Você está na página 1de 10

primeiros textos

apresentação
Observar esses vários usos e significações atribuídos à cidade é parte
da matéria do Muros e Fundos, dessa nossa investigação. E a ocupação
desses espaços urbanos com projeções de vídeo tornou-se nossa forma
de expressão. Sobrepondo camadas e cascas, aprofundamo-nos
em terrenos aos quais todos nós, habitantes da cidade, estamos
acostumados: muros, placas, ruas, trânsito, prédios, fumaças,
lojas, pessoas. A ideia era fazer da superfície, fundo - transpondo
errar é importante paredes, recortando paisagens, mudando coisas de lugar.
Durante quase um ano - de abril de 2009 a março de 2010 -
E assim, a partir de um sistema bateria-inversor-projetor-carrinhodefeira
nos propusemos a caminhar por Belo Horizonte e fazer da
começamos a projetar a cidade nela mesma. De dia filmávamos
permanência na rua uma iniciativa de conversa com a cidade.
lugares e situações, uma calçada, uma vitrine de loja, um carroceiro
Na vida urbana, nós geralmente estamos em deslocamento e o ritmo recolhendo entulhos, um muro amarelo sendo pintado de rosa,
da cidade é marcado por fluxos constantes: de pessoas, passageiros dentro de um ônibus, consertadores de guarda-chuva,
de mercadorias, de máquinas, de informações. Com o Muros e Fundos, crianças brincando. À noite essas cenas ordinárias iluminavam
exercitamos então outros tipos de deslocamento, desvios, buscando esquinas e faziam de muros, superfícies outras. O prédio que abriga
vivências não usuais e mais demoradas dos espaços públicos. de dia o consertador de guarda-chuvas recebia à noite o mesmo
consertador, agora enorme, sobre todas as marquises de seus vinte e poucos
A paisagem da cidade é a articulação das ações das pessoas andares, uma placa de rua na Savassi exibia imagens de uma Nova Pampulha
que ali vivem, do uso que cada um faz dela, em tempos distante, vitrines do Prado eram sobrepostas por lojas lotadas do centro,
e espaços ao mesmo tempo compartilhados e totalmente subjetivos. um prédio no Concórdia ganhava uma janela, que quando aberta
mostrava o centro num fim de tarde, um muro pichado no Santa Da mesma maneira, essa publicação é também um desmembramento
Efigênia recebia novas pichações de outro muro, de Santa Tereza. de Muros e Fundos. Apresentamos aqui um dvd e um cd,
São como anotações, perguntas, comentários feitos sobre relativamente autônomos, na medida em que cada um pretende
o espaço, e usamos do próprio espaço para fazê-los. As imagens ser, à sua maneira, mais uma forma de deriva.
projetadas aderem aos volumes das ruas da cidade e, ao envolvê-los
de luz, movimento e cor, lhes fornecem novas camadas de Inconcreto – aproximações e distanciamentos como linhas de ressalto
significação. Da mesma forma, esses objetos emprestam à projeção de Muros e Fundos é um cd interativo, resultado de uma pesquisa
suas formas tridimensionais e lhe dão vida, presença, situação. empreendida em 2009 por Aruan ML, acompanhando nossas projeções.
A ideia é que as pessoas se percam nas várias telas do cd, façam suas
Não divulgávamos nossas saídas. Assim como uma nova pichação próprias experiências, descobrindo a cada navegação diferentes formas
ou um novo cartaz pregado, as ações eram vistas apenas pelas de se ver a obra. São novas projeções, novos gestos poéticos, que usam
pessoas que estivessem por ali, naquele determinado momento. como matéria prima a cidade e nossa vivência nela nesses onze meses.
Foram ao todo 16 intervenções nas nove regionais de Belo Horizonte. Para o dvd Cena-paisagem foram selecionados alguns dos vídeos
Momentos específicos que têm sua beleza e seus significados que gravamos ao longo do processo. São pequenas pílulas que partem
no contexto em que acontecem, e não é nossa pretensão reproduzi-los da nossa tentativa de registro, e que, na prática, na medida em que
sem limites. Ao longo do processo criamos, no entanto, um organizávamos estes vídeos e fotografias, se tornaram mais uma
lugar na internet, que abriga mapas de nossos percursos e zigue- camada sobre as camadas que disparamos nas ruas. As fotografias,
zagues (www.murosefundos.com). A cada nova intervenção novos feitas por Luiz Paulo Mairink, em seus quadros estáticos, dão ainda mais
mapas surgiam e hoje o que existe lá é um emaranhado de linhas, força aos efeitos plásticos das sobreposições. O vídeo de registro é uma
com pontos que trazem nossos registros. É assim, uma outra forma nova janela: cada pílula torna-se o que nomeamos uma cena-paisagem.
de experienciar nosso trabalho.
Elisa Marques e Nian Pissolati
mf #01 - 8 de julho de 2009 mf #05 - 31 de agosto de 2009 mf #09 - 16 de setembro de 2009 mf #13 - 28 de outubro de 2009
Rua Coronel Antônio Pereira da Silva Avenida Portugal Rua Pompéia Rua da Bahia com Av. Álvares Cabral
Bairro Sta Efigênia - Regional LESTE Bairro Planalto - Regional NORTE Bairro Prado - Regional OESTE Bairro Centro - Regional CENTRO-SUL

mf #02 - 12 de julho de 2009 mf #06 - 10 de setembro de 2009 mf #10 - 24 de setembro de 2009 mf #14 - 8 de novembro de 2009
Rua São Bento Rua Fernandes Tourinho Ruas Mar de Espanha e Antônio Dias Rua José de Oliveira Fernandes
Bairro Sagrada Família - Regional LESTE Bairro Savassi - Regional CENTRO-SUL Bairro Sto Antônio - Regional CENTRO-SUL Bairro Milionários - Regional BARREIRO

mf #03 - 13 de julho de 2009 mf #07 - 10 de setembro de 2009 mf #11 - 23 de outubro de 2009 mf #15 - 11 de novembro de 2009
Avenida Petrolina Avenida Cristóvão Colombo Ruas Juparaná, Jaguaribe e Jequirica Praça 7
Bairro Sagrada Família - Regional LESTE Bairro Savassi - Regional CENTRO-SUL Bairro Concórdia - Regional NORDESTE Bairro Centro - Regional CENTRO-SUL

mf #04 - 23 de agosto de 2009 mf #08 - 10 de setembro de 2009 mf #12 - 26 de outubro de 2009 mf #16 - 11 de março de 2010
Rua Prof. Mercedo Moreira, nº 78 Avenida Getúlio Vargas Rua Ministro Oliveira Salazar Rua Padre Eustáquio
Bairro Itapoã - Regional PAMPULHA Bairro Savassi - Regional CENTRO-SUL Bairro S. J. Batista - Regional VENDA NOVA Bairro C. Prates - Regional NOROESTE
Muros e Fundos
Coordenação_Elisa Marques Convidados_ MF agradece_
Núcleo de Criação_Elisa Marques e Nian Pissolati .Vago Coletivo Alice Maciel, André Hallak, Chicão da Bateria,
Fotografias_Luiz Paulo Mairink .Perpendicular Davi Pantuzza, Eduardo de Jesus, Fernanda Paiva,
Projeto Gráfico_Aruan ML e Elisa Marques .Gabi Guerra e alunos do curso Flávia Regaldo, Gil Amâncio, Marcelo Marques,
Site_Aruan ML de teatro do CEFAR-FCS Patrícia Moran, Pimenta Filmes, Rodrigo Borges,
www.murosefundos.com .Janaína Rodrigues e Juliana Gontijo Taunay Gripp e Tiara Bicalho.

Inconcreto - aproximações e distanciamentos Concepção e execução_Aruan ML


como linhas de ressalto de Muros e Fundos Realização_Aruan ML, Elisa Marques e Nian Pissolati

realização: patrocínio:

videodó

Você também pode gostar