Você está na página 1de 30

Tecnologia de precisão

Índice 10.8.2.5.1
CDC COOLING Edição 1.8

(Container Data Center Cooling)

Condicionador de ar de precisão
de concepção avançada,
especialmente desenvolvido para
Eletrocentros, Data-Centers em
construções pré-fabricadas.
Índice
1 - Indicações de segurança Pag. 02

2 - Transporte / Armazenamento Pag. 04

3 - Apresentação Pag. 05

4 - Nomenclatura: Pag. 07

5 -Verificações antes de colocar o equipamento para funcionar Pag. 08

6 - Recomendamos para a instalação: Pag. 09

7 - Dimensionamento dos cabos Pag. 10

8 - Lay-out dos equipamentos Pag. 11

9 - Montagem dos equipamentos Pag. 12

10 - Dimensões dos Furos Pag. 13

11 - Distâncias entres os equipamentos Pag. 14

12 - Dados técnicos Pag. 15

13 - Circuíto refrigerante (Ilustrativo) Pag. 16

14 - Compressor inverter Pag. 17

15 - Ajustes do Controlador Pag. 19

16 - CLP – Tela mensagem de falhas e ações corretivas Pag. 20

17 - Manutenção preventiva Pag. 26

18 - Certificado de garantia Pag. 28

Pag. 01 Pag. 01
1 - Indicações de segurança
Generalidades
Este manual de instruções contém indicações de instalação, operação e manutenção, devendo ser
realizado por técnicos treinados e qualificados. Aconselhamos que o start-up do equipamento, seja
acompanhado por um técnico da equipe Dala, afim de evitar quaisquer avarias ao equipamento.

Verifique se a tensão da rede elétrica é a mesma indicada na etiqueta fixada na porta do quadro
elétrico;

A instalação em local não adequado, prejudica o funcionamento do equipamento e aumenta o


consumo de energia;

Nos aparelhos de ar condicionado e condicionadores da empresa Dala são utilizados


agentes de refrigeração R410A. Os agentes de refrigeração são hidroclorofluorcarbonos
(HCFCs) voláteis ou ligeiramente voláteis, liquefeitos sob pressão.

- O manuseio deve ser executado por técnicos especializados

- Cumprimento dos regulamentos de prevenção de acidentes

- Verifique a corrente nominal do equipamento no esquema elétrico ou plaqueta de


identificação que se encontra no equipamento;

- Utilize cabo de cobre com as seções recomendadas;

- A interligação frigorifica deve ser montada conforme as recomendações;

- A unidade deve ser instalada sobre um piso nivelado;

- Nunca obstruir a passagem de ar para os equipamentos com condensação a ar;

Sempre deixar uma área livre próxima ao equipamento, para eventuais manutenções e
limpeza;

- Os dispositivos de segurança não devem ser desligados.

- Em caso de manuseio no aparelho, este deve ser desligado.

- Ter em consideração as normas nacionais do país onde ocorre a instalação.

- O circuito de refrigeração contém fluido refrigerante e óleo requer um descarte correto e


adequando da assistência.

- Ao manusear o sistema frigorifico deve-se ter atenção ao equipamento pessoal

- A responsabilidade pela eliminação correta de agentes de refrigeração e peças do


sistema, são de responsabilidade do proprietário.

Pag. 02
Reconstrução e elaboração de peças de substituição sem autorização

Só serão permitidas reconstruções ou alterações do sistema com o consentimento da


Dala. As peças de substituição originais e peças de substituição/acessórios autorizados
pela Dala garantem a segurança

Modos de funcionamento não permitidos

A segurança operacional do sistema só é garantida com uma utilização correta (conforme


o manual). Os valores limite mencionados em catálogos não podem ser excedidos em
nenhuma situação.

Pag. 03
2. Transporte / Armazenamento

2.1 Entrega do equipamento


- Nunca deitar o equipamento;

- Suspender o equipamento com cordas pode gerar empenamento ou avaria geral;

- Evitar inclinações;

- Evitar vibrações no equipamento, certificar que o equipamento está bem amarrado ao


caminhão, evitando vibrações que podem ocasionar vazamento na tubulação e riscos na
pintura do gabinete;

- Nunca encostar na carroceria do caminhão;

O transporte inadequado pode ocasionar sérios problemas ao funcionamento do


equipamento, caso seja constatado qualquer avaria devido ao mau manuseio a garantia
será suspensa

Na embalagem encontrará as seguintes informações.

1) Logotipo da Dala
2) Núm. de série
3) Tipo de equipamento
4) Símbolos de advertência

Em solicitações adicionais

6) Peso bruto
7) Peso líquido
8) Dimensões
9) Núm. de pedido do cliente
10) Outras solicitações do cliente

2.2 Transporte

Os equipamentos também podem ser transportados embalado sobre o pallet mediante uma empilhadeira,
mas deve certificar-se de que o ponto de gravidade do equipamento se encontre sobre a superfície de suporte
da empilhadeira.
Verifique sempre que o equipamento se encontre em posição vertical durante o transporte.
Nunca desloque o equipamento sobre roletes, o transporte através de empilhadeira somente com pallet,
pois o equipamento poderá sofrer avarias.

5.3 Armazenamento

Se o equipamento for armazenado provisionalmente antes de sua instalação, devem tomar-se as


seguintes medidas para protegê-lo contra danos e corrosão:

A temperatura no lugar de armazenamento não deve superar os 42° C. Ademais, o lugar deve estar
protegido contra a radiação solar direta.

O equipamento deve ser armazenado embalado, sobretudo para reduzir o perigo de corrosão nas
aletas da evaporador.

Pag. 04
3 - Apresentação:

Os componentes da linha CDC Cooling foram especialmente desenvolvidos visando suportar as mais rígidas
condições climáticas, mantendo a tradicional durabilidade e confiança dos equipamentos Dala.

Os condicionadores de ar de precisão foram projetados para mercado nacional de TI. São totalmente autônomos e
projetados com a mais alta tecnologia existente no mercado. Cada um possui compressores herméticos scroll,
condensador resfriado a ar, evaporador com alto calor sensível e controle através de um CLP.

Caracterizado por sua durabilidade, confiabilidade, controle preciso de temperatura e umidade, alta vazão e alto
fator de calor sensível, tendo em vista que o ambiente de Data Center é totalmente ocupado por equipamentos, sendo
o calor sensível o principal componente da carga térmica existente.

Os ambientes críticos necessitam de controle rígido de umidade de 45% min. a 55% máx, pois os equipamentos
podem sofrer até em último caso problemas da falta de umidificação a eletricidade estática ou em com o excesso de
umidade (gotejamento) e aparecimento de fungos.

São de capacidade 7,5 TR e 10 TR, são projetados para instalações externas (resistente ao tempo).

São fornecidos prontos para a instalação e utilização.

A unidade é testada quanto à pressão e totalmente carregada com refrigerante à base de hidrofluorcarbono (HFC)
que não degrada a camada de ozônio, e também inclui uma carga de óleo inicial. É executado um completo teste
operacional que garante a plena operação.

A estrutura é produzida em aço, com pintura a pó e acabamento submetido à norma ASTM B117.

As unidades são projetadas de acordo com o código de segurança ASHRAE/ANSI.

Os compressores Scroll operam silenciosamente e sem vibrações, devido às peças rotativas serem estáticas e
dinamicamente balanceadas.

Suporte opcional, não incluso

Pag. 05
O evaporador modelo tubos e aletas funcionam através de expansão direta e do separador de liquido, o que
garante uma distribuição adequada de refrigerante.

O condensador resfriado a ar é do tipo tubo e aletas, fabricado em tubo de cobre sem costura, ranhurados
internamente e mecanicamente expandidos nas aletas de alumínio.

Os ventiladores dos condensadores funcionam com a máxima eficiência, são dinâmicos e estaticamente
balanceados resultando numa operação silenciosa e com baixos níveis de vibrações. Os ventiladores são
diretamente acionados por motores independentes, de alta eficiência, trifásico, classe de isolamento “F”,
protegidos contra a sobrecarga de corrente.

São totalmente fechados com ventilação externa (TFVE), com rolamento de esfera, permanentemente
lubrificados e vedação dupla.

Moto ventilador centrífugo do evaporador, com pás viradas para trás feitas de material composto de alta
densidade ZAmid® e com motor eletrônico de alta performance ECblue, com controle de velocidade de 0-
100% da capacidade com base em um sinal analógico externo ou comunicação MODBUS, proteções
eletrônicas incorporadas, LED indicador de status e relé de falha integrado.

O moto ventilador Cpro ECblue, possibilita controle de vazão constante, redução de consumo de energia e
de nível de ruído, além de monitoração e configuração de parâmetros através de dispositivo dedicado com
comunicação Wireless.

O Controlador eletrônico possui um LCD remoto de 8 linhas onde é possível acompanhar os status de
operação do equipamento

Pag. 06
4 - Nomenclatura:

CDC 25 X X 3
Modelo: Tensão de Alimentação:

CDC: Compressor Fixo 2: 220V / 3F +T+N +60 Hz


CDCI: Compressor Variável 3: 380V / 3F +T+N +60 Hz
4: 460V / 3F +T+N +60 Hz

Capacidade:

TR (Toneladas de Refrigeração)
7,5 TR – 25kW
10 TR – 36kW

Tipo de Opcionais: Tipo de Opcionais:

X: Sem opcionais X: Sem opcionais


R3: Reaquecimento de 3kW S: Um circuito frigorifico
R6: Reaquecimento de 6kW A: Dupla Alimentação
R9: Reaquecimento de 9kW F: Acionamento manual emergência
1U: Umidificador ultra sônico 1 Kg/h W: Bacnet IP / HTTP / SNMP
3U: Umidificação de 3kg/h

Pag. 07
5 -Verificações antes de colocar o equipamento para funcionar

A alimentação elétrica deve ser ligada com antecedência de 6 horas, para


a resistência do cárter aquecer o óleo e evitar que refrigerante líquido se acumule
no cárter do compressor.

· Abra totalmente as válvulas de serviço, para a passagem do refrigerante no circuito.


· Certifique-se de que não há vazamento de refrigerante.
· O equipamento nunca deve funcionar sem o filtro de ar.
· Certifique-se de que a bandeja d'água esteja limpa e sem obstrução no dreno.
· Verifique o aperto dos terminais elétricos.
· Todos os painéis de acesso as ventilações devem estar fechados.
· Feche todas as janelas e portas do ambiente a ser condicionado.
· Certifique-se de que não existam obstruções no fluxo de ar no evaporador e condensador.

Instalação:

O transporte inadequado pode


ocasionar sérios problemas ao
funcionamento do equipamento, caso
seja constatado qualquer avaria
devido ao mau manuseio a garantia
será suspensa.

ERRADO CORRETO

Pag. 08
6 - Recomendamos para a instalação:

- Fazer a correta vedação entre o container e os pontos de fixação para evitar


entrada de água e infiltrações de ar externo;
- Colocar todos os parafusos recomendáveis para a fixação do equipamento, bem
como uma estrutura de fixação no container. Caso não seja possível executar a
estrutura de fixação no container colocar o equipamento em uma base de apoio;
- Sempre manter o equipamento nivelado;
- Não obstruir a saída de ar de condensação;
- Permanecer com as laterais e traseiras livres do equipamento;
- Isento de fluxo de ar quente de outro equipamento;
- Não instale o equipamento próximo a fontes geradora de calor;
- Interligação dos PLC's das máquinas deve ser executada com cabo PP cabo
shieldado PP 4 x 1 mm;
- Nunca deitar o equipamento;
- Suspender o equipamento com cordas pode gerar empenamento ou avaria
geral;
- Evitar inclinações;
- Evitar vibrações no equipamento, certificar que o equipamento está bem
amarrado ao caminhão, evitando vibrações que podem ocasionar vazamento na
tubulação e riscos na pintura do gabinete;

Pag. 09
7 - Dimensionamento dos cabos

A faixa dimensional da fiação de entrada deverá ser 20% acima da corrente total do
equipamento:

21
28
36
50
68
89
110
134
171
207
239
275
314
370

Pag. 10
8 - Lay-out dos equipamentos

Pag. 11
9 - Montagem dos equipamentos

Insuflamento direto

Retorno opcional
down-flow

Pag. 12
10 - Dimensões dos Furos

Pag. 13
11 - Distâncias entres os equipamentos

Espaço entre unidades


A= min. 600mm

Espaço para manut.


B= min. 5 Mt

VERIFICAÇÕES DO EQUIPAMENTO FUNCIONANDO

· - Verifique se o sentido de rotação dos ventiladores está correto.


· - Leia as temperaturas de insuflamento e retorno do ar do evaporador.
· - Verifique a corrente de cada motor e do compressor, elas não devem ultrapassar a
correspondente na placa.
· - Para a leitura da corrente os painéis do equipamento devem estar fechados, exceto o
painel do quadro elétrico. O equipamento com as tampas abertas aumenta a vazão de
ar e a corrente, ocasionando danos ao motor e invalidando as leituras.
· - Leia a tensão de alimentação R-S-T, entre cada fase e certifique-se de que o
desbalanceamento não é superior a 5%.
· - Leia as pressões e certifique-se que estão dentro dos limites:
· - Verifique no visor de líquido se há formação de bolhas.
· - Verifique vibrações e ruídos anormais

Pag. 14
12 - Dados técnicos
MODELOS CDC 25 CDC 36
DIMENSIONAIS
Performance Unidades DownFlow
22°C, 50%RH kW TR kW TR
Total 23,2 6,8 29,8 8,8
sensível 22,0 6,3 28,3 7,9
24°C, 45%RH
Total 26,0 7,6 34,2 10,1
sensível 24,7 7,0 32,5 9,1
26°C, 40%RH
Total 29,5 8,7 37,3 11,0
sensível 28,0 8,0 35,4 9,9
CONSUMO EQUIP. BÁSICO (kVA) 14,10 17,40
UMIDIFICADOR ( opcional)
Capacidade 1 kg 1 kg
Consumo elétrico (kW) 2,25 2,25
REAQUECIMENTO ELÉTRICO( opcional)
Capacidade 9 kW 9 kW
* Potência final do equipamento é a soma consumo equipamento básico
+ Potência do maior opcional selecionado
VAZÃO (m³/h)
10,000 10,000
PRESSÃO DISPONIVEL (PA)
150 150
FILTRO G4
DIMENSÕES (LxAxP)(mm) 577 x 435 x 45 577 x 435 x 45
QUANTIDADE 2 2
Peso (kg) 320 370
Dimesões (mm)
Largura 1200 1200
Altura 2020 2020
Profundidade 1200 1200
Fluido Refrigerante
R410A R410A

Observações:

- Os equipamentos são dimensionados as temperaturas de condensação utilizadas para o


dimensionamento 35°C (ar), condições climáticas de São Paulo (altitude 760m) e umidade relativa de
50%

Condições especiais, consulte a engenharia de Aplicações.

Pag. 15
13 - Circuíto refrigerante (Ilustrativo)

Unidade Evaporadora Condensador

TCE

PZHH
D03

PZHL

Ventilador Radial
Válvula de Bloqueio
Separador de Liquidos

Ventilador Axial

Compressor
Separador de Óleo
TCE

Válvula de Expansão

Transdutor de Pressão
Válvula
D03
Válvula de Serviço
PZHL Pressostato de Baixa

Serpentina
PZHH Pressostato de Alta

Visor de Liquido

Válvula Schrader
Filtro/Secador

Valvula de Alívio

Pag. 16
14 - Compressor inverter (opcional)

O condicionador de precisão trabalha com compressor e ventilador de alta eficiência com


variável de frequência.
O variaçãoé projetado e otimizado para se enquadrar especificamente às características
do compressor com o qual faz parte. A saída de freqüência do conversor varia de 30 a 90
Hz, controla a capacidade fornecida pelo compressor e possibilita ao sistema sempre
proporcionar a capacidade que atenda à demanda de carga – nem mais, nem menos

Os sistemas de ar condicionado são projetados para atender a condições de pico de


demanda. Porém, em mais de 97% do tempo, os sistemas funcionam sob condições
parciais de demanda. Visto que a ajusta-se continuamente à carga, isso resulta em
economia significativa de energia. Além disso, ciclos de grande redução sob cargas
parciais aumentam a vida útil do compressor, acarretam menor necessidade de
manutenção e resultam em aumento da confiabilidade.

Comparado aos sistemas tradicionais de velocidade fixa, a economia de energia com


esse sistema possibilita uma redução no consumo de energia do Data Center em torno
de 30% .

Gráfico de evolução do compressor em relação à temperatura do meio ambiente

Velocidade do compressor
Confortável devido a pequena
Rápido para atingir a temperatura variação da temperatura ambiente
Rpm

Grande variação de temperatura


Rpm Silencioso devido a baixa evolução do compressor

Rpm
Início

Inversor (temperatura)
Tipo convencional (temperatura)

Evolução do compressor do inversor


Evolução do compressor do tipo convencional

Pag. 17
Como o compressor inverter funciona

Eficiência
Alta eficiência significa baixo consumo
e desemprenho melhorado

Potência de refrigeração
Mantém-se constante ao longo do tempo
para garantir a refrigeração contínua

Temperatura
O ponto ideal de conforto é rapidamente
atingido e mantido constante sem altas
flutuações da temperatura

Tecnologia Tecnologia Temperatura


Inverter Lig./Desl. ideal de conforto
(24-27°C )

As vantagens do ar condicionado inverter


Comparativo de modelos inverter e não inverter Vs automóveis

Atinge O acelerador não pode ser ajustado, por isso é Mantém a temperatura
rapidamente a preciso muito tempo para ficar confortável, para confortável o tempo
MAIS FRIO zona confortável pouco depois, ficar novamente desconfortável. todo.

DESCONFORTÁVEL
TEMPERATURA AMBIENTE

DESCONFORTÁVEL Ar condicionado inverter


Com uma velocidade Ajusta o acelerador O ambiente fica exces- Ar condicionado
fixa demora mais funcionando de modo sivamente frio, depois Não inverter
MENOS FRIO tempo a alcançar a mais econômico demasiado quente.
zona de conforto.

Pag. 18
16 - Ajustes do Controlador

Para ajuste do SET POINT deverá ser Configurações


pressionado o botão PRG, será visualizado a
tela abaixo:
Senha 0000

LOG alarmes
U:00

Pressionar a tecla “enter” e acessar utilizando a senha 0025.

A linha “PARAMETROS” e CONFIGURAÇÕES (será acessada somente pela


nossa assistência técnica).

Temperatura Pressionar novamente a tecla “enter” e ajustar o Set


Point utilizando as teclas incrementa e decrementa,
Set. Temp 00,0 °C pressionando a tecla “enter” o cursor sairá da linha do
Set Point e piscará na linha do Diferencial.
Dif. Temp. 00,0 °C
O “Diferencial” de temperatura comanda quando o
U:0 compressor irá ligar e desligar, exemplo: Ajustado o
set point para 20°C e o diferencial para 2°C o
compressor desligará com a temperatura de retorno a 18°C e ligará com a temperatura de
retorno de 22°C.

Pressionar novamente a tecla “enter” e ajustar o Umidade


Set Point da umidade utilizando as teclas
incrementa e decrementa, pressionando a tecla Set. Umid. 50,0 %
“enter” o cursor sairá da linha do Set Point e piscará
na linha do Diferencial. Dif. Umid. 0,0 %
U:0

O “Diferencial” de umidade comanda quando o sistema frigorifico irá funcionar


para desumidificar, exemplo: Ajustado o set point para 50% e o diferencial para
10% o equipamento irá desumidificar com a umidade de retorno a 60% e ligará o
umidificador (acessório opcional) com a umidade de retorno de 40%.

Pag. 19
15 - CLP – Tela mensagem de falhas e ações corretivas

As falhas do equipamento são indicadas no visor do CLP, para verificar a falha pressione o
botão de alarme e a mensagem de falha do equipamento aparecerá no visor.

O alarme de pressostato de alta, esse desarme ocorre quando a pressão de


descarga atingir os parâmetros diferentes dos estabelecidos nos
componentes.

Alarme EVD Alarme!

Alta temperatura
Condensador (HiTcond) Falha de Unidade
U:00

Causa Procedimento

Rearme o pressostato e verifique possível


Desarme do pressostato de alta
avaria

Eliminar vazamento e efetuar nova carga


Vazamento de gás
de gás

Filtro Secador saturado Substituir filtro secador

Vazão do fluido de condensação Regularizar vazão conforme plaqueta de


insuficiente condições de projeto

Condensador obstruído Limpeza dos condensadores

Ventiladores do condensador desligados Verificar possíveis falhas nos ventiladores

Temperatura do ar ambiente acima de Instalar o equipamento conforme


40°C recomendações deste manual.

Pouca vazão de ar no evaporador Verifique o funcionamento do ventilador


ou obstrução na saída do ar.

Pag. 20
Alarme!
O alarme aparecerá quando o disjuntor
do compressor desarmar.
Falha de Unidade
U:00

Causa Procedimento

Rearme o disjuntor e verifique a corrente


Desarme do disjuntor por sobrecarga
nominal do compressor (es).

Excesso de partidas (máxima 10 partidas


Desarme do disjuntor por sobrecarga
por hora)

Desarme do disjuntor por sobrecarga Tensão de alimentação invertida (RST)

Fiação elétrica rompida ou contatos Conectar a fiação elétrica ou reapertar os


elétricos desapertados contatos

Pressostato de alta Rearmar pressostato e verificar obstruções


no condensador


O alarme no display abaixo aparecerá quando houver vazão insuficiente de ar.

Alarme! Alarme!

Baixa pressão de
Fluxo de ar
Sucção
U:00 U:00

Causa Procedimento

Verificar possíveis obstruções no retorno


Nível baixo de ar
do ar

Averiguar se ocorre qualquer restrição na


Fluxo de ar insuficiente no evaporador (dampers devem estar
abertas).

Conectar a fiação elétrica ou reapertar os


Cabo do pressostato desconectado
contatos

Pag. 21
O alarme no display quando o disjuntor da do ventilador desarmar.

Alarme!

Falha no Ventilador
U:00

Causa Procedimento

Rearme o rele e verifique a corrente


Desarme do disjuntor por sobrecarga
nominal da ventilador.

Averiguar se vazão de ar esta conforme o


Desarme do disjuntor por sobrecarga
projeto.

Fiação elétrica rompida ou contatos Conectar a fiação elétrica ou reapertar os


elétricos desapertados contatos

Esse sistema monitora a temperatura de ar no evaporador. O alarme


aparecerá quando o ar atingir a temperatura ajustada na tela de limites
de alarme por padrão de 18°C

Alarme!

Baixa Temperatura Ar
Ambiente
U:00

Causa Procedimento

Temperatura do Set point abaixo do valor


Ajustar Set point
determinado por segurança

Temperatura de retorno abaixo do set


Ajustar Set point
point de limites de alarmes

Pag. 22
Esse sistema monitora o sensor de Alarme!
temperatura de retorno e umidade.
Falha na sonda de
temperatura de
Retorno
U:00

Causa Procedimento

Sensor desconectado do CLP Posicionar os sensores.

Sensor danificado Substituição do sensor

Esse sistema monitora a temperatura Alarme!


de retorno do ar. Havendo elevação da
temperatura do retorno do ar do Data
Center (padrão acima de 27°C), o Alta Temperatura Ar
alarme aparecerá no display.
Ambiente
U:00
Causa Procedimento

Sensor danificado Substituição do sensor

Temperatura do retorno acima do setpoint Verificar o setpoint de temperatura da sala.


limite de alarme Verificar o funcionamento do compressor

Esse sistema monitora a Alarme!


temperatura da retorno do ar. O
alarme aparecerá quando o ar
atingir a temperatura padrão Baixa Temperatura Ar
Ambiente
U:00

Causa Procedimento

Sensor danificado Substituição do sensor

Set point de temperatura do abaixo do


Ajustar Set point
valor do setpoint de limites de alarme

Pag. 23
O equipamento possui um sistema para quando ocorrer inversão de fase na
alimentação do equipamento ou quando houver falta de fase (RST) esse não
ligará.

Causa Procedimento

Inverter a entrada dos cabos de


Alimentação do quadro elétrico invertida
alimentação.

Verificar a tensão elétrica nos cabos R S


Falta de fase
T

Não havendo falha, aparecerá a


indicação no visor.
Nenhum alarme
Ativo
U:00

Pag. 24
Caso qualquer falha acima persista não hesite em contatar a Assistência Técnica (11)
4163-4989.

Qualquer dúvida, sugestão ou reclamação entrar em


contato com o nosso departamento técnico através do email
comercial@dala.com.br.

Pag. 25
17 - Manutenção preventiva

Primeiro desligue a alimentação elétrica do equipamento, abra-o para limpeza e


checagem. Depois religue e faça o teste de funcionamento.

I. ITENS MECÂNICOS

TAREFA FREQUÊNCIA

Limpeza do condensador a ar. Bimestral


Procedimento: Limpar os condensadores com água em alta pressão (Nunca utilizar
pressão demasiada para evitar amassar as aletas do condensador), protegendo o
motor elétrico.

Verificar as eficiências do condensador (ar e água), averiguando a temperatura de Mensal


condensação (nunca deve ser superior a indicada no catálogo).

Verifique os filtros de ar. Mensal


Procedimento: Substituir se necessário.

Verificar, reapertar e lubrificar os parafusos de fixação dos motores. Bimestral

Verificar o funcionamento do pressostatos. Mensal

Verificar possíveis vazamentos de fluido refrigerante. Mensal

Verificar possível umidade no sistema ou existência de óleo na tubulação. Mensal

Verificar excessivas vibrações no equipamento. Mensal

Conservar o equipamento em boas condições, limpando com pano umedecido ou Trimestral


com produtos de limpeza específicos para que não danifique a pintura.

Verifique a pintura do equipamento. Anual


Procedimento: Retoque a pintura caso haja necessidade.

Verificar os isolamentos das tubulações. Semestral


Procedimento: Substituir se necessário.

Verificar obstruções no dreno. Mensal


Procedimento: Limpe a bandeja de água e averigue se não há obstrução no dreno e
ou mangueira

Verificar a resistência de cárter funciona Mensal


Procedimento: Com o equipamento em stand-by, verifique a alimentação elétrica na
resistência de cárter do compressor (passagem de corrente).

Pag. 26
II. ITENS ELÉTRICOS

TAREFA FREQUÊNCIA

Verificar se não existem componentes do quadro elétrico soltos. Mensal

Verificar a corrente nominal de todos os motores elétricos. Mensal

Reapertar os terminais e parafusos. Mensal

Verificar se os sensores estão calibrados. Mensal

 Nunca lave o equipamento com água sem proteger os circuitos elétricos;


 Qualquer componente que apresente defeito deverá ser substituído
imediatamente;
 Recomendamos que as manutenções preventivas sejam executada por um técnico
capacitado, para garantir a melhor vida útil do equipamento;
 A Assistência Técnica Dala dispõem de pessoas habilitadas para executar a
manutenção preventiva do equipamento, contrate pelo fone (11) 4163-4989;

 O start-up deverá ser feito por técnico habilitado;

A Dala dispõe de uma equipe treinada para oferecer a melhor solução para sua necessidade. Entre em
contato.

Endereço: Av. Zélia de Lima Rosa, 1720


Centro Empresarial Castello Branco
Boituva-SP - CEP 18550-000
Fone/Fax: +55 (15) 3264-1455
Email: comercial@dala.com.br

Qualquer procedimento inadequado pode ocasionar sérios problemas ao


funcionamento do equipamento, caso seja constatado qualquer avaria devido ao
mau manuseio a garantia será suspensa.

Pag. 27
18 - Certificado de garantia

O equipamento Dala é garantido contra defeitos de fabricação, pelo


prazo de 12 meses, contando a partir da data da emissão da nota fiscal
ou da entrega do equipamento, sendo:
· 3 meses – garantia legal;
· 9 meses – cortesia da Dala.
A garantia abrange a substituição de peças e mão de obra no reparo de defeitos devidamente
constatados, pela Dala como sendo de fabricação;
Durante o período de vigência da garantia, o produto terá assistência técnica da DALA, não sendo
autorizada a manutenção por outra empresa.

AS GARANTIAS LEGAL OU CORTESIA FICAM AUTOMATICAMENTE INVALIDADAS


SE:
Não forem observadas as orientações e recomendações do Manual Técnico
quanto a instalação e utilização do equipamento;
· Na instalação não forem observadas as especificações e recomendações do
Manual Técnico, quanto às condições para instalação do equipamento, tais
como nivelamento, adequação do local para a instalação e tensão elétrica
compatível com o equipamento, etc.;
· Na instalação, as condições elétricas e/ou hidráulicas e/ou de gás não forem
compatíveis com a ideal recomendada no Manual Técnico e Plaqueta de
identificação do equipamento;
· Tiver ocorrido mau uso, uso inadequado ou se o equipamento tiver sofrido
alterações ou modificações estéticas e funcionais, bem como, tiver sido
realizado consertos por pessoas ou entidades não autorizadas pela DALA;

AS GARANTIAS LEGAL OU ESPECIAL NÃO COBREM:

· Despesas de instalação do equipamento realizada pela Dala, por pessoas ou


entidades credenciadas.
· Despesas decorrentes e conseqüentes de instalação de peças e acessórios que
não pertençam ao produto, mesmo aqueles comercializados pela DALA, salvo os
especificados para cada modelo no Manual Técnico;
· Despesas de mão de obra, materiais, peças e adaptações necessárias a
preparação do local para a instalação do produto, ou seja: rede elétrica, hidráulica,
alvenaria, aterramento, esgoto, etc.;
· Falhas no funcionamento do equipamento decorrentes da falta de fornecimento,
problemas ou insuficiência no fornecimento de energia elétrica e água, tais como
oscilação de energia elétrica superiores ao estabelecido, pressão de água
insuficiente para o ideal funcionamento do equipamento;
· Serviços e/ou despesas de manutenção e/ou limpeza do equipamento;
· Falhas no funcionamento normal do equipamento decorrentes da falta de limpeza
e excesso de resíduos, ou ainda, decorrentes da existência de objetos no circuito
hidráulico e condensador a ar obstruído, estranhos ao seu funcionamento e
finalidade de utilização;

Pag. 28
·· Transporte do equipamento ate o local definitivo da instalação;
· Equipamentos ou peças que tenham sido danificados em consequência de remoção,
manuseio, quedas ou atos e efeitos decorrentes da natureza, tais como relâmpagos,
chuvas, inundação, etc.
· Despesas por processos de inspeção e diagnósticos, incluindo a taxa de visita do
técnico, que determinem que a falha do equipamento.

A GARANTIA ESPECIAL NÃO COBRE:

 Deslocamentos para atendimento do equipamento, o qual poderá cobrar taxa de locomoção do


técnico, previamente aprovada pelo cliente, conforme tarifa de quilometragem emitida pela
DALA.
 Peças sujeitas ao desgaste natural, descartáveis ou consumíveis, peças moveis ou removíveis
em uso normal, tais como filtros, botões de comando, puxadores, bem como, a mão de obra
utilizada na aplicação das peças e as consequências advindas dessas decorrências.

OBS:

A DALA não autoriza nenhuma pessoa ou entidade a assumir em seu nome, qualquer outra
responsabilidade relativa à garantia de seus produtos alem das aqui explicitadas.
Reserva-se no direito de alterar as características construtivas e técnicas de seus produtos sem prévio
aviso.

Pag. 29

Você também pode gostar