Você está na página 1de 9

20/08/2019

Universidade Federal de São João Del Rei

Instalações Industriais Introdução ao Projeto de


Instalações Industriais

Prof: Marília Magalhães Gonçalves

Projeto de Instalação Industrial Localização

Dimensionamento de um espaço físico

alocação dos recursos produtivos Espaço


Projeto de
Arranjo físico
arquitetônico
e plantas
Instalação e fluxo
Industrial
desenvolvimento de um novo produto

Saúde e
Segurança do
Trabalho

Projeto de Instalação Industrial Etapas da Implantação

• Estudos de viabilidade
• Recomendações e/ou normas encontradas na
legislação vigente • Estudos de localização
• Implantação – sequência de eventos
• Elaboração do projeto básico e demais
Estudos iniciais
projetos construtivos
Operação em regime • Compra de equipamentos e materiais

1
20/08/2019

Etapas da Implantação Projeto básico

• Obras de construção e montagem • Tecnologia e equipamentos

• Testes pré – operacionais • Necessidade de energia elétrica, água, vapor e

• Entrada da indústria em regime normal de outras utilidades

operação • Estudos de viabilidade econômica, social, de


mercado e a tecnologia que a atividade da
empresa exige

• Ampliar – volume de produção ou gama de


produtos. Implantação de novas linhas ou
Implantação de
nova indústria
unidades operacionais
Projeto • Modernizar – substituição ou aprimoramento da
Ampliação,
modernização ou instalação. Visa aumentar produtividade
conversão
• Conversão – aproveitamento de instalações
existentes para finalidade diferente da prevista
no projeto inicial

Importância do projeto Importância do projeto


• Negligências no projeto podem acarretar
• Baixo custo - inferior a 10% do custo total
- necessidade de constantes alterações
• Pode chegar a apenas 4% - empreendimento - necessidade de modificar obras prontas ou
convencional equipamentos já adquiridos
- desvios na concepção do empreendimento
• Projeto bem feito - sucesso da instalação
- futuras dificuldades operacionais
- custos de manutenção não previstos

2
20/08/2019

Localização
Aspectos regionais

Elementos do Projeto • Mercado Centralizada

• Matéria – prima Dispersa

• Clima Rendimento humano / processos

• Energia
• Transportes
• Mão de obra e salários
• Leis e impostos

Localização Seleção do Local


Aspectos locais Fatores a serem considerados

• Serviços urbanos • Edifício a ser construído


• Tamanho do terreno
• Água e escoamento de resíduos • Vias de acesso
• Comunicação • Dimensão mínima de redes de água, gás, elétrica
• Volume de água necessário
• Requisitos da rede de esgoto
Expansão! • Áreas de segurança para odores prejudiciais,
barulho, fumaça, etc.

Alternativas de localização Layout (Arranjo físico)

• Posicionamento relativo dos recursos

• Cidade produtivos

• Subúrbio
Homens Máquinas
• Campo
Materiais

3
20/08/2019

Layout (Arranjo físico) Layout (Arranjo físico)

• Elaborado após a definição dos itens: • Disposição racional das máquinas que

Volume de produção assegure o funcionamento de uma linha sem

Dimensionamento retrocessos e com míminas distâncias

Projeto de produto, tipo de produto ou • Estudo das condições humanas de trabalho,

produção corredores eficientes, de como evitar


controles desnecessários,...
Seleção dos equipamentos

Layout (Arranjo físico) Layout (Arranjo físico)

• Busca harmonizar e integrar equipamento, • Posicionamento físico dos recursos de


mão-de-obra, material, áreas de transformação
movimentação, estocagem, administração, • Determina a forma e a aparência da unidade
mão-de-obra indireta produtiva
• Combinação ótima • Define o fluxo dos recursos

Layout (Arranjo físico) Layout (Arranjo físico)

Objetivos: Objetivos:

• Incrementar a produção • Maximizar o espaço disponível, respeitando

• Aumentar utilização de equipamentos, mão legislação, segurança, conforto e higiene

de obra e serviços • Reduzir os riscos para os colaboradores

• Minimizar o deslocamento e o espaço • Aumentar satisfação no trabalho


ocupado • Melhorar a comunicação

4
20/08/2019

Layout (Arranjo físico) Layout (Arranjo físico)


Uma revisão ou estudo do layout podem ser
necessários em situações como:
Benefícios de um
layout adequado • Mudança no projeto do produto
• Novo produto
Produtividade Operacionalidade Funcionalidade • Melhoria das condições de trabalho e redução de
acidentes
• Variações na demanda de produto

Layout (Arranjo físico) Layout (Arranjo físico)


Uma revisão ou estudo do layout podem ser
Problemas de layout
necessários em situações como:
• Pequenas alterações em layout existente
• Substituição de equipamentos
• Mudança no processo produtivo • Rearranjo de layout

• Mudança do mercado de consumo • Transferência para edifícios existentes ou


• Introdução de novos métodos de organização e ampliações
controle
• Construção de fábrica nova
• Redução de custos

Layout (Arranjo físico) Tipos básicos de arranjos


Princípios do layout • Por processo ou funcional
• Integração São agrupados na mesma área:
• Mínima distância - processos e equipamentos do mesmo tipo
• Obediência ao fluxo das operações - operações ou montagens semelhantes
• Uso das 3 dimensões Flexível
• Satisfação e segurança Fluxo longo dentro da fábrica
• Flexibilidade Relativa satisfação no trabalho

5
20/08/2019

Tipos básicos de arranjos


• Em linha
- máquinas e estações de trabalho alocadas
conforme sequência das operações
- inexistência de caminhos alternativos
- indicado para baixa diversificação,
quantidade constante e grande
- monotonia, estresse

Tipos básicos de arranjos

• Celular/ Célula de manufatura

- num mesmo local (célula) são arranjadas


máquinas diferentes que podem fabricar o
produto inteiro

- material se desloca dentro da célula

- flexibilidade de tamanho de lotes

Tipos básicos de arranjos

• Celular/ Célula de manufatura

- especificidade

- qualidade, produtividade

- diminuição de transporte e estoques

- satisfação no trabalho

6
20/08/2019

Tipos básicos de arranjos

• Por posição fixa

- material fixo, máquinas se deslocam até o


local

- produto único, em quantidade pequena ou


unitário, sem repetição

- produtos de grandes dimensões

Tipos básicos de arranjos Tipos básicos de arranjos

• Layouts combinados Restrições para a obtenção de um layout ideal:


• Pilares/ colunas/ paredes estruturais
- Aproveita em um determinado processo as
• Altura do teto
vantagens do layout funcional e da linha de
• Obstruções de acesso
montagem
• Prédios com vários pavimentos
• Carga máxima para o piso
• Configuração das utilidades (água, gás, energia)

Aspectos Arquitetônicos Aspectos Arquitetônicos

• Edifício deve ser projetado após definição do Para estudos sobre a edificação são necessárias
informações sobre:
layout
- movimentação interna
• Proteção dos equipamentos e parte do
- layout
processo industrial
- tipo de equipamentos
- processo produtivo
- fatores humanos

7
20/08/2019

Aspectos Arquitetônicos
• Além disso, deve-se considerar o projeto
• Parte estrutural elétrico e hidráulico para garantir correto
terraplanagem, concretagem, montagem dos equipamentos, suprimento de água e energia, otimização dos
tubulações, instalações elétricas e de instrumentação e
recursos e drenagem dos resíduos
automação das estruturas metálicas

• Instalação de equipamentos – ponto crítico

Pontos importantes Pontos importantes


• Projeto estrutural - complementar ao projeto • Definição do layout de produção, estocagens
arquitetônico de matéria-prima e produtos acabados,
viabilidade da execução civil da obra, apoio às instalações e atividades acessórias e sociais ligadas à planta
processo
• Arquitetura básica dos prédios para atender à
• Projetos específicos tais como acabamentos,
produção e suas necessidades acessórias
acústica, tratamento de efluentes

Estudo de Caso

Influência do layout na produtividade de uma


indústria alimentícia – Um estudo de caso
(Marangoni e Fontanini, Enegep, 2011)

8
20/08/2019

• Arranjo para o prédio – celular

• Sala de Processamento - funcional

• Estoque - tipo de produto

Bibliografia
OLIVÉRIO, J. L. Projeto de Fábrica: Produtos, Processos e
Instalações Industriais. 1ª. ed. São Paulo. IBLC, 1985

NEUMANN, C.; SCALICE, R. K. Projeto de Fábrica e Layout. 1ª.


ed. Elsevier, 2015