Você está na página 1de 10

1 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.1 - ARREDONDAMENTO

Ao se arredondar um dado estatístico, se o primeiro algarismo a ser


desprezado for 1 ; 2 ; 3 ou 4, deverá ser sumariamente abandonado
(arredondamento por falta). Quando for 6; 7; 8 ou 9, o último a permanecer será
aumentado de uma unidade (arredondamento por excesso).

O resultado do arredondamento de um número como o 32,7 para o inteiro


mais próximo é 33. Semelhantemente 31,71 arredondando-se para o décimo
mais próximo, ou seja com uma casa decimal é 31,7. Ao arredondar-se
31,465 para o centésimo mais próximo, ficamos em dúvida, pois 31,465 dista
igualmente de 31,46 e de 31,47. Usa-se na prática, em tais casos, aproximar
para o número par mais próximo , assim 31,465 é arredondado para 31,46.
Esta pratica faz com que ao longo das operações, as diminuições e
acréscimos devidos aos arredondamentos tendam a se compensar.

1.1.1 - Arredondar 14,678 para o décimo mais próximo. 14,7

1.1.2 - Arredondar 20,449 para o centésimo mais próximo. 20.45

1.1.3 - Arredondar 15,45 para o décimo mais próximo 15,4

1.2 - FUNÇÕES

Se a cada valor que a variável X pode assumir corresponder a um ou mais


valores da variável Y, diz-se que Y é função de X e se escreve Y = F(X)

A variável X é chamada de variável independente e Y é chamada de variável


dependente.
2 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

Pode ser representada por uma equação por exemplo: Y = 3x, onde Y pode ser
determinado , em correspondência com os valores de X. se X assumir o valor 1,
então y é igual a 3; se x assumir o valor 2, então Y é igual a 6; se x assumir o
valor -1, então Y é igual a -3; etc.

1.3 - EQUAÇÕES

Equações são relações da forma X = Y, onde X é chamado de primeiro membro


e Y de segundo membro.

: 1.3.1 - 4x – 1 = 7 , temos 4x = 7 + 1 onde 4x = 8 e x = 2

1.3.2 - 2x + 3 = x – 4 onde 2x – x = - 4 - 3 onde x = - 7

1.3.3 - 2a – 5 = 4 onde 2a = 4 + 5 , 2a = 9 , a = 9/2 ; a = 4,5

1.3.4 - 3(x + 5) = 2(x – 3), logo: 3x + 15 = 2x – 6,

3x – 2x = -6 -15, onde x = -21

1.3.5 - -x + 4y = 12 (I)

2x – y = 4 (II)

Multiplicando equação (I) por 2 e somando com a equação (II) , temos:

-2x + 8y = 24
2x – y = 4

7y = 28. onde y = 28/7 y = 4

Substituindo y na equação (II) temos: 2x – 4 = 4, 2x = 4 + 4 , 2x = 8 e

x = 8/2 , x = 4

1.4 - COORDENADAS RETANGULARES

Considerando duas retas perpendiculares X’ 0 X e Y’ 0 Y que


denominaremos eixo dos X e eixo dos Y. essas duas retas dividem o plano
3 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

em quatro regiões, que são chamadas de quadrante. O ponto 0 chama-se


origem ou ponto zero. A coordenada X denomina-se abscissa e Y a
ordenada. Os valores correspondentes a abscissa á direta da origem serão
positivos e os á esquerda serão negativos. Os valores correspondentes a
ordenada acima da origem serão positivos e os abaixo serão negativos.

Y
P(-3;2)) 3 P(3;3)
P 2
1
0 X
-3 -2 -1 1 2 3
-2
-3
P(-2;-3) -4
P(1;-4)

Seja a abscissa 2 e a ordenada 3. As coordenadas do ponto p são p(2; 3)

1.4.1 Seja Y = 2x, representar graficamente

X 0 1 2 3 -1 -2 -3
Y 0 2 4 6 -2 -4 -6
4 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.4.2 -: Seja Y= 2x + 1

x 0 1 2 -1 -2
y 1 3 5 -1 -3

1.4.3 - Seja Y = x + 1

x 0 1 2 -1 -2
y 1 2 3 0 -1
5 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.5 - PROPORÇÃO

Se N  N1  N 2  N 3 N 4 , então neste caso uma proporção será o quociente


N1 N 2 N 3 N 4
, , , . o valor de uma proporção não pode exceder a unidade e que
N N N N
a soma de todas as proporções será sempre igual a unidade. Dados dois
números reais a e b, com b diferente de zero,

Ex. Em uma determinada escola tem 1.000 estudantes e 200 deles praticam
200
futebol. A proporção de alunos praticantes de futebol é de  0,20
1.000

1.6 - PORCENTAGEM

São obtidas a partir do cálculo das proporções, multiplicando-se o quociente


obtido por 100. A soma das proporções é igual a 1 e soma das porcentagens é
igual a 100. No exemplo anterior, a percentagem dos alunos que praticam futebol
é de 20%.

1.7 - RAZÃO

A razão de um número A em relação a outro número B define-se como sendo A


dividido por B. As proporções, representam um tipo particular da razão, na qual o
denominador constitui o numero total de casos e o numerador uma fração
desses casos. A razão é usada, quando A e B representam categorias separadas
e distintas. Se houver apenas duas categorias, será possível calcular a proporção
diretamente a partir da razão e vice-versa.

1.7.1 Uma escola tem 1.000 m2 de área construída e 4.000 m2 área livre. A razão
1.000 1
da área construída sobre a área livre é  . , Isso significa que a área
4.000 4
1
construída = representa  0,25  25 por cento da área livre.
4
6 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.8 - COEFICIENTES

É a comparação entre grandezas em que uma está contida na outra. São razões
entre o numero de ocorrências e o número total (número de ocorrências mais
número de não = ocorrências).

São exemplos de coeficientes:

Coeficiente de natalidade = número de nascimentos vivos / população total

Coeficiente de natalidade = número de nascimentos vivos / população total

Coeficiente de mortalidade = número de óbitos / população total

Coeficientes educacionais:

Coeficiente de evasão escolar = número de alunos evadidos / número


inicial de matriculas

Coeficiente de aproveitamento escolar = número de alunos aprovados /


numero final de matriculas

Coeficiente de recuperação = número de alunos recuperados / número


de alunos em recuperação

1.9 - TAXAS

As taxas são coeficientes multiplicados por uma potência de 10 (10,100,1000, etc),

logo taxa = coeficiente multiplicado por 10n

São exemplos de taxas:

Taxa de mortalidade = coeficiente de mortalidade x 1.000

Taxa de natalidade = coeficiente de natalidade x 1.000


7 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

Taxa de evasão escolar = coeficiente de evasão escolar x 100

Taxa de nupcialidade = número de casamentos / população x 1.000

Taxa de morbidade = número de acometidos pela doença / população x 1.000

Taxa de acidente de trabalho:

Taxa de frequência = número. de acidentes / número . total de operários-


hora x 1.000.000

Taxa de gravidade = no. horas perdidas em razão de acidente/no. total de


operários –hora x 1.000.000

Obs: o numero de horas perdidas por acidente deverá ser computado além das
horas que o operário deixou de trabalhar, as horas que consta em uma tabela
específica com a equivalência entre os tipos de incapacidade e o numero de
horas debitadas à empresa em virtude do acidente, como surdez , cegueira,
perda de membro, etc

1.11 – ÍNDICE

Índices são razões entre duas grandezas tais que uma não inclui a outra. São
exemplo de índices:

Índice cefálico = (diâmetro transversal do crânio / diâmetro longitudinal) x 100

Quociente intelectual = (Índice mental / idade cronológica) x 100 .

Densidade demográfica = População / superfície

Índices econômicos:

Produção per capita = valor total da produção / população

Consumo per capita = consumo do bem / população

Renda per capita = renda / população


8 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

Receita per capita = receita / população

1.12 - EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1.12.1 - Arredondar cada uma dos seguintes números


a) 27,6 para a unidade mais próxima
b) 66,5 para a unidade mais próxima
c) 5,5601 para o centésimo mais próximo
d) 35,575 para o centésimo mais próximo
e) 435,9495 para o centésimo mais próximo
f) 1874,737 para a dezena mais próxima
g) 28,50001 para a unidade mais próxima

1.12.2 - Localizar num sistema de coordenadas retangulares, os pontos que


tem as seguintes coordenadas:
a) (5; -2)
b) (-2,8 ; 1,5)
c) (2 ; 1)
d) -2,5 ; -1,6)
e) (-1 ; 1)

112.3 - Representar graficamente as seguintes equações:


a) y = 3x + 1

b) y = 2x – 3

c) y = x² - 1

d) y = x² + x – 5

1.12.4 - A variável Y é determinada em função de X por meio da equação


Y=8–X
a) determinar Y quando X for igual a: -2 ; -1 ; 2 e 5
b) quais os valores de X que correspondem a: Y = 8,6 e 2?
9 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.12.5 - Se K = x² - y, determine K quando:


a) x= 2 e y = 1
b) x = 1 e y = 3

1.12.6 - Se K = x² + y + c , determinar K quando; x = 1; y = 2 e c = 3

1.12.7 - Resolver cada uma das seguintes equações:


a) 2m – 6 = 4
b) x + 6 = 10 – 3x
c) 4 – 5y = 2(y + 8) + 3

1.12.8 - Resolver os seguintes sistemas de equações:


a) x – 2y = 12
3x – 5y = 15

b) 2a – 3b = 5
a - b = 10

c) x + 2y – c = -2
2x + y - 4c = 6
x + 4y + c = 3

1.12.9 - Representar graficamente as equações:


a) 3x² - y = 5
b) x² + 4y = 1
c) –x – 5y = 2

1.12.10 - Resolver as seguintes equações:


a) x² + 9x + 8 = 0
b) 3x² -15x + 12 = 0
c) x² -5x + 6 = 0
d) x² - 9x +18 = 0
10 CAPÍTULO 1 - REVISÃO MATEMÁTICA

1.12.11- Uma determinada escola apresentou 2.000 matrículas na 5ª série, no


inicio do ano de 2010 e 1.958 no fim do ano. A taxa de evasão escolar
será:: (T.E.E = taxa de evasão escolar)

1.12.12 – Qual a taxa de aprovação de um professor em uma classe de 50 alunos,


sabendo-se que obtiveram 42 alunos aprovados? (T.A.E = taxa de
aproveitamento escolar)

1.12.13 – em uma determinada escola, no final do ano apresentou os seguintes


dados.

Matriculas
Série janeiro dezembro
1ª 836 825
2ª 820 816
3ª 800 792
4ª 790 784
Total 3246 3217

Calcular a taxa de evasão por série dos dois meses

1.12.14 – Uma determinada cidade, no ano 2015, apresentou os seguintes dados;

População Superfície (km²) Nascimentos Óbitos


230.000 900..000 4.250 1.015

Calcular: a) índice de densidade demográfica


b) taxa de natalidade
c) taxa de mortalidade