Você está na página 1de 2

Transformações gasosas

Quando um gás passa de um estado para outro dizemos que houve uma transformação
gasosa. Em uma transformação gasosa pelo menos duas das variáveis de estado do
gás sofrem alteração.

No estudo dos gases vamos analisar três transformações gasosas: A transformação


isotérmica, a transformação isobárica e a transformação isovolumétrica.

Transformação Isotérmica

A transformação isotérmica é a transformação gasosa onde a temperatura do gás


permanece constante e, a pressão e o volume variam. Nas transformações isotérmicas
utilizamos a Lei de Boyle e Mariotte:

P.V = constante

“Em uma transformação gasosa à temperatura constante, a pressão do gás é


inversamente proporcional ao volume do gás.”

Abaixo temos o gráfico de uma transformação isotérmica.

Transformação Isobárica

A transformação isobárica é uma transformação gasosa em que a pressão do gás


permanece constante e, a temperatura e o volume variam. Nas transformações isobáricas
utilizamos a Lei de Gay-Lussac:

( V / T )= constante

“Em uma transformação à pressão constante, o volume do gás é diretamente


proporcional a temperatura absoluta do gás.”

Abaixo temos o gráfico de uma transformação isobárica.


Transformação isovolumétrica

A transformação isovolumétrica, também conhecida como isométrica ou isocórica, é a


transformação gasosa onde o volume do gás é constante e, a pressão e a temperatura
variam. Nas transformações isovolumétricas utilizamos a Lei de Charles:

(P / T ) = constante

“em uma transformação isovolumétrica a pressão do gás é diretamente proporcional à


temperatura absoluta do gás.”

Abaixo temos o gráfico de uma transformação isovolumétrica.

Nos próximos textos continuaremos falando do estudo dos gases perfeitos.

Leia mais:

Temperatura e Calor

Estudo dos Gases

Se você gostou do blog, assine nosso Feed RSS.


Ou então, assine o Efeito Joule por e-mail.