Você está na página 1de 3

MÓDULO: análise e (re)construção de argumentos e

peças processuais.

Direitos fundamentais e teorias da argumentação.

(Sessão 03.12.2013)

OBJETIVO: abordar pontos


atualmente sensíveis acerca das
teorias da argumentação,
conferindo especial ênfase às obras
de Robert Alexy, perpassando pela
análise teóricas dos limites e
possibilidades de restrições a
direitos fundamentais, como forma
de construir um arcabouço teórico e
prático hábil à análise e
(re)construção de argumentos e
peças processuais .

2013

SUMÁRIO DA SESSÃO
Capítulo 1 – O advento do Neoconstitucionalismo e seus reflexos na teoria da argumentação
jurídica.

1.1 - A Constituição na Era Legicêntrica.


1.2 – O advento do Neoconstitucionalismo.

Capítulo 2 - As distinções entre princípios e regras e sua relação com a ponderação.

2.1 – Ponderação entre normas com estrutura de regras?

2.2 – Ponderação entre regras constitucionais?

Capítulo 3 - As teorias de restrições ou limites aos direitos fundamentais.

3.1. A teoria interna dos limites aos direitos fundamentais.

3.2. A teoria externa dos limites aos direitos fundamentais em Robert Alexy.

3.3. A teoria dos limites aos direitos fundamentais em Peter Häberle.

3.4. A teoria dos limites aos direitos fundamentais em Bodo Pieroth e Bernhard Schlink.

3.5. Há uma posição do Supremo Tribunal Federal na senda das restrições a direitos
fundamentais?

Capítulo 4 – A técnica da Ponderação.

4.1 – A fórmula do peso em Robert Alexy.

4.2 – Alguns parâmetros gerais (standards) para ponderação.

Capítulo 5 - Análise de caso concreto para (re)construção de argumentos e peças processuais


a partir do arcabouço teórico apresentado.

BIBLIOGRAFIA INTRODUTÓRIA AOS TEMAS

 Bodo Pieroth; Bernhard Schlink, Grundrechte: Staatsrecht II, 23.ª ed., 2007, trad. portuguesa de
António Franco; António Francisco de Sousa, Direitos Fundamentais: direito estadual II, Lisboa,
Universidade Lusíada Editora, 2008;
 Daniel Sarmento, O neoconstitucionalismo no Brasil: riscos e possibilidades, in Daniel
Sarmento (coord.), Filosofia e Teoria Constitucional Contemporânea, Rio de Janeiro, Lumen
Juris, 2009;

 Gilmar Ferreira Mendes; Inocêncio Mártires Coelho; Paulo Gustavo Gonet Branco. Curso de
direito constitucional, 2.ª ed., São Paulo, Saraiva, 2008;

 Humberto Ávila. Teoria dos princípios, 4.ª ed., São Paulo, Malheiros, 2004;

 Jane Reis Gonçalves Pereira, Interpretação Constitucional e Direitos Fundamentais, Rio de


Janeiro, Renovar, 2006

 Luís Roberto Barroso. Curso de Direito Constitucional contemporâneo, São Paulo, Saraiva,
2009;

 Luís Roberto Barroso; Ana Paula Barcellos, O começo da história: a nova interpretação
constitucional e o papel dos princípios no direito brasileiro (Post scriptum), in Luís Roberto
Barroso, O direito constitucional e a efetividade de suas normas: limites e possibilidades da
Constituição brasileira, 7.ª ed., Rio de Janeiro, Renovar, 2003;

 Robert Alexy, Theorie der Grundrechte, 5.ª ed., 2006, trad. Virgílio Afonso da Silva, Teoria dos
Direitos Fundamentais, São Paulo, Malheiros, 2008;

 Ronald Dworkin, Taking Rights Seriously, London, Duckworth, 1994;

 Virgílio Afonso da Silva. Direitos Fundamentais: conteúdo essencial, restrições e eficácia, São
Paulo, Malheiros, 2009.

Você também pode gostar