Você está na página 1de 13

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

CENTRO DE TECNOLOGIA
DPARTAMENTO DE ENGENHARIA HIDRÁULICA E AMBIENTAL
HIDRÁULICA APLICADA – TD0926 T02– PROF. JOHN KENEDY

Nome:

Matrícula:

1ª) Neste trabalho, você terá que simular um projeto de abastecimento de água de duas cidades fictícias.
A cidade “A” é abastecida por uma rede pressurizada (ramificada e malhada) e a cidade “B” é
abastecida por canais de seção trapezoidal. O sistema de adução possui um sistema motor-bomba e as
duas cidades são abastecidas pelo mesmo reservatório.

Dados:
• População da cidade “A” para 20 anos, PA: Os 3 últimos números da matrícula multiplicados por 300;
• População da cidade “B” para 20 anos, PB: é o dobro da cidade A;
• Tempo de bombeamento em horas, T: Número de letras do primeiro nome;
• Número de dias de funcionamento no ano do bombeamento: N = 365;
• Taxa de interesse e amortização do capital: t = 12% a.a.;
• Rendimento adotado para a bomba: η = 70%;
• Rendimento adotado para o motor: ηB = 85%;
• Preço do quilowatt-hora: A = R$ 0.031
C ( R$ m ) = 0, 042 ⋅ D ( mm )
1,4
• Custo unitário de tubulação:
• A rede de distribuição funciona 24 horas por dia, h = 24;
• Comprimento da tubulação de sucção, Ls: Número de letras do último nome;
• Comprimento da tubulação de recalque, Lr: 70 m;
• Coeficiente do dia de maior consumo, K1 = 1.X, sendo X o último número de sua matrícula. (Se o
último número for maior ou igual a cinco adote X = 5; se for zero adote X = 1);
• Coeficiente da hora do dia de maior consumo, K2 = 1.5;
• Consumo per capita em L/dia.hab: Se sua matrícula for par, qm = 100; Se for ímpar qm = 150;
• Se o número de letras do primeiro nome for par, o material da tubulação da adutora é ferro fundido
centrifugado (ε = 0,05 mm), se for ímpar o material da tubulação da adutora é ferro fundido com leve
oxidação (ε = 0,3 mm).
• Toda a rede de distribuição da cidade “A” é de PVC (ε = 0,005 mm);
• O número de Manning, n, do canal para matrículas pares é 0,014, e para matrículas ímpares o número
de Manning é 0,021;
• Para o talude “Z” do canal, utilize, para matrículas terminadas em: (1 e 2 → Z = 1,0); (3 e 4 → Z =
1,25); (5 e 6 → Z = 1,5); (7 e 8 → Z = 1,75); (9 e 0 → Z = 2,0);
• Temperatura da água: 25ºC (viscosidade cinemática, υ = 10-6 m2/s);
• Cota do nível d’água do manancial: H1 = 80,9 m;
• Cota do eixo da bomba: ZB = 82,3 m;
• Cota do terreno do reservatório: Z2 = 100,47 m;
• Altura d’água no reservatório, hr: Último número da matrícula (se for 0, utilize 1m);
• Os diâmetros da rede ramificada devem ser calculados pelo critério de vazão máxima conforme tabela a
seguir. Adote o diâmetro comercial acima do diâmetro calculado.

D (mm) Vmax (m/s) Qmax (L/s)


50 0.64 1.26
60 0.66 1.87
75 0.69 3.06
100 0.74 5.80
125 0.78 9.58
150 0.82 14.50
200 0.90 28.23
250 0.98 47.86
300 1.05 74.25
350 1.13 108.28
400 1.20 150.82
500 1.35 264.88
600 1.50 423.39
700 1.65 633.30
800 1.79 901.57
900 1.94 1235.15
1000 2.09 1641.00
• Os diâmetros da rede malhada são os seguintes:

TRECHO D (mm)

13-14 500
13-15 500
14-16 350
15-16 150
15-17 300
15-19 350
16-18 250
17-18 150
17-20 150
19-20 250

• A base do canal trapezoidal, b: para matrículas terminadas em: (1 e 2 → b = 1,0 m); (3 e 4 → b = 1,2
m); (5 e 6 → b = 1,4 m); (7 e 8 → b = 1,6 m); (9 e 0 → b = 1,8 m);
• Para a cidade A os trechos 2-3, 2-4, 2-7, 4-5, 5-6, 7-8, 7-9, 9-10, 10-11 e 10-12 possuem distribuição
uniforme em marcha. Os nós 3, 6, 8, 11 e 12 são pontas secas.
• Para o cálculo das perdas de carga localizadas na adutora considere o critério do comprimento
equivalente utilizando as equações referentes ao material metálico. Na sucção, há as seguintes peças:
entrada de borda e 2 (duas) curvas de 45°. No recalque há as seguintes peças: 4 (quatro) curvas de 45°,
2 (duas) curvas de 90° R/D = 1 e saída de canalização.
• Para a vazão que chega à rede malhada (Q9-13), considere um percentual de 62,27% da vazão de
distribuição da cidade A.
• Considere os seguintes percentuais para as vazões iniciais na rede malhada. Esse percentual refere-se à
vazão que chega à rede malhada.
% da Q9-13
TRECHO
%
9-13 -
13-14 46.02
13-15 46.02
14-16 34.55
15-16 11.16
15-17 19.37
15-19 20.46
16-18 8.98
17-18 2.48
17-20 2.48
19-20 8.99

• Considere os seguintes sentidos iniciais para a rede malhada:


Sentido inical para as vazões da rede malhada
TRECHO Nó de montante Nó de jusante
13-14 13 14
13-15 13 15
14-16 14 16
15-16 16 15
15-17 15 17
15-19 15 19
16-18 16 18
17-18 17 18
17-20 17 20
19-20 19 20

Cotas do terreno dos nós da rede de distribuição da cidade “A”:


Cotas do terreno dos nós da rede de distribuição da cidade “B”:

• Considere os seguintes percentuais para as vazões na rede de canais da cidade B.


Cidade B:

TRECHO % da Q1-2

13-15 40.0
13-14 10.0
9-13 50.0
10-11 7.5
10-12 7.5
9-10 15.0
7-9 65.0
7-8 10.0
2-7 75.0
5-6 15.0
4-5 15.0
2-4 15.0
2-3 10.0
1-2 100.0

Pede-se:

Calcular para a adutora:


a) Vazão média anual (Qm) e de adução (Qa) para as duas cidades;
b) Diâmetro econômico de recalque, Dr, e de sucção, Ds , utilizados na adutora;
c) Altura manométrica na adução, Hm;
d) Curva do sistema;
e) N.P.S.H. disponível no sistema de adução.
Calcular para a rede de distribuição da cidade A:
f) Vazão de distribuição (Qd);
g) Vazão de distribuição linear (qL);
h) Calcular os diâmetros, as vazões e pressões na rede ramificada (preencher tabela padronizada);
i) Calcular as vazões e pressões na rede malhada considerando um máximo de 10 (dez) iterações
(preencher tabela padronizada).
Calcular para a rede de distribuição da cidade B (canais):
j) Vazão de distribuição (Qd);
k) Dimensionar a seção do canal em regime uniforme, calculando: a lâmina d’água (yo); área molhada (A);
largura superficial (B); velocidade média (V) e declividade de fundo (Io).
l) Calcular a altura crítica (yc), velocidade crítica (Vc), energia específica crítica (Ec), declividade crítica
(Ic) e classifique o tipo de escoamento.

Entregar o projeto via e-mail (kenedy@ufc.br) até o dia marcado (07/02/2012) contendo as tabelas devidamente
preenchidas.
Exemplo de dados:
Nome: Adriano Gomes de Matos Rocha
Matrícula: 9507060
Dados:
População cidade A, PA = 060 x 300 = 18.000
População cidade B, PB = 18.000 x 2 = 36.000
Tempo de bombeamento, T = 7 horas
Comprimento da tubulação de sucção, Ls = 5 m
Coeficiente do dia de maior consumo, K1 = 1.1
Consumo per capta, qm = 100 L/s.hab
Material da adutora: Ferro fundido com leve oxidação (ε = 0,3 mm)
Altura d’água no reservatório, hr = 1 m
Número de Manning, n = 0.014
Z = 2.0
Base do canal, b = 1,8m
Planilha para o dimensionamento da adutora
Qm (L/s) Qa (L/s) Dr (mm) Ds (mm) Qd (L/s) qL (L/s.m)
Hm (m) NPSHd (m)
Cidade A Cidade B Cidade A Cidade B Comercial Comercial Cidade A Cidade B Cidade A

Planilha para o dimensionamento da rede ramificada da cidade A.


VAZÃO (L/s) Z (m) CP (m) P (m)
TRECHO L (m) D (mm) Re f J (m/m) ∆H (m)
Jus Mar Mon Fic Mon Jus Mon Jus Mon Jus
10-11
10-12
9-10
7-9
7-8
2-7
5-6
4-5
2-4
2-3
1-2
Planilha para o dimensionamento da rede malhada na cidade A - vazões.
ANEL TRECHO L (m) Q (l/s) ABS(Q) D (mm) ε (mm) Re f h (m) h/Q (m/l/s) ∆Q (l/s)
13-14
13-15
1
14-16
15-16
Σ - - - - - - - - -
15-16
15-17
2
16-18
17-18
Σ - - - - - - - - -
15-17
15-19
3
17-20
19-20
Σ - - - - - - - - -

Planilha para o dimensionamento da rede malhada na cidade A - pressões.


Nó ∆H9-nó (m) CP (m) Z (m) Pressão (mca)
9 -
13
14
15
16
17
18
19
20
Planilha para o dimensionamento do canal em regime uniforme na cidade B.
Planilha para o cálculo do escoamento crítico para a rede da cidade B.