Você está na página 1de 31

INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

INTRODUÇÃO À
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 1
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

GRUPO A Faculdade Multivix está presente de norte a sul


EDITORIAL
MULTIVIX
do Estado do Espírito Santo, com unidades em
Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Nova
Venécia, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória.
Desde 1999 atua no mercado capixaba, FACULDADE CAPIXABA DA SERRA • MULTIVIX
destacando-se pela oferta de cursos de
graduação, técnico, pós-graduação e
extensão, com qualidade nas quatro áreas Diretor Executivo Revisão de Língua Portuguesa
do conhecimento: Agrárias, Exatas, Tadeu Antônio de Oliveira Penina Leandro Siqueira Lima

Humanas e Saúde, sempre primando pela


Diretora Acadêmica Revisão Técnica
qualidade de seu ensino e pela formação
Eliene Maria Gava Ferrão Penina Alexandra Oliveira
de profissionais com consciência cidadã Alessandro Ventorin
para o mercado de trabalho. Diretor Administrativo Financeiro Graziela Vieira Carneiro
Fernando Bom Costalonga
Atualmente, a Multivix está entre o seleto Design Editorial e Controle de Produção de Conteúdo
grupo de Instituições de Ensino Superior que Diretor Geral Carina Sabadim Veloso
possuem conceito de excelência junto ao Helber Barcellos da Costa Maico Pagani Roncatto
Ednilson José Roncatto
Ministério da Educação (MEC). Das 2109 institu-
Diretor da Educação a Distância Aline Ximenes Fragoso
ições avaliadas no Brasil, apenas 15% conquis-
Pedro Cunha Genivaldo Felix Soares
taram notas 4 e 5, que são consideradas
conceitos de excelência em ensino. Conselho Editorial Multivix Educação à Distância
Eliene Maria Gava Ferrão Penina (presidente do Gestão Acadêmica - Coord. Didático Pedagógico
R EE II T O R
R
Estes resultados acadêmicos colocam Conselho Editorial) Gestão Acadêmica - Coord. Didático Semipresencial
todas as unidades da Multivix entre as Kessya Penitente Fabiano Costalonga Gestão de Materiais Pedagógicos e Metodologia
melhores do Estado do Espírito Santo e Carina Sabadim Veloso Direção EaD
Patrícia de Oliveira Penina Coordenação Acadêmica EAD
entre as 50 melhores do país.
Roberta Caldas Simões

MISSÃO
BIBLIOTECA MULTIVIX (Dados de publicação na fonte)
Formar profissionais com consciência
cidadã para o mercado de trabalho, com elevado
B528i Bernini, Denise Simões Dupont.
padrão de qualidade, sempre mantendo a credibil-
idade, segurança e modernidade, visando à satis- Introdução à educação a distância / Denise Simões Dupont Bernini, Aline Ximenes Fragoso, Alessandro José Ventorim - Serra: Multivix, 2017.

fação dos clientes e colaboradores. 59 f.: il. ; 30 cm

Inclui referências.

1. Educação 2. Ensino a distância 3. Tecnologia educacional I.Fragoso, Aline Ximenes(revisor) II. Ventorim, Alessandro José(revisor) III.
VISÃO Faculdade Multivix - NeaD. IV. Título.

Ser uma Instituição de Ensino Superior reconheci- CDD: 378.03

da nacionalmente como referência em qualidade


educacional.
Catalogação: Biblioteca Central Anisio Teixeira – Multivix Serra
2017 • Proibida a reprodução total ou parcial. Os infratores serão processados na forma da lei.

As imagens e ilustrações utilizadas nesta apostila foram obtidas no site: http://br.freepik.com

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


2 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 3
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

APRESENTAÇÃO Aluno(a) Multivix,


LISTA DE FIGURAS
DA DIREÇÃO
Estamos muito felizes por você agora fazer parte do
maior grupo educacional de Ensino Superior do Espírito

EXECUTIVA
Santo e principalmente por você ter escolhido a Multi-
vix para fazer parte da sua trajetória profissional.

> Figura 1 – Identificação do usuário 43


A Faculdade Multivix possui unidades em Cachoeiro
de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Nova Venécia, São > Figura 2 – Local para Sair do AVA dentro do painel de navegação. 43
Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória. Desde 1999, no > Figura 3 – Página de abertura do AVA. 44
mercado capixaba, destaca-se pela oferta de cursos
> Figura 4 – Tela de Navegação da Página Inicial 44
de graduação, pós-graduação e extensão de quali-
> Figura 5 – Barra de navegação lateral 45
dade nas quatro áreas do conhecimento:
Agrárias, Exatas, Humanas e Saúde, tanto na > Figura 6 – Ícones da Barra Superior 45
modalidade presencial quanto a distância. > Figura 7 – Local para alteração de perfil e senha 46

Além da qualidade de ensino já comprovada


> Figura 8– Alteração de perfil e senha 46
REITOR pelo MEC, que coloca todas as unidades do > Figura 9 – Página Inicial do Ambiente Virtual de Aprendizagem 50
Grupo Multivix como parte do seleto grupo das > Figura 10 – Página Inicial para acesso às disciplinas 51
Instituições de Ensino Superior de excelência no
- > Figura 11 – Página da disciplina 51
Brasil, contando com sete unidades do Grupo
entre as 100 melhores do País, a Multivix
> Figura 12 – Abas referentes aos conteúdos de cada unidade 52
preocupa-se bastante com o contexto da > Figura 13 – Localização do ícone de participantes 52
realidade local e com o desenvolvimento do > Figura 14 – Relação de participantes 53
país. E para isso, procura fazer a sua parte,
> Figura 15 - Localização do ícone Fale com o Tutor 53
investindo em projetos sociais, ambientais e na
promoção de oportunidades para os que
> Figura 16 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular 54
sonham em fazer uma faculdade de qualidade > Figura 17 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular 54

Prof. Tadeu Antônio de Oliveira Penina


mas que precisam superar alguns obstáculos. > Figura 19 – Mensagens 55
Diretor Executivo do Grupo Multivix
Buscamos a cada dia cumprir com nossa missão que > Figura 16 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular 55
é: “Formar profissionais com consciência cidadã para > Figura 20 – Exemplo de box para ter acesso a atividade 57
o mercado de trabalho, com elevado padrão de quali-
> Figura 21 – Vídeo disponibilizado para as unidades 57
dade, sempre mantendo a credibilidade, segurança e
modernidade, visando à satisfação dos clientes e
colaboradores.”

Entendemos que a educação de qualidade sempre foi


a melhor resposta para um país crescer. Para a Multi-
vix, educar é mais que ensinar. É transformar o
mundo à sua volta.

Seja bem-vindo!

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


4 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 5
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SUMÁRIO SUMÁRIO

1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 10 3.2.5.1 FALE, NÃO GRITE 35


1.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE 10 3.2.5.2 E-MAIL, FÓRUM E MENSAGEM 36
1.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE 10 3.2.5.3 SMILEYS, EMOTICONS E EMOJIS 36
1.2 A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 10 3.2.5.4 CLAREZA NA ESCRITA 37
1.2.1 DEFINIÇÃO E CARACTERÍSTICAS 10 3.2.5.5 GERENCIAMENTO DO TEMPO 38
1.2.2 LEGISLAÇÃO 13 3.2.6 RESUMO 40
1.2.3 CENÁRIO ATUAL E FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS 14
1.2.4 O PERFIL DO ALUNO A DISTÂNCIA 15
1.2.5 EAD E O GRUPO MULTIVIX 18
4 FERRAMENTAS DO AVA 41
1.2.6 POLO DE APOIO PRESENCIAL 20 4.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE 41
1.2.7 RESUMO 20 4.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE 41
4.2 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM 42
4.2.1 SALA DE AULA VIRTUAL 42
2 TECNOLOGIAS NA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO E A ORGANIZAÇÃO DO CURSO EAD. 22 4.2.2 CONECTANDO NO AVA 42
2 .1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE 22 4.2.3 ENVIO DE NOVA SENHA 43
2.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE 22 4.2.4 PÁGINA INICIAL 44
2.2 AS TIC E A EAD NA MULTIVIX 23 4.2.5 EDITAR PERFIL 46
2.2.1 CONCEITOS DE TIC E A EAD 23 4. 2.6 ÍCONES UTILIZADOS NO AVA 49
2.2.2 EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DAS TIC 23 4.2.7 ACESSO A PÁGINA INICIAL 50
2.2.3 FORMAS DE COMUNICAÇÃO ENTRE O ALUNO E A INSTITUIÇÃO 26 4.2.8 ACESSO ÀS DISCIPLINAS 51
2.2.4 EQUIPE MULTIVIX ENSINO A DISTÂNCIA 27 4.2.9 PARTICIPANTES 52
2.2.5 EQUIPES PARA CADA CURSO 27 4.2.10 FÓRUM DE DÚVIDAS: “FALE COM O TUTOR” 53
2.2.7 AVALIAÇÕES DAS DISCIPLINAS 28 4.2.11 PARTICIPAÇÃO EM FÓRUM AVALIATIVO 54
2.2.8 PARTICIPAÇÃO DO ALUNO 28 4.2.12 ENVIAR MENSAGEM 55
2.2.9 RESUMO 31 4.2.13 MATERIAL DIDÁTICO E CONTEÚDO ONLINE 56
4.2.14 REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES 57
4.2.15 VÍDEOS 57
3 PLANEJAMENTO DOS HORÁRIOS DE ESTUDO E O COMPORTAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL 32
3.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE 32
3.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE 32 5 REFERÊNCIAS 59
3.2 PLANEJAMENTO DE ESTUDO E COMPORTAMENTO 33
3.2.1 AUTOAPRENDIZAGEM 33
3.2.2 COMUNIDADE VIRTUAL 33
3.2.3 REGRAS DE CONVIVÊNCIA E FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO 34
3.2.4 NETIQUETA 35
3.2.5 COMO ESCREVER NA INTERNET 35

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


6 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 7
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ICONOGRAFIA

OBJETIVOS DA DISCIPLINA
• Conhecer os conceitos de EAD, Tecnologias da informação e comunicação (TIC)
ATENÇÃO ATIVIDADES DE
e características do curso de graduação a distância; APRENDIZAGEM
PARA SABER
• Entender o papel e as ações do aluno de um curso a distância;

• Conhecer as regras de comportamento em comunidades virtuais de aprendi-


zagem, Netiqueta;
SAIBA MAIS
• Programar horários de estudos;
ONDE PESQUISAR CURIOSIDADES

• Utilizar adequadamente as ferramentas disponibilizadas no Ambiente Virtual DICAS


de Aprendizagem (AVA) contemplados no curso.

GLOSSÁRIO QUESTÕES
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

UNIDADE OBJETIVOS

1 • Educação a distância.

2 • Tecnologias na Informação e Comunicação e a Organização do curso EAD.


MIDIAS ÁUDIOS
3 • Planejamento dos Horários de Estudos e o Comportamento no Ambiente Virtual. INTEGRADAS

4 • Ferramentas do AVA.

CRONOGRAMA DE CONTROLE DO ALUNO

UNIDADE 1 UNIDADE 2 UNIDADE 3 UNIDADE 4


ANOTAÇÕES CITAÇÕES
PRAZO PARA ENTREGA

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


8 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 9
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

mente sem que alunos e professores estejam presentes no mesmo lugar à mesma

UNIDADE 1 hora.

De acordo com Moran (2002), a EAD é o processo de ensino e aprendizagem me-


diado por tecnologias, no qual professores e alunos estão separados espacial e/ou

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA temporalmente.

No Brasil, o Decreto nº 2.494/1998 da Presidência da República, que regulamenta o


artigo 80 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), destaca em seu

1.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE primeiro artigo que Educação a Distância é uma forma de ensino que possibilita a
autoaprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organi-
zados, apresentados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente
Nesta unidade iremos conhecer o conceito de educação a distância (EAD), sua im- ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação. (BRASIL, 1998).
portância e características no ensino. Além disso, será possível entender mais sobre
No Art. 1o do Decreto no 5.622, de 19 de dezembro de 2005, consta uma concepção
como será o curso de graduação nesta modalidade.
semelhante à da adotada pela maioria dos autores:

1.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE Art. 1o Para os fins deste Decreto, caracteriza-se a educação a distância
como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica
nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios
Ao final desta unidade esperamos que o aluno seja capaz de:
e tecnologias de informação e comunicação, com estudantes e professo-
res desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos.
• Entender o que é a EAD e sua dinâmica;

• Conhecer as especificidades do curso de


A EaD será entendida, portanto, como a modalidade que realiza o
graduação nesta modalidade.
processo de construção do conhecimento de forma crítica, criativa e
contextualizada, no momento em que o encontro presencial do professor
e do educando não ocorrer, promovendo-se portanto, a comunicação

1.2 A EDUCAÇÃO A educativa por meio de múltiplas tecnologias.


SIGNIFICADO DE ALGUNS
DISTÂNCIA TERMOS USADOS NESTA
APOSTILA: Não podemos classificar a EAD como uma educação distante, com o aluno isola-
do, pois entendemos que se manterá a interatividade constante com os colegas,
EAD – Educação a Distância;
1.2.1 DEFINIÇÃO E CARACTERÍSTICAS tutores e professores, em um processo de comunicação dialógica. Desta maneira,
TIC – Tecnologia da ratificamos o entendimento de Aretio (2002) de que para existir educação deve se
De acordo com a Associação Brasileira de Edu- Informação e Comunicação;
estabelecer uma comunicação completa, de mão dupla, com a possibilidade de fe-
cação a Distância – ABED, a Educação a Dis- AVA – Ambiente Virtual de edback entre docente e discente.
tância (EAD) é definida como a modalidade Aprendizagem.
de educação em que as atividades de ensino- Atualmente a EAD é uma área consolidada, bem aceita pela sociedade e tem se tor-
-aprendizagem são desenvolvidas majoritaria- nado cada vez mais abrangente em todos os países o que difere de seu início, quando

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


10 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 11
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

o preconceito quanto à qualidade do ensino se fazia presente em todos os meios. No nar um agente ativo durante sua vida acadêmica desenvolvendo a iniciativa,
Brasil, através de indicadores do MEC, a qualidade da EAD já foi comprovada, e inclusi- atitudes, interesses, valores e hábitos educativos;
ve alguns cursos tiveram notas maiores do que na modalidade presencial, o que torna
essa modalidade de ensino uma alternativa viável para atender a um país de grandes • Conteúdos instrucionais são elaborados por especialistas, com a utilização de
distâncias geográficas, onde muitas pessoas não têm acesso à informação. recursos de multimídia. O estudo torna-se muito objetivo e a aprendizagem
muito mais eficiente;
A seguir apresentamos características da EAD, elencados por Preti (1996):
• Pode atender a um grande número de estudantes. Uma vez que a iniciativa
• ABERTURA: diversidade e amplitude de oferta de cursos, diminuindo maior esteja planejada e estruturada, no contexto da EAD, é indiferente se o curso
número de barreiras e requisitos de acesso, atendendo a uma população nu- é oferecido para 100 ou para 1000 alunos. Entretanto, deverá ser mantida a
merosa e dispersa, com níveis e estilos de aprendizagem diferenciados, para proporção adequada de tutores, e a execução do curso deverá estar sob ava-
atender à complexidade da sociedade moderna; liação/acompanhamento constante;

• FLEXIBILIDADE: quanto ao espaço, assistência e tempo, ritmos de aprendiza- • Existe uma comunicação bidirecional frequente o que garante uma aprendi-
gem, com distintos itinerários formativos que permitam diferentes entradas zagem dinâmica e inovadora. Como os alunos estão separados dos docentes,
e saídas e a combinação trabalho/estudo/família, favorecendo, assim, a per- utiliza-se para mediação do conhecimento a comunicação através do manu-
manência em seu entorno familiar e/ou laboral; al do aluno, apostilas didáticas, internet, vídeos, dentre outras ferramentas,
acrescidas da orientação dos tutores de forma presencial;
• ADAPTAÇÃO: voltado à atender às características psicopedagógicas de alu-
nos que são adultos (andragogia); • Redução de custos em relação aos cursos presenciais, ao evitar gastos de
locomoção de alunos, evitar o abandono
• EFICÁCIA: o aluno estimulado a se tornar sujeito de sua aprendizagem, a do local de trabalho para o tempo extra
aplicar o que está apreendendo e a se auto avaliar, recebe um suporte peda- de formação, permitindo a economia em
gógico, administrativo, cognitivo e afetivo, através da integração dos meios; escala que supera os altos custos iniciais.

• FORMAÇÃO PERMANENTE: no campo profissional e pessoal, a busca da conti-


nuidade à formação recebida e adquirir novas atitudes, valores, interesses etc. 1.2.2 LEGISLAÇÃO

Uma das primeiras iniciativas no âmbito da Faça uma leitura atenta dos
decretos:
oferta de cursos na modalidade EAD é a Lei de
Sendo assim, a modalidade EAD torna a aprendizagem mais Diretrizes e Bases - LDB de 1961, que, em sua • Decreto 5.622 de 20 de
significativa e interessante, porque ocorre em um contexto dezembro de 2005.
reforma, ocorrida dez anos depois, há menção
da vida real e a motivação tende a ser maior. São pontos a um capítulo específico sobre o ensino supleti- • Decreto 6.303 de 12 de
forte da EAD: dezembro de 2007.
vo, no qual afirma a possibilidade dele ser usa-
do em classes ou mediante a utilização de rá- Nestes documentos
você encontrará todas
dio, televisão, correspondência e outros meios.
as orientações acerca do
• O aluno é o centro do processo e o sujeito ativo de sua formação, onde é res- funcionamento da EaD no
Por um grande período de tempo há uma gran- Brasil, em todos os níveis.
peitado o seu ritmo de aprender. Este adquire condições por opção de se tor-
de lacuna a respeito do assunto, preenchido

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


12 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 13
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

pela LDB nº 9394, de 1996. O artigo 80 dessa lei foi o responsável pela apresenta- de proporcionaram aproximação das multidões ao conhecimento, antes mediados,
ção de possibilidades, em todos os níveis educacionais, da oferta regulamentada de necessariamente, por um professor presente, numa dinâmica vertical (TORI, 2010).
Educação a Distância no País: Este artigo foi regulamentado pelo Decreto nº 5.622,
publicado no D.O.U. de 20/12/05 (que revogou o Decreto nº 2.494, de 10 de feverei- A EAD pode e tem sido realizada por diversos meios, seja rádio, correio, telefone,
ro de 1998, e o Decreto nº 2.561, de 27 de abril de 1998) com normatização definida televisão, computador e atualmente Internet mediados por dispositivos móveis. No
na Portaria Ministerial nº 4.361, de 2004 (que revogou a Portaria Ministerial nº 301, entanto, o sucesso dos cursos não depende unicamente da tecnologia empregada,
de 07 de abril de 1998). assim como, muitas experiências atuais não obtêm o êxito esperado devido a diver-
sos fatores alheios ao meio tecnológico utilizado. Entretanto, não se pode negar que
Cabe salientar que o decreto no 5.622 foi alterado pelo Decreto no 6.303, de 12 de o surgimento de novas tecnologias de informação e comunicação (NTIC), originadas
dezembro de 2007: Art. 80. O Poder Público incentivará o desenvolvimento e a vei- na década de 60 e consolidadas nos anos 90, têm corroborado sensivelmente para
culação de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de o crescimento da EAD. Por isso, faz-se necessário compreender sobre o perfil do
ensino, e de educação continuada. aluno ingressante nesta modalidade.

1.2.3 CENÁRIO ATUAL E FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS 1.2.4 O PERFIL DO ALUNO A DISTÂNCIA

Na sociedade contemporânea, vive-se em um mundo envolto por constantes trans- Segundo Behrens (2000) nessa nova realidade de ensino, o aluno precisa sair da
formações, pela rapidez com que as informações se propagam e pelas diferentes condição de sujeito passivo, na qual só escuta, lê, decora e não se torna um repetidor
formas de acesso a elas. Nesse cenário, a EAD atualmente, ministrada em uma rede dos ensinamentos do professor. É necessário se tornar criativo, crítico, atuar como
de alcance mundial, provoca uma mudança de paradigma, impulsionada pelo poder pesquisador e interagir constantemente com o conhecimento, com os colegas e com
de comunicação e conexão de informações que a internet proporciona, fazendo-a os professores. O aluno precisa “aprender a aprender” e desenvolver um princípio
emergir, cada fez mais, para atender instituições de ensino, organizações da socie- que é fundamental e determinante na sua vida acadêmica a distância: a autonomia.
dade civil e empresas que objetivam alcançar diversos públicos e favorecer a me-
lhoria das condições de ensino-aprendizagem presentes em diferentes contextos. Com a liberdade e a flexibilidade do ambiente online vem a responsabilidade. Para
acompanhar este processo, exige-se um compromisso real e disciplina que às vezes
A demanda dos cursos oferecidos na modalidade a distância cresceu consideravel- o aluno não consegue ter. para melhor entendimento, o autor Vellei (2012) estabe-
mente, seja em instituições privadas ou públicas. Para que possamos oferecer um lece comparação entre o aluno do Curso Presencial e a Distância conforme Tabela 1:
acesso cada vez mais facilitado ao usuário, a fim de atingir uma qualidade de ensino
satisfatória e procurar diminuir os custos é fundamental ter um bom planejamento Tabela 1: Comparativo entre Cursos a Distância e Presenciais
condizente com a realidade dos cursos oferecidos esta modalidade.
CURSOS EAD CURSOS PRESENCIAIS

Com a popularização das tecnologias, do computador pessoal e principalmente dos AULAS Online Presenciais
dispositivos móveis, o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) tornou-se um dos
Elaborado especificamente para os Geralmente, utiliza recursos mais
principais pilares de qualquer curso na modalidade a distância. Veremos mais adian- MATERIAL DIDÁTICO
cursos com foco nas necessidades do tradicionais, como livros impressos ou
BÁSICO
te o que vem a ser este ambiente. aluno e nos objetivos do curso. slides.

Em geral são utilizados recursos Em geral, usa-se quadro branco e


A educação ganhou novas perspectivas com a aprendizagem baseada nas tecnologias RECURSOS DIDÁTICOS
diversificados tais como: áudios, caneta, Datashow e em alguns casos,
UTILIZADOS
interativas. O uso desses novos instrumentos tecnológicos e a crescente acessibilida- vídeos, animações, entre outros. vídeos.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


14 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 15
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

CURSOS EAD CURSOS PRESENCIAIS


postos, é impossível que se realize um processo de ensino e aprendizagem a distân-
cia. Eles são as bases de sustentação do processo e condição imprescindível para o
Existem dois tipos de avaliação:
formativa- realizada continuamente
Usa avaliações presenciais em sua desenvolvimento da interatividade que é um fator importantíssimo na EAD. Sendo
maioria no formato de prova. Em
AVALIAÇÃO através do ambiente virtual e a
alguns casos, projetos, estudos de assim, sugerimos algumas ações para um bom desempenho no desenvolvimento
somativa, geralmente realizada ao final
caso e seminários. de suas atividades acadêmicas:
do eixo ou período de instrução.

HORÁRIOS Flexíveis Fixos a) Quanto à aprendizagem:


Contabilizada por atividades e trabalhos Contabilizada pela presença do aluno
FREQUÊNCIA
entregues através do AVA. em sala de aula. • Lembre-se que você é o maior responsável pela sua aprendizagem;

Aluno economiza em transporte, em • Procure desenvolver sua autonomia e independência nos estudos;
alguns casos, também em estadia,
Além da mensalidade (cobrada por
pois não precisa mudar de cidade para
algumas instituições), o aluno precisa
ECONOMIA ter acesso a um determinado curso. • Seja ativo e colaborativo, dando sugestões e participando de todas as ativida-
gastar com transporte e alimentação.
DE CUSTOS Quando é o caso de ser um curso
Em alguns casos, também devemos
particular, o custo na modalidade EAD
incluir o custo com moradia/estadia.
des promovidas pelo professor;
é, em geral, bem mais barato que um
curso presencial.
• Programe-se, com disciplina, reservando um horário suficiente para a realiza-
ção das atividades;

O aluno tem que desenvolver, segundo Lima (2008), as capacidades de: • Exercite-se em seu processo de aprendizagem, buscando aperfeiçoar-se nas estra-
tégias de estudo, tais como: fazer esquemas, resumos, revisões, diagramas e outros.
• Organizar-se em relação à utilização do tempo disponível para estudar e ado-
tar de métodos objetivos de estudos; b) Quanto às atitudes e comportamento:

•Ter iniciativa para buscar outros conhecimentos, além daqueles fornecidos pelos pro- • Mantenha a mente aberta para as mudanças, novas ideias e perspectivas;
fessores e tutores, ou seja, desenvolver a habilidade de pesquisar constantemente;
• Tenha iniciativa, seja empreendedor no seu estudo;
• Estabelecer interações amplas e constantes com professores, tutores, coor-
• Preserve a autonomia e o pensamento crítico;
denadores e colegas de turma;
• Entre em contato com o professor-tutor sempre que tiver necessidade de
• Ser responsável em relação ao cumprimento das atividades propostas, no sen-
esclarecer dúvidas;
tido de não perder os prazos estabelecidos, sob o risco de produzir a descon-
tinuidade dos estudos e começar a perder o interesse pelo curso; • Tenha disciplina para não deixar o ritmo de estudo diminuir durante o curso.

• Atuar de maneira ativa, participando de encontros presenciais e/ou virtuais c) Quanto ao relacionamento com os outros alunos:
sugerindo, opinando, contribuindo com o bom andamento do curso;
• Interaja com os colegas de turma, troque mensagens com eles;
• Utilizar os meios de comunicação com habilidade e destreza e de maneira ética
e produtiva, sejam os meios mecânicos, eletrônicos ou digitais; • Saiba posicionar-se nos debates, fóruns, bate-papo e em outros instrumentos
de comunicação;
Ainda, segundo o autor, sem o desenvolvimento e o equilíbrio entre esses pressu-

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


16 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 17
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

d) Quanto aos estudos, dúvidas, exercícios e trabalhos: senciais conforme o curso, em aulas de laboratório, estágio e nas avaliações das
disciplinas.
• Procure elaborar e expressar suas ideias de forma clara e ordenada;
Neste contexto ao longo dos anos, muitas instituições vem promovendo a oferta de
• Organize seu material de estudo e seus arquivos; cursos, em diferentes níveis na modalidade a distância.

• Fique atento aos prazos para realizar suas tarefas em tempo hábil e não tenha
prejuízos pedagógicos;

• Dedique-se à leitura dos textos propostos; REFLEXÃO


E o que muda para alunos e professores na EAD?
• Não fique com dúvidas! Registre suas dúvidas no fórum ou ligue e fale direta-
mente com o tutor a distância;

• Acompanhe seu progresso acadêmico, qualquer irregularidade entre, imedia-


tamente, em contato com o tutor presencial. Como a legislação orienta, a comunicação entre professor e aluno será realizada
por intermédio de recursos das TIC no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), e
desta forma podemos observar a mudança nas ações e atitudes dos envolvidos na
1.2.5 EAD E O GRUPO MULTIVIX educação de forma geral.

A fim de atender às novas demandas por ensino e treinamento ágil, a Multivix, O AVA da Multivix será o local da sala de aula virtual, este sistema está baseado
implantou de forma sistemática, cursos de graduação e pós-graduação à distância. no software educativo denominado MOODLE, Acrônimo de Modular Object Orien-
Sendo assim, compreendemos que, a partir dos anos noventa, a educação a distân- ted Distance LEarning. Este software é um sistema modular de ensino à distância
cia começou a distinguir-se como uma modalidade não convencional de educação, orientado a objetos. No AVA estarão descritas todas as atividades, disponibilizados
capaz de atender, com grande perspectiva de eficiência, eficácia e qualidade, aos materiais das disciplinas e referentes aos processos institucionais, atividades ava-
anseios de universalização do ensino e, também, como meio apropriado a perma- liativas ou não, e as orientações de cada momento, processo e ação que será reali-
nente atualização dos conhecimentos gerados de forma cada vez mais intensa pela zada pelo aluno durante todo o curso de graduação.
ciência e cultura humana.

Pelo ponto de vista da Multivix, a EAD não pode ser vista como substitutiva da
educação convencional, presencial. São duas modalidades do mesmo processo. A
EAD não concorre com a educação convencional, tendo em vista que não é este o REFLEXÃO
seu objetivo, nem poderá ser. Ambas possuem o padrão de excelência no ensino, A EAD exige que alunos e professores tenham novas atitudes
oferecido por esta instituição. e enfoques metodológicos pertinentes à modalidade?

Esta modalidade de ensino, pode ser entendida como uma ação que promove o
processo ensino-aprendizagem através do uso de Tecnologias de Informação e Co-
municação – TIC, proporcionando desta maneira comunicação entre os professores, A modalidade a distância é o formato educacional na qual o processo de ensino
tutores e alunos. Esta separação pode aplicar-se a todo processo de aprendizagem aprendizagem ocorre, segundo metodologia, gestão e avaliação peculiares. Profes-
ou apenas a momentos específicos, devendo também envolver momentos pre- sores e estudantes desenvolvem atividades educativas em lugares e/ou tempos

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


18 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 19
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

diversos, utilizando, para a comunicação, TIC e momentos presenciais obrigatórios,


tais como:

- Provas presenciais no polo ou sede; ANOTAÇÕES


- Atividades relacionadas a laboratórios de ensino, entre outros.
- Estágios quando previstos na legislação do curso;
- Defesa de trabalhos de conclusão de curso;

1.2.6 POLO DE APOIO PRESENCIAL

Mesmo sendo aluno de um curso a distância, você não está sozinho ou isolado, os polos
de apoio presencial da Multivix são as unidades operacionais para o desenvolvimento
descentralizado de atividades pedagógicas e administrativas relativas aos cursos e pro-
gramas ofertados a distância. Estes polos oferecem a infraestrutura física, tecnológica e
pedagógica para que os alunos possam acompanhar os cursos à distância.

Em cada polo você pode:

- Ter acompanhamento e a orientação para os estudos de tutores presenciais;


- Utilizar o acervo e realizar estudos em grupo na biblioteca;
- Ter acesso ao laboratório de informática com auxílio de um tutor presencial;
- Realizar as provas presenciais das disciplinas;
- Entregar e receber documentos na secretaria, entre outras atividades.

1.2.7 RESUMO

Nesta unidade entendemos o conceito e aplicação da EAD, além disso verificamos de que
forma funciona, a legislação vigente e os avanços da modalidade em questão. Apresenta-
mos também como será a EAD no grupo Multivix, aprendemos o que é um polo de apoio
presencial e quem está lá para nos auxiliar. Identificamos desta maneira como o curso de
Graduação a Distância funcionará, suas particularidades e especificidades.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


20 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 21
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

2.2 AS TIC E A EAD NA MULTIVIX


UNIDADE 2
2.2.1 CONCEITOS DE TIC E A EAD

TECNOLOGIAS NA Nas últimas décadas o mundo vem sendo inundado com inúmeros avanços tecno-
lógicos, e podemos observar os impactos destes avanços em diferentes comuni-

INFORMAÇÃO E
dades, umas com total acesso às inovações e outras que se quer sobrevivem sem
auxílio do governo.

COMUNICAÇÃO E A Este paradoxo é chamado de “Sociedade da Informação” que é o fundamento de


novas formas de organização e de produção em escala mundial, redefinindo a inser-

ORGANIZAÇÃO DO CURSO
ção dos países na sociedade internacional e no sistema econômico mundial. Na era
da Internet a universalização do acesso e o uso crescente das TIC exigem do usuário
alguns cuidados além de uma administração eficiente do tempo e das ações.
EAD. O cidadão conectado à internet pode receber informações, se comunicar, pesquisar,
produzir conhecimentos e socializá-lo.

2 .1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE
A EAD é uma modalidade de ensino que tem características próprias,
sendo a principal delas, proporcionar a inclusão de muitos cidadãos que
Nesta unidade veremos o conceito e as funções das Tecnologias na Informação e
por diferentes razões não teriam acesso a cursos de qualidade.
Comunicação (TIC), ferramenta muito utilizada para a EAD. Além disso entendere-
mos como essas tecnologias estão disponibilizadas e organizadas na Multivix.

2.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE


2.2.2 EVOLUÇÃO E DIVERSIDADE DAS TIC
Ao final desta unidade esperamos que o aluno seja capaz de identificar a função,
importância e aplicabilidade das TIC. Ainda poderá entender de que forma esta fer- O desenvolvimento tecnológico influenciou diretamente a evolução da EAD, que
ramenta de comunicação será utilizada em seu curso de graduação. podem ser classificadas por diversos autores em diferentes gerações:

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


22 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 23
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

• A PRIMEIRA GERAÇÃO = Impressa - configura-se como o ensino por corres-


pondência que utilizava apenas textos impressos enviados pelo correio;

• A SEGUNDA GERAÇÃO = Analógica - utilizava-se além dos textos impressos base-


ada no ensino por meio de veículos de comunicação: radiofônicas ou televisivas; COMUNICAÇÃO DE MASSA = muitos para muitos - meio-
ferramenta para emissão de mensagem que serão
acessadas por vários participantes e suas respostas
• A TERCEIRA GERAÇÃO = Digital – tem a disposição além dos recursos impres-
também serão vistas por todos os envolvidos.
sos, televisivos e radiofônicos as Novas Tecnologias de Informação e Comuni-
cação como a internet.

Para a terceira geração já podemos observa grandes avanços e mudanças, como


uso de tecnologias de envio e recepção de mensagens impressas, audiovisuais,
com hipertexto, videoconferência, teleconferência (com poucos ou muitos partici-
pantes), com interação em tempo real ou não, com recursos de envio de arquivos Com relação ao sincronismo da comunicação podemos ter a comunicação:
instantaneamente, ou disponibilização remota, ferramenta de construção de texto
coletivo, ferramenta que várias pessoas digitam ao mesmo tempo no mesmo do- • SÍNCRONA (tempo real), ou seja, todos os
cumento, e assim, são infinitas as possibilidades de uso destas tecnologias, sejam participantes devem estar conectados na
elas combinadas ou em separado. mesma ferramenta, ao mesmo tempo para
que as mensagens cheguem instantane-
A comunicação de forma geral pode acontecer em diferentes formatos com diferen- amente, este tipo de comunicação é rea-
tes características, sendo: lizada por ferramentas como o bate-papo,
em que os participantes podem agendar
Você sabe o que
horário para conversar e a participação de
significa sincronismo da
muitas pessoas, ao mesmo tempo, pode comunicação?
dificultar o entendimento pela dificuldade
em acompanhar todas as informações pos- É o tipo de comunicação
UNILATERAL = um para muitos - meio-ferramenta de que é disponibilizada a
tadas.
envio de mensagem em que somente o emissor pode informação em um período
enviar mensagem e o receptor não pode respondê-la. de tempo.
• ASSÍNCRONA (tempo diferente), tipo de
meio-ferramenta em que os participan-
tes deixam suas mensagens aos demais e estes as visualizarão e responderão
no momento que melhor for conveniente. Nesta ferramenta os participantes
não precisam agendar horários e todos têm condições de acompanhar tudo
que está sendo postado, além de poder elaborar melhor a sua resposta. Este
BIDIRECIONAL = um para um - meio-ferramenta de
tipo de comunicação pode ser realizada através de ferramentas como fórum,
envio de mensagem e resposta entre os interlocutores,
emissor e receptor; e-mail, entre outros.

A comunicação bidirecional pode ser privativa ou não,


Estes meios-ferramentas são instrumentos que proporcionam a interação dos par-
isso depende da ferramenta que se utiliza.
ticipantes de um curso na modalidade à distância, que são compostas por ações

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


24 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 25
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

sistemáticas e conjuntas integradas por diversos recursos de apoio baseados na 2.2.4 EQUIPE MULTIVIX ENSINO A DISTÂNCIA
Internet utilizando ferramentas de seleção, organização e armazenamento de in-
formações, as quais podem ser incrementadas e disponibilizadas por meios hiper- A Equipe Multivix Ensino a Distância desenvolve todas as atividades relacionadas
midiáticos, com possibilidade de controle total das ações dos alunos pela tutoria, a essa modalidade de ensino. Tem como papel fundamental a organização e
proporcionando-lhes a aprendizagem autônoma (Decreto 5.622, de 19.12.2005). disponibilização das informações e material didático, ou seja, a mediação do
conhecimento básico para o curso. O Ensino a Distância Multivix é composto por
uma equipe multidisciplinar com:

2.2.3 FORMAS DE COMUNICAÇÃO ENTRE O ALUNO E A • Coordenador Geral de Ensino a Distância;


INSTITUIÇÃO
• Coordenador Didático Pedagógico;
O aluno a qualquer momento tem diferentes canais de comunicação com seus pro- • Coordenador de Conteúdo Pedagógico, Metodologia e Gestão de Materiais didáticos;
fessores/tutores, colegas, e com o apoio administrativo. A Multivix disponibiliza
para esta comunicação: • Coordenador Geral de Polos;

• Coordenador de Tecnologia da Informação e Comunicação.


a) Chat: durante a disciplina haverão fóruns entre o professor e os alunos. Pode-
rão ser dirigidos como atividades ou para tirar dúvidas.
2.2.5 EQUIPES PARA CADA CURSO
b) Central de Atendimento (Call Center): Este dispositivo ficará à disposição dos
alunos no período que os professores e tutores online estiverem na IES. Coordenador de Curso - O Coordenador gerencia o curso como um todo, acompanha
diuturnamente o desempenho dos professores e tutores online, quanto ao cumpri-
c) Mensagem: esta ferramenta possibilita a troca de mensagens individualiza- mento dos programas e avaliações, bem como o desempenho didático nos encon-
das entre os participantes, professores e tutores. tros presenciais e online, o desenvolvimento dos planos de ensino das disciplinas e
o desenvolvimento e participação dos alunos de forma geral.
d) Fórum Avaliativo: esta ferramenta será utilizada durante a disciplina, promo-
vendo a interação entre tutor online-aluno e aluno-aluno. Apresentará conti- Professor – São responsáveis por ministrar em um determinado semestre uma ou
nuamente questões relativas ao conteúdo com objetivos de promover a cons- mais disciplinas ofertadas. Fazem orientação e supervisão dos tutores online. Bem
trução do conhecimento. A participação do tutor online será constante a fim como elaboração de atividades e provas.
de dar continuidade ao processo.
Tutor Online - Tem contato com os alunos orientando na condução da aprendi-
e) Fórum de Dúvidas (“Fale com o Tutor”): Ficará aberto constantemente nas zagem, fazendo intervenções, verificando o aprendizado dos alunos, sendo res-
disciplinas e terá como objetivo auxiliar o educando em todas as dificuldades ponsáveis pelas correções de atividades avaliativas e orientação a distância. Estão
que ele encontre, tanto com relação ao manuseio do AVA quanto às questões localizados na Sede e virtualmente fazem acompanhamento das atividades online,
relativas ao conteúdo. respondem e-mails, acompanham fóruns, tiram dúvidas e corrigem tarefas.

f) Encontro Presencial: No decorrer do curso, serão disponibilizados encontros Podem ser de mais de uma disciplina ao longo do curso; ficarão online para auxiliar
presenciais não obrigatórios com o tutor presencial no polo de apoio presen- os alunos via fórum “Fale com o Tutor” no AVA, auxiliando-os na verificação do
cial como momento oportuno de dirimir dúvidas e/ou buscar maiores informa- acesso às leituras e aos materiais de apoio do curso; o cumprimento dos prazos na
ções sobre o conteúdo da disciplina. realização das atividades; a interação com os demais participantes; o uso dos refe-

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


26 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 27
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

renciais teóricos disponibilizados; a elaboração de relatórios de acompanhamento


dos/as estudantes;

Tutor Presencial - É um professor que fará orientação quanto ás metodologias, es- ATENÇÃO AOS TÓPICOS QUE SEGUEM
tará presente no polo em dias previamente agendados com o intuito de auxiliar na
elaboração de atividades individuais ou em grupo e prestação de apoio operacional
à coordenação do curso nas atividades presenciais.

2.2.6 GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA Entendendo que o conhecimento e necessidades tecnológicas são indispensáveis
ao aluno, pontuamos itens indispensáveis para iniciar o curso:
O cursos de graduação da Multivix são modulados em bimestres. A cada bimestre são
ofertadas diferentes disciplinas que ao final do curso comporão a carga horária neces-
- Ter acesso por um computador confiável e seguro (para que suas informações
sária para sua conclusão. A depender da carga horária da disciplina, o material didático
como login e senha não sejam utilizados indevidamente por outras pessoas);
será divido em 06 (seis) unidades. Ele é seu principal material de estudo para a realiza-
ção das atividades, estando disponibilizados no AVA. - Usar um navegador de internet;

- Ter e-mail e realizar o acesso diariamente;


2.2.7 AVALIAÇÕES DAS DISCIPLINAS
- Saber anexar arquivos na plataforma AVA;
Todas as disciplinas terão ao final uma prova presencial. Esta prova terá peso 5,5, ou
- Saber criar arquivo PDF (via programa ou site);
seja, 55% da avaliação da nota da disciplina, os demais pontos serão acumulados
durante o estudo das unidades. A avaliação presencial contemplará conteúdos de - Saber utilizar um editor de texto (Ex.: Word).
todas as unidades da disciplina estudadas ao longo do bimestre, podendo ser com
um total de 10 (dez) questões objetivas. Não havendo êxito na Avaliação Presen- Lembrando que o comprometimento pessoal também é muito importante, portanto
cial, deverá o aluno realizar a Avaliação Final Presencial a qual será aplicada confor- o aluno desta modalidade precisa ter a seguinte postura:
me data estabelecida no Calendário Acadêmico.
- Entender que o conhecimento é construído a medida em que vamos apren-
Nas unidades serão propostos questões objetivas online, fóruns avaliativos e estu- dendo a aprender;
dos orientados que irão compor 45% da avaliação da disciplina. Para aprovação na
- Ter autonomia e trabalhar sem a ajuda presencial, mas com a ajuda virtual
disciplina o aluno deverá acumular o mínimo de 7,0 pontos somados a prova escrita
do tutor online;
e a participação nas atividades objetivas propostas.
- Fazer as atividades propostas no curso dentro dos prazos estabelecidos, o
que evita o acúmulo de tarefas;
2.2.8 PARTICIPAÇÃO DO ALUNO
- Estabelecer uma rotina de estudo;
Neste processo inovador de construção do conhecimento, o foco é o aluno e seu
- Estar sempre em dia com a agenda do curso;
processo de aprendizagem. Para tal são disponibilizados variados recursos, mídias,
atividades e suporte de conteúdo, tanto online quanto presencial, assim, o papel do - Esclarecer dúvidas com o tutor online sempre que necessário;
aluno torna-se de extrema importância.
- Ser capaz de se comunicar de forma clara e objetivamente através da habi-
lidade escrita.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


28 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 29
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

este aspecto algumas competências e habilidades são importantes para o aluno manecer e concluir uma atividade, sendo ativo e participativo. Ser capaz de
de um curso a distância. Segundo estudo realizado por Behar e Silva (2012) o aluno lidar com as próprias dificuldades.
deve modificar seus hábitos como aluno do ensino presencial e adquirir novas pos-
• TRABALHO EM EQUIPE: Adequar ações intra e interpessoais, articular a comu-
turas para a EAD, sendo elas:
nicação com os sujeitos e criar estratégias. Identificar perfil e necessidades da
• ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO: Sempre cumprir a agenda pré-estabelecida por ele equipe em que está inserido, saber trabalhar em clima de equidade, articular
mesmo, conciliando as atividades pessoais, profissionais e como estudante de- conflitos, negociar, comunicar, colaborar, cooperar, ser capaz de se adaptar a
senvolvendo uma agenda que privilegie atingir as prioridades, metas e objetivos. situações novas, conduzir diferentes situações.

PLANEJAMENTO: Criar as condições adequadas e necessárias para o estudo


2.2.9 RESUMO
individual e em grupo oportunizando o melhor aproveitamento e construção
do conhecimento. Neste módulo conhecemos a evolução das TIC. Aprendemos as características do
• FLUÊNCIA DIGITAL: Tornar-se ativo e participante no processo através das fer- nosso curso de graduação a distância, com relação a estrutura semestral, atividades
ramentas digitais, aprimorar seu conhecimento sobre as práticas no AVA e em semanais, avaliações das disciplinas e a interatividade do nosso curso. Identifica-
demais aplicativos da informática para que tenha o conhecimento e produção mos também, a Equipe Multivix Ensino a Distância, equipe para cada curso e suas
das atividades e produção do conhecimento. atribuições. Por fim, relacionamos as competências, habilidades e atitudes necessá-
rias para os alunos da modalidade a distância.
• REFLEXÃO: Realizar sempre que necessário a novas leituras e pesquisas, que
proporcionem condições de refletir sobre determinado conteúdo e possibilite
ao aluno argumentar sobre suas ideias e conhecimentos diante do grupo.

• AUTONOMIA: Desenvolver a capacidade de estudar sozinho, ler com atenção


concentrada, de forma a entender completamente o texto lido e buscar orien- ANOTAÇÕES
tação quando julgar necessário;

• COMUNICAÇÃO: Expressar-se de forma clara, utilizando a norma culta da co-


municação, com clareza, objetividade e respeito tanto em participações online
(digitadas) quanto presenciais (oralmente).

• PRESENCIALIDADE VIRTUAL: Interagir com os professores, tutores online e colegas


nas atividades, contribuindo com a construção do conhecimento individual e coletivo.

• AUTOAVALIAÇÃO: Identificar em si o melhor processo de aprendizagem, e


buscar sempre atingir os objetivos propostos nas atividades.

• FLEXIBILIDADE: Agir em conformidade com as diferentes necessidades exigi-


das nas situações de ensino aprendizagem, examinando e interpretando as
possibilidades de ações, bem como mudanças de opinião e atitudes.

• AUTOMOTIVAÇÃO: Manter a motivação individual e entre pares sendo um fa-


cilitador dos processos, acolher as dificuldades do outro, incentivando-o a per-

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


30 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 31
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

3.2 PLANEJAMENTO DE ESTUDO E


UNIDADE 3 COMPORTAMENTO

PLANEJAMENTO DOS Conhecer o aluno e estabelecer um diálogo é uma tarefa muito importante tanto na
educação presencial quanto na educação a distância. Para isso alguns recursos po-

HORÁRIOS DE ESTUDO E
dem ser utilizados como o preenchimento do Perfil completo, conversa nos fóruns
de discussão troca de mensagens entre os participantes.

O COMPORTAMENTO NO É importante criarmos e nos sentirmos pertencentes ao grupo. Sa-


be-se que a maioria dos alunos trazem sempre a experiência da

AMBIENTE VIRTUAL aprendizagem presencial, locais onde estamos sempre em contato


com outras pessoas. Na educação a distância não é diferente. O que
muda é a forma de interação entre os participantes.

3.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE Na educação de forma geral só estudamos sozinhos se assim desejarmos. Estudar sem
a presença física e constante dos colegas e do professor pode inicialmente desafiar o
aluno a superar suas limitações pessoais, pois a mudança de hábitos será extremamen-
Nesta unidade veremos os comportamentos apropriados para convivência no am- te necessária. Cada um deverá desenvolver a habilidade de aprender autonomamente,
biente virtual e a importância em estabelecer uma rotina e criar um planejamento ou seja, aprender a aprender. Este processo exige tanto da instituição, quanto do aluno
de horários para estudos. o acesso à informação, para que a mesma se converta em conhecimento.

3.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE 3.2.1 AUTOAPRENDIZAGEM

Ao final desta unidade esperamos que o aluno seja capaz de: A autoaprendizagem é um processo em que se exercita a autonomia, ou seja, diante
de uma ação educativa o aluno busca nos seus conhecimentos a melhor forma de
- Conhecer regras de etiqueta e Netiqueta; realizar a atividade e promover a transformação da informação em conhecimento.

- Planejar horários de estudo. Durante o curso os alunos serão constantemente estimulados, pelos tutores online
e colegas, através de leituras, fóruns, atividades individuais e em grupo, a participa-
rem e promoverem a construção coletiva do conhecimento.

3.2.2 COMUNIDADE VIRTUAL

A comunidade virtual de aprendizagem se estabelece nas relações com os demais par-


ticipantes, professores e tutores online no AVA. Uma comunidade como citado anterior-

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


32 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 33
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

mente, caracteriza-se pela união de pessoas que compartilham o objetivo de aprender 3.2.4 NETIQUETA
que trocam experiências e informações no ambiente virtual. Outro fator é a dispersão
geográfica dos participantes, e sua interação através dos recursos das TIC. A palavra Netiqueta pode ser entendida
como o conjunto de regras de convivência
A partir do envolvimento com a comunidade de aprendizagem online, é possível social nos meios de comunicação, ou seja,
encontrar: o conjunto de recomendações para evitar
mal-entendidos nas falas via tecnologias
- Interações ativas, envolvendo conteúdo do curso e comunicação pessoal;
da informação e comunicação por diferen-
- Aprendizagem colaborativa, evidenciada pelos comentários dirigidos mais tes ferramentas como fóruns, chat, men-
de um estudante a outro que de um estudante ao professor; sagens, entre outros.
- Significados construídos socialmente, evidenciados pelo acordo ou pelo
questionamento; 3.2.5 COMO ESCREVER NA
- Troca de recursos e conteúdos entre os alunos; INTERNET

A Educação online por meio das comunidades de aprendizagem não transpõe a


sala de aula presencial para o ciberespaço, e sim utiliza-se da infraestrutura deste 3.2.5.1 FALE, NÃO GRITE
ambiente para estimular a interação entre quem aprende e ensina.
Pode parecer difícil gritar pela internet sem algum recurso de áudio.
No entanto na internet, escrever em letras MAIÚSCULAS significa o
3.2.3 REGRAS DE CONVIVÊNCIA E FERRAMENTAS DE mesmo que gritar. Sendo assim, combine as letras maiúsculas com
COMUNICAÇÃO minúsculas como da forma comum. Para dar destaque em palavras
ou expressões utilize-se de recursos como negrito, sublinhado, itáli-
Na EAD a participação, colaboração e interação, entre os participantes é funda- co ou “entre aspas” ou *asteriscos*.
mental em todos os momentos. Em diferentes momentos os participantes são es-
timulados a expressarem suas ideias, questionarem e serem questionados sobre Na comunicação via internet, que não seja em trabalhos acadêmicos, usa-se uma
os conteúdos, e argumentarem para sustentar um pensamento. Para isso é preciso linguagem mais coloquial, não sendo exigido a norma culta da escrita, porém é
saber expressar-se para que o outro entenda perfeitamente o que foi dito. É preciso preciso tomar cuidado e utilizar sempre o mínimo de pontuação, que facilita o en-
ser claro para transmitir seus pontos de vista com eficácia. Nos tópicos que seguem, tendimento de quem está lendo. Da mesma forma, a utilização de gírias não são
serão contemplados assuntos que podem auxiliar nestas relações de aprendizagem. bem-vindas, ou as abreviações exageradas de expressões acabam por dificultar o
entendimento. Outro erro grave é achar que por estarmos em um ambiente mais
descontraído que a escrita acadêmica, fazer uso de palavras incorretas ortografica-
mente estaria correto.

Para que sua comunicação não seja arrogante ou inconveniente, lembre-se que os
leitores da sua mensagem também são pessoas, e que por sua vez tem diferentes
formas de interpretar o que você quer expressar.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


34 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 35
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

demos encontrar como uma sequência de caracteres tipográficos. São utilizados


dois pontos, ponto e vírgula, parênteses e etc, que no olhar horizontal represen-
Com relação ao plágio, não copie nem aceite que sejam tam “carinhas”, que traduz ou quer transmitir o estado psicológico - emoções.
copiados textos de sites ou outros meios digitais sem que
as regras de citação e referência sejam respeitadas.
Alguns exemplos:

:-) sorriso
:-* beijo
:-( triste
3.2.5.2 E-MAIL, FÓRUM E MENSAGEM ;-) piscada
:p mostrando a língua
Sempre que escrever uma mensagem para alguém coloque do que se trata na
:-O espanto
linha do assunto. Imagine receber em média 30 mensagens por dia, quais você
lerá primeiro? Provavelmente a mensagem que o assunto for de maior interes- Quanto aos emojis, es-
se a você. É conveniente, no corpo da mensagem, deixar uma linha em branco tes são mais atuais e
separando os parágrafos ou blocos de texto, principalmente se o texto for um correspondem a uma
pouco extenso. biblioteca com várias
imagens divertidas que
Ao responder uma mensagem, cite sempre a mensagem de origem, para que o
são usadas principal-
leitor entenda melhor o que sua mensagem quer dizer. Nunca envie para grupos
mente em mensagens
de discussão ou comunidades virtuais mensagens que não sejam do interesse e
de texto enviadas pelo
objetivo do grupo, sendo considerado como Spam correntes, piadas, ou simila-
celular. Esses caracte-
res que não estejam ligados ao tema tratado.
res, juntam emoticons, letras e números em formatos diferentes e imagens de ani-
mais ou objetos.
3.2.5.3 SMILEYS, EMOTICONS E EMOJIS
Na sala de aula virtual os diálogos são geralmente abertos e devem ser conduzidos
Os smileys é a representação de uma carinha sorridente. Algumas vezes usa-se com cautela. Todos tem direitos a liberdade, privacidade e sempre devem respeitar
este termo como sinônimo de emoticon, no entanto, é mais correto dizer que o Smi- os demais. Os alunos são estimulados a se expressarem livremente, mesmo que
ley é um emoticon. Este, representa um verda- haja opiniões contrárias. Contudo alguns limites devem ser determinados como, por
deiro marco para as formas não-verbais de co- exemplo, o uso de linguagem agressiva ou desrespeitosa que pode ter resultados
municação contemporâneas, particularmente, desastrosos em uma comunidade de aprendizagem.
no domínio da internet.

Os emoticons são a combinação de caracte- 3.2.5.4 CLAREZA NA ESCRITA


res que expressam emoções. É uma forma
É necessário se expressar de forma clara e objetiva, pois muitas vezes, este é um
de comunicação paralinguística, esta palavra
fator de dificuldade entre as pessoas, porém é de suma importância que se prime
derivada da junção dos seguintes termos em
pela clareza no texto, para ser melhor entendido.
inglês: emotion (emoção) + icon (ícone). Po-

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


36 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 37
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

3.2.5.5 GERENCIAMENTO DO TEMPO a passar o maior tempo conectado á sala de aula virtual. Deve haver tempo para pes-
quisa e comunicação, mas também deve ser reservado tempo para leituras, reflexões
Durante todo o curso, e em diferentes momentos da nossa vida, somos obrigados a e realização das atividades propostas.
planejar e dividir nosso tempo para atingirmos os objetivos traçados. Várias vezes
nos pegamos lendo um texto, seja ele de acadêmico ou não, mas de fato com o Deve-se estabelecer os objetivos e prioridades na organização da agenda, para que o ge-
pensamento em outras coisas que não estão relacionadas. Porque isso acontece? renciamento do tempo permita estar sempre em dia com as obrigações e não ficar perdido
pelo excesso de trabalho. Estas ações fazem parte das estratégias para o aluno virtual.
Porque estamos sem um planejamento adequado do nosso tempo, ou não estamos
dando o tempo necessário ao cérebro para descansar, e assim, poder focar no que
é importante na hora adequada. Uma boa ferramenta é o Google Agenda oferece
recursos de agendamento, envio de SMS e/ou e-mail
Da mesma forma muitas vezes na hora de descansar, não conseguimos relaxar e de lembrete.
efetivamente esquecer as obrigações aproveitando integralmente a hora de des-
canso. Em certos momentos sentimos culpa ou mesmo remorso, por termos muito
para estudar. O fato é que devemos nos programar para que o tempo seja devida-
mente equilibrado às obrigações e ao descanso, pois caso isso não aconteça, não
seremos capazes de fazer nenhuma das atividades com o máximo de atenção.

O primeiro passo para a organização do tempo é estabelecer para si mesmo quais coisas na
sua vida são imprescindíveis, quais são imediatas e quais podem ser brevemente adiadas,
mesmo assim ainda será preciso uma dose de determinação e força de vontade.

É evidente que as TIC vem provocando enormes mudanças no comportamento do ser www.google.com/calendar
humano, tendo em vista que a quantidade de produção de informação do mundo nos
impõe cada vez mais a sensação que não sabemos tudo que deveríamos saber.
A organização da agenda não é algo difícil, mas é preciso ser realista, colocar todas
Para um aluno de educação a distância a as necessidades e depois respeitar o planejado. Esta agenda pode ser uma tabela
organização do tempo é o fator que pode com os dias da semana, os compromissos fixos como trabalho, esportes e até mes-
garantir a eficácia da sua aprendizagem mo descanso, e finalmente estabelecer qual o tempo necessário para o estudo. É
nas disciplinas. Nesta organização o aluno importante que você crie o hábito de gerenciar seu tempo.
poderá direcionar maior tempo de estu-
Lembramos que na educação a distância o aluno faz o seu tempo de estudo, seu
do as disciplinas que requerem mais em-
calendário semanal, respeitando os prazos ele tem total liberdade acessando e res-
penho, podendo assim, cumprir com os
pondendo as atividades quando melhor lhe convier.
prazos e acompanhar adequadamente a
evolução das discussões e do conteúdo.

É importante estabelecer metas e estrutu-


rar-se para administrar as atividades de for-
ma racional. Estudar online não se resume

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


38 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 39
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Exemplo:

Manhã
Domingo
Estudo
2ª feira
Trabalho
3ª feira
Descanso
4ª feira
Descanso
5ª feira
Trabalho
6ª feira
Trabalho
Sábado
Trabalho
UNIDADE 4
Ta rde Descanso Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Estudo

FERRAMENTAS DO AVA
Noite Descanso Estudo Trabalho Trabalho Estudo Estudo Descanso

Propomos que pense na organização do seu tempo considerando estes fatores, e


elabore uma tabela simples com os dias da semana e os turnos do dia, que vá pre-
enchendo conforme suas necessidades e obrigações. 4.1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE
Domingo 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Sábado
Nesta unidade veremos como utilizar as ferramentas disponíveis para o curso. Tam-
Manhã
bém será possível aprender todos os caminhos para o AVA.
Tarde
Noite
4.1.1 OBJETIVOS DA UNIDADE

Ao final desta unidade esperamos que o aluno seja capaz de:


3.2.6 RESUMO
- Participar do Fórum;
Nesta unidade tratamos da importância do aluno em conhecer seu processo de apren-
dizagem, das relações interpessoais e convivência em uma comunidade virtual de - Responder as atividades disponibilizadas no AVA;
aprendizagem. Vimos também regras de Netiqueta, caracteres utilizados como emo-
- Fazer download e upload de arquivos;
ticons, smileys e emojis, regras de escrita de mensagens, formas de se expressar, e a
importância da escrita no meio virtual. Por fim, compreendemos que o gerenciamento - Ter acesso ao material de estudos.
do tempo é uma ferramenta fundamental para o sucesso do aluno de curso a distância.

ANOTAÇÕES

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


40 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 41
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

4.2 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL 3. A página de acesso (Figura 3) se abrirá e você deverá digitar sua identificação
de usuário e senha.

DE APRENDIZAGEM 4. Para ter certeza que está conectado verifique na barra superior. Seu nome
deverá aparecer a direita conforme imagem a seguir:
4.2.1 SALA DE AULA VIRTUAL

Nosso curso se desenvolverá através de recursos disponibilizados via internet, e


assim teremos uma sala de aula virtual para cada disciplina. Vamos “aprender fa-
zendo” algumas atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), pois este
servirá de suporte durante todo nosso curso.
Figura 1 – Identificação do usuário

No Ava os professores disponibilizarão textos, objetos de aprendizagem, resumos,


orientações, atividades, além de ser o meio de comunicação entre alunos, tutores onli-
5. Sempre que concluir suas atividades, clique ao lado do seu nome, abrindo o pai-
ne, que irão monitorar passo a passo a participação dos alunos, as leituras realizadas, a
nel de navegação, clique em SAIR (Figura 2). Esta ação evita que outras pessoas
elaboração e envio de atividades, participação em fórum entre outros.
utilizem indevidamente o seu acesso ao AVA

4.2.2 CONECTANDO NO AVA

Ao realizar sua matrícula a secretaria lhe en-


viou um e-mail com o identificação de usuário
e senha, caso não tenha recebido, verifique:

-Se seu e-mail cadastrado está correto jun-


to à secretaria; AVA Multivix, digite:
- Se seu e-mail está ativo, funcionando;
ava.multivix.edu.br
- Se a mensagem não foi para caixa de lixo
eletrônico ou Spam.

Caso não tenha recebido a mensagem com seu identificação de usuário e senha Figura 2 – Local para Sair do AVA dentro do painel de navegação.

entre em contato com a secretaria para que seja providenciada uma nova senha de
acesso ao AVA. A seguir vamos conhecer os recursos que utilizaremos no curso:
4.2.3 ENVIO DE NOVA SENHA
1. Para iniciar, verifique se a internet está funcionando, pois vamos precisar en-
Nesta tela será possível colocar sua identificação de usuário e senha de acesso.
trar no AVA – Multivix.
Ainda na mesma tela de acesso, existe a possibilidade de envio dos dados pessoais
2. Com seu identificação de usuário e senha na mão, acesse o endereço do AVA ao próprio participante por e-mail, caso o usuário esqueça a senha ou sua identifi-
pelo seu navegador ou clique no link da página inicial da Multivix. cação de usuário. Basta clicar no botão “Esqueceu o seu usuário ou senha”, abaixo

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


42 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 43
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

do botão ACESSAR. Após esse procedimento, o usuário deve preencher o seu iden- Nesta página temos acesso às disciplinas que estão disponíveis para serem cursadas.
tificação de usuário ou e-mail cadastrado no sistema para que receba seus dados Além disso, observando a Figura 5 oferecemos acesso à barra de navegação lateral,
de acesso por e-mail. Conforme Figura 3: este ícone (indicado pela seta abaixo), pode recolher na parte esquerda da tela ou abrir
na página. Outros caminhos listados de cima para baixo como a página inicial represen-
tada pelo ícone em forma de casa, seta de retorno, o calendário e usuários online.

Figura 3 – Página de abertura do AVA.

4.2.4 PÁGINA INICIAL

Ao digitar seu identificação de usuário e senha abrirá a página de abertura do AVA,


que chamaremos de Página Inicial.

Figura 5 – Barra de navegação lateral

Na Figura 6 encontramos a barra superior, esta apresenta ícones como Emblemas (seta
1), Notificações (seta 2), Mensagens (seta 3) e por fim o Painel de Navegação (seta 4).

1 2 3 4

Figura 4 – Tela de Navegação da Página Inicial Figura 6 – Ícones da Barra Superior

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


44 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 45
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

4.2.5 EDITAR PERFIL Ao acessar “Modificar perfil” , este poderá editar as seguintes informações:

O primeiro passo ao acessar o ambiente AVA pela primeira vez é editar o perfil do NOME
usuário. Isto permite que seus dados, previamente cadastrados, possam ser corri-
O usuário deve verificar se seu nome está correto. Caso seja necessário, basta fazer
gidos ou atualizados.
a correção.
Esta opção permite também, a alteração da senha pré-cadastrada por uma nova,
SOBRENOME
pessoal e de responsabilidade do próprio usuário. O usuário poderá, ainda, acres-
centar mais informações pessoais, favorecendo a interação com os outros usuários
O usuário deve verificar se seu sobrenome está correto. Caso seja necessário, basta
(alunos, professores/tutores) do ambiente. Poderá inclusive, colocar informações
fazer a correção.
para contato, indicar um site e inserir uma imagem pessoal.
ENDEREÇO DE E-MAIL
Clique no painel de navegação que fica à direita, PREFERÊNCIAS (Figura 7) e em
seguida na coluna de Conta de usuário (Figura 8), selecione Modificar perfil e pre- Por padrão na hora de fazer a matrícula, é solicitado ao usuário seu endereço de
encha os dados. Caso queira fazer alteração de senha, selecione Mudar a senha. e-mail. O usuário deve alterar o e-mail, caso esteja incorreto ou em branco. Essa
informação é muito importante, levando-se em consideração que a maioria das
atividades do AVA são enviadas também por e-mail ao aluno. Portanto, esse e-mail
deve ser válido e ativo. Se, por outro lado, o e-mail digitado não seja utilizado pelo
usuário, este poderá ficar prejudicado por problemas de comunicação entre seus
colegas ou entre seus professores.

MOSTRAR ENDEREÇO DE E-MAIL

Estas opções configuram quem pode ter acesso ao e-mail do usuário. É altamente
recomendável que outras pessoas possam ter conhecimento deste e-mail, o que
Figura 7 – Local para alteração de perfil e senha
favorece o diálogo entre usuários.

CIDADE / MUNICÍPIO

O usuário deve verificar se sua cidade ou município está correto. Caso seja neces-
sário, basta fazer a correção.

PAÍS

O usuário deve verificar se seu país está correto. Caso seja necessário, basta fazer a correção.

ZONA DE FUSO HORÁRIO

Configuração técnica que permite escolher qual o fuso horário do aluno no ambien-
Figura 8– Alteração de perfil e senha

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


46 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 47
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

te AVA. Por padrão, o formato especificado é o recomendado. 4. 2.6 ÍCONES UTILIZADOS NO AVA
DESCRIÇÃO Abaixo são apresentados alguns dos Ícones utilizados em todas as disciplinas:

Neste campo é fundamental a disponibilização de informações pessoais (breve currícu-


lo) que ajudam aos outros usuários do ambiente a conhecer melhor você. Esta descri-
ção dirá um pouco mais sobre as áreas de interesse e características da pessoa. TAREFA VÍDEO
IMAGEM

O usuário pode enviar uma imagem sua para ajudar a compor seu perfil. Para tanto, LIVRO WIKI
basta clicar em arquivos e selecionar o diretório que contém a imagem desejada.
Contudo, deve-se observar que as imagens devem respeitar o limite máximo de
tamanho de 200Mb. Outro fator diz respeito à proporção das imagens. Por se tratar CHAT PESQUISA DE AVALIAÇÃO
de uma figura ‘quadrada’, imagens retangulares ou desproporcionais em relação à
altura / largura podem apresentar uma distorção ou mesmo cortes, em função do
redimensionamento feito pelo ambiente AVA. ARQUIVO ANEXADO
PASTA
(PARA DOWNLOAD)
PERFIL DO USUÁRIO: NOMES ADICIONAIS, INTERESSES E DADOS OPCIONAIS

Na edição do perfil do usuário, além das informações obrigatórias, existem nomes FÓRUM PÁGINA DE TEXTO OU WEB
adicionais, interesses e opcional. Estas informações não são requisitos básicos para
o funcionamento do ambiente AVA, mas seu preenchimento ajuda a proporcionar
experiências de aprendizado melhores e a facilitar a troca de informações entre os LIÇÃO IMAGEM
participantes de uma disciplina. São opcionais.

LINK PARA PÁGINA


GLOSSÁRIO
EXTERNA (URL)

LINK PARA TAREFA


PESQUISA
EXTERNA (LTE)

LABORATÓRIO DE
PARTICIPANTES
AVALIAÇÃO

QUESTIONÁRIO ESCOLHA

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


48 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 49
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

4.2.7 ACESSO A PÁGINA INICIAL 4.2.8 ACESSO ÀS DISCIPLINAS

Nesta página o aluno terá acesso a algumas ferramentas institucionais, sendo elas: Para acessar a disciplina você deve na Página Inicial (Figura 10), clicar nas caixas
com nome da disciplina que deseja entrar.
• Fórum de Dúvidas Institucionais e Secretaria: o aluno terá acesso às informa-
ções e orientações gerais do curso;
• Documentos Institucionais: nesta pasta encontramos o manual do aluno, ca-
lendário acadêmico, calendário de provas e de encontros presenciais, além
dos demais documentos institucionais necessários;
• Vídeos, mensagens e orientações;
• Link para o acesso ao Portal Acadêmico (portal do aluno).

Figura 10 – Página Inicial para acesso às disciplinas

Ao clicar no nome da disciplina, abrirá a página com o módulo ao qual ela pertence
(Figura 11).

Figura 9 – Página Inicial do Ambiente Virtual de Aprendizagem

Figura 11 – Página da disciplina

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


50 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 51
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Clicando em qualquer unidade, abrirá uma página em que o aluno terá acesso ao
conteúdo didático e atividades presentes em cada unidade (Figura 12).

Figura 12 – Abas referentes aos conteúdos de cada unidade


Figura 14 – Relação de participantes

4.2.9 PARTICIPANTES 4.2.10 FÓRUM DE DÚVIDAS: “FALE COM O TUTOR”


Ao entrar em cada disciplina, haverá um ícone de participantes no canto superior Ao entrar em cada disciplina, haverá um tópico com o título “Fale com o Tutor”. Este
direito. Basta clicar nesta opção, que será apresentada ao usuário a relação dos tópico é destinado à esclarecer dúvidas referentes ao conteúdo, sendo possível criar
participantes do curso/disciplina (professores, tutores online e outros alunos). Ao novos questionamentos ou fazer a leitura da pergunta de outros colegas (Figura 15).
clicar em qualquer imagem dos participantes, o usuário tem acesso aos dados ca-
dastrados daquele usuário específico (Figuras 13 e 14).

Figura 13 – Localização do ícone de participantes


Figura 15 - Localização do ícone Fale com o Tutor

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


52 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 53
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

4.2.11 PARTICIPAÇÃO EM FÓRUM AVALIATIVO 4.2.12 ENVIAR MENSAGEM

Para participar de um fórum avaliativo de qualquer disciplina, entre na página inicial Neste ícone é possível estabelecer comunicação com outros participantes, o professor
e clique no ícone da disciplina em que quer responder a atividade. Na página que e o tutor online. Para mandar mensagens individuais para participantes do curso/disci-
abrir, haverá o ícone “fórum avaliativo”. Clique no tópico existente e para participar plina, basta clicar no painel de navegação e em seguida mensagens (Figura 18).
da discussão clique em RESPONDER (Figura 16 e 17).

Figura 16 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular

Figura 19 – Mensagens

Nesta página, é possível ter acesso a todas as mensagens recebidas, contatos e


escrever novas aos colegas, professores e tutores online, para isso basta acessar a
opção “escrever uma mensagem” na barra inferior da tela (Figura 19).

Figura 17 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular

Logo que você clicar, aparecerá uma mensagem informando que sua mensagem foi
publicada no fórum e que você poderá alterá-la em até 30 minutos, depois deste
tempo, não será mais possível corrigi-la. Figura 16 – Fórum de Dúvidas na Disciplina de Biologia Celular

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


54 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 55
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

4.2.13 MATERIAL DIDÁTICO E CONTEÚDO ONLINE 4.2.14 REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES

Todas as disciplinas tem uma apostila e telas interativas (conteúdo online), com o con- Nas unidades serão ofertadas diferentes tipos de atividades. Estas atividades estarão
teúdo que será estudado em todas as unidades. disponibilizados dentro de cada unidade por disciplina. Basta clicar no box referente a
atividade que quer ter acesso (Figura 20).
Este material está disponível no ícone da disciplina em:

Figura 20 – Exemplo de box para ter acesso a atividade

4.2.15 VÍDEOS

Estarão disponibilizados vídeos referentes a cada unidade. Estes irão abordar temas do
Para instalar o Adobe Reader: Material Didático O objetivo é apresentar, de forma contextualizada e prática um deter-
http://get.adobe.com/br/reader minado conteúdo, entendendo que este material não substitui os demais. O aluno ao
visualizar o vídeo que estará ao final do conteúdo online de cada unidade (Figura 21).

O arquivo está no formato PDF (documento texto que deve ser aberto pelo progra-
ma Adobe Reader). Ao clicar no ícone Material Didático da disciplina aparecerá a
janela do navegador solicitando que você escolha se vai abrir ou salvar o arquivo.

Neste momento você poderá salvar o arquivo no seu computador e abri-lo em ou-
tro momento, mesmo que não esteja conectado ao AVA.

OBS: Caso o aluno queira adquirir uma versão impressa, deverá solicitar via Portal
Acadêmico. Pagando o valor correspondente que estará disponível na Tabela de
Serviços, o aluno deverá retirar o material impresso no polo de apoio presencial.

Figura 21 – Vídeo disponibilizado para as unidades

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


56 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 57
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

5 REFERÊNCIAS
ANOTAÇÕES
BEHAR, P. A.; SILVA, K. K. A. da. Mapeamento de Competências: Um foco no aluno
da Educação a Distância. Novas Tecnologias na Educação. CINTED-UFRGS. V. 10 Nº 3,
dezembro, 2012. Disponível em http://www.cinted.ufrgs.br/ciclo20/artigos/5a-ke-
tia.pdf. Acesso em: 20 de Julho de 2017.

BEHRENS, Marilda Aparecida. O paradigma emergente e a prática pedagógica. Curi-


tiba: Champagnat, 2000.

BERNINI, Denise S. D.; et al. Nova abordagem nas práticas pedagógicas com o uso
das TICs na Educação Superior. In: XX Simpósio Brasileiro de Informática na Edu-
cação, 2009, Florianópolis. II Workshop de Modelos Pedagógicos em Educação a
Distância, 2009.

BRASIL. Decreto nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. Regulamenta o artigo 80 da


Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Fede-
rativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 1998. Disponível em: <http://portal.
mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/D2494.pdf>. Acesso em: 31 de jul 2017.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o artigo 80 da Lei


9.394/1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial
[da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 dez. 2005, Seção
1, p.1. Disponível em: <http://www2.camara.gov.br/legin/fed/ decret/2005/decreto-
5622-19-dezembro-2005-539654-norma-pe.html>. Acesso em: 31 de jul 2017.

GARCIA ARETIO, L. La Educación a distância: de la teoria a lapráctica. Barcelona: Ariel, 2002.

LIMA, Artemilson Alves. Fundamentos e Práticas na EAD. e-Tec Brasil: MEC/UFRN,


2008. MEC, Regulamentação da EaD no Brasil. Disponível em: http://redeetec.mec.
gov.br/images/stories/pdf/eixo_social/formacao_pedagogica/240912_form_pe-
dag_fundamentosepraticasemead.pdf. Acesso em: 31 de jul 2017.

MORAN, J. M. O que é educação à distância. [S.l.: s.n.], 2002. Disponível em: <http://
www.eca.usp.br/prof/moran/site/textos/educacao_online/dist.pdf>. Acesso em:
30 Jul. 2017.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD


58 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 59
INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PRETI, Oreste. Educação a distância: inícios e indícios de um percurso. Cuiabá:

NEAD/IE-UFMT, 1996.

TORI, Romero. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de


distâncias em ensino-aprendizagem. São Paulo: editora SENAC São Paulo, 2010.

VELLEI, Carolina. Curso a distância (EaD) ou presencial? Descubra qual é a melhor op-
ção para você. Guia do Estudante. [2012]. Disponível em: <http://guiadoestudante.abril.
com.br/vestibular-enem/curso-distancia-ead-ou-presencial-697316.shtml>.Acesso
em: 31 de jul 2017.

CONHEÇA TAMBÉM NOSSOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA NAS ÁREAS DE:

SAÚDE • EDUCAÇÃO • DIREITO • GESTÃO E NEGÓCIOS

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD FACULDADE CAPIXABA DA SERRA/EAD EAD.MULTIVIX.EDU.BR


60 SUMÁRIO Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 Credenciada pela portaria MEC nº 767, de 22/06/2017, Publicada no D.O.U em 23/06/2017 SUMÁRIO 61