Você está na página 1de 5

GERÊNCIA DE SSO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM SEGURANÇA E MEDICINA DO


TRABALHO

DOCUMENTO BASE PARA AS AÇÕES NO CANTEIRO;

ÁREA DE INTERESSE: SEGURANÇA DO TRABALHO;

ÁREA DE APLICAÇÃO: UNIDADES DE NEGÓCIOS;

EXECUTANTE(S): TODOS

COORDENAÇÃO: SETOR DE S.S.O (SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL)

RESPONSÁVEL TÉCNICO:

DOCUMENTO BASE PARA O PLANO DE ATAQUE:

ESTE DOCUMENTO É MANDATÓRIO, POSSUINDO AS DIRETRIZES PARA AS AÇÕES


OPERACIONAIS E LEGAIS À SEREM DESENVOLVIDOS DENTRO DO CANTEIRO DE OBRA.

SSO – SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL


3 – O SISTEMA DE GESTÃO EM SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL

Síntese dos
POLÍTICA Princípios

Crenças Instruções
Básicas PRINCÍPIOS DIRETRIZES Maiores

Quem faz o
que no ESTRUTURA

RESPONSABILIDADE

Desdobramento para garantir


PROGRAMAS e gerir o Sistema

TREINAMENTO FERRAMENTAS COMUNICAÇÃO

CONTROLES INDICADORES
OPERACIONAIS

SSO – SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL


PLANO DE SEGURANÇA NO TRABALHO PARA CONTROLE E MONITORAMENTO DAS
ETAPAS DA OBRA

Tem como objetivo realizar todas as medidas CORRETIVAS E PREVENTIVAS para o


controle e monitoramento das condições e meio ambiente de trabalho nas atividades e operações
nas obras.

1. Avaliações dos Riscos Ambientais


1.1 No “Levantamento de Riscos Ambientais ”são descritos os riscos e
/ ou agentes, as causa, as medidas preventivas para minimização
e / ou eliminação dos riscos e o tipo de proteção coletiva ou
individual necessária.

2. Medidas Preventivas de Medicina e Segurança no Trabalho através de:


2.1 Exame Médicos:
2.1.1 Admissional;
2.1.2 Periódico;
2.1.3 Mudança de Função;
2.1.4 Retorno ao Trabalho;
2.1.5 Demissional.
2.1.6 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO).

2.2 Prevenção de Acidentes através de:


2.2.1 Inspeções de Acidente do Trabalho;
2.2.1.1 Controle dos Riscos Ambientais;
2.2.1.2 Inspeção Diária de Segurança;
2.2.1.3 Inspeção Prévia de Novas frentes de Serviço;
2.2.1.4 Inspeção Mensal de Segurança.

3. Procedimentos de segurança para execução das atividades produtivas;


PT- Permissões de trabalho;
AST- Análise de Segurança da Tarefa;
Procedimentos de segurança para as atividades
operacionais.

4. Setor Médico
4.1 Análise do absenteísmo;
4.2 Relatório de investigação de acidente;
4.3 CAT;
4.4 Convênio com Hospital particular.

5. Proteção de Combate a Incêndio


5.1 Dimencionamento dos extintores.

SSO – SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL


6. Sinalização de Segurança
6.1 Placas Educativas;
6.2 Placas de Segurança;
6.3 Placas de Ordem e Limpeza;
6.4 Isolamento de Área.

7. Certificado de Especificação Técnica do Produto


 Cabo de Aço;
 Cinta;
 Cinto de Segurança;
 Lona Anti-Chama;
 Extintor;
 Equipamentos de Medição.

8. Treinamento
8.1 Informações sobre Condições e Meio Ambiente de Trabalho;
8.2 Riscos inerentes a função;
8.3 Uso Adequado dos Equipamentos de Proteção Individual;
8.4 Informação dos Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC;
existente no canteiro de obras;
8.5 Ordens de Serviço;
8.6 O treinamento deve ser ministrado:
8.6.1 Sempre que se torne necessário;
8.6.2 Ao inicio de cada fase da obra;
8.6.3 TDS – treinamento Diário de Segurança.

9. Instalações Elétricas
9.1 Proteção do Trabalhador, EPI’s específicos;
9.2 Procedimentos de trabalhos com eletricidade;
9.3 PT – Permissão de trabalho.

10. Documentos de Monitoramento e Controle através de registro de dados


10.1 Checklist – mensal;
10.2 Inspeções das atividades - todos os dias;
10.3 Auditorias – mensal;
10.4 Relatórios fotográficos – mensal;
10.5 Relatório de comportamento do colaborador – semanal.

11. Controle de Custos


11.1 Planilhas de custos para EPI.

12. Indicadores
12.1 Planilha de Estatística;
12.2 Planilha do Absenteísmo.

SSO – SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL


PONTOS À SEREM OBSERVADOS NA EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA EM
SEGURANÇA E MEDICINA DOTRABALHO

1. Documentação;
Todos os documentos legais, operacionais e de treinamento é
obrigatório para todos dentro do canteiro, sem exceções.

2. Áreas de vivência;
Executar as instalações no início das obras, seguindo as
determinações da legislação trabalhista.

3. Projeto de Proteções Coletivas e Individuais;


Proteções contra queda de nível e choque elétrico nas obras.

4. Controle de Custos;
Monitorar e interferir nos gastos com EPI.

5. Nutrição e fisioterapia;
Necessidade de alimentação controlada e diminuição das
doenças da ocupação.

6. Comportamento
Implantar medidas educativas na obra.

7.Divulgação das Atividades de Segurança e Medicina do


Trabalho
Gestão das atividades do Segurança e Saúde Ocupacional para
o conhecimento e integração com todos.

8. Comunicação
Criar meios melhores na interação entre profissionais de
segurança das obras.

9. Serviço Médico
Convênios com hospitais particulares.

SSO – SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL