Você está na página 1de 21

Remédios constitucionais

Cabe mandado de injunção quando a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício dos
direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, soberania e
cidadania (art. 5.º, LXXI, CF).

O mandado de segurança, ainda que possua natureza jurídica de ação constitucional, está sujeito à
exigência de custas e respeito a prazo decadencial de 120 dias; é dispensado apenas os honorários
advocatícios.

Qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao
patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio
ambiente e ao patrimônio histórico e cultural (art. 5.º, LXXIII, CF).

O mandado de segurança coletivo pode ser impetrado por partido político com representação no
Congresso Nacional, na defesa de seus interesses legítimos relativos a seus integrantes ou à
finalidade partidária (art. 5.º, LXX, CF, c/c art. 21, da Lei n.º 12.016/09).

É considerado erro grosseiro, que afasta a aplicação do princípio da fungibilidade, a dúvida objetiva
entre o mandado de segurança e o mandado de injunção.

É possível ao contribuinte valer-se do habeas data para ter acesso a todas as anotações a ele
pertinentes incluídas em arquivos da Receita Federal.

Mandado de segurança

Segundo entendimento do STJ, para a aplicação da teoria da encampação em mandado de


segurança, é suficiente que se demonstrem nos autos, cumulativamente, o vínculo hierárquico entre
a autoridade que prestou as informações e a que ordenou a prática do ato impugnado, a
manifestação a respeito do mérito nas informações prestadas e a ausência de modificação de
competência estabelecida na Constituição Federal.
Súmula 628, STJ.

Não é vedada pela Lei do Mandado de Segurança a concessão de liminar que pede a suspensão da
cobrança de impostos, taxas e contribuições de melhoria.

A lei do Mandado de Segurança veda a concessão de liminar nas seguintes hipóteses: a


compensação de créditos tributários, a reclassificação ou equiparação de servidores públicos, a
entrega de mercadorias e bens provenientes do exterior e a concessão de aumento ou a extensão de
vantagens a servidores públicos.

Em relação ao mandado de segurança, é correto afirmar:


• Admite-se a impetração de mandado de segurança perante os Tribunais de Justiça para o
exercício do controle de competência dos juizados especiais;
• A impetração de mandado de segurança interrompe a fluência do prazo prescricional no
tocante à ação ordinária, o qual somente tornará a correr após o trânsito emjulgado da
decisão;
• O impetrante pode desistir da ação mandamental a qualquer tempo antes do trânsito em
julgado, independentemente da anuência da autoridade coatora;
• Os atos do presidente do tribunal que disponham sobre processamento e pagamento de
precatório não têm caráter jurisdicional e, por isso, podem ser combatidos pela via
mandamental. Súmula 311, STJ.
• A impetração de mandado de segurança coletivo por entidade de classe em favor dos
associados independe da autorização destes. Súmula 629, STF.

Controle de constitucionalidade

A Constituição Federal inovou em relação ao modelo anterior de controle de constitucionalidade,


introduzindo a possibilidade de exame de constitucionalidade por omissão.

Direitos fundamentais

Os direitos fundamentais são normalmente classificados em algumas gerações ou dimensões,


embora sejam complementares e indivisíveis.

É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato (art. 5.º, IV, CF).

O exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão é livre, podendo a lei estabelecer qualificações
profissionais necessárias (cf. art. 5.º, XIII, CF).

A associação para fins lícitos é albergada pela Constituição Federal de 1988, vedada a de caráter
paramilitar (art. 5.º, XVII).

Ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a permanecer associado, ainda que sob a
justificativa de viabilizar efetivamente a tutela dos direitos fundamentais difusos e coletivos (art.
5.º, XX, CF).

Na vigência do Estado de Sítio, em virtude da comoção grave de repercussão nacional, poderá ser
suspensa a liberdade de reunião e determinada a busca e apreensão em domicílio.

A despeito de a Constituição de 1988 ter limitado ao “estrangeiro residente” a titularidade de


direitos fundamentais, a doutrina é pacífica quanto à impossibilidade de privação de tais direitos
pelo exclusivo critério da não residência.

A partir da Constituição de 1988, a família passa a ser compreendida como formação social
privilegiada, ou seja, instrumentos voltado para o desenvolvimento da personalidade de seus
membros.

“Os direitos fundamentais do homem, ao receberem positivação no Direito Constitucional, passam a


desfrutar de uma posição de relevo, no que toca ao ordenamento jurídico interno. Mas a mera
declaração ou reconhecimento de um direito não é suficiente, não bastando para sua plena eficácia,
porque se torna necessário tutela esses direito nas situações em que seja violado” (TAVARES,
2012). O autor está se referindo em seu texto fundamentalmente às chamadas garantias
constitucionais.

Competência
Infração penal cometida por desembargador de tribunal regional federal será julgada
originariamente pelo Superior Tribunal de Justiça, com base no art. 105, I, a, CRFB/88.

Ato normativo publicado pelo presidente da República e cujo conteúdo exorbite do poder
regulamentar poderá ser sustado pelo Congresso Nacional, com base no art. 49, V, CRFB/88.

Apesar de ser uma garantia assegurada aos membros do Ministério Público, a inamovibilidade
poderá ser afastada por razões de interesse público, mediante decisão do órgão colegiado
competente do Ministério Público, pelo voto da maioria absoluta de seus membros, assegurada
ampla defesa (art. 128, § 5.º, b, CF).
Os membros do Ministério Público devem residir na comarca da respectiva lotação, salvo
autorização do chefe da instituição (art. 129, § 2.º, CF).

Caso não exista lei federal que disponha sobre normas gerais relativas a tecnologia, os estados
poderão exercer a competência legislativa plena, necessária ao atendimento de suas peculiaridades
(art. 24, IX, § 3.º, CF).

Legislar sobre a responsabilidade por dano ao meio ambiente compete concorrentemente à União,
aos estados e ao Distrito Federal. Art. 24, VIII, CF.

O domínio de rio que banhe mais de um estado-membro é da União, conforme art. 20, III, CF.

É vedada ao cartório a cobrança de valor para efetuar registro de nascimento civil, que é um direito
reconhecido a todos os brasileiros e estrangeiros residentes no país. Art. 30, LRP.

Os policiais só podem entrar na casa de uma pessoa se portar determinação judicial (durante o dia),
ou com o consentimento do morador, for caso de flagrante delito ou desastre ou para prestar socorro
(de dia ou à noite). Art. 5.º, XI, CF.

A liberdade de pensamento é exercida com ônus para o manifestante, que deverá se identificar e
assumir a autoria daquilo que ele expressar.

A Constituição Federal determina que é competência comum da União, dos Estados, do Distrito
Federal e dos Municípios proteger o meio ambiente e combater a poluição em qualquer de suas
formas. Art. 23, VI.

Proteger a infância e a juventude; proteger e integrar socialmente as pessoas portadoras de


deficiência; instituir diretrizes sobre produção e consumo: são de competência concorrente da
União, dos Estados e do Distrito Federal. Art. 24.

Compete privativamente à União legislar sobre propaganda comercial.

Concurso público

Apesar de o STF ter determinado a obrigatoriedade de concurso público para designar delegatários
para preencher serventias vagas, diversas serventias mantiveram-se temporariamente preenchidas
por delegatários não concursados, em razão de medidas liminares. Diante disso, o STF decidiu
validar os atos notariais praticados nesse período por esses delegatários não concursados, invocando
expressamente o princípio ou a tese da norma jurídica ainda constitucional.

É fundamento da República Federativa do Brasil a dignidade da pessoa humana.

Crime de responsabilidade

De acordo com a Constituição Federal de 1988, constitui crime de responsabilidade ato do


presidente da República que atente contra a CF e contra:
• o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos
poderes constitucionais das unidades da Federação;
• o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;
• o cumprimento das leis e das decisões judiciais;
• a segurança interna do Brasil.
Fundamento: art. 85, CF.

Conforme disposto na Lei n.º 4320/64, no que se refere à execução orçamentária, o controle interno
quanto à legalidade dos atos que resultem a arrecadação da despesa ou realização da despesa, o
nascimento ou a extinção de direitos e obrigações; a fidelidade funcional dos agentes da
administração, responsáveis por bens e valores públicos; o cumprimento do programa de trabalho
expresso em termos monetários e em termos de realização de obras e prestação de serviços, é
exercido diretamente pelo Poder Executivo. Art. 75 e 76.

Tratando-se de processo referente a crime de responsabilidade cometido por presidente da


República, a Constituição Federal de 1988 exige que o juízo de admissibilidade seja realizado pela
Câmara dos Deputados. Art. 86, CF.
Para prosseguir, é preciso que a acusação contra o Presidente da República seja admitida por 2/3 da
Câmara dos Deputados.

Direito de propriedade

Ao tratar dos Direitos e Garantias Fundamentais, a Constituição Federal garante o direito à


propriedade e assegura sua função social, princípios repetidos na Ordem Econômica e Financeira.
Dessa forma, o direito à propriedade é relativo e condicionado ao atendimento de sua função social.
Fundamentação: art. 5.º, XXIII. Art. 182, § 2.º. Art. 186.

A ordem econômica

A ordem econômica visa assegurar a existência digna de todos, com base na valorização do trabalho
humano e na livre iniciativa. São princípios expressos da atividade econômica:
• Soberania nacional, tratamento diferenciado às empresas de pequeno porte e livre
concorrência; art. 170, I, IV, IX, CF.
• Busca do pleno emprego, redução das desigualdades sociais e regionais, defesa do
consumidor; art. 170, V, VII, VIII, CF.
• Defesa do meio ambiente, propriedade privada e redução das desigualdades sociais. Art.
170, II, VI, VII, CF.
Também é princípio expresso a função social da propriedade (art. 170, III, CF). A não intervenção
do estado na economia não está no rol de princípios constitucionais expressos.

Princípios de interpretação constitucionalidade

O STF entendeu que a vedação constitucional à discriminação entre filhos não alcançava
inventários pendentes, de pessoas falecidas antes da promulgação da CF/88, tendo em vista o
princípio de que a sucessão deve ser regida pelas normas vigentes à época do óbito.

Para o STF, a vigência e a eficácia de uma nova Constituição implicam a supressão da existência, a
perda da validade e a cessação da eficácia da anterior Constituição por ela revogada, não se
cogitando indagar da recepção de preceitos constantes da Carta Política anterior.

Considerando que determinadas alterações impostas pela nova ordem constitucional demandam
tempo para a sua implementação, o STF já consentiu com a manutenção provisória de normas
anteriores à Constituição de 1988 e com ela incompatíveis.
O STF não admite a figura da repristinação constitucional tácita, o que significa dizer que, se uma
norma é editada de forma contrária à Constituição, a superveniência de emenda constitucional com
ela compatível não lhe convalida o vício de origem.

Família, criança, adolescente e idoso: ordem socialmente

A Constituição da República prevê o dever de estabelecimento, por lei, de um plano nacional de


juventude, política pública a ser articulada entre as esferas estatais e cuja duração será decenal. Art.
227, § 8.º, II, CF.

A Constituição estabelece formalmente não só o dever dos pais de assistir, criar e educar os filhos
menores, mas também o dever dos filhos maiores de ajudarem ou ampararem os pais na velhice ou
carências. Art. 229, CF.

A adoção não é de livre exercício particular, mas será assistida pelo Poder Público (art. 226, § 5.º,
CF).

Nos termos da Constituição, o planejamento familiar é livre decisão do casal, fundado nos
princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade responsável, competindo ao Estado
propiciar recursos educacionais e científicos para o exercício desse direito, vedada qualquer forma
coercitiva por parte de instituições oficiais ou privadas. (art. 226, § 7.º, CF).

Também é entidade familiar aquela formada por qualquer dos seus pais e seus descendentes. Art.
226, § 4.º, CF.

Meio ambiente

Tornam-se bens indisponíveis as terras devolutas ou arrecadadas pelos Estados, por ações
discriminatórias, necessárias à proteção dos ecossistemas naturais. Art. 225, § 5.º, CF.

A Floresta Amazônica brasileira é patrimônio nacional, e sua utilização poderá ser feita –
conforme lei – de forma que se assegure a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso
dos recursos naturais.

A reparação do dano, segundo a redação constitucional, é independente das sanções penais e


administrativas. Art. 225, § 3.º, CF.

O Estado possui o dever de preservar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo


ecológico dos ecossistemas. Art. 225, § 1,º, CF.

Seguridade social

As ideias de fraternidade e solidariedade mencionadas pela autora, no sistema positivo brasileiro,


são compatíveis com a tríade que compõe o Capítulo da Seguridade Social, composto pela saúde,
pela previdência social e pela assistência social, que devem ser tratadas atualmente como direitos
subjetivos e não como meros favores estatais.

Intervenção do Estado na economia

A Constituição de 1988 é um documento que reconhece o sistema capitalista, ainda que sob um
modelo social, razão pela qual há uma regulação específica para a atuação do Estado como agente
do Mercado. Neste sentido, a Constituição contempla diretamente alguns casos em que está prevista
a possibilidade de exploração direta de atividade econômica por entes estatais. Art. 173 e art. 175.

Controle de constitucionalidade

A inconstitucionalidade pode ser originária ou superveniente, bem como material ou formal.

O STF pode, por decisão da maioria absoluta de seus membros, deferir pedido de medida cautelar
em ação declaratória de constitucionalidade, determinando que juízes e tribunais suspendam o
julgamento de processos que envolvam a aplicação de lei ou de ato normativo objeto da referida
ação até o seu julgamento definitivo. Nesse sentido, a medida cautelar em ação declaratória de
constitucionalidade, até o julgamento final da ação, produzirá efeito vinculante e eficácia ex nunc.

A Constituição Federal de 1988 determina que ninguém será privado de direitos por motivo de
crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de
obrigação legal a todos imposta e recursar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei. Art. 5.º,
VIII, CF.

É assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares
de internação coletiva no Brasil. Art. 5.º, VII, CF.

As chamadas constituições garantistas preocupam-se principalmente com aspectos estruturais do


poder do Estado, dedicando-se primordialmente à repartição de competências e à limitação de seu
exercício.

Constitucionalidade formal e material são sentidos ou dimensões que não necessariamente se


sobrepõem ou coincidem com exatidão, sendo possível haver normas formais, mas não
materialmente constitucionais, e vice versa.

O sentido substancial ou material de constituição tem passado mais recentemente por um processo
de ressignificação, deixando de encerrar essencialmente um conjunto de normas orientadoras de
competências e de limites aos poderes estatais para abarcar o fomento à justiça social e o
ordenamento fundamental da comunidade.

O duplo grau de jurisdição não é definido expressamente como direito fundamental na CF.

O brasileiro naturalizado pode ser extraditado caso se comprove seu envolvimento em tráfico ilícito
de entorpecentes e drogas afins. Art. 5.º, LI, CF.

O mandado de segurança coletivo pode ser impetrado por partido político com representação no
Congresso Nacional. Art. 5.º, LXX, a, CF.

O direito de petição, garantia fundamental, é assegurado a todos, independentemente do pagamento


de taxas. Art. 5.º, XXXIV, a, CF.

Aos litigantes em processo judicial ou administrativo e aos acusados em geral são assegurados o
contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes (ou seja, não de forma
irrestrita). Art. 5.º, LV, CF.

O devido processo legal é garantido não são em procedimentos judiciais e administrativos nos quais
há a possibilidade de privação de liberdade, mas também naqueles que podem culminar em eventual
privação de bens. Art. 5.º, LIV.
“Nenhum homem livre será preso, aprisionado ou privado de uma propriedade, ou tornado fora da
lei, ou exilado, ou de maneira alguma destruído, nem agiremos contra ele ou mandaremos alguém
contra ele, a não ser por julgamento legal dos seus pares, ou pela lei da terra.”
Essa é a cláusula 39 da Magna Carta que foi aprovada na Inglaterra em 1215 para impedir o
exercício do poder absoluto do monarca. O direito consagrado na Constituição da República de
1988, que é a expressão daquilo que está afirmado nessa cláusula, é o direito ao devido processo
legal.

A independência e harmonia dos poderes (art. 2.º, CF) é um dos princípios fundamentais que fazem
parte dos princípios constitucionais e estão presentes dentro da Constituição Federal de 1988, nos
artigos 1.º a 4.º.

É uma expressão do princípio da igualdade o seguinte excerto da CF: homens e mulheres são iguais
em direitos e obrigações, nos termos da Constituição.

Garantias constitucionais

O dispositivo constitucional que assegura que ninguém será processado nem sentenciado senão pela
autoridade competente, aplicável ao processo administrativo, é representado pelo princípio do juiz
natural. Art. 5.º, XXXVII e LIII.

A constituição da república federativa do Brasil pode ser classificada, quanto à origem, como
promulgada.

Os direitos fundamentais não são encontrados exclusivamente no texto da Constituição de 1988,


mas em outros dispositivos que fazem parte do bloco de constitucionalidade, como tratados
internacionais de direitos humanos aprovados com o rito de emenda constitucional.

A norma constitucional que estabelece a obrigatoriedade do voto não é cláusula pétrea e poderia ser
alterada.

São inelegíveis os analfabetos. Os estrangeiros e os conscritos (durante o período de serviço militar


obrigatório) além de inelegíveis são inalistáveis.

Fontes do direito
As leis são consideradas fontes primária. A analogia, os costumes e os princípios gerais de direito
são considerados fontes secundárias.

O Poder Constituinte classifica-se em Poder Constituinte Originário e Poder Constituinte Derivado.


O poder constituinte originário tem como características ser inicial, ilimitado, autônomo e
incondicionado.

O Poder Constituinte originário é permanente, eis que não se esgota no momento do seu exercício,
podendo ser convocado a qualquer momento pelo povo.

O poder constituinte derivado está preso a limites formais.


O poder constituinte derivado está previsto e regulado no texto da própria constituição.
O poder constituinte derivado pode se manifestar na criação de um novo Estado.
O poder constituinte derivado pode ser reformados ou revisor.
É característico do poder constituinte originário ser inicial, autônomo, incondicionado, permanente
e inalienável.

São normas constitucionais de eficácia plena aquelas que não necessitam de complementação
legislativa para sua aplicabilidade, pois produzem os seus efeitos jurídicos essenciais e não trazem
previsão de regulamentação por parte do legislador infraconstitucionais.

Normas constitucionais de eficácia contida solicitam a intervenção do legislador ordinário, fazendo


expressa remissão a uma legislação complementar e/ou futura.

Normas de eficácia absoluta, para parcela da doutrina, são as chamadas cláusulas pétreas, que são
imodificáveis.

Eficácia plena e eficácia contida não são classificações sinônimas na doutrina constitucional
brasileira.

A eficácia jurídica da norma designa a qualidade de produzir, em maior ou menos grau, efeitos
jurídicos ao regular, desde logo, as situações, relações e comportamentos nela indicados.

Uma constituição é classificada como rígida quando, para promoção de alterações, exige-se um
processo legislativo mais restritivo do que o previsto para a edição de leis ordinárias.

Normas de eficácia plena são aquelas que produzem os seus efeitos de imediato, sem a necessidade
de intervenção legislativa.

Normas de eficácia contida tem aplicabilidade direta, pois não dependem de lei posterior
regulamentadora para produzirem os seus efeitos, embora seja possível que hajam restrições após a
sua existência.

Normas de eficácia limitada são aquelas que, embora tenham aplicabilidade indireta e imediata,
possuem eficácia jurídica. Ou seja, mesmo que a eficácia seja limitada ou mesmo mínima, ela
existe.

Poder constituinte originário é inicial, político e ilimitado.


Poder constituinte derivado é jurídico e condicionado por regras constitucionais.

Segundo a doutrina brasileira, a Constituição Federal de 1988 pode ser classificada como
promulgada, escrita, analítica e rígida.

A transição da Monarquia Absolutista para o Estado liberal, em especial na Europa, no final do


século XVIII, que traçou limitações formais ao poder público vigente à época, é um marco do
constitucionalismo moderno.

De acordo com a doutrina, norma constitucional superveniente editada pelo poder constituinte
originário sem qualquer ressalva tem eficácia retroativa mínima, ou seja, aplicam-se aos efeitos
futuros dos fatos anteriores, verificados após a data em que ela entrou em vigor.

Método hermenêutico-concretizador: a leitura do texto constitucional inicia-se pela pré-


compreensão do aplicado do direito, a quem compete efetivar a norma a partir de uma situação
histórica para que a lide seja resolvida à luz da Constituição, e não de acordo com critérios
subjetivos de justiça.
De acordo com a doutrina, o documento escrito estabelecido de forma solene pelo poder
constituinte eleito pelo voto popular, modificável somente por processos e formalidades especiais
nele mesmo contidos, e que contém o modo de existir do Estado é classificado como constituição
formal.

A Constituição é o conjunto das normas jurídicas fundamentais de uma sociedade, sendo que as
constituições podem ser classificadas de várias maneiras. A respeito da Constituição Brasileira, ela é
classificada como escrita.

A norma insculpida no art. 7.º, inciso XXVII, da CF, que garante aos trabalhadores urbanos e rurais
“proteção em face da automação”, na forma da lei, é uma norma de eficácia limitada.

Pautando-se na classificação das Constituições, quanto à origem, quanto à alterabilidade, quanto ao


sistema, quanto à origem de sua decretação e quanto à dogmática, respectivamente, a Constituição
Federal de 1988 pode ser considerada: promulgada, rígida, principiológica, autônoma e eclética.

É na Inglaterra que surgem as principais manifestações referentes ao reconhecimento de direitos que


vão incorporar as constituições do final do século XVIII.

A doutrina define normas programáticas como aquelas que dependem de regulamentação pelo
legislador infraconstitucional e também de condições materiais.

As normas de eficácia limitada as seguintes:


1. A lei disporá sobre a criação e a extinção de ministérios e órgãos da administração pública.
2. É direito dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua
condição social, o piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.

Na hermenêutica constitucional, a doutrina sistematizou os princípios e métodos de interpretação


que são utilizados pelo intérprete para extrair o verdadeiro significado da norma constitucional, bem
como a sua correta aplicação e extensão. Nesse contexto, a interpretação conforme a Constituição
ganha destaque como técnica de decisão a ser utilizada pelo STF nos casos concretos. Um tipo de
decisão judicial interpretativa pela qual, diante de duas possíveis interpretações que podem ser
extraídas de um ato normativo, o STF adota aquela que se conforma à Constituição e repudia
qualquer outra que contrarie o texto constitucional, é a sentença interpretativa de rechaço.

A corrente interpretativista defende que as dúvidas interpretativas sobre a Constituição devem ser
solucionadas apenas dentro do texto constitucional (os juízes devem se limitar a cumprir normas
explícitas ou claramente implícitas na Constituição), enquanto a corrente não-interpretativista
afirma que só é possível definir o sentido controvertido das cláusulas abertas da Constituição com
amparo em princípios e valores que transcendem o próprio texto.

Segundo a concepção dualista de democracia, há dois tipos de decisão que podem ser tomadas nesse
regime: o primeiro tipo são as decisões do povo, que estabelecem a norma constitucional; o segundo
tipo são as decisões dos governantes, que ocorrem pelas leis, decretos e demais atos regulares do
governo.

Embora se costume afirmar que a norma é o produto da interpretação do texto, não existe
correspondência necessária entre norma e um dispositivo, pois há normas que não encontram
suporte físico em um dispositivo específico, e há dispositivos a partir dos quais não se constrói
norma alguma.
Atribui-se viés antidemocrático à panconstitucionalização – excesso de constitucionalização do
Direito -, porque, se o papel do legislador se resumir ao de mero executor de medidas já impostas
pelo constituinte, nega-se autonomia política ao povo para, em cada momento de sua história,
realizar suas escolhas.

O liberalismo igualitário não supera a noção de individualismo.

Segundo o princípio da concordância prática ou da harmonização, eventual conflito entre bens


juridicamente protegidos deve ser solucionado pela coordenação e combinação entre eles, de modo
que o estabelecimento de limites recíprocos evite o sacrifício de uns em relação aos outros.

O conceito de legalidade não corresponde exclusivamente à lei em sentido formal, mas abrange
também os preceitos normativos da própria Constituição e aqueles editados com base nela, como as
emendas constitucionais, as leis complementares, as leis delegadas e as medidas provisórias.

O Ato Institucional n° 5 suspendeu as garantias constitucionais e legais da vitaliciedade,


inamovibilidade e estabilidade e excluiu da apreciação judicial os atos nele fundados.

O Supremo Tribunal Federal pacificou o entendimento de que, “para efeito de progressão de regime
no cumprimento de pena por crime hediondo, ou equiparado, o juízo da execução observará a
inconstitucionalidade do art. 2o da Lei no 8.072, de 25 de julho de 1990, sem prejuízo de avaliar se
o condenado preenche, ou não, os requisitos objetivos e subjetivos do benefício, podendo
determinar, para tal fim, de modo fundamentado, a realização de exame criminológico.” Para chegar
a essa decisão, o STF utilizou-se da interpretação denominada: mutação constitucional.

A Constituição francesa de 1791 construiu um sistema fundado na supremacia do legislativo,


restando ao executivo a função de dispor dos meios aptos à aplicação da lei.

Normas constitucionais de eficácia limitada implicam a não-recepção da legislação


infraconstitucional anterior com elas incompatível.

A Constituição do Império do Brasil, de 1824, é considerada semirrígida porque admitia ser alterada
em parte por lei comum e em parte por emenda constitucional.

A distinção entre poder constituinte e poder constituído, sendo aquele exercido pela nação, por meio
de representantes para tanto investidos, é devida a Emmanuel-Joseph Sieyès, na obra “O que é o
Terceiro Estado?”.

A preocupação com a implementação de dispositivos constitucionais e, em particular, de suas


promessas sociais, não é central. As controvérsias constitucionais são decididas com base nos
códigos da política e conforme conflitos de interesse. Nessa luta, acabam preponderando os
interesses dos grupos mais poderosos, dos denominados “sobrecidadãos”, que conseguem utilizar a
Constituição e o Estado em geral como instrumento para satisfazer seus interesses. A juridicidade da
Constituição fica comprometida pela corrupção da normatividade jurídica igualitária e impessoal,
conforme o binômio legal-ilegal. As controvérsias constitucionais são decididas com base no código
do poder.
S. Lunardi & D. Dimoulis. Resiliência constitucional: compromisso maximizador, consensualismo
político e desenvolvimento gradual. São Paulo: Direito GV, 2013, p. 15 (com adaptações).
A concepção de Constituição a respeito da qual o texto precedente discorre denomina-se
constituição simbólica.
A criação de cooperativas, na forma da lei, independe de autorização, sendo vedada a interferência
estatal em seu funcionamento.

Será dispensada a apreciação pela Assembleia Legislativa do decreto de intervenção estadual


quando houver a suspensão da execução do ato impugnado e se essa medida bastar para o
restabelecimento da normalidade.

Mandado de segurança: do indeferimento da inicial pelo juiz de primeiro grau caberá apelação.

O fundo de defesa de direitos difusos tem por finalidade a reparação dos danos causados ao meio
ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico,
paisagístico, por infração à ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos.

Os Ministros de Estado podem exercer, dentre outras, a seguinte atribuição delegada pelo Presidente
da República: dispor, mediante decreto, sobre extinção de funções ou cargos públicos, quando
vagos.

Na Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão, o Procurador Geral da República, quando


não for o autor, deve ter vista do processo, e o relator poderá solicitar a manifestação do Advogado-
Geral da União.

A lei estabelecerá o procedimento para desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por
interesse social, mediante justa e prévia indenização em dinheiro, ressalvados os casos previstos na
Constituição.

Nos termos da Lei n° 1.079/50, é crime de responsabilidade do Presidente da República contra a


segurança interna do país permitir, de forma expressa ou tácita, a infração de lei federal de ordem
pública.

Em caso de violação do direito líquido e certo, quando o responsável pela ilegalidade ou abuso de
poder for autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício das atribuições do Poder
Público, caberá o uso de mandado de segurança.

São atribuições do Presidente da República:


1. iniciar o processo legislativo, na forma e nos casos previstos na CF.
2. vetar projetos de lei, total ou parcialmente.

O princípio da indeclinabilidade da jurisdição é reflexo importante do princípio do livre acesso à


justiça.

As normas de eficácia limitada têm aplicabilidade indireta, mediata e diferida.

De acordo com a doutrina existente sobre eficácia e aplicabilidade das normas constitucionais, são
normas constitucionais de eficácia contida aquelas que possuem aplicabilidade direta, imediata e
possivelmente não integral, com limitação da sua eficácia e aplicabilidade.

Segundo a doutrina brasileira, a Constituição Federal de 1988 pode ser classificada como
promulgada, escrita, analítica e rígida.

O Direito Constitucional apresenta diversos tipos de classificações das Constituições dos países,
entre esses tipos de classificações tem-se aquela que decorre do modo de ser elaborada (modo de
elaboração). Assinale a alternativa que contém um tipo de Constituição, classificada em função do
modo de elaboração: dogmática.

Moderna doutrina constitucional afirma que a titularidade do Poder Constituinte reside no povo.

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 pode ser classificada como: promulgada
e dogmática.

A Constituição não poderá ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou
de estado de sítio.
A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode ser objeto
de nova proposta na mesma sessão legislativa.
A proposta será discutida e votada em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos,
considerando-se aprovada se obtiver, em ambos, três quintos dos votos dos respectivos membros.

Considerando-se o art. 5º, inciso XIII, da Constituição Federal, “é livre o exercício de qualquer
trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer”. Com
relação à sua aplicabilidade, o referido artigo é classificado como norma constitucional de eficácia
contida.

No que concerne ao processo reformador na Constituição Federal brasileira, assinale a alternativa


correta. O processo legislativo é bicameral.

Emendas constitucionais que revoguem direitos e garantias individuais não serão admitidas.

Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medida provisória, com
força de lei, devendo submetê-la de imediato ao Congresso Nacional, sendo VEDADA a produção
imediata de seus efeitos no caso de instituição ou majoração do imposto sobre a renda, porque os
efeitos dessa MP serão produzidos somente no exercício financeiro seguinte àquele em que houver
sido convertida em lei, até o último dia daquele em que foi editada.

Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos
termos da Constituição Federal.

Aos autores pertence o direito exclusivo de utilização, publicação ou reprodução de suas obras,
transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei fixar.

A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela pode penetrar sem consentimento do morador,
salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, por
determinação judicial.

São brasileiros natos os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros,
desde que estes não estejam a serviço de seu país.

Constitui-se como objetivo fundamental da República Federativa do Brasil a construção de uma


sociedade livre, justa e solidária.

Sobre a Lei Delegada, é correto afirmar que a iniciativa para solicitar a delegação deve partir do
Presidente da República.
A Constituição da República Federativa do Brasil estabelece que: cabe ao Conselho da República
pronunciar-se sobre intervenção federal; compete ao Conselho de Defesa Nacional opinar sobre a
decretação da intervenção federal.

Compete à Justiça Federal julgas as ações ordinárias de magistrado contra ato do Conselho
Nacional de Justiça.

O mandado de segurança coletivo pode ser impetrado por organização sindical, entidade de classe
ou associação legalmente constituída e em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos
interesses de seus membros ou associados.

Sobre os direitos sociais, as escolhas das políticas públicas cabem precipuamente aos Poderes
Legislativo e Executivo.

José é Governador do Estado Beta e deseja se candidatar para o cargo de Presidente da República.
Para isso, ele deve renunciar ao respectivo mandato até seis meses antes do pleito.

Os Municípios de mais de 50000 (cinquenta mil) habitantes e de até 80000 (oitenta mil) habitantes
devem ter, no máximo, 15 (quinze) Vereadores.

As Leis Orgânicas Municipais não podem ter dispositivos normativos declarados inconstitucionais
pelo STF em controle abstrato, mas apenas pela via difusa de controle de constitucionalidade. (Há
controvérsia nos comentários)

A entidade de classe tem legitimação para o Mandado de Segurança ainda quando a pretensão
veiculada interesse apenas a uma parte da respectiva categoria.

Não cabe Agravo Regimental contra decisão do relator que concede ou indefere liminar em
Mandado de Segurança.

Decisão denegatória de mandado de segurança, não fazendo coisa julgada contra o impetrante, não
impede o uso da ação própria.

Não se admite a desistência na ação direta de inconstitucionalidade e na ação declaratória de


constitucionalidade.

A denúncia por crime de responsabilidade do Presidente da República e Ministros de Estado, nos


exatos termos dos artigos 14 a 18 da Lei n° 1079/50, só poderá ser recebida enquanto o denunciado
não tiver, por qualquer motivo, deixado definitivamente o cargo.

Conforme a Constituição Federal, a respeito do servidor público da administração direta, autárquica


e fundacional, no exercício de mandato eletivo, é correto afirmar que investido no mandato de
Prefeito, será afastado do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado optar pela sua
remuneração.

A Carta Magna inglesa de 1215 é um exemplo de Constituição denominada de pactuada.

Nos processos administrativos, qualquer que seja o objeto e o procedimento, observar-se-ão, entre
outros requisitos de validade, a publicidade, o contraditório, a defesa ampla e o despacho ou a
decisão motivados.
Nos termos do que estabelece a Constituição Federal acerca das normas relativas aos orçamentos, é
vedada a transferência voluntária de recursos e a concessão de empréstimos, inclusive por
antecipação de receita, pelos Governos Federal e Estaduais e suas instituições financeiras, para
pagamento de despesas com pessoal ativo, inativo e pensionista, dos Estados, do Distrito Federal e
dos Municípios.

Sobre a Organização do Estado, notadamente no que tange às normas relativas aos Municípios, a
Constituição Federal estabelece que as contas dos Municípios ficarão, durante 60 dias, anualmente,
à disposição de qualquer contribuinte, para exame e apreciação, o qual poderá questionar-lhes a
legitimidade, nos termos da lei.

Impessoalidade e eficiência são princípios da Administração Pública.

O poder constituinte derivado reformador é aquele de cujo exercício resulta a alteração do texto
constitucional, revelando‐se condicionado e limitado.

A CF pode ser classificada como analítica, rígida e promulgada.

A atual redação constitucional prevê duas hipóteses de regulamentação por decreto pelo Presidente
da República que não estavam presentes na redação original, sendo uma delas a extinção de funções
ou cargos públicos, quando vagos.

O poder constituinte originário pode deliberar pelo reconhecimento ou não de direitos adquiridos
segundo a ordem jurídica anterior.

Um dos temas recorrentes para o entendimento do neoconstitucionalismo é a tensão entre o


constitucionalismo e a democracia.

A interpretação conforme a constituição e a declaração parcial de inconstitucionalidade sem redução


de texto são exemplos de situações constitucionais imperfeitas.

São aquelas cujas normas são instrumentos para a estabilização e perpetuação do controle do poder
político pelos detentores do poder fático.

I. A competência legislativa do Estado-membro para dispor sobre educação e ensino autoriza a


fixação, por lei local, do número máximo de alunos em sala de aula.

II. No limite do interesse local, os municípios possuem competência para legislar sobre proteção ao
meio ambiente e, inclusive, adotar legislação ambiental mais restritiva em relação aos Estados-
membros.

É constitucional a adoção, no cálculo do valor de taxa, de um ou mais elementos da base de cálculo


própria de determinado imposto, desde que não haja integral identidade entre uma base e outra.

O cargo de Presidente do Senado Federal é privativo de brasileiro nato.

A descentralização é um princípio organizativo do SUS.

Está assegurada entre os Direitos e Garantias Fundamentais a gratuidade dos atos necessários ao
exercício da cidadania, na forma da lei, e das ações de habeas corpus e habeas data.
O STF conferiu nova interpretação ao controle difuso de constitucionalidade. O STF passou a
acolher a teoria da abstrativização do controle difuso.

Nos processos administrativos, qualquer que seja o objeto e o procedimento, observar-se-ão, entre
outros requisitos de validade, a publicidade, o contraditório, a defesa ampla e o despacho ou a
decisão motivados.

A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos
termos da lei.

É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais


que a lei estabelecer.

É garantido o direito de propriedade, e a propriedade atenderá a sua função social.

Desrespeitado o procedimento de criação da Emenda Constitucional, haverá inconstitucionalidade


formal, podendo ser questionada durante seu processo de criação ou depois de sua edição, seja pela
via difusa ou concentrada.

Aprovada pela Casa Iniciadora e rejeitada pela Casa Revisora, a Proposta de Emenda Constitucional
somente poderá ser reapresentada na próxima sessão legislativa.

Aprovada pela Casa Iniciadora e emendada pela Casa Revisora, a Proposta de Emenda
Constitucional voltará para a Casa Iniciadora, para apreciar as emendas, a não ser que sejam meras
emendas de redação que não alteram o conteúdo da norma. Nesse caso, a Emenda Constitucional
poderá ser promulgada pelas Mesas da Câmara e do Senado.

Conforme a Constituição Federal, os títulos da dívida pública de emissão previamente aprovada


pelo Senado Federal, com prazo de resgate de até dez anos, em parcelas anuais, iguais e sucessivas,
assegurados o valor real da indenização e os juros legais, destinam-se ao pagamento das
desapropriação de imóvel urbano que não esteja cumprindo sua função social.

O legislativo Estadual é composto pela Assembléia Legislativa; e o Municipal pela Câmara dos
Vereadores.

Os municípios poderão instituir taxas em razão do exercício do poder de polícia ou pela utilização
de serviços públicos específicos e divisíveis prestados ao contribuinte, desde que não haj
coincidência da base de cálculo com a dos impostos.

O voto tem por características o exercício direto, personalíssimo, obrigatório, livre, sigiloso,
igualitário e periódico.

Cabe ação popular para anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado
participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural,
ficando o autor, salvo comprovada má‐fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência.

O princípio da eficiência, além de estimular a busca constante pela Administração de resultados


melhores, assegura mecanismos de controle desses resultados.

Também a sociedade civil é responsável ativa pela promoção e pelo incentivo da educação.
O princípio da indeclinabilidade da jurisdição é reflexo importante do princípio do livre acesso à
justiça.

No Brasil, não mais se admite a chamada instância administrativa de curso forçado.

O direito de reunião pode ser considerado, a um só tempo, como direito individual e garantia
coletiva instrumentalizadores da liberdade de expressão, assegurando, para além da aglomeração de
pessoas e da veiculação de ideias, que quem não deseje não seja compelido a participar.

A inviolabilidade domiciliar alcança escritórios de profissionais liberais cujo acesso seja restrito ao
público.

É nula a sentença condenatória fundamentada exclusivamente em elementos colhidos em inquérito


policial.

O direito de propriedade é constitucionalmente garantido, devendo as propriedades atender a sua


função social.

A cidadania, a dignidade da pessoa humana e os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa


encontram-se entre os fundamentos da República Federativa do Brasil.

Não serão cobrados emolumentos pelo registro civil de nascimento, pelo assento de óbito ou pela
primeira certidão respectiva.

Embora o mandado de segurança pressuponha, como regra geral, provas pré‐constituídas, é


admissível a requisição pelo impetrante de documentos constantes de repartições públicas.

João, de dezoito anos de idade, foi contratado como frentista em um posto de gasolina localizado
em Boa Vista – RR. O contrato de trabalho foi firmado em regime de tempo parcial para uma
jornada de vinte e cinco horas semanais. A idade de João não constitui óbice ao exercício da
atividade de frentista, uma vez que a Constituição Federal de 1988 admite o trabalho em condições
de periculosidade aos maiores de dezoito anos de idade.

Uma das hipóteses em que a intervenção dos estados em seus municípios é autorizada é a não
aplicação do mínimo exigido da receita municipal nas ações de manutenção e desenvolvimento do
ensino.

A Constituição Federal de 1988 assegura aos municípios a participação no resultado da exploração


de petróleo ou gás natural, de recursos hídricos para fins de geração de energia elétrica e de outros
recursos minerais no respectivo território, ou a compensação financeira por essa exploração.

As taxas não poderão ter base de cálculo própria de impostos.

No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular,
assegurada ao proprietário indenização ulterior se houver dano.

Todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente
de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local,
sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente.

Compete privativamente ao Senado Federal avaliar periodicamente o desempenho das


administrações tributárias dos municípios.
Situação hipotética: Determinado estado da Federação violou autonomia municipal por ter
repassado a seus municípios, em valor menor do que o devido e com atraso, receitas tributárias
obrigatórias determinadas pela Constituição Federal de 1988. Assertiva: Nessa situação, o
presidente da República não pode decretar de ofício intervenção federal no referido estado.

Qual o valor normativo, no ordenamento jurídico pátrio, dos tratados e as convenções internacionais
revogam ou modificam a legislação tributária interna? Norma supralegal.

As contas dos Municípios ficarão, durante sessenta dias, anualmente, à disposição de qualquer
contribuinte, para exame e apreciação, o qual poderá questionar-lhes a legitimidade, nos termos da
lei.

Compete à União planejar e promover a defesa permanente contra as calamidades públicas,


especialmente as secas e as inundações.

A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os


Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos da Constituição Federal.
Por outro lado, é vedado a tais entes:
I. estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou
manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da
lei, a colaboração de interesse público;
II. recusar fé aos documentos públicos.

São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, entre outros, o fundo de garantia do tempo de
serviço e o seguro-desemprego, em caso de desemprego involuntário.
É direito do trabalhador a assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento até cinco
anos de idade em creches e pré-escolas.
São inelegíveis os inalistáveis e os analfabetos.
Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do
Distrito Federal e os Prefeitos devem renunciar aos respectivos mandatos até seis meses antes do
pleito.

Invalidada por sentença judicial a demissão do servidor estável, será ele reintegrado, e o eventual
ocupante da vaga, se estável, reconduzido ao cargo de origem, sem direito a indenização,
aproveitado em outro cargo ou posto em disponibilidade com remuneração proporcional ao tempo
de serviço.

A administração fazendária e seus servidores fiscais terão, dentro de suas áreas de competência e
jurisdição, precedência sobre os demais setores administrativos, na forma da lei.

Conceder-se-á mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o
exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à
soberania e à cidadania.

As funções públicas são acessíveis aos estrangeiros, na forma da lei.

Anastácio, brasileiro nato, após completar dezoito anos de idade, alistou-se como eleitor junto ao
órgão competente da Justiça Eleitoral.
À luz da sistemática constitucional afeta aos direitos e garantias fundamentais, a condição de eleitor
de Anastácio era imprescindível para que ele pudesse ajuizar ação popular.
Medida provisória não é instrumento válido para inclusão de fato gerador relacionado ao imposto
sobre serviços de qualquer natureza (ISS), de competência municipal, ainda que essa matéria seja
urgente e relevante para o equilíbrio de contas públicas municipais.

É constitucional lei complementar que institua regime tributário especial ou simplificado para
microempresas e empresas de pequeno porte relativamente ao pagamento do imposto sobre
operações relativas à circulação de mercadorias e serviços (ICMS), à contribuição do empregador,
da empresa e da entidade a ela equiparada para a seguridade social e às contribuições para o
Programa de Integração Social (PIS) e para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor
Público (PASEP).

Determinado estado da Federação pretende editar lei para disciplinar o regime próprio de
previdência de seus servidores, mas não há nenhuma previsão a respeito na Constituição estadual.
Se editada, essa lei estadual não poderá isentar servidores públicos aposentados e pensionistas
portadores de doenças incapacitantes de pagar contribuição previdenciária sobre qualquer valor
recebido a título de pensão ou aposentadoria.

Constitui crime de responsabilidade fiscal o início de investimento cuja execução ultrapasse um


exercício financeiro, sem prévia inclusão no PPA ou sem autorização de sua inclusão mediante lei.

As imunidades recíprocas são limitações constitucionais ao poder de tributar e têm status de


cláusulas pétreas.

Situação hipotética: Carlos requereu o registro de sua candidatura para concorrer ao cargo de
prefeito de município criado por desmembramento territorial de município cujo Poder Executivo é
chefiado pelo seu irmão. Assertiva: Nesse caso, Carlos, por ser irmão do prefeito do município-mãe,
é inelegível.

Os direitos individuais, por estarem ligados ao conceito de pessoa humana e de sua própria
personalidade, correspondem às chamadas liberdades negativas; os direitos sociais, por sua vez,
constituem as chamadas liberdades positivas, de observância obrigatória em um estado social de
direito para a concretização de um ideal de vida digna na sociedade.

As contas do Prefeito do Município Alfa foram consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do
Estado, pois foi detectada a não aplicação do percentual mínimo da receita em saúde e educação. À
luz da sistemática constitucional, é correto afirmar que essa manifestação do Tribunal de Contas
será apreciada pela Câmara Municipal, que só pode deixar de acolhê-la pelo voto de dois terços de
seus membros.

A forma federativa de Estado é cláusula pétrea, porque a Constituição Federal de 1988 veda a
possibilidade de emenda constitucional tendente a aboli-la, não fazendo o mesmo em relação à
forma de governo, que constitui princípio sensível da ordem federativa, podendo ser autorizada
intervenção federal no ente federado que a desrespeitar.

Embora a nomeação do Procurador-Geral da República dependa de prévia aprovação do Senado


Federal, a nomeação do Procurador-Geral de Justiça não está condicionada à prévia aprovação da
Assembleia Legislativa.

O Município possui competência para legislar sobre o uso e a ocupação do solo urbano para
instalação de torres de telefonia celular.
Os direitos individuais, por estarem ligados ao conceito de pessoa humana e de sua própria
personalidade, correspondem às chamadas liberdades negativas; os direitos sociais, por sua vez,
constituem as chamadas liberdades positivas, de observância obrigatória em um estado social de
direito para a concretização de um ideal de vida digna na sociedade.

Entidade sindical constituída há menos de um ano e sediada em município da Federação tem


legitimidade para impetrar mandado de segurança coletivo a fim de garantir direito líquido e certo
de seus filiados que tenha sido lesado por ato de autoridade da administração fazendária federal.

À União compete legislar privativamente sobre águas, jazidas e outros recursos minerais; porém, é
competência concorrente da União, dos estados e do Distrito Federal legislar acerca de florestas,
caça, conservação da natureza e defesa dos recursos naturais.

A União, os Estados e o Distrito Federal manterão escolas de governo para a formação e o


aperfeiçoamento dos servidores públicos, constituindo-se a participação nos cursos um dos
requisitos para a promoção na carreira, facultada, para isso, a celebração de convênios ou contratos
entre os entes federados.

O tempo de contribuição federal, estadual ou municipal será contado para efeito de aposentadoria e
o tempo de serviço correspondente para efeito de disponibilidade.

Os proventos de aposentadoria e as pensões, por ocasião de sua concessão, não poderão exceder a
remuneração do respectivo servidor, no cargo efetivo em que se deu a aposentadoria ou que serviu
de referência para a concessão da pensão.

Lei da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios disciplinará a aplicação de recursos
orçamentários provenientes da economia com despesas correntes em cada órgão, autarquia e
fundação, para aplicação no desenvolvimento de programas de qualidade e produtividade,
treinamento e desenvolvimento, modernização, reaparelhamento e racionalização do serviço
público, inclusive sob a forma de adicional ou prêmio de produtividade.

As funções públicas são acessíveis aos estrangeiros, na forma da lei.

I. A educação é vista como um dever do Estado e da família.


II. As universidades obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e
extensão.

O Poder Público incentivará o lazer, como forma de promoção social.


O Estado protegerá as manifestações das culturas populares, indígenas e afro-brasileiras, e das de
outros grupos participantes do processo civilizatório nacional.
O Poder Judiciário só admitirá ações relativas à disciplina e às competições desportivas após
esgotarem-se as instâncias da justiça desportiva, regulada em lei.
O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura
nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.

A admissão de pessoal por empresa pública municipal dispensa autorização específica na lei de
diretrizes orçamentárias.

De acordo com o entendimento do STF, a falta de nomeação de advogado pelo acusado no âmbito
de processo administrativo disciplinar não viola o devido processo legal.
Cabe ao Congresso Nacional o exercício do controle externo dos atos administrativos de concessões
e permissões de emissoras de rádio e televisão.

O servidor público da administração direta, autárquica e fundacional, no exercício de mandato


eletivo de Vereador: Perceberá as vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem prejuízo da
remuneração do cargo eletivo, havendo compatibilidade de horários.

O poder público incentivará o lazer, como forma de promoção social.


O Poder Judiciário só admitirá ações relativas à disciplina e às competições desportivas após
esgotarem-se as instâncias da justiça desportiva, regulada em lei.
É dever do Estado fomentar práticas desportivas formais e não formais, como direito de cada um.

As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas


físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar
os danos causados.
As usinas que operem com reator nuclear deverão ter sua localização definida em lei federal, sem o
que não poderão ser instaladas.
São indisponíveis as terras devolutas ou arrecadadas pelos Estados, por ações discriminatórias,
necessárias à proteção dos ecossistemas naturais.

Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos
termos da Constituição Federativa da República do Brasil de 1988.
A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do
Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito.
A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos
povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.

Os direitos e garantias expressos nesta Constituição não excluem outros decorrentes do regime e
dos princípios por ela adotados, ou dos tratados internacionais em que a República Federativa do
Brasil seja parte.
O Brasil se submete à jurisdição de Tribunal Penal Internacional a cuja criação tenha manifestado
adesão.
Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em cada
Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros,
serão equivalentes às emendas constitucionais.

Compete privativamente à União legislar sobre sistemas de consórcios e sorteios, registros públicos,
e propaganda comercial.

Os Poderes do Estado estão expressos na Constituição ao afirmar que são Poderes da União,
independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário, sendo que a cada um
foi atribuída determinada função. Contudo, não há exclusividade no exercício das funções pelos
Poderes, e sim uma preponderância.

O Conselho da República é um órgão superior de consulta do presidente da República e, entre


outras competências, deve pronunciar‐se sobre intervenção federal, mas é ao Congresso Nacional
que cabe, exclusivamente, aprová‐la.

Compete privativamente à União legislar sobre sistemas de consórcios e sorteios, registros públicos,
e propaganda comercial.
O Conselho da República é órgão superior de consulta do Presidente da República, e dele
participam: o Vice-Presidente da República; o Presidente da Câmara dos Deputados; o Presidente
do Senado Federal; os líderes da maioria e da minoria na Câmara dos Deputados; os líderes da
maioria e da minoria no Senado Federal; o Ministro da Justiça; e seis cidadãos brasileiros natos,
com mais de trinta e cinco anos de idade, sendo dois nomeados pelo Presidente da República, dois
eleitos pelo Senado Federal e dois eleitos pela Câmara dos Deputados, todos com mandato de três
anos, vedada a recondução.

Sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade podemos afirmar que: O Procurador-Geral da


República deverá ser previamente ouvido nas ações de inconstitucionalidade e em todos os
processos de competência do Supremo Tribunal Federal.

O princípio da publicidade, diante de situações excepcionais e justificadas, pode ser limitado em


relação a alguns atos da administração pública.

Lei complementar poderá estabelecer critérios especiais de tributação, com o objetivo de prevenir
desequilíbrios da concorrência, sem prejuízo da competência de a União, por lei, estabelecer normas
de igual objetivo.

Admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados,
será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns,
ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade.

As terras tradicionalmente ocupadas pelos índios destinam-se a sua posse permanente, cabendo-lhes
o usufruto exclusivo das riquezas do solo, dos rios e dos lagos nelas existentes.
São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os
direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las,
proteger e fazer respeitar todos os seus bens.
Os índios, suas comunidades e organizações são partes legítimas para ingressar em juízo em defesa
de seus direitos e interesses, intervindo o Ministério Público em todos os atos do processo.

A todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do processo e os


meios que garantam a celeridade de sua tramitação.
O Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de
recursos.
São gratuitos para os reconhecidamente pobres, na forma da lei: o registro civil de nascimento; e a
certidão de óbito.