Você está na página 1de 2

Nanã

05 - Congo
01 Coletânea: Ê.... Salúba eu nanã
Se minha mãe é saluba... salúba eu nanã, a mãe dos
Nanã Sentada em seu trono... orixás
Quem sabe ler abre a mesa de ê.... Salúba eu nanã
angola... salúba eu nanã, a vó de todos
É nanã... ao rodar da sua saia... nós (bis)
Me lava nanã... com suas águas
Nanã... Senhora da chuva,
Das águas profundas
São Flores Nanã, são flores....
Senhora do poço,
Ela é nanâ, é nanã buruquê...
Venha nos valer
Nanã de Jao sí....
Com seu manto roxo,
Com sua casa de sapê
02 Ijexá ou Congo
Eu vi Nanã, eu vi Nanã, A vó de umbanda, a mais velha
eu vi Nanã, eu vi Nanã, auê orixá é nanã buruquê (bis)

É Nanã Buruquê, é Nanã 06 Samba Cabula


Buruquê, Nanã Ê, Nanã ê, Nanâ ê
é Nanã Buruquê (bis) Oh Nanã, Nanã ê

Com seu manto roxo e seu iberi


03 Nagô As águas são doces nanã inaki
Na coroa de Zamby eu vi Nanã Estou de joelhos, eu vim lhe
Auê eu vi Nanã (3x) pedir
Aceite oferendas que trago a tí
04 Cabula ou Congo
Nanã Ê, Nanã ê, Nanâ ê
Negra da Costa....
Oh Nanã, Nanã ê
O que traz em seu balaio pra
vender?....
Saluba eu, saluba eu nanã
Saluba eu nanã, ô nanã buruquê
Ela traz acarajé
07 Congo
Com azeite de dendê (bis)
É Nanã Ê, É Nanã Ê, É Nanã Ê
É Nanã Ê, É Nanã Ê, É Nanã A
Que Nanã auê
Senhora das aguas turvas
Que Nanã auá (bis)
Nanã e Iaba (bis)
Que Nanã auê
É Nanã de Buruquê (bis)
Em orun Vive Nanã Buruque
Saluba linda Senhora Viva seu
poder
08 Tradicional 11 Congo
Sou filho da senhora nanã Senhora Sant’ana,
O que eu faço agora (bis) Dela só emana,
Muito amor e Paz.
Tô no meio do caminho
Em busca da vitória (bis) Vejo ajoelhado,
Seu trono dourado,
Cacurucaia da nossa umbanda Seu mantou lilás.
Me põe no colo nanã e me
balança
Águas que descem o rio
Cacurucaia da nossa umbanda
Regando todo esse chão....
Me põe no colo nanã, sou uma
Ah, eu queria dizer...
criança (bis)
Seu nome nanã buruquÊ..
09 Tradicional Jamais irei esquecer.
Orixá da chuva, que cai na serra
Que vira lama, fertiliza a terra ÊêÊ Nanã Buruquê (4x)

É nanã buruquê, saluba ê, 12 Samba cabula


É nanã buruquê, saluba á Ela é sinda, é orixá
É nanã buruquê, Senhora do poço
Senhora santana venha nos valer A mais velha Yaba (bis)
(bis)
Ela é das águas salobas que
O princípio da vida, vem sempre nos valer
Nanã buruquê é quem pode dizer
Ela é dona da chuva
O mistério da água,
Mãe de Obaluae
O segredo da terra é nanã
buruquê (bis)
Com seu manto roxo,
10 Samba Cabula Ilumina meu viver
Cubra com véu nanã Senhora Sant’ana venha me
Cubra com véu nanã valer (bis)
Cubra com véu nanã buruquê
(bis) Subida de nanã
7 ondas vai e vem....
As chagas do seu filho
Só a senhora pode ver (bis)

Ele entrou nas matas


E as matas lhe curou
Hoje é orixá
Que deus abençou (bis)

Interesses relacionados