiseta, saia e sandália representadas no esquema


anterior.

Resposta pessoal .

2. Escreva a área e o perímetro das figuras A e B, considerando que cada quadradinho tem 1 cm de lado.

FIGURA ÁREA (CM2) PERÍMETRO (CM)

A 15 22

B 15 20

A B

146 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


3. Vovó Maria está construindo uma caixa de areia para seus netos brincarem. Observe a caixa e responda:
quantos centímetros cúbicos de areia ela deverá comprar para encher a metade da caixa?

ALEXANDRE R./ M10


30 cm

120 cm
100 cm

Resposta:

120 cm 3 100 cm 3 30 cm 5 360 000 cm3

Como ela deverá encher a metade da caixa, o volume total deverá ser dividido por 2:

360 000 cm3 4 2 5 180 000 cm3 .

Vovó Maria deverá comprar 180 000 cm3 .

4. Os alunos do 5o ano construíram estas peças utilizando cubinhos do Material Dourado. Calcule o volume
das peças, lembrando que cada um desses cubinhos tem 1 cm3 de volume.

Figura I Figura II

Resposta:

A figura I tem 56 cm3 e a II tem 14 cm3 .

147 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


5. Giovani quer comprar um carro. Ele tem 3 modelos para escolher e 4 cores: prata, azul, branco ou
vermelho. Combinando sempre um modelo de carro e uma cor, quantos carros diferentes Giovani terá
para escolher?

Carro 1 Carro 2 Carro 3

P A B V P A B V P A B V
3 carros 3 4 cores 5 12 opções diferentes

6. Dados os algarismos 1, 2, 3 e 4, quantos números de três algarismos distintos podem ser formados com eles?
a) Escreva no diagrama todos os possíveis números:

3 123  3   213 

2 1
4 124  4   214 

2 132  1   231 

1 3 2 3
4 134  4   234 

Centena
2 142  1   241 

4 4
3 143  3   243 

Dezena
Resultado
Unidade

 2   312   2   412 

1 1
 4   314   3   413 

 1   321   1   421 

3 2 4 2
 4   324   3   423 

 1   341   1   431 

4 3
 2   342   2   432 

148 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


b) Indique a operação matemática que representa a quantidade de números com três algarismos
distintos formados com 1, 2, 3 e 4.

4 3 3 3 2 5 24
Centena Dezena Unidade Total de
possibilidades

c) Ao observar todas as possibilidades de compor um número de três algarismos distintos usando


1, 2, 3 e 4, podemos dizer que todos os números formados aparecem apenas uma vez. Assinale a
conclusão correta à que podemos chegar com essa situação:
I – Todos os resultados de um sorteio entre os números formados são igualmente prováveis. X
II – O
 s resultados em um sorteio não são igualmente prováveis, pois cada número é diferente do outro e
isso interfere.
III – Todo sorteio é aleatório e os resultados são sempre igualmente prováveis.
7. O setor que controla o fluxo de automóveis em uma cidade fez uma pesquisa sobre a quantidade de
veículos que passam em uma rodovia das 9h às 16h. Observe a tabela e o gráfico de linhas:

TEMPO
Até às 9 9 às 10 10 às 11 11 às 12 12 às 13 13 às 14 14 às 15 15 às 16
(HORAS)

QUANTIDADE
1 567 1 682 1 935 2 583 2 954 1 805 1 420 1 229
DE VEÍCULOS

NÚMERO DE VEÍCULOS
3 500
Quantidade de veículos

3 000
2 500
2 000
1 500
1 000
500
0
9 10 11 12 13 14 15 16
Horas

Responda:
a) Em que período a rodovia esteve com maior fluxo de veículos?

Entre 12 e 13 horas .
b) Entre quais horários o fluxo de veículos esteve aumentando?

Entre 9 e 13 horas .
c) Quantos veículos passaram na rodovia das 14 às 15 horas?

1 420 veículos .

149 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


d) Faça uma síntese da observação sobre o fluxo de carros nessa estrada.

Resposta pessoal .

8. Observe os dados de uma pesquisa. Cada imagem representa a preferência de uma pessoa por um
animal de estimação.

VICTOR B./ M10


a) Complete o quadro com a frequência.

ANIMAL FREQUÊNCIA

Cachorro 9
Gato 7
Coelho 5
Peixe 3
Hamster 1

b) A que se refere a pesquisa?

Refere-se a animais de estimação .


c) Considerando que cada pessoa entrevistada só tem um animal de estimação, quantas foram
entrevistadas?

25 pessoas .

150 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


d) Construa um gráfico que represente o resultado da pesquisa.

Quantidade ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO


10
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0 Animais
Cachorro Gato Coelho Peixe Hamster

e) Faça uma síntese dos resultados observados no gráfico:

Resposta pessoal. Sugestão: De acordo com o gráfico, o animal de estimação que mais pessoas

têm é o cachorro e o que menos pessoas têm é o hamster.

9. Algumas crianças estão brincando de amigo secreto. Veja as tiras de papel com o nome de cada uma
delas.

Sandro Elis Nicolas Débora

Enzo Aurora Mônica Gina

a) Elis vai escolher um papel. Qual é a probabilidade de ela sortear o próprio nome?

1/8 .
b) Qual é a probabilidade de sair o nome de uma menina?

5/8 .
c) E a de sair o nome de um menino?

3/8 .
d) No início do sorteio do amigo secreto, qual é a probabilidade de cada criança pegar o próprio
nome?

1/8 .

151 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


AVALIAÇÃO – UNIDADE 4 – 5º ANO
1. Volume é uma grandeza que se associa a quais das formas geométricas a seguir?

Cilindro Retângulo Cubo

Círculo
Esfera Triângulo

 .

2. Daniel ganhou uma caixa em formato de bloco retangular para guardar os cubos coloridos que utiliza nas
atividades da escola. As medidas da caixa são de 20 cm 3 20 cm 3 10 cm e cada cubinho tem 1 cm de lado.

ALEXANDRE R./M10

Responda:
a) Quantos cubinhos de 1 cm3 cabem nessa caixa?
 .
b) Qual o volume da caixa?
 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


3. A professora do 5o ano está montando duplas entre os alunos para a realização de uma atividade. Ainda
falta fazer duplas entre os meninos Matheus e Guilherme e as meninas Abigail, Giovana e Talita. Quantas
duplas diferentes de um menino e uma menina podem ser formadas entre eles?

Guilherme Matheus
VICTOR B./ M10

Abigail Talita Giovana


 .

4. Observe o esquema do lançamento de um dado e uma moeda ao mesmo tempo e quantas


possibilidades de resultados existem para esse experimento.
Continue o preenchimento do esquema e depois responda:

  F1    V1 

       
VICTOR B./ M10

       

       
Frente da moeda Verso da moeda

       

       

a) Quantas possibilidades de resultados diferentes temos ao lançar um dado e uma moeda ao mesmo
tempo?
 .
b) Ao lançarmos um dado e uma moeda, qual é a chance de obtermos como resultado a frente da
moeda e o número 6?
 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


5. Observe a disposição dos canteiros de flores de um jardim botânico em que as cores representam as
flores plantadas e cada quadradinho tem 1 m de lado.
Legenda:
Azaleias
Canteiro B Margaridas
Violetas
Rosas

Canteiro A

Canteiro C
Assinale a alternativa correta:
a) As áreas dos canteiros A e C são iguais a 18 m2.
b) As áreas dos canteiros B e C são iguais ao perímetro do canteiro C.
c) As áreas dos canteiros A, B e C são iguais, mas seus perímetros são diferentes.
d) As áreas dos canteiros A e B são iguais aos perímetros dos canteiros A e C.
6. Usar o aparelho de telefone celular para falar ou enviar mensagens de texto enquanto se dirige
um veículo é infração de trânsito pelo perigo de acidentes que representa. No entanto, é comum
observarmos essa prática entre motoristas. Um grupo de alunos do 5o ano resolveu fazer uma pesquisa
sobre o assunto entre os adultos motoristas da família, amigos e vizinhos.
a) Observe e preencha a tabela com o resultado da pesquisa:

Comportamento do motorista em relação ao


Contagem Frequência
uso do celular ao volante.

Nunca usou o telefone celular ao volante.


Concorda que é errado e mesmo assim faz
ligações e envia mensagens frequentemente.
Reconhece ter usado o celular ao volante
poucas vezes.
Faz uso do celular ao volante normalmente e
considera um exagero a proibição.
Total de entrevistados
b) Escreva a principal conclusão a que se pode chegar com essa pesquisa:
 .

7. Em uma aula sobre eventos aleatórios, a professora levou um jogo de cartas coloridas em que cada carta
era de uma das 4 cores: amarelo, azul, verde e vermelho e continha um número de 0 a 9. Foram feitos
nessa aula vários experimentos de sorteio entre as cartas.
BÁRBARA T./ M10

Analise as afirmações:
I. Considerando apenas as cartas vermelhas com números de 0 a 9, a chance de sortear o número 5 é
igual à chance de sortear o número 6 ou o número 7.
II. Um aluno separou 4 cartas de número 2, uma de cada cor, e disse: “Aqui, a chance de pegar ao acaso a
carta 2 amarela é a mesma que a de pegar ao acaso a carta 2 verde.”

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


III. Considerando todas as cartas do jogo com todas as cores e números, sortear uma carta azul de
número 1 é igualmente provável a sortear qualquer outra carta.
Assinale a alternativa que indica as afirmações corretas:
a) I e II
b) II e III
c) I e III
d) I, II e III
8. Na aula de ciências, os alunos do 5o ano estudaram sobre o desenvolvimento do corpo humano e o
crescimento infantil e realizaram uma pesquisa, desde o início do ano, medindo a altura em centímetros
dos colegas de classe. Todos os alunos marcaram suas medidas de altura na parede da sala de aula.
Observe o gráfico e a tabela montados por Thomas, que é o mais alto, Pedro, que alcançou a marca dos
140 cm em outubro, e Luíza, que terminou o ano com a mesma altura que Pedro começou. Escreva na
legenda do gráfico os nomes corretos das crianças:

CRESCIMENTO EM ALTURA – ALUNOS DO 5o ANO


150
145
Altura em centímetros

140
135
130
125
120
115
Alunos 18/fev. 23/abr. 27/jun. 30/ago. 26/out. 22/nov.

135 136 137 138 140 142


     

128 130 132 133 134 135


     

137 139 140 142 143 145


     

9. Calcule o volume dos sólidos, considerando que cada quadradinho tenha 1 cm de lado, e assinale a
alternativa que apresenta os volumes corretos:
4
3

1 2

a) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 18 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 16 cm3.
b) A figura 1 tem volume de 24 cm3, a figura 2 tem volume de 18 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 16 cm3.
c) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 36 cm3, a figura 3 tem volume de 18 cm3 e
a figura 4 tem volume de 12 cm3.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


d) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 16 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 18 cm3.
10. Na área de lazer de um condomínio, há 3 piscinas e um jardim. Calcule as áreas e os perímetros das piscinas
e do jardim, considerando cada quadradinho com 1 m de lado, e selecione a alternativa correta:

VICTOR B./ M10


Piscina 2

Piscina 1

Jardim

Piscina 3

a) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e o mesmo perímetro de 20 m.


b) O jardim e as piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e perímetros diferentes.
c) Todas as piscinas têm a mesma área e perímetros diferentes.
d) A piscina 2 tem a área maior que as outras, porém o seu perímetro é igual ao das outras piscinas.
11. Maria Clara está escolhendo o visual que vai usar em uma festa. Ela tem as opções de vestidos, bolsas
e sapatos que estão no armário. De quantas formas diferentes ela pode se arrumar usando um vestido,
uma bolsa e um par de sapatos?
VICTOR B./ M10

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


 .

12. Os pratos divertidos, montados com frutas esculpidas, porções de arroz modelado em forma de ursinho
nadando no caldo de feijão, macarrão em forma de cabelos de boneca etc. são estratégias usadas pelos
pais e nutricionistas para convencer as crianças a comer alimentos saudáveis. Foi realizada uma pesquisa
com 40 crianças do 5o ano, em dois dias diferentes, em que foram oferecidos alimentos saudáveis
durante uma refeição. Observe nos gráficos o resultado e assinale a alternativa correta:

CONCORDARAM EM PROVAR OS ALIMENTOS


DURANTE A REFEIÇÃO TRADICIONAL SERVIDA
AO GRUPO EM 11/09
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
Brócolis Cenoura Manga Abacaxi

CONCORDARAM EM PROVAR OS ALIMENTOS


DURANTE A REFEIÇÃO DE PRATOS DIVERTIDOS
SERVIDA AO GRUPO EM 18/09

16
14
12
10
8
6
4
2
0
Brócolis Cenoura Manga Abacaxi

a) Com a refeição tradicional, apenas 3 crianças concordaram em provar os brócolis e, no dia do prato
divertido, esse número continuou o mesmo.
b) Foi 20 o número de crianças que concordou em provar os alimentos saudáveis em pratos
tradicionais e esse número aumentou para 35 no dia da refeição com os pratos divertidos.
c) O número de crianças que concordou em provar a cenoura no prato divertido dobrou em relação
ao prato tradicional.
d) Tanto com os pratos divertidos como com os tradicionais, o resultado foi o mesmo: poucas das 40
crianças concordaram em provar os alimentos saudáveis.

13. Para uma aula de matemática, a professora levou 5 bolinhas coloridas e numeradas em uma caixa, para
ensinar os possíveis resultados de sorteios entre números.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Regra: A cada bolinha sorteada, registra-se o número e ela volta para a caixa do sorteio.
Foram propostas duas situações:
A - Sortear um número que contenha um algarismo de 1 a 5 utilizando uma dessas bolinhas.
B - Sortear um número de dezena utilizando duas dessas bolinhas.

1 2 3 4 5

Descreva nos respectivos espaços as possibilidades de resultado para as situações:

14. Cláudio e seus amigos estão iniciando um jogo de tabuleiro. Cada jogador lança o dado e, se obtiver
o resultado 6, pode começar o jogo; caso contrário, aguarda o resultado dos outros jogadores. Quem
sortear o maior valor começa a partida. Qual é a probabilidade de Cláudio lançar o dado e a face voltada
para cima ser a do 6? Escreva a resposta por meio de uma fração.
NATHALIA S../ M10

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


 .

15. No final do ano, na escola, foi feita uma autoavaliação com alunos do 5o ano que concluíram o Ensino
Fundamental I com a seguinte pergunta: “Que nota de 1 a 5 você dá para o seu próprio desenvolvimento
no Ensino Fundamental?” Essa pergunta foi feita por meio de um questionário entregue a 50 alunos.
Após a leitura das respostas dos questionários, concluiu-se que 10% dos alunos se deram a nota mais
alta. A nota 4 foi dada por 8 alunos, infelizmente 3 alunos se deram a nota 1, a nota 2 foi dada por 5
alunos e o restante se deu a nota 3.
Preencha a tabela de frequências com os dados obtidos na pesquisa, faça um gráfico para apresentar os
resultados e escreva uma análise do resultado da pesquisa.

NOTAS DO DESEMPENHO PESSOAL FREQUÊNCIA

1
2
3
4
5

NOTAS DA AUTOAVALIAÇÃO
DO DESEMPENHO – CONCLUINTES DO 5O ANO

28
26
24
22
20
Quantidade de alunos

18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
Um Dois Três Quatro Cinco

 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


AVALIAÇÃO – UNIDADE 4 – HABILIDADES E COMENTÁRIOS

Questão 1 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta: Cilindro, esfera e cubo.
Resolução: A observação da natureza das formas geométricas levará à conclusão de que as peças planas não
têm volume, pois não ocupam lugar no espaço, porém as formas geométricas espaciais, sim.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno, ao conhecer as formas geométricas planas e espaciais, descubra também as suas carac-
terísticas e possa diferenciá-las. Ao aplicar essa questão, certifique-se antecipadamente que os alunos dominam
as diferenças entre formas planas e espaciais e que associam corretamente o conceito de volume às figuras
espaciais. Em caso de erro nessa questão, utilize sólidos geométricos concretos e figuras geométricas planas em
atividade lúdica na sala de aula para fortalecer os conceitos antes de aplicar novamente a questão.

Questão 2 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta:
a) 4000 cubinhos
b) 4000 cm3
Resolução:
a) 20 3 20 3 10 5 4000 cubinhos
b) 20 cm 3 20 cm 3 10 cm 5 4000 cm³

COMENTÁRIO
Para resolver essa questão, espera-se que o aluno associe a quantidade de cubinhos que cabem na caixa com
o seu volume e que, para calcular a quantidade de cubinhos e o volume, ele se utilize do mesmo cálculo e per-
ceba que o valor é o mesmo, pois a unidade de medida de volume (1 cm3) é o próprio volume do cubinho. Em
caso de erro, faça a simulação da situação-problema utilizando caixas menores feitas de papel e preencha-as
com cubinhos de material dourado, fazendo a contagem de um a um e a contagem por meio da multiplica-
ção das arestas do bloco. Repita com os alunos essa atividade com quantidades diferentes e, então, avalie-os
novamente.

Questão 3 – Habilidade – EF05MA09


Resolver e elaborar problemas simples de contagem envolvendo o princípio multiplicativo, como a determi-
nação do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada elemento de uma coleção com todos os
elementos de outra coleção, por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Resposta: Serão 6 duplas diferentes.
Resolução:
2 3 3 5 6.
Cada menino pode formar uma dupla com uma das meninas; sendo assim, temos o diagrama que ilustra as 6
possibilidades:

160 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Guilherme e Abigail Matheus e Abigail
Guilherme e Talita Matheus e Talita
Guilherme e Giovana Matheus e Giovana

Guilherme Matheus
VICTOR B./ M10

Abigail Talita Giovana

COMENTÁRIO
A simulação de situações semelhantes em sala de aula levará as crianças a desenvolver o conceito de contagem
por princípio multiplicativo, de modo que não tenham dificuldade em resolver a questão. Em caso de erro, uti-
lize a estratégia da simulação em classe e a listagem das possibilidades na lousa, de forma que os alunos, além
de compreenderem a questão, tenham também a ferramenta para chegar à resposta e à lista de possibilidades,
que confirmará o resultado obtido no cálculo. Aplique a avaliação dessa habilidade novamente para os alunos
que apresentaram dificuldade.

Questão 4 – Habilidade – EF05MA23


Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios quando todos os resultados
possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
Resposta e resolução:
a) Cálculo: 2 3 6 5 12
b) A chance é de 1 em 12 possibilidades.

  F1    V1 

  F2    V2 
VICTOR B./ M10

  F3    V3 

  F4    V4 
Frente da moeda Verso da moeda

  F5    V5 

  F6    V6 

161 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Seguindo o esquema do diagrama de árvore, é simples perceber o conceito de como encontrar as possibilida-
des e chegar às respostas. Utilize esse diagrama durante as explicações de exercícios e forneça meios de treino
no caderno e na lousa para que, na avaliação, a resolução seja praticamente automática para o aluno. Em caso
de erro, faça a sondagem do tipo de erro cometido e relembre com a classe o esquema do diagrama e a forma
de concluir a questão lançando outras perguntas, como: qual a chance de sortear um número par e a frente da
moeda ao mesmo tempo? (3 em 12). Qual a chance de sortear um número maior que 4? (4 em 12). Deixe que
eles encontrem a resposta na observação do diagrama na lousa para que compreendam como utilizá-lo.

Questão 5 – Habilidade – EF05MA20


Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes, bem como
figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
Resposta: d.
Resolução:
a)A área do canteiro A é de 6 m 3 3 m 5 18 m2, porém a área do canteiro C é de 4 m 3 5 m 5 20 m2.
b) A área do canteiro B é de 2 m 3 9 m 5 18 m2, porém a área do canteiro C é de 4 m 3 5 m 5 20 m2 e o pe-
rímetro do canteiro C é de 4 1 4 1 5 1 5 5 18 m, sendo igual à área do canteiro B, mas não igual à área do
canteiro C.
c) As áreas dos canteiros A e B são iguais a 18 m2, porém a área do canteiro C é de 20 m2. Os perímetros dos
canteiros A e C são iguais a 18 m, porém o perímetro do canteiro B é de 22 m; assim, não podemos dizer que
todas as áreas são iguais nem que todos os perímetros são diferentes.
d) As áreas dos canteiros A e B são iguais a 18 m2 e os perímetros dos canteiros A e C são iguais a 18 m; logo,
essa é a alternativa correta.

COMENTÁRIO
A resolução desse exercício consiste em cálculos de áreas e perímetros e na comparação entre as áreas e perí-
metros dos outros canteiros, observando-se que alguns têm áreas iguais e perímetros diferentes e vice-versa.
Também é importante fazer a leitura e a interpretação das afirmações que têm dados a serem analisados. Em
caso de erros, é necessário checar se ocorreram em cálculos, conceitos ou interpretação, para trabalhar direta-
mente no foco da dificuldade do aluno. Para esse tipo de questão, é importante que o aluno tenha um meca-
nismo de ação já programado, em que ele saiba como administrar os dados do problema sem se perder; e para
isso, é preciso que seja treinado antecipadamente com questões semelhantes.

Questão 6 – Habilidade – EF05MA24


Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras
áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir textos com o objetivo de
sintetizar conclusões.
Resposta e resolução:
a)
Comportamento do motorista em relação ao
Contagem Frequência
uso do celular ao volante.

Nunca usou o telefone celular ao volante. 2


Concorda que é errado e mesmo assim faz
16
ligações e envia mensagens frequentemente.
Reconhece ter usado o celular ao volante
8
poucas vezes.
Faz uso do celular ao volante normalmente e
4
considera um exagero a proibição.
Total de entrevistados 30

162 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


b) A principal conclusão a que se pode chegar é:
A maior parte dos entrevistados concorda que é errado usar o celular ao volante, mas mesmo assim continua
com a prática.

COMENTÁRIO
Para realizar uma atividade como essa, que é uma simulação de pesquisa, é importante que o aluno já este-
ja acostumado a fazer esse tratamento de informação por meio da contagem, frequência e observação dos
resultados com pesquisas semelhantes em sala de aula e fora dela. Em caso de dificuldades e erros, deve ser
retomada a atividade e feita uma leitura minuciosa com os alunos para a observação de detalhes do texto e dos
itens da pesquisa para que a conclusão após a contagem seja correta e coerente.

Questão 7 – Habilidade – EF05MA22


Apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório, estimando se esses resultados são igual-
mente prováveis ou não.
Resposta: d.
Resolução: Todas as afirmações são corretas.
Análise das afirmações:
I. Considerando apenas as cartas vermelhas com todos os números de 0 a 9, são 10 possibilidades diferentes de
sorteio, todas com um valor diferente e a mesma cor; sendo assim, a chance de ser sorteado o número 5, o
número 6 ou qualquer outro é a mesma: 1 em 10.
II. Um aluno separou 4 cartas de número 2, uma de cada cor, e disse: “Aqui, a chance de pegar ao acaso a carta
2 amarela é a mesma que a de pegar ao acaso a carta 2 verde”, pois temos 4 cartas diferentes, e a chance de
sortear uma carta com qualquer uma das 4 cores é de 1 em 4, independentemente da cor.
III. Considerando todas as cartas do jogo com todas as cores e números, sortear uma carta azul de número 1
é igualmente provável a sortear qualquer outra carta. O jogo todo contém 40 cartas, 10 de cada cor, cada
uma delas com um número diferente, de modo que a chance de sortear qualquer uma das cartas do jogo
completo é a mesma: 1 em 40.

COMENTÁRIO
Para analisar corretamente o enunciado de cada afirmação, o aluno precisa compreender a composição
das cartas do jogo e o conceito de chance de ocorrer o evento em meio às outras possibilidades. É de
grande importância para o aluno vivenciar esse tipo de situação antecipadamente e também passar por
questionamentos semelhantes para que tenha meios de compreender essa situação-problema. Em caso
de erro nesse exercício, auxilie o aluno na construção desse conjunto de possibilidades por meio de um
desenho ou apresente a ele as cartas do jogo para que ele possa visualizar cada situação de forma con-
creta e perceber as chances de ocorrência apenas em meio às peças consideradas e então aplique nova-
mente a avaliação da habilidade.

Questão 8 – Habilidade – EF05MA25


Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, organizar dados coletados por meio de tabelas,
gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto escrito
sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.
Resposta e resolução:
Ao observar os dados do enunciado e compará-los com a tabela e o gráfico, conclui-se que: a linha verde repre-
senta o crescimento de Thomas; a linha azul, o crescimento de Pedro; a linha vermelha, o crescimento de Luíza.

163 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


CRESCIMENTO EM ALTURA – ALUNOS DO 5O ANO
150
145 Thomas
Pedro

Altura em centímetros
140
135 Luíza
130
125
120
115
18/fev. 23/abr. 27/jun. 30/ago. 26/out. 22/nov.
Pedro 135 136 137 138 140 142
Luíza 128 130 132 133 134 135
Thomas 137 139 140 142 143 145

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno, ao ler os dados do enunciado e compará-los com a tabela de valores e as linhas do grá-
fico, perceba a quais personagens se refere cada uma delas. Em caso de erro, esclareça mediante a releitura do
enunciado com os alunos cada detalhe das informações e como elas estão dispostas na tabela e no gráfico de
linhas, evidenciando os pontos-chave de definição das respostas.
Aproveite a situação para fazer com os alunos uma simulação de atividade semelhante e comente com eles a
importância de se alimentar e dormir bem para um bom desenvolvimento e crescimento.

Questão 9 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta: a.
Resolução:
Figura 1: 3 cm 3 2 cm 3 2 cm 5 12 cm3
Figura 2: 3 cm 3 3 cm 3 2 cm 5 18 cm3
Figura 3: 3 cm 3 4 cm 3 3 cm 5 36 cm3
Figura 4: 2 cm 3 2 cm 3 4 cm 5 16 cm3

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha realizado outras questões de cálculo de volume por cubo empilhado e saiba que
deve multiplicar as quantidades de cubos aparentes na largura, comprimento e altura e que as dimensões em
centímetros levam ao volume em centímetros cúbicos. Em caso de erro, faça com os alunos que apresentaram
dificuldades a contagem uma a uma das peças e, em seguida, a contagem por multiplicação das quantidades
de cubinhos da largura, altura e comprimento das figuras. Permita que eles falem sobre a experiência, compa-
rando com a atividade realizada, e sobre os erros cometidos e então os avalie novamente.

Questão 10 – Habilidade – EF05MA20


Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes, bem como
figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
Resposta: b.
Resolução – correção das alternativas:
a) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2; o perímetro da piscina 3 é de 20 m e o da piscina 1 é de 22 m.

164 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


b) O jardim e as piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e perímetros diferentes. (Alternativa correta)
c) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2, a piscina 2 tem área de 25 m2; apenas as piscinas 2 e 3 têm
perímetros iguais a 20 m, a piscina 1 tem perímetro de 22 m.
d) A piscina 2 tem a área maior entre as piscinas; o seu perímetro é igual ao da piscina 3 e diferente do da piscina 1.

VICTOR B./ M10


Piscina 2
Área: 8 3 3 5 24 m2
Piscina 1 Perímetro: 8 1 8 1 3 1 3 5 33 m

Área: 2 3 12 5 24 m2 Área: 5 3 5 5 25 m2
Jardim Perímetro: 12 1 12 1 2 1 2 5 28 m Perímetro: 5 1 5 1 5 1 5 5 20 m

Área: 4 3 6 5 24 m2
Piscina 3 Perímetro: 6 1 6 1 4 1 4 5 20 m

COMENTÁRIO
Nesse exercício, é de grande importância o cálculo e a comparação das afirmações das alternativas, pois trazem
meias verdades. O aluno deve ser treinado a calcular as respostas antes e procurar a alternativa correta com
base nos cálculos para não se confundir.
Em caso de erro, refaça com os alunos que apresentarem dificuldades os cálculos de perímetros e áreas;
compare-os primeiramente e, por último, busque a alternativa correta.

Questão 11 – Habilidade – EF05MA09


Resolver e elaborar problemas simples de contagem envolvendo o princípio multiplicativo, como a determi-
nação do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada elemento de uma coleção com todos os
elementos de outra coleção, por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Resposta: Maria Clara pode se arrumar de 24 maneiras diferentes.
Resolução: Ao observar as peças do armário de Maria Clara, vemos 3 vestidos, 2 bolsas e 4 pares de sapatos;
aplicando o princípio multiplicativo, temos 3 3 2 3 4 5 24.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno já tenha desenvolvido o conceito de princípio multiplicativo para aplicá-lo em questões clássicas
como essa, em que é evidente o conceito. Ao realizar esse tipo de questão em sala de aula listando as possibilidades em

165 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


problemas de resultados menores, ficará fácil a resolução dessa questão, que tem um número maior de possibilidades,
mas o aluno já não precisará listá-las para ter certeza da resposta. Em caso de erro, utilize o diagrama da árvore e a listagem
das possibilidades para esclarecer o raciocínio e então avaliar novamente aqueles que apresentaram essa dificuldade.

Questão 12 – Habilidade – EF05MA24


Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras
áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir textos com o objetivo de
sintetizar conclusões.
Resposta: b.
Resolução – correção das alternativas:
a) Com a refeição tradicional, apenas 3 crianças concordaram em provar os brócolis e, no dia do prato divertido,
esse número dobrou de 3 para 6 crianças.
b) Foi 20 o número de crianças que concordou em provar os alimentos saudáveis em pratos tradicionais e esse
número aumentou para 35 no dia da refeição com os pratos divertidos. (Alternativa correta)
c) O número de crianças que concordou em provar a cenoura no prato divertido quase dobrou; no dia do prato
tradicional, foram 4 crianças e, no dia do prato divertido, foram 7 crianças.
d) O resultado foi bem diferente com os pratos divertidos, das 40 crianças que participaram dos dois almoços,
35 concordaram em provar alimentos saudáveis. Um resultado significativo.

COMENTÁRIO
Ao observar os gráficos, é muito importante atentar para seus detalhes, semelhanças e diferenças, pois na
comparação entre eles é que se dá toda a análise dessa questão. O aluno deverá perceber a mudança das
quantidades de crianças nos eixos verticais e observar a diferença entre os dois almoços servidos. Como o eixo
das quantidades de crianças se dá de dois em dois, o aluno deverá perceber também os valores intermediá-
rios – esse tipo de situação deve ser trabalhado antecipadamente para que o aluno não seja surpreendido na
hora da avaliação. Em caso de erro, auxilie-os na interpretação dos dados dos gráficos e refaça com eles toda a
interpretação das afirmações para que possam compreender a questão de forma ampla. É importante salientar
a importância dos alimentos saudáveis para a saúde da criança e do seu crescimento.

Questão 13 –Habilidade – EF05MA22


Apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório, estimando se esses resultados são igual-
mente prováveis ou não.
Resposta e resolução:

A B

1 1 1 1
2 2 2
2 1 3 3 3 5 3
4 4 4
5 5 5
3
1 1 11 21 31 41 51
4 2 2 12 22 32 42 52
2 3 4 3 13 23 33 43 53
5 4 4 14 24 34 44 54
5 5 15 25 35 45 55
COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha formado o conceito de aleatório associado ao diagrama de árvore para fazer a
representação dos possíveis resultados dos sorteios e listar as possibilidades de forma que seja visualizada toda
a resposta, e não só a quantidade de números possíveis de serem formados, estimando se são igualmente pro-
váveis de ocorrer ou não. Por outro lado, também é importante que o aluno tenha desenvolvido o conceito do
princípio multiplicativo, com o qual pode confirmar o resultado obtido no diagrama, por meio do cálculo. Em
caso de erro nessa questão, auxilie o aluno com dificuldades refazendo com ele o diagrama e a montagem das
dezenas da situação B, para que ele continue o processo sozinho e absorva o conceito.

166 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Questão 14 – Habilidade – EF05MA23
Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios, quando todos os resultados
possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
1
Resposta: 6
1
Resolução: O resultado “6” é um entre outros 6 resultados; logo, a probabilidade é 6

NATHALIA S../ M10

COMENTÁRIO
Ao se observarem as possibilidades de resultado no lançamento do dado, ficam evidentes as possibilidades
de resultados e, nesse caso, é cobrado do aluno que ele registre a probabilidade por meio de uma fração. É
importante que ele seja treinado antecipadamente para isso e que tenha segurança para fazê-lo. Em caso de
erro, faça a simulação da situação em classe e escreva os registros na lousa para que o aluno associe a pergunta
à resposta que deve ser dada.

Questão 15 – Habilidade – EF05MA25


Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, organizar dados coletados por meio de tabelas,
gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto escrito
sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.
Resposta e resolução:

NOTAS DO DESEMPENHO PESSOAL FREQUÊNCIA

1 3
2 7
3 25
4 8
5 5

NOTAS DA AUTOAVALIAÇÃO
DO DESEMPENHO – CONCLUINTES DO 5O ANO

28
26
24
22
20
Quantidade de alunos

18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
Um Dois Três Quatro Cinco

167 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Síntese:
A maioria dos alunos não se atribuiu nota alta, mas também não se atribuiu nota baixa.

COMENTÁRIO
Para resolver a questão, é importante que os alunos compreendam no enunciado que as notas são atribuídas
por eles mesmos ao seu desempenho e que a quantidade de alunos está disposta no eixo vertical para que
selecionem a altura correta e pintem as barras do gráfico, sempre considerando a posição intermediária no caso
dos valores ímpares. Esses detalhes são importantes e devem ser trabalhados antecipadamente com os alunos
para que ao se deparar com essa situação, tenham segurança em como proceder. Em caso de erro, refaça a con-
tagem da frequência de cada nota e leve-os a perceber, contando de um em um no gráfico, de baixo para cima,
o local correto de interromper a pintura da barrinha. Ao analisar o gráfico e a tabela resultantes da autoavaliação
dos alunos, é importante que o aluno interprete, faça uma síntese correta e escreva um texto que apresente de
forma simples e objetiva o resultado obtido na pesquisa. Estimule os alunos a classificar essa pesquisa como
categórica ou numérica.

168 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Ficha de acompanhamento da avaliação Objetivos de ensino e aprendizagem
Unidade 4 – 5o ano Habilidades avaliadas em cada questão
No Nome do aluno Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14 Q15
1
2
3
4
5
6

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Grade de correção:
A – Objetivo alcançado P – Objetivo parcialmente alcançado N – Objetivo não alcançado

169 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA AVALIAÇÃO


Ficha de acompanhamento bimestral – 5o ano – Unidade 4

Alunos
Referência
Comportamentos
(Habilidade)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
Conclui, por meio de investigações, que figuras de perímetros
EF05MA20 iguais podem ter áreas diferentes, bem como figuras que têm a
mesma área podem ter perímetros diferentes.
Reconhece volume como grandeza associada a sólidos
EF05MA21 geométricos e mede volumes por meio de empilhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resolve e elabora problemas simples de contagem que
abordem o princípio multiplicativo, como a determinação
EF05MA09 do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada
elemento de uma coleção com todos os elementos de outra,
por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Interpreta dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e
gráficos (de colunas ou de linhas) referentes a outras áreas do
EF05MA24
conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e
produz textos com o objetivo de sintetizar conclusões.
Apresenta todos os possíveis resultados de um experimento
EF05MA22
aleatório, estimando se eles são igualmente prováveis ou não.
Determina a probabilidade de ocorrência de um resultado
EF05MA23 em eventos aleatórios, quando todos os resultados possíveis
têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
Realiza pesquisa envolvendo variáveis categóricas e
numéricas, coleta dados, organiza-os em tabelas, gráficos de
EF05MA25 colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias
digitais, e apresenta texto escrito sobre a finalidade da
pesquisa e a síntese dos resultados.
Preenchimento da ficha:   A – O aluno alcançou satisfatoriamente o objetivo.
P – O aluno alcançou parcialmente o objetivo.
N – O aluno não alcançou o objetivo.

170 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO BIMESTRAL


MATEMÁTICA
5 o
ano
PROJETO INTEGRADOR
PROJETO INTEGRADOR – RECICLAGEM

COMPONENTES CURRICULARES

MATEMÁTICA, PORTUGUÊS, ARTE E CIÊNCIAS


COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
Matemática
2. Estabelecer relações entre conceitos e procedimentos dos diferentes campos da Matemática (Aritmética,
Álgebra, Geometria, Estatística e Probabilidade) e de outras áreas do conhecimento e interligá-las por meio de
representações adequadas.
3. Fazer observações sistemáticas de aspectos quantitativos e qualitativos presentes nas práticas socioculturais,
de modo a investigar, organizar, representar e comunicar informações relevantes, para interpretá-las e avaliá-las,
crítica e eticamente, produzindo argumentos convincentes.
6. Agir, individual ou cooperativamente, com autonomia, responsabilidade e flexibilidade, no desenvol-
vimento e/ou discussão de projetos que abordem, sobretudo, questões de urgência social, com base em
princípios éticos, democráticos, sustentáveis e solidários, valorizando a diversidade de opiniões de indivíduos
e de grupos sociais, sem preconceitos de qualquer natureza.
9. Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana, fruto das necessidades e preocupações de várias
culturas, em diferentes momentos históricos, e é uma ciência viva, que contribui para solucionar problemas
científicos e tecnológicos e para alicerçar descobertas e construções, inclusive com impactos no mundo do
trabalho.

Português
4. Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas,
prevendo a coerência de sua posição e a dos outros, para partilhar interesses e divulgar ideias com objetividade
e fluência diante de outras manifestações.
8. Interagir pelas linguagens, em situações subjetivas e objetivas, inclusive aquelas que exigem graus de
distanciamento e reflexão sobre os contextos e estatutos de interlocutores, como as próprias do mundo do
trabalho, colocando-se como protagonista no processo de produção/compreensão, para compartilhar os
valores fundamentais de interesse social e os direitos e deveres dos cidadãos, com respeito ao bem comum e
à ordem democrática.

Arte
6. Estabelecer relações entre arte, mídia, mercado e consumo, compreendendo de forma crítica e
problematizadora os modos de produção e de circulação da arte na sociedade.
7. Problematizar questões políticas, sociais, econômicas, científicas, tecnológicas e culturais, por meio de
exercícios, produções, intervenções e apresentações artísticas.

Ciências
4. Avaliar aplicações e implicações políticas, socioambientais e culturais da ciência e tecnologia e propor
alternativas aos desafios do mundo contemporâneo, incluindo aqueles relativos ao mundo do trabalho.
6. Conhecer, apreciar e cuidar de si, do seu corpo e bem-estar, recorrendo aos conhecimentos das Ciências
da Natureza.
7. Agir, pessoal e coletivamente, com respeito, autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e
determinação, recorrendo aos conhecimentos das Ciências da Natureza para tomar decisões frente a questões
científico-tecnológicas e socioambientais e a respeito da saúde individual e coletiva, com base em princípios
éticos, democráticos, sustentáveis e solidários.

172 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


OBJETOS DE CONHECIMENTO
Matemática
• Representação fracionária dos números racionais: reconhecimento, significados, leitura e representação na
reta numérica.
• Cálculo de porcentagens e representação fracionária.
• Problemas: adição e subtração de números naturais e racionais cuja representação decimal seja finita.
• Problemas: multiplicação e divisão de números racionais, cuja representação decimal seja finita, por números
naturais.
• Medidas de comprimento, área, massa, tempo, temperatura e capacidade: utilização de unidades convencionais
e relações entre as unidades de medida mais usuais.
• Áreas e perímetros de figuras poligonais: algumas relações.
• Noção de volume.
• Leitura, coleta, classificação, interpretação e representação de dados em tabelas de dupla entrada, gráficos
de colunas agrupadas, de linhas e pictórico.

Português
• Jornal falado e entrevista.
• Seleção de informações.
• Formulário.

Arte
• Processos de criação.

Ciências
• Reciclagem.

HABILIDADES DOS COMPONENTES CURRICULARES


Matemática
(EF05MA03) Identificar e representar frações (menores e maiores que a unidade), associando-as ao resultado
de uma divisão ou à ideia de parte de um todo, utilizando a reta numérica como recurso.
(EF05MA06) Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte,
quarta parte, metade, três quartos e um inteiro, para calcular porcentagens utilizando estratégias pessoais,
cálculo mental e calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
(EF05MA07) Resolver e elaborar problemas de adição e subtração com números naturais e com números
racionais, cuja representação decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa,
cálculo mental e algoritmos.
(EF05MA08) Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com
números racionais cuja representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de
zero), utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
(EF05MA19) Resolver e elaborar problemas envolvendo medida das grandezas comprimento, área, mas-
sa, tempo, temperatura e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em diferentes
contextos socioculturais.
(EF05MA20) Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes,
bem como figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
(EF05MA21) Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por
meio de empilhamento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
(EF05MA24) Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (de colunas ou de
linhas), referentes a outras áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir
textos com o objetivo de sintetizar conclusões.

173 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


(EF05MA25) Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, coletar dados, organizá-los
em tabelas, gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto
escrito sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.

Português
(EF05LP07) Simular jornais radiofônicos ou televisivos e entrevistas veiculadas em rádio, TV e internet,
orientando-se por roteiro ou texto e demonstrando conhecimento dos gêneros textuais jornal falado e
entrevista.
(EF05LP09) Buscar e selecionar informações sobre temas de interesse escolar, em textos que circulam em
meios digitais ou impressos, para solucionar problema proposto.
(EF05LP22) Preencher a informação solicitada em formulários descontínuos, impressos ou digitais, com
vários campos e tabelas.

Arte
(EF15AR05) Experimentar a criação em artes visuais de modo individual, coletivo e colaborativo, explorando
diferentes espaços da escola e da comunidade.
(EF15AR06) Dialogar sobre a sua criação e as dos colegas, para alcançar sentidos plurais.

Ciências
(EF05CI05) Construir propostas coletivas para um consumo mais consciente, descarte adequado e ampliação
de hábitos de reutilização e reciclagem de materiais consumidos na escola e/ou na vida cotidiana.

JUSTIFICATIVA
O planeta Terra precisa ser cuidado, afinal de contas, ele é a nossa casa. Nossas atitudes fazem a diferença na
preservação da natureza. Quando separamos o lixo, por exemplo, podemos fazer com que materiais recicláveis
sejam transformados em outros produtos; quando agimos assim, estamos pensando na sustentabilidade do
planeta.
Em 2014, por exemplo, foram vendidas no mercado brasileiro 294,2 toneladas de latas recicladas. A atividade
injetou R$ 845 milhões na economia, segundo pesquisa da Abralatas, associação dos fabricantes.

PERGUNTAS DE CONHECIMENTOS PRÉVIOS DO ASSUNTO


1. Quais situações observadas no dia a dia indicam problemas de poluição e descarte de materiais em lugares
impróprios?
2. Se as pessoas continuarem descartando o lixo em lugares impróprios e esse lixo não for coletado, o que
acontecerá com as cidades?
3. O que você sabe sobre aterros sanitários? Pesquise sobre o assunto e discuta com os colegas.

QUESTÃO DESAFIADORA
Em nosso dia a dia, nos deparamos com muitos materiais sendo descartados em lugares impróprios.
Quando andamos pelas ruas, verificamos que, em muitos lugares, não há cestos de lixo para que as pessoas
possam depositá-lo ao longo do dia.
O lixo produzido é frequentemente depositado nos lixões ou jogado em rios e no mar. Isso causa
poluição ao ambiente. Por exemplo, as latinhas de alumínio levam cerca de 100 anos para se decompor
na natureza; o plástico, cerca de 450 anos; quanto às garrafas de vidro, o tempo é indeterminado.
O que poderíamos fazer para evitar essa poluição e contribuir com a preservação da natureza e
com a economia?

174 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


OBJETIVOS
Com a intenção de integrar objetos de conhecimento de diferentes componentes curriculares, buscamos:
• OBJETIVO 1 – Criar a consciência de preservação do meio ambiente.
• OBJETIVO 2 – Interagir de forma cooperativa, trabalhando coletivamente no planejamento e desenvolvimento
de pesquisas para responder a questionamentos na busca de soluções para os problemas, de modo a
identificar aspectos consensuais ou não na discussão de uma determinada questão, respeitando o modo
de pensar dos colegas e aprendendo com eles.
• OBJETIVO 3 – Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana, fruto das necessidades e preocupações
de diferentes culturas, e é uma ciência viva, que pode contribuir para solucionar problemas científico-
-tecnológicos e ambientais, por exemplo, a coleta do lixo.
• OBJETIVO 4 – Envolver os alunos e a comunidade escolar, conscientizando sobre a importância de criar o
hábito de separar o lixo para o reaproveitamento e reciclagens inteligentes.
• OBJETIVO 5 – Desenvolver o espírito de empreendedorismo, chamando a atenção para metais como o alumínio,
para o plástico e para o papelão, que têm valor comercial e podem gerar renda individual, familiar e comunitária.

ETAPAS DO PROJETO
O projeto terá a duração de todo o ano letivo.
1. Discussão – 1 aula
2. Pesquisa – 2 aulas
3. Passeio pelo bairro – 2 aulas
4. Confecção de cartazes – 2 aulas
5. Relatório de pesquisa – 1 aula
6. Carta formal – 1 aula
7. Elaboração da campanha – 2 aulas
8. Armazenando materiais para reciclagem – todo o ano letivo
9. Visita a uma empresa de reciclagem – 2 aulas
10. Inventando o uso de sucatas – 2 aulas
Etapa de conclusão: Revendo as questões iniciais – 1 aula
Avaliação: Avaliação do desempenho nas atividades – todo o ano letivo

MATERIAIS:
• sucata para reciclagem;
• saco plástico para armazenamento ou caçamba para coleta seletiva;
• balança;
• calculadora;
• espaço físico para armazenamento.

PRODUTO FINAL
• Realizar uma campanha de conscientização da importância da reciclagem do lixo doméstico.
• Fazer cartazes que estimulem a coleta seletiva do lixo.
• Envolver a comunidade escolar no projeto de reciclagem do lixo, conscientizando-a sobre a importância
desse tema.

175 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 1 – DISCUSSÃO

TRABALHO EM GRUPO (EM SALA DE AULA)


Objetivos da etapa: Discutir, em conjunto, sobre os problemas causados pelo acúmulo de lixo jogado em
lugares impróprios.
Questões: Alguns pontos de partida podem ser as seguintes perguntas:
1. Quando o lixo é jogado nas ruas, nos córregos ou nos rios, quais problemas podem causar para a população
de uma cidade?
2. Em nosso bairro, as famílias estão separando adequadamente o lixo para ser reciclado?
3. Em nossa escola, há um local apropriado para a coleta seletiva do lixo: vidro, papel, plástico, alumínio e orgânico?
4. Quais são as leis que regulamentam a coleta e o tratamento do lixo feitos pelas prefeituras?
5. As usinas de reciclagem ganham dinheiro ao reciclar alumínio, papel e plástico?

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ESCOLHER QUESTÕES PARA A PESQUISA


A partir das discussões em sala de aula, elaborar coletivamente quais são os temas mais interessantes para
a pesquisa sobre coleta seletiva de lixo e os valores econômicos agregados relacionados à venda dos materiais
reciclados, destacando a venda de alumínio, plástico e papelão.

ETAPA 2 – PESQUISA

TRABALHO INDIVIDUAL
Objetivos da etapa: Investigar, por meio de pesquisas, a quantidade de lixo reciclável produzido pelas
famílias, observando, por exemplo, a quantidade de papelão, alumínio e plástico acumulada no decorrer de
uma semana. Demostrar, por meio de tabelas e gráficos de coluna, os dados coletados em cada família.
Metodologias de pesquisa: Individualmente elabore um questionário de pesquisa. Cada aluno deverá
entrevistar os membros de sua família para verificar quanto lixo reciclável, aproximadamente, é produzido em
sua casa no decorrer de uma semana. Coloque os dados coletados em uma tabela e construa um gráfico com
as informações.
Modelo de tabela e gráfico para pesquisa:

RECICLANDO O LIXO DOMÉSTICO


9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
Caixas de leite Garrafas PET Latas de alumínio

MATERIAL CAIXAS DE GARRAFAS LATAS DE


COLETADO LEITE PET ALUMÍNIO
Quantidade 8 4 5

176 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Possíveis pesquisas: Algumas possibilidades de investigação estão listadas a seguir, mas a turma deve ter
liberdade para escolher outros temas.
1. Maneiras de como as cidades brasileiras e outras ao redor do mundo fazem a coleta seletiva do lixo produzido.
2. Verificar se existe alguma cidade que possua um sistema de coleta seletiva de lixo exemplar (modelo para
outras cidades).
3. Verificar se as cidades que fazem a coleta seletiva do lixo lucram ao reciclar os materiais.
4. Pesquisar, nos lares, qual o descarte semanal de produtos que podem ser reciclados, como, por exemplo,
latinhas de alumínio, papelão e garrafas PET.
5. Investigar quão lucrativo pode ser a coleta seletiva de materiais recicláveis.
6. Pesquisar quanto vale o quilo de alumínio, papelão e garrafas PET.
7. Pesquisar quantas toneladas de lixo são produzidas em nossa cidade.
8. O alumínio de sucatas pode ser empregado na fabricação de produtos de vários segmentos, como, por
exemplo, na indústria automotiva. Pesquise outras vantagens dessa reciclagem.
9. Pesquisar qual o volume de 1 kg de latinhas de alumínio, 1 kg de papelão e 1 kg de garrafas PET. Verificar a
viabilidade de armazenar esses produtos.
10. Pesquisar o processo de reciclagem dos materiais.

COMO FAZER UMA PESQUISA


1. Vá a uma biblioteca pública ou de sua escola e reúna todos os livros que tratam do assunto.
2. Faça uma pesquisa digital, consultando diferentes sites.
3. Converse com pessoas que trabalhem diretamente com a coleta de lixo.
4. Pesquise empresas que recebem materiais para serem reciclados.
5. Pesquise as vantagens da reciclagem de garrafas PET, alumínio e papelão.
6. Verifique qual é o destino dos materiais reciclados.

AS FONTES
Segundo dados do CEMPRE (Comissão Empresarial para Reciclagem), o preço da latinha de alumínio é o
dobro do preço do plástico PET, do plástico rígido e do plástico-filme e cinco vezes o preço do papel branco,
oito vezes o do vidro, 14 vezes o do papelão e 17 vezes o da embalagem longa-vida.

SUGESTÕES DE FONTE DE PESQUISA


LINKS
Qual a importância da reciclagem para o meio ambiente. Disponível em: <http://www.meuresiduo.
com/categoria-1/qual-a-importancia-da-reciclagem-para-o-meio-ambiente>. Acesso em: 12 fev. 2018.
Reciclagem de alumínio. Disponível em: <https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-
-montar-um-servico-de-reciclagem-de-aluminio,bd687a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD>. Acesso
em: 12 fev. 2018.
Reciclagem no Brasil. Disponível em: <http://abal.org.br/sustentabilidade/reciclagem/reciclagem-no-
-brasil/>. Acesso em: 12 fev. 2018.

LIVROS
A reciclagem do alumínio no Brasil
Autor: Mauricio Barros de Castro
Editora: Desiderata
A arte da reciclagem
Autores: Sérgio Adeodato e Paulo Fridman
Editora: Horizonte

177 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


VÍDEOS
https://www.youtube.com/watch?v=fVURh9inF14
https://www.youtube.com/watch?v=m4194JaP0hU
https://www.youtube.com/watch?v=_R7WgC1FIwU

PUBLICAÇÕES
Processos de produção. Disponível em: <http://abal.org.br/aluminio/processos-de-producao/>. Acesso
em: 13 fev. 2018.
Latinhas campeãs. Disponível em: <http://abal.org.br/sustentabilidade/reciclagem/latinhas-campeas/>.
Acesso em: 13 fev. 2018.
Artigos e publicações manuais. Disponível em: <http://cempre.org.br/artigo-publicacao/manuais>.
Acesso em: 13 fev. 2018.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ORGANIZANDO O PASSEIO


Tendo a ficha de pesquisa em mãos, anote as informações fornecidas pelos entrevistados. Tire fotos de
todo o trajeto.

ETAPA 3 – PASSEIO PELO BAIRRO

TRABALHO DE CAMPO
Objetivos da etapa 3: Fazer um passeio pelo bairro, visitando pontos onde é feito o descarte de lixo.
Fotografar, no decorrer do passeio, as intervenções (ou falta de) do poder público relativas à coleta de
lixo.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CRIANDO CARTAZES


Com as informações coletadas durante o passeio, os alunos elaborarão cartazes mostrando o que eles
encontraram no percurso. Para isso, eles precisarão de cartolina, lápis de cor, caneta e das fotos tiradas durante
o trajeto.

ETAPA 4 – CONFECÇÃO DE CARTAZES


Objetivos da etapa 4: Elaborar cartazes contendo as informações coletadas no decorrer do passeio
pelo bairro.

TRABALHO EM GRUPO
Organizar as informações e fotos coletadas e, por meio de cartazes, demonstrar como o bairro onde a
escola está situada está organizando e separando o lixo produzido. Mostrar, também em cartazes, pessoas que
separam o lixo de forma adequada.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – APRESENTAÇÃO DA PESQUISA


Tendo os dados da pesquisa, demonstrar por meio de gráfico e tabela as informações encontradas na pes-
quisa e apresentá-las de forma clara e objetiva para os colegas.

178 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 5 – RELATÓRIO DA PESQUISA

TRABALHO EM GRUPO
Objetivos da etapa 5: Cada grupo apresentará o resultado da pesquisa, por meio de cartazes, e mostrará
como os moradores organizam o lixo produzido para o descarte.
Os alunos poderão relatar também:
• Como as cidades e o planeta têm sofrido com o descarte de lixo?
• Quais cidades, investigadas em pesquisas pela internet, têm um sistema de coleta e reciclagem de lixo
exemplar, que poderia ser adotada em outras regiões?
• Quantas latinhas de alumínio são desperdiçadas?
• Mostrar a tabela e o gráfico com o levantamento da pesquisa.
• Quanto tempo alguns materiais demoram para se decompor no meio ambiente?
• Quanto o quilo de alumínio, papelão ou plástico vale ao ser vendido em nossa região?

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CARTA DE APRESENTAÇÃO


Após demonstração, por meio de pesquisas, de como o planeta tem sofrido com a quantidade de lixo des-
cartado e não reutilizado, os alunos redigirão uma carta pedindo a participação de toda a comunidade escolar
no projeto de reciclagem, bem como solicitando providências à prefeitura da cidade quanto à coleta seletiva
do lixo e a palestras de conscientização sobre a reciclagem.

ETAPA 6 – ELABORANDO A CARTA DE APRESENTAÇÃO DESTINADA


A AUTORIDADES E COMUNIDADE

TRABALHO EM GRUPO
Objetivos da etapa 6: Elaborar uma carta formal, destinada às famílias dos estudantes e às autoridades
públicas responsáveis pela coleta de lixo da cidade, apresentando o projeto, os professores e os alunos que
irão, junto com a comunidade escolar, desenvolver o projeto de reciclagem.

OBJETIVOS DA CARTA AOS FAMILIARES E AUTORIDADES


• Apresentar o projeto e a equipe envolvida.
• Pedir a participação das famílias na arrecadação de materiais recicláveis.
• Chamar a atenção do bairro onde a escola está inserida sobre a importância da reciclagem e do compro-
misso social que cada um deve ter quanto ao descarte de lixo.
• Chamar a atenção das autoridades para a busca de soluções de seleção de lixo.
• Solicitar a presença de um palestrante que fale para os alunos sobre a importância da reciclagem e de
como podemos fazê-la.
• Encaminhar, em anexo, as fotos dos alunos, de como eles encontraram as ruas vizinhas à escola, se houve
lixo encontrado etc.
A carta deverá ser assinada pelo diretor educacional.
A carta formal – estrutura: Toda linguagem é um meio de comunicação. Ao transmitir uma mensagem, é
importante fazê-lo de maneira correta. Quando enviamos uma carta ou documento, devemos prestar atenção
em quem é o destinatário, para que o uso de determinada linguagem seja adequado. Observe o modelo de
uma carta formal:

179 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Carta formal
Escola     
Avenida dos Pintores, 7 Nome e endereço do remetente
CEP: 01157-220

Lagoa Azul, 15 de novembro de 2017. Local e data

A/C:
Sr. Alexandre H. França Nome do destinatário
Proprietário da lanchonete “Delícias do Brasil”

Assunto: .................... Assunto


Prezado Senhor ........, Saudação inicial
...................................................................................
................................................................................... Corpo da carta
..................................................................................
Com os melhores cumprimentos, Expressão de despedida

Escola      Assinatura do remetente

Lembre-se de que, ao escrever uma carta formal, é preciso ser claro e objetivo, e despedir-se cordialmente.
A carta formal – linguagem: Investigue sobre os pronomes de tratamento ao escrever uma carta formal e
verifique qual é a forma correta de dirigir-se a alguns representantes de nossa sociedade. O pronome de trata-
mento para governadores, por exemplo, é Vossa Senhoria (abreviado V. Sa.).

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A


IMPORTÂNCIA DA RECICLAGEM E COMO ARMAZENAR OS MATERIAIS
Em grupos e junto com os professores envolvidos no projeto, levar a carta de apresentação ao responsável
pela coleta de lixo da cidade, solicitando palestras e intervenção quanto à coleta seletiva de lixo. Cada aluno
também deverá levar uma carta à sua família.

ETAPA 7 – ELABORAÇÃO DA CAMPANHA


Objetivos da etapa 7: Criar uma consciência ecológica nos estudantes e no meio onde estamos inseridos.
Investigar como a reciclagem pode tornar o planeta mais sustentável.

TRABALHO EM GRUPO
Vamos reciclar para ter um planeta mais limpo e sustentável?
A reciclagem do lixo assume um papel fundamental na preservação do meio ambiente, pois, além de diminuir
a extração de recursos naturais, minimiza o acúmulo de resíduos nas áreas urbanas. Os benefícios obtidos são
enormes para a sociedade, para a economia do país e para a natureza.
O alumínio é um metal reciclável que gera bom retorno financeiro para trabalhadores e empresas que
atuam nesse ramo de negócio. O processo de reciclagem consiste na reutilização do alumínio para fabricação
de novos produtos.
É importante saber que a reciclagem de um quilo de alumínio economiza a extração de cerca de quatro
quilos do minério bauxita (matéria-prima). Além disso, o processo de reciclagem do alumínio utiliza apenas 7%
da energia elétrica usada na produção primária desse metal. Para formar um quilo de alumínio, são necessárias
cerca de 75 latinhas.
Os plásticos recicláveis são opções de materiais mais fortes, mais duráveis que podem substituir outros

180 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


componentes em muitos casos. Por exemplo, os móveis de plástico, em comparação com os produtos mais
tradicionais de madeira, são mais adequados a ambientes externos e sujeitos às ações do tempo.
Além de beneficiarem o meio ambiente, muitas comunidades conseguem gerar uma renda extra com
base na produção de artigos de plástico reciclado e na própria reciclagem de material plástico.
A cada 28 toneladas de papel reciclado, evita-se o corte de 1 hectare de floresta (1 tonelada evita o corte
de 30 ou mais árvores).
1 tonelada de papel novo precisa de 50 a 60 eucaliptos, 100 mil litros de água e 5 mil kW/h de energia.
1 tonelada de papel reciclado precisa de 1200 kg de papel velho, 2 mil litros de água e 1000 a 2500 kW/h
de energia.
Com a produção de papel reciclado, evita-se a utilização de processos químicos, diminuindo a poluição
ambiental: reduz em 74% os poluentes liberados no ar e em 35% os despejados na água.

Como e onde será a campanha?


Em grupo, será feita uma visita à prefeitura da cidade solicitando palestras sobre a importância da reciclagem.
Na visita, serão entregues as cartas de apresentação do projeto e da equipe participante. Além disso, os alunos
levarão a carta de apresentação a seus familiares solicitando a participação deles na arrecadação de materiais
recicláveis. Será demonstrado o quanto a comunidade escolar será beneficiada com a arrecadação desses
materiais.
As famílias trarão para a escola os materiais recicláveis. Os professores e os alunos envolvidos no projeto
farão o armazenamento do material. A escola levará o material para uma empresa de reciclagem.
Com uma balança, descubra o peso dos materiais arrecadados:

SEMANA QUANTIDADE DE SUCATA COLETADA (EM KG)


1 10
2 12

Um gráfico pode ser criado para controlar, por exemplo, o peso das latinhas arrecadadas pela
comunidade durante as semanas do projeto. Observe o modelo:

15
14
13
12
11
10
9
Quilos de alumínio

8
7
6
5
4
3
2
1
0
Semana 1 Semana 2 Semana 3

181 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ENTREGA DA CARTA PARA O RESPONSÁVEL PELA COLETA DE LIXO DA CIDADE
Leve a carta de apresentação à prefeitura e convide o representante da Secretaria do Meio Ambiente de
sua cidade para fazer uma palestra sobre a importância da coleta seletiva e da reciclagem de materiais.
Mostre ao representante fotos de pontos de sua cidade evidenciando como as pessoas descartam o lixo
produzido por elas. Agende uma visita desse representante para uma palestra em sua escola.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ARMAZENANDO O MATERIAL PARA RECICLAGEM


Na escola, determine o local onde os materiais recicláveis serão armazenados e faça o controle de quantos
quilos semanais a coleta está acumulando.

ETAPA 8 – ARMAZENANDO OS MATERIAIS


Objetivos da etapa 8: Organizar o espaço de armazenagem dos materiais. Registrar quantos quilos foram
arrecadados para venda. Verificar quantas foram as semanas da campanha de coleta. Descobrir quanto se paga
por 1 kg dos materiais recicláveis.

TRABALHO EM GRUPO
Durante a campanha, anote em tabelas as informações relativas à arrecadação, tais como:
• quantidade de latinhas de alumínio, papel e garrafas PET arrecadados por semana;
• o valor que a escola arrecadou, por exemplo, com a venda das latinhas de alumínio.
Obtenha o valor aproximado, em reais, da quantidade de latinhas vendidas.

Sucata vendida
Valor em R$
(em kg)

Modelo:

VALOR DO
SEMANA QUILOS
QUILO A R$ 3,55

1 12 R$ 42,60

2 10 R$ 35,60

3 9 R$ 31,95

4 15 R$ 53,25

Total 46 R$ 163,30

No relatório bimestral ou final, apresente as seguintes informações sobre a campanha:


1. Em qual semana as famílias coletaram a maior quantidade de latinhas de alumínio? Quantos quilos foram
coletados nesse período?
2. Em qual semana coletou-se a menor quantidade de garrafas PET? Quantos quilos foram coletados?
3. Aproximadamente quantos quilogramas de latas de alumínio são necessários coletar e vender para
se obter o valor correspondente a um salário mínimo? (Dica: pesquise o valor do salário mínimo e use uma
calculadora, se necessário).
Ampliando ideias sobre o armazenamento de latinhas de alumínio. (Esse cálculo também pode
ser feito utilizando outros materiais como referência.)
Sugestão de atividade: As latinhas foram armazenadas em um depósito, no formato da figura a seguir.

182 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Uma parte das latinhas está amassada, para diminuir o volume, mas outra ainda não foi amassada.

Saco com – 30 latinhas que ainda não foram amassadas


Saco com – 50 latinhas já amassadas
Espaço não utilizado

Considerando que apenas a primeira camada do piso está coberta, responda:

1. Qual o total de latinhas já amassadas? E o das que ainda não foram amassadas?

O total de latinhas amassadas é 450, e o de não amassadas é 390 .

2. Do total de latinhas no depósito, que fração representa a quantidade de latinhas amassadas?


450 45 15
840 ou 84 ou 28  .

3. Quantas latinhas não amassadas ainda podem ser armazenadas nos espaços não utilizados do depósito,
se em cada saco houver 30 latinhas?

420 latinhas .

4. Observando o depósito sugerido, qual a porcentagem que ainda não foi preenchida?

38,8% .

5. Se um saco repleto de latas de alumínio for amassado e seu volume reduzido em 1/5, qual a
porcentagem do saco que ainda poderá ser preenchida?

80% .

6. Quantas latinhas já amassadas ainda podem ser armazenadas nos espaços não utilizados do depósito, se
em cada saco houver 50 latinhas?

700 latinhas .

7. Qual seria a capacidade do depósito se todo o seu espaço fosse utilizado para latinhas amassadas,
considerando que cada saco teria 50 latinhas? E se fosse utilizado somente para latinhas não amassadas,
havendo, em cada saco, 30 latinhas?

Seriam 1800 latinhas no primeiro caso e 1080 no segundo .

8. Qual seria a arrecadação com a venda das latinhas de alumínio, a R$ 3,55 o quilo considerando:
(lembre-se de que, para formar 1 kg de alumínio, necessitamos de 75 latinhas, segundo fonte: <https://
www.em.com.br/app/noticia/economia/2015/05/11/internas_economia,646262/catadores-precisam-
juntar-19-1-mil-latinhas-para-ganhar-um-salario.shtml>.)
a) o depósito cheio com latinhas não amassadas?

R$ 51,12 .
b) o depósito cheio com latinhas já amassadas?

R$ 85,20 .

183 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


9. Armazenando as latas amassadas, qual a economia de espaço que teríamos? Como você mediria essa
economia?

Armazenando latas amassadas, contendo 50 latinhas em cada saco e apenas na primeira camada,

conseguiríamos colocar no depósito 1800 latinhas. Porém, se em cada saco houvesse apenas

30 latinhas não amassadas e preenchêssemos apenas a primeira camada, conseguiríamos armazenar

1080 latinhas, uma diferença de 720 latinhas .

10. Coloque em uma tabela a quantidade, em quilogramas, de materiais coletados e armazenados.


Modelo de tabela:

DIA QUANTIDADE DE LATINHAS COLETADAS (EM KG)


1
2
3
4
5
6
7
8
Total

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – INVESTIGAÇÃO DE COMO É FEITA A RECICLAGEM


Fazer uma visita a uma empresa de reciclagem e observar como é feita a produção de novos objetos
utilizando latinhas de alumínio, garrafas PET e papel.

ETAPA 9 – VISITA A UMA EMPRESA DE RECICLAGEM


Objetivos da etapa 9: Mostrar como as empresas que recebem os materiais recicláveis transformam-nos
em novos produtos. Verificar como é feita a comercialização das latas de alumínio, do plástico e do papel que
são recolhidos para reciclagem. Discutir quais atitudes podem ser tomadas para que a quantidade de lixo
produzido possa diminuir.

TRABALHO DE CAMPO
Ao visitar uma empresa de reciclagem, os alunos terão contato com parte do processo que envolve a
coleta do lixo seletivo. Eles poderão verificar como cada material é separado e, se for o caso da empresa,
como é reutilizado na produção de novos objetos.
Após a visita, o aluno deverá elaborar relatório sobre o que foi observado. Promova discussões sobre
a quantidade de lixo produzido pela população e sobre atitudes que podem ser tomadas para que não se
produza tanto lixo.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – MATERIAIS RECICLÁVEIS NA CONFECÇÃO DE


NOVOS OBJETOS
Separar algumas latinhas de alumínio, garrafas PET e papelão que foram coletados para fazer novos objetos.

184 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 10 – PESQUISANDO O USO DE SUCATA
Objetivo da etapa 10: Mostrar como é possível criar novos objetos utilizando materiais recicláveis.

TRABALHO EM GRUPO
Como visto durante todo o processo de pesquisa, é possível utilizar materiais recicláveis na confecção de
novos objetos.
Peça aos alunos uma pesquisa para conhecerem o uso de sucata na produção de objetos úteis ou artísticos.
A pesquisa deverá levar em conta objetos feitos com sucata de:
• alumínio;
• papelão;
• plástico.
Com as informações sobre as pesquisas, monte um painel com fotos, textos e indicações de acesso para
ser apresentado em sala de aula.
Repensando as questões iniciais: A partir dos dados das pesquisas, quais questões surgiram em relação à sua
cidade? O resultado pode ser apresentado em forma de gráficos e tabelas, por exemplo.

ETAPA DE CONCLUSÃO – REVENDO AS QUESTÕES INICIAIS


Objetivos da etapa de conclusão: Descrever quais providências foram tomadas pela comunidade e pelo
poder público sobre a coleta seletiva do lixo. Relatar se houve vantagem ecológica e financeira com a venda
dos materiais recicláveis. Legitimar a continuidade do processo de reciclagem.

TRABALHO EM GRUPO
No decorrer do desenvolvimento do projeto, foram vistas algumas situações sobre a coleta seletiva e a
reciclagem. Promova uma discussão entre alunos acerca dos dados encontrados durante o projeto. Escreva um
relatório mencionando quais ações foram tomadas, em sua escola, para conscientizar sobre a importância da
reciclagem de materiais. Relate se houve vantagens financeiras, além das ecológicas, ao reciclar e vender alumínio.

AVALIAÇÃO FINAL DO PROJETO


• Avaliação, pelos docentes, do desempenho e envolvimento dos alunos participantes.
• Análise, pela coordenação, direção e docentes, dos objetivos alcançados e das melhorias no projeto.
• Autoavaliação realizada pelos alunos participantes.
• Observações relatadas pelos pais e responsáveis, incluindo sugestões para aprimoramento.

185 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


APRESENTAÇÃO DO LIVRO DIGITAL
A estrutura do material digital está baseada na melhor prática dos princípios e métodos de ensino-
-aprendizagem da Matemática, incluindo os conceitos concretos, pictóricos, abstratos e as habilidades am-
paradas pela BNCC, em um sistema de caminhos gradativo, enfatizando os domínios com reforço ativo e
contínuo dos conceitos para orientar os alunos na assimilação e na acomodação de seus conhecimentos.

ORGANIZAÇÃO DO MATERIAL DIGITAL

1. PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


Procuramos, de forma clara e explícita, relacionar o conteúdo aos objetivos da aprendizagem, aos
objetos de conhecimento (BNCC) e às habilidades (BNCC), associados aos procedimentos de ensino-
-aprendizagem descritos nas sequências didáticas e também aos recursos de gestão de sala de aula,
vídeos, formas de avaliação, tudo detalhado na linguagem do professor.

2. SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS
Há três sequências didáticas por bimestre identificadas por assunto, apresentando os procedimentos
de ensino-aprendizagem a serem aplicados em sala de aula, detalhando a problematização apresentada
aos alunos e o desenvolvimento prático, com perguntas e sugestões de atividades lúdicas e formas de
apresentar e avaliar continuamente os objetos de conhecimento transmitidos aos alunos.

3. ATIVIDADES COMPLEMENTARES
Há quatro listas de atividades complementares. Essas atividades são úteis para apoiar o professor
no trabalho e oferecer aos alunos meios para que coloquem em prática os conceitos aprendidos. São
indicadas para um aprofundamento da aprendizagem dos objetos de conhecimento, para revisões e
retomadas de conteúdo. Elas também podem ser utilizadas como lição de casa ou reforço e prática de
conceitos estudados.
Apresentamos também gabaritos e resoluções de exercícios comentados, com observações a res-
peito do que se deve esperar dos alunos em cada atividade da avaliação e sugestões sobre como fa-
zer a retomada dos objetos de conhecimento e a gestão dos erros, propondo ações específicas a se-
rem realizadas junto de cada aluno e da classe para que os objetivos propostos em cada exercício
sejam alcançados.
Para facilitar o registros de avaliação, oferecemos uma ficha que contém espaços para que seja
preenchida com os nomes dos alunos e com o resultado alcançado por eles (de forma individual) em
cada questão da prova de acordo com a legenda:
A – Objetivo alcançado;
P – Objetivo parcialmente alcançado;
N – Objetivo não alcançado.
Cada questão deve ser identificada pelo número e avalia uma habilidade da BNCC, de forma especí-
fica, com todo o detalhamento presente na prova comentada.
A ficha serve como um mapa para que o professor tenha um controle dos conteúdos que precisam
de retomada e novas ações de ensino-aprendizagem.

4. AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE HABILIDADES


Foram preparadas quatro avaliações de habilidades desenvolvidas durante os dois meses em ques-
tão e contemplando todos os objetos de conhecimento, em grande parte com questões contextualiza-
das e práticas, em linguagem adequada a cada faixa etária e explorando o raciocínio lógico e matemático
do aluno de formas variadas e em nível crescente de dificuldade.

2| MATEMÁTICA | 5 o ano APRESENTAÇÃO


As questões estão distribuídas da seguinte forma: 60% delas são dissertativas e 40% são de múlti-
pla escolha.

5. PROJETO INTEGRADOR
Durante o ano, teremos um projeto que explora conexões com temas transversais. Dessa forma, o
aluno inicia um processo em que é exposto a uma situação real e, com base na Matemática que conhece,
pode traduzi-la em um modelo matemático. Depois, tenta resolver o modelo e, então, tira conclusões a
respeito da situação real tratada. Destacamos, ainda, que os projetos integradores:
• proporcionam oportunidades para explorar a interconexão da Matemática com os demais assuntos,
principalmente aqueles que estão mais diretamente ligados à vida em sociedade;
• promovem a pesquisa e o levantamento de dados para que o aluno possa tirar conclusões importan-
tes sobre um determinado assunto;
• estimulam a investigação, fazendo conexões entre a Matemática e temas transversais.

3| MATEMÁTICA | 5 o ano APRESENTAÇÃO


MATEMÁTICA
5 oano
1º BIMESTRE
PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL | 5º ANO
1o BIMESTRE

Procedimentos Recursos e
Objetivos de Objetos de
Conteúdos Habilidades de ensino e gestão de sala Formas de avaliação
aprendizagem conhecimento
aprendizagem de aula
1. Ler e escrever por • Sistema de (EF05MA01) Classes e Ordem • Jogos com • O processo avaliativo deve ocorrer
Sistema de
extenso e com numeração Ler, escrever do Sistema de números até com trocas de experiências, registros
numeração

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


algarismos os decimal: e ordenar Numeração a centena de diários e observações.
• Classes e
números naturais de leitura, escrita e números Decimal – SD 1 milhar • A avaliação deve ocorrer por meio de
ordens
até seis ordens. ordenação de naturais até – 5o Ano • Ábaco diagnóstico, tanto interventivo como
2. Compor e decompor números naturais a ordem das contínuo.
números naturais (de até seis centenas de • A avaliação deve se dar por meio
utilizando diferentes ordens). milhar com de registros escritos (em grupo ou
estratégias, meios e compreensão individualmente), na forma de prova
recursos. das principais (ver Proposta de acompanhamento
3. Compor e decompor características da aprendizagem), relatórios,
um número natural do sistema de trabalhos (ver Sequências didáticas) e
de até seis ordens numeração projetos (ver Projeto integrador).
por meio de adições decimal. O que é essencial para seguir em frente:
e multiplicações por Os alunos devem atingir ao menos
potências de 10. parcialmente os objetivos:
4. Compor e decompor 1. Ler e escrever por extenso e com
números naturais com algarismos os números naturais de
material concreto. até seis ordens.
5. Reconhecer os valores 2. Compor e decompor um número
relativos e absolutos natural de até seis ordens, por meio
de cada algarismo de de adições e multiplicações por
um número da ordem potências de 10.
da centena de milhar.

5| MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


6. Ordenar números 3. Reconhecer os valores
naturais até a relativos e absolutos de
ordem da centena cada algarismo de um
de milhar. número com centena de
milhar.
Caso os objetivos não sejam
parcialmente alcançados, será
interessante indicar a resolução
de atividades extras (ver
Atividades complementares).

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


6| MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL
1. Ler e escrever por • Números (EF05MA02) Números • Jogo das • O processo avaliativo deve ocorrer
Números
extenso e com racionais Ler, escrever Decimais e operações com trocas de experiências, registros
decimais e
algarismos os expressos e ordenar Operações – SD • Calculadora diários e observações.
operações
números decimais. na forma números 2 – 5o Ano • Jogo de • A avaliação deve ocorrer por meio de
• Reconhecendo
2. Transformar números decimal e sua racionais dominó com diagnóstico, tanto interventivo como
os números
fracionários em representação na na forma equivalência de contínuo.
decimais
números decimais e reta numérica decimal com decimais • A avaliação deve se dar por meio
• Adição e
vice-versa. • Problemas: compreensão • Quadro Valor de de registros escritos (em grupo ou
subtração
3. Representar o mesmo adição e das principais lugar individualmente), na forma de prova
de números
número de formas subtração de características (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


naturais e
diferentes (fração ou números naturais do sistema de da aprendizagem), relatórios,
números
decimais). e números numeração trabalhos (ver Sequências didáticas) e
decimais
4. Compor e decompor racionais cuja decimal, projetos (ver Projeto integrador).
• Multiplicação
números decimais representação utilizando O que é essencial para seguir em frente:
de um número
utilizando diferentes decimal seja recursos como Os alunos devem atingir ao menos
decimal por
estratégias, meios e finita a composição e parcialmente os objetivos:
um número
recursos. • Problemas: decomposição 1. Ler e escrever por extenso e com
natural
5. Representar e localizar multiplicação e a reta algarismos os números decimais.
• Divisão
números decimais e divisão de numérica. 2. Transformar números fracionários
e racionais na reta números (EF05MA07) em números decimais e vice-versa.
numérica. racionais, cuja Resolver 3. Efetuar adições e subtrações com
6. Efetuar adições e representação e elaborar números naturais e decimais.
subtrações com decimal seja problemas 4. Resolver situações-problema de
números naturais e finita, por de adição e adição e subtração com números
decimais. números naturais subtração naturais e decimais.
7. Resolver situações- com números 5. Reconhecer e utilizar diferentes
-problema de adição naturais e estratégias de adição e subtração
e subtração com com números com números naturais e decimais
números naturais e racionais cuja para resolver problemas.
decimais. representação 6. Efetuar a multiplicação de um
decimal seja número decimal por um natural,
finita, utilizando utilizando estratégias pessoais e
estratégias técnicas convencionais.
diversas, como

7| MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


8. Criar situações-problema que cálculo por 7. Efetuar a divisão de dois
envolvam as operações de adição estimativa, números naturais cujo
e subtração de números naturais e cálculo mental quociente seja decimal,
decimais. e algoritmos. utilizando estratégias
9. Utilizar o cálculo mental como (EF05MA08) pessoais e técnicas
procedimento para efetuar adição Resolver convencionais.
e subtração de números naturais e e elaborar 8. Efetuar a divisão de um
decimais. problemas de número decimal por
10. Utilizar estimativas para resolver multiplicação um natural, utilizando
problemas de adição e subtração e divisão com estratégias pessoais e

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


de números naturais e decimais. números técnicas convencionais.
11. Reconhecer e utilizar diferentes naturais e 9. Resolver situações-
estratégias de adição e subtração com números -problema com diferentes
com números naturais e decimais racionais cuja significados da divisão.
para resolver problemas. representação Caso os objetivos não sejam
12. Efetuar a multiplicação de um decimal seja parcialmente alcançados,
número decimal por um natural, finita (com será interessante indicar
utilizando estratégias pessoais e multiplicador a resolução de atividades
técnicas convencionais. ou divisor extras (ver Atividades
13. Utilizar o cálculo mental e a natural e complementares).
estimativa como procedimentos diferente de
para efetuar a multiplicação de um zero), utilizando
número decimal por um natural. estratégias
14. Resolver situações-problema diversas, como
com diferentes significados da cálculo por
multiplicação. estimativa,
15. Constatar a existência de cálculo mental
propriedades em operações de e algoritmos.
multiplicação.
16. Criar situações-problema
que envolvam a operação
multiplicação.

8| MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


17. Efetuar a divisão de dois números
naturais cujo quociente seja
decimal, utilizando estratégias
pessoais e técnicas convencionais.
18. Efetuar a divisão de um número
decimal por um natural, utilizando
estratégias pessoais e técnicas
convencionais.
19. Utilizar o cálculo mental e a
estimativa como procedimentos

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


para efetuar a divisão.
20. Resolver situações-problema com
diferentes significados da divisão.
21. Criar situações-problema que
envolvam a operação divisão.
22. Resolver situações-problema, com
números racionais representados
na forma decimal, envolvendo
adição, subtração, multiplicação e
divisão.

9| MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Reconhecer os tipos • Figuras (EF05MA16) Geometria – SD • Sólidos • O processo avaliativo deve ocorrer
Geometria
de ângulos. geométricas Associar figuras 3 - 5o Ano geométricos com trocas de experiências, registros
• Ângulos
2. Medir ângulos usando espaciais: espaciais a suas • “Conheça a diários e observações.
• Polígonos
transferidor. reconhecimento, planificações história do • A avaliação deve ocorrer por meio de
• Figuras
3. Traçar diferentes representações, (prismas, Tangram e diagnóstico, tanto interventivo como
geométricas
ângulos com o suporte planificações e pirâmides, confira 9 imagens contínuo.
espaciais
de um transferidor. características cilindros para montar”. • A avaliação deve se dar por meio
4. Diferenciar figuras • Figuras e cones) Disponível de registros escritos (em grupo ou
planas poligonais das geométricas e analisar, em: <http:// individualmente), na forma de prova
não poligonais. planas: nomear e leiturinha.com.br/ (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


5. Reconhecer um características, comparar seus blog/conheca- da aprendizagem), relatórios,
polígono regular e um representações e atributos. a-historia- trabalhos (ver Sequências didáticas) e
irregular. ângulos (EF05MA17) do-tangram- projetos (ver Projeto integrador).
6. Classificar um Reconhecer, e-confira-9- O que é essencial para seguir em frente:
polígono de acordo nomear e imagens-para- Os alunos devem atingir ao menos
com os lados, vértices comparar montar/>. Acesso parcialmente os objetivos:
e ângulos. polígonos, em: 13 fev. 2018. • Reconhecer os tipos de ângulos.
7. Desenhar um considerando • “Aula Construção • Traçar diferentes ângulos com o
polígono usando lados, vértices de Ângulos”. suporte de um transferidor.
instrumentos como e ângulos, e Disponível em: • Classificar um polígono de acordo
régua e transferidor. desenhá-los <https://www. com os lados, vértices e ângulos.
8. Identificar e nomear utilizando youtube.com/ • Identificar e nomear figuras espaciais
figuras espaciais como material de channel/ como prismas, pirâmides, cones e
prismas, pirâmides, desenho ou UCCzKa6xhEcv cilindros.
cones e cilindros. tecnologias jL03WShFL1SA/ • Reconhecer os atributos das figuras
9. Reconhecer os digitais. videos>. geométricas espaciais: faces, vértices
atributos das figuras Acesso em: 13 e arestas.
geométricas espaciais: fev. 2018. • Planificar prismas, pirâmides, cones e
faces, vértices e arestas. • Transferidor cilindros.
10. Identificar as planificações • Compasso Caso os objetivos não sejam
de prismas, pirâmides, parcialmente alcançados, será
cones e cilindros. interessante indicar a resolução de
11. Planificar prismas, atividades extras (ver Atividades
pirâmides, cones e complementares).
cilindros.
10 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL
SEQUÊNCIA DIDÁTICA
5º ANO | UNIDADE 1

SEQUÊNCIA DIDÁTICA 1 - CLASSES E ORDEM DO SISTEMA


DE NUMERAÇÃO DECIMAL

INTRODUÇÃO HABILIDADES
Em nosso cotidiano, sempre nos deparamos (EF05MA01) Ler, escrever e ordenar números
com números, por exemplo, de telefone, CEP, CPF, naturais até a ordem da centena de milhar, com
placas de carro, população de uma cidade. Eles compreensão das principais características do sis-
servem para quantificar, identificar, localizar, me- tema de numeração decimal.
dir, comparar etc.
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
Nosso sistema de numeração é decimal por- Ler e escrever, por extenso e com algarismos,
que tem base 10. O sistema de numeração deci- os números naturais de até seis ordens.
mal possui 10 algarismos, que são 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6,
Compor e decompor um número natural de
7, 8 e 9. Ao serem combinados, é possível repre- até seis ordens por meio de adições e multiplica-
sentar infinitos números. ções por potências de 10.
Nosso sistema também é posicional, pois, de- Reconhecer os valores relativos e absolutos
pendendo da posição em que o algarismo ocupa de cada algarismo.
no número, ele representa um determinado valor.
Observe o número: OBJETO DE CONHECIMENTO
Sistema de numeração decimal: leitura, escrita e

4 242 ordenação de números naturais (de até seis ordens).

PROCEDIMENTOS E RECURSOS
O valor do primeiro algarismo 4 é diferente • Dinâmica.
do terceiro algarismo 4. O da 4a ordem representa • Jogo.
4000 e o da 2a ordem representa 40. • Grupo.
O mesmo acontece com o algarismo 2. O da
3 ordem representa 200 e o da 1a ordem repre-
a DURAÇÃO
senta 2 unidades. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Escreva na lousa um número da ordem da centena de milhar e pergunte:
1. Como lemos este número?
Apontando um algarismo de cada vez, questione:
2. Quanto vale este algarismo? Por quê?
Retome o assunto sobre valores absoluto (VA) e relativo (VR) de cada algarismo. Lembre que o VA de
um número é o valor do algarismo, independentemente da ordem que ele ocupa, e o VR indica o número
de unidades representadas por esse algarismo. Observe o número:

5 627

11 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


VA do 5 é 5.
VR do 5 é 5000.
Nomeie as ordens e as classes, enfatizando a repetição dos termos centena, dezena e unidade.
Peça antecipadamente aos alunos que pesquisem e tragam recortes de jornais ou revistas em que
apareçam números que representam quantidades acima de 1 unidade de milhar.

DESENVOLVIMENTO
Construa um quadro com as classes e as ordens para trabalhar com a leitura de números, o reconhe-
cimento dos valores relativos e absolutos. Utilize alguns números dos recortes trazidos pelos alunos para
preencher o quadro.

Classe dos milhares Classe das unidades simples

6a ordem 5a ordem 4a ordem 3a ordem 2a ordem 1a ordem

CM DM UM C D U
2 5 1 5 1 2

Discuta com a classe sobre o quadro e faça alguns questionamentos.


Proponha as atividades:

1. Observe o número que está representado no quadro e responda:


a) Escreva o número por extenso:

Duzentos e cinquenta e um mil, quinhentas e doze unidades .


b) Observe o algarismo 5. O que está na 5a ordem representa qual valor posicional? E o que está
na 3a ordem, qual valor posicional ele representa?

5a ordem: 50 000; 3a ordem: 500 .


c) Escreva o valor absoluto e relativo do número 1 que está na 4a ordem.

VA é o próprio 1 e VR é 1000 .

2. Represente os números no quadro Valor de Lugar.


a) 582 205 b) 469 331 c) 25 060 d) 8 127

Classe dos milhares Classe das unidades simples


6a ordem 5a ordem 4a ordem 3a ordem 2a ordem 1a ordem

CM DM UM C D U
5 8 2 2 0 5

4 6 9 3 3 1

2 5 0 6 0

8 1 2 7

12 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


3. Observe o número:

749 204
a) Quantos algarismos esse número tem?

6 algarismos
b) Escreva o número por extenso.

Setecentos e quarenta e nove mil, duzentas e quatro unidades


c) Escreva o VA do número 7.

É o próprio 7
d) Escreva o VR do número 9.

9 000
e) Qual é o valor relativo do número 4, na 1a e na 5a ordem?

1a ordem: 4; 5a ordem: 40 000

AULA 2
Solicite aos alunos que formem grupos e distribua um ábaco para cada grupo.
Entregue uma lista de números para representarem no ábaco.
Proponha as atividades:

1. Escreva o número que está representado no ábaco.

CM DM UM C D U

435 539 .

2. Represente no ábaco o número que contém as seguintes características.


• O VA que está na dezena de milhar é 1.
• O algarismo 4 está naCM1a e na 4a ordem.
• O valor posicional do 5 é 500000.
DM UM C D U

• O VR do 2 é 200. CM DM UM C D U
• Na dezena, está o algarismo 3.

CM DM UM C D U

514 234 .

13 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 3
Separe a turma em grupos. Dê um número para cada grupo e peça que cada um faça um cartaz, con-
forme o modelo, contendo a escrita do número por extenso, a decomposição, a representação no ábaco
e o valor relativo de cada algarismo. Peça a cada grupo que apresente seu número.

Escrita e Representação
do Número
Forma Escrita Decomposição

NÚMERO
Ábaco Valor Relativo

CM DM UM C D U

Peça para um aluno de cada grupo escrever o número do cartaz na lousa.


Após todos os grupos terem feito o registro, proponha que ordenem esses números de forma
crescente e decrescente, empregando os sinais de comparação (., , e 5).
AULA 4
Construa um jogo de bingo cujas cartelas tenham variados valores até a 6a ordem.
Os comandos do bingo serão dados em forma de charadas, por exemplo: o número é forma-
do por 3 centenas de milhar, 7 dezenas de milhar, 1 unidade de milhar e 9 unidades.
O aluno marcará em sua cartela o número 371 009.

14 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 2 - NÚMEROS DECIMAIS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


Números decimais são muito utilizados em Ler e escrever, por extenso e com algarismos,
nosso cotidiano, em medidas de comprimento, os números decimais.
massa, valores monetários etc. Eles podem ser Transformar números fracionários em núme-
identificados pela presença da vírgula.
ros decimais e vice-versa.
Nesses números, a parte inteira fica à esquer-
Resolver situações-problema com números
da da vírgula e a parte decimal, à direita.
racionais na representação decimal envolvendo
Os números decimais também podem ser es- adição, subtração, multiplicação e divisão.
critos na forma de fração, a qual faz parte do nosso
dia a dia em diversas situações: repartição de uma OBJETOS DE CONHECIMENTO
pizza, relógio analógico, receitas culinárias etc.
Números racionais expressos na forma deci-
HABILIDADES mal e sua representação na reta numérica.
(EF05MA02) Ler, escrever e ordenar números Problemas: adição e subtração de números
racionais na forma decimal, com compreensão naturais e números racionais cuja representação
das principais características do sistema de nume- decimal seja finita.
ração decimal, utilizando recursos como a compo- Problemas: multiplicação e divisão de núme-
sição e decomposição e a reta numérica. ros racionais, cuja representação decimal seja fini-
(EF05MA07) Resolver e elaborar problemas de ta, por números naturais.
adição e subtração com números naturais e com
números racionais, cuja representação decimal seja PROCEDIMENTOS E RECURSOS
finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo • Dinâmica.
por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
• Dupla.
(EF05MA08) Resolver e elaborar problemas de
• Jogo.
multiplicação e divisão com números naturais e com
números racionais, cuja representação decimal seja
DURAÇÃO
finita (com multiplicador ou divisor natural e dife-
rente de zero), utilizando estratégias diversas, como • Quatro aulas.
cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Mostre para a turma um folheto de ofertas, de um estabelecimento comercial, e aponte os números
decimais que constam nele. Muitas vezes, os alunos estão acostumados a ver números decimais como
estes expostos, mas não entendem o significado da vírgula.
Escreva na lousa os números e questione:

53,81 5 381
1. Qual é a diferença entre os números?
2. Como se lê o primeiro número? E o segundo?
3. Qual é o maior número?

DESENVOLVIMENTO
Diga aos alunos que o número 53,81 é um número decimal: 53 representa a parte inteira e 81
é a decimal. A vírgula serve para separar uma parte da outra.

15 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Ressalte que nem sempre esses números são separados por vírgula, por exemplo: no visor de algumas
calculadoras, aparece o número decimal separado por ponto. No entanto, a função dele é a mesma da vírgula.
Proponha a seguinte atividade:

1. Considere os números e complete o quadro:

PARTE PARTE
NÚMERO ESCRITA
INTEIRA DECIMAL

5,56 5 56 Cinco unidades e cinquenta e seis centésimos

23,68 23 68 Vinte e três unidades e sessenta e oito centésimos

0,95 0 95 Noventa e cinco centésimos

Duas mil, trezentos e quarenta e uma unidades e vinte e oito


2341,28 2341 28
centésimos

571,00 571 0 Quinhentas e setenta e uma unidades

AULA 2
Utilize figuras para mostrar que um número decimal também pode ser representado por frações e
vice-versa.
Proponha as atividades:

1. Escreva o número decimal e a fração que representa a parte pintada da figura.

6 24
10 5 0, 6 100 5 0, 24
2. Compare os números utilizando os sinais de ,, . ou 5:

a) 6,135   ,  6,2 c) 4,21   .  4,125

b) 3,5   5  3,50 d) 1,01   ,  1,10

Quando se faz comparação de decimais, é interessante comentar que devemos observar a posição
do número inteiro e a do decimal. A quantidade de algarismos após a vírgula não interfere no valor
do número, o que é um erro bem comum neste tipo de atividade.

16 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Mostre o quadro:

CENTENA DEZENA UNIDADE , DÉCIMOS CENTÉSIMOS MILÉSIMOS

1 5 , 2

1 5 , 1 5 8

Ao comparar os números 15,2 e 15,158, vemos que os inteiros são iguais, então precisamos
comparar a parte decimal. Observe: não é porque o segundo número tem 3 algarismos após a
vírgula que ele é maior. É necessário verificar a casa dos décimos: como o número 2 é maior do
que o 1, logo 15,2 é maior do que 15,158.

AULA 3
Nesta aula, proponha fazer uma dinâmica e peça à turma que se divida em grupos. Para trabalhar
sequência, vamos chamar cada um de grupo A, B, C, D e E.
Utilize cédulas e moedas de brinquedo para fazer a dinâmica. Entregue envelopes contendo a quan-
tidade de cédulas e moedas que cada grupo deve receber, assim não havendo risco de um ganhar muito
e outro pouco.
Proponha as seguintes atividades e confira os resultados:

1. Conte quantos reais cada grupo ganhou.

Sugestão de valores: Grupo A: R$ 87,35; Grupo B: R$ 91,60; Grupo C: R$ 105,00; Grupo D: 85,95

e Grupo E: R$ 99,00.

2. Algum grupo ganhou valor inteiro?

Sim. Os grupos C e E.

3. O grupo A foi ao shopping comprar camisetas para padronizar sua equipe. Eles compraram 6
camisetas por R$ 17, 25 cada uma. Quantos reais eles gastaram?

R$ 17,25 3 6 5 103,5. Eles gastaram R$ 103,50.

4. O grupo A não tinha dinheiro suficiente para pagar a compra. Por isso, eles pegaram emprestado
R$ 18,50 do grupo C.
a) O grupo A conseguiu pagar as compras. Quantos reais eles receberam de troco?

Adiciona-se o valor que o grupo A tinha ao valor que pegou emprestado (R$ 87,35 1 R$ 18,50 5

R$ 105,85) e, desse resultado, subtrai-se o quanto o grupo gastou (R$ 105,85 2 R$ 103,50 5 R$ 2,35).

Eles receberam de troco R$ 2,35.


b) Com quantos reais o grupo C ficou?

R$ 105,00 2 R$ 18,50 5 R$ 86,50. Ficou com R$ 86,50.

17 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


5. Os grupos B, D e E resolveram se juntar para fazer a festa das frutas para a turma. O grupo B deu a
metade de seu dinheiro, o D deu 1/3 e o grupo E deu 2/3.
a) Quantos reais cada grupo deu?

Grupo B: R$ 45,8; Grupo D: R$ 28,65 e o Grupo E: R$ 66,00.


b) Qual foi o total arrecadado pelos grupos?

R$ 45,8 1 R$ 28,65 1 R$ 66,00 5 R$ 140,45. Os grupos deram R$ 140,45.

AULA 4
Com a turma dividida em grupos, proponha um jogo de dominó. Construa previamente alguns do-
minós de equivalência de decimais. A metade da peça será quadriculada (100) ou listrada (10) com partes
pintadas. A outra metade terá um número decimal. A regra é a mesma do dominó convencional: só pode
ser colocada a peça com o número decimal correspondente ao quadriculado ou ao listrado, e vice-versa.

18 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 3 – GEOMETRIA

INTRODUÇÃO Traçar diferentes ângulos com o suporte de


A palavra geometria tem origem grega. “Geo” um transferidor.
significa terra e “metria”, que vem da palavra “mé- Diferenciar figuras planas poligonais das não
tron”, significa medir. Sua tradução literal é “medir poligonais.
a terra”. Reconhecer um polígono regular e um irregular.
A geometria estuda elementos – como pon- Classificar um polígono de acordo com os la-
to, reta, plano etc. – que possuem características dos, vértices e ângulos.
que possibilitam sua identificação e estudo.
Desenhar um polígono usando instrumentos
Esses elementos nos permitem compor as como régua e transferidor.
primeiras formas geométricas do plano: segmen-
tos de reta, polígonos e ângulos. São essas formas OBJETO DE CONHECIMENTO
que vamos estudar. Figuras geométricas planas: característi-
cas, representações e ângulos.
HABILIDADE
(EF05MA17) Reconhecer, nomear e com- PROCEDIMENTOS E RECURSOS
parar polígonos, considerando lados, vértices • Atividades em duplas.
e ângulos, e desenhá-los utilizando material
apropriado ou tecnologias digitais. • Material reaproveitável.
• Tangram.
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
Reconhecer os tipos de ângulos. DURAÇÃO
Medir ângulos usando transferidor. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Separe a turma em grupos e questione: vocês sabem o que é ângulo?
Após as respostas, estimule os alunos a observar que os ângulos estão presentes em todos os
lugares, por exemplo, ponteiro do relógio, trave de futebol, abertura de uma porta etc.
Mostre imagens em que estão localizados os ângulos de 45º, 90º, 180º. Explique aos alunos
que podemos usar também o nosso corpo para direcionar os ângulos.

DESENVOLVIMENTO
Apresente um transferidor e explique à turma como utilizá-lo.
Faça desafios para encontrar ângulos em figuras poligonais.
Proponha a atividade:

19 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


1. Use o transferidor para construir ângulos com as seguintes medidas:
a) 45º d) 120º

45º
120º

b) 60º
e) 180º

60º 180º

c) 90º
f ) 240º

240º

90º

Acompanhe as atividades e o desenvolvimento dos alunos para auxiliar no manejo do transferidor.

AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala de aula algumas formas geométricas planas (polígonos e não polígonos) e questione:
1. Como essas formas geométricas se chamam?
2. Onde podemos encontrá-las? (Associar a contornos de sólidos geométricos ou a objetos conhecidos.)
Prepare previamente um quadro, conforme o modelo, deixando espaços em branco para que os alu-
nos possam colar o polígono de acordo com sua classificação. Prepare também os polígonos que serão
colocados no quadro.
CLASSIFICAÇÃO DOS POLÍGONOS
Triângulo Quadrilátero Pentágono Hexágono Heptágono Octógono Eneágono Decágono
3 lados 4 lados 5 lados 6 lados 7 lados 8 lados 9 lados 10 lados
Polígonos
Regulares

Polígonos
Irregulares

20 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Desenhe na lousa um polígono e explore caraterísticas como ângulos, número de lados e de vértices,
se o polígono é ou não regular.

Lado AD D Vértice D

A
Ângulo ĉ
B C

Leve peças do tangram (confeccionar previamente) para a sala de aula e proponha as atividades:

1. Nas figuras do tangram, meça os ângulos com o transferidor e classifique-os:

90º

45º 45º

2 ângulos agudos e um ângulo reto .

45º
135º
135º

45º

2 ângulos agudos e 2 ângulos obtusos .

90º
90º 90º
90º

4 ângulos retos .

21 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Observe as figuras geométricas do tangram e preencha o quadro.

FIGURA NOME DA FIGURA NÚMERO DE VÉRTICES NÚMERO DE LADOS

triângulo 3 3

paralelogramo 4 4

quadrado 4 4

AULA 3
Forme grupos e retome a observação das peças do tangram. Questione: vocês sabem o que é isso
que estou segurando?
Diga aos alunos que se trata de um quebra-cabeça chinês composto por 7 peças, sendo dois triângu-
los grandes, dois pequenos, um médio, um quadrado e um paralelogramo.
Com suas peças, estima-se que podem ser formadas cerca de cinco mil figuras.
Relate à turma como surgiu o tangram. Existem várias lendas a respeito do assunto. Entre as mais
conhecidas, temos a do discípulo e o mestre. Dramatize essa lenda. Leve um quadrado para ser mostrado
no início da história; ele representará o espelho que o mestre deu ao discípulo. Depois, deixe o quadrado
cair do outro lado, onde estará o desenho do tangram, cujas peças representarão o espelho quebrado
pelo discípulo.
O discípulo e o mestre
Um jovem chinês despedia-se do seu mestre para fazer uma grande viagem pelo mundo. Nessa oca-
sião, o mestre entregou-lhe um espelho de forma quadrada e disse:
• Com esse espelho, registrarás tudo o que vires durante a viagem para me mostrares na volta.
O discípulo, surpreso, indagou:
• Mas, mestre, como poderei mostrar-lhe, com um simples espelho, tudo o que encontrar durante a
viagem?
No momento em que fazia essa pergunta, o espelho caiu-lhe das mãos e quebrou-se em sete peças.
Então, o mestre disse:
• Agora poderás, com essas sete peças, construir figuras para ilustrar o que viste durante a viagem (In:
Blog da Leiturinha. Disponível em: ,http://leiturinha.com.br/blog/conheca-a-historia-do-tangram-e-
-confira-9-imagens-para-montar/.. Acesso em: 7 fev. 2018).

22 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Entregue um tangram para cada grupo. Mostre algumas figuras que podem ser construídas com as
peças e solicite que cada grupo forme uma imagem. Veja alguns exemplos:

Promova a apresentação das figuras elaboradas.

AULA 4
Continue explorando o tangram para trabalhar polígonos regulares e irregulares, bem como con-
gruência.
Proponha as atividades:

1. Forme, com as peças do tangram, dois triângulos congruentes.


Resposta:

2. Na imagem, circule um polígono regular e um irregular. Justifique sua escolha.

Casa

O quadrado deverá ser circulado como o polígono regular, pois é o único polígono na figura que

possui quatro lados e quatro ângulos iguais .

O paralelogramo poderá ser circulado como um polígono irregular, pois possui dois ângulos e dois

lados diferentes .

23 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


3. Observe os polígonos construídos com as peças do tangram e complete o quadro:

FIGURA NOME DA FIGURA NÚMERO DE LADOS NÚMERO DE VÉRTICES

Quadrilátero 4 4

Triângulo 3 3

Hexágono 6 6

Pentágono 5 5

24 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


ATIVIDADES COMPLEMENTARES
5O ANO | UNIDADE 1
1. Preencha a tabela e ordene as cidades da menor para a maior, de acordo com o número de habitantes,
usando as letras A, B, C, D e E. Utilize a letra A para a cidade com menos habitantes.

NO DE
ORDEM NOME ESCRITA POR EXTENSO
HABITANTES

Duque de Caxias Oitocentos e noventa mil, novecentos e noventa e


E 890 997
– RJ sete.

D Santo André – SP 715 231 Setecentos e quinze mil, duzentos e trinta e um.

B Uberlândia – MG 676 613 Seiscentos e setenta e seis mil, seiscentos e treze.

Feira de Santana
A 627 477 Seiscentos e vinte e sete mil, quatrocentos e setenta e sete.
– BA

Jaboatão dos Seiscentos e noventa e cinco mil, novecentos e


C 695 956
Guararapes – PE cinquenta e seis.
Fonte: IBGE. IBGE divulga as estimativas populacionais dos municípios para 2017. Agência IBGE Notícias. Disponível em:
<https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2013-agencia-de-noticias/releases/16131-ibge-divulga-as-estimativas-
populacionais-dos-municipios-para-2017.html>. Acesso em: 13 fev. 2018.
2. Utilize os números do quadro para responder aos itens abaixo:

1,1; 0,1; 0,9; 0,7; 1,5; 1,3; 1,8; 0,3

a) Posicione-os na reta numérica.


0 1 A 2

0,1 0,3 0,7 0,9 1,1 1,3 1,5 1,8

b) Escreva o menor desses números na forma fracionária.

1
10

c) Escreva por extenso o maior desses números na forma decimal.

Um inteiro e oito décimos .


3
d) O número 1,3 pode ser escrito assim: 1 1 10 . Decomponha, dessa mesma maneira, o número
indicado na reta numérica com a letra A.
5
1 1 10  .

25 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


3. Jaqueline ganha desconto quando paga antecipadamente as contas do mês e, caso ocorra atraso, há
multa. Na conta de energia, houve multa; na da loja, desconto; na de água, pagou o valor normal.
a) Complete o quadro com o total de cada fatura.

VALOR DESCONTO MULTA TOTAL PAGO


CONTAS
(R$) (R$) (R$) (R$)

Energia 121,68 - 2,39 124,07

Água 37,24 - - 37,24

Loja 89,39 4,46 - 84,93

b) Qual foi o total pago por essas contas?

R$ 246,24 .
c) Qual foi a diferença entre a multa e o desconto?

R$ 2,07 .
d) Jaqueline ganhou ou perdeu dinheiro?

Ganhou .

4. Uma loja está vendendo um colchão, que pode ser pago em oito parcelas iguais, conforme o anúncio.
Analise as informações abaixo e calcule o valor de cada parcela a ser paga.
1 5 0 0 8
Colchão Perfeito 2 8 187,5
7 0
R$ 1.500,00 2 6 4
Em 8X iguais 6 0
2 5 6
Resposta: 4 0
2 4 0
O valor de cada parcela é de R$ 187,50 0 .

5. Um caminhão de entrega chegou a um depósito de bebidas com um carregamento de latas de suco.


Foram entregues 45 pacotes, contendo cada um 4 latas no comprimento e 3 na largura. Quantas latas de
suco foram entregues nesse carregamento?
3 x 4 x 45 =
12 x 45 = 540

Resposta:

Foram entregues 540 latas de sucos .

26 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


6. Observe os polígonos e responda nomeando-os:

A B C D
a) Como podem ser chamados os polígonos A, B, C e D, observando o que todos eles têm em comum?

Todos eles são quadriláteros, pois têm 4 lados. .


b) Os polígonos A e B têm características em comum. Descreva duas delas:

Os dois têm 4 lados, o trapézio tem um par de lados paralelos, o retângulo também pares

de lados paralelos .
c) Os polígonos C e D têm características em comum. Descreva duas delas:

Os polígonos C e D são paralelogramos, têm 4 lados e dois pares de lados paralelos .

7. Complete a tabela com os nomes e os atributos de cada sólido de acordo com a legenda:

A B C D E F G H I J

SÓLIDO CLASSIFICAÇÃO NOME UMA BASE DUAS BASES

A Poliedro Prisma hexagonal X

B Poliedro Pirâmide triangular X

C Poliedro Prisma quadrangular X

D Não poliedro Cone X

E Poliedro Pirâmide hexagonal X

F Não poliedro Cilindro X

G Poliedro Prisma pentagonal X

H Poliedro Pirâmide pentagonal X

I Poliedro Pirâmide quadrangular X

J Poliedro Prisma triangular X

27 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


8. Relacione os sólidos a suas planificações usando a legenda.

A B C D E

F H I J
G

C F H G B

J E D I A

9. Classifique os triângulos pintando, nas tabelas, os espaços correspondentes:

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AOS ÂNGULOS


Triângulo Acutângulo Retângulo Obtusângulo

28 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


CLASSIFICAÇÃO QUANTO AOS LADOS
Triângulo Equilátero Isósceles Escaleno

29 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


AVALIAÇÃO – UNIDADE 1 – 5º ANO
1. Davi e Ana foram a um parque de diversões. A hora custava R$ 20,00 e o minuto excedente R$ 0,25 por
criança. Eles ficaram 1 hora e 10 minutos. Quantos reais eles pagaram?

 .

2. Um pet shop arrecadou com seus clientes 141 kg de ração para distribuir igualmente a 6 cachorros que
foram abandonados. Quantos quilogramas exatos de ração cada cachorro ganhará?

.

3. Dona Bernadete comprou 4,8 metros de tecido para fazer duas saias iguais para suas duas netas gêmeas.
Qual a metragem de tecido a ser usada em cada saia?

.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


4. Dona Lúcia foi à feira comprar frutas e levou três notas de R$ 10,00. Ela comprou 2 kg de laranja, 3 kg de
uva, 1 kg de banana e 1 kg de maçã.
Observe a imagem com os preços e calcule qual o valor que sobrou após as compras.

VICTOR B./ M10


R$ 1,95 R$ 2,89
kg kg

R$ 4,50 R$ 3,90
kg kg

 .

5. Os nomes dos sólidos geométricos apresentados nas figuras são, respectivamente:

a) Pirâmide pentagonal, prisma triangular e prisma hexagonal.


b) Pirâmide pentagonal, prisma triangular e pirâmide hexagonal.
c) Prisma pentagonal, prisma triangular e pirâmide hexagonal.
d) Pirâmide pentagonal, pirâmide triangular e pirâmide hexagonal.

6. O número composto por 7 centenas de milhar, 4 unidades de milhar, 3 dezenas e 9 unidades é:


a) 704 039
b) 740 039
c) 744 309
d) 704 339

7. Preencha a reta numérica com os números decimais que faltam:

0 0,2 0,3 1 1,1 1,4 2

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


8. Maria Júlia foi ao shopping, comprou alguns produtos, almoçou, passou na manicure, pagou o
estacionamento e saiu. Na rua, ela abasteceu o carro com gasolina e foi para casa.
Observe a tabela do consumo de Maria Júlia nesse dia:

GASTOS VALORES
Loja de roupas R$ 129,90
Restaurante R$ 55,70
Manicure (pé e mão) R$ 35,00
Estacionamento R$ 9,00
Gasolina R$ 153,40

O valor mais próximo do total gasto por Maria Júlia é:


a) R$ 390,00 c) R$ 370,00
b) R$ 380,00 d) R$ 350,00

9. Ricardo está pesquisando preço de computadores, pois pretende trocar o dele o mais breve possível. Na
loja A, o preço de um computador do qual gostou é R$ 2 890,90 e, na loja B, um de mesma marca custa
R$ 2 750,80 . Qual é o valor da diferença de preços?
a) R$ 203,10 c) R$ 140,10
b) R$ 154,80 d) R$ 130,20

10. Observe os triângulos, analise seus lados e ângulos e assinale a afirmação correta:

A B C D

a) O triângulo A é obtusângulo e equilátero.


b) O triângulo B é retângulo e isósceles.
c) O triângulo C é acutângulo e escaleno.
d) O triângulo D é acutângulo e equilátero.

11. Suponha que, em determinado período, o litro da gasolina esteja custando R$ 3,89. Um motorista
precisa encher o tanque de seu veículo com 48 litros de gasolina. Calcule quanto ele gastará e, em
seguida, faça a decomposição desse total.

12. Os sólidos geométricos representados pelas seguintes planificações são, respectivamente:

a) Pirâmide pentagonal, cubo e prisma triangular.


b) Prisma pentagonal, cubo e pirâmide triangular.
c) Prisma pentagonal, prisma triangular e pirâmide triangular.
d) Pirâmide pentagonal, prisma pentagonal e pirâmide triangular.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


13. A loteria federal paga prêmios em dinheiro para pessoas que jogam e acertam os números sorteados.
Foi pago a um ganhador da loteria federal o prêmio de R$ 252 318,00. Escreva esse valor por extenso:

 .

14. Escreva os nomes dos polígonos regulares abaixo:

                 

                          

                 

15. Um hospital tem um orçamento de R$ 2 300,00 para a compra de produtos de limpeza a cada bimestre.
Em janeiro, foi gasto o valor de R$ 1 089,90 e, em fevereiro, R$ 987,50.
Responda:
a) Qual o valor gasto no bimestre com produtos de limpeza?

 .
b) O orçamento foi suficiente para cobrir os gastos?

 .
c) Qual a diferença entre o valor do orçamento e o valor gasto?

 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


AVALIAÇÃO – UNIDADE 1 – HABILIDADES E COMENTÁRIOS

QUESTÃO 1 – HABILIDADE EF05MA08


Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com números racionais cuja
representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de zero), utilizando estratégias
diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: R$ 45,00.
R$ 20,00 1 10 3 R$ 0,25 R$ 22,50 3 2 5 R$ 45,00
R$ 20,00 1 R$ 2,50
R$ 22,50

COMENTÁRIO
Nessa atividade, o aluno deverá realizar duas multiplicações para alcançar a resposta final correta, além de
uma adição. Espera-se que ele esteja familiarizado com as operações envolvendo números decimais e as faça
corretamente. Em caso de erro na interpretação do enunciado para o primeiro cálculo, retome com o aluno a
multiplicação por 10 e o movimento da vírgula; em seguida, continue a resolução expositiva solicitando a par-
ticipação dos alunos na sequência da adição e espera-se que não haja dificuldade com ela. O último passo é a
multiplicação por 2; solicite a participação de outros alunos e permita que executem a tarefa na lousa. Aplique
atividade semelhante após essa aula, para observar se o objetivo foi alcançado.

QUESTÃO 2 – HABILIDADE EF05MA08


Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com números racionais cuja
representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de zero), utilizando estratégias
diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: Cada cachorro receberá 23,5 kg.

1 4 1 6
2 1 2 23,5
2 1
2 1 8
3 0
2 3 0
0
COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno prossiga com a divisão, colocando a vírgula e continuando o cálculo da divisão do resto
para obter o quociente decimal. Em caso de erro nesse exercício, retome a divisão e proponha atividades para
praticar e aprimorar o algoritmo de divisão, bem como o cálculo mental das multiplicações que servem de base
para a divisão. Na lousa, aplique atividade de aferição da aprendizagem, individualmente ou em duplas, de forma
que o aluno realize a tarefa sem dificuldades.

QUESTÃO 3 – HABILIDADE EF05MA08


Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com números racionais cuja
representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de zero), utilizando estratégias
diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: Para cada saia, serão gastos 2,4 m de tecido.

4, 8 2
2 4 2,4
0 8
2 8
0

34 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha realizado outras divisões envolvendo números decimais, para que tenha domínio do
que fazer na resolução do problema. Em caso de erro, é provável que seja nos cálculos, e não na interpretação. No
entanto, é importante sondar qual exatamente foi o ponto de dúvida e esclarecê-lo, para, em seguida, aplicar na
lousa outras atividades de divisão e chamar os alunos, em duplas, para resolvê-las. Incentive-os a fazer atividades
também em casa, pois é um cálculo fundamental para o bom desenvolvimento da aritmética nas séries seguintes.

QUESTÃO 4 – HABILIDADE EF05MA08


Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com números racionais cuja
representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de zero), utilizando estratégias
diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: Sobrou R$ 5,81 ao final das compras.
2 3 1,95 1 3 3 4,5 1 2,89 1 3,90
3,90 1 13,5 1 2,89 1 3,90
24,19

30,00 2 24,19
5,81
COMENTÁRIO
Nessa atividade, o aluno deverá multiplicar os preços dos produtos comprados além de 1kg, adicionar todos os
valores das compras realizadas e, por fim, subtrair do total de R$ 30,00. É cobrada também a operação envolvendo
números decimais até centésimos; isso deve ser bem trabalhado para evitar erros. São vários cálculos sequenciais,
o que eleva o grau de dificuldade da atividade pois, caso o aluno erre algum dos cálculos, comprometerá todo o
resultado. Chame a atenção da turma para que realize os cálculos duas vezes, a fim de conferir se não há falhas na
resolução. Em caso de erros nessa atividade, refaça com os alunos todo o processo de resolução, detalhando os
pontos críticos das dúvidas apresentadas, antes de aplicar atividade semelhante.

QUESTÃO 5 – HABILIDADE EF05MA16


Associar figuras espaciais a suas planificações (prismas, pirâmides, cilindros e cones) e analisar, nomear e com-
parar seus atributos.
Resposta: b.

A observação dos atributos das figuras geométricas apresentadas nos leva a esta conclusão: pirâmide pentago-
nal, prisma triangular e pirâmide hexagonal.

COMENTÁRIO
Nessa atividade, é exigida a observação de formas geométricas espaciais, tendo de estabelecer a diferença en-
tre elas e nomeá-las. Para que o aluno não tenha dificuldade, é importante que conheça as características e atri-
butos de semelhanças e diferenças entre prismas e pirâmides. Toda pirâmide tem apenas uma base poligonal e
faces laterais triangulares; os prismas têm duas bases poligonais e faces laterais quadrangulares, de modo que,
se o aluno se apropriar desses conceitos, não apresentará dificuldade em diferenciar e nomear as figuras. Em
caso de erro, é importante novamente apresentar peças concretas e trabalhar suas semelhanças e diferenças
da maneira descrita acima; depois, fazer oralmente uma verificação da turma, antes de aplicar nova avaliação.

QUESTÃO 6 – HABILIDADE EF05MA01


Ler, escrever e ordenar números naturais até a ordem da centena de milhar com compreensão das principais
características do sistema de numeração decimal.

35 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Resposta: a.
O número é 704 039, pois o 7 está na 6ª ordem, na centena de milhar, e representa 700 000; o 4 está na 4ª ordem,
na unidade de milhar, e representa 4 000; o 3 está na 2ª ordem, na dezena, e representa 30 unidades; por fim, o
9 está na 1ª ordem e representa 9 unidades.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno resolva essa atividade sem apresentar dificuldades, pois a única novidade é o acréscimo
da ordem da centena de milhar; as outras já são compreendidas. Em todo caso, havendo erro, retome o assunto
utilizando o ábaco e repita oralmente as ordens e seus valores relativos, que são fixos, e forneça meios para a
prática e a fixação do assunto, a fim de que qualquer dúvida seja sanada.

QUESTÃO 7 – HABILIDADE EF05MA02


Ler, escrever e ordenar números racionais na forma decimal com compreensão das principais características do
sistema de numeração decimal, utilizando como recursos a composição e decomposição e a reta numérica.
Resposta:

0 0,2 0,3 1 1,1 1,4 2


0,1 0,5 0,7 0,8 1,3 1,5 1,8

COMENTÁRIO
Nessa atividade, o aluno deverá perceber a ordem dos números e sua sequência, de forma que, ao comparar os
valores que constam na reta, ele identifique os números que faltam e complete a reta numérica corretamente.
Em caso de erro, é relevante esclarecer a ordem dos números e propor a observação de outras sequências,
explicando os detalhes do raciocínio utilizado e resolvendo a atividade. Quanto mais familiarizado estiver com
esse tipo de exercício, mais facilidade ele terá na resolução.

QUESTÃO 8 – HABILIDADE EF05MA07


Resolver e elaborar problemas de adição e subtração com números naturais e com números racionais cuja repre-
sentação decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: b.
A soma dos valores R$ 129,90 1 R$ 55,70 1 R$ 35,00 1 R$ 9,00 1 R$ 153,40 resulta em R$ 383,00. Portanto, o
valor que mais se aproxima do resultado é R$ 380,00.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno seja capaz de realizar adições de várias parcelas envolvendo décimos e centésimos e que
faça a aproximação do valor encontrado. Em caso de erro nessa atividade é necessário que se revise a adição
de números decimais, a estrutura de ordens encaixadas e a colocação da vírgula na organização do cálculo e
que se retome a adição com reagrupamentos, fazendo resolução expositiva na lousa, de modo que o aluno
observe e confronte com o que havia feito, refletindo e corrigindo sua forma de realizar adições, para que erros
não sejam novamente cometidos.

QUESTÃO 9 – HABILIDADE EF05MA07


Resolver e elaborar problemas de adição e subtração com números naturais e com números racionais cuja repre-
sentação decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resposta: c.
A diferença entre os preços do computador, nas duas lojas, é de:
R$ 2 890,90 2 R$ 2 750,80 5 R$ 140,10.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno seja capaz de interpretar o enunciado e perceber que terá de realizar uma subtração. Ele já
deverá estar apto a subtrair valores envolvendo décimos e centésimos, não tendo dificuldades para encontrar a res-
posta correta. No entanto, em caso de erros, verifique exatamente onde há dúvida e que ponto precisa ser revisto.

36 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


QUESTÃO 10 – HABILIDADE EF05MA17
Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos, e desenhá-los utilizando
material de desenho ou tecnologias digitais.
Resposta: d.

A B C D

a) O triângulo A é obtusângulo e isósceles.


b) O triângulo B é retângulo e escaleno.
c) O triângulo C é obtusângulo e escaleno.
d) O triângulo D é acutângulo e equilátero. (Alternativa correta)

COMENTÁRIO
Ao observar os triângulos, o aluno deverá perceber que o triângulo escaleno tem os três lados diferentes, como
no caso dos polígonos B e C. O triângulo isósceles tem dois lados iguais, como podemos observar no polígono
A. Já no triângulo D, temos três lados iguais, caracterizando o triângulo equilátero.
O aluno também terá de classificar os triângulos quanto aos ângulos. Ele deve procurar um ângulo reto ou
obtuso; caso não encontre, o triângulo será acutângulo. Havendo ângulo reto, o triângulo é retângulo e, se for
encontrado um ângulo obtuso, o triângulo é obtusângulo.
Essas classificações são importantes pré-requisitos para o desenvolvimento dos conceitos de geometria. Em
caso de erro, o assunto deve ser retomado com detalhamento das formas de identificação descritas acima e
devem ser fornecidos meios para praticar e fixar o conteúdo, antes que se aplique outra atividade.

QUESTÃO 11 – HABILIDADE EF05MA02


Ler, escrever e ordenar números racionais na forma decimal com compreensão das principais características do
sistema de numeração decimal, utilizando, como recursos, a composição e decomposição e a reta numérica.
Resposta: Valor a ser gasto: R$ 3,89 3 48 = R$ 186,72
Decomposição: R$ 100,00 + 80,00 + 6,00 + 0,70 + 0,02
Como R$ 186,72 se refere a valor monetário, a decomposição envolve centavos; porém, a decomposição sem
eles também é aceitável: 100 + 80 + 6 + 0,70 + 0,02.

COMENTÁRIO
É cobrada nessa atividade a decomposição da parte decimal, que envolve valores após a vírgula e compreende
décimos e centésimos. O aluno deverá estar familiarizado com esse tipo de decomposição; caso contrário, ele
não saberá o que fazer com os valores após a vírgula. Em caso de erro, volte à explicação com ábaco aberto,
incluindo décimos e centésimos, para que o aluno possa observar a decomposição de forma ampla; então,
aplique novamente a atividade. (Sugestão: use a parte de trás do ábaco aberto e faça as marcações de centena,
dezena, unidade, décimo e centésimo, incluindo a vírgula na legenda, de forma que possa usar os dois lados,
um só para os valores inteiros e outro para os decimais.)

QUESTÃO 12 – HABILIDADE EF05MA16


Associar figuras espaciais a suas planificações (prismas, pirâmides, cilindros e cones) e analisar, nomear e com-
parar seus atributos.
Resposta: a.

37 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


A observação das imagens já permite chegar à resposta, pois a primeira delas tem uma face pentagonal e as
outras faces triangulares, o que é uma característica das pirâmides. A outra imagem, que é a planificação do
cubo, tem 6 quadrados; e a terceira tem duas faces triangulares, que são duas bases de um prisma, e três faces
quadrangulares, que são as faces laterais, também característica dos prismas.

COMENTÁRIO
Para que o aluno esteja apto a resolver esse exercício, deverá estar familiarizado com as planificações de prismas e pirâmi-
des por meio de atividades que permitam a montagem e desmontagem desses sólidos, bem como o trabalho com os
contornos das suas faces. Em caso de erro, retome esse tipo de atividade com os alunos que apresentarem dificuldade.

QUESTÃO 13 – HABILIDADE EF05MA01


Ler, escrever e ordenar números naturais até a ordem da centena de milhar com compreensão das principais
características do sistema de numeração decimal.
Resposta: Duzentos e cinquenta e dois mil, trezentos e dezoito reais.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno não tenha dificuldade para escrever o número por extenso, mas, em caso de erro, é
importante fornecer meios para o aluno praticar a escrita de números, pois é imprescindível que ele seja
capaz de fazê-lo.

QUESTÃO 14 – HABILIDADE EF05MA17


Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos, e desenhá-los utilizando
material de desenho ou tecnologias digitais.
Resposta:

  Triângulo    Quadrado    Pentágono    Hexágono    Heptágono 

  Octógono    Eneágono  
Para realizar esse exercício, o aluno deverá contar o número de lados de cada polígono para que possa diferen-
ciar um do outro e nomeá-los.

COMENTÁRIO
Espera-se que, ao ser trabalhado o assunto, seja utilizado todo esse vocabulário para que o aluno esteja apto a
escrever e a lembrar dos nomes dos polígonos que são exigidos nessa atividade. Em caso de erro, faça a retoma-
da de conteúdos e atividades orais de nomeação dos polígonos, até que isso se torne comum para os alunos; a
prática da escrita e a repetição dessa atividade também ajudarão na memorização.

QUESTÃO 15 – HABILIDADE EF05MA07


Resolver e elaborar problemas de adição e subtração com números naturais e com números racionais cuja repre-
sentação decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Respostas:
a) 1 089,90 1 987,50 5 2 077,40. O valor gasto foi de R$ 2 077,40.
b) Como o valor é menor que R$ 2 300,00, concluímos que o orçamento foi suficiente e com sobra.
c) 2 300 – 2 077,40 5 222,60. A diferença foi de R$ 222,60.

38 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno interprete com tranquilidade o enunciado e saiba o que fazer na resolução da atividade
porém, caso erre nos cálculos, é necessário que sejam retrabalhadas a adição e a subtração com reagrupamen-
to, para que o aluno fixe esse tipo de operação e possa refazer a atividade com sucesso.

39 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Ficha de acompanhamento da avaliação Objetivos de ensino e aprendizagem
Unidade 1 – 5o ano Habilidades avaliadas em cada questão
No Nome do aluno Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14 Q15
1
2
3
4
5
6

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Grade de correção:
A – Objetivo alcançado P – Objetivo parcialmente alcançado N – Objetivo não alcançado

40 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA AVALIAÇÃO


Ficha de acompanhamento bimestral – 5o ano – Unidade 1

Alunos
Referência
Comportamentos
(Habilidade)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Lê, escreve e ordena números naturais até a ordem da


EF05MA01 centena de milhar com compreensão das principais
características do sistema de numeração decimal.

Lê, escreve e ordena números racionais na forma decimal

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


com compreensão das principais características do sistema
EF05MA02
de numeração decimal, utilizando recursos como a
composição e decomposição e a reta numérica.
Resolve e elabora problemas de adição e subtração com
números naturais e com números racionais cuja representação
EF05MA07
decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo
por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
Resolve e elabora problemas de multiplicação e divisão com
números naturais e com números racionais cuja representação
EF05MA08 decimal seja finita (com multiplicador ou divisor natural e
diferente de zero), utilizando estratégias diversas, como cálculo
por estimativa, cálculo mental e algoritmos.

Associa figuras espaciais a suas planificações (prismas,


EF05MA16 pirâmides, cilindros e cones) e analisa, nomeia e compara
seus atributos.

Reconhece, nomeia e compara polígonos, considerando


EF05MA17 lados, vértices e ângulos, e os desenha utilizando material de
desenho ou tecnologias digitais.

Preenchimento da ficha:   A – O aluno alcançou satisfatoriamente o objetivo.


P – O aluno alcançou parcialmente o objetivo.
N – O aluno não alcançou o objetivo.

41 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO BIMESTRAL


MATEMÁTICA
5 oano
2º BIMESTRE
PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL | 5º ANO
2o BIMESTRE
Procedimentos
Objetivos de Objetos de Recursos e gestão de
Conteúdos Habilidades de ensino e Formas de avaliação
aprendizagem conhecimento sala de aula
aprendizagem
1. Identificar as • Plano cartesiano: (EF05MA14) Utilizar Sistema • Folha quadriculada • O processo avaliativo deve
Geometria
diferentes coordenadas e compreender Cartesiano – SD • “GeoGebra”. Disponível ocorrer com trocas de
• Coordenadas
coordenadas do cartesianas (1o diferentes 4 – 5o Ano em: <https://www. experiências, registros diários e
cartesianas

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


plano cartesiano. quadrante) e representações para geogebra.org/classic>. observações.
• Ampliação e
2. Localizar pontos representação de localizar objetos Acesso em: 13 fev. • A avaliação deve ocorrer por
redução
por meio das deslocamentos no no plano, como 2018. meio de diagnóstico, tanto
coordenadas plano cartesiano mapas, células em • “Como Jogar Batalha interventivo como contínuo.
cartesianas. • Ampliação e planilhas eletrônicas Naval”. Disponível em: • A avaliação deve se dar por
3. Compreender redução de e coordenadas <https://pt.wikihow. meio de registros escritos (em
que a ordem figuras poligonais geográficas, a fim com/Jogar-Batalha- grupo ou individualmente), na
dos números em malhas de desenvolver as Naval>. Acesso em: 13 forma de prova (ver Proposta
influencia na quadriculadas: primeiras noções fev. 2018. de acompanhamento da
localização do reconhecimento de coordenadas aprendizagem), relatórios, trabalhos
ponto no plano da congruência cartesianas. (ver Sequências didáticas) e
cartesiano. dos ângulos e da (EF05MA15) projetos (ver Projeto integrador).
4. Representar no proporcionalidade Interpretar, descrever O que é essencial para seguir
plano cartesiano dos lados e representar a em frente:
pontos por correspondentes localização ou Os alunos devem atingir ao
meio das movimentação de menos parcialmente os objetivos:
coordenadas. objetos no plano 1. Localizar pontos por meio de
5. Descrever cartesiano (1o coordenadas cartesianas.
deslocamentos quadrante), utilizando 2. Compreender que a ordem
e localização coordenadas dos números influencia na
de pessoas cartesianas e localização do ponto no plano
e de objetos indicando mudanças cartesiano.
usando o plano de direção e de 3. Representar no plano
cartesiano. sentido e giros. cartesiano pontos por meio
das coordenadas.
43 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL
6. Aplicar a técnica (EF05MA18) 4. Aplicar a técnica de ampliação
de ampliação Reconhecer a e redução de imagens em
e redução congruência malha quadriculada.
de imagens dos ângulos e a 5. Identificar a congruência dos
em malha proporcionalidade ângulos em figuras ampliadas
quadriculada. entre os lados ou reduzidas na malha
7. Identificar a correspondentes de quadriculada.
congruência figuras poligonais 6. Verificar a proporcionalidade
dos ângulos em em situações de entre os lados em figuras
figuras ampliadas ampliação e de ampliadas ou reduzidas na

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


ou reduzidas redução em malhas malha quadriculada.
na malha quadriculadas e Caso os objetivos não sejam
quadriculada. usando tecnologias parcialmente alcançados, será
8. Verificar a digitais. interessante indicar a resolução
proporcionalidade de atividades extras (ver
entre os lados em Atividades complementares).
figuras ampliadas
ou reduzidas
na malha
quadriculada.
9. Ampliar e reduzir
figuras na malha
quadriculada.

44 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Entender • Representação (EF05MA03) Frações – SD 5 – • Jogo das frações • O processo avaliativo deve
Frações
o conceito fracionária dos Identificar e 5o Ano • Calculadora ocorrer com trocas de
• Frações de um
de frações, números racionais: representar frações • Papel colorido experiências, registros diários e
inteiro
associando à reconhecimento, (menores e maiores observações.
• Frações
ideia de divisão significados, leitura que a unidade), • A avaliação deve ocorrer por
de uma
ou de parte de e representação associando-as ao meio de diagnóstico, tanto
quantidade
um todo. na reta numérica resultado de uma interventivo como contínuo.
• Frações
2. Identificar e • Comparação e divisão ou à ideia • A avaliação deve se dar por
equivalentes
representar ordenação de de parte de um meio de registros escritos (em
• Frações
frações menores números racionais todo, utilizando a grupo ou individualmente), na

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


maiores ou
e maiores do na representação reta numérica como forma de prova (ver Proposta
iguais ao
que a unidade. decimal e na recurso. de acompanhamento da
inteiro
3. Ler e escrever fracionária (EF05MA04) aprendizagem), relatórios,
• Porcentagem
por extenso e utilizando a noção Identificar frações trabalhos (ver Sequências
• Frações,
com algarismos de equivalência equivalentes. didáticas) e projetos (ver
decimais e
os números • Cálculo de (EF05MA05) Projeto integrador).
porcentagem
racionais. porcentagens e Comparar e O que é essencial para seguir em
4. Representar representação ordenar números frente:
números racionais fracionária racionais positivos Os alunos devem atingir ao
na reta numérica. • Problemas: adição (representações menos parcialmente os objetivos:
5. Ler e identificar e subtração de fracionária e decimal), 1. Entender o conceito de
frações números naturais relacionando-os frações, associando à ideia de
equivalentes. e números a pontos na reta divisão ou de parte de um
6. Relacionar racionais cuja numérica. todo.
números representação (EF05MA06) 2. Identificar e representar
racionais com decimal seja finita Associar as frações menores e maiores do
números • Problemas: representações que a unidade.
decimais. multiplicação 10%, 25%, 50%, 3. Ler e identificar frações
7. Resolver e divisão de 75% e 100%, equivalentes.
situações- números racionais, respectivamente, 4. Relacionar porcentagem com
-problema cuja representação à décima parte, representações fracionárias e
com números decimal seja finita, à quarta parte, decimais.
racionais e por números à metade, a três Caso os objetivos não sejam
decimais. naturais quartos e a um parcialmente alcançados, será

45 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


8. Utilizar o inteiro, para calcular interessante indicar a resolução
cálculo mental porcentagens, de atividades extras (ver
e estimativas utilizando estratégias Atividades complementares).
como pessoais, cálculo
procedimentos mental e calculadora,
para resolver em contextos de
problemas educação financeira,
usando entre outros.
números
racionais.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


9. Relacionar
porcentagem a
representações
fracionárias e
decimais.
10. Calcular
porcentagens
utilizando
estratégias
pessoais.
11. Ler e escrever
porcentagem
na forma
de número
decimal e vice-
-versa.
12. Resolver
situações-
-problema com
porcentagem.

46 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Utilizar unidades • Medidas de (EF05MA19) Medidas – SD 6 – • Trena • O processo avaliativo deve
Medidas
de medida comprimento, Resolver e elaborar 5o Ano • Fita métrica ocorrer com trocas de
• Convertendo
padronizadas área, massa, problemas • Réguas experiências, registros diários e
medidas de
como tempo, envolvendo medidas • Balanças observações.
comprimento
quilômetro, temperatura das grandezas • Litros • A avaliação deve ocorrer por
• Convertendo
metro, e capacidade: comprimento, área, • Recipientes de meio de diagnóstico, tanto
medidas de
centímetro e utilização massa, tempo, líquidos interventivo como contínuo.
massa
milímetro. de unidades temperatura • “Grandezas e medidas: • A avaliação deve se dar por
• Convertendo
2. Utilizar convencionais e capacidade, sistema métrico meio de registros escritos (em
medidas de
unidades e relações entre efetuando decimal”, disponível grupo ou individualmente), na

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


capacidade
de medida as unidades de transformações entre em: <https://www. forma de prova (ver Proposta
padronizadas medida mais as unidades mais youtube.com/ de acompanhamento da
como tonelada, usuais usuais em contextos channel/ aprendizagem), relatórios,
quilograma, socioculturais. UCbEiQ5jABbu trabalhos (ver Sequências
grama e Uk9FIOrx4Wbg/ didáticas) e projetos (ver Projeto
miligrama. search?query= integrador).
3. Utilizar unidades grandezas+ O que é essencial para seguir em
de medida e+medidas>. frente:
padronizadas • Vídeo: “Medidas Os alunos devem atingir
como litro e de Capacidade”. ao menos parcialmente os
mililitro. Disponível em: objetivos:
4. Converter em <https://www. 1. Converter em múltiplos e
múltiplos e youtube.com/user/ submúltiplos as medidas
submúltiplos redessociaisarbos/ de comprimento, massa e
as medidas de featured>. Acesso em: capacidade.
comprimento, 13 fev. 2018. 2. Estimar, medir e comparar
massa e medidas de comprimento,
capacidade. massa e capacidade.
5. Estimar, medir 3. Resolver situações-problema
e comparar que envolvam os conceitos
medidas de de comprimento, massa e
comprimento, capacidade.
massa e Caso os objetivos não sejam
capacidade. parcialmente alcançados, será

47 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


6. Resolver interessante indicar a resolução
situações- de atividades extras (ver
-problema que Atividades complementares).
envolvam os
conceitos de
comprimento,
massa e
capacidade.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


48 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL
SEQUÊNCIA DIDÁTICA

5º ANO | UNIDADE 2

SEQUÊNCIA DIDÁTICA 4 – SISTEMA CARTESIANO

INTRODUÇÃO denadas cartesianas e indicando mudanças de


Criado por René Descartes, o plano carte- direção e de sentido e giros.
siano é um processo facilitador de localização,
composto de duas retas que se cruzam perpen- OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
dicularmente. A reta horizontal é chamada de Identificar as coordenadas do plano cartesia-
eixo das abscissas e a reta vertical, de eixo das no no primeiro quadrante.
ordenadas. O ponto de encontro entre as duas Localizar pontos por meio das coordenadas
retas é a origem. cartesianas.
O sistema de coordenadas cartesianas possui Compreender o registro da coordenada car-
inúmeras aplicações, como a construção de grá- tesiana, em que a ordem dos números interfere na
ficos, cartografia, localizações geográficas, pontos localização do ponto.
estratégicos de bases militares, localizações no es-
Representar, no plano cartesiano, pontos por
paço aéreo, terrestre e marítimo.
meio das coordenadas.
É interessante trabalhar o conteúdo usando a
batalha naval, um jogo de tabuleiro cujo objetivo Descrever deslocamentos e localização de
é descobrir, por meio da localização dada por uma pessoas e de objetos usando o plano cartesiano.
letra e um número, onde estão as embarcações do
OBJETO DE CONHECIMENTO
adversário.
Plano cartesiano: coordenadas cartesianas (1O
HABILIDADES quadrante) e representação de deslocamentos no
(EF05MA14) Utilizar e compreender diferen- plano cartesiano.
tes representações para localizar objetos no plano,
como mapas, células em planilhas eletrônicas e PROCEDIMENTOS E RECURSOS
coordenadas geográficas, a fim de desenvolver as • Vídeo.
primeiras noções de coordenadas cartesianas. • Papel quadriculado.
(EF05MA15) Interpretar, descrever e represen-
tar a localização ou movimentação de objetos no DURAÇÃO
plano cartesiano (1º quadrante), utilizando coor- • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Combine antecipadamente com alguns alunos uma dramatização para esta aula, de modo que este-
jam preparados para a apresentação.
Relate brevemente a história de René Descartes e solicite que os alunos deem início à dramatização.
Você já ouviu falar em René Descartes? Ele foi um físico, matemático e filósofo francês que realizou
várias contribuições importantes nessas três áreas. Ele foi tão importante que é considerado por muitos
como o fundador da filosofia moderna e o pai da matemática moderna. Descartes viveu no século XVII e,
desde criança, já mostrava bastante interesse pela matemática. Foi justamente quando criança que ele fez
uma contribuição bem importante para a matemática através de uma mosca.

49 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Quando Descartes era criança, frequentemente ficava doente. Por conta disso, quando foi para a
escola, ele ainda tinha um tratamento especial. Descartes foi para uma escola do tipo internato, onde
morava. Por sua condição física, os professores usualmente deixavam que ele ficasse na cama até
meio dia. Mas, ao contrário das outras crianças, enquanto estava deitado, Descartes ficava pensando
em matemática.
Um certo dia, Descartes notou que havia uma mosca voando no teto. Ele ficou bastante tempo
observando-a. Começou, então, a pensar em como ele poderia fazer para explicar para outra pessoa
onde a mosca estava. Seria fácil falar que ela estava no teto, mas como dizer em que local do teto ela
estava? A mosca poderia ir para o centro do teto, para uma das laterais ou para qualquer outra posição.
Se ele precisasse descrever onde a mosca estava para alguém que não a estivesse vendo, como ele
poderia fazer?
VICTOR B./ M10

2m

1m

Descartes percebeu que poderia dizer onde a mosca


estava a partir da distância entre ela e as paredes.

Foi, então, que ele teve uma ideia: ele poderia descrever a posição da mosca dizendo a que distância ela se
encontrava de cada parede do quarto. Por exemplo, estava a 1 metro de uma parede próxima à cabeceira da
cama e a 2 metros da parede próxima à lateral da cama. Com esses dois números, era possível saber exatamente
onde a mosca se encontrava. Foi assim que ele criou, nada mais nada menos, que um plano cartesiano.

Fonte: Como uma mosca ajudou a desenvolver a matemática. Disponível em: ,http://www.clickideia.
com.br/portal/conteudos/c/29/24689.. Acesso em: 7 fev. 2018.
Com o objetivo de localizar pontos num determinado plano, René Descartes criou o Sistema de
Coordenadas Cartesianas. Esse sistema é composto por duas retas perpendiculares, cujo encontro

50 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


chamamos de origem. As disposições dos eixos no plano formam quatro quadrantes, mostrados na
figura a seguir:

2o quadrante 1o quadrante

0 x
3 quadrante
o
4 quadrante
o

Cada ponto no plano pode ser representado por um par ordenado (x,y), em que x é a reta ho-
rizontal, chamada de abscissa e y é a reta vertical, chamada de ordenada. Nesse momento, vamos
trabalhar somente com o 1o quadrante.

1o quadrante

0 x

Peça para os alunos estruturarem os registros desta aula em uma folha de papel quadriculado.

AULA 2
Dê exemplos de pares numéricos que possibilitem apresentar a representação do ponto em pares or-
denados: A(0,1); B(1,2); C(3,3); D(4,0). Distribua atividades xerocopiadas com o plano cartesiano em malha
quadriculada para os alunos representarem esses pontos. Leve os alunos para a sala de informática e utilize
o software GeoGebra (disponível em: ,https://www.geogebra.org/classic.) para trabalhar a localização
de pontos no plano cartesiano.
Peça para digitarem os pontos E(2, 3), F(3, 2), G(0, 5) e H(5, 0) e questione:
1. Os pontos E e F se encontram no mesmo lugar?
2. O que aconteceu com os pontos E e F em relação ao eixo das abscissas e das ordenadas?
3. Os pontos G e H representam o mesmo ponto no plano cartesiano?
4. Qual é a diferença encontrada nos pontos G e H?
Após explorar os pontos E, F, G e H, solicite aos alunos que coloquem os pontos A, B, C e D no GeoGe-
bra e que confiram com os pontos do papel quadriculado.
Espera-se que, com esta atividade, os alunos percebam que a ordem no par ordenado é importante e
faz com que os pontos sejam diferentes, bem como tenham a percepção de que, tomando o par (x, y), o
valor de x se encontra no eixo das abscissas e o valor de y no eixo das ordenadas.
Um outro fator importante com essa atividade é fazê-los observar que, se uma das coordenadas é
zero, não há deslocamento no eixo em questão.
Proponha a atividade:

51 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


1. Observe o mapa do Brasil que está no 1o quadrante do plano cartesiano.

BRUNO S./ M10

Base cartográfica: Atlas geográfico escolar. 5. ed. Rio de janeiro: IBGE, 2009. p. 41.

a) No mapa, encontramos alguns pontos. Dê as coordenadas e o nome dos estados em que os


pontos se localizam.

Santa Catarina (4, 1); Minas Gerais (5, 2); Piauí (5,4) e Amazonas (1, 4) .
b) Localize e coloque um ponto nos estados com as seguintes coordenadas:

• (4, 4):  Pará

• (3, 3):   Mato Grosso

• (5, 3):  Bahia

• (4, 2):   São Paulo

Esta atividade tem por objetivo a fixação e a compreensão de referências e sua importância no
estudo do plano cartesiano. Por meio da observação, os alunos deverão encontrar a representação
em pares ordenados dos pontos solicitados.

AULA 3
O jogo batalha naval é muito popular há várias gerações. Ele permite entender o plano cartesiano de
forma lúdica.
Peça aos alunos que se dividam em duplas para jogar batalha naval.

52 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


1. Distribua duas cartelas para cada uma. Numa delas, o aluno irá escrever “meus navios” e na outra,
“navios inimigos”. Entregue também uma carta com legendas.
Meus Navios Navios Inimigos
J J
I I
H H
G G
F F
E E
D D
C C
B B
A A
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

1 Porta Aviões
2 Fragatas
2 Destroyers
4 Submarinos

Na cartela Meus Navios, o aluno irá colocar o contorno dos seus navios conforme a legenda e não
poderá mostrar essa cartela ao outro jogador.
Siga estas regras para determinar onde colocar os seus navios:
• Os navios podem ser colocados horizontalmente ou verticalmente, mas não na diagonal.
• O aluno deve colocar todos os cinco navios na grade.
• Todo navio deve estar completamente na grade. Nenhum navio pode estar com alguma parte
do lado de fora.
• Os navios não podem ficar sobrepostos.
• Uma vez que os navios tiverem sido colocados e o jogo começar, o aluno não pode mudá-los
de lugar novamente.
1. Cada jogador usa a cartela Navios Inimigos para manter o controle de seus “tiros”. Para dar um
tiro, escolha um quadrado sobre a grade, diga suas coordenadas de acordo com as letras e os
números.
2. Depois que o primeiro jogador anuncia onde será seu “tiro”, o segundo jogador deve verificar as
coordenadas em sua grade Meus Navios, onde estão localizados os navios. O segundo jogador,
então, deve responder (dizendo a verdade!) de uma das seguintes maneiras:
• Se o primeiro jogador acertar um quadrado vazio, sem navios, o segundo jogador deve dizer
“Água”.
• Se o primeiro jogador atingir um quadrado com um navio, o jogador 2 deve dizer “Fogo”.
3. Se um jogador erra um tiro, ele deve colocar um “x” na grade Navios Inimigos, e o segundo jo-
gador deve colocar uma bolinha na grade Meus Navios. Se o primeiro jogador acertar, ambos os
jogadores usam uma bolinha, e o segundo jogador coloca a bolinha diretamente no local onde
o navio foi acertado.
4. O aluno deve manter o controle dos acertos de seu oponente para que saiba quando um navio
for afundado.
Vence aquele que conseguir afundar todas as embarcações do adversário. (Adaptado de Como
jogar Batalha Naval. Disponível em: ,https://pt.wikihow.com/Jogar-Batalha-Naval.)

53 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Assim que os alunos concluírem a atividade, questione:

1. Quantas referências no plano vocês utilizaram para indicar cada tiro?

2. Qual a importância de se estipular uma referência-padrão?

3. O que deveria ser feito caso essas referências não tivessem sido estipuladas?

AULA 4
Providencie folha de papel quadriculado para a realização de atividades práticas com localizações
baseadas em coordenadas. Determine as coordenadas e o que deseja que seja traçado: caminhos, forma
planas, localização de um animal na floresta etc.
Proponha a seguinte atividade:

1. Mariana está saindo da escola e vai para sua casa.


VICTOR B./ M10

12
11
10
9
8
7
6
5
4
3
2
1

0 x
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

a) Escreva os pontos de partida e de chegada.

Partida: (2, 2) ; chegada: (4, 10)


b) Descreva o caminho percorrido por Mariana.

Mariana partirá do ponto (2, 2) e seguirá em frente até o ponto (5, 2). Então, virará à esquerda

e seguirá em frente até o ponto (5, 5). Nesse ponto, Mariana irá virar à direita e continuará em

frente até o ponto (7, 5). Dali, ela irá seguir até o (7, 6) e dobrará à esquerda, seguirá em frente

até o ponto (4, 6) e irá virar à direita, até chegar em sua casa no ponto (4, 10).

54 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 5 – FRAÇÕES, DECIMAIS E PORCENTAGEM

INTRODUÇÃO nando números decimais e fracionários de forma


Fração significa parte de um inteiro e está equivalente.
presente em várias situações cotidianas, como em Ler e identificar frações equivalentes.
receitas culinárias, divisão de uma pizza ou bolo, Relacionar porcentagem com representações
proporções etc. É um assunto amplo, que abrange fracionárias e resolver desafios matemáticos de
cálculo com frações, equivalência, associação com adição e subtração de números naturais e racio-
números decimais e as quatro operações. nais.
Serão apresentados não apenas os conceitos e Estruturar cálculos e interpretar problemas
partes de frações, como também cálculos variados e de adição e subtração utilizando diferentes mé-
análise de proporções. Para isso, utilizaremos aulas prá- todos de cálculo, seja mental, estimado ou com
ticas com o apoio de multimídias e materiais concretos. algoritmos.
HABILIDADES Elaborar raciocínio lógico-matemático na re-
solução de desafios que envolvam multiplicação e
(EF05MA03) Identificar e representar frações divisão com números decimais, utilizando cálculo
(menores e maiores que a unidade), associando-as mental e algoritmo.
ao resultado de uma divisão ou à ideia de parte de
um todo, utilizando a reta numérica como recurso. OBJETOS DE CONHECIMENTO
(EF05MA04) Identificar frações equivalentes. Representação fracionária dos números racio-
(EF05MA05) Comparar e ordenar números ra- nais: reconhecimento, significados, leitura e repre-
cionais positivos (representações fracionária e de- sentação na reta numérica.
cimal), relacionando-os a pontos na reta numérica. Comparação e ordenação de números racio-
(EF05MA06) Associar as representações 10%, nais na representação decimal e na fracionária uti-
25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima lizando a noção de equivalência.
parte, à quarta parte, à metade, a três quartos e a Cálculo de porcentagens e representação fra-
um inteiro, para calcular porcentagens, utilizando cionária.
estratégias pessoais, cálculo mental e calculadora,
Problemas: adição e subtração de números
em contextos de educação financeira, entre outros.
naturais e racionais cuja representação decimal
(EF05MA07) Resolver e elaborar problemas de seja finita.
adição e subtração com números naturais e com
Problemas: multiplicação e divisão de núme-
números racionais, cuja representação decimal seja
ros racionais, cuja representação decimal seja fini-
finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo
ta, por números naturais.
por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
(EF05MA08) Resolver e elaborar problemas de PROCEDIMENTOS E RECURSOS
multiplicação e divisão com números naturais e com • Atividades em duplas.
números racionais cuja representação decimal é fini-
ta (com multiplicador natural e divisor natural e dife- • Papel quadriculado.
rente de zero), utilizando estratégias diversas, como • Cartolina.
cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos. • Gincana.

OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM DURAÇÃO


Entender o conceito (divisão ou parte de um • Quatro aulas.
todo), identificar e representar frações, relacio-

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Combine previamente com duas alunas a seguinte dramatização:
Na biblioteca, duas amigas conversam sobre um livro que consideram sensacional. Ângela comenta
que o livro era tão bom que leu em dois dias a metade dele, e Caroline concorda dizendo que o livro era

55 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


3
bom mesmo, pois em dois dias havia lido 4 dele. Qual das duas amigas leu a maior parte do livro em
dois dias?
Faça uma sondagem acerca dos conhecimentos prévios dos alunos instigando refletirem sobre:
• Como vocês resolveriam essa questão?
• Como devemos comparar essas frações?
1
• O que representa metade do livro? O mesmo que 2 do livro?
Prepare previamente um quadro com as réguas de frações e as peças com imã, ou em E.V.A. no mo-
delo (Frac-soma), e folhas de papel com o quadro em branco para preenchimento e pintura – atividade
para os alunos com as réguas do 1 ao 12.
Apresente aos alunos a régua de 1 inteiro do quadro de frações e coloque-a no quadro onde será
fixada, ou em uma cartolina fixada na lousa e posteriormente na parede.
Faça a montagem do quadro com a participação dos alunos e nomeie as peças, de modo que possam
observar uma maneira de resolver o problema proposto na dramatização.

1 inteiro
1 1
2 2
1 1 1
3 3 3
1 1 1 1
4 4 4 4
1 1 1 1 1
5 5 5 5 5
1 1 1 1 1 1
6 6 6 6 6 6
1 1 1 1 1 1 1
7 7 7 7 7 7 7
1 1 1 1 1 1 1 1
8 8 8 8 8 8 8 8
1 1 1 1 1 1 1 1 1
9 9 9 9 9 9 9 9 9
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
10 10 10 10 10 10 10 10 10 10

Use o momento da montagem do quadro para sondagem e retomada do conteúdo sobre o todo
e as partes, nomeação e comparação entre frações, e finalmente lance novamente a situação-problema
dramatizada para que os alunos respondam:
3 1
Caroline leu a maior parte, pois 4 é maior que a metade, 2 .
Estimule-os a concluir a resposta por meio das peças do quadro, retirando-as e comparando-as nas
mãos ou sobre a mesa.
Parabenize os alunos ao concluírem essa etapa corretamente.

DESENVOLVIMENTO
Entregue para os alunos o quadro de frações xerocopiado e solicite que preencham com as frações
em cada parte do todo e pintem as peças usando uma única cor para as de denominador par (isso servirá
de referência ao buscarmos as frações equivalentes). Os alunos devem guardar esse quadro, pois será
reutilizado em outros momentos.
Solicite que observem o quadro e respondam:
2 1 1 1 1 2
Qual das frações é maior: 4 ou 3 , 4 ou 3 , 10 ou 5

56 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Como referência, os alunos podem utilizar o quadro pintado no caderno ou o exposto em sala de
aula, pois é uma ferramenta de comparação entre as frações.
Após essa interação, pegue a barra de 1 inteiro, ou outras peças avulsas iguais a ela, fixe-a na lousa ou
no quadro para ser preenchida com peças, formando frações maiores que o inteiro. Prepare peças avulsas
também de meios, terços, quartos etc. Siga o esquema de montagem abaixo para induzi-los a perceber
que as frações maiores que 1 inteiro têm numeradores maiores do que os denominadores:

1 inteiro 1 inteiro
1 1 1 1
2 2 2 2
1
Ao montar o esquema na lousa, coloque as peças de 2 , uma a uma, e vá contando em voz alta com
1 2 3 4 4
os alunos: 2 , 2 , 2 , 2 . Dois inteiros é o mesmo que 2 .
9
Monte esquemas semelhantes utilizando outras frações como três inteiros é o mesmo que 3 .

1 inteiro 1 inteiro 1 inteiro


1 1 1 1 1 1 1 1 1
3 3 3 3 3 3 3 3 3

Proponha as atividades:

1. Compare as frações utilizando o sinal de . e ,:

a) 2  1 .  2 1 c) 3   ,  4
4 3 4 3 8 5
b) 4   .  3 d) 1   .  1
3 4 7 8
2. Escreva as frações do quadro em ordem crescente, usando o sinal de , entre elas:
3 1 2 3 1 11 1 1 3 2 3 11
4 7 5 8 4 10 7 , 4 , 8 , 5 , 4 , 10

3. Circule as frações que representam um número maior que a unidade:

1, 3, 3, 4, 7, 8, 7, 4
2 2 4 5 2 4 8 3

4. Represente todas as partes coloridas das figuras com uma única fração:

a) b)
5
4
13
5

57 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 2
DESENVOLVIMENTO
1 2 3
Pergunte aos alunos qual das frações é maior: 2 , 4 ou 6 .
Separe do quadro de frações somente as réguas dos meios, quartos e sextos e coloque-as todas jun-
tas para que os alunos percebam a equivalência e conclua que elas representam a mesma parte do todo.
Faça na lousa um esquema, conforme modelo abaixo, e peça que eles registrem no caderno as frações,
nomeando-as como equivalentes:

1 1
2 2
1 1 1 1
4 4 4 4
1 1 1 1 1 1
6 6 6 6 6 6

Proponha a situação-problema:
Pedrinho comprou uma barra de chocolate, então seu amigo Lucas pediu para que ele a dividisse ao
meio e cada um comeria ½. Pedrinho respondeu que iria dividir o chocolate em quatro partes e cada um
comeria 2 pedaços. Então, Lucas concordou dizendo que eles comeriam a mesma quantidade de cho-
colate. Questione: Lucas estava certo ao afirmar que eles comeriam a mesma quantidade de chocolate?
A proposta inicial de Lucas era dividir o chocolate meio a meio. Utilize frações equivalentes para a
representação da divisão proposta por Lucas:

Chocolate do Pedrinho

1 1 1555525544315555255443
Pedaço do Pedrinho 5 2 Pedaço do Lucas 5 2 2 2
Pedaço do Pedrinho 4 Pedaço do Lucas 4

Divisão proposta por Lucas


Explique que uma maneira prática de encontrarmos frações equivalentes é pela multiplicação do
numerador e do denominador pelo mesmo número. Exemplo:
1
A fração original era 2 . Encontramos a fração 2/4 equivalente a ela. Note que o numerador e o denomi-
nador foram multiplicados por dois e assim chegamos a outra fração, que equivale à mesma parte do todo.
Da mesma forma, ao multiplicarmos por três o numerador e o denominador, chegamos a outra fração
1
equivalente de :
2
13 2 2 13 3 3
2 3 2 5 4       2 3 3 5 6
1
Explique que podemos obter diversas frações equivalentes à fração , basta efetuar a multiplicação
2
do numerador e denominador pelo mesmo número.
Proponha exercícios de fixação no caderno:

1. Calcule frações equivalentes completando os espaços:


1 4 1 3 3 12
a) 2 5 6 b) 4 5 12 c) 5 5
20

58 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Pinte o quadro com as frações equivalentes a:
a) 1
2

b) 1
3

3. Um bolo foi cortado em pedaços iguais. Um terço foi dado para João, dois sextos para Celso e
quatro doze avos para Luís.
a) Qual deles recebeu mais bolo? Justifique a sua resposta.

13 2 2 13 4 4 1 2 4
332 5 6 3 3 4 5 12 Logo: 3 5 6 5 12

Os três receberam a mesma quantidade, pois as três frações são equivalentes .


b) Faça a representação da situação em um desenho. (Sugestão: peça que observem a figura b)
do exercício 2 como base para o desenho.)

1 1
1 12 12
3 1 1
12 12

1
6
1
6

Aproveite o momento da correção para explorar o passo a passo da resolução, estimulando o racio-
cínio dos alunos.

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Entregue para cada aluno pedaços de papel quadriculado e proponha o desafio 1: Hoje, saí de casa
1
com R$ 16,00. Ao chegar à escola, comprei um lanche e gastei 4 dos meus R$ 16,00. Que valor gastei? 

59 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


DESENVOLVIMENTO
Peça que os alunos recortem de seus papéis quadriculados um quadrado formado por 16 quadra-
1
dinhos. Esse número representará o valor inicial do problema. Estimule que pintem 4 desses quadradi-
nhos. Como encontro a quarta parte de 16? É importante que percebam que dividirão por quatro.

1
4 de 16 5 4

Peça que redijam uma resposta para o desafio; por exemplo: gastei R$ 4,00 no meu lanche.
Proponha o desafio 2: Um padeiro retirou do forno uma assadeira com 100 pães e colocou-os à ven-
1
da. Um cliente comprou 4 deles.
Peça que os alunos recortem de seus papéis quadriculados um quadrado formado por 100 quadra-
1
dinhos. Esse número representará o valor inicial do problema. Estimule que pintem 4 dos quadradinhos.
1 25
Mostre que 4 5 100 5 25% e faça os esclarecimentos necessários.

1
4

c) Quantos pães o cliente comprou ?

25 pães .
d) Que porcentagem dos pães ele comprou?

25% .
Relacione também o desafio 2 com outras porcentagens, exemplo:
O padeiro vendeu 75% dos pães em 1 hora. Quantos pães ele vendeu? Estimule os alunos a perceber
75 3
que 75% 5 100 5 4 e desenvolva a construção da tabela de relações entre porcentagens, frações de
denominador 100 e frações simples por meio da atividade:

60 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Preencha o quadro seguindo o exemplo:

FRAÇÃO FRAÇÃO PARTES DO QUANTIDADE EM UM


PORCENTAGEM
DECIMAL SIMPLIFICADA TODO TOTAL DE 100 UNIDADES

10 1 100 ÷ 10 =10
10% Décima parte
100 10 1 parte = 10 unidades

25 1 100 ÷ 4 =25
25% Quarta parte
100 4 1 parte = 25 unidades

50 1 100 ÷ 2 =50
50% Metade
100 2 1 parte = 50 unidades

75 375 3 100 ÷ 4 =25


75% 75% 5 75 %5
5 100 Três quartos
100 4 5 4 3 partes = 75 unidades

10010 4 1 1 inteiro = 100 unidades


100% 1 inteiro
10010 5 4 5 1 1 inteiro = todas as partes

Providencie previamente calculadoras para as atividades desta aula ou peça para os alunos trazerem
de casa. O uso da calculadora irá alavancar os processos mentais e o raciocínio em relacionar decimais
com frações e porcentagem.

1
Peça aos alunos que calculem 4 de 60 unidades (60 4 4 5 15); em seguida, calculem a quarta par-
1
te de 60 e comparem os resultados. Estimule-os a perceber que 4 corresponde à quarta parte, que é o
mesmo que dividir por 4. De mesmo modo, mostre que 25% representa a quarta parte de um valor. Peça
para que calculem 25% de 60 usando o símbolo de porcentagem (60 3 25%) e sem usá-lo, e que relatem
como chegaram ao resultado. Eles deverão fazer 60 4 4 5 15, que é o mesmo que 25% de 60.

Solicite para que os alunos façam a divisão de 1 por 4 e que relacionem o resultado aos outros cál-
culos já realizados. Estimule-os a perceber que o resultado 0,25 é a forma decimal da porcentagem 25%;
1
assim sendo, como 1 4 4 5 4 5 0,25 5 25%, podemos também calcular a porcentagem de 25% multi-

plicando por 0,25 a quantidade da qual se quer extrair 25%.

Sem utilizar o símbolo de porcentagem e nem a tecla de divisão, peça aos alunos que calculem 25 %
de 60, de modo que eles utilizem a multiplicação por decimal. (60 3 0,25 5 15)

Ao efetuarem esses cálculos na calculadora, estarão ocupados em encontrar os processos e não em


realizar os cálculos, de modo a desenvolver o raciocínio. Por isso, para essa aula, é muito importante que
todos tenham uma calculadora, pois esse processo, sendo realizado individualmente, será importante
para o desenvolvimento pessoal do aluno.

Da mesma forma, repita o processo com outros exemplos, com uso de calculadora, registrando as
etapas e o resultado final.

61 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Preencha o quadro conforme o exemplo:

VALOR EM ESTRATÉGIA DE CÁLCULO ESTRATÉGIA DE ESTRATÉGIA DE


UNIDADES POR PORCENTAGEM CÁLCULO POR FRAÇÃO CÁLCULO POR DECIMAL
1
0,1
10% 10 de 50 =
50
50 x 10 % = 5 50 4 10 = 5
50 x 0,1 = 5
1 parte = 5 unidades
1
25% 4 de 40 5 0,25
40 40 3 25% = 40 4 4 = 10 40 3 0,25 =
10 unidades 1 parte = 10 unidades
10 unidades
1
50% 2 de 72 5 0,72
72 72 3 50% = 72 4 2 = 36 72 3 0,5 =
36 unidades 1 parte = 36 unidades
36 unidades
3
75% 4 de 80 5 0,75
80 80 3 75 % = 80 4 4 = 20 80 3 0,75 =
60 unidades 3 partes = 60 unidades
60 unidades
Durante a correção expositiva, peça para que os alunos expressem suas descobertas e rela-
tem os processos encontrados por meio dos cálculos realizados.
Proponha os problemas para serem resolvidos mentalmente, se possível:

1. Um atleta fez 10 saltos e errou apenas 10% deles. Quantos saltos ele acertou?

9 saltos .

2. Iraci ganhou uma caixinha com 4 doces e comeu 50% deles. Quantos ela comeu?

2 doces .

3. Cláudio colocou 48 litros de gasolina no seu carro e viajou para outra cidade. Ao chegar, observou
1
o ponteiro mostrador de gasolina indicando 4 .
a) Qual a porcentagem de gasolina que ainda está no tanque ?

25% .
b) Que fração da gasolina ele gastou?
3
Ele gastou 4 da gasolina .
c) Quantos litros ele consumiu?

48 4 4 5 12 litros 3 3 5 36 litros .

4. O salário de Elaine é de R$ 4 500,00 e 75% dele está comprometido com contas a pagar. O restante
ela poderá usar como quiser. Que valor ela tem para gastos extras?

Ela tem R$ 1 125,00 para gastos extras .

62 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 4
PROBLEMATIZAÇÃO
1 2 3 4 10
Entregue para os alunos fichas de papel-cartão cortadas com as frações decimais 10 , 10 , 10 , 10 , ..... 10

fora de ordem, e peça que se organizem numa fila em ordem crescente. Depois que formaram a fila com os
números fracionários, peça para que virem a ficha e observem o número decimal correspondente registrado
no verso dela.
Desenvolva o registro na lousa, com a participação dos alunos, utilizando a reta numerada subdividida
em inteiros e décimos e insira os números um a um, solicitando que localizem os decimais: 2,5; 4,2; 3,7; etc.

Desenvolvimento
Proponha o problema para a resolução expositiva e faça a observação durante o desenvolvimento
dos conhecimentos aplicados corretamente, dos erros frequentes, esclarecendo dúvidas e ressaltando
1
as relações entre a fração 10 e o decimal 0,1, bem como a estrutura da adição e subtração de números

decimais encaixando-se cada ordem e a vírgula.


1
A vendedora de uma papelaria abriu uma caixa com 50 canetas e vendeu para a cliente A 10 delas.
1
Para a cliente B, foram vendidas 5 das canetas.
a) Represente na reta numérica a parte da caixa de canetas vendidas para as clientes A e B em
forma de número decimal:

1 2 1 2
10 10 5 5 10 São frações equivalentes

0 0,1 0,2 1

b) Escreva em números decimais a parte das canetas vendidas às cliente A e B:

0,1 e 0,2 .
c) Que número decimal representa a parte das canetas que foram vendidas?

0,1 1 0,2 5 0,3 .


d) Qual é o número decimal que representa a parte das canetas que sobraram?

1,0 2 0,3 5 0,7 .


e) Cada caneta custou R$ 3,10. Quanto pagou a cliente A?

R$ 3,10 3 5 canetas 5 R$ 15,50


Proponha as atividades:

1. 1
Localize os números 0,2; 1,6; 2,9 e 2 na reta numerada.
1
2

0 0,2 0,5 1 1,6 2 2,9 3

63 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Compare os números e circule o maior deles em cada quadro:

a) 0,25 ou 0,5 c) 2,6 ou 0,26 e) 1,80 ou 0,18

b) 1,5 ou 5,1 d) 2,3 ou 2,29

3. Clara e Laura foram a uma feira de artesanato conhecer os produtos e tomaram um lanche. Clara
gastou R$ 16,50 na lanchonete e comprou uma lembrança para a sua mãe de R$ 9,90. Laura
comprou um quadro de azulejo por R$ 14,50 e no lanche pagou R$ 17,30.
Responda:
a) Quanto Clara e Laura gastaram em produtos de artesanato?

9,90 1 14,50 5 24,40 .


b) Que valor elas gastaram com alimentação ?

16,50 1 17,30 5 33,80 .


c) Calcule o total gasto pelas duas meninas.

24,40 1 33,80 5 58,20 .


d) Sabendo que Laura levou R$ 50,00 para o passeio, quanto ela trouxe de troco?

Laura levou R$ 50,00 e gastou R$ 31,80, ficou com R$ 18,20 de troco .

4. Clarisse vende sanduíches caseiros, cada um por R$ 4,50. Em um dia, ela vendeu 18 sanduíches.
Quanto Clarisse faturou?

R$ 4,50 x 18 5 81,00 .

64 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 6 - MEDIDAS

INTRODUÇÃO Reconhecer instrumentos utilizados para apli-


O uso de instrumentos de medida é variado cação das diferentes medidas.
em nosso cotidiano. Precisamos verificar tamanhos
de objetos, distâncias, massa e tempo percorrido. OBJETO DE CONHECIMENTO
Nesta sequência, trabalharemos as medidas Medidas de comprimento, área, massa, tem-
com suas respectivas unidades, bem como a utili- po, temperatura e capacidade: utilização de uni-
zação de instrumentos adequados para efetuá-las. dades convencionais e relações entre as unidades
Para isso, utilizaremos aulas expositivas, materiais de medida mais usuais.
concretos, bem como recursos tecnológicos.
PROCEDIMENTOS E RECURSOS
HABILIDADE • Trena.
(EF05MA19) Resolver e elaborar problemas
• Metro.
envolvendo medida das grandezas comprimen-
to, área, massa, tempo, temperatura e capacidade, • Fita métrica.
efetuando transformações entre as unidades mais • Réguas.
usuais em diferentes contextos socioculturais.
• Balanças.
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM • Litros.
Ler e interpretar problemas matemáticos que • Multimídia.
envolvam o conteúdo grandezas e medidas. • Recipientes para líquidos.
Transformar unidades de medida a partir de
cálculos. DURAÇÃO
Relacionar unidades de medida entre si. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala de aula alguns instrumentos de medida de comprimento: régua, trena e fita métrica.
Questione:
Quando utilizamos cada um destes instrumentos? O que medimos através deles? Por que tanta varie-
dade de instrumentos para a mesma medida?
Pergunte aos alunos quais instrumentos utilizamos para medir um objeto pequeno.

DESENVOLVIMENTO
Debatam sobre como as pessoas realizavam medidas antes da criação dos instrumentos. Eram usados
palmo, pé, braço etc., mas havia variações de tamanho, por isso as medidas não eram precisas.
Proporcione momentos de apropriação do assunto, medindo objetos, alunos, porta, janela, lousa, etc.
Solicite que registrem no caderno.
Peça para que os alunos utilizem outros objetos, por exemplo caderno, caneta etc., como alternativa
para a medição e comparem os resultados com os colegas e com as medidas feitas com os instrumentos
padronizados.
Estimule-os a perceber que, ao mudar o instrumento de medida, o resultado será diferente, mas, após
as devidas transformações, a medida final será a mesma.
Apresente as unidades de medida milímetros, centímetro e metro. Faça a correspondência entre elas
(100 cm 5 1 metro/1000 mm 5 1 m).
Desafie a classe a citar a unidade de medida para longas distâncias (km).
Apresente o vídeo “Grandezas e medidas: sistema métrico decimal”, disponível em: ,https://www.
youtube.com/channel/UCbEiQ5jABbuUk9FIOrx4Wbg/search?query5grandezas1e1medidas..

65 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Desenvolva com a classe o registro no caderno sobre medidas de comprimento, significado dos ter-
mos e associação entre cm, m e km, bem como suas respectivas abreviações (letras minúsculas).
Estimule a medição de objetos e pessoas, registrando no caderno.
Proponha as atividades:

1. Complete as frases com os valores corretos:

a) 125m 5   12 500  cm d) 4000cm 5  40   m

b) 600m 5  0,6   km e) 10 000 m 5  10   km

c) 1500m 5  1,5   km

2. Resolva os problemas:
a) Márcio viajou 180 km de uma cidade para outra; essa distância em metros é a mesma
que  180 
000m    .
b) Ana correu 15 000 m em uma corrida. A extensão dessa corrida é de  15 km.

AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve uma balança para a classe, ou construa uma junto com os alunos utilizando dois saquinhos
iguais e um cabide de plástico que tenha ganchos nas extremidades. Coloque objetos nos saquinhos e
compare a massa deles, verificando qual é o mais pesado.
Desafie os alunos a ordenar as massas de 5 objetos utilizando a balança de cabide. Exemplo: 1 cader-
no, 1 livro, 1 caixa de lápis de cor, 1 borracha e 1 estojo.
Questione:
• Qual é a utilidade desse instrumento?
• Vocês têm algum tipo de balança em casa? Para que ela serve?
Apresente imagens de balanças de diferentes tamanhos e pergunte para que precisamos delas (para
medirmos alimentos fracionados, pacote de arroz, massa do corpo humano, peso de um veículo etc.)

DESENVOLVIMENTO
Associe as diferentes unidades de medida de massa a produtos e objetos a serem medidos. Exemplo:
grama (g) a produtos com menos de 1 kg; quilograma (kg) a saco de arroz, pessoas, melancia; tonelada (t)
a grandes animais (elefante, rinoceronte) e a meios de transporte (caminhões, navios, aviões).
Mostre a relação entre as unidades de medida de massa.
1 kg 5 1 000 gramas
1 t 5 1000 kg
Durante o desenvolvimento da aula, estruture o registro coletivo no caderno.
Proponha as atividades:

1. Claudia foi ao supermercado e comprou 300 g de carne, 500 g de queijo, 5 kg de arroz, 1 kg de feijão
e 1 kg de farinha de trigo. Colocou todos os itens em uma sacola para levar para casa. Qual a massa,
em gramas, da sacola que Claudia teve que carregar?

7 800 g .

66 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Pedro estava com 91,3 kg e precisou fazer dieta para regularizar o colesterol. Quando terminou a
dieta e foi liberado pelo médico, estava com 79,8 kg. Qual a massa, em kg, que Pedro conseguiu
eliminar?

11,5 kg .

3. Um elefante do zoológico foi pesado durante uma consulta com o veterinário e a massa registrada
foi de 5,2 t. Na pesagem anterior, a medida de sua massa foi de 5 300 kg.
a) Qual a diferença entre as massas obtidas nas duas consultas?

100 kg .
b) O elefante engordou ou emagreceu?

Emagreceu .

Proponha para casa outras atividades de aprofundamento.

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para sala de aula uma garrafa de água, caixa de suco, de molho ou qualquer outro recipiente
com líquido, jarras e outros medidores menores.
Debata com os alunos: o que há em comum entre o conteúdo desses vasilhames? (São líquidos).
Como podemos medir a quantidade dos líquidos?

DESENVOLVIMENTO
Apresente o vídeo “Medidas de capacidade”, disponível em: ,https://www.youtube.com/channel/
UC-_-tQd-M4zNDSIErUfr-Jg/search?query5capacidade..
Desenvolva com a classe um registro coletivo no caderno sobre medida de capacidade:
Material a ser medido (líquido), exemplos (suco, água, gasolina, álcool), unidade de medida (mililitro
e litro) com suas abreviaturas (mL e L), a correspondência entre as unidades de medida (1 L 5 1000 mL)
e os diferentes recipientes utilizados para armazenar os vários tipos de líquido (garrafa, copo, caixa, balde,
galão, entre outros).
Explore a correspondência entre as quantidades de mL e a formação do litro.
Utilize jarras, copos e garrafas para compor essas relações com os alunos. Convide-os a completar
uma garrafa, por exemplo, de 1 L usando 5 copinhos de 200 mL etc.
1 L 5 500 mL 1 500 mL
1 L 5 250 mL 1 250 mL 1 250 mL 1 250 mL
1 L 5 200 mL 1 200 mL 1 200 mL 1 200 mL 1 200 mL
1 L 5 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL 1 100 mL
Estimule o cálculo mental, bem como a leitura atenta e a interpretação dos desafios com atividades
de fixação no caderno.
Proponha as atividades:

1. Em uma festa de aniversário, foram consumidos 156 copos de suco de 200 mL e 100 copos de
refrigerante de 220 mL. Além disso, foram consumidas 15 garrafas de 1,5 L. Qual o total, em litros, das
bebidas consumidas?

75,7 L .

67 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Para fazer uma receita, dona Ceci utiliza 250 mL de leite. Quantas receitas ela pode fazer com 1 L de leite?

4 receitas. .

3. Em uma lanchonete, em um dia, venderam-se 18 copos de 200 mL e 13 copos de 300 mL de suco


natural.
a) Quantos litros de suco foram vendidos?

7,5 L .
b) Cada copo de 300 mL custa R$ 6,50. Quanto a lanchonete faturou com a venda desses sucos?

R$ 84,50  .

AULA 4
Separe a turma em grupos e entregue uma minilousa ou prancheta com folhas de papel para regis-
trarem suas respostas e cálculos.
Proponha as perguntas abaixo e outras para que resolvam em um tempo determinado. Ao ouvirem
o alarme, todos deverão parar e mostrar a resposta registrada.
O ideal é que estas perguntas sejam xerocopiadas antecipadamente e entregues na hora da gincana,
ou escritas na lousa uma a uma durante a atividade.

1. Quantos copos de 200 mL têm em 3 L de suco?

15 copos .

2. Marcelo e um amigo tomaram 1 garrafa de 2 L de água inteira. Quantos copos de 250 mL eles
tomaram?

8 copos .

3. Para encher um galão de 20 L de água, são necessários quantos copos de 250 mL?

80 copos .

4. Complete as lacunas:

a) 100 L 5   100 000  mL

b)  200 mL 5 0,2 L

c)   1 500  mL 5 1,5 L

d)   1 000  mL 5 1 L

5. Sérgio gastou 32 L de água para tomar banho e Marco gastou 50 000 mL para lavar o carro. Qual
dos dois gastou menos água?

Sérgio .

68 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


ATIVIDADES COMPLEMENTARES
5O ANO | UNIDADE 2
1. A figura 1 mostra a posição dos alunos na quadra para jogar basquete, e a figura 2 indica a localização
deles no plano cartesiano.

Figura 1 Figura 2
13
12
11
Armador 10
Ala-armador 9
8
Pivô 7
6
5
Ala 4
Ala-pivô 3
2
1
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

a) Observe a figura 2 e escreva a localização dos jogadores:

• Ala-armador 5   (2, 9)   .

• Pivô 5   (7, 8)   .

• Ala-pivô 5   (3, 2)   .

• Ala 5   (9, 4)   .


b) O armador está localizado no ponto (5, 11). Faça uma marca na figura 2 para indicar onde ele está.

69 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


2. João está indo ao posto de gasolina abastecer seu carro. Usando coordenadas, descreva o percurso que
ele terá de fazer para chegar ao posto.

VICTOR B./M10
O carro inicia o trajeto no ponto (1, 7), segue em frente até o ponto (2, 7) e vira à direita, indo

até o ponto (2, 3). Então, vira à esquerda e segue até o ponto (5, 3), onde vira à esquerda novamente e

vai até o ponto (5, 9). Nesse local, ele vira à direita e segue em frente até o ponto (8, 9), chegando

finalmente ao posto de gasolina .

3. Observe as figuras e responda:


ALEXANDRE R../ M10

A A

a) Qual é a escala de ampliação da figura?

A escala de ampliação é de 1 : 2 .

70 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


b) Meça os ângulos da orelha e da patinha do gato menor e do maior, indicados com as letras A e B, e
responda: há alguma alteração nas medidas desses ângulos? Explique.

Não há diferença nas medidas dos ângulos, pois eles se mantêm iguais mesmo após a ampliação ou

redução da figura .
c) Qual é a área, em quadradinhos, ocupada pela figura menor e a ocupada pela figura ampliada?
Desconsidere o rabo do gato.

Figura menor: 19,5 quadradinhos .

Figura ampliada: 78 quadradinhos .


d) Quantas vezes a área da figura ampliada aumentou em relação à da menor?

4 vezes .

4. No final do ano, 3 turmas da escola se juntaram para uma apresentação. A turma A tem 24 alunos e 2/3
deles irão se vestir de amarelo; a B tem 22 alunos, dos quais ½ vai de azul; a C tem 25, dos quais 3/5 se
vestirão de verde.
a) Quantos alunos vão se apresentar ao todo?

24 1 22 1 25 5 71 alunos .
b) Quantos irão se vestir de amarelo?

16 alunos .
c) Quantos de azul?

11 alunos .
d) Quantos alunos se vestirão de verde?

15 alunos .
e) Quantos não usarão as cores amarelo, azul e verde?

71 2 42 5 29 alunos .

5. Vovó deu de presente para Vítor e Lucas um pacotinho com 60 figurinhas. Deu 3/10 para Vítor e 9/30
para Lucas.
a) Quantas figurinhas Vítor ganhou?

18 figurinhas .
b) Vovó deu quantas figurinhas para Lucas?

18 figurinhas .
c) Quem ganhou mais figurinhas?

Os dois ganharam a mesma quantidade .

71 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


6. Para comemorar seu aniversário, Susi chamou algumas amigas para lanchar. Ela comprou quatro pizzas,
cada uma dividida em 8 pedaços, e três litros de suco, distribuídos em copos de 200 mL. No final do
lanche, sobraram 5 fatias de pizza e 3 copos de suco.
a) Pinte, no desenho, os pedaços de pizza e as partes das caixas de suco que foram consumidos
durante o aniversário.

Pizzas Sucos
b) Escreva, em número misto, a fração das pizzas que as amigas comeram.
3
38

c) Utilizando fração imprópria, escreva a fração dos sucos consumidos.
12
5 

7. Efetue as divisões para encontrar o valor decimal, a fração e a porcentagem.


60
100 ; 60%
a) 3 4 5 5   0,6;   
50
100
b) 4 4 8 5   0,5;    ; 50%
25
100 ; 25%
c) 8 4 32 5   0,25;   
30
100 ; 30%
d) 9 4 30 5   0,3;   

8. No projeto Horta Comunitária, os alunos estão ajudando a comunidade a plantar mudas. Eles se
organizaram em 4 grupos. As imagens abaixo representam as hortas que cada grupo ajudou a fazer.
a) Represente, em forma de fração e de porcentagem, a parte pintada de cada figura:

Grupo A Grupo B Grupo C Grupo D


25
100 5 25%
Grupo A:     .
38
100 5 38%
Grupo B:     .
50
100 5 50%
Grupo C:     .
40
100 5 40%
Grupo D:     .

72 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


b) Qual grupo plantou mais?

Grupo C .
c) Qual plantou menos?

Grupo A .

9. Roberto é um ciclista que treina todos os dias para competir em campeonatos. A figura abaixo
representa um de seus treinos, em que ele já andou 4,5 km e ainda terá de andar 2 km. Ele percorrerá
essa distância nos outros dias.
a) Represente, na reta, a distância que Roberto percorrerá, sabendo que é a mesma em todos os dias
de treino.
VICTOR B./M10

b) Quantos metros Roberto percorrerá até o 3o dia?

19 500 metros .

73 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


AVALIAÇÃO – UNIDADE 2 – 5º ANO
1. 2
Observe o quadro de frações e encontre uma fração equivalente a 6 .

1 inteiro
1 1
2 2
1 1 1
3 3 3
1 1 1 1
4 4 4 4
1 1 1 1 1
5 5 5 5 5
1 1 1 1 1 1
6 6 6 6 6 6

Que fração é essa?

2. Dona Marisa foi à feira e comprou frutas e vegetais. As frutas foram 1,8 kg de laranja, 1,5 kg de maçã, 500 g
de uva e 600 g de pêssego; os vegetais: 2,3 kg de batata, 1,7 kg de cenoura e 300 g de beterraba.
Com base nessas informações, complete o quadro:
FRUTAS E VEGETAIS MASSA EM QUILOGRAMAS (KG) MASSA EM GRAMAS (G)

LARANJA 1,8

MAÇÃ 1,5

PÊSSEGO 600

UVA 500

BATATA 2,3 2 300

CENOURA 1,7

BETERRABA 300

MASSA TOTAL DE FRUTAS

MASSA TOTAL DE VEGETAIS

3. 1
Valdir é dono de uma lanchonete e vendeu, em um dia, 18 litros de suco; destes, 4 foi de suco de uva,
2
de laranja e o restante de outros sabores.
3
a) Quantos litros de suco de uva Valdir vendeu?

 .
b) De suco de laranja, quanto ele vendeu nesse dia?

 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


c) Quantos mililitros ele vendeu do suco de outros sabores?

 .

4. Simone faz bolos caseiros para vender. Ela cobra R$ 24,80 por bolo. Se a pessoa comprar dois, o segundo
sai pela metade do preço.
a) Que porcentagem de desconto ela está dando no segundo bolo?

 .
b) Quantos reais custará o segundo bolo?

 .
c) Quanto custará cada bolo, caso seja comprado o segundo?

 .

5. Observe a figura, analise as afirmações e assinale :

P Q
P Q
   
P Q
V R    
V R  V R  
U S U S U S

T
T
T

I. Os ângulos relativos aos vértices P, P’ e P” são retos, ou seja, medem 90°.


II. Os ângulos relativos aos vértices U, U’ e U” são obtusos.
III. O padrão de redução da figura maior para a menor é de 3 : 1.
IV. A redução proporcional da medida dos lados não altera os ângulos nas três figuras.
As afirmações corretas são:
a) I e II
b) I e III
c) I, II e III
d) I, III e IV

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


6. Observe o quadro para comparar as frações e escreva-as em ordem crescente nos espaços:

1 inteiro
1 1
2 2
1 1 1
3 3 3
1 1 1 1
4 4 4 4
1 1 1 1 1
5 5 5 5 5
1 1 1 1 1 1
6 6 6 6 6 6
1 1 1 1 1 1 1 1
8 8 8 8 8 8 8 8

2, 3, 2, 2, 1, 1
3 4 6 5 8 2

    ,     ,     ,     ,     ,    

7. Dê a localização dos pontos, utilizando coordenadas, de acordo com a legenda:

VICTOR B./M10

REFERÊNCIA LOCALIZAÇÃO
(1,6)

Prefeitura

(5,3)

Supermercado

(12,1)

Farmácia

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


8. Observe a planilha e a localização das células, de acordo com o exemplo.

A B C D E F G H
1 A1
2
3
4
5 B5
6
7
8
9
10
11
12
13

Assinale a alternativa correta:


a) As células de cor lilás estão nas posições B2, C8, F6 e G9.
b) As células de cor roxa estão nas posições A3, A4 e A5.
c) As células de cor verde estão nas posições B5, C6 e D7.
d) As células de cor amarela estão nas posições A11, E5 e F10.

9. Escreva nos espaços a fração e a porcentagem representadas na parte colorida das figuras:

Figura A Figura B Figura C

10. Escreva nos espaços as frações correspondentes e assinale a alternativa que as apresenta na ordem
crescente:

0 A 1

0 B 1

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


0 C 1

0 1 D 2

0 1 E 2

1 3 5 4 3 3 5 1 4 3
a) 4 , 10 , 6 , 3 , 2 c) 10 , 6 , 4 , 3 , 4

1 4 4 3 3 1 4 1 4 3
b) 4 , 5 , 6 , 4 , 2 d) 9 , 6 , 4 , 3 , 2

11. Observe as figuras e assinale a alternativa correta:

Figura A Figura B Figura C

a) A figura A representa o número decimal 1,5; a B, o número decimal 2,5; a C, o número decimal 1,25.
b) A figura A representa o número decimal 1,2; a B, o número decimal 2,25; a C, o número decimal 1,25.
c) A figura A representa o número decimal 1,5; a B, o número decimal 2,25; a C, o número decimal 2,5.
d) A figura A representa o número decimal 1,25; a B, o número decimal 2,5; a C, o número decimal 1,1.
3 1
12. As frações 5 e 10 representam que capacidade da jarra em litros ?
NATHALIA S./M10

1L
800 mL
600 mL
400 mL
200 mL

a) 0,3 L e 0,1 L
b) 0,5 L e 0,2 L
c) 0,6 L e 0,2 L
d) 0,6 L e 0,1 L

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


13. Maria fez um plano de 50 GB (50 gigabytes) de internet e está acompanhando o uso dos dados de seu
aparelho celular. Lá é apresentada uma barra e uma porcentagem que representam o uso de internet.
Observe a figura e responda:

NATHALIA S./M10
ACOMPANHAMENTO DO USO DA INTERNET

Maria:

Internet

75% utilizados Plano


50 GB

a) Escreva duas frações equivalentes que representam os gigabytes utilizados:

 .
b) Quantos GB Maria já utilizou?

 .

14. Antônio comprou uma calça no valor de R$ 140,00 e, na hora de pagar, anunciaram um desconto de 10%
no pagamento em dinheiro. Antônio fez essa opção e acabou pagando menos pela calça.

10%
NATHALIA S./M10

DE DESCONTO
Responda:
a) O desconto recebido por Antônio representa que fração do total da calça?

 .
b) Quanto ele pagou?

 .

15. Dona Tereza vende pedaços de tortas salgadas e cobra R$ 80,00 o quilograma da unidade. Sabendo que a
torta representada abaixo pesa 3 kg, o valor arrecadado com as fatias depende da fração em que é cortada.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Assinale a alternativa correta:

VICTOR B./M10
1
a) 4 dessa torta custa R$ 20,00.
1
b) 2 dessa torta custa R$ 150,00.
1
c) 6 dessa torta custa R$ 40,00.
1
d) 8 dessa torta custa R$ 36,00.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


AVALIAÇÃO – UNIDADE 2 – HABILIDADES E COMENTÁRIOS

QUESTÃO 1 – HABILIDADE EF05MA04


Identificar frações equivalentes.
1
Resposta: 3 .
1 2 2
No quadro das frações, observamos que duas peças de 6 formam 6 e podemos alinhar esse quadro de 6
1
com uma peça de 3 , conforme a ilustração:

1 inteiro
1 1
2 2
1 1 1
3 3 3
1 1 1 1
4 4 4 4
1 1 1 1 1
5 5 5 5 5
1 1 1 1 1 1
6 6 6 6 6 6

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno trabalhe com esse quadro comparativo de frações antecipadamente, a fim de que não
tenha dificuldades em encontrar as frações equivalentes e em fazer comparações entre elas. Em caso de erro,
realize com o aluno a montagem desse quadro usando peças concretas e esclarecendo a correspondência en-
tre as frações equivalentes, de modo que o próprio aluno perceba as relações e exemplifique oralmente outras
frações equivalentes. Forneça meios para treino e aplique novamente a atividade.

QUESTÃO 2 – HABILIDADE EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, temperatu-
ra e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta:
MASSA EM MASSA EM
FRUTAS E VEGETAIS
QUILOGRAMAS (KG) GRAMAS (G)
LARANJA 1,8 1 800
MAÇÃ 1,5 1 500
PÊSSEGO 0,6 600
UVA 0,5 500
BATATA 2,3 2 300
CENOURA 1,7 1 700
BETERRABA 0,3 300
MASSA TOTAL DE FRUTAS 4,4 4 400
MASSA TOTAL DE VEGETAIS 4,3 4 300

A transformação de quilograma para grama consiste em multiplicar por 1000, pois 1 kg equivale a 1 000 g.

COMENTÁRIO
Nessa questão, tratamos da comparação de massa e das transformações em gramas e quilogramas. É esperado
que o trabalho em sala de aula envolvendo massa de objetos inclua as relações entre quilograma e grama de

81 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


forma interativa, para que esses conceitos fiquem bem claros, porém, em caso de erro, faça atividade lúdica de
reconhecimento da massa de objetos e suas representações em gramas e quilogramas antes de aplicar outro
exercício, para checar se o objetivo foi alcançado.

QUESTÃO 3 – HABILIDADE EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, temperatu-
ra e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta:
a) 18 L divididos em 4 partes iguais resultam em 4,5 L; como queremos separar 1 das 4 partes, então já temos
a resposta de 4,5 L de suco de uva.
b) 18 L divididos em 3 partes iguais resultam em 6 L; como queremos separar duas dessas partes, teremos
6 L 1 6 L 5 12 L de suco de laranja.
c) Adicionando a quantidade vendida de suco de uva (4,5 L) à de suco de laranja (12 L), temos 16,5 L e o suco de
outros sabores é a parte restante que completa os 18 L. Subtraímos 18 L 2 16,5 L 5 1,5 L . Para transformar
litros em mililitros, multiplicamos 1,5 por 1000, chegando ao valor de 1 500 mL.

Comentário
Nessa questão, nos itens “a” e “b”, deve-se efetuar um cálculo diferente de frações de uma determinada quan-
tidade e a transformação de litros em mililitros no item “c”. Espera-se que o aluno já domine esse conceito de
relação entre as medidas padronizadas de capacidade para resolver essa questão, aplicando na letra “c” a trans-
formação de litros em mililitros, além dos cálculos realizados nos outros itens. É importante a sondagem dos
tipos de erro cometidos, para que a retomada de conteúdo seja eficaz, trabalhando de forma específica cada
item da questão.

QUESTÃO 4 – HABILIDADE EF05MA06


Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte, à quarta parte, à me-
tade, a três quartos e a um inteiro, para calcular porcentagens, utilizando estratégias pessoais, cálculo mental e
calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
Respostas:
a) A metade do valor, em porcentagem, vale 50%.
b) Metade do valor do bolo é o seu valor dividido por 2, ou seja, R$ 24,80 4 2 5 R$12,40.
c) Dois bolos, juntos, R$ 37,20; dividindo esse valor por 2, obtemos o resultado: R$ 18,60 para cada bolo.

COMENTÁRIO
Espera-se, nessa questão, que o aluno associe o conceito de metade a 50% e aplique corretamente no cálculo
de divisão por 2. No item “c”, o aluno deverá perceber que o valor unitário de cada bolo será diferente: a metade
do total gasto da compra de dois bolos. Esse tipo de exercício envolve conceito de economia, ao aproveitar
uma promoção que reduz o valor do bem a ser comercializado. Caso nenhum aluno comente esse ponto du-
rante a correção, é interessante ressaltá-lo.

QUESTÃO 5 – HABILIDADE EF05MA18


Reconhecer a congruência dos ângulos e a proporcionalidade entre os lados correspondentes de figuras poli-
gonais em situações de ampliação e de redução em malhas quadriculadas e usando tecnologias digitais.
Resposta: d.
Correção da afirmação errada:
II. Os ângulos relativos aos vértices U, U’ e U” são agudos.

COMENTÁRIO
É esperado que o aluno domine o conceito de escala de aumento e redução, ângulos retos, agudos e obtusos e
a observação detalhada de figuras geométricas na malha quadriculada para conferir a proporcionalidade entre
os lados e ângulos da figura, concluindo que as medidas dos ângulos não se alteram. Em caso de erro, deve-se

82 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


repetir a atividade com os alunos que apresentam dificuldade, de forma interativa e com caráter de investiga-
ção, para que eles percebam os conceitos envolvidos. Permita que os alunos participem e façam ampliações e
reduções em malhas quadriculadas seguindo uma escala solicitada, para fixação e aprimoramento das ideias
que envolvem o tema.

QUESTÃO 6 – HABILIDADE EF05MA03


Identificar e representar frações (menores e maiores que a unidade), associando-as ao resultado de uma divisão
ou à ideia de parte de um todo, utilizando a reta numérica como recurso.
Resposta:

1 2 2 1 2 3
8 , 6 , 5 , 2 , 3 , 4

1
Ao comparar as frações do enunciado, podemos observar que a menor das partes apresentadas é 8 , logo em
2 2 1 2 3
seguida, temos 6 e depois 5 , 2 , 3 e 4 .

COMENTÁRIO:
O fato de que há aumento no comprimento das barras à medida que o valor do denominador diminui é im-
portante e deve ser observado antecipadamente, em sala de aula, por meio de exercícios semelhantes, que
trabalhem comparação entre duas, três ou mais frações, bem como ordenação de frações com base na con-
sulta desse quadro, até que o aluno apreenda o conceito. Em caso de erro, retome o trabalho com a consulta e
comparação de frações com os alunos que apresentam dificuldade, para sanar as dúvidas de forma definitiva.

QUESTÃO 7 – HABILIDADE EF05MA15


Interpretar, descrever e representar a localização ou movimentação de objetos no plano cartesiano (1o quadran-
te), utilizando coordenadas cartesianas, indicando mudanças de direção e de sentido e giros.
Resposta:

REFERÊNCIA LOCALIZAÇÃO

Hospital (1,6)
Prefeitura (0,2)
Escola (5,3)
Supermercado (7,4)
Padaria (12,1)
Farmácia (3,9)

Para a localização de pontos em plano cartesiano, deve-se sempre observar o deslocamento horizontal e, em
seguida, o vertical. No caso do hospital, desloca-se apenas uma unidade à direita e seis unidades para cima,
resultando no ponto (1,6). No caso da prefeitura, como não há deslocamento à direita, consideramos o zero na
primeira coordenada e duas unidades para cima, resultando no ponto (0,2). Segue-se o mesmo raciocínio em
relação aos outros pontos.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha desenvolvido a busca e localização de pontos no plano cartesiano em sala de aula
por meio de exercícios de treino. O desenvolvimento desse raciocínio facilitará o prosseguimento desse estudo
nas séries seguintes e a confiança do aluno. Em caso de erro, aplique uma atividade de batalha naval para treino
e aprimoramento do conceito com os alunos que apresentam dificuldade e refaça a avaliação.

83 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


QUESTÃO 8 – HABILIDADE EF05MA14
Utilizar e compreender diferentes representações para a localização de objetos no plano, como mapas, células em pla-
nilhas eletrônicas e coordenadas geográficas, a fim de desenvolver as primeiras noções de coordenadas cartesianas.
Resposta: b.
A B C D E F G H
1 A1
2 B2
3 A3
4 A4 E4
5 A5 B5 C5 D5
6 F6
7
8 C8 G8
9
10 F10
11 A11
12
13
Correção das alternativas:
a) As células de cor lilás estão nas posições B2, C8, F6, G8.
b) As células de cor roxa estão nas posições A3, A4 e A5. (Alternativa correta)
c) As células de cor verde estão nas posições B5, C5 e D5.
d) As células de cor amarela estão nas posições A11, E4 e F10.

COMENTÁRIO
Nessa questão, temos uma planilha eletrônica na qual as células são localizadas por coordenadas de letras e
números, em que a letra está na horizontal e vem primeiro, da mesma forma que ocorre com as coordenadas
cartesianas; em seguida, vem o número que se refere à posição vertical, porém nesse referencial a contagem
da vertical é de cima para baixo. Essas semelhanças e diferenças são interessantes para serem trabalhadas em
sala de aula; deve-se aproveitar também para comentar o uso das planilhas eletrônicas. Em caso de erro nessa
questão, refaça a atividade de localização na planilha, auxiliando os alunos com dificuldade nos seus pontos
fracos, forneça meios para treino e aplique novamente a avaliação dessa questão.

QUESTÃO 9 – HABILIDADE EF05MA06


Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte, à quarta parte, à me-
tade, a três quartos e a um inteiro, para calcular porcentagens, utilizando estratégias pessoais, cálculo mental e
calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
Resposta:
Figura A Figura B Figura C

3 10 3 25
3 25
7 70 1 25
10 5 100 5 70% 2 50 4
5 100 5 25%
5 100 5 50%
4
3 10 3 25
3 25

84 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Após verificar quantas partes do inteiro estão coloridas e registrar a fração, o aluno deverá passar pela fração
equivalente de denominador 100 para, então, obter a porcentagem. O cálculo da fração equivalente se dá pela
multiplicação do numerador e denominador pelo mesmo número; no caso da figura A, o número 10 e, nos
outros, o número 25.

COMENTÁRIO
O conceito cobrado nesse exercício é de grande importância, pois, por meio dele, o estudante relaciona frações
e porcentagens e poderá aplicá-lo tanto em casos de cálculo de frações de uma quantidade como em porcen-
tagens de uma quantidade; assim, terá conhecimento para resolver um grande leque de situações-problema.
Em caso de erros nesse exercício, é muito importante que se retome o estudo do cálculo de frações equivalen-
tes e a ligação com as frações de denominador 100 e as porcentagens.

QUESTÃO 10 – HABILIDADE EF05MA05


Comparar e ordenar números racionais positivos (representações fracionária e decimal), relacionando-os a pon-
tos na reta numérica.
Resposta: a.
O aluno deverá considerar, em todos os casos, o número de partes em que foi dividido o inteiro e, em seguida,
contar em qual das partes está fixada a legenda, como no caso dos três primeiros. Nas duas últimas retas numé-
ricas, o número ultrapassa o inteiro. Nesses casos, a contagem das partes supera o valor do denominador, como

no caso da letra D, e segue até o ponto fixado. O mesmo ocorre com a letra E, em que o inteiro foi dividido em
1 3
2 partes e a contagem segue, passando pelo 2 e depois pelo 2 .

3
10

0 A 1

5
6

0 B 1

1
4

0 C 1

4
3

0 1 D 2

3
2

0 1 E 2

85 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha desenvolvido o conceito de inteiro e em quantas partes ele foi dividido para loca-
lizar corretamente os pontos na reta numérica envolvendo as frações. Ao trabalhar esse assunto, é importante
salientar aos alunos a contagem da sequência de frações até passar pelo inteiro e dar sequência formando dois,
três inteiros etc., de forma lúdica, para que o aluno se aproprie do conceito e não apresente dificuldades na
avaliação. Em caso de erro, retorne ao processo de todo, partes e contagem sequencial das frações até o inteiro
se formar; é de grande importância para o prosseguimento dos estudos em frações que o aluno domine a ha-
bilidade de posicionar frações na reta numerada.

QUESTÃO 11 – HABILIDADE EF05MA03


Identificar e representar frações (menores e maiores que a unidade), associando-as ao resultado de uma divisão
ou à ideia de parte de um todo, utilizando a reta numérica como recurso.
Resposta: a.
Figura A Figura B Figura C

4 12 2 1 0,5 5 2,5
11 5 1 1 0,25 5 1,25
8 8
2 10 1 5
1 1 0,5 5 1,5 21 5 11
4 4 4 5 4
COMENTÁRIO
Para resolver esse exercício, o aluno deverá reconhecer o todo e as partes coloridas, associando a fração a um nú-
mero decimal, e selecionar a alternativa correta. Espera-se que ele tenha outras oportunidades de passar por esse
questionamento antecipadamente e que reconheça os números decimais representados nas figuras, indepen-
dentemente das frações. Em caso de erro, deve-se trabalhar novamente com frações associadas a decimais e tam-
bém com as partes do todo já na sua forma decimal, tornando mais amplo o raciocínio e o domínio do assunto.

QUESTÃO 12 – HABILIDADE EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, temperatu-
ra e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
NATHALIA S./M10

1L
800 mL
600 mL
400 mL
200 mL

Resposta: d.
0,6 L e 0,1 L
3
Considerando a fração , temos que dividir a jarra em 5 partes iguais; assim, encontramos 3 partes de 200 mL,
5
totalizando 600 mL. Esse valor dividido por 1000 resulta em 0,6 L.
1
A fração representa o inteiro dividido em 10 partes. Como a jarra está dividida em 5 partes, vamos divi-
10
1
dir todas elas ao meio, resultando em 10 partes de 100 mL, sendo uma dessas partes . Logo, representa
10
100 mL, que equivale a 0,1 L.

86 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Espera-se que, ao se deparar com esse exercício, o aluno seja capaz de interligar frações a um contexto prático
e, ao encontrar o resultado em mililitros (mL), faça a transformação de unidades em litro (L) usando valores de-
cimais. Esse processo é importante e deve ser trabalhado intensamente em sala de aula, possibilitando a ação
correta do aluno na avaliação; porém, em caso de erro, use a jarra graduada para realizar a experiência sugerida
no enunciado, permitindo a participação dos alunos com dificuldade. Aplique novamente a atividade acompa-
nhando o desenvolvimento, para verificar se o objetivo foi alcançado.

QUESTÃO 13 – HABILIDADE EF05MA06


Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte, à quarta parte, à me-
tade, a três quartos e a um inteiro, para calcular porcentagens, utilizando estratégias pessoais, cálculo mental e
calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
Resposta:
75 3
a) 100 ou
4
4 25

75 3
100 5 4

4 25
b) D
 ivida 50 GB em 4 partes, resultando em 12,5. Selecionando 3 dessas partes, temos 12,5 3 3 5 37,5 GB. En-
tão, Maria utilizou 37,5 GB dos 50 GB disponíveis.

COMENTÁRIO
Para resolver esse exercício, espera-se que o aluno possa encontrar meios de desenvolver o cálculo de porcentagem,
sendo vários os mecanismos que levam à resposta correta. Na resolução, sugerimos a passagem pela fração e, em
seguida, por uma equivalente de valores menores. Assim, o aluno divide em 4 partes e seleciona 3 delas. Porém, é
importante que se faça a resolução por outros meios, para ampliar a compreensão do assunto e desenvolver o racio-
cínio envolvendo as frações, números decimais e aplicações em porcentagem. Realize com os alunos que apresenta-
rem erros e dificuldades a resolução pela forma que lhes parecer mais simples e, assim que dominarem o conceito e
o cálculo, aplique a questão novamente, acompanhando o desenvolvimento e verificando se alcançaram o objetivo.

QUESTÃO 14 – HABILIDADE EF05MA06


Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte, à quarta parte, à me-
tade, a três quartos e a um inteiro, para calcular porcentagens, utilizando estratégias pessoais, cálculo mental e
calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
Resposta:
1 10 1
a) . A fração que corresponde a 10% é ou na forma simplificada.
10 100 10
1
b) 10% de R$ 140,00 5 de 140 5 R$ 14,00
10
R$ 140,00 2 R$ 14,00 5 R$ 126,00

COMENTÁRIO
Para realizar esse exercício, o aluno deverá saber o que significa 10% de desconto e dominar esse cálculo; do con-
trário, ele não terá sucesso na resolução dessa questão. É importante realizar simulações desse tipo de situação
em sala de aula e observar se os alunos absorveram os conceitos envolvidos, de forma que não apresentem difi-
culdades. Porém, em caso de erro, verifique exatamente os pontos de dúvida para que o retrabalho seja específico
e eficiente, refazendo com os alunos os exercícios das avaliações. Depois permita que refaçam a questão e outras
atividades semelhantes, para fixar a sequência da resolução de situações-problema que envolvam desconto.

87 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


QUESTÃO 15 – HABILIDADE EF05MA19
Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, temperatu-
ra e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta: c.
Como o quilo da torta custa R$ 80,00 e ela pesa 3 kg, seu valor total é R$ 240,00. Correção das alternativas:
1 1
a) 4 dessa torta custa R$ 60,00. c) 6 dessa torta custa R$ 40,00. (Alternativa correta)
1 1
b) 2 dessa torta custa R$ 120,00. d) 8 dessa torta custa R$ 30,00.

COMENTÁRIO
Para resolver esse exercício, o aluno deverá relacionar massa com frações e cálculos de preços para checar
cada uma das alternativas. É importante que ele resolva situações-problema semelhantes antecipadamente.
Simule em sala de aula essa situação-problema do enunciado antes da aplicação dessa avaliação, permitindo a
participação dos alunos durante a resolução, e peça que sugiram outros valores para a torta, para que possam
treinar o raciocínio. Em caso de erros, relembre-os da atividade realizada e refaça os cálculos expositivamente,
esclarecendo pontos de dúvida e erros cometidos. Aplique novamente a questão para os que apresentarem
dificuldades, até que alcancem o objetivo.

88 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Ficha de acompanhamento da avaliação Objetivos de ensino e aprendizagem
Unidade 2 – 5o ano Habilidades avaliadas em cada questão
No Nome do aluno Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14 Q15
1
2
3
4
5
6

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Grade de correção:
A – Objetivo alcançado P – Objetivo parcialmente alcançado N – Objetivo não alcançado

89 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA AVALIAÇÃO


Ficha de acompanhamento bimestral – 5o ano – Unidade 2
Referência Alunos
Comportamentos
(Habilidade) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
Utiliza e compreende diferentes representações para localizar objetos no plano,
EF05MA14 como mapas, células em planilhas eletrônicas e coordenadas geográficas, a fim
de desenvolver as primeiras noções de coordenadas cartesianas.
Interpreta, descreve e representa a localização ou movimentação de
EF05MA15 objetos no plano cartesiano (1o quadrante), utilizando coordenadas
cartesianas e indicando mudanças de direção e de sentido e giros.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


Reconhece a congruência dos ângulos e a proporcionalidade entre os
EF05MA18 lados correspondentes de figuras poligonais em situações de ampliação e
de redução em malhas quadriculadas e usando tecnologias digitais.
Identifica e representa frações (menores e maiores que a unidade),
associando-as
EF05MA03
ao resultado de uma divisão ou à ideia de parte de um todo, utilizando a
reta numérica como recurso.

EF05MA04 Identifica frações equivalentes.

Compara e ordena números racionais positivos (representações fracionária


EF05MA05
e decimal), relacionando-os a pontos na reta numérica.

Associa as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à


décima parte, à quarta parte, à metade, a três quartos e a um inteiro, para
EF05MA06
calcular porcentagens, utilizando estratégias pessoais, cálculo mental e
calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
Resolve e elabora problemas envolvendo medidas das grandezas
EF05MA19 comprimento, área, massa, tempo, temperatura e capacidade, efetuando
transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Preenchimento da ficha:   A – O aluno alcançou satisfatoriamente o objetivo.
P – O aluno alcançou parcialmente o objetivo.
N – O aluno não alcançou o objetivo.

90 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO BIMESTRAL


MATEMÁTICA
5 oano
3º BIMESTRE
PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL | 5º ANO
3o BIMESTRE

Procedimentos
Objetivos de Objetos de Recursos e gestão
Conteúdos Habilidades de ensino e Formas de avaliação
aprendizagem conhecimento de sala de aula
aprendizagem
1. Encontrar números • Propriedades (EF05MA10) Sentenças • Jogo de tabuleiro • O processo avaliativo deve
Sentenças
desconhecidos que da igualdade Concluir, por meio Matemáticas – ocorrer com trocas de
matemáticas
tornem a igualdade e noção de de investigações, SD 7 – 5o Ano experiências, registros diários e

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


• Ordem das
verdadeira. equivalência que a relação de observações.
operações e
2. Reconhecer que uma igualdade existente • A avaliação deve ocorrer por
parênteses
igualdade não se altera entre dois membros meio de diagnóstico, tanto
• Propriedades
ao adicionar, subtrair, permanece ao se interventivo como contínuo.
da igualdade
multiplicar ou dividir o adicionar, subtrair, • A avaliação deve se dar por
mesmo número a seus multiplicar ou dividir meio de registros escritos (em
dois termos. cada um deles grupo ou individualmente), na
3. Empregar sinais de por um mesmo forma de prova (ver Proposta
comparação entre número, para de acompanhamento da
quantidades (>, < e =). construir a noção de aprendizagem), relatórios,
4. Estruturar e equivalência. trabalhos (ver Sequências
resolver sentenças (EF05MA11) didáticas) e projetos (ver
matemáticas. Resolver e elaborar Projeto integrador).
5. Encontrar o valor problemas O que é essencial para seguir
de uma expressão cuja conversão em frente:
numérica respeitando em sentença Os alunos devem atingir
a ordem das matemática seja ao menos parcialmente os
prioridades. uma igualdade com objetivos:
6. Associar sentenças uma operação em 1. Encontrar números
matemáticas com que um dos termos desconhecidos que tornam a
parênteses a fim de é desconhecido. igualdade verdadeira.
de deixá-las com a 2. Reconhecer que uma
sequência correta de igualdade não se altera
resolução.

92 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


7. Escrever uma ao adicionar, subtrair,
sentença matemática multiplicar ou dividir o
que traduz o mesmo número a seus dois
cálculo do número termos.
desconhecido. 3. Estruturar e resolver
8. Resolver e elaborar sentenças matemáticas.
situações-problema Caso os objetivos não sejam
usando sentenças parcialmente alcançados, será
matemáticas. interessante indicar a resolução
de atividades extras (ver

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


Atividades complementares).

93 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Associar a • Grandezas (EF05MA12) Grandezas • Massa de modelar • O processo avaliativo deve
Grandezas
proporcionalidade diretamente Resolver problemas proporcionais – ocorrer com trocas de
proporcionais
entre duas grandezas. proporcionais que envolvam SD 8 – 5o Ano experiências, registros diários e
• Grandezas
2. Reconhecer grandezas • Problemas variação de observações.
diretamente
diretamente envolvendo a proporcionalidade • A avaliação deve ocorrer por
proporcionais
proporcionais. partição do todo direta entre meio de diagnóstico, tanto
• Razão
3. Identificar a razão em duas partes duas grandezas, interventivo como contínuo.
• Divisão
existente entre dois proporcionais para associar a • A avaliação deve se dar por
proporcional
termos. quantidade de um meio de registros escritos (em
4. Representar a razão produto ao valor grupo ou individualmente), na

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


entre quantidades. a pagar, alterar as forma de prova (ver Proposta
5. Resolver situações- quantidades de de acompanhamento da
-problema que ingredientes de aprendizagem), relatórios,
envolvam grandezas receitas, ampliar ou trabalhos (ver Sequências
diretamente reduzir escala em didáticas) e projetos (ver
proporcionais. mapas, entre outros. Projeto integrador).
6. Resolver problemas (EF05MA13) O que é essencial para seguir
que contenham a Resolver problemas em frente:
ideia de razão entre as envolvendo a divisão Os alunos devem atingir
partes e delas com o de uma quantidade ao menos parcialmente os
todo. em duas partes objetivos:
desiguais, de modo 1. Associar a proporcionalidade
que uma seja o entre duas grandezas.
dobro da outra, 2. Reconhecer grandezas
compreendendo a diretamente proporcionais.
ideia de razão entre 3. Identificar a razão existente
as partes e delas entre dois termos.
com o todo. Caso os objetivos não sejam
parcialmente alcançados, será
interessante indicar a resolução
de atividades extras (ver
Atividades complementares).

94 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Utilizar unidades de • Medidas de (EF05MA19) Tempo e • Relógio analógico • O processo avaliativo deve
Tempo e
medida padronizadas comprimento, Resolver e elaborar Temperatura – • Termômetro ocorrer com trocas de
temperatura
como hora, minutos e área, massa, problemas SD 9 – 5o Ano • “Evolução do experiências, registros diários e
• Tempo
segundos. tempo, envolvendo medidas Relógio - Arte”. observações.
• Temperatura
2. Utilizar unidades de temperatura das grandezas Disponível em: • A avaliação deve ocorrer por
medida padronizadas e capacidade: comprimento, área, <https://www. meio de diagnóstico, tanto
como graus Celsius. utilização massa, tempo, youtube.com/user/ interventivo como contínuo.
3. Reconhecer horas em de unidades temperatura LaSalleSaoJoao/ • A avaliação deve se dar por
relógios analógicos e convencionais e capacidade, videos?sort= meio de registros escritos (em
digitais. e relações entre efetuando p&view=0&flow grupo ou individualmente), na

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


4. Efetuar transformações as unidades de transformações =grid>. Acesso em: forma de prova (ver Proposta
entre as unidades medida mais entre as unidades 13 fev. 2018. de acompanhamento da
mais usuais. usuais mais usuais • “História do aprendizagem), relatórios,
5. Ler e registrar em contextos termômetro”. trabalhos (ver Sequências
medidas e intervalos socioculturais. Disponível em: didáticas) e projetos (ver Projeto
de tempo em horas, <https://www. integrador).
minutos e segundos youtube.com/ O que é essencial para seguir
em situações do user/Prionyx/ em frente:
cotidiano. search?query= Os alunos devem atingir
6. Ler e registrar medidas Hist%C3%B3ria+ ao menos parcialmente os
de temperatura em do+term%C3 objetivos:
graus Celsius. %B4metro>. Acesso 1. Utilizar unidades de medida
7. Reconhecer em: 13 fev. 2018. padronizadas como hora,
temperatura como • “Os 5 países mais minutos e segundos.
grandeza. frios do mundo”. 2. Utilizar unidades de medida
8. Resolver situações- Disponível em: padronizadas como graus
-problema que <https://www. Celsius.
envolvam tempo e youtube.com/ 3. Efetuar transformações entre
temperatura. channel/UCklk as unidades mais usuais.
9. Reconhecer o 9VakE_wxdFvr_ 4. Ler e registrar medidas e
termômetro como AdEhhQ/search? intervalos de tempo em
instrumento query=PAISES+ horas, minutos e segundos
de medida de MAIS+FRIOS>. Acesso em situações do cotidiano.
temperatura. em: 13 fev. 2018.

95 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


• “Capitais mais 5. Ler e registrar medidas
frias do Brasil”. de temperatura em graus
Disponível Celsius.
em: <https:// Caso os objetivos não sejam
www.youtube. parcialmente alcançados, será
com/channel/ interessante indicar a resolução
UCzDYLXDI3n- de atividades extras (ver
Hbya4AUwFjrw/ Atividades complementares).
search?query=
CAPITAIS+MAIS

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


+FRIAS>. Acesso
em: 13 fev. 2018.

96 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


SEQUÊNCIA DIDÁTICA
5º ANO | UNIDADE 3

SEQUÊNCIA DIDÁTICA 7 - SENTENÇAS MATEMÁTICAS

INTRODUÇÃO
As sentenças matemáticas estão presentes
em muitos cálculos que realizamos; são frases ma- OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
temáticas com mensagens a serem decifradas en- Resolver sentenças matemáticas conforme
volvendo igualdades. critérios convencionais de resolução.
No entanto, existem critérios para resolvê-las, Associar sentenças com parênteses de forma
de modo que o resultado final seja alcançado. a deixá-las com a sequência correta de resolução.
O cálculo em sentenças matemáticas depen- Representar simbolicamente a resposta de
de do domínio das quatro operações e dos con-
um problema.
ceitos de igualdade.
Solucionar sentença com termo desconhecido.
Esta sequência didática iniciará com expres-
sões numéricas e se desenvolverá com sentenças
OBJETO DE CONHECIMENTO
matemáticas que envolvam igualdades e com a
construção do conceito de equivalência. Propriedades da igualdade e noção de equi-
valência.
HABILIDADES
(EF05MA10) Concluir, por meio de investiga- PROCEDIMENTOS E RECURSOS
ções, que uma igualdade não se altera ao adicio- • Dinâmica.
nar, subtrair, multiplicar ou dividir seus dois mem- • Jogo de tabuleiro.
bros por um mesmo número, de modo a construir
a noção de equivalência. • Grupo.
(EF05MA11) Resolver e elaborar problemas • Dupla.
cuja representação em sentença matemática seja
uma igualdade composta por operação em que DURAÇÃO
um dos termos é desconhecido. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Escreva a expressão numérica na lousa, sem determinar como resolver ou o que deve ser feito primeiro.
4 3 12 1 15 4 3 2 7 3 4
48 1 5 2 28
53 2 28
25
Desafie os alunos a resolvê-la. Observe que os resultados podem variar. Pergunte: qual o resultado
certo? Como chegar a esse resultado?
Explique que, para encontrar o resultado correto de uma expressão numérica, há critério de resolu-
ção, há uma ordem a ser seguida.
Descreva as regras de prioridade entre as operações de multiplicação e divisão e desafie novamente
os alunos a resolver a expressão numérica, de modo que todos cheguem ao mesmo resultado. Pergunte:
por que chegaram todos ao mesmo resultado? (Porque seguiram os critérios de resolução.)
Desenvolva com a turma um registro no caderno com os critérios para a resolução de uma expressão
numérica.

97 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


DESENVOLVIMENTO
Organize os alunos em duplas e proponha expressões numéricas para resolverem juntos, comparti-
lhando experiências e se auxiliando mutuamente.

1. Resolva as expressões numéricas:


a) 2 3 4 1 7 3 5 2 4 3 5  23 

b) 4 1 8 3 4 1 18 4 6 1 3 3 1  42 

c) 23 2 4 3 5 1 3 3 12  39 

d) (14 2 6) 3 ( 3 1 1 )  32 

e) 7 3 (15 2 8) 1 3 3 (12 4 4)  58 


Peça que um aluno de cada dupla apresente os resultados obtidos e confronte com as respostas dos
colegas.
Faça a correção coletiva esclarecendo as dúvidas.
Proponha o seguinte problema para ser resolvido individualmente:

2. Dona Joana vende salgados e doces por encomenda; do valor recebido, ela investe uma parte em
ingredientes para fazer novas receitas e o restante utiliza em coisas pessoais.
Dona Joana vendeu: 30 unidades de coxinhas com o valor de R$ 2,00 cada.
          20 unidades de esfihas a R$ 2,50 cada.
          50 unidades de doces, sendo R$ 1,50 cada.
Após receber o valor dessa venda, ela comprou 5 pacotes de farinha de trigo por R$ 6,30 cada e 3
caixas de ovos por R$ 8,00 cada.
Assinale a alternativa que indica a expressão numérica do cálculo do valor restante após a compra
dos ingredientes de reposição.
a) (30 3 2,00 1 20 3 2,50 1 50 3 1,50) 2 (5 3 6,30 1 3 3 8,00) 5 R$ 129,50. x
b) (20 3 2,00 1 20 3 2,50 1 40 3 1,50) 2 (6 3 3,60 1 3 3 8,00) 5 R$ 109,50.
c) (30 3 2,00 1 25 3 2,50 1 40 3 1,50) 2 (5 3 6,30 1 8 3 3,00) 5 R$ 197,50.
d) (30 3 2,00 1 25 3 2,50 1 50 3 1,50) 2 (6 3 6,30 1 3 3 8,00) 5 R$ 129,50.
A averiguação dos resultados deverá ser individual, para que seja uma forma de avaliação contínua
do desenvolvimento do aluno.

AULA 2
Proponha a situação-problema:
A sentença matemática a seguir apresenta a idade de dois irmãos gêmeos, uma de cada lado da igual-
dade. Descubra o número que falta na sentença matemática e a idade dos irmãos:

12 1 5 15 1 3
12 1 5 18
12 1   2 12  5 18   2 12 
5  6 

O número que falta é 6 e a idade dos irmãos é 18 .

98 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Após a participação dos alunos, mostre que, ao subtrair o mesmo valor de cada lado da igualdade, ela
não se altera e, dessa forma, podem-se descobrir valores desconhecidos.
a) b) c)
55 1 5 100 2 20 90 3 5 720 1 15 5 75
55 1 5 80 90 3 4 90 5 720 4 90 1 15 5 75
55 1 2 555 80 2 55 58 1 15 2 15 5 75 2 15
5 25 5 60
5 30
Resolva os exemplos na lousa com a participação dos alunos:
Prepare previamente um jogo de tabuleiro em cuja trilha a ser percorrida existem sentenças matemá-
ticas simples com termos ocultos para serem calculados. Em cada casa do tabuleiro, haverá uma letra que
irá corresponder a uma sentença matemática e, no momento em que o pino parar, deve-se buscar na lista
de sentenças qual o aluno deverá resolver.
Lista de sentenças matemáticas:

a) 7 2  3  5 2 1 2 g) 130 5 10 3  13 

b) 9 3  9  5 72 1 9
h) 4 3 5 1 3 4  3  5 72 2 51
c) 42 4  7  5 3 1 3
i) (3 1 5) 3 3 1 8 3 (12 2 2) 5  104 
d) 8 3 8 5  32 1 32 
j) (9 3  7 ) 4 ( 3 3 3 ) 5 7
e)  7  3 5 5 13 1 22

f ) 36 1 36 5 8 3  9  k) 7 2  3  5 2 1 2

Joga-se o dado e a face voltada para cima indica o número de casas que o pino deve se
movimentar. Se o aluno acertar o resultado da operação, ele permanece nessa casa; caso
contrário, volta uma. Este tipo de tabuleiro pode ser usado em ocasiões diferentes, trocando
apenas a lista de cálculos.

AULA 3
Proponha a situação-problema:
Em uma balança, há certos objetos e alguns deles estão identificados. Descubra o valor das peças
com interrogação, movimentando os objetos de forma que a balança esteja sempre em equilíbrio:
ALEXANDRE R./M10

1. 2.

Balança 1 – Observamos que três peças iguais resultam no valor 15. Logo, dividimos por 3 os dois
lados da igualdade e temos que um cubinho azul é o mesmo que 5.
Balança 2 – Temos uma situação diferente, pois a mesma peça aparece dos dois lados: a peça 7. Po-

99 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


demos retirá-la de ambos os lados, sem prejudicar o equilíbrio da balança. Em seguida, temos duas peças
iguais com o valor de 8 unidades; assim, podemos dividir por 2 os lados da balança: do lado esquerdo
retiraremos uma peça e o número 8 será dividido por 2, chegando ao valor da peça laranja, que é 4.
Em uma sentença matemática com o sinal de igual, temos a igualdade, que segue o mesmo conceito
de uma balança em equilíbrio, e, para descobrirmos valores desconhecidos, utilizaremos este processo:
Apresente os exemplos para a classe, resolvendo e comparando com o processo realizado na balança:
a) 3 1 5 21 b) 1 15 5 21
31 2 3 5 21 2 3 1 15 2 15 5 21 2 15
5 18 56
53
Proponha as atividades:

Descobrindo valores desconhecidos


Proponha as situações-problema para serem resolvidas em 20 minutos. Após esse tempo, os alunos
deverão apresentar as respostas e observar a correção expositiva:

1. A soma de dois números é 178. Um deles é 39. Qual é o outro?


a) 142
b) 140
c) 139 x 39 1 ? 5 178; fazendo a operação inversa: 178 2 39 5 139.
d) 138

2. Marcela comprou sachês de semente de flores para plantar em sua casa; sua mãe comprou o triplo
dessa quantidade e, no total, elas compraram 48 sachês. Quantos sachês cada uma comprou?
a) Marcela comprou 18 e sua mãe 30.
b) Marcela comprou 12 e sua mãe 36. x
c) Marcela comprou 15 e sua mãe 33.
d) Marcela comprou 10 e sua mãe 38.
Usando uma estrela para representar o valor desconhecido:
133 5 48
4 4 4 5 48 4 4
5 12
O número desconhecido é o 12.

3. Faça os cálculos e assinale a alternativa correta.


a) Se o triplo de um número mais 1 é 82, então esse número é 28.
b) O dobro de um número mais quatro é igual a 80, então esse número é 39.
c) Se o dobro de um número menos 30 é igual a 90, então esse número é 60. x
d) O triplo de um número é 333, então esse número é 110.

AULA 4
Divida os alunos em dois grupos e proponha uma gincana.
Escreva as perguntas em tiras de papel, dobre-as e armazene todas numa sacola ou caixa. A cada
rodada, o representante de cada grupo sorteia uma pergunta, que deverá ser respondida durante um
tempo determinado.
Terminado o prazo, cada grupo deverá devolver o papel dobrado com a resolução e a resposta. Após
isso, revele qual grupo acertou.

100 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Ganhará ponto o grupo que resolver corretamente a pergunta no tempo determinado, podendo
haver empate.
Continue o processo até o primeiro grupo alcançar o valor de pontos estipulados previamente.
Exemplos de perguntas para a gincana:

1. Descubra o valor da estrela:

45 1 5 70  25 

2. Calcule o valor de 1 coração:

1 185 70  26 

3. Calcule o valor da estrela verde:

4 8 5 70  560 

4. A mãe de Léo tem o triplo de sua idade e seu tio tem o dobro de sua idade. A soma das idades dos
três é 72 anos. Qual é a idade de Léo?

? 1 ? ? 1 ? ? ? 5 72 anos
Léo Tio Mãe

5 3 ? 5 72

5 3 ?   4 5  5 72   4 5 

? 5 12

12 anos .

5. Pensei em um número, multipliquei-o por 10 e somei 5 unidades. Obtive o resultado 25. Em que
número pensei?
3 10 1 5 5 25 Resolução:
? 3 10 5 20
  3 10 1 5   2 5  5 25 2 5  ? 3 10 4 10 5 20 4 10
?52
  3 10   4 10  5 20   4 10 

   52

101 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 8 – GRANDEZAS PROPORCIONAIS

INTRODUÇÃO siguais, de modo que uma seja o dobro da outra,


Grandeza está associada a tudo o que pode com compreensão da ideia de razão entre as par-
ser medido ou contado. tes e delas com o todo.
As grandezas diretamente proporcionais es-
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
tão relacionadas de modo que, à medida que uma
grandeza aumenta ou diminui, a outra se altera na Associar a proporcionalidade entre duas
mesma proporção. grandezas.
Causas e consequências estão presentes nes- Reconhecer grandezas diretamente propor-
se processo e, ao desenvolver o assunto, o aluno cionais.
irá perceber as relações de causa e efeito envol- Identificar a razão existente entre dois termos.
vidas nas proporções, como, por exemplo, o valor
da conta de água é proporcional ao que se gasta; OBJETOS DE CONHECIMENTO
com mais tempo de viagem, em velocidade cons- Grandezas diretamente proporcionais.
tante, se alcança maior distância.
Problemas envolvendo a partição de um todo
HABILIDADES em duas partes proporcionais.
(EF05MA12) Resolver problemas que envol- PROCEDIMENTOS E RECURSOS
vam variação de proporcionalidade direta entre
• Experiência.
duas grandezas, para associar a quantidade de um
produto ao valor a pagar, alterar as quantidades de • Grupos.
ingredientes de receitas, ampliar ou reduzir escala • Objetos variados.
em mapas, entre outros.
(EF05MA13) Resolver problemas envolvendo DURAÇÃO
a partilha de uma quantidade em duas partes de- • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Providencie previamente os ingredientes da “Receita de massinha”: 1 xícara (chá) de sal, 4 xícaras (chá)
de farinha de trigo, 1 xícara e meia de água, 3 colheres (sopa) de óleo, 2 colheres (sopa) de creme hidratan-
te perfumado e corante alimentício a gosto.
Analise a receita, os ingredientes e o modo de fazer. Após a leitura, pergunte: como faremos para
dobrar a receita? Deixe os alunos calcularem.
Proponha a realização da receita pelos alunos e deixe livre a criação de formas com a massinha.
O cálculo do dobro da receita tornará prático o conceito de proporcionalidade.
Explore o raciocínio de proporcionalidade: 5 vezes a receita, multiplicando cada quantidade de ingre-
dientes por 5.
Desafie oralmente outros cálculos a partir de outra quantidade de receitas (2, 4...).

DESENVOLVIMENTO
Apresente outras situações práticas de proporcionalidade que fazem parte do cotidiano dos alunos e
permita que eles opinem a respeito dos valores proporcionais. Elabore esquemas de relação diretamente
proporcional na lousa, pedindo auxílio dos alunos para o preenchimento e solicitando explicações e ob-
servações durante o desenvolvimento desta aula.

102 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Proponha as atividades:

1. Ao comprar um sorvete, Pedrinho gastou R$ 2,00. Se ele comprasse 2 sorvetes do mesmo valor, quanto
gastaria? E se ele comprasse 3 sorvetes, 4 sorvetes ou 10 sorvetes, quanto gastaria em cada caso?

32 1 sorvete ------------- R$ 2,00 32


33 2 sorvetes ------------- R$ 4,00 33
34 3 sorvetes ------------- R$ 6,00 34
3 10 3 10
4 sorvetes ------------- R$ 8,00

10 sorvetes ------------ R$ 20,00

Questione os alunos em relação ao padrão encontrado no cálculo dos valores dos sorvetes.
Explique que o valor a pagar é diretamente proporcional à quantidade de sorvetes comprados.
2. Na festa junina da escola, tem uma barraca com uma placa indicando a equivalência entre os
acertos na brincadeira e os brindes a receber. O participante recebe 7 argolas para jogar; se acertar,
recebe duas pipocas; se errar 1 argola, perde tudo. Observe a placa e responda: se um participante
acertar as 7 argolas, ele terá direito a quantas pipocas?

32 1 acertos ---------- 2 pipocas 32


33 2 acertos ---------- 4 pipocas 33
37 3 acertos --------- 6 pipocas 37

7 acertos ----------- 14 pipocas

Peça que façam todas as anotações no caderno.

3. Um trem mantém velocidade constante de 80 km/h (80 quilômetros por hora), ou seja, a cada
1 hora, ele percorre 80 km. Esse trem fez uma viagem de 6 horas, mantendo a mesma velocidade.
Qual a distância percorrida por ele?
32 1 hora ------------- 80 km 3 2
36 2 horas ---------- 160 km 36
6 horas -------- 480 km

480 km .

4. Na cantina, dona Márcia está preparando copos de suco para entregar, um para cada aluno, na hora
do lanche. A capacidade de cada copo é de 200 mL, e serão servidos 83 alunos.
a) Quantos litros de suco serão necessários ?

1 copo ------------------- 200 mL


32
33 2 copos ----------------- 400 mL
3 83
3 copos ----------------- 600 mL

83 copos ------------- 16 600 mL

16,6 L .

103 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 2
Providenciar previamente ou pedir para os alunos trazerem os seguintes itens: cartolina, canetinhas
hidrocor, tesoura, cola, imagens relacionadas aos temas para ilustração do cartaz e ideias sobre grandezas
proporcionais.
Organize grupos e proponha a criação de cartazes com 7 situações em que as grandezas sejam pro-
porcionais.
Distribua os temas dos cartazes: (nos três primeiros problemas, utilizar as ideias da aula anterior – ver
as anotações do caderno)
1. “Barraca das frutas” – preços e quantidades
2. “O carrinho do sorvete” – preços e quantidades
3. “O dobro da receita” – proporções dos ingredientes (sugerir receita simples)
4. “Pneus novos”. Exemplo: um pneu custa R$ 300,00. Quanto custam quatro pneus?
Utilizar o problema como modelo e ideia para o cartaz:
Marcus e Henrique foram ao shopping e no estacionamento contaram os carros e os respectivos
pneus usando proporções. Como em cada carro há 4 pneus, podiam saber imediatamente a quantidade
correta. Em um setor do estacionamento, contaram 43 carros. Quantos pneus havia no estacionamento?
1 carro ---- 4 pneus
2 carros ----- 8 pneus
43 carros ----- 172 pneus

5. “O comprimento real – planta baixa”


Utilizar o problema como modelo e ideia para o cartaz:
A planta da piscina está na escala 1 : 100, o que significa que 1cm na planta vale 100 cm no real.
Calcule algumas medidas da piscina no tamanho real:

Comprimento: 12 m

Largura: 6 m

Largura da raia: 2 m

Escala 1 : 100 12 cm
ALEXANDRE R./M10

6 cm

Realizar a apresentação dos cartazes pelos representantes dos grupos.


Providenciar local para a exposição na escola ou na sala de aula.

104 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 3
Providenciar uma garrafa de suco concentrado de maracujá, uma jarra transparente vazia, um copo,
açúcar e garrafa de água.

PROBLEMATIZAÇÃO
Prepare uma mesa para a montagem da “Bebida da Razão” cuja preparação dependerá dos cálculos
dos ingredientes na razão em que devem ser colocados para obedecer à receita.
Passe para os alunos a proporção dos ingredientes do suco.
Receita do Suco: 6 copos de água para 1 copo de suco concentrado.
Adoce a gosto e sirva aos alunos.
Estimule-os a perceber que a receita desse suco segue a razão 6 : 1 e, ao final, temos 7 copos de suco
pronto.
Questione:
Para fazer 14 copos desse suco, de quantos copos de água iremos precisar?
Ao preparar suco para 21 crianças, sendo que cada uma receberá apenas 1 copo, de quantos copos
de suco concentrado iremos precisar?
Estimule-os a perceber que a proporção da receita se dá sobre o valor total.
Promova a interação entre os alunos para que citem outras situações do cotidiano em que podemos
estabelecer razão proporcional e auxilie-os a listá-las.
Divida a classe em grupos para que escolham uma situação em que possa ser estabelecida razão
entre as partes.
Forneça exemplos para ampliar as ideias. Sugestões:
Preparo de milk shake: 200 mL de sorvete batido para 300 mL de leite.
Mistura para refresco de uva: 1 copo de suco concentrado para 3 copos de água.
Proposta de elaboração de problema: cada grupo deve estruturar e registrar a situação escolhida,
resolver e apresentar para a classe.

AULA 4
Proponha a situação-problema para os alunos e dê tempo para resolverem:
Carlos, o jardineiro do prédio, coloca fertilizante líquido misturado com água para molhar as plantas
1 vez por mês. Prepara a mistura usando 1 medida do fertilizante para 9 medidas de água. Para molhar o
jardim do prédio, ele preparou 100 L da mistura. Para isso, ele usou quantos litros do fertilizante?
Aguarde para que tentem resolver e encontrar meios utilizando os conceitos desenvolvidos na aula
sobre razão. Após isso, pergunte aos alunos os resultados obtidos e questione-os sobre a forma utilizada
para determinar os valores. Corrija caso estejam desenvolvendo resoluções erradas.
Faça a correção coletiva promovendo a participação dos alunos e registrando ideias relevantes men-
cionadas por eles.
Resolução: Razão 1 : 9 significa que no total são 10 partes. Como a mistura total tem 100 L, separa-
mos em 10 partes, selecionamos uma para representar o adubo e 9 para representar a água. Sendo assim,
serão 10 L de adubo e 90 L de água.
Proponha as atividades para serem resolvidas em duplas:

1. O pai de Mariana prometeu para ela e sua irmã que traria chocolates no final do dia, mas só daria
para quem realizasse as atividades domésticas. Quando o pai chegou, perguntou às filhas o que
cada uma tinha feito: Mariana havia lavado a louça, arrumado a cama e cuidado do cachorro; Julia
havia limpado o banheiro e arrumado a cama. Então, o pai disse que daria os doces em uma divisão
proporcional à quantidade de atividades realizadas.

105 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


a) O pai levou 5 doces; quantos deverão ser dados à Júlia e à Mariana ?

Júlia receberá 2 doces e Mariana 3 .


b) E se o pai levasse 10 doces, quantos seriam dados a cada uma?

Ele daria 4 doces à Júlia e 6 à Mariana .

2. O preparo de uma receita de purê utiliza 6 xícaras de batata cozida e amassada para 1 xícara de
leite. Uma porção de 1 xícara desse purê serve uma pessoa. Para oferecer essa porção de purê de
batatas para 21 pessoas, que quantidade de xícaras de leite e de batatas será necessária?

a) Xícaras de leite 5  3 

b) Xícaras de batatas cozidas 5  18 

Observe atentamente o desenvolvimento e as formas utilizadas nos grupos para a resolução dos
problemas. Ao final da aula, peça para os alunos que se destacaram nos métodos de resolução
encontrados para relatarem como fizeram.

106 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 9 – TEMPO E TEMPERATURA

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


O ser humano sempre procurou marcar o tem- Identificar horas em relógio analógico.
po. Os egípcios, há 5 000 anos, já se orientavam por Relacionar as unidades de medida de tempo.
meio das sombras projetadas pelo Sol. Contudo, es-
tima-se que os primeiros relógios portáteis possuíam Resolver desafios que envolvam medidas de
apenas o ponteiro das horas e somente em 1700 sur- tempo.
giram os mecanismos com marcação de minutos. Identificar os instrumentos responsáveis pela
Como vimos, o relógio é utilizado como medidor do medição do tempo e da temperatura.
tempo desde a Antiguidade. A partir dos segundos,
Interpretar a variação de temperatura entre
minutos e horas, medidos pelo relógio, formam-se
máxima e mínima.
dias, semanas, meses, anos etc.
Mas, além do tempo, realizamos outros tipos OBJETO DE CONHECIMENTO
de medição, como a de temperatura. Assim como
Medidas de comprimento, área, massa, tem-
o relógio é usado para medir o tempo, o termô-
po, temperatura e capacidade: utilização de uni-
metro é um instrumento para medir as tempera-
turas corporais e dos ambientes. dades convencionais e relações entre as unidades
de medida mais usuais.
Medir, quantificar, qualificar e comparar faz par-
te da vida humana. Estimule os estudantes a realizar PROCEDIMENTOS E RECURSOS
investigações sistemáticas de aspectos qualitativos
e quantitativos de modo que eles sejam capazes de • Dinâmica.
construir argumentos convincentes. • Relógio analógico.
• Vídeo.
HABILIDADE
• Dupla.
(EF05MA19) Resolver e elaborar problemas
envolvendo medida das grandezas comprimento, • Termômetro.
área, massa, tempo, temperatura e capacidade, re-
correndo a transformações entre as unidades mais DURAÇÃO
usuais em contextos socioculturais. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala de aula um relógio analógico de parede. Explore os conhecimentos prévios da classe
sobre ele com as seguintes perguntas:
Quais instrumentos são utilizados para medir o tempo?
Em que situações precisamos medir o tempo?
Para que serve o relógio?
Qual é a função dos ponteiros?
O que os números representam?
Quantos minutos tem uma hora?

DESENVOLVIMENTO
Construa um registro coletivo no caderno com as informações essenciais sobre a medida de tempo
(unidades de medida, a relação entre elas, conceitos e instrumentos).
Estruture uma tabela com a relação entre as unidades de medida de tempo (relação entre a formação
de minutos, horas, dias, quinzena, mês, bimestre, semestre, ano, século e milênio).
Assista com a turma ao vídeo “Evolução do relógio”, disponível em: <https://www.youtube.com/
user/LaSalleSaoJoao/search?query=evolu%C3%A7%C3%A3o+do+relogio>.

107 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Destaque a diferença de leitura do mesmo horário marcado no relógio analógico, antes e depois do
meio-dia. Indique a sucessão dos números após às 12h (13, 14... até completar 23h59).
Proponha as atividades:

1. Atualmente, muitos aparelhos eletrônicos podem indicar a hora. Relacione os relógios analógicos
aos digitais, de modo que os dois marquem a mesma hora.

A B C D

D A B C

07:45 10:10 08:00 06:00


2. Indique, em cada relógio digital, a hora de acordo com as informações:
a) 3 horas após o meio-dia.

15:00 17:20 20:30 22


15:00

b) 5 horas e 20 minutos após o meio-dia.

15:00 17:20 20:30 22


17:20

c) 8 horas e 30 minutos após o meio-dia.

15:00 17:20 20:30 22


20:30

d) 10 horas após o meio-dia.

15:00 17:20 20:30 22


22:00

108 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 2
Organize a classe em duplas e desafie os estudantes a responder atividades sobre tempo (semana,
meses e ano). Distribua para cada dupla uma folha de papel com o calendário anual. Proponha que façam
as seguintes investigações por meio das atividades:

1. Com o calendário anual em mãos, responda às seguintes questões:


a) Qual é o mês que tem menos de 30 dias?

Fevereiro .
b) Quantos meses possuem 31 dias?

7 meses .
c) Um semestre possui 6 meses. Quais são os meses que compõem o 1o semestre do ano?

Janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho. .


d) Indique o mês e o dia da semana do seu aniversário neste ano.

Resposta pessoal .

2. Uma semana tem 7 dias. Observe a imagem e responda às perguntas:

1o dia Domingo
2o dia Segunda-feira
3o dia Terça-feira
4o dia Quarta-feira
5o dia Quinta-feira
6o dia Sexta-feira
7o dia Sábado
a) Qual é o dia que vem após a quarta-feira?

Quinta-feira .
b) Se hoje é sábado, que dia será depois de amanhã?

Segunda-feira .
c) Observando o calendário, que dia da semana é hoje?

A resposta dependerá do ano em questão .

Continuando as atividades, proponha que os estudantes auxiliem na construção de um grande


calendário, feito em cartolina, do mês em questão. Estimule-os a identificar a semana e o dia em
que eles estão desenvolvendo esta atividade.

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve um termômetro para a sala de aula e explore o conhecimento prévio da classe sobre esse instru-
mento de medida com as seguintes perguntas:
Para que serve o termômetro?
Como usamos?
Que tipos de termômetro vocês conhecem?

109 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Dê oportunidade aos alunos de testar o termômetro e ensine a verificar a temperatura.
Apresente o vídeo “História do termômetro”, disponível em: <https://www.youtube.com/channel/
UCu1O_7-syfHB0PPLFiMBzvg/search?query=Temperatura%3A+Hist%C3%B3ria+do+term%C3%B4metro>.

DESENVOLVIMENTO
Separe os alunos em grupos e distribua recortes de jornais que mencionem as temperatu-
ras máximas e mínimas num determinado local durante uma semana (também podem ser entre-
gues folhas impressas com esses dados). Solicite que os estudantes investiguem situações sobre a
temperatura do ambiente (que poderá ser a da própria cidade) e proponha as atividades a seguir:
Em que dia da semana terá a maior temperatura?

Resposta pessoal .

1. Na terça-feira, qual foi a variação de temperatura comparando a máxima e a mínima desse dia?

Resposta pessoal .

2. Qual dia desta semana apresentou a temperatura mais baixa?

Resposta pessoal .

3. Qual instrumento pode ser utilizado para verificar a temperatura de uma cidade?

Resposta pessoal .

Faça um comparativo entre as variações de temperatura em algumas capitais brasileiras. Apresente


o vídeo “Capitais mais frias do Brasil”, disponível em: <https://www.youtube.com/channel/
UCzDYLXDI3n-Hbya4AUwFjrw/search?query=capitais+mais+frias>. Apresente também a variação
de temperatura em outros países.

AULA 4
Prepare previamente duas tabelas com as temperaturas máximas e mínimas, durante uma semana,
de duas regiões distintas; por exemplo: uma cidade no norte e outra no sul do país, no período do inver-
no. Organize a classe em grupos para que interpretem as informações registradas nas tabelas. Estruture
perguntas que exijam interpretação dos dados.
Proponha as atividades:

1. Observando as duas tabelas, na terça-feira qual cidade teve o dia mais quente?

Resposta pessoal .

2. Qual cidade apresentou a temperatura mais baixa nesta semana? Em que dia isso ocorreu?

Resposta pessoal .

3. No sábado, qual foi a temperatura máxima observada nas cidades analisadas?

Resposta pessoal .

4. Faça uma pesquisa e investigue por que as regiões norte e nordeste do Brasil possuem
temperaturas mais elevadas.

Resposta pessoal .

110 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


ATIVIDADES COMPLEMENTARES
5O ANO | UNIDADE 3
1. Lilian foi à padaria comprar o lanche da tarde. Ela comprou 6 pães por R$ 0,45 cada um, 8 pães de queijo
por R$ 0,80 cada um, 5 bolinhos de chuva por R$ 0,35 cada um e 2 sucos por R$ 3,90 cada um.
a) Escreva uma expressão matemática que represente o cálculo da compra de Lilian.

(6 3 0,45) 1 (8 3 0,80) 1 (5 3 0,35) 1 (2 3 3,90) .


b) Quanto Lilian gastou?

R$ 2,70 1 R$ 6,40 1 R$ 1,75 1 R$ 7,80 5 R$ 18,65 .


c) Lilian deu uma nota de R$ 20,00 para pagar a compra. Quanto ela recebeu de troco?

R$ 1,35 .

2. Em cada quadro, está uma sentença matemática. Associe cada uma delas à descrição correta:

A 234 1 70 5 304 B 24 3 3 5 72
234 1 70 2 234 5 304 2 234 24 3 3 4 9 5 72 4 9
70 5 70 858
C 12 3 3 5 36 D 12 3 12 5 100 1 44
12 3 3 1 100 5 36 1 100 (12 3 12) 3 10 5 (100 1 44) 3 10
36 1 100 5 136 144 3 10 5 144 3 10
136 5 136 1 440 5 1 440

( C ) Quando adicionamos um mesmo número a ambos os lados de uma igualdade, ela não se altera.
( D ) Quando multiplicamos um mesmo número por ambos os lados de uma igualdade, ela não se altera.
( A ) Quando subtraímos um mesmo número de ambos os lados de uma igualdade, ela não se altera.
( B ) Quando dividimos por um mesmo número ambos os lados de uma igualdade, ela não se altera.
3. Encontre o valor dos símbolos . (Note que cada símbolo tem sempre o mesmo valor.)
a) 3 3 5 72
b) 72 1 5
c) 2 16 5 65
d) 1 5 27
e) 425

Resposta: estrela, 24; coração, 9; nuvem, 81; carinha, 18 .

4. No dia do lanche coletivo na escola, Lara vai levar espetinhos de frutas. Na sala, há 23 alunos e a
professora. Para fazer 4 espetinhos, são necessários 4 morangos, 1 tangerina, 2 bananas e 8 uvas.
a) Quantas receitas a mãe de Lara vai precisar fazer?

6 receitas .

111 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


b) Complete o quadro e responda: quantas frutas de cada tipo a mãe de Lara deve comprar para fazer
24 espetinhos?

24 morangos, 6 tangerinas, 12 bananas e 48 uvas .

FRUTAS 1 RECEITA 2 RECEITAS 3 RECEITAS 4 RECEITAS 5 RECEITAS 6 RECEITAS


Morango 4 8 12 16 20 24
Tangerina 1 2 3 4 5 6
Banana 2 4 6 8 10 12
Uva 8 16 24 32 40 48

5. A dona de uma loja de calçados percebeu que, a cada 10 pares de sapatos vendidos, 7 são femininos
e 3 masculinos. Ao fazer o pedido para reposição do estoque, encomendou 50 pares de acordo com a
proporção em que são vendidos.
a) Escreva a razão da venda de calçados masculinos para a de femininos.

347  .
b) Quantos sapatos femininos ela encomendou?

35 pares femininos .
c) Quantos masculinos?

15 pares masculinos  .

6. Uma escola tem 100 alunos no 5o ano, e a metade é de meninos. Dentre estes, 25 gostam de jogar
futebol, 15 basquete e o restante prefere jogar vôlei.
a) Quantos meninos tem no 5o ano?

50 meninos .
b) Quantos gostam de jogar vôlei?

10 meninos  .
c) A escola tem 600 alunos ao todo. Considerando que a metade é composta de meninos cuja
preferência por esportes é a mesma dos alunos do 5O ano, quantos meninos gostam de futebol
nessa escola?

Há 300 meninos, e 150 gostam de futebol .

7. A família de Lígia foi viajar. Eles saíram às 5h13 da manhã e chegaram ao seu destino às 10h47. Quanto
tempo levou a viagem da família de Lídia?

05:13 10:47
5 horas e 34 minutos .

112 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


8. Dr. Marcos atende seus pacientes de 20 em 20 minutos. Ele chegou às 8h47 da manhã.
a) Quais são os horários dos próximos 5 pacientes?

9h07, 9h27, 9h47, 10h07 e 10h27 .


b) A consulta de Jéssica era às 10h27, mas ela chegou às 10h35. Quantos minutos ela está atrasada?

8 minutos .

9. Na cidade Vila do Príncipe, no verão, faz muito calor, chegando à temperatura de 41,3 ºC durante o dia. À
noite, a temperatura cai cerca de 12,5ºC. Qual a temperatura, à noite, na Vila do Príncipe?

41,3 2 12,5 5 28,8 ºC .

113 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


AVALIAÇÃO – UNIDADE 3 – 5º ANO
1. Das expressões a seguir, assinale aquela que tem a resposta correta:
a) (36 4 4 1 5) 3 8 5 32
b) 54 2 3 3 (27 4 3 2 2) 5 33
c) (54 4 6 2 3 3 2) 3 4 5 144
d) (4 3 3 2 2 ) 1 2 3 (10 4 5) 5 12
2. Paulo trabalha como taxista e cobra R$ 4,00 pela bandeirada (início da corrida) e R$ 3,00 por quilômetro
percorrido. Um passageiro andou 36 km em seu táxi.
a) Escreva uma sentença matemática que traduza o valor que o passageiro deverá pagar pela viagem.

b) Quantos reais o passageiro pagará pela viagem?

3. Encontre os valores dos símbolos , e . Cada símbolo tem sempre o mesmo valor.
5 15
1 5 65
3 5 1250
4 55

5         5         5        

4. Leia a fala de Kleber e assinale a alternativa que corresponde ao número que seu amigo deve descobrir.

Pensei em um número,
dobrei o valor dele, acrescentei
12 unidades e obtive como
resultado o número 30.
VICTOR B./ M10

a) 36 b) 21 c) 9 d) 12

5. Amélia tirou 7 pontos na prova de português e recebeu mais 2 pontos de bônus por ter feito as
atividades. Já Benjamin teve como nota final 9 pontos, somando os pontos da prova e mais 2 pontos de
bônus por também ter feito as atividades.
a) Qual foi a nota final de Amélia?
 .
b) Quantos pontos Benjamin tirou na avaliação de português?
 .
c) Quem teve a maior nota final em português?
 .

6. Para fazer suco de laranja em um copo de 200 mL, são necessários, em média, 2 laranjas (150 mL) e 50 mL
de água. Quantas laranjas e quantos mL de água são necessários para fazer 1 L de suco?
a) 10 laranjas (750 mL) e 250 mL de água
b) 5 laranjas (800 mL) e 250 mL de água

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


c) 10 laranjas (750 mL) e 200 mL de água
d) 5 laranjas (800 mL) e 200 mL de água
7. Larissa passou por um período de dieta por questões de saúde. No início do processo, Larissa pesava
86 kg e perdeu 3 kg no 1o mês de dieta. Sua meta é chegar a 62 kg. Quanto tempo Larissa levará para
perder 24 kg?
 .

8. Carol quer pintar seu quarto de rosa, mas não encontrou a tinta rosa para comprar. Então, ela resolveu
misturar tinta branca com vermelha para resultar na cor rosa. Para cada litro de tinta rosa, Carol misturou
750 mL de tinta branca e 250 mL de tinta vermelha. Ela precisará de 8 litros de tinta rosa para pintar todo
o seu quarto. De quantos litros de tinta branca e de tinta vermelha ela precisará?
 .

9. São recomendadas 8 horas de sono por noite para se ter uma vida saudável. Considerando que um dia
tem 24 horas, qual é a razão entre o tempo ideal de sono e o tempo em que se fica acordado?
a) 1 : 3 b) 1 : 2 c) 1 : 4 d) 1 : 5
10. A massa de um boi é de, em média, 1000 kg e a massa de uma galinha é de 2 kg. Quantas galinhas são
necessárias para se ter a mesma massa, em quilogramas, de um boi?
VICTOR B./ M10

 .

11. Daiane fará uma receita de glacê para colocar nos biscoitinhos natalinos. Em uma receita de glacê,
pedem-se 4 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro para cada clara de ovo.
a) Escreva a razão de:
• açúcar para clara de ovo;
 .
• clara de ovo para açúcar.
 .
b) Se Daiane fizesse o dobro da receita, mantendo a mesma razão, quantas claras de ovos e açúcar ela
usaria no total?
 .

12. Para fazer pipoca no micro-ondas, Francisco digitou 140 segundos. Assinale o tempo que o relógio do
micro-ondas registrou:
a) 2 minutos e 20 segundos
b) 2 minutos e 40 segundos
c) 1 minuto e 20 segundos
d) 1 minuto e 40 segundos
13. Rogério e Jonas combinaram de estudar juntos e começaram às 16h15. Rogério parou às 17h05 para ir ao
banheiro e demorou 5 minutos. Jonas teve sede e interrompeu os estudos para beber água às 17h45 e

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


retornou 3 minutos depois. Às 18h50, eles sentiram fome, pararam para lanchar e demoraram 12 minutos.
Voltaram aos estudos e encerraram às 19h30. Quanto tempo Rogério e Jonas estudaram?
a) 2 horas e 15 minutos
b) 3 horas e 15 minutos
c) 3 horas e 55 minutos
d) 2 horas e 55 minutos
14. Thaise está se exercitando e segue um treino. Ela corre por 5 minutos e caminha por 3 minutos. Thaise
começou seu treino, correndo, às 17 horas e terminou às 17h45.
a) Por quanto tempo Thaise se exercitou?
 .
b) Por quanto tempo e quantas vezes ela correu?
 .
c) Por quanto tempo e quantas vezes ela caminhou?
 .

15. Observe o gráfico com o registro da temperatura da cidade de Limoeiro durante algumas horas em um
dia de inverno.

TEMPERATURA EM LIMOEIRO
20
15
Temperatura

10
5
0
6 8 10 12 14 16 18 20
Horas

a) Qual foi a hora mais fria do dia?


 .
b) Qual era a temperatura às 12 horas?
 .
c) Qual foi a diferença entre a temperatura mais alta e a mais baixa?
 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


AVALIAÇÃO – UNIDADE 3 – HABILIDADES E COMENTÁRIOS

QUESTÃO 1 – HABILIDADE – EF05MA11


Resolver e elaborar problemas cuja conversão em sentença matemática seja uma igualdade com uma opera-
ção em que um dos termos é desconhecido.
Resposta: b.
54 2 3 3(9 2 2 ) 5 54 2 3 3 7 5 54 2 21 5 33

COMENTÁRIO:
Nessa questão, o aluno deverá resolver uma sentença matemática lembrando que existem prioridades. Nessa sen-
tença, há multiplicação, que sempre é prioridade, e em seguida vêm as adições e subtrações. Caso o aluno tenha
dificuldade para resolver a sentença matemática, mostre-lhe que existem algumas regras para realizar os cálculos. O
aluno deverá: calcular primeiramente o valor das expressões que se encontram dentro dos parênteses; em seguida,
dar prioridade aos cálculos de multiplicação e divisão; por último, efetuar as operações que têm a mesma prioridade
pela ordem em que aparecem.

QUESTÃO 2 – HABILIDADE – EF05MA11


Resolver e elaborar problemas cuja conversão em sentença matemática seja uma igualdade com uma opera-
ção em que um dos termos é desconhecido.
Resposta:
a) A bandeirada (início da corrida) custa R$ 4,00 e são cobrados R$ 3,00 por quilômetro percorrido. Como o
passageiro fará uma viagem de 36 quilômetros, a sentença matemática será (3 3 36) 1 4.
b) O passageiro pagará (3 3 36) 5 108 mais R$ 4,00 da bandeirada, ou seja, R$ 112,00.
COMENTÁRIO
O aluno deverá montar a sentença matemática colocando os parênteses nos lugares corretos para tornar a
sentença verdadeira. Em seguida, deverá calcular a sentença de acordo com as prioridades, ou seja, resolver o
que está dentro dos parênteses, depois as operações de multiplicação e, por último, a adição. Caso o aluno não
se lembre que existem prioridades, mostre-lhe os passos a serem seguidos.

Questão 3 – Habilidade – EF05MA11


Resolver e elaborar problemas cuja conversão em sentença matemática seja uma igualdade com uma opera-
ção em que um dos termos é desconhecido.
Resposta: Sabe-se que o valor do triângulo é igual a 15; então:
15 1 5 65
65 2 15 5 50
é igual a 50

50 3 5 1 250
1 250 4 50 5 25
é igual a 25

25 4 55
é igual a 5

COMENTÁRIO:
Para encontrar os valores dos símbolos, o aluno deverá perceber que a solução será dada por meio da operação
matemática inversa. Caso o aluno não perceba, retome o assunto e resolva algumas sentenças matemáticas em
que um dos termos da igualdade seja desconhecido.

117 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Questão 4 – Habilidade – EF05MA10
Concluir, por meio de investigações, que a relação de igualdade existente entre dois membros permanece ao se adi-
cionar, subtrair, multiplicar ou dividir cada um deles por um mesmo número, para construir a noção de equivalência.
Resposta: c.

23 1 12 5 30
23 1 12 2 12 5 30 2 12
23 5 18
(2 3 ) 4 2 5 18 4 2
   59

COMENTÁRIO
O aluno, nessa questão, deve ler e interpretar o problema para descobrir o número desconhecido. Deverá con-
cluir que a relação de igualdade entre dois membros não se altera ao se adicionar, subtrair, multiplicar e dividir
cada um deles por um mesmo número. Se o aluno sentir dificuldade, resolva um problema, usando material
manipulável, que envolva uma igualdade e mostre que ela não se altera ao se aplicarem as operações nos dois
membros da igualdade pelo mesmo número.

Questão 5 – Habilidade – EF05MA10


Concluir, por meio de investigações, que a relação de igualdade existente entre dois membros permanece ao
se adicionar, subtrair, multiplicar ou dividir cada um deles por um mesmo número, para construir a noção de
equivalência.
Resposta:
a) 7 1 2 5 9
b) Nota da prova mais 2 pontos de bônus das atividades. Teve como nota final 9. Então 9 2 2 5 7.
c) Amélia e Benjamin ficaram com a mesma nota.

COMENTÁRIO
Nessa questão, espera-se que o aluno perceba que as notas finais de Amélia e Benjamin são iguais e que am-
bos tiraram 2 pontos de bônus. Com isso, os pontos da avaliação serão os mesmos: 7 pontos. Se o aluno sentir
dificuldade para resolver a questão, ajude-o a interpretar o problema e, se necessário, monte um problema
semelhante em sala de aula para que ele visualize a situação.

Questão 6 – Habilidade – EF05MA12


Resolver problemas que envolvam variação de proporcionalidade direta entre duas grandezas, para associar
a quantidade de um produto ao valor a pagar, alterar as quantidades de ingredientes de receitas, ampliar ou
reduzir escala em mapas, entre outros.
Resposta: a.
Para fazer 200 mL de suco de laranja, são necessárias 2 laranjas (150 mL) e 50 mL de água. Então, para fazer 1 L:

50 mL 200 mL 2 (150 mL) 200 mL


35 35 35 35
? mL 1 000 mL ? mL 1 000 mL
5 3 50 5 250 mL 5 3 2 5 10 laranjas
ou
5 3 150 5 750 mL

118 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


O aluno poderá também montar uma tabela para resolver o problema:

SUCO DE
200 mL 400 mL 600 mL 800 mL 1000 mL ou 1 L
LARANJA
ÁGUA 50 mL 100 mL 150 mL 200 mL 250 mL
LARANJAS 2 (150 mL) 4 (300 mL) 6 (450 mL) 8 (600 mL) 10 (750 mL)

COMENTÁRIO:
Espera-se que o aluno relacione as quantidades de laranjas e de água necessárias para fazer 200 mL de suco
com as quantidades de laranjas e água necessárias para fazer 1 L. O aluno deverá fazer duas proporções: uma
para a água e outra para as laranjas. Para a água, ele deverá concluir que, se, para 200 mL de suco, 50 mL são de
água, então, para fazer 1 L ou 1000 mL, serão necessários 250 mL de água. No caso das laranjas, o aluno deverá
fazer a seguinte proporção: se para 200 mL de suco são necessárias 2 laranjas (150 mL), então, para fazer 1 L,
serão necessárias 10 laranjas (750 mL). Caso o aluno sinta dificuldade em fazer a proporção de 200 mL com 1 L,
peça-lhe que monte uma tabela e faça a proporção de 200 mL em 200 mL, até chegar em 1 L. Conclua com o
aluno que, de 200 mL para 1 L, é preciso multiplicar por 5. Logo, para chegar no resultado, ele deverá multiplicar
por 5 a quantidade de água e de laranjas.

Questão 7 – Habilidade – EF05MA12


Resolver problemas que envolvam variação de proporcionalidade direta entre duas grandezas para associar
a quantidade de um produto ao valor a pagar, alterar as quantidades de ingredientes de receitas, ampliar ou
reduzir escala em mapas, entre outros.
Resposta:
3 kg 1 mês
38 38
24 kg ? mês
1 3 8 5 8 meses

MÊS 1o 2o 3o 4o 5o 6o 7o 8o
KG 3 6 9 12 15 18 21 24

COMENTÁRIO
O aluno deverá calcular a proporção do mês com os quilogramas perdidos. Se em um mês Larissa perdeu 3 kg, então,
para perder 24 kg, ela levará 8 meses. Caso o aluno sinta dificuldade em calcular a proporção, peça-lhe que monte
uma tabela e faça a proporção de mês em mês, até chegar a 24 kg, que será a quantidade desejada. Conclua com o
aluno que, de 3 kg para 24 kg, é preciso multiplicar por 8. Logo, para chegar ao resultado, ele deverá multiplicar por 8
também a quantidade de meses. Então serão necessários 8 meses de dieta para Larissa perder 24 kg.

Questão 8 – Habilidade – EF05MA12


Resolver problemas que envolvam variação de proporcionalidade direta entre duas grandezas, para associar
a quantidade de um produto ao valor a pagar, alterar as quantidades de ingredientes de receitas, ampliar ou
reduzir escala em mapas, entre outros.
Resposta: 6 litros de tinta branca e 2 litros de tinta vermelha.

Tinta branca Tinta vermelha


1L 750 mL 1L 250 mL
38 38 38 38
8L ? mL 8L ? mL
750 3 8 5 6 000 mL 250 3 8 5 2 000 mL
ou 6 L ou 2 L

119 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


ROSA 1L 2L 3L 4L 5L 6L 7L 8L

BRANCA 750 mL 1500 mL 2250 mL 3000 mL 3750 mL 4500 mL 5250 mL 6000 mL

VERMELHA 250 mL 500 mL 750 mL 1000 mL 1250 mL 1500 mL 1750 mL 2000 mL

COMENTÁRIO
O aluno deverá perceber que para 1 L de tinta rosa serão necessários 750 mL de tinta branca e 250 mL de tinta verme-
lha. Logo, para fazer 8 L de tinta rosa, serão necessários 8 3 750 mL de tinta branca e 8 3 250 mL de tinta vermelha, ou
seja, 6 L de tinta branca e 2 L de tinta vermelha, respectivamente. Caso o aluno sinta dificuldade em fazer a proporção
de 1 L para 8 L diretamente, peça-lhe que monte uma tabela e faça a proporção de litro em litro: se para fazer 1 L de
tinta rosa são necessários 750 mL de tinta branca e 250 mL de tinta vermelha, para fazer 2 L serão necessários 1500 mL
de tinta branca e 500 mL de tinta vermelha; o aluno deve continuar a proporção de litro em litro, até chegar a 8 L,
relacionando a quantidade de tinta branca e vermelha. Conclua com o aluno que de 1 L para 8 L é necessário multi-
plicar por 8. Logo, para chegar ao resultado, ele deverá multiplicar por 8 a quantidade de tinta branca e a quantidade
de tinta vermelha.

Questão 9 – Habilidade – EF05MA13


Resolver problemas envolvendo a partilha de uma quantidade em duas partes desiguais, tais como dividir uma
quantidade em duas partes, de modo que uma seja o dobro da outra, com compreensão da ideia de razão
entre as partes e delas com o todo.
Resposta: b.
O dia será dividido em três partes de 8 horas, pois 24 horas divididas por 8 horas resultarão em 3 horas. Como
devemos dormir 8 horas, isso significa que dormiremos em 1 parte e ficaremos acordados em 2 partes, que
são 16 horas.

COMENTÁRIO
O aluno deverá reconhecer que a razão é a comparação entre duas quantidades e que, nessa questão, as quan-
tidades envolvidas são as horas. Nessa questão, o aluno deve dividir 24 horas por 8 horas, que é a quantidade de
horas de sono, e perceber que o dia é dividido em 3 partes. Uma parte desse dia recomenda-se que seja dedicada
ao sono. Logo, a razão entre o tempo ideal de sono e o tempo desperto é de 1 para 2 (1 : 2). Caso o aluno sinta
dificuldade em resolver a questão, faça uma figura que represente um dia e divida-a por 3. Pinte uma parte que
represente o tempo de sono e conclua com o aluno que essa parte representa a proporção de 1 para 2.

Questão 10 – Habilidade – EF05MA13


Resolver problemas envolvendo a partilha de uma quantidade em duas partes desiguais, tais como dividir uma
quantidade em duas partes, de modo que uma seja o dobro da outra, com compreensão da ideia de razão
entre as partes e delas com o todo.
Resposta: Um boi tem 1 000 kg de massa e uma galinha, 2 kg. A razão entre a massa em quilograma de um boi
para uma galinha será de 1 para 500 (1 : 500).

COMENTÁRIO
Nessa questão, espera-se que o aluno compreenda que a razão entre a massa em quilograma de um boi para a
de uma galinha é de 1 para 500, ou seja, serão necessárias 500 galinhas para se ter a mesma massa em quilogra-
ma de um boi que tem 1000 kg. Caso o aluno sinta dificuldade em resolver a questão, retome o assunto sobre
razão e faça algumas atividades usando figuras para que o aluno visualize melhor a situação.

Questão 11 – Habilidade – EF05MA13


Resolver problemas envolvendo a partilha de uma quantidade em duas partes desiguais, tais como dividir uma
quantidade em duas partes, de modo que uma seja o dobro da outra, com compreensão da ideia de razão
entre as partes e delas com o todo.

120 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Resposta:
a)
• 4 : 1 (4 colheres de açúcar para 1 clara de ovo)
• 1 : 4 (1 clara de ovo para 4 colheres de açúcar)
b) 2 claras de ovo e 8 colheres de açúcar de confeiteiro
1 clara de ovo : 4 colheres de açúcar
32 32
2 claras de ovo : 8 colheres de açúcar

COMENTÁRIO
Nessa questão, o aluno deve encontrar a razão entre a clara de ovo e o açúcar e depois entre o açúcar e a clara
de ovo. Em seguida, deve lembrar-se do conceito de dobro e fazer a razão entre a clara de ovo e o açúcar com
a nova receita. Caso o aluno não consiga resolver a questão, retome o assunto sobre razão e faça algumas ativi-
dades usando figuras para que o aluno visualize melhor a situação.

Questão 12 – Habilidade – EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, tempe-
ratura e capacidade, efetuando a transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta: a.
60 1 60 5 120 1 20 5 140, ou seja, 1 1 1 5 2 minutos e 20 segundos.

COMENTÁRIO
O aluno deve fazer a transformação de segundos para minutos e chegar a 2 minutos e 20 segundos.
Caso o aluno tenha dificuldade em resolver a questão, lembre a ele que 60 segundos equivalem a 1
minuto. Leve um relógio e mostre-lhe as transformações de minutos para segundos e de horas para
minutos e para segundos.

Questão 13 – Habilidade – EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, tem-
peratura e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta: d. Das 16h15 às 19h30, há um intervalo de 3 horas e 15 minutos. Durante esse período, Rogério e
Jonas interromperam os estudos 3 vezes. Na primeira vez, eles pararam por 5 minutos; na segunda vez, por 3
minutos; na terceira vez, por 12 minutos. No total, os meninos pararam seus estudos por 20 minutos. Logo,
3 horas e 15 minutos 2 20 minutos 5 2 horas e 55 minutos
ou
195 minutos 2 20 minutos 5 175 minutos 5 2 horas e 55 minutos.

COMENTÁRIO
Nessa questão, o aluno, primeiramente, deve encontrar o tempo de estudo de Rogério e de Jonas e subtrair
o tempo que eles pararam de estudar para fazer outras atividades. Deverá subtrair 20 minutos de 3 horas e 15
minutos. Para fazer essa subtração, o aluno precisará transformar 1 hora em 60 minutos. Em seguida, deverá
concluir que Rogério e Jonas estudaram por 2 horas e 55 minutos. Se o aluno sentir dificuldade na questão,
lembre a ele que 1 hora equivale a 60 minutos e a 3600 segundos e que 1 minuto equivale a 60 segundos. Leve
dois relógios, coloque um deles com a hora inicial e o outro com a hora final da atividade em questão e trabalhe
de forma lúdica essas transformações e operações que envolvem o tempo.

Questão 14 – Habilidade - EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo,
temperatura e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos so-
cioculturais.

121 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Resposta:

TEMPO 17h05 17h08 17h13 17h16 17h21 17h24 17h29 17h32 17h37 17h40 17h45

CORRE x x x x x x

CAMINHA x x x x x

a) Das 17 horas às 17h45 passaram-se 45 minutos.


b) Ela correu durante 30 minutos e 6 vezes.
c) Ela caminhou durante 15 minutos e 5 vezes.

COMENTÁRIO
Nessa questão, espera-se que o aluno perceba que estão envolvidos intervalos de tempo. O tempo total de
treino foi de 45 minutos. Desses 45 minutos, o aluno deverá concluir que Thaise correu durante 30 minutos e
caminhou durante 15 minutos. Se o aluno tiver dificuldade em resolver a questão, monte uma tabela com um
intervalo de tempo de 45 minutos, mostrando que de 5 em 5 minutos Thaise corre e que de 3 em 3 minutos ela
caminha, resultando no total de 6 corridas e 5 caminhadas.

Questão 15 – Habilidade – EF05MA19


Resolver e elaborar problemas envolvendo medidas das grandezas comprimento, área, massa, tempo, tem-
peratura e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em contextos socioculturais.
Resposta:
a) 6 horas
b) 15º C
c) 15 2 5 5 10º C

COMENTÁRIO
Por meio da observação do gráfico de linhas, o aluno deve comparar as temperaturas registradas durante al-
gumas horas em um dia de inverno na cidade de Limoeiro. Ele deverá identificar qual foi a hora com a menor
temperatura, a temperatura registrada em uma determinada hora e a diferença entre a temperatura mais alta
e a mais baixa. Se o aluno não conseguir inferir as informações mediante a observação do gráfico, ajude-o na
interpretação das questões. Retome o assunto e trabalhe com uma pesquisa dentro da realidade do aluno, para
que ele possa vivenciar algo concreto.

122 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Ficha de acompanhamento da avaliação Objetivos de ensino e aprendizagem
Unidade 3 – 5o ano Habilidades avaliadas em cada questão
No Nome do aluno Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14 Q15
1
2
3
4
5
6

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Grade de correção:
A – Objetivo alcançado P – Objetivo parcialmente alcançado N – Objetivo não alcançado

123 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA AVALIAÇÃO


Ficha de acompanhamento bimestral – 5o ano – Unidade 3

Alunos
Referência
Comportamentos
(Habilidade)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Conclui, por meio de investigações, que a relação de


igualdade existente entre dois membros permanece ao se
EF05MA10
adicionar, subtrair, multiplicar ou dividir cada um deles por
um mesmo número, para construir a noção de equivalência.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


Resolve e elabora problemas cuja conversão em sentença
EF05MA11 matemática seja uma igualdade com uma operação em que
um dos termos é desconhecido.

Resolve problemas que envolvam variação de


proporcionalidade direta entre duas grandezas, para associar
EF05MA12 a quantidade de um produto ao valor a pagar, alterar as
quantidades de ingredientes de receitas, ampliar ou reduzir
escala em mapas, entre outros.

Resolve problemas envolvendo a divisão de uma quantidade


em duas partes desiguais, de modo que uma seja o dobro da
EF05MA13
outra, compreendendo a ideia de razão entre as partes e delas
com o todo.

Resolve e elabora problemas envolvendo medidas das


grandezas comprimento, área, massa, tempo, temperatura
EF05MA19
e capacidade, efetuando transformações entre as unidades
mais usuais em contextos socioculturais.

Preenchimento da ficha:   A – O aluno alcançou satisfatoriamente o objetivo.


P – O aluno alcançou parcialmente o objetivo.
N – O aluno não alcançou o objetivo.

124 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO BIMESTRAL


MATEMÁTICA
5 oano
4º BIMESTRE
PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL | 5º ANO
4o BIMESTRE
Procedimentos Recursos e
Objetivos de Objetos de
Conteúdos Habilidades de ensino e gestão de Formas de avaliação
aprendizagem conhecimento
aprendizagem sala de aula
1. Observar figuras que • Áreas e (EF05MA20) Área e Perímetro • Encartes de • O processo avaliativo deve ocorrer
Área e
têm perímetro igual perímetros Concluir, por meio – SD 10 – 5o Ano apartamentos com trocas de experiências, registros
perímetro
e áreas diferentes e de figuras de investigações, na planta diários e observações.

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


vice-versa. poligonais: que figuras de • Régua • A avaliação deve ocorrer por meio de
2. Reconhecer a algumas relações perímetros iguais • Papel diagnóstico, tanto interventivo como
unidade principal podem ter áreas quadriculado contínuo.
das medidas de área diferentes, bem • A avaliação deve se dar por meio
e perímetro. como figuras que de registros escritos (em grupo ou
3. Utilizar estratégias têm a mesma individualmente), na forma de prova
para calcular a área área podem (ver Proposta de acompanhamento
de quadrados e ter perímetros da aprendizagem), relatórios,
retângulos. diferentes. trabalhos (ver Sequências didáticas) e
4. Calcular área e projetos (ver Projeto integrador).
perímetro de figuras O que é essencial para seguir em frente:
planas usando a Os alunos devem atingir ao menos
malha quadriculada. parcialmente os objetivos:
5. Resolver situações- 1. Observar figuras que têm perímetro
-problema de área e igual e áreas diferentes e vice-versa.
perímetro. 2. Reconhecer a unidade principal das
medidas de área e perímetro.
3. Calcular área e perímetro de
figuras planas usando a malha
quadriculada.
Caso os objetivos não sejam
parcialmente alcançados, será
interessante indicar a resolução de
atividades extras (ver Atividades
complementares).

126 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Reconhecer o • Noção de (EF05MA21) Grandezas e • Material • O processo avaliativo deve ocorrer
Volume
volume como volume Reconhecer volume Medidas – SD 11 Dourado com trocas de experiências, registros
medida de grandeza. como grandeza – 5o Ano • Recipientes diários e observações.
2. Relacionar decímetro associada a sólidos cúbicos • A avaliação deve ocorrer por meio de
cúbico e centímetro geométricos e medir • Copos e diagnóstico, tanto interventivo como
cúbico com volumes por meio vasilhas contínuo.
capacidade. de empilhamento • Calculadora • A avaliação deve se dar por meio
3. Utilizar unidades de cubos, utilizando, de registros escritos (em grupo ou
de medida preferencialmente, individualmente), na forma de prova
padronizadas como objetos concretos. (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


metros cúbicos, da aprendizagem), relatórios,
centímetros cúbicos trabalhos (ver Sequências didáticas) e
e decímetros projetos (ver Projeto integrador).
cúbicos. O que é essencial para seguir em frente:
4. Reconhecer a Os alunos devem atingir ao menos
unidade principal da parcialmente os objetivos:
medida de volume. 1. Reconhecer a unidade principal da
5. Calcular volume medida de volume.
por meio de 2. Encontrar volume por meio de
empilhamento de empilhamento de cubos.
cubos. 3. Relacionar decímetro cúbico e
6. Reconhecer volume centímetro cúbico com capacidade.
como grandeza 4. Reconhecer volume como grandeza
associada a sólidos associada a sólidos geométricos.
geométricos. Caso os objetivos não sejam
7. Calcular volume de parcialmente alcançados, será
recipientes e verificar interessante indicar a resolução de
a capacidade do atividades extras (ver Atividades
objeto. complementares).

127 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


1. Resolver problemas • Problemas de (EF05MA09) Probabilidade e • Jogos • O processo avaliativo deve ocorrer
Probabilidade
de contagem contagem do Resolver e elaborar Estatística – SD • Dados com trocas de experiências, registros
e estatística
por princípio tipo: “Se cada problemas simples 12 – 5o Ano • Recortes de diários e observações.
• Multiplicação
multiplicativo objeto de uma de contagem que revistas e • A avaliação deve ocorrer por meio de
e contagem
combinando coleção A for abordem o princípio jornais diagnóstico, tanto interventivo como
• Gráficos e
elementos de uma combinado multiplicativo, como contínuo.
tabelas
coleção com os de com todos os a determinação • A avaliação deve se dar por meio
• Probabilidade
outra. elementos de do número de de registros escritos (em grupo ou
2. Estabelecer uma coleção agrupamentos individualmente), na forma de prova
diferentes B, quantos possíveis ao se (ver Proposta de acompanhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


combinações de agrupamentos combinar cada da aprendizagem), relatórios,
elementos. desse tipo elemento de uma trabalhos (ver Sequências didáticas) e
3. Analisar as chances podem ser coleção com todos projetos (ver Projeto integrador).
de eventos aleatórios formados?” os elementos de O que é essencial para seguir em frente:
acontecerem. • Espaço amostral: outra, por meio de Os alunos devem atingir ao menos
4. Calcular análise de diagramas de árvore parcialmente os objetivos:
probabilidade chances ou por tabelas. 1. Resolver problemas de contagem
de eventos de eventos (EF05MA24) por princípio multiplicativo
equiprováveis. aleatórios Interpretar dados combinando elementos de uma
5. Compreender • Cálculo de estatísticos coleção com os de outra.
o conceito de probabilidade apresentados em 2. Calcular a probabilidade de eventos
probabilidade e de eventos textos, tabelas equiprováveis.
estatística. equiprováveis e gráficos (de 3. Apresentar os possíveis resultados
6. Apresentar os • Leitura, coleta, colunas ou de de um experimento aleatório.
possíveis resultados classificação, linhas) referentes 4. Mostrar que os resultados de
de um experimento interpretação e a outras áreas do um experimento aleatório são
aleatório. representação de conhecimento ou igualmente prováveis ou não.
7. Mostrar que os dados em tabelas a outros contextos, 5. Organizar dados em tabelas, gráficos
resultados de de dupla entrada como saúde e de colunas, pictóricos e de linhas.
um experimento e em gráficos trânsito, e produzir 6. Interpretar dados estatísticos
aleatório são de colunas textos com o apresentados em textos, tabelas e
igualmente agrupadas, objetivo de sintetizar gráficos.
prováveis ou não. de linhas e conclusões. 7. Analisar dados apresentados em gráficos
pictóricos. de colunas, pictóricos e de linhas.

128 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


8. Realizar pesquisa (EF05MA25) Realizar Caso os objetivos não sejam
envolvendo variáveis pesquisa envolvendo parcialmente alcançados, será
categóricas e variáveis categóricas e interessante indicar a resolução de
numéricas. numéricas, coletar dados, atividades extras (ver Atividades
9. Organizar dados em organizá-los em tabelas, complementares).
tabelas, gráficos de gráficos de colunas,
colunas, pictóricos e de pictóricos e de linhas, com
linhas. e sem uso de tecnologias
10. Interpretar dados digitais, e apresentar texto
estatísticos escrito sobre a finalidade

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


apresentados em da pesquisa e a síntese dos
textos, tabelas e resultados.
gráficos. (EF05MA22) Apresentar
11. Analisar dados todos os possíveis
apresentados em resultados de um
gráficos de colunas, experimento aleatório,
pictóricos e de linhas. estimando se eles são
12. Comparar resultados de igualmente prováveis ou
pesquisas. não.
13. Produzir texto com a (EF05MA23) Determinar
análise do resultado da a probabilidade de
pesquisa. ocorrência de um resultado
em eventos aleatórios,
quando todos os resultados
possíveis têm a mesma
chance de ocorrer
(equiprováveis).

129 | MATEMÁTICA | 5 o ano PLANO DE DESENVOLVIMENTO ANUAL


SEQUÊNCIA DIDÁTICA
5º ANO | UNIDADE 4

SEQUÊNCIA DIDÁTICA 10 – ÁREA E PERÍMETRO

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


Os conceitos de área e perímetro são utili- Identificar o perímetro de figuras poligonais.
zados para determinar as medidas do interior e Investigar quais figuras com mesma área po-
do contorno de figuras. Para calcular o períme-
dem ter perímetros diferentes e o com mesmo pe-
tro, basta adicionar o valor de todos os lados da
rímetro podem ter áreas diferentes.
figura. Para calcular a área de figuras quadradas
e retangulares, se ela estiver em uma malha qua- Determinar a área de figuras planas utilizando
driculada, basta observar a quantidade interna de ou não malha quadriculada.
quadradinhos que a figura possui, ou apenas mul-
tiplicar as dimensões de seus lados. Partindo da OBJETO DE CONHECIMENTO
observação das áreas de figuras como o quadrado Áreas e perímetros de figuras poligonais: al-
e o retângulo, estimule os estudantes a investigar gumas relações.
a área, em malha quadriculada, de figuras como
o triângulo, bem como a observar que figuras de PROCEDIMENTOS E RECURSOS
áreas iguais podem ter perímetros diferentes. • Réguas.
HABILIDADE • Papel quadriculado.
(EF05MA20) Concluir, por meio de investi- • Encartes de apartamentos na planta.
gações, que figuras de perímetros iguais podem
ter áreas diferentes, bem como figuras que têm a DURAÇÃO
mesma área podem ter perímetros diferentes. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Previamente, divida o piso da sala de aula em quadrados cuja área seja de 1m². Solicite que os alunos
externem seus conhecimentos quanto à medida do perímetro e área das figuras.
Estimule os alunos a explorar o contorno da sala de aula, ou outros espaços da escola, e explique que
esse contorno recebe o nome de perímetro e que os quadrados internos da figura formam a área.
Entregue a cada aluno uma folha de papel quadriculado com figuras poligonais.

DESENVOLVIMENTO
Divida a classe em grupos e entregue uma trena ou fita métrica. Solicite que os estudantes realizem
algumas medições e respondam às questões:
Quantos metros tem o contorno da sala de aula?
Quantos quadrados tem todo o piso da sala de aula?
Explique os conceitos de perímetro e área, diferencie-os e peça que registrem no caderno.
Apresente também a unidade de medida de cada um.
Perímetro – mm, cm, m ou km.
Área – mm², cm², m², km².

130 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala de aula figuras poligonais desenhadas ou não em malha quadriculada. Proponha
que os alunos investiguem a área de cada figura e seu contorno. Estimule-os a analisar que figuras com
a mesma área podem ter perímetro diferentes e que figuras com o mesmo perímetro podem ter áreas
diferentes.

DESENVOLVIMENTO
Ao analisar figuras poligonais, estimule os estudantes a reconhecer a área e o perímetro delas.
Separe os alunos em duplas e solicite que desenvolvam as seguintes atividades:

1. Observe as figuras desenhadas na malha quadriculada e responda às perguntas:

1 cm

B C 1 cm

a) Qual é a área de cada figura? A 5   7 cm²  B 5   9 cm²  C 5   9 cm²  D 5   8 cm² 


b) Quais figuras possuem a mesma área?

As figuras B e C .
c) As figuras que possuem a mesma área também têm o mesmo perímetro?

Não, o perímetro da figura B é de 12 cm e o da figura C é de 14 cm .


d) Observando a malha quadriculada, há figuras que possuem o mesmo perímetro?

Sim, as figuras A e D possuem 12 cm de perímetro .


e) As figuras que possuem o mesmo perímetro têm a mesma área?

Não .

2. Observe o modelo e determine a área e o perímetro das figuras a seguir:

2 cm 2 cm

4 cm 4 cm

131 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Área: 4 cm x 2 cm 5 8 cm²
Perímetro: 4 cm 1 2 cm 1 4 cm 1 2 cm 5 12 cm

a)

3 cm

Área: 3 cm 3 3 cm 5 9 cm²

3 cm
Perímetro: 3 cm 1 3 cm 1 3 cm 1 3 cm 5 12 cm

b)

3 cm

Área: 2 cm 3 3 cm 5 6 cm²
2 cm
Perímetro: 2 cm 1 3 cm 1 2 cm 1 3 cm 5 10 cm

c)
1 cm
Área: 6 cm 3 1 cm 5 6 cm²
6 cm
Perímetro: 6 cm 1 1 cm 1 6 cm 1 1 cm 5 14 cm

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Desenhe na lousa um retângulo (4 m x 3 m) e um quadrado (3 m x 3 m), indicando as respectivas
dimensões. Estimule os estudantes a explorar situações do cotidiano que envolvam área e perímetro.
Proponha a atividade:

1. Um pedreiro precisa instalar piso em dois cômodos de uma casa. O retângulo é o chão da sala e o
quadrado é o do quarto.

3m
3m
porta porta
1m 1m

4m 3m

Responda:
a) Qual a área da sala?

12 m² .

132 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Em quantos metros quadrados a área do quarto é menor que a área da sala?

3 m² .
c) De modo que não haja desperdício de piso, quantos metros quadrados serão necessários para
revestir os dois cômodos?

21 m² .
d) Quantos metros de rodapé serão colocados no quarto?

11 m. Explore que, na porta, não será colocado rodapé .


e) Quantos metros de rodapé terão os dois cômodos juntos?

24 m. Explore que, na porta, não será colocado rodapé .

Continuando a atividade, solicite que os estudantes façam medições de outros ambientes da


escola, com formato quadrado ou retangular, como pátio, quadra etc. Peça que eles mencionem a
medida do perímetro e da área de cada ambiente.

AULA 4
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a classe folhetos com a planta de apartamentos em construção (em malha quadriculada),
ou previamente desenhe, em uma folha de papel quadriculado, a planta de uma casa ou apartamento.
Questione:
Uma casa ou apartamento é do tamanho desta imagem?
O que representa este desenho?

DESENVOLVIMENTO
Explique qual é o objetivo da planta e diga que a escala indica quantas vezes uma determinada área
foi reduzida, até ficar daquele tamanho no papel.
Se a escala usada foi de 1 : 100, significa que cada 1cm representado no papel corresponde a
1 m. Para encontrar o tamanho real, também podemos multiplicar o número indicado na planta por 100
(1 cm 3 100 5 100 cm ou 1 m). Outras escalas também podem ser utilizadas para desenhar uma planta.
Proponha as atividades:

1. A escala que foi usada para desenhar os cômodos de um apartamento é de 1 : 100 (1 cm 5 100 cm
ou 1 m). Observe a planta e responda:

Cozinha

Quarto

Sala Corredor

Banheiro Quarto 1 cm

1 cm
a) Determine, em metros quadrados (m²), as seguintes áreas:

Sala   15 m²  Cozinha   5 m²  Banheiro   4 m²  Corredor   4 m² 

133 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Quais espaços têm a mesma área?

O corredor e o banheiro possuem 4 m² de área, e os quartos possuem área igual a 6 m² .


c) Desconsiderando as portas, há ambientes que possuem o mesmo perímetro?

Os quartos, a cozinha e o corredor possuem perímetro igual a 10 m .

2. A planta de um apartamento foi desenhada na escala 1 : 100.

2,5 cm 2,5 cm

2 cm cozinha 2 cm

VICTOR B./ M10 1 cm

sala 3 cm

2,5 cm

a) Calcule a área, em metros quadrados, da cozinha.

5m² .
b) Em metros quadrados, determine a área da sala.

7,5m² .
c) Existem ambientes com a mesma área?

Sim, a cozinha e o quarto possuem a mesma área .


d) Sabendo que o banheiro tem área de 1,95 m², qual a área total, em metros quadrados, do
apartamento?

19,45 m² .

134 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 11: GRANDEZAS E MEDIDAS

INTRODUÇÃO Determinar o volume de figuras ao empilhar


É comum nos depararmos com situações que cubos.
envolvam medida do volume de objetos. Para me- Calcular o volume de figuras multiplicando
di-lo, é necessário observar quantas “medidas” (cm³, suas dimensões (largura x profundidade x altura).
dm³, m³) cúbicas os objetos possuem. Facilmente
obtemos o volume ao efetuar a multiplicação en- OBJETO DE CONHECIMENTO
tre largura, altura e profundidade. Nesta sequência Noção de volume
didática, trabalharemos a grandeza volume. As uni-
dades de medida mais utilizadas são cm³, dm³ e m³. PROCEDIMENTOS E RECURSOS
• Material Dourado.
HABILIDADE
• Recipientes cúbicos.
(EF05MA21) Reconhecer volume como gran-
deza associada a sólidos geométricos e medir vo- • Embalagens vazias diversas: leite, suco, caixas
lumes por meio de empilhamento de cubos, utili- de sapato, de chá etc.
zando, preferencialmente, objetos concretos.
DURAÇÃO
OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM • Quatro aulas.
Reconhecer volumes em sólidos geométricos.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Leve para a sala cubinhos do Material Dourado, ou previamente construa cubos de papel sulfite, e
empilhe-os de diferentes formas. Estimule os estudantes a analisar que um cubinho, com 1 cm de aresta,
tem 1cm³ de volume.
Questione:
Qual é a grandeza que calcula a quantidade do espaço que um objeto ocupa? Volume

DESENVOLVIMENTO
Sobre a mesa empilhe cubos; cada pilha deverá ter quantidades e formatos diferentes.
Proponha que os alunos desenvolvam as atividades:

1. Quantos cubinhos há em cada pilha?


 8 cubinhos           9 cubinhos         

 36 cubinhos         

135 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Para determinar o volume de um bloco retangular, podemos multiplicar suas dimensões (largura x
profundidade x altura). Observe o modelo e calcule o volume de cada uma das figuras a seguir:

3 cm

2 cm
4 cm

Volume 5 4 cm x 2 cm x 3 cm
Volume 5 24 cm³
a) Volume: 2 cm 3 2 cm 3 2 cm 5 8 cm³

2 cm

2 cm
2 cm
b) Volume: 3 cm 3 3 cm 3 3 cm 5 27 cm³

3 cm

3 cm
3 cm

c) Volume: 6 cm 3 5 cm 3 4 cm 5 120 cm³

4 cm

5 cm
6 cm
AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Desenhe na lousa um cubo e um paralelepípedo em perspectiva, ou seja, demonstrando que eles
têm largura, altura e profundidade. Retome o conceito de volume mostrando que para medi-lo é necessá-
rio multiplicar largura, altura e profundidade (volume 5 largura x altura x profundidade)

136 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


DESENVOLVIMENTO
Apresente aos estudantes as unidades de medida mais utilizadas para determinar o volume:
cm³, dm³ ou m³.
Estimule-os a investigar que 1000 cm³ é igual a 1dm³ e que 1 dm³ é igual a 1 L.
Proponha as atividades:

1. Um decímetro (1 dm) é o mesmo que 10 cm. Determine o volume da figura a seguir em cm³ e em dm³.

10 cm

10 cm

10 cm

Volume: 10 cm x 10 cm x 10 cm 5 1000 cm³

Volume: 1 dm x 1 dm x 1 dm 5 1 dm³

137 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. A caixa de leite comprada por Melissa tem as seguintes dimensões:

VICTOR B./M10
20 cm

1L

10 cm 5 cm
a) Qual o volume da caixa de leite?

1000 cm³ .
b) Essa embalagem tem capacidade para quantos litros de leite?

1L.
c) Uma embalagem com volume de 1000 cm³ tem capacidade para quantos litros?

1L .
d) Um recipiente com volume de 2000 cm³ tem capacidade para quantos litros de leite?
2L ,

AULA 3
DESENVOLVIMENTO
Retome os conceitos de comprimento, largura e altura exemplificando com prismas. Ressalte que ob-
jetos de diferentes formatos podem ter o mesmo volume e relembre que para calculá-lo basta multiplicar
comprimento 3 altura 3 largura.
Explique as formas retangulares com diferentes dimensões, porém com o mesmo volume, desenhan-
do na lousa. Exemplos:
2 cm 31 cm 3 6 cm 512 cm³
1 cm 3 3 cm 3 4 cm 512 cm³
2 cm 3 2 cm 3 3 cm 512 cm³
Separe os alunos em duplas e distribua peças do Material Dourado (cubinhos) para que eles possam
construir figuras de mesmo volume, mas de dimensões diferentes. Em um primeiro momento, proponha
que construam as figuras desenhadas na lousa; em seguida, que criem outras, sempre investigando se elas
possuem o mesmo volume.
Solicite que registrem os dados das investigações sobre volume no caderno.

AULA 4
Retomar com os estudantes o conceito de volume. Leve para a sala de aula caixas cúbicas ou blocos
retangulares, por exemplo: caixas de chá, de suco, de leite, de sapato etc. Proponha que esta atividade seja

138 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


desenvolvida em grupo (3 ou 4 alunos). Munidos com réguas e calculadoras, os alunos deverão determi-
nar as dimensões de cada objeto e registrar o volume das embalagens no caderno.
Estimule-os a investigar a relação existente entre a capacidade da embalagem e o volume, bem como
promova discussões sobre as informações coletadas.

139 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


SEQUÊNCIA DIDÁTICA 12: PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA

INTRODUÇÃO OBJETIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM


Constantemente, informações são transmitidas Apresentar resultados possíveis e equiprová-
utilizando conceitos e recursos relacionados à pro- veis.
babilidade e estatística. A representação de informa- Reconhecer a probabilidade de ocorrência de
ções por meio de gráficos facilita a interpretação dos
eventos em resultados equiprováveis.
dados, e a análise das chances de um evento aconte-
cer nos auxilia em uma tomada de decisão. Ler e interpretar dados em tabelas e em gráfi-
cos de colunas e de linhas.
Nesta sequência didática, trabalharemos situa-
ções de aprendizagem que estimulam a investiga- Desenvolver e realizar pesquisa envolvendo
ção e interpretação de dados apresentados em grá- variáveis categóricas e numéricas.
ficos e tabelas e a análise de eventos equiprováveis.
OBJETOS DE CONHECIMENTO
HABILIDADES Espaço amostral: análise de chances de
(EF05MA22) Apresentar todos os possíveis re- eventos aleatórios.
sultados de um experimento aleatório, estimando Cálculo de probabilidade de eventos equi-
se esses resultados são igualmente prováveis ou prováveis.
não.
Leitura, coleta, classificação, interpretação e
(EF05MA23) Determinar a probabilidade de
representação de dados em tabelas de dupla en-
ocorrência de um resultado em eventos aleató-
trada, gráficos de colunas agrupadas, gráficos de
rios, quando todos os resultados possíveis têm a
linhas e gráficos pictóricos.
mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
(EF05MA24) Interpretar dados estatísticos PROCEDIMENTOS E RECURSOS
apresentados em textos, tabelas e gráficos (de
• Recortes de revistas e jornais.
colunas ou de linhas), referentes a outras áreas do
conhecimento ou a outros contextos, como saúde • Régua, lápis e borracha.
e trânsito, e produzir textos com o objetivo de sin- • Gráficos de linhas.
tetizar conclusões.
• Exercícios de fixação.
(EF05MA25) Realizar pesquisa envolvendo
• Cartolina.
variáveis categóricas e numéricas, coletar dados,
organizá-los em tabelas, gráficos de colunas, pic- • Cola.
tóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias
digitais, e apresentar texto escrito sobre a finalida- DURAÇÃO
de da pesquisa e a síntese dos resultados. • Quatro aulas.

AULA 1
PROBLEMATIZAÇÃO
Cole na lousa imagens de tipos diferentes de gráficos e questione: O que são? Para que servem? Qual
a diferença entre eles?

DESENVOLVIMENTO
Explore qual a utilidade dos gráficos e solicite que os estudantes explorem as características de cada um:
Colunas: os dados são posicionados na vertical.
Barras: semelhante ao gráfico de colunas, porém os dados são representados na horizontal.
Pizza/Setor: expressa relação de proporcionalidade em que todos os dados adicionados completam
o todo.
Linhas: analisa o desenvolvimento de diversas situações: vendas 3 ano, temperatura 3 minutos ou
horas, entre outras. O gráfico de linhas é utilizado para registrar informações acumulativas, mostrando a
progressão ou regressão dos dados.

140 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Proponha atividades utilizando diferentes gráficos.

1. Uma loja realizou uma pesquisa interna para determinar quais eletroeletrônicos foram vendidos no
mês de abril.
VENDA DE APARELHOS ELETRÔNICOS
DO MÊS DE ABRIL
60
Eletroeletrônicos
55
50
45
40
35
30
25
20
15
10
5
0
Celular Computador Televisão Tablets

a) Complete o quadro com as informações representadas no gráfico:

APARELHOS QUANTIDADE
ELETRÔNICOS VENDIDA
Celular 45

Computador 25

Televisão 50

Tablets 30

Total 150

b) Qual o aparelho eletrônico mais vendido?

Televisão .

c) Quantos aparelhos eletrônicos foram vendidos no mês de abril?

150 .

d) A quantidade de tablets vendidos é inferior à de computadores?


Não .

141 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


2. Os meteorologistas observaram as temperaturas, máximas e mínimas, registradas em uma cidade
durante uma semana. Observe-as no gráfico.

TEMPERATURAS REGISTRADAS NA CIDADE DE MANGÓPOLIS


30 Mínima
25 Máxima
20
15
10
5
0
Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado

a) Qual foi a temperatura mínima registrada naquela semana?

5º C .
b) Em que dia da semana a temperatura mínima ocorreu?

Na quinta-feira .
c) Qual foi a temperatura máxima registrada?

25º C .
d) Em que dia da semana a temperatura máxima ocorreu?

Na terça-feira .
e) Qual foi a variação de temperatura que ocorreu no sábado?

A temperatura variou 10º C .

3. O quadro a seguir mostra o faturamento semestral de uma empresa com a venda de


eletrodomésticos.

MÊS Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho


VALOR EM R$ 50 000 30 000 72 000 75 000 53 000 45 000

De acordo com os dados:


a) Construa um gráfico de linhas que represente o faturamento da empresa nesse semestre.


80 000
70 000
60 000
50 000
40 000
30 000
20 000
10 000
0 Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho

142 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


b) Em que mês houve o menor faturamento?

Fevereiro .
c) Qual mês foi o melhor em faturamento para a empresa?

Abril .
d) Qual a diferença, em vendas, entre os meses de abril e fevereiro?

R$ 45 000,00 .
e) Quanto faturou a empresa nesse semestre?

R$ 325 000,00 .

AULA 2
PROBLEMATIZAÇÃO
Separe a turma em grupos. Leve para a sala de aula jornais e revistas que possuam informações regis-
tradas em diferentes tipos de gráficos e distribua-os para os grupos.

DESENVOLVIMENTO
Solicite aos estudantes que procurem em jornais e revistas informações apresentadas em diferentes
tipos de gráficos.
Questione:
Quais tipos de gráficos foram encontrados?
Qual o objetivo da pesquisa?
Quais informações estão representadas nos gráficos?
Algum gráfico representou uma pesquisa de opinião sobre, por exemplo, a preferência do cliente por
um determinado produto, ou a escolha do eleitor por um candidato à eleição?
Peça aos estudantes que montem um cartaz com as informações encontradas e o apresentem para a
turma, indicando todas as informações que um gráfico pode representar.

AULA 3
PROBLEMATIZAÇÃO
Separe a turma em dois grupos. Leve para a classe uma caixa com tampinhas/botões de duas cores.
Na caixa, coloque a mesma quantidade de elementos para cada cor. Anote na lousa que as tampinhas
vermelhas valem 5 pontos e as verdes, 10 pontos.
Retire uma tampinha da caixa e, sem mostrar a cor, questione: qual é a cor da tampinha?
Se os dois grupos acertarem, ambos ganham ponto. Ganha aquele que somar 50 pontos primeiro.

DESENVOLVIMENTO
Estimule os estudantes a investigar:
Quantas tampinhas de cada cor foram colocadas dentro da caixa?
Quando colocamos a mesma quantidade de elementos em um sorteio, podemos dizer que as chan-
ces são equiprováveis? Sim.
Se forem colocadas 10 tampinhas vermelhas e 10 verdes nesta caixa, qual será a chance de retirar uma
tampinha vermelha? 10 em 20.

143 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


Se na caixa estiverem 5 tampinhas vermelhas e 7 verdes, a chance de ser retirada uma tampinha verde
é maior?   Sim  . Esse evento é equiprovável?   Não  . Por quê?

A quantidade de tampinhas verdes colocadas na caixa é maior que a de vermelhas, isso torna o

evento não equiprovável .


Solicite que os estudantes registrem no caderno as informações por eles coletadas.
Promova outras investigações envolvendo outros objetos, por exemplo o dado, e questione:
No lançamento de um dado, a chance para cada uma das faces é equiprovável?

Sim .
A chance de sair um número ímpar é maior que a de um número par?

Não, pois são equiprováveis .


A chance de sortear um número maior que 4 é maior que a de sortear um número menor que 4?

Não, os números maiores que 4 são 5 e 6; os números menores que 4 são 1, 2 e 3. Portanto, a

chance de sortear um número menor que 4 é maior .


Solicite que os alunos anotem as informações no caderno.

AULA 4
DESENVOLVIMENTO
Promova investigações que envolvam eventos equiprováveis ou não utilizando duas roletas.
Leve para a sala de aula duas roletas, de acordo com as figuras a seguir:

Roleta A Roleta B

1 2 2 1
3 3
3 2
7 4

3 3 2 3

Deixe que os alunos as manuseiem e proponha que resolvam a atividade:

1. Observando as roletas, responda:


a) Na roleta A, qual a chance de sair a cor amarela?

1 em 8 .
b) Na roleta A, qual a chance de sair um número par?

2 em 8 .

144 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


c) A chance de sair a cor laranja, na roleta A, é a mesma de sair a verde?

Sim .
d) Na roleta A, as cores são equiprováveis?

Não .
e) As cores são equiprováveis na roleta B?

Sim .
f ) Na roleta B, qual número tem maior chance de sair?

O número 2  .
g) Se para vencer um jogo temos que acertar na cor verde, qual roleta devemos escolher?

A roleta B, pois é nela que há maior chance de sair a cor verde. .


h) Se um jogador precisa acertar o número 3, qual roleta ele deve escolher?

A roleta A, pois é nela que há maior quantidade de número 3 .

145 | MATEMÁTICA | 5 o ano SEQUÊNCIA DIDÁTICA


ATIVIDADES COMPLEMENTARES
5O ANO | UNIDADE 4
1. No seu aniversário, Marcela ganhou 4 camisetas, 2 sandálias e 3 saias. Responda:
a) De quantas maneiras diferentes ela pode se vestir usando as peças que ganhou no seu aniversário e
escolhendo uma camiseta, uma saia e uma sandália?

4 3 2 3 3 5 24 maneiras .
b) Represente, no diagrama, as combinações possíveis conforme o modelo:
VICTOR B./ M10

c) Descreva dois exemplos de composições de camiseta, saia e sandália representadas no esquema


anterior.

Resposta pessoal .

2. Escreva a área e o perímetro das figuras A e B, considerando que cada quadradinho tem 1 cm de lado.

FIGURA ÁREA (CM2) PERÍMETRO (CM)

A 15 22

B 15 20

A B

146 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


3. Vovó Maria está construindo uma caixa de areia para seus netos brincarem. Observe a caixa e responda:
quantos centímetros cúbicos de areia ela deverá comprar para encher a metade da caixa?

ALEXANDRE R./ M10


30 cm

120 cm
100 cm

Resposta:

120 cm 3 100 cm 3 30 cm 5 360 000 cm3

Como ela deverá encher a metade da caixa, o volume total deverá ser dividido por 2:

360 000 cm3 4 2 5 180 000 cm3 .

Vovó Maria deverá comprar 180 000 cm3 .

4. Os alunos do 5o ano construíram estas peças utilizando cubinhos do Material Dourado. Calcule o volume
das peças, lembrando que cada um desses cubinhos tem 1 cm3 de volume.

Figura I Figura II

Resposta:

A figura I tem 56 cm3 e a II tem 14 cm3 .

147 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


5. Giovani quer comprar um carro. Ele tem 3 modelos para escolher e 4 cores: prata, azul, branco ou
vermelho. Combinando sempre um modelo de carro e uma cor, quantos carros diferentes Giovani terá
para escolher?

Carro 1 Carro 2 Carro 3

P A B V P A B V P A B V
3 carros 3 4 cores 5 12 opções diferentes

6. Dados os algarismos 1, 2, 3 e 4, quantos números de três algarismos distintos podem ser formados com eles?
a) Escreva no diagrama todos os possíveis números:

3 123  3   213 

2 1
4 124  4   214 

2 132  1   231 

1 3 2 3
4 134  4   234 

Centena
2 142  1   241 

4 4
3 143  3   243 

Dezena
Resultado
Unidade

 2   312   2   412 

1 1
 4   314   3   413 

 1   321   1   421 

3 2 4 2
 4   324   3   423 

 1   341   1   431 

4 3
 2   342   2   432 

148 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


b) Indique a operação matemática que representa a quantidade de números com três algarismos
distintos formados com 1, 2, 3 e 4.

4 3 3 3 2 5 24
Centena Dezena Unidade Total de
possibilidades

c) Ao observar todas as possibilidades de compor um número de três algarismos distintos usando


1, 2, 3 e 4, podemos dizer que todos os números formados aparecem apenas uma vez. Assinale a
conclusão correta à que podemos chegar com essa situação:
I – Todos os resultados de um sorteio entre os números formados são igualmente prováveis. X
II – O
 s resultados em um sorteio não são igualmente prováveis, pois cada número é diferente do outro e
isso interfere.
III – Todo sorteio é aleatório e os resultados são sempre igualmente prováveis.
7. O setor que controla o fluxo de automóveis em uma cidade fez uma pesquisa sobre a quantidade de
veículos que passam em uma rodovia das 9h às 16h. Observe a tabela e o gráfico de linhas:

TEMPO
Até às 9 9 às 10 10 às 11 11 às 12 12 às 13 13 às 14 14 às 15 15 às 16
(HORAS)

QUANTIDADE
1 567 1 682 1 935 2 583 2 954 1 805 1 420 1 229
DE VEÍCULOS

NÚMERO DE VEÍCULOS
3 500
Quantidade de veículos

3 000
2 500
2 000
1 500
1 000
500
0
9 10 11 12 13 14 15 16
Horas

Responda:
a) Em que período a rodovia esteve com maior fluxo de veículos?

Entre 12 e 13 horas .
b) Entre quais horários o fluxo de veículos esteve aumentando?

Entre 9 e 13 horas .
c) Quantos veículos passaram na rodovia das 14 às 15 horas?

1 420 veículos .

149 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


d) Faça uma síntese da observação sobre o fluxo de carros nessa estrada.

Resposta pessoal .

8. Observe os dados de uma pesquisa. Cada imagem representa a preferência de uma pessoa por um
animal de estimação.

VICTOR B./ M10


a) Complete o quadro com a frequência.

ANIMAL FREQUÊNCIA

Cachorro 9
Gato 7
Coelho 5
Peixe 3
Hamster 1

b) A que se refere a pesquisa?

Refere-se a animais de estimação .


c) Considerando que cada pessoa entrevistada só tem um animal de estimação, quantas foram
entrevistadas?

25 pessoas .

150 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


d) Construa um gráfico que represente o resultado da pesquisa.

Quantidade ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO


10
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0 Animais
Cachorro Gato Coelho Peixe Hamster

e) Faça uma síntese dos resultados observados no gráfico:

Resposta pessoal. Sugestão: De acordo com o gráfico, o animal de estimação que mais pessoas

têm é o cachorro e o que menos pessoas têm é o hamster.

9. Algumas crianças estão brincando de amigo secreto. Veja as tiras de papel com o nome de cada uma
delas.

Sandro Elis Nicolas Débora

Enzo Aurora Mônica Gina

a) Elis vai escolher um papel. Qual é a probabilidade de ela sortear o próprio nome?

1/8 .
b) Qual é a probabilidade de sair o nome de uma menina?

5/8 .
c) E a de sair o nome de um menino?

3/8 .
d) No início do sorteio do amigo secreto, qual é a probabilidade de cada criança pegar o próprio
nome?

1/8 .

151 | MATEMÁTICA | 5 o ano ATIVIDADES COMPLEMENTARES


AVALIAÇÃO – UNIDADE 4 – 5º ANO
1. Volume é uma grandeza que se associa a quais das formas geométricas a seguir?

Cilindro Retângulo Cubo

Círculo
Esfera Triângulo

 .

2. Daniel ganhou uma caixa em formato de bloco retangular para guardar os cubos coloridos que utiliza nas
atividades da escola. As medidas da caixa são de 20 cm 3 20 cm 3 10 cm e cada cubinho tem 1 cm de lado.

ALEXANDRE R./M10

Responda:
a) Quantos cubinhos de 1 cm3 cabem nessa caixa?
 .
b) Qual o volume da caixa?
 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


3. A professora do 5o ano está montando duplas entre os alunos para a realização de uma atividade. Ainda
falta fazer duplas entre os meninos Matheus e Guilherme e as meninas Abigail, Giovana e Talita. Quantas
duplas diferentes de um menino e uma menina podem ser formadas entre eles?

Guilherme Matheus
VICTOR B./ M10

Abigail Talita Giovana


 .

4. Observe o esquema do lançamento de um dado e uma moeda ao mesmo tempo e quantas


possibilidades de resultados existem para esse experimento.
Continue o preenchimento do esquema e depois responda:

  F1    V1 

       
VICTOR B./ M10

       

       
Frente da moeda Verso da moeda

       

       

a) Quantas possibilidades de resultados diferentes temos ao lançar um dado e uma moeda ao mesmo
tempo?
 .
b) Ao lançarmos um dado e uma moeda, qual é a chance de obtermos como resultado a frente da
moeda e o número 6?
 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


5. Observe a disposição dos canteiros de flores de um jardim botânico em que as cores representam as
flores plantadas e cada quadradinho tem 1 m de lado.
Legenda:
Azaleias
Canteiro B Margaridas
Violetas
Rosas

Canteiro A

Canteiro C
Assinale a alternativa correta:
a) As áreas dos canteiros A e C são iguais a 18 m2.
b) As áreas dos canteiros B e C são iguais ao perímetro do canteiro C.
c) As áreas dos canteiros A, B e C são iguais, mas seus perímetros são diferentes.
d) As áreas dos canteiros A e B são iguais aos perímetros dos canteiros A e C.
6. Usar o aparelho de telefone celular para falar ou enviar mensagens de texto enquanto se dirige
um veículo é infração de trânsito pelo perigo de acidentes que representa. No entanto, é comum
observarmos essa prática entre motoristas. Um grupo de alunos do 5o ano resolveu fazer uma pesquisa
sobre o assunto entre os adultos motoristas da família, amigos e vizinhos.
a) Observe e preencha a tabela com o resultado da pesquisa:

Comportamento do motorista em relação ao


Contagem Frequência
uso do celular ao volante.

Nunca usou o telefone celular ao volante.


Concorda que é errado e mesmo assim faz
ligações e envia mensagens frequentemente.
Reconhece ter usado o celular ao volante
poucas vezes.
Faz uso do celular ao volante normalmente e
considera um exagero a proibição.
Total de entrevistados
b) Escreva a principal conclusão a que se pode chegar com essa pesquisa:
 .

7. Em uma aula sobre eventos aleatórios, a professora levou um jogo de cartas coloridas em que cada carta
era de uma das 4 cores: amarelo, azul, verde e vermelho e continha um número de 0 a 9. Foram feitos
nessa aula vários experimentos de sorteio entre as cartas.
BÁRBARA T./ M10

Analise as afirmações:
I. Considerando apenas as cartas vermelhas com números de 0 a 9, a chance de sortear o número 5 é
igual à chance de sortear o número 6 ou o número 7.
II. Um aluno separou 4 cartas de número 2, uma de cada cor, e disse: “Aqui, a chance de pegar ao acaso a
carta 2 amarela é a mesma que a de pegar ao acaso a carta 2 verde.”

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


III. Considerando todas as cartas do jogo com todas as cores e números, sortear uma carta azul de
número 1 é igualmente provável a sortear qualquer outra carta.
Assinale a alternativa que indica as afirmações corretas:
a) I e II
b) II e III
c) I e III
d) I, II e III
8. Na aula de ciências, os alunos do 5o ano estudaram sobre o desenvolvimento do corpo humano e o
crescimento infantil e realizaram uma pesquisa, desde o início do ano, medindo a altura em centímetros
dos colegas de classe. Todos os alunos marcaram suas medidas de altura na parede da sala de aula.
Observe o gráfico e a tabela montados por Thomas, que é o mais alto, Pedro, que alcançou a marca dos
140 cm em outubro, e Luíza, que terminou o ano com a mesma altura que Pedro começou. Escreva na
legenda do gráfico os nomes corretos das crianças:

CRESCIMENTO EM ALTURA – ALUNOS DO 5o ANO


150
145
Altura em centímetros

140
135
130
125
120
115
Alunos 18/fev. 23/abr. 27/jun. 30/ago. 26/out. 22/nov.

135 136 137 138 140 142


     

128 130 132 133 134 135


     

137 139 140 142 143 145


     

9. Calcule o volume dos sólidos, considerando que cada quadradinho tenha 1 cm de lado, e assinale a
alternativa que apresenta os volumes corretos:
4
3

1 2

a) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 18 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 16 cm3.
b) A figura 1 tem volume de 24 cm3, a figura 2 tem volume de 18 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 16 cm3.
c) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 36 cm3, a figura 3 tem volume de 18 cm3 e
a figura 4 tem volume de 12 cm3.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


d) A figura 1 tem volume de 12 cm3, a figura 2 tem volume de 16 cm3, a figura 3 tem volume de 36 cm3 e
a figura 4 tem volume de 18 cm3.
10. Na área de lazer de um condomínio, há 3 piscinas e um jardim. Calcule as áreas e os perímetros das piscinas
e do jardim, considerando cada quadradinho com 1 m de lado, e selecione a alternativa correta:

VICTOR B./ M10


Piscina 2

Piscina 1

Jardim

Piscina 3

a) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e o mesmo perímetro de 20 m.


b) O jardim e as piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e perímetros diferentes.
c) Todas as piscinas têm a mesma área e perímetros diferentes.
d) A piscina 2 tem a área maior que as outras, porém o seu perímetro é igual ao das outras piscinas.
11. Maria Clara está escolhendo o visual que vai usar em uma festa. Ela tem as opções de vestidos, bolsas
e sapatos que estão no armário. De quantas formas diferentes ela pode se arrumar usando um vestido,
uma bolsa e um par de sapatos?
VICTOR B./ M10

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


 .

12. Os pratos divertidos, montados com frutas esculpidas, porções de arroz modelado em forma de ursinho
nadando no caldo de feijão, macarrão em forma de cabelos de boneca etc. são estratégias usadas pelos
pais e nutricionistas para convencer as crianças a comer alimentos saudáveis. Foi realizada uma pesquisa
com 40 crianças do 5o ano, em dois dias diferentes, em que foram oferecidos alimentos saudáveis
durante uma refeição. Observe nos gráficos o resultado e assinale a alternativa correta:

CONCORDARAM EM PROVAR OS ALIMENTOS


DURANTE A REFEIÇÃO TRADICIONAL SERVIDA
AO GRUPO EM 11/09
9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
Brócolis Cenoura Manga Abacaxi

CONCORDARAM EM PROVAR OS ALIMENTOS


DURANTE A REFEIÇÃO DE PRATOS DIVERTIDOS
SERVIDA AO GRUPO EM 18/09

16
14
12
10
8
6
4
2
0
Brócolis Cenoura Manga Abacaxi

a) Com a refeição tradicional, apenas 3 crianças concordaram em provar os brócolis e, no dia do prato
divertido, esse número continuou o mesmo.
b) Foi 20 o número de crianças que concordou em provar os alimentos saudáveis em pratos
tradicionais e esse número aumentou para 35 no dia da refeição com os pratos divertidos.
c) O número de crianças que concordou em provar a cenoura no prato divertido dobrou em relação
ao prato tradicional.
d) Tanto com os pratos divertidos como com os tradicionais, o resultado foi o mesmo: poucas das 40
crianças concordaram em provar os alimentos saudáveis.

13. Para uma aula de matemática, a professora levou 5 bolinhas coloridas e numeradas em uma caixa, para
ensinar os possíveis resultados de sorteios entre números.

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Regra: A cada bolinha sorteada, registra-se o número e ela volta para a caixa do sorteio.
Foram propostas duas situações:
A - Sortear um número que contenha um algarismo de 1 a 5 utilizando uma dessas bolinhas.
B - Sortear um número de dezena utilizando duas dessas bolinhas.

1 2 3 4 5

Descreva nos respectivos espaços as possibilidades de resultado para as situações:

14. Cláudio e seus amigos estão iniciando um jogo de tabuleiro. Cada jogador lança o dado e, se obtiver
o resultado 6, pode começar o jogo; caso contrário, aguarda o resultado dos outros jogadores. Quem
sortear o maior valor começa a partida. Qual é a probabilidade de Cláudio lançar o dado e a face voltada
para cima ser a do 6? Escreva a resposta por meio de uma fração.
NATHALIA S../ M10

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


 .

15. No final do ano, na escola, foi feita uma autoavaliação com alunos do 5o ano que concluíram o Ensino
Fundamental I com a seguinte pergunta: “Que nota de 1 a 5 você dá para o seu próprio desenvolvimento
no Ensino Fundamental?” Essa pergunta foi feita por meio de um questionário entregue a 50 alunos.
Após a leitura das respostas dos questionários, concluiu-se que 10% dos alunos se deram a nota mais
alta. A nota 4 foi dada por 8 alunos, infelizmente 3 alunos se deram a nota 1, a nota 2 foi dada por 5
alunos e o restante se deu a nota 3.
Preencha a tabela de frequências com os dados obtidos na pesquisa, faça um gráfico para apresentar os
resultados e escreva uma análise do resultado da pesquisa.

NOTAS DO DESEMPENHO PESSOAL FREQUÊNCIA

1
2
3
4
5

NOTAS DA AUTOAVALIAÇÃO
DO DESEMPENHO – CONCLUINTES DO 5O ANO

28
26
24
22
20
Quantidade de alunos

18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
Um Dois Três Quatro Cinco

 .

MATEMÁTICA | 5 o ano AVALIAÇÃO BIMESTRAL


AVALIAÇÃO – UNIDADE 4 – HABILIDADES E COMENTÁRIOS

Questão 1 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta: Cilindro, esfera e cubo.
Resolução: A observação da natureza das formas geométricas levará à conclusão de que as peças planas não
têm volume, pois não ocupam lugar no espaço, porém as formas geométricas espaciais, sim.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno, ao conhecer as formas geométricas planas e espaciais, descubra também as suas carac-
terísticas e possa diferenciá-las. Ao aplicar essa questão, certifique-se antecipadamente que os alunos dominam
as diferenças entre formas planas e espaciais e que associam corretamente o conceito de volume às figuras
espaciais. Em caso de erro nessa questão, utilize sólidos geométricos concretos e figuras geométricas planas em
atividade lúdica na sala de aula para fortalecer os conceitos antes de aplicar novamente a questão.

Questão 2 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta:
a) 4000 cubinhos
b) 4000 cm3
Resolução:
a) 20 3 20 3 10 5 4000 cubinhos
b) 20 cm 3 20 cm 3 10 cm 5 4000 cm³

COMENTÁRIO
Para resolver essa questão, espera-se que o aluno associe a quantidade de cubinhos que cabem na caixa com
o seu volume e que, para calcular a quantidade de cubinhos e o volume, ele se utilize do mesmo cálculo e per-
ceba que o valor é o mesmo, pois a unidade de medida de volume (1 cm3) é o próprio volume do cubinho. Em
caso de erro, faça a simulação da situação-problema utilizando caixas menores feitas de papel e preencha-as
com cubinhos de material dourado, fazendo a contagem de um a um e a contagem por meio da multiplica-
ção das arestas do bloco. Repita com os alunos essa atividade com quantidades diferentes e, então, avalie-os
novamente.

Questão 3 – Habilidade – EF05MA09


Resolver e elaborar problemas simples de contagem envolvendo o princípio multiplicativo, como a determi-
nação do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada elemento de uma coleção com todos os
elementos de outra coleção, por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Resposta: Serão 6 duplas diferentes.
Resolução:
2 3 3 5 6.
Cada menino pode formar uma dupla com uma das meninas; sendo assim, temos o diagrama que ilustra as 6
possibilidades:

160 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Guilherme e Abigail Matheus e Abigail
Guilherme e Talita Matheus e Talita
Guilherme e Giovana Matheus e Giovana

Guilherme Matheus
VICTOR B./ M10

Abigail Talita Giovana

COMENTÁRIO
A simulação de situações semelhantes em sala de aula levará as crianças a desenvolver o conceito de contagem
por princípio multiplicativo, de modo que não tenham dificuldade em resolver a questão. Em caso de erro, uti-
lize a estratégia da simulação em classe e a listagem das possibilidades na lousa, de forma que os alunos, além
de compreenderem a questão, tenham também a ferramenta para chegar à resposta e à lista de possibilidades,
que confirmará o resultado obtido no cálculo. Aplique a avaliação dessa habilidade novamente para os alunos
que apresentaram dificuldade.

Questão 4 – Habilidade – EF05MA23


Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios quando todos os resultados
possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
Resposta e resolução:
a) Cálculo: 2 3 6 5 12
b) A chance é de 1 em 12 possibilidades.

  F1    V1 

  F2    V2 
VICTOR B./ M10

  F3    V3 

  F4    V4 
Frente da moeda Verso da moeda

  F5    V5 

  F6    V6 

161 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


COMENTÁRIO
Seguindo o esquema do diagrama de árvore, é simples perceber o conceito de como encontrar as possibilida-
des e chegar às respostas. Utilize esse diagrama durante as explicações de exercícios e forneça meios de treino
no caderno e na lousa para que, na avaliação, a resolução seja praticamente automática para o aluno. Em caso
de erro, faça a sondagem do tipo de erro cometido e relembre com a classe o esquema do diagrama e a forma
de concluir a questão lançando outras perguntas, como: qual a chance de sortear um número par e a frente da
moeda ao mesmo tempo? (3 em 12). Qual a chance de sortear um número maior que 4? (4 em 12). Deixe que
eles encontrem a resposta na observação do diagrama na lousa para que compreendam como utilizá-lo.

Questão 5 – Habilidade – EF05MA20


Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes, bem como
figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
Resposta: d.
Resolução:
a)A área do canteiro A é de 6 m 3 3 m 5 18 m2, porém a área do canteiro C é de 4 m 3 5 m 5 20 m2.
b) A área do canteiro B é de 2 m 3 9 m 5 18 m2, porém a área do canteiro C é de 4 m 3 5 m 5 20 m2 e o pe-
rímetro do canteiro C é de 4 1 4 1 5 1 5 5 18 m, sendo igual à área do canteiro B, mas não igual à área do
canteiro C.
c) As áreas dos canteiros A e B são iguais a 18 m2, porém a área do canteiro C é de 20 m2. Os perímetros dos
canteiros A e C são iguais a 18 m, porém o perímetro do canteiro B é de 22 m; assim, não podemos dizer que
todas as áreas são iguais nem que todos os perímetros são diferentes.
d) As áreas dos canteiros A e B são iguais a 18 m2 e os perímetros dos canteiros A e C são iguais a 18 m; logo,
essa é a alternativa correta.

COMENTÁRIO
A resolução desse exercício consiste em cálculos de áreas e perímetros e na comparação entre as áreas e perí-
metros dos outros canteiros, observando-se que alguns têm áreas iguais e perímetros diferentes e vice-versa.
Também é importante fazer a leitura e a interpretação das afirmações que têm dados a serem analisados. Em
caso de erros, é necessário checar se ocorreram em cálculos, conceitos ou interpretação, para trabalhar direta-
mente no foco da dificuldade do aluno. Para esse tipo de questão, é importante que o aluno tenha um meca-
nismo de ação já programado, em que ele saiba como administrar os dados do problema sem se perder; e para
isso, é preciso que seja treinado antecipadamente com questões semelhantes.

Questão 6 – Habilidade – EF05MA24


Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras
áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir textos com o objetivo de
sintetizar conclusões.
Resposta e resolução:
a)
Comportamento do motorista em relação ao
Contagem Frequência
uso do celular ao volante.

Nunca usou o telefone celular ao volante. 2


Concorda que é errado e mesmo assim faz
16
ligações e envia mensagens frequentemente.
Reconhece ter usado o celular ao volante
8
poucas vezes.
Faz uso do celular ao volante normalmente e
4
considera um exagero a proibição.
Total de entrevistados 30

162 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


b) A principal conclusão a que se pode chegar é:
A maior parte dos entrevistados concorda que é errado usar o celular ao volante, mas mesmo assim continua
com a prática.

COMENTÁRIO
Para realizar uma atividade como essa, que é uma simulação de pesquisa, é importante que o aluno já este-
ja acostumado a fazer esse tratamento de informação por meio da contagem, frequência e observação dos
resultados com pesquisas semelhantes em sala de aula e fora dela. Em caso de dificuldades e erros, deve ser
retomada a atividade e feita uma leitura minuciosa com os alunos para a observação de detalhes do texto e dos
itens da pesquisa para que a conclusão após a contagem seja correta e coerente.

Questão 7 – Habilidade – EF05MA22


Apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório, estimando se esses resultados são igual-
mente prováveis ou não.
Resposta: d.
Resolução: Todas as afirmações são corretas.
Análise das afirmações:
I. Considerando apenas as cartas vermelhas com todos os números de 0 a 9, são 10 possibilidades diferentes de
sorteio, todas com um valor diferente e a mesma cor; sendo assim, a chance de ser sorteado o número 5, o
número 6 ou qualquer outro é a mesma: 1 em 10.
II. Um aluno separou 4 cartas de número 2, uma de cada cor, e disse: “Aqui, a chance de pegar ao acaso a carta
2 amarela é a mesma que a de pegar ao acaso a carta 2 verde”, pois temos 4 cartas diferentes, e a chance de
sortear uma carta com qualquer uma das 4 cores é de 1 em 4, independentemente da cor.
III. Considerando todas as cartas do jogo com todas as cores e números, sortear uma carta azul de número 1
é igualmente provável a sortear qualquer outra carta. O jogo todo contém 40 cartas, 10 de cada cor, cada
uma delas com um número diferente, de modo que a chance de sortear qualquer uma das cartas do jogo
completo é a mesma: 1 em 40.

COMENTÁRIO
Para analisar corretamente o enunciado de cada afirmação, o aluno precisa compreender a composição
das cartas do jogo e o conceito de chance de ocorrer o evento em meio às outras possibilidades. É de
grande importância para o aluno vivenciar esse tipo de situação antecipadamente e também passar por
questionamentos semelhantes para que tenha meios de compreender essa situação-problema. Em caso
de erro nesse exercício, auxilie o aluno na construção desse conjunto de possibilidades por meio de um
desenho ou apresente a ele as cartas do jogo para que ele possa visualizar cada situação de forma con-
creta e perceber as chances de ocorrência apenas em meio às peças consideradas e então aplique nova-
mente a avaliação da habilidade.

Questão 8 – Habilidade – EF05MA25


Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, organizar dados coletados por meio de tabelas,
gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto escrito
sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.
Resposta e resolução:
Ao observar os dados do enunciado e compará-los com a tabela e o gráfico, conclui-se que: a linha verde repre-
senta o crescimento de Thomas; a linha azul, o crescimento de Pedro; a linha vermelha, o crescimento de Luíza.

163 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


CRESCIMENTO EM ALTURA – ALUNOS DO 5O ANO
150
145 Thomas
Pedro

Altura em centímetros
140
135 Luíza
130
125
120
115
18/fev. 23/abr. 27/jun. 30/ago. 26/out. 22/nov.
Pedro 135 136 137 138 140 142
Luíza 128 130 132 133 134 135
Thomas 137 139 140 142 143 145

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno, ao ler os dados do enunciado e compará-los com a tabela de valores e as linhas do grá-
fico, perceba a quais personagens se refere cada uma delas. Em caso de erro, esclareça mediante a releitura do
enunciado com os alunos cada detalhe das informações e como elas estão dispostas na tabela e no gráfico de
linhas, evidenciando os pontos-chave de definição das respostas.
Aproveite a situação para fazer com os alunos uma simulação de atividade semelhante e comente com eles a
importância de se alimentar e dormir bem para um bom desenvolvimento e crescimento.

Questão 9 – Habilidade – EF05MA21


Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por meio de empilha-
mento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resposta: a.
Resolução:
Figura 1: 3 cm 3 2 cm 3 2 cm 5 12 cm3
Figura 2: 3 cm 3 3 cm 3 2 cm 5 18 cm3
Figura 3: 3 cm 3 4 cm 3 3 cm 5 36 cm3
Figura 4: 2 cm 3 2 cm 3 4 cm 5 16 cm3

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha realizado outras questões de cálculo de volume por cubo empilhado e saiba que
deve multiplicar as quantidades de cubos aparentes na largura, comprimento e altura e que as dimensões em
centímetros levam ao volume em centímetros cúbicos. Em caso de erro, faça com os alunos que apresentaram
dificuldades a contagem uma a uma das peças e, em seguida, a contagem por multiplicação das quantidades
de cubinhos da largura, altura e comprimento das figuras. Permita que eles falem sobre a experiência, compa-
rando com a atividade realizada, e sobre os erros cometidos e então os avalie novamente.

Questão 10 – Habilidade – EF05MA20


Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes, bem como
figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
Resposta: b.
Resolução – correção das alternativas:
a) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2; o perímetro da piscina 3 é de 20 m e o da piscina 1 é de 22 m.

164 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


b) O jardim e as piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2 e perímetros diferentes. (Alternativa correta)
c) As piscinas 1 e 3 têm a mesma área de 24 m2, a piscina 2 tem área de 25 m2; apenas as piscinas 2 e 3 têm
perímetros iguais a 20 m, a piscina 1 tem perímetro de 22 m.
d) A piscina 2 tem a área maior entre as piscinas; o seu perímetro é igual ao da piscina 3 e diferente do da piscina 1.

VICTOR B./ M10


Piscina 2
Área: 8 3 3 5 24 m2
Piscina 1 Perímetro: 8 1 8 1 3 1 3 5 33 m

Área: 2 3 12 5 24 m2 Área: 5 3 5 5 25 m2
Jardim Perímetro: 12 1 12 1 2 1 2 5 28 m Perímetro: 5 1 5 1 5 1 5 5 20 m

Área: 4 3 6 5 24 m2
Piscina 3 Perímetro: 6 1 6 1 4 1 4 5 20 m

COMENTÁRIO
Nesse exercício, é de grande importância o cálculo e a comparação das afirmações das alternativas, pois trazem
meias verdades. O aluno deve ser treinado a calcular as respostas antes e procurar a alternativa correta com
base nos cálculos para não se confundir.
Em caso de erro, refaça com os alunos que apresentarem dificuldades os cálculos de perímetros e áreas;
compare-os primeiramente e, por último, busque a alternativa correta.

Questão 11 – Habilidade – EF05MA09


Resolver e elaborar problemas simples de contagem envolvendo o princípio multiplicativo, como a determi-
nação do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada elemento de uma coleção com todos os
elementos de outra coleção, por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Resposta: Maria Clara pode se arrumar de 24 maneiras diferentes.
Resolução: Ao observar as peças do armário de Maria Clara, vemos 3 vestidos, 2 bolsas e 4 pares de sapatos;
aplicando o princípio multiplicativo, temos 3 3 2 3 4 5 24.

COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno já tenha desenvolvido o conceito de princípio multiplicativo para aplicá-lo em questões clássicas
como essa, em que é evidente o conceito. Ao realizar esse tipo de questão em sala de aula listando as possibilidades em

165 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


problemas de resultados menores, ficará fácil a resolução dessa questão, que tem um número maior de possibilidades,
mas o aluno já não precisará listá-las para ter certeza da resposta. Em caso de erro, utilize o diagrama da árvore e a listagem
das possibilidades para esclarecer o raciocínio e então avaliar novamente aqueles que apresentaram essa dificuldade.

Questão 12 – Habilidade – EF05MA24


Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (colunas ou linhas), referentes a outras
áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir textos com o objetivo de
sintetizar conclusões.
Resposta: b.
Resolução – correção das alternativas:
a) Com a refeição tradicional, apenas 3 crianças concordaram em provar os brócolis e, no dia do prato divertido,
esse número dobrou de 3 para 6 crianças.
b) Foi 20 o número de crianças que concordou em provar os alimentos saudáveis em pratos tradicionais e esse
número aumentou para 35 no dia da refeição com os pratos divertidos. (Alternativa correta)
c) O número de crianças que concordou em provar a cenoura no prato divertido quase dobrou; no dia do prato
tradicional, foram 4 crianças e, no dia do prato divertido, foram 7 crianças.
d) O resultado foi bem diferente com os pratos divertidos, das 40 crianças que participaram dos dois almoços,
35 concordaram em provar alimentos saudáveis. Um resultado significativo.

COMENTÁRIO
Ao observar os gráficos, é muito importante atentar para seus detalhes, semelhanças e diferenças, pois na
comparação entre eles é que se dá toda a análise dessa questão. O aluno deverá perceber a mudança das
quantidades de crianças nos eixos verticais e observar a diferença entre os dois almoços servidos. Como o eixo
das quantidades de crianças se dá de dois em dois, o aluno deverá perceber também os valores intermediá-
rios – esse tipo de situação deve ser trabalhado antecipadamente para que o aluno não seja surpreendido na
hora da avaliação. Em caso de erro, auxilie-os na interpretação dos dados dos gráficos e refaça com eles toda a
interpretação das afirmações para que possam compreender a questão de forma ampla. É importante salientar
a importância dos alimentos saudáveis para a saúde da criança e do seu crescimento.

Questão 13 –Habilidade – EF05MA22


Apresentar todos os possíveis resultados de um experimento aleatório, estimando se esses resultados são igual-
mente prováveis ou não.
Resposta e resolução:

A B

1 1 1 1
2 2 2
2 1 3 3 3 5 3
4 4 4
5 5 5
3
1 1 11 21 31 41 51
4 2 2 12 22 32 42 52
2 3 4 3 13 23 33 43 53
5 4 4 14 24 34 44 54
5 5 15 25 35 45 55
COMENTÁRIO
Espera-se que o aluno tenha formado o conceito de aleatório associado ao diagrama de árvore para fazer a
representação dos possíveis resultados dos sorteios e listar as possibilidades de forma que seja visualizada toda
a resposta, e não só a quantidade de números possíveis de serem formados, estimando se são igualmente pro-
váveis de ocorrer ou não. Por outro lado, também é importante que o aluno tenha desenvolvido o conceito do
princípio multiplicativo, com o qual pode confirmar o resultado obtido no diagrama, por meio do cálculo. Em
caso de erro nessa questão, auxilie o aluno com dificuldades refazendo com ele o diagrama e a montagem das
dezenas da situação B, para que ele continue o processo sozinho e absorva o conceito.

166 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Questão 14 – Habilidade – EF05MA23
Determinar a probabilidade de ocorrência de um resultado em eventos aleatórios, quando todos os resultados
possíveis têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
1
Resposta: 6
1
Resolução: O resultado “6” é um entre outros 6 resultados; logo, a probabilidade é 6

NATHALIA S../ M10

COMENTÁRIO
Ao se observarem as possibilidades de resultado no lançamento do dado, ficam evidentes as possibilidades
de resultados e, nesse caso, é cobrado do aluno que ele registre a probabilidade por meio de uma fração. É
importante que ele seja treinado antecipadamente para isso e que tenha segurança para fazê-lo. Em caso de
erro, faça a simulação da situação em classe e escreva os registros na lousa para que o aluno associe a pergunta
à resposta que deve ser dada.

Questão 15 – Habilidade – EF05MA25


Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, organizar dados coletados por meio de tabelas,
gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto escrito
sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.
Resposta e resolução:

NOTAS DO DESEMPENHO PESSOAL FREQUÊNCIA

1 3
2 7
3 25
4 8
5 5

NOTAS DA AUTOAVALIAÇÃO
DO DESEMPENHO – CONCLUINTES DO 5O ANO

28
26
24
22
20
Quantidade de alunos

18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
Um Dois Três Quatro Cinco

167 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Síntese:
A maioria dos alunos não se atribuiu nota alta, mas também não se atribuiu nota baixa.

COMENTÁRIO
Para resolver a questão, é importante que os alunos compreendam no enunciado que as notas são atribuídas
por eles mesmos ao seu desempenho e que a quantidade de alunos está disposta no eixo vertical para que
selecionem a altura correta e pintem as barras do gráfico, sempre considerando a posição intermediária no caso
dos valores ímpares. Esses detalhes são importantes e devem ser trabalhados antecipadamente com os alunos
para que ao se deparar com essa situação, tenham segurança em como proceder. Em caso de erro, refaça a con-
tagem da frequência de cada nota e leve-os a perceber, contando de um em um no gráfico, de baixo para cima,
o local correto de interromper a pintura da barrinha. Ao analisar o gráfico e a tabela resultantes da autoavaliação
dos alunos, é importante que o aluno interprete, faça uma síntese correta e escreva um texto que apresente de
forma simples e objetiva o resultado obtido na pesquisa. Estimule os alunos a classificar essa pesquisa como
categórica ou numérica.

168 | MATEMÁTICA | 5 o ano GABARITO | AVALIAÇÃO BIMESTRAL


Ficha de acompanhamento da avaliação Objetivos de ensino e aprendizagem
Unidade 4 – 5o ano Habilidades avaliadas em cada questão
No Nome do aluno Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Q11 Q12 Q13 Q14 Q15
1
2
3
4
5
6

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
Grade de correção:
A – Objetivo alcançado P – Objetivo parcialmente alcançado N – Objetivo não alcançado

169 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA AVALIAÇÃO


Ficha de acompanhamento bimestral – 5o ano – Unidade 4

Alunos
Referência
Comportamentos
(Habilidade)
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
Conclui, por meio de investigações, que figuras de perímetros
EF05MA20 iguais podem ter áreas diferentes, bem como figuras que têm a
mesma área podem ter perímetros diferentes.
Reconhece volume como grandeza associada a sólidos
EF05MA21 geométricos e mede volumes por meio de empilhamento

Esta página A4 está na horizontal para melhor visualização das informações.


de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
Resolve e elabora problemas simples de contagem que
abordem o princípio multiplicativo, como a determinação
EF05MA09 do número de agrupamentos possíveis ao se combinar cada
elemento de uma coleção com todos os elementos de outra,
por meio de diagramas de árvore ou por tabelas.
Interpreta dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e
gráficos (de colunas ou de linhas) referentes a outras áreas do
EF05MA24
conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e
produz textos com o objetivo de sintetizar conclusões.
Apresenta todos os possíveis resultados de um experimento
EF05MA22
aleatório, estimando se eles são igualmente prováveis ou não.
Determina a probabilidade de ocorrência de um resultado
EF05MA23 em eventos aleatórios, quando todos os resultados possíveis
têm a mesma chance de ocorrer (equiprováveis).
Realiza pesquisa envolvendo variáveis categóricas e
numéricas, coleta dados, organiza-os em tabelas, gráficos de
EF05MA25 colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias
digitais, e apresenta texto escrito sobre a finalidade da
pesquisa e a síntese dos resultados.
Preenchimento da ficha:   A – O aluno alcançou satisfatoriamente o objetivo.
P – O aluno alcançou parcialmente o objetivo.
N – O aluno não alcançou o objetivo.

170 | MATEMÁTICA | 5 o ano FICHA DE ACOMPANHAMENTO BIMESTRAL


MATEMÁTICA
5 o
ano
PROJETO INTEGRADOR
PROJETO INTEGRADOR – RECICLAGEM

COMPONENTES CURRICULARES

MATEMÁTICA, PORTUGUÊS, ARTE E CIÊNCIAS


COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
Matemática
2. Estabelecer relações entre conceitos e procedimentos dos diferentes campos da Matemática (Aritmética,
Álgebra, Geometria, Estatística e Probabilidade) e de outras áreas do conhecimento e interligá-las por meio de
representações adequadas.
3. Fazer observações sistemáticas de aspectos quantitativos e qualitativos presentes nas práticas socioculturais,
de modo a investigar, organizar, representar e comunicar informações relevantes, para interpretá-las e avaliá-las,
crítica e eticamente, produzindo argumentos convincentes.
6. Agir, individual ou cooperativamente, com autonomia, responsabilidade e flexibilidade, no desenvol-
vimento e/ou discussão de projetos que abordem, sobretudo, questões de urgência social, com base em
princípios éticos, democráticos, sustentáveis e solidários, valorizando a diversidade de opiniões de indivíduos
e de grupos sociais, sem preconceitos de qualquer natureza.
9. Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana, fruto das necessidades e preocupações de várias
culturas, em diferentes momentos históricos, e é uma ciência viva, que contribui para solucionar problemas
científicos e tecnológicos e para alicerçar descobertas e construções, inclusive com impactos no mundo do
trabalho.

Português
4. Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas,
prevendo a coerência de sua posição e a dos outros, para partilhar interesses e divulgar ideias com objetividade
e fluência diante de outras manifestações.
8. Interagir pelas linguagens, em situações subjetivas e objetivas, inclusive aquelas que exigem graus de
distanciamento e reflexão sobre os contextos e estatutos de interlocutores, como as próprias do mundo do
trabalho, colocando-se como protagonista no processo de produção/compreensão, para compartilhar os
valores fundamentais de interesse social e os direitos e deveres dos cidadãos, com respeito ao bem comum e
à ordem democrática.

Arte
6. Estabelecer relações entre arte, mídia, mercado e consumo, compreendendo de forma crítica e
problematizadora os modos de produção e de circulação da arte na sociedade.
7. Problematizar questões políticas, sociais, econômicas, científicas, tecnológicas e culturais, por meio de
exercícios, produções, intervenções e apresentações artísticas.

Ciências
4. Avaliar aplicações e implicações políticas, socioambientais e culturais da ciência e tecnologia e propor
alternativas aos desafios do mundo contemporâneo, incluindo aqueles relativos ao mundo do trabalho.
6. Conhecer, apreciar e cuidar de si, do seu corpo e bem-estar, recorrendo aos conhecimentos das Ciências
da Natureza.
7. Agir, pessoal e coletivamente, com respeito, autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e
determinação, recorrendo aos conhecimentos das Ciências da Natureza para tomar decisões frente a questões
científico-tecnológicas e socioambientais e a respeito da saúde individual e coletiva, com base em princípios
éticos, democráticos, sustentáveis e solidários.

172 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


OBJETOS DE CONHECIMENTO
Matemática
• Representação fracionária dos números racionais: reconhecimento, significados, leitura e representação na
reta numérica.
• Cálculo de porcentagens e representação fracionária.
• Problemas: adição e subtração de números naturais e racionais cuja representação decimal seja finita.
• Problemas: multiplicação e divisão de números racionais, cuja representação decimal seja finita, por números
naturais.
• Medidas de comprimento, área, massa, tempo, temperatura e capacidade: utilização de unidades convencionais
e relações entre as unidades de medida mais usuais.
• Áreas e perímetros de figuras poligonais: algumas relações.
• Noção de volume.
• Leitura, coleta, classificação, interpretação e representação de dados em tabelas de dupla entrada, gráficos
de colunas agrupadas, de linhas e pictórico.

Português
• Jornal falado e entrevista.
• Seleção de informações.
• Formulário.

Arte
• Processos de criação.

Ciências
• Reciclagem.

HABILIDADES DOS COMPONENTES CURRICULARES


Matemática
(EF05MA03) Identificar e representar frações (menores e maiores que a unidade), associando-as ao resultado
de uma divisão ou à ideia de parte de um todo, utilizando a reta numérica como recurso.
(EF05MA06) Associar as representações 10%, 25%, 50%, 75% e 100%, respectivamente, à décima parte,
quarta parte, metade, três quartos e um inteiro, para calcular porcentagens utilizando estratégias pessoais,
cálculo mental e calculadora, em contextos de educação financeira, entre outros.
(EF05MA07) Resolver e elaborar problemas de adição e subtração com números naturais e com números
racionais, cuja representação decimal seja finita, utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa,
cálculo mental e algoritmos.
(EF05MA08) Resolver e elaborar problemas de multiplicação e divisão com números naturais e com
números racionais cuja representação decimal seja finita (com multiplicador e divisor natural e diferente de
zero), utilizando estratégias diversas, como cálculo por estimativa, cálculo mental e algoritmos.
(EF05MA19) Resolver e elaborar problemas envolvendo medida das grandezas comprimento, área, mas-
sa, tempo, temperatura e capacidade, efetuando transformações entre as unidades mais usuais em diferentes
contextos socioculturais.
(EF05MA20) Concluir, por meio de investigações, que figuras de perímetros iguais podem ter áreas diferentes,
bem como figuras que têm a mesma área podem ter perímetros diferentes.
(EF05MA21) Reconhecer volume como grandeza associada a sólidos geométricos e medir volumes por
meio de empilhamento de cubos, utilizando, preferencialmente, objetos concretos.
(EF05MA24) Interpretar dados estatísticos apresentados em textos, tabelas e gráficos (de colunas ou de
linhas), referentes a outras áreas do conhecimento ou a outros contextos, como saúde e trânsito, e produzir
textos com o objetivo de sintetizar conclusões.

173 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


(EF05MA25) Realizar pesquisa envolvendo variáveis categóricas e numéricas, coletar dados, organizá-los
em tabelas, gráficos de colunas, pictóricos e de linhas, com e sem uso de tecnologias digitais, e apresentar texto
escrito sobre a finalidade da pesquisa e a síntese dos resultados.

Português
(EF05LP07) Simular jornais radiofônicos ou televisivos e entrevistas veiculadas em rádio, TV e internet,
orientando-se por roteiro ou texto e demonstrando conhecimento dos gêneros textuais jornal falado e
entrevista.
(EF05LP09) Buscar e selecionar informações sobre temas de interesse escolar, em textos que circulam em
meios digitais ou impressos, para solucionar problema proposto.
(EF05LP22) Preencher a informação solicitada em formulários descontínuos, impressos ou digitais, com
vários campos e tabelas.

Arte
(EF15AR05) Experimentar a criação em artes visuais de modo individual, coletivo e colaborativo, explorando
diferentes espaços da escola e da comunidade.
(EF15AR06) Dialogar sobre a sua criação e as dos colegas, para alcançar sentidos plurais.

Ciências
(EF05CI05) Construir propostas coletivas para um consumo mais consciente, descarte adequado e ampliação
de hábitos de reutilização e reciclagem de materiais consumidos na escola e/ou na vida cotidiana.

JUSTIFICATIVA
O planeta Terra precisa ser cuidado, afinal de contas, ele é a nossa casa. Nossas atitudes fazem a diferença na
preservação da natureza. Quando separamos o lixo, por exemplo, podemos fazer com que materiais recicláveis
sejam transformados em outros produtos; quando agimos assim, estamos pensando na sustentabilidade do
planeta.
Em 2014, por exemplo, foram vendidas no mercado brasileiro 294,2 toneladas de latas recicladas. A atividade
injetou R$ 845 milhões na economia, segundo pesquisa da Abralatas, associação dos fabricantes.

PERGUNTAS DE CONHECIMENTOS PRÉVIOS DO ASSUNTO


1. Quais situações observadas no dia a dia indicam problemas de poluição e descarte de materiais em lugares
impróprios?
2. Se as pessoas continuarem descartando o lixo em lugares impróprios e esse lixo não for coletado, o que
acontecerá com as cidades?
3. O que você sabe sobre aterros sanitários? Pesquise sobre o assunto e discuta com os colegas.

QUESTÃO DESAFIADORA
Em nosso dia a dia, nos deparamos com muitos materiais sendo descartados em lugares impróprios.
Quando andamos pelas ruas, verificamos que, em muitos lugares, não há cestos de lixo para que as pessoas
possam depositá-lo ao longo do dia.
O lixo produzido é frequentemente depositado nos lixões ou jogado em rios e no mar. Isso causa
poluição ao ambiente. Por exemplo, as latinhas de alumínio levam cerca de 100 anos para se decompor
na natureza; o plástico, cerca de 450 anos; quanto às garrafas de vidro, o tempo é indeterminado.
O que poderíamos fazer para evitar essa poluição e contribuir com a preservação da natureza e
com a economia?

174 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


OBJETIVOS
Com a intenção de integrar objetos de conhecimento de diferentes componentes curriculares, buscamos:
• OBJETIVO 1 – Criar a consciência de preservação do meio ambiente.
• OBJETIVO 2 – Interagir de forma cooperativa, trabalhando coletivamente no planejamento e desenvolvimento
de pesquisas para responder a questionamentos na busca de soluções para os problemas, de modo a
identificar aspectos consensuais ou não na discussão de uma determinada questão, respeitando o modo
de pensar dos colegas e aprendendo com eles.
• OBJETIVO 3 – Reconhecer que a Matemática é uma ciência humana, fruto das necessidades e preocupações
de diferentes culturas, e é uma ciência viva, que pode contribuir para solucionar problemas científico-
-tecnológicos e ambientais, por exemplo, a coleta do lixo.
• OBJETIVO 4 – Envolver os alunos e a comunidade escolar, conscientizando sobre a importância de criar o
hábito de separar o lixo para o reaproveitamento e reciclagens inteligentes.
• OBJETIVO 5 – Desenvolver o espírito de empreendedorismo, chamando a atenção para metais como o alumínio,
para o plástico e para o papelão, que têm valor comercial e podem gerar renda individual, familiar e comunitária.

ETAPAS DO PROJETO
O projeto terá a duração de todo o ano letivo.
1. Discussão – 1 aula
2. Pesquisa – 2 aulas
3. Passeio pelo bairro – 2 aulas
4. Confecção de cartazes – 2 aulas
5. Relatório de pesquisa – 1 aula
6. Carta formal – 1 aula
7. Elaboração da campanha – 2 aulas
8. Armazenando materiais para reciclagem – todo o ano letivo
9. Visita a uma empresa de reciclagem – 2 aulas
10. Inventando o uso de sucatas – 2 aulas
Etapa de conclusão: Revendo as questões iniciais – 1 aula
Avaliação: Avaliação do desempenho nas atividades – todo o ano letivo

MATERIAIS:
• sucata para reciclagem;
• saco plástico para armazenamento ou caçamba para coleta seletiva;
• balança;
• calculadora;
• espaço físico para armazenamento.

PRODUTO FINAL
• Realizar uma campanha de conscientização da importância da reciclagem do lixo doméstico.
• Fazer cartazes que estimulem a coleta seletiva do lixo.
• Envolver a comunidade escolar no projeto de reciclagem do lixo, conscientizando-a sobre a importância
desse tema.

175 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 1 – DISCUSSÃO

TRABALHO EM GRUPO (EM SALA DE AULA)


Objetivos da etapa: Discutir, em conjunto, sobre os problemas causados pelo acúmulo de lixo jogado em
lugares impróprios.
Questões: Alguns pontos de partida podem ser as seguintes perguntas:
1. Quando o lixo é jogado nas ruas, nos córregos ou nos rios, quais problemas podem causar para a população
de uma cidade?
2. Em nosso bairro, as famílias estão separando adequadamente o lixo para ser reciclado?
3. Em nossa escola, há um local apropriado para a coleta seletiva do lixo: vidro, papel, plástico, alumínio e orgânico?
4. Quais são as leis que regulamentam a coleta e o tratamento do lixo feitos pelas prefeituras?
5. As usinas de reciclagem ganham dinheiro ao reciclar alumínio, papel e plástico?

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ESCOLHER QUESTÕES PARA A PESQUISA


A partir das discussões em sala de aula, elaborar coletivamente quais são os temas mais interessantes para
a pesquisa sobre coleta seletiva de lixo e os valores econômicos agregados relacionados à venda dos materiais
reciclados, destacando a venda de alumínio, plástico e papelão.

ETAPA 2 – PESQUISA

TRABALHO INDIVIDUAL
Objetivos da etapa: Investigar, por meio de pesquisas, a quantidade de lixo reciclável produzido pelas
famílias, observando, por exemplo, a quantidade de papelão, alumínio e plástico acumulada no decorrer de
uma semana. Demostrar, por meio de tabelas e gráficos de coluna, os dados coletados em cada família.
Metodologias de pesquisa: Individualmente elabore um questionário de pesquisa. Cada aluno deverá
entrevistar os membros de sua família para verificar quanto lixo reciclável, aproximadamente, é produzido em
sua casa no decorrer de uma semana. Coloque os dados coletados em uma tabela e construa um gráfico com
as informações.
Modelo de tabela e gráfico para pesquisa:

RECICLANDO O LIXO DOMÉSTICO


9
8
7
6
5
4
3
2
1
0
Caixas de leite Garrafas PET Latas de alumínio

MATERIAL CAIXAS DE GARRAFAS LATAS DE


COLETADO LEITE PET ALUMÍNIO
Quantidade 8 4 5

176 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Possíveis pesquisas: Algumas possibilidades de investigação estão listadas a seguir, mas a turma deve ter
liberdade para escolher outros temas.
1. Maneiras de como as cidades brasileiras e outras ao redor do mundo fazem a coleta seletiva do lixo produzido.
2. Verificar se existe alguma cidade que possua um sistema de coleta seletiva de lixo exemplar (modelo para
outras cidades).
3. Verificar se as cidades que fazem a coleta seletiva do lixo lucram ao reciclar os materiais.
4. Pesquisar, nos lares, qual o descarte semanal de produtos que podem ser reciclados, como, por exemplo,
latinhas de alumínio, papelão e garrafas PET.
5. Investigar quão lucrativo pode ser a coleta seletiva de materiais recicláveis.
6. Pesquisar quanto vale o quilo de alumínio, papelão e garrafas PET.
7. Pesquisar quantas toneladas de lixo são produzidas em nossa cidade.
8. O alumínio de sucatas pode ser empregado na fabricação de produtos de vários segmentos, como, por
exemplo, na indústria automotiva. Pesquise outras vantagens dessa reciclagem.
9. Pesquisar qual o volume de 1 kg de latinhas de alumínio, 1 kg de papelão e 1 kg de garrafas PET. Verificar a
viabilidade de armazenar esses produtos.
10. Pesquisar o processo de reciclagem dos materiais.

COMO FAZER UMA PESQUISA


1. Vá a uma biblioteca pública ou de sua escola e reúna todos os livros que tratam do assunto.
2. Faça uma pesquisa digital, consultando diferentes sites.
3. Converse com pessoas que trabalhem diretamente com a coleta de lixo.
4. Pesquise empresas que recebem materiais para serem reciclados.
5. Pesquise as vantagens da reciclagem de garrafas PET, alumínio e papelão.
6. Verifique qual é o destino dos materiais reciclados.

AS FONTES
Segundo dados do CEMPRE (Comissão Empresarial para Reciclagem), o preço da latinha de alumínio é o
dobro do preço do plástico PET, do plástico rígido e do plástico-filme e cinco vezes o preço do papel branco,
oito vezes o do vidro, 14 vezes o do papelão e 17 vezes o da embalagem longa-vida.

SUGESTÕES DE FONTE DE PESQUISA


LINKS
Qual a importância da reciclagem para o meio ambiente. Disponível em: <http://www.meuresiduo.
com/categoria-1/qual-a-importancia-da-reciclagem-para-o-meio-ambiente>. Acesso em: 12 fev. 2018.
Reciclagem de alumínio. Disponível em: <https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-
-montar-um-servico-de-reciclagem-de-aluminio,bd687a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD>. Acesso
em: 12 fev. 2018.
Reciclagem no Brasil. Disponível em: <http://abal.org.br/sustentabilidade/reciclagem/reciclagem-no-
-brasil/>. Acesso em: 12 fev. 2018.

LIVROS
A reciclagem do alumínio no Brasil
Autor: Mauricio Barros de Castro
Editora: Desiderata
A arte da reciclagem
Autores: Sérgio Adeodato e Paulo Fridman
Editora: Horizonte

177 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


VÍDEOS
https://www.youtube.com/watch?v=fVURh9inF14
https://www.youtube.com/watch?v=m4194JaP0hU
https://www.youtube.com/watch?v=_R7WgC1FIwU

PUBLICAÇÕES
Processos de produção. Disponível em: <http://abal.org.br/aluminio/processos-de-producao/>. Acesso
em: 13 fev. 2018.
Latinhas campeãs. Disponível em: <http://abal.org.br/sustentabilidade/reciclagem/latinhas-campeas/>.
Acesso em: 13 fev. 2018.
Artigos e publicações manuais. Disponível em: <http://cempre.org.br/artigo-publicacao/manuais>.
Acesso em: 13 fev. 2018.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ORGANIZANDO O PASSEIO


Tendo a ficha de pesquisa em mãos, anote as informações fornecidas pelos entrevistados. Tire fotos de
todo o trajeto.

ETAPA 3 – PASSEIO PELO BAIRRO

TRABALHO DE CAMPO
Objetivos da etapa 3: Fazer um passeio pelo bairro, visitando pontos onde é feito o descarte de lixo.
Fotografar, no decorrer do passeio, as intervenções (ou falta de) do poder público relativas à coleta de
lixo.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CRIANDO CARTAZES


Com as informações coletadas durante o passeio, os alunos elaborarão cartazes mostrando o que eles
encontraram no percurso. Para isso, eles precisarão de cartolina, lápis de cor, caneta e das fotos tiradas durante
o trajeto.

ETAPA 4 – CONFECÇÃO DE CARTAZES


Objetivos da etapa 4: Elaborar cartazes contendo as informações coletadas no decorrer do passeio
pelo bairro.

TRABALHO EM GRUPO
Organizar as informações e fotos coletadas e, por meio de cartazes, demonstrar como o bairro onde a
escola está situada está organizando e separando o lixo produzido. Mostrar, também em cartazes, pessoas que
separam o lixo de forma adequada.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – APRESENTAÇÃO DA PESQUISA


Tendo os dados da pesquisa, demonstrar por meio de gráfico e tabela as informações encontradas na pes-
quisa e apresentá-las de forma clara e objetiva para os colegas.

178 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 5 – RELATÓRIO DA PESQUISA

TRABALHO EM GRUPO
Objetivos da etapa 5: Cada grupo apresentará o resultado da pesquisa, por meio de cartazes, e mostrará
como os moradores organizam o lixo produzido para o descarte.
Os alunos poderão relatar também:
• Como as cidades e o planeta têm sofrido com o descarte de lixo?
• Quais cidades, investigadas em pesquisas pela internet, têm um sistema de coleta e reciclagem de lixo
exemplar, que poderia ser adotada em outras regiões?
• Quantas latinhas de alumínio são desperdiçadas?
• Mostrar a tabela e o gráfico com o levantamento da pesquisa.
• Quanto tempo alguns materiais demoram para se decompor no meio ambiente?
• Quanto o quilo de alumínio, papelão ou plástico vale ao ser vendido em nossa região?

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CARTA DE APRESENTAÇÃO


Após demonstração, por meio de pesquisas, de como o planeta tem sofrido com a quantidade de lixo des-
cartado e não reutilizado, os alunos redigirão uma carta pedindo a participação de toda a comunidade escolar
no projeto de reciclagem, bem como solicitando providências à prefeitura da cidade quanto à coleta seletiva
do lixo e a palestras de conscientização sobre a reciclagem.

ETAPA 6 – ELABORANDO A CARTA DE APRESENTAÇÃO DESTINADA


A AUTORIDADES E COMUNIDADE

TRABALHO EM GRUPO
Objetivos da etapa 6: Elaborar uma carta formal, destinada às famílias dos estudantes e às autoridades
públicas responsáveis pela coleta de lixo da cidade, apresentando o projeto, os professores e os alunos que
irão, junto com a comunidade escolar, desenvolver o projeto de reciclagem.

OBJETIVOS DA CARTA AOS FAMILIARES E AUTORIDADES


• Apresentar o projeto e a equipe envolvida.
• Pedir a participação das famílias na arrecadação de materiais recicláveis.
• Chamar a atenção do bairro onde a escola está inserida sobre a importância da reciclagem e do compro-
misso social que cada um deve ter quanto ao descarte de lixo.
• Chamar a atenção das autoridades para a busca de soluções de seleção de lixo.
• Solicitar a presença de um palestrante que fale para os alunos sobre a importância da reciclagem e de
como podemos fazê-la.
• Encaminhar, em anexo, as fotos dos alunos, de como eles encontraram as ruas vizinhas à escola, se houve
lixo encontrado etc.
A carta deverá ser assinada pelo diretor educacional.
A carta formal – estrutura: Toda linguagem é um meio de comunicação. Ao transmitir uma mensagem, é
importante fazê-lo de maneira correta. Quando enviamos uma carta ou documento, devemos prestar atenção
em quem é o destinatário, para que o uso de determinada linguagem seja adequado. Observe o modelo de
uma carta formal:

179 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Carta formal
Escola     
Avenida dos Pintores, 7 Nome e endereço do remetente
CEP: 01157-220

Lagoa Azul, 15 de novembro de 2017. Local e data

A/C:
Sr. Alexandre H. França Nome do destinatário
Proprietário da lanchonete “Delícias do Brasil”

Assunto: .................... Assunto


Prezado Senhor ........, Saudação inicial
...................................................................................
................................................................................... Corpo da carta
..................................................................................
Com os melhores cumprimentos, Expressão de despedida

Escola      Assinatura do remetente

Lembre-se de que, ao escrever uma carta formal, é preciso ser claro e objetivo, e despedir-se cordialmente.
A carta formal – linguagem: Investigue sobre os pronomes de tratamento ao escrever uma carta formal e
verifique qual é a forma correta de dirigir-se a alguns representantes de nossa sociedade. O pronome de trata-
mento para governadores, por exemplo, é Vossa Senhoria (abreviado V. Sa.).

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A


IMPORTÂNCIA DA RECICLAGEM E COMO ARMAZENAR OS MATERIAIS
Em grupos e junto com os professores envolvidos no projeto, levar a carta de apresentação ao responsável
pela coleta de lixo da cidade, solicitando palestras e intervenção quanto à coleta seletiva de lixo. Cada aluno
também deverá levar uma carta à sua família.

ETAPA 7 – ELABORAÇÃO DA CAMPANHA


Objetivos da etapa 7: Criar uma consciência ecológica nos estudantes e no meio onde estamos inseridos.
Investigar como a reciclagem pode tornar o planeta mais sustentável.

TRABALHO EM GRUPO
Vamos reciclar para ter um planeta mais limpo e sustentável?
A reciclagem do lixo assume um papel fundamental na preservação do meio ambiente, pois, além de diminuir
a extração de recursos naturais, minimiza o acúmulo de resíduos nas áreas urbanas. Os benefícios obtidos são
enormes para a sociedade, para a economia do país e para a natureza.
O alumínio é um metal reciclável que gera bom retorno financeiro para trabalhadores e empresas que
atuam nesse ramo de negócio. O processo de reciclagem consiste na reutilização do alumínio para fabricação
de novos produtos.
É importante saber que a reciclagem de um quilo de alumínio economiza a extração de cerca de quatro
quilos do minério bauxita (matéria-prima). Além disso, o processo de reciclagem do alumínio utiliza apenas 7%
da energia elétrica usada na produção primária desse metal. Para formar um quilo de alumínio, são necessárias
cerca de 75 latinhas.
Os plásticos recicláveis são opções de materiais mais fortes, mais duráveis que podem substituir outros

180 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


componentes em muitos casos. Por exemplo, os móveis de plástico, em comparação com os produtos mais
tradicionais de madeira, são mais adequados a ambientes externos e sujeitos às ações do tempo.
Além de beneficiarem o meio ambiente, muitas comunidades conseguem gerar uma renda extra com
base na produção de artigos de plástico reciclado e na própria reciclagem de material plástico.
A cada 28 toneladas de papel reciclado, evita-se o corte de 1 hectare de floresta (1 tonelada evita o corte
de 30 ou mais árvores).
1 tonelada de papel novo precisa de 50 a 60 eucaliptos, 100 mil litros de água e 5 mil kW/h de energia.
1 tonelada de papel reciclado precisa de 1200 kg de papel velho, 2 mil litros de água e 1000 a 2500 kW/h
de energia.
Com a produção de papel reciclado, evita-se a utilização de processos químicos, diminuindo a poluição
ambiental: reduz em 74% os poluentes liberados no ar e em 35% os despejados na água.

Como e onde será a campanha?


Em grupo, será feita uma visita à prefeitura da cidade solicitando palestras sobre a importância da reciclagem.
Na visita, serão entregues as cartas de apresentação do projeto e da equipe participante. Além disso, os alunos
levarão a carta de apresentação a seus familiares solicitando a participação deles na arrecadação de materiais
recicláveis. Será demonstrado o quanto a comunidade escolar será beneficiada com a arrecadação desses
materiais.
As famílias trarão para a escola os materiais recicláveis. Os professores e os alunos envolvidos no projeto
farão o armazenamento do material. A escola levará o material para uma empresa de reciclagem.
Com uma balança, descubra o peso dos materiais arrecadados:

SEMANA QUANTIDADE DE SUCATA COLETADA (EM KG)


1 10
2 12

Um gráfico pode ser criado para controlar, por exemplo, o peso das latinhas arrecadadas pela
comunidade durante as semanas do projeto. Observe o modelo:

15
14
13
12
11
10
9
Quilos de alumínio

8
7
6
5
4
3
2
1
0
Semana 1 Semana 2 Semana 3

181 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ENTREGA DA CARTA PARA O RESPONSÁVEL PELA COLETA DE LIXO DA CIDADE
Leve a carta de apresentação à prefeitura e convide o representante da Secretaria do Meio Ambiente de
sua cidade para fazer uma palestra sobre a importância da coleta seletiva e da reciclagem de materiais.
Mostre ao representante fotos de pontos de sua cidade evidenciando como as pessoas descartam o lixo
produzido por elas. Agende uma visita desse representante para uma palestra em sua escola.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – ARMAZENANDO O MATERIAL PARA RECICLAGEM


Na escola, determine o local onde os materiais recicláveis serão armazenados e faça o controle de quantos
quilos semanais a coleta está acumulando.

ETAPA 8 – ARMAZENANDO OS MATERIAIS


Objetivos da etapa 8: Organizar o espaço de armazenagem dos materiais. Registrar quantos quilos foram
arrecadados para venda. Verificar quantas foram as semanas da campanha de coleta. Descobrir quanto se paga
por 1 kg dos materiais recicláveis.

TRABALHO EM GRUPO
Durante a campanha, anote em tabelas as informações relativas à arrecadação, tais como:
• quantidade de latinhas de alumínio, papel e garrafas PET arrecadados por semana;
• o valor que a escola arrecadou, por exemplo, com a venda das latinhas de alumínio.
Obtenha o valor aproximado, em reais, da quantidade de latinhas vendidas.

Sucata vendida
Valor em R$
(em kg)

Modelo:

VALOR DO
SEMANA QUILOS
QUILO A R$ 3,55

1 12 R$ 42,60

2 10 R$ 35,60

3 9 R$ 31,95

4 15 R$ 53,25

Total 46 R$ 163,30

No relatório bimestral ou final, apresente as seguintes informações sobre a campanha:


1. Em qual semana as famílias coletaram a maior quantidade de latinhas de alumínio? Quantos quilos foram
coletados nesse período?
2. Em qual semana coletou-se a menor quantidade de garrafas PET? Quantos quilos foram coletados?
3. Aproximadamente quantos quilogramas de latas de alumínio são necessários coletar e vender para
se obter o valor correspondente a um salário mínimo? (Dica: pesquise o valor do salário mínimo e use uma
calculadora, se necessário).
Ampliando ideias sobre o armazenamento de latinhas de alumínio. (Esse cálculo também pode
ser feito utilizando outros materiais como referência.)
Sugestão de atividade: As latinhas foram armazenadas em um depósito, no formato da figura a seguir.

182 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


Uma parte das latinhas está amassada, para diminuir o volume, mas outra ainda não foi amassada.

Saco com – 30 latinhas que ainda não foram amassadas


Saco com – 50 latinhas já amassadas
Espaço não utilizado

Considerando que apenas a primeira camada do piso está coberta, responda:

1. Qual o total de latinhas já amassadas? E o das que ainda não foram amassadas?

O total de latinhas amassadas é 450, e o de não amassadas é 390 .

2. Do total de latinhas no depósito, que fração representa a quantidade de latinhas amassadas?


450 45 15
840 ou 84 ou 28  .

3. Quantas latinhas não amassadas ainda podem ser armazenadas nos espaços não utilizados do depósito,
se em cada saco houver 30 latinhas?

420 latinhas .

4. Observando o depósito sugerido, qual a porcentagem que ainda não foi preenchida?

38,8% .

5. Se um saco repleto de latas de alumínio for amassado e seu volume reduzido em 1/5, qual a
porcentagem do saco que ainda poderá ser preenchida?

80% .

6. Quantas latinhas já amassadas ainda podem ser armazenadas nos espaços não utilizados do depósito, se
em cada saco houver 50 latinhas?

700 latinhas .

7. Qual seria a capacidade do depósito se todo o seu espaço fosse utilizado para latinhas amassadas,
considerando que cada saco teria 50 latinhas? E se fosse utilizado somente para latinhas não amassadas,
havendo, em cada saco, 30 latinhas?

Seriam 1800 latinhas no primeiro caso e 1080 no segundo .

8. Qual seria a arrecadação com a venda das latinhas de alumínio, a R$ 3,55 o quilo considerando:
(lembre-se de que, para formar 1 kg de alumínio, necessitamos de 75 latinhas, segundo fonte: <https://
www.em.com.br/app/noticia/economia/2015/05/11/internas_economia,646262/catadores-precisam-
juntar-19-1-mil-latinhas-para-ganhar-um-salario.shtml>.)
a) o depósito cheio com latinhas não amassadas?

R$ 51,12 .
b) o depósito cheio com latinhas já amassadas?

R$ 85,20 .

183 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


9. Armazenando as latas amassadas, qual a economia de espaço que teríamos? Como você mediria essa
economia?

Armazenando latas amassadas, contendo 50 latinhas em cada saco e apenas na primeira camada,

conseguiríamos colocar no depósito 1800 latinhas. Porém, se em cada saco houvesse apenas

30 latinhas não amassadas e preenchêssemos apenas a primeira camada, conseguiríamos armazenar

1080 latinhas, uma diferença de 720 latinhas .

10. Coloque em uma tabela a quantidade, em quilogramas, de materiais coletados e armazenados.


Modelo de tabela:

DIA QUANTIDADE DE LATINHAS COLETADAS (EM KG)


1
2
3
4
5
6
7
8
Total

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – INVESTIGAÇÃO DE COMO É FEITA A RECICLAGEM


Fazer uma visita a uma empresa de reciclagem e observar como é feita a produção de novos objetos
utilizando latinhas de alumínio, garrafas PET e papel.

ETAPA 9 – VISITA A UMA EMPRESA DE RECICLAGEM


Objetivos da etapa 9: Mostrar como as empresas que recebem os materiais recicláveis transformam-nos
em novos produtos. Verificar como é feita a comercialização das latas de alumínio, do plástico e do papel que
são recolhidos para reciclagem. Discutir quais atitudes podem ser tomadas para que a quantidade de lixo
produzido possa diminuir.

TRABALHO DE CAMPO
Ao visitar uma empresa de reciclagem, os alunos terão contato com parte do processo que envolve a
coleta do lixo seletivo. Eles poderão verificar como cada material é separado e, se for o caso da empresa,
como é reutilizado na produção de novos objetos.
Após a visita, o aluno deverá elaborar relatório sobre o que foi observado. Promova discussões sobre
a quantidade de lixo produzido pela população e sobre atitudes que podem ser tomadas para que não se
produza tanto lixo.

PREPARAÇÃO DO PRÓXIMO PASSO – MATERIAIS RECICLÁVEIS NA CONFECÇÃO DE


NOVOS OBJETOS
Separar algumas latinhas de alumínio, garrafas PET e papelão que foram coletados para fazer novos objetos.

184 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR


ETAPA 10 – PESQUISANDO O USO DE SUCATA
Objetivo da etapa 10: Mostrar como é possível criar novos objetos utilizando materiais recicláveis.

TRABALHO EM GRUPO
Como visto durante todo o processo de pesquisa, é possível utilizar materiais recicláveis na confecção de
novos objetos.
Peça aos alunos uma pesquisa para conhecerem o uso de sucata na produção de objetos úteis ou artísticos.
A pesquisa deverá levar em conta objetos feitos com sucata de:
• alumínio;
• papelão;
• plástico.
Com as informações sobre as pesquisas, monte um painel com fotos, textos e indicações de acesso para
ser apresentado em sala de aula.
Repensando as questões iniciais: A partir dos dados das pesquisas, quais questões surgiram em relação à sua
cidade? O resultado pode ser apresentado em forma de gráficos e tabelas, por exemplo.

ETAPA DE CONCLUSÃO – REVENDO AS QUESTÕES INICIAIS


Objetivos da etapa de conclusão: Descrever quais providências foram tomadas pela comunidade e pelo
poder público sobre a coleta seletiva do lixo. Relatar se houve vantagem ecológica e financeira com a venda
dos materiais recicláveis. Legitimar a continuidade do processo de reciclagem.

TRABALHO EM GRUPO
No decorrer do desenvolvimento do projeto, foram vistas algumas situações sobre a coleta seletiva e a
reciclagem. Promova uma discussão entre alunos acerca dos dados encontrados durante o projeto. Escreva um
relatório mencionando quais ações foram tomadas, em sua escola, para conscientizar sobre a importância da
reciclagem de materiais. Relate se houve vantagens financeiras, além das ecológicas, ao reciclar e vender alumínio.

AVALIAÇÃO FINAL DO PROJETO


• Avaliação, pelos docentes, do desempenho e envolvimento dos alunos participantes.
• Análise, pela coordenação, direção e docentes, dos objetivos alcançados e das melhorias no projeto.
• Autoavaliação realizada pelos alunos participantes.
• Observações relatadas pelos pais e responsáveis, incluindo sugestões para aprimoramento.

185 | MATEMÁTICA | 5 o ano PROJETO INTEGRADOR