Você está na página 1de 16

Os desafios da advocacia após

a Reforma Trabalhista
Rafael Lara Martins
O que você
acha dessa
Reforma?

Já pensou
em mudar
de área?
“(...) Se este projeto for
aprovado, será decretado o fim
da advocacia trabalhista”. Roberto
Parahyba, presidente da Associação Brasileira
de Advogados Trabalhistas (Abrat)
http://www.oab.org.br/noticia/55092/entidades-manifestam-
contrariedade-a-reforma-trabalhista-em-audiencia-na-oab/
• Assistência judiciária;
• Custas processuais, honorários periciais
e litigância de má-fé;
• Honorários sucumbenciais.
Pensando nos processos...
• (In)constitucionalidade e/ou
intertemporalidade do direito material ou
processual;

• Ajuizamento antecipado ou postergado?

• Separar ações?

• Novas teses?
Uma “nova” responsabilidade!
• Cálculos processuais;

• termo de ciência do ônus financeiro;

• confirmação formal das informações;

• prescrição intercorrente;

• prepostos;

• exceção de incompetência.
Sempre em juízo?
Pense além!

• Direito coletivo;

• Negociações de altos empregados;

• Representação de trabalhadores nas


empresas;

• Homologação de acordo extrajudicial.


E os honorários?
Honorários contratuais
Honorários sucumbenciais...
e agora?
• Súmula 256 do STF
É dispensável pedido expresso para condenação do réu
em honorários, com fundamento nos artigos 63 ou 64 do
Código de Processo Civil.
• Súmula 453 do STJ
Os honorários sucumbenciais, quando omitidos em
decisão transitada em julgado, não podem ser cobrados
em execução ou em ação própria.
• Súmula 303 do STJ
Em embargos de terceiros, quem deu causa à constrição
indevida deve arcar com os honorários advocatícios.
• Súmula 14 do STJ
Arbitrados os honorários advocatícios em percentual
sobre o valor da causa, a correção monetária incide a
partir do respectivo ajuizamento.
Obrigado!

 rafael@laramartinsadvogados.com.br