Você está na página 1de 13

Escola Estadual Prof.

Benedita de Castro Lima


Gabrielle Pereira

FÍSICA
Corrente Elétrica
Resistência e resistividade
Associação de resistores
Circuitos elétricos

Maceió - AL
2019
● INTRODUÇÃO…….. 03
(Corrente elétrica)
● DESENVOLVIMENTO……...04
● CONCLUSÃO………. 11
● BIBLIOGRAFIA….. 13
● CORRENTE ELÉTRICA
A corrente elétrica é o fluxo ordenado de cargas elétricas, que se
movem de forma orientada em um condutor elétrico sólido ou em
soluções iônicas. Essa é uma grandeza fundamental em Física,
pois, sem corrente elétrica, não seria possível, exemplo :fazer
funcionar qualquer aparelho elétrico ou eletrônico. Os elétrons
livres são estimulados a mover-se pelo condutor, o que gera a
corrente elétrica por causa de uma diferença de potencial elétrico
(ddp ou tensão elétrica) estabelecida entre as pontas do condutor.
A ddp é estabelecida no condutor a partir de um campo elétrico
que atravessa o material. Esse campo proporciona diferentes
níveis de energia potencial, criando, portanto, a tensão necessária
para gerar o movimento das cargas elétricas.
A intensidade da corrente elétrica é determinada pela razão entre
a quantidade de cargas elétricas, que atravessam uma
determinada seção de um condutor, pelo tempo gasto na
passagem dessas cargas.

i: Intensidade da corrente elétrica (A – ampère)

Q: Carga elétrica (C – coulomb)


Δt: Intervalo de tempo (s – segundos).

A corrente elétrica oriunda de pilhas e baterias é do tipo contínua,


mas a corrente que chega às tomadas das residências e
empresas é alternada. A transmissão de energia elétrica é feita
por meio da corrente alternada, pois, dessa maneira, ocorre muito
menos perda de força do sinal. A transmissão fosse via corrente
contínua, a perda de força seria grande, o que dificultaria a
capacidade de transmissão de energia elétrica.

● RESISTÊNCIA E RESISTIVIDADE

A resistência elétrica depende das características e do material de

que é feito.
Maior for a área de seção transversal A, menor será a resistência
do condutor, uma vez que é mais fácil a passagem das cargas
elétricas por uma área maior.
Comprimento L do condutor, maior será a resistência, pois maior
será o espaço que as cargas elétricas percorrerão, aumentando a
probabilidade de colisões internas e perda de energia.
A natureza elétrica do material também influencia na resistência:
Quanto maior for a quantidade de elétrons livres, maior será a
facilidade de a corrente elétrica ser estabelecida.

equação para a resistência elétrica:

R=ρL
A

Exemplo :

ρ é a resistividade elétrica específica do material;


L é o comprimento do condutor;
A é a área de seção transversal do condutor.

● ​A resistividade
O valor da resistividade é diferente
ppis ela aumenta com a temperatura.

A relação entre a temperatura e a resistividade elétrica

ρ = ρ0 [ 1+ α(t – t0)]

O ρ0 é a resistividade do material a uma temperatura inicial t0, que


normalmente é 20ºC.

A resistividade de alguns materias:

Resistividade ( Ω.m)

Prata
1,6 . 10-8

Cobre

1,7.10-8

Ouro

2,4. 10-8

Carbono

3,5. 10-5

Silício

2,5 . 102

Vidro

De 1010 a 1014

Borracha

1013

● Associação de Resistores

É muito comum em vários sistemas, quando queremos alcançar um


nível de resistência em que somente um resistor não é suficiente.

- A corrente elétrica que passa em cada resistor da associação é


sempre a mesma: i = i1 = i2 = i3 = i4 ..
- A tensão no gerador elétrico é igual à soma de todas as tensões dos
resistores: V = V1 + V2 + V3 + V4 ..
- A equação que calcula a tensão em um ponto do circuito é: V = R . i ,:

Req . i = R1 . i1 + R2 . i2 + R3 . i3 + R4 . i4 …

Como todas as correntes são iguais, podemos eliminar esses números


da equação :

Req = R1 + R2 + R3 + R4

Paralelo de resistores, a tensão em todos os resistores é igual, e a


soma das correntes que atravessam os resistores é igual à resistência
do resistor equivalente (no que nos resistores em série, se somava as
tensões (V), agora o que se soma é a intensidade (i))

Tensões iguais: V = V1 = V2 = V3 = V4 ...


- Corrente no resistor igual à soma das correntes dos resistores: i = i1 +
i2 + i3 + i4 ..
- A equação que calcula a corrente em um ponto do circuito é: i = V / R ,
logo

V / Req = (V1 / R1) + (V2 / R2) + (V3 / R3) + (V4 / R4) ..


1 / Req = (1 / R1) + (1 / R2) + (1 / R3) + (1 / R4) ..

Quando se trabalha com apenas dois resistores em paralelo, A


equação:

Req = (R1 . R2) / (R1 + R2)


Para calcular a resistência total do circuito, deve-se primeiro calcular a
resistência equivalente dos resistores em paralelo, e em posse desse
valor, como se fosse mais um resistor.

● Circuitos elétricos

Os circuitos elétricos è utilizado para ligar dispositivos elétricos e


eletrônicos de acordo com suas especificações de funcionamento.
diferença de potencial em um circuito elétrico usando, por exemplo, uma
pilha, os elétrons passam a fluir nesse circuito até que essa pilha
descarregue por completo. Parte da energia de cada um desses
elétrons é, então, captada e utilizada pelos diferentes elementos do
circuito, transformando-a em diferentes formas de energia, como luz,
som, movimento, calor.
Circuitos elétricos são representados por esquemas, que podem ser
bastante complexos caso não saibamos identificar alguns de seus
elementos básicos: ramos, malhas e nós.
● Nós​: pontos do circuito que ligam dois ou mais ramos. Nesses
pontos, a corrente elétrica é sempre a mesma, antes e após sua
passagem por eles.

● Ramos​: caminhos entre dois nós consecutivos. A corrente elétrica


ao longo de um ramo é constante.

● Malhas:​ caminhos fechados formados pelos ramos de um circuito,


no qual pode haver malhas internas e externas.

Elementos do circuito elétrico


Resistores
Geradores
Os resistores é dispositivos elétricos com alta resistência elétrica, Essa
classe de dispositivo é comumente usada em ferros de passar,
chuveiros elétricos, churrasqueiras elétricas, aquecedores, etc.

Geradores é elementos responsáveis por fornecer energia para os


circuitos elétricos. Quando ligamos os terminais de um gerador aos fios
condutores de um circuito, forma-se uma diferença de potencial, que
promove a movimentação dos elétrons.
Quando a movimentação dos elétrons ocorre em um único sentido,
dizemos que o circuito é percorrido por uma corrente direta
Corrente variar periodicamente com o tempo, dizemos que ele é
percorrido por uma corrente alternada.
Existem vários tipos de geradores:
Geradores de correntes como pilhas e baterias
Geradores de ideais os que não acontece nenhum tipo de perda De
energia.

Nosso dia a dia são usados geradores reais, uma vez que todos eles
acabam dissipando uma parte da energia elétrica durante seu
funcionamento.
característica desses geradores é a presença de uma resistência
interna.

● Chaves ou interruptores​:
Chaves ou interruptores são dispositivos de segurança que servem para
“abrir” ou “fechar” um circuito, podendo permitir ou interromper o fluxo

de
● Fusíveis​:
Fusíveis são dispositivos de segurança que interrompem a passagem
de corrente elétrica nos circuitos caso exceda uma margem de
segurança.

● Capacitores:​
Capacitores ou condensadores são utilizados para o armazenamento de
cargas elétricas em um circuito.

Gerador, um interruptor e um resistor

Capacitor, um gerador, uma chave e um resistor


● Receptores:​
Receptores é dispositivos que transformam a energia elétrica presente
em um circuito em outras formas de energia, como a energia cinética.

● Ligação em série:​
Quando os dispositivos de um circuito encontram-se ligados no mesmo
ramo, serão percorridos pela mesma corrente elétrica. O potencial
elétrico.

● Ligação em paralelo​:
As ligações em paralelo ocorrem sempre entre dois nós,
apresentando-se em dois ou mais ramos.

● Ligações mistas
As ligações mistas são aquelas que apresentam elementos ligados em
série e em paralelo ao mesmo tempo.

● Voltímetros
Os voltímetros são usados para determinar a diferença de potencial
elétrico entre dois pontos de um circuito.
1ª lei de Ohm
A resistência elétrica dos resistores ôhmicos é constante e é dada pela
razão do potencial elétrico aplicado sobre eles pela corrente elétrica que
os atravessa.

U – tensão elétrica ou diferença de potencial


R – resistência elétrica
i – corrente elétrica

Potência elétrica
A potência elétrica dos resistores ôhmicos é a taxa de realização de
trabalho desses dispositivos a cada segundo

Resistência equivalente em série


A resistência equivalente de uma associação de resistores é dada pela
soma das resistências individuais.

Resistência equivalente em paralelo


O inverso da resistência equivalente de uma associação de resistores é
dado pela soma dos inversos das resistências individuais.
Capacitância
Capacitância é a medida da carga elétrica armazenada em um
condensador para uma dada diferença de potencial.

C – capacitância
Q – carga elétrica armazenada

U – tensão elétrica

Lei dos Nós – 1ª lei de Kirchoff


A soma das correntes elétricas que chegam em um nó do circuito é
igual à soma das correntes elétricas que deixam esse nó.

Lei das Malhas – 2ª lei de Kirchoff


A soma dos potenciais elétricos em uma malha do circuito é sempre
igual a zero.