Você está na página 1de 12

TANTRA SUTRAS

Com secretas canções tântricas


Swami Anand Goloka
Com amor a Osho

SHIVA DIZ NO VIGYANA BHAIRAVA TANTRA


LEMBRE-SE DO COMEÇO DA UNIÃO SEXUAL
E DURANTE ELA EVITE PENSAR NO FIM. ESTE É O MANTRA
FIQUE COM O FOGO DO INÍCIO E EVITE AS BRASAS DO FINAL.

NÃO PODE HAVER NENHUM FIM. É UM ATO PERMANENTE


NA UNIÃO SEXUAL, ESTEJA TOTALMENTE NELA,
SEJA ELA ENTÃO, LEMBRE-SE DA UNIÃO SEXUAL POSTERIORMENTE,
NESTA LEMBRANÇA A TRANSFORMAÇÃO. VIVA ESTA RECORDAÇÃO.

1. Quando você se lembra da união sexual Os órgãos sexuais tornam-se, também, um só no amar;
É como quando era criança pura e inocente Torna-se uma relação circular bem espiritual
Quando estiver totalmente nela você é natural 13. Isto é Tantra afinal uma unidade sem tempo
Com a inteireza, a luxúria torna-se inexistente. ‘Silenciosa é a união de dois corpos quando,
2. Havendo luxúria, faltou inteireza, totalidade. Os órgãos sexuais se tornam um só no templo.’
O sexo tornou-se algo artificial, mental. A unidade se aprofunda e os dois dançando.
A mente introduzida comprometeu a verdade 14. Com esta profundidade vem o conhecimento
O medo aparece impedindo o orgasmo sexual Um saber para os meditadores iniciados afinal,
3. Esse é o medo de perder o ego, sendo total. Um êxtase cósmico, um mergulho no momento.
Sem pensar, mas apenas ser um com o sexo. A mente sexual transforma-se em espiritual.
Esquecer tudo que foi antes aprendido, afinal. 15. A transcendência sexual pode ser alcançada
Dos pais e das igrejas deste mundo complexo. A mente espiritual é não-sexual, ela é inocente.
4. O Tantra é a união sexual puramente meditativa Com o Tantra esta real transcendência sonhada
Não há aí controle do medo, ou medo de perdê-lo. Sem a repressão ou sublimação dos dementes
O encontro sexual tântrico é uma totalidade ativa 16. Os celibatários que suprimem os pensamentos
A lembrança do início deve ser um contínuo apelo. O celibato que é aceito socialmente tântrico não é.
5. O sexo tem sido uma atividade mais que mental Esta supressão sexual é obsessiva em seus intentos
Há pressa para se chegar à liberação de energias O Tantra não é religião e não há celibato nem fé.
Uma quantidade de energia excedente é normal, 17. A segunda parte do Sutra diz para mergulhar totalmente.
Que deva ser liberada provocando uma euforia ‘Durante a união sexual esteja nela, seja ela, então’
6. As energias despertas criam tensão e excitação Torne-se um, sinta-se um, com esta inteireza, em mente.
E sente-se que liberar deve ser o momento As mulheres têm um e múltiplos orgasmos na união
Com o escape das energias há uma sensação 18. As mulheres internamente e externamente vão gozar
Uma fraqueza, percebida como relaxamento. Os homens sentem mais gozos orgásticos internamente
7. O problema é que este é um relaxamento negativo Muitas escolas de Tantra ensinam aos homens a não ejacular
Este relaxar traz um altíssimo custo energético Porque os atos sexual ou espiritual terminam completamente
Sem compartilhá-la, joga-se fora o suco mais vivo. 19. Os homens adeptos do Tantra poderão ejacular ou não
Este relaxar é só físico e espiritualmente patético. Esquecê-la não é controlar para evitá-la e sim relaxar
8. A primeira pare do Sutra diz pra se lembrar do início Um relaxamento sem controle na não-ejaculação
E não haver nenhuma pressa, não ficar ansioso. Uma alternativa é o gozo das parceiras ele experimentar
Para se chegar ao fim, a liberação não é um ofício; 20. Isto pode ser tão bom senão, até melhor do que o próprio.
Os homens não se preocupem em liberar o gozo. Porque o orgasmo nem sempre tem que ser externo
9. Este gozo não é orgasmo pleno é só o ejacular O Tantra ensina a viver em um estado de ser orgástico
Esqueçam-se disto e fiquem no calor da parceira, É assim que se vive um estilo de vida tântrico e terno
Torne-se um com ela, um círculo para se energizar. 21. No início do Tantra muitas mulheres podem não sentir
E as mulheres não se apressem de nenhuma maneira Sem nenhum orgasmo aparente externamente
10. Não se usa a união sexual para se obter um resultado Isto nada tem a ver com o Tantra ou com o parceiro intervir
Neste encontro mágico não pode haver nenhum fim A habilidade vem da liberação do medo da mente.
Fique sem noção de tempo, apenas no presente dado. 22. A terceira parte do Sutra diz para se lembrar do ato depois
Permaneça no momento, uma fusão com o outro sim. ‘Lembre-se da união posteriormente, nisto há transformação’
11. Quando há pressa no encontro, o amor não existe. Esta lembrança conhecida, o Tantra não precisa ser a dois.
A pressa é apenas usada para se liberarem tensões Pode-se lembrar e entrar nela, mas primeiro sentir a união.
Não há o tornar-se um, esta é uma relação triste. 23. Se o sentimento é conhecido entre na união sem parceiro
Com amor tornar-se um é sintonizar os corações Isto pode e acontece com o tempo, a energia continua...
12. A unidade começa no início e é o que vai perdurar Esta energia se torna um círculo luminoso por inteiro
Quando não há pressa a união fica menos sexual Até mesmo quando o parceiro está, a luz circula nua.

1
24. E em um momento não há ninguém, mas só energia há. 4. E quando se aprende a criar esta energia
Quando os círculos luminosos estão presentes O sexo como sexo, desaparece como tal.
Com a presença dos parceiros eles não estavam lá Ele se move para uma dimensão mais fria
Mesmo estando é como se estivessem ausentes As técnicas tântricas são provadas afinal.
Isto facilitará entrar na união sem parceiro quando só 5. Quando há orgasmo para o homem ou mulher
25. A quarta parte do Sutra diz para viver esta recordação Normalmente há uma liberação energética
Viver e se lembrar da unidade sentida na união sexual O homem ejacula e a energia faz-se perder
Lembrar-se dos orgasmos, do êxtase em toda situação. Esta é a situação comum bem patética
Na raiva, na tristeza é onde há uma coisa fenomenal. 6. Mas os orgasmos tântricos sem ejaculação
26. Lembre-se da união em tudo que vive e fique em paz Energias se encontram simplesmente
Felicidade e aceitações estarão sempre em mente Acontece, além do físico, em outra dimensão.
Vivendo naquela recordação em tudo que você faz No plano psíquico e espiritualmente
Viva então como se estiver na união sexual presente 7. Qualquer coisa que o ser humano alcança
27. Logo seus parceiros estarão lá mesmo ausentes É por causa de sua força de vida ativa
Quando esta habilidade for parte de sua vida ativa Como sexo é conhecida a raiz da dança
Você perceberá que tudo que você sente Como Brahma é sabida na forma mais viva.
É um veículo para uma metamorfose transformativa 8. Agni, Vayu e Indra os deuses da percepção
Olhos, Ouvidos e Mente para o divino saber.
Baseado na Série de Discursos O Tantra é o quarto - o sexo é esta dimensão,
“Vigyan Bhairav Tantra” Volume 1 Para contatar a realidade, o sexo é o conhecer
Capítulo #33 – ‘A Espiritualidade do Ato Sexual Tântrico ‘ 9. Abstrata é a mente, ela não pode tocar,
proferidos pelo Osho Ela não pode ouvir, ela só pode pensar
em 22 de Fevereiro de 1973 O pensamento é abstrato, um esfumaçar
Os pensamentos são um grande dispersar
INVOCAÇÃO 10. Indra representa a mente, o racionalizar
Agni representa os olhos, o sentido da visão
Vayu é o ar, representa os ouvidos, escutar
Os três não se aproximam de Brahma não
11. Quando a mente tenta no mistério penetrar
Brahma desaparece, o sexo torna-se presente
O sexo, pra mente, é de Brahma o realizar
O sexo é a força cósmica manifestada presente
12. O Tantra nasceu porque a Índia amadureceu
Alcançou um imenso pico intelectual
O que agora o ocidente chega ao apogeu
No passado, a Índia sofisticou o corpo mental
AQUELA YAKSHA ERA BRAHMAN, DISSE UMA, NA ESTÓRIA.
13. O Tantra ensina que não há Deus realmente
‘FOI ATRAVÉS DA VITÓRIA DE BRAHMAN SOMENTE
QUE REALMENTE VOCÊ ALCANÇOU SUA GLÓRIA.’ Que possa ser aproximado de forma direta
FOI ATRAVÉS DESTA – DAS PALAVRAS DE UMA EM MENTE A não ser que se explore o sexo totalmente
Não se pode conhecer Brahma, que é a seta.
QUE INDRA ENTENDEU QUE YAKSHA ERA BRAHMAN 14. Na forma de UMA, o sexo aparece a Indra
PORTANTO, TRÊS DEUSES, VERDADEIRAMENTE, UMA é a consorte do mestre tântrico Shiva
AGNI, VAYU E INDRA DE TODOS OS OUTROS, SE DESTACAM, A fonte da força da vida que nunca finda
ELES SE APROXIMAM MAIS DO YAKSHA, REALMENTE A porta do fenômeno cósmico ela ativa
15. Se a mente puder encontrar a realidade
A CONHECÊ-LOS COMO BRAHMAN, OS PRIMEIROS, FORAM ELES O que for achado vai desaparecer
E , PORTANTO, DOS OUTROS DEUSES, INDRA SE DESTACA INTEIRO, A ciência não vê Brahma na verdade
DO YAKSHA, ELE SE APROXIMA, MAIS DO QUE AQUELES Ela nega o espírito, a alma, o ser
A CONHECÊ-LO COMO BRAHMAN, ELE FOI O PRIMEIRO 16. UMA surge e Brahma desaparece
O mistério da vida, Indra quer penetrar
BRAHMAN – ESTE É O ENSINAMENTO SOBRE ISTO.
O sexo se torna então o real que se oferece
COMO A LUZ DE UM RELÂMPAGO, COMO UM PISCAR DE OLHOS.
ISTO É COM REFERÊNCIA AO ADHIDAIVATAM – VISTO O sexo é a força mais próxima do realizar
SEU ASPECTO COMO MANIFESTAÇÃO DO COSMOS 17. Porque o sexo está mais perto da mente
A força cósmica da vida é Brahma,
AGORA, SUA DESCRIÇÃO, COM REFERÊNCIA AO ADHYATMA, O sexo é a força da vida pessoal presente,
SEUS ASPECTOS NO SER HUMANO COMO MANIFESTADO: É só fechar os olhos e sentir a sua chama
A MENTE ENCAMINHA-SE COM TODA A VELOCIDADE, A BRAHMAN, 18. Quando a mente atinge seu clímax
COMO SEMPRE PRÓXIMO É LEMBRADO E IMAGINADO Ela só pode pedir pela energia sexual
É COMO SE FOSSE POR SUA MENTE TAMBÉM, ESTE BRAHMAN. Existimos em dois pólos, mente e sexo
A sexualidade é o mais substancial
(Yaksha - a forma que Brahman aparece. Agni – fogo; Vayu – ar; 19. Então toda vez que a mente quiser
Indra - mente) Conhecer da vida a sua força essencial,
Só há um meio, para as raízes volver
1. A energia sexual pode ser transformada, Mover-se para trás, para a fonte sexual
Somente se o sexo for do cósmico uma porta. 20. Podem-se criar grandes sistemas, conceitos
Quando a chave desta porta for encontrada, Filosofias, palavras, verbalizações
A energia sutil se movimenta; Não está morta. Mas eles não podem ser concretos feitos
2. Dar-se-á a luz a um tipo mais alto de vida Nunca serão verdadeiras realizações.
É realmente preciso a energia sutilizar 21. Quando se mergulha nas raízes
Senão a força de baixo oferece guarida Aí Brahma pode ser achado
Ela precisa se mover para algum lugar Muita filosofia, o sexo em matizes,
3. O Tantra descobriu certos segredos, Tantra é a Yoga do sexo investigado
Uma forma mais alta de vida é criada 22. Um segredo interessante se anuncia
Com o sexo não apenas físicos enredos Cientistas afirmam se pudermos substituir
Mas uma forma sutil de energia gerada As glândulas sexuais algum dia,
A velhice pode deixar de existir

2
23. As glândulas sexuais são a juventude 5. Para a indulgência, o Tantra é a única medicina
O corpo envolve-se em sua saúde O ser humano vem se tornando mais sexual
Isto é algo importante que se estude Porque toda forma repressiva contamina
O centro sexual é o cerne da atitude O inconsciente humano guarda o animal
24. As religiões entendem que o sexo é pecaminoso 6. As religiões vão envenenando a sexualidade
O Tantra vê o sexo como a resposta certa. A culpa é criada e o sexo não desaparece
Elas se opõem completamente ao gozo Porque o sexo é a biológica realidade
Opostas ao Tantra que tem sua visão aberta Só com a compreensão a consciência cresce
25. Há uma porcentagem grande de possibilidades 7. O Tantra é o único caminho da liberdade
De que o sexo possa puxá-lo para ele, O Tantra diz: tudo que é, deve ser compreendido
Inconscientemente, os caminhos das sexualidades As mudanças ocorrem por necessidade.
Talvez até 99% de chances estão a favor dele, A indulgência sexual é um mal entendido
26. Mas esta porcentagem de cair no inconsciente sexual, 8. São suicidas a indulgência e a repressão.
Pelas técnicas certas, pode ser reduzida. Os extremos se devem evitar
Os homens e mulheres podem ser treinados... Genial! Estar no meio, esta é a luminosa compreensão
Uma cerimônia secreta sagrada pode ser conduzida. O Tantra faz o pêndulo no centro parar
27. Então, torna-se uma arte fazer amor, 9. No sexo há uma chave escondida
A maior das artes humanas Por um lado, através dele, a vida sobrevive
Você se aproxima com cautela no ardor, Pelo outro lado, com totalidade está a eterna vida.
Com cuidado nas excitações insanas. Sexo e samadhi as chaves do ser livre
28. Não é mais uma liberação de tensões temporária 10. Os políticos e padres têm que ensinar a supressão.
Deixa de ser uma descarga, um alívio. Com este absurdo as pessoas enlouquecem no viver
Torna-se um ritual sagrado, uma adoração rara, Governar pessoas insanas é mais fácil assim então.
E se você conhece a arte, passa no crivo. Com a repressão vão atrás de dinheiro, fama, poder
29. O Tantra ensina, às pessoas serem não sexuais. 11. Estas “bestas” (escravas) podem entender o mundo?
A chegar a um ponto onde o sexo não é mais loucura Porque compreendê-lo só é possível em liberdade
A permanecer desapegado, sem desejos animais Sem escrituras, teologias ou filosofias limitando
Por isso o Tantra é o caminho do meio dourado da cura. Compreender só mesmo, além da mente, na verdade
30. Através da experiência com a energia sexual. 12. Todos os relacionamentos são belos na superfície
Um encontro meditativo com este fenômeno fino Por trás, ao fundo, eles são uma escravidão
Percebe-se que esta força é toda espiritual Sim, se relacionar é preciso nesta planície
O sexo se torna samadhi, a união com o divino Mas a felicidade que vem do outro é uma ilusão.
13. Relacione-se sim! Temos que nos relacionar
Baseado na Série de Discursos Estamos neste mundo cheio de gente
“A Doutrina Suprema” Mas a única forma de se extasiar
Capítulo #14 – É a que flui de dentro, bem diferente
‘Conhecendo o Todo Através do Um ‘ 14. As pessoas que acreditam que a alegria vem de fora,
proferidos pelo Osho São umas “bestas”, elas são escravas
Teresópolis, 8 de Março de 2006 Só as pessoas que sabem que dentro é onde ela mora,
São pessoas livres, seres humanos sem travas
15. Se você está alerta, você pode estar livre do mundo
Não é deste belo universo impermanente,
Mas o mundo de maya, criado pelo desejo no fundo,
Os pensamentos desejosos são ilusões da mente.
16. Quando os pensamentos e o desejo lhe abandonam
Surge aí a consciência sem conteúdo, pura.
Então o mundo real que Buda chama de Nirvana
É o que se mostra a você limpo; é sua cura.
17. Mas quando você é derrotado em sua esperança
Quando os seus sonhos todos fracassam
Você pensa que este desejo não é a sua dança
E outros sonhos surgem e, também, passam.
18. E, de novo, se você não alcança coisa alguma
Você acha que não estava fazendo o esforço necessário
Não foi competitivo, só com violência se arruma,
“O SEXO EM ‘SAMADHI’, A TRANSFORMAÇÃO.” O fracasso ocorre porque ele é o único emissário
TODO E QUALQUER ORGASMO É ESPIRITUAL. 19. Não tem nada a ver com o seu esforço, a sua coragem,
O ORGASMO É UMA EXPERIÊNCIA DE MEDITAÇÃO. O fracasso ocorre porque o sucesso não é possível.
MESMO O QUE É RESULTANTE DE UMA RELAÇÃO SEXUAL. Ninguém é um sucesso no mundo, tudo é miragem.
Desejos não podem ser preenchidos, isto é incrível?
1. Não há atitude condenatória para o homem religioso, 20. Você como eu experimentam o mesmo fracasso
O seu mundo inclui todas as coisas, ele aceita tudo, Como Buda ou Saraha perceberam claramente
O sexo é aceito, assim como o Samadhi formoso, Você não aprende o real neste espaço
O seu mundo é muito rico, seu acorde bem agudo. A diferença está localizada em sua mente
2. Tudo vem daquele centro essencial sem ego, 21. Experiências e experiências sem aprender.
Negando isto, como você conhecerá a fonte? Este relacionamento não deu certo
Porque negá-lo? Na negação há apego. O próximo vai dar, há outras pessoas ,vou poder,
Então a jornada não se pode mover adiante. E de novo o sonho está em aberto.
3. A vida como ela é, ele aceita totalmente 22. O dia que houver reconhecimento do fato,
Isto não significa que haja indulgência De que a falha é a única possibilidade
Ele domina a alquimia competente Os arco íris, os anúncios luminosos, de imediato.
Transformando o sexo em consciência Atraem como magnetos, mas são sonhos na verdade
4. O mestre de si mesmo conhece o segredo 23. Neste dia uma conversão, uma mudança,
Em transformar esta viagem em eterna vida Um novo ser nasce amadurecido
O tempo vira a eternidade além do medo. A celebração, uma iluminação, muita dança
O segredo maior é o amor, a única guarida Você é um bebê puro, um ser consciente. Crescido!

3
24. O lótus de mil pétalas, o Sahasrar é o sétimo chakra, 10. O saber é do passado
Quando a energia se move ali, se abre uma flor. Ou projeção do futuro
Agora outras abelhas vêm beber o seu néctar Se for pensar com cuidado
O lótus se abriu, Nirvana, puro amor. A gente sai do escuro
25. O mais baixo é o muladhar, onde nasce a vida. 11. Para abri-lo fique presente.
O corpo, os sentidos, no sétimo a eterna estrada Sem lembrar ou sonhar
A fisiologia do Tantra é um mapa desta avenida, Aí se pode ir em frente
Do sexo ao samadhi esta é a nossa caminhada. Para o quarto lugar
12. Maha-mudra é este passo
Baseado na Série de Discursos O grande orgasmo interior
“Vigyan Bhairav Tantra” Representa todo o espaço
The Tantra Vision O centro íntimo em flor
E outros discursos sobre o Tantra
proferidos pelo Osho O Tantra de Buda
Teresópolis, 12 de Março de 2006
“Para encontrar um Buda, tudo que você precisa fazer é ver a sua
própria natureza. Sua natureza é o Buda. E o Buda é a pessoa
Os Quatro Gestos do Tantra que é livre: livre de planos, livre de cuidados. Se você não vê a
sua natureza e corre por aí todo dia, olhando em outros lugares,
você nunca achará o Buda. A verdade é, não há nada que
encontrar. Mas para alcançar tal compreensão você precisa de
um mestre e você precisa se esforçar muito para entender...”.

Bodidharma

1. Buda criou um templo magnífico


Consistindo de três belas dimensões
Para entender há que se ser científico
Por causa das muitas incompreensões
2. Hinayana é a dimensão primeira
Começa bem mesmo onde você está
Tenta modificar hábitos de toda maneira
Uma disciplina como a Hatha Yoga dá
3. Movendo-se para a margem oposta
Para buscar o equilíbrio temporário
Como um equilibrista dá a resposta
Em sua corda bamba é temerário
4. O sexo é o problema real básico
Os hábitos surgem da sexualidade
Por isso temos este mundo trágico
1. Quatro mudras, o Tantra vê:
A repressão sexual em toda sociedade
Lacres, gestos ou fechaduras.
5. Todas as culturas do mundo insano
É preciso compreender
Querem controlar a energia sexual
Estas nossas ataduras
O grande poder sobre o ser humano
2. Umas portas vão se abrir
Pensam que sexo livre é grande mal
Para a última alcançar,
6. O sexo é uma tão grande atração
Passo a passo pra sentir
Que se limitações não houvessem,
Um completo transformar
Mas há sim nos homens restrição
3. Mais externa é a primeira
Pois mesmo que eles pudessem.
Ela é o centro da ação
7. O corpo masculino tem limites
Karma Mudra é pioneira
Nos orgasmos com ejaculação
Pra se entrar no coração
Quanto mais velhos mais tristes
4. Tudo o que você faz
Obterem uma contínua ereção
T

Está na periferia
8. As mulheres são bem libertas
Amor, ódio e tudo mais.
Por isto têm sido mais reprimidas
A tristeza e a alegria
Múltiplos orgasmos são certos
5. Para se cuidar deste selo
Para as fêmeas desinibidas
É preciso ser total
9. Um só homem, não a satisfaz
A ação com muito zelo
A mulher precisa de outro enfoque
Vai abrir este portal
Para que no sexo esteja em paz
6. Agora tem a segunda
Nisto o Tantra dá seu toque
Gyana-mudra se chama
10. O sexo é uma contínua meta
Ela é um pouco mais funda
Um rio que corre ao fundo
Com ela você se engana
O que este padrão acarreta?
7. É o gesto do saber
A energia se dissipa no mundo!
Das ações está atrás
11. A energia vai toda para a terra
Não basta só crer
Ela não consegue se elevar
É preciso ser mais
Hinayana trabalha onde emperra
8. Ser honesto no que sabe
Remove a obsessão por copular
Por ter experimentado
12. Hinayana vai contando
Esta porta então se abre
Quatro passos vão se abrindo
Este lacre foi quebrado
Purificando, enriquecendo, cristalizando
9. Há um terceiro gesto
O último é destruindo
Samaya-mudra fique atento
13. Purificando é ser anti-sexual
É o tempo eu atesto
Celebrando o total celibato
O agora – este momento

4
Sem ser uma violência anormal Os Sete Chakras
Mas uma consciência de fato
14. O celibato trazido aos poucos
Compreendendo, sem forçar
É da luz, não é dos loucos
Tende para um total libertar
15. Enriquecendo esta conquista
A energia torna-se uma dança
Não se perde a sua pista
Ela chove em abundância
16. Há no ato sexual um chamado
Um momento de esquecimento
Movimento para um bom estado
E depois um frustrante sentimento
17. Observe esta frustração
Fique atento ao ato sexual
O que há nele então?
Um movimento animal
18. Quanto mais atento ao ato
Mais frustrante ele se torna
Início de uma mudança de fato
De uma forma muito morna 1. Adão e Eva se fundiram um no outro
19. A consciência se afasta A árvore do conhecimento dual
Ela sai naturalmente, Yang e Yin o Tao em um giro solto
Sem esforço dá um basta, A transcendência do bem e do mal
Se solta espontaneamente. 2. O Tantra é a ciência para isto
20. Vai então ‘Enriquecendo’ O que eu e todos querem descobrir
Nutrição do próprio SER Este é o alvo, enquanto existo;
Acumula... Vai crescendo! De que modo eu devo prosseguir?
Ela é calma em seu poder 3. O primeiro chakra precisa relaxar
21. Então se vai ‘Cristalizando’ O centro sexual está apertado
A partir da dança interior, O nome dele na Índia é muladhar
Uma unidade se formando A sociedade o mantém controlado
Eu sou eu! Sou meu mentor 4. É algo errado liberar esta energia?
22. E o quarto é ‘Destruindo’ A obsessão sexual criou o medo
O eu - UNO é a meta Que, assim, criou uma tensão fria...
Um leão que vai rugindo Relaxar, então, é o grande segredo.
O espírito se aquieta 5. O segundo chakra é o centro do ser
23. MAHAYANA a segunda dimensão Ele se chama swadisthan ou hara
Um outro corpo não é mais o apelo Outra vez o medo, o de morrer...
Quando não há mais obsessão Relaxar é, também, o que sara.
A energia sexual é livre de todo zelo 6. O terceiro chakra plexo, estômago
24. Mahayana possibilita o amor verdadeiro Manipura é seu nome indiano
O sexo nunca torna a pessoa amorosa Emoções negativas no seu âmago
A sexualidade previne amar por inteiro Raiva, ciúme... No fundo do pano.
O centro do coração é a mística rosa 7. Muitas emoções foram reprimidas
25. Hinayana trabalha no centro sexual A violência, a ambição... Negadas!
Mahayana é do centro do coração Como então curar estas feridas?
O primeiro centro é o material Estas energias devem ser liberadas.
O segundo centro é a evolução 8. Há mil formas de expressão saudáveis
26. Mahayana não tem medo do sexo Em ambientes de vivência, seguros.
Hinayana sim tem a prevenção As energias positivas agradáveis
Mahayana sai deste complexo Vão para cima quebrando muros.
O equilibrista colocado em ação 9. O quarto chakra, o coração
27. A última dimensão é VAJRAYANA O seu nome é Anahata
O caminho-diamante que tudo corta A dúvida é sua prisão
Da materialidade; ela é Nirvana, Ela é uma coisa inata.
O caminho supremo, esta é a porta. 10. Qualquer dúvida destrói
Racionalismo, ceticismo.
Nowhere Junho / Julho 2006 O coração sente, se corrói.
A confiança tira este abismo.
11. O quinto chakra da garganta
Chama-se na Índia Visudha
Imitação é a coisa que o espanta
Ser original é o que o ajuda
12. As artes, a dança, a inventividade,
Tudo isto faz a energia fluir
O que for movido por criatividade
É aonde esta flor irá se abrir
13. Então, a energia vai para o sexto
O chakra Ajna é a glândula Pineal
O terceiro olho é o contexto
Inteligência, Intuição, genial!
14. Bloqueia aí, a mente confusa.
O ego, pensamentos sem pureza,

5
Que a meditação seja difusa 11. Os sete anos seguintes
Ela é a medicina da clareza. De catorze aos vinte um
15. O sétimo chakra, topo da cabeça. O corpo astral tem requintes
O Sahashar como é conhecido O pensamento, o intelecto, a razão
Chegando aí então floresça. 12. “Sukshma Sharir” é este terceiro
O Lótus-de-Mil-Pétalas querido. Civilização, cultura, educação
16. O ser humano é uma árvore plena A maioridade por inteiro
O Muladhar é a sua raiz profunda O direito de votar em eleição
O caule – chakras médios em cena 13. Vinte e um anos no mundo todo
O Sahashar com suas flores – Abunda! É a idade permitida para votar
Alguns países a seu próprio modo
Diminuíram esta idade no seu lugar
Os Corpos Sutis
14. Da mesma forma a puberdade
Nos últimos cinqüenta anos
Pode ser alcançada com menos idade
Esta é a evolução dos humanos
15. “Manas Sharir” é dos corpos o quarto
Ele tem maravilhosas experiências
Quando o intelecto está pronto
Surge o interesse pelas ciências
16. É chamado de corpo psíquico
O prazer de curtir a matemática
Ela é uma diversão para um físico
O intelecto no pico, esta é a prática
17. Infinitas possibilidades se abrem
Em cada corpo desenvolvido
Aqueles que no primeiro param
Apenas comer e beber são queridos
18. Nas culturas das civilizações
Onde a maioria pára no primeiro
Todas as suas questões
Estão focadas no saboreio
19. Onde há bloqueio no segundo
Que é centrado na área sexual
As pessoas deste mundo
Tem o sexo como foco central
1. Pra que se possa entender 20. A cultura no todo ou parte
A forma dos corpos sutis Filmes, livros, carros, casas, cidades
Uma estrutura vai poder Literatura, poesia, música, arte
Ensinar o aprendiz Gira em torno de suas sexualidades
2. Percebem-se sete níveis 21. Na Grécia, de Sócrates e Platão
De corpos nos seres humanos Como em Bihar, de Buda e Mahavir
Seis são invisíveis E na China, de Lao Tzu e Confúcio, então
Além do físico, há outros planos Era desenvolvido “Sukshma Sharir”
3. O segundo é o etéreo 22. O terceiro corpo amadurecido
O terceiro o astral Transformou estas nações
Um movimento aéreo De espírito intelectual e contemplativo
Desenvolto em espiral Em berços de grandes expressões
4. O quarto é o psíquico 23. Geralmente o ser humano pára por aí.
O quinto o espiritual Neste terceiro estágio em evidência
Um combinado místico Parapsicológico é o corpo “Manas Sharir”
Cada um com seu portal Hipnotismo, telepatia, clarividência
5. Chama-se cósmico o sexto 24. Este corpo tem um grande potencial
O sétimo é o nirvânico O plano psíquico é um manancial
Completam todo o contexto A leitura de pensamentos é normal
Em um sistema dinâmico Bem como a projeção astral
6. Nos primeiros sete anos de vida 25. É também um corpo de decepções
Só o corpo físico é formado Porque é mais sutil e há enganos
Seu nome é “Sthul Sharir” Qual a realidade das astrais projeções?
Aí, os outros corpos são semeados A kundalini subiu para outros planos?
7. Eles têm o potencial 26. Este mundo psíquico é muito sutil
Mas estão adormecidos E também totalmente subjetivo
O intelectual e o emocional No quarto corpo há decepções mil
Não estão crescidos Até o terceiro corpo é objetivo
8. Há pessoas que não evoluem 27. E a própria pessoa pode se enganar
Além dos sete anos de idade Achar que sua experiência é real
Como animais não fluem Sem saber, pode ser, apenas um sonhar
Para fora desta realidade Difícil de validar de uma forma geral
9. Nos próximos sete anos 28. As coisas acontecem tão sutilmente
O corpo etéreo cresce São raras; que para estar compreendendo
“Bhawa Sharir” tem seus panos A pessoa não sabe realmente
A emoção do sexo amadurece Se ela está imaginando ou vivendo
10. Há também estagnação 29. O quarto corpo é onde os sonhos acontecem.
No âmbito deste estado Nós sempre tentamos a humanidade salvar
O sexo em formação Condenando a quem, estas qualidades tecem;
O desenvolvimento é bloqueado Mulheres foram queimadas por se revelar

6
30. De bruxas, eram na Europa chamadas 49. Quando a energia vital está acordada
Na Índia mestres tântricos foram mortos Não há mais campo para a inconsciência
Segredos eram por eles revelados Intoxicação ou violência não tem mais escada
Os algozes por sua vez eram os tortos O outro não é mais outro, com a consciência
31. Sabiam ler o que está nas mentes 50. E todos os votos castos das religiões
E onde as coisas estão em um lugar Com a experiência autêntica e certa
Sem nunca terem estado lá presentes, Não violência, não roubar, não possessões
Tidos como Magos Negros, ao se julgar. Serão naturais para uma pessoa desperta
32. Sempre foi tentado impedir 51. Também no quarto não se pode ficar
O progresso deste corpo psíquico Porque ele não é a meta final
O fabuloso “Manas Sharir” Há ainda outros para se atravessar
Visto como perigoso; ficou raquítico Nesta caminhada fenomenal
33. As pesquisas devem prosseguir 52. O “Atma Sharir” é o quinto
E mudou o poder humano de compreender Que é chamado de corpo espiritual
Instrumentos científicos vão surgir Deveria estar pronto aos trinta e cinco
Validar as experiências... Vamos poder. Mas é raro desenvolver este canal
34. As realizações psíquicas podem ser 53. Poucas pessoas o descobriram na real
Mesmo em sonho; Falsas ou verdadeiras Nós as chamamos de espiritualistas
Meditadores vêm testando para entender E elas acham que o total
Como validar as experiências inteiras Tem somente o espírito em vista
35. Você pode afirmar que não sonhou 54. O sexto é “Brahma Sharir”
De manhã ao acordar O corpo cósmico que está além
Mas isto é falso, você só não se lembrou Deve-se abandonar o atman para prosseguir
Porque a noite toda é só sonhar A pessoa deixa de ser “alguém”
36. Pode-se também de sonhos lembrar 55. Até completar os quarenta e dois
Aqueles que nunca foram sonhados Se a humanidade cresce cientificamente
Isto também é um falso realizar Este corpo é o do cosmos
Até se sonhamos, somos enganados A realização do divino permanente
37. Eles têm sua própria realidade 56. Parados nos três corpos primeiros
Eles podem ser ou não atualidade A vida entre o nascimento e morte
Se forem sonhados é verdade Traz conteúdos derradeiros
Difícil é narrá-los com acuidade Este é todo o processo, toda a sorte.
38. Porque, como um filme, são sonhados 57. No quarto corpo, em seu interior
Em uma seqüência quase lógica Depois desta vida há experiências duais
O oposto ocorre quando lembrados Há infinitas possibilidades de prazer e dor
Remontá-los é uma arte mágica Céu – Inferno; Felicidade – Miséria são reais
39. Por isto, lembra-se o não sonhado 58. Já se alcançando o quinto nível
Muito se perde na remontagem Ali está o portal da liberação
Do jeito que foi lembrado No sexto, o mergulho no invisível
Não se tem a correta imagem Uma completa e divina realização
40. Este corpo foi alcançado 59. Então não há mais uma questão
Pelos “siddhis” da Yoga Liberar ou não neste canal
A Yoga tem reforçado A declaração “Aham Brahmasmi”, então
A não se vestir esta toga Eu sou eterno, eu sou imortal
41. Há um grande perigo 60. Mas ainda há um passo a mais
De se perder no caminho Que é na verdade o último salto
O psíquico não é abrigo “Nirvana Sharir”, o sétimo neste cais
O espiritual é o ninho O vazio absoluto e total, o mais alto
42. A kundalini pode despertar 61. Isto é Nirvana – “A chama se apaga!”
Apenas no plano psíquico Não existe mais nada, tudo desaparece
Um verdadeiro sonhar O caminho espiritual é findo, esta é a saga
É sutil além do físico Para a consciência, só o silêncio permanece
43. Pode ser falso ou verdadeiro 62. A correta forma de educação
É falso se for falha imaginação É a que leva a pessoa até o psíquico
Para ver o futuro inteiro Neste corpo é onde existe o potencial
Tem que ser visualização Da kundalini que é um fenômeno místico
44. Imaginação correta 63. Além do quarto corpo não há o que educar
Torna-se científica O indivíduo está maduro e livre
Uma visão clara tem meta Para transcender, dissolver-se e amar
A realização a certifica É daí para frente que realmente se vive.
45. O quarto corpo tem possibilidades
Que podem sempre ser um engano 12 de janeiro de 2006
O mundo falso com suas propriedades Inspirado no livro do OSHO
E a verdade no fundo do pano “In Search of the Miraculous”
46. Não se devem ter expectativas Capitulo #2
Ao entrar no “Manas Sharir” “Ripening of the Meditator on the Path”
Porque a imaginação ativa
Impede a verdade surgir
47. Há uma forma de testar
Se a kundalini realmente despertou
É impossível se intoxicar
E a pessoa se transformou
48. Mudou o seu comportamento
Por algo que aconteceu no interior
A pessoa está sempre no momento
E para a violência, não há mais clamor

7
Os Sete Vales Somos acidentais, estranhos aqui
Só podemos estar agradecidos
16. A mente, é o diabo, Satã.
Aquela que é acumulada
A sua essência é a única sã
Abandone a coisa passada
17. O quarto obstáculo é o Ego,
Eu não sou comum, sou especial,
Eu sou extraordinário, estou cego...
Este é o problema neste canal
18. O negativo aí é brigar,
Assim preso você vai ficar.
Apenas entender é liberar,
O positivo é se desafiar.
19. Seja testemunha, observador,
Nem inimigo, nem amigo.
Seja indiferente, bom ator
Científico, criterioso, neste abrigo
20. O Vale das Atribulações é o quarto
1. O Mestre Sufi Al-Gazzali afirma: Agora está entrando no inconsciente,
No caminho da evolução humana Está nas profundezas do ser, um parto
Do homem até a sua realização divina, A parte noturna a escura da mente.
Da possibilidade à realidade sana; 21. Agora as coisas ficam de amargar,
2. Há sete vales a serem encontrados: Quanto mais alto na caminhada
O Vale do Conhecimento é o primeiro Mais você tem que pagar.
Pelo saber, o ser humano é iniciado Mais árdua se torna a jornada,
Ele escreve, lê e fala. Ele é faceiro. 22. E a queda se torna mais perigosa.
3. Apenas o ser humano tem linguagem, Estar mais alerta, pouco a pouco.
Ele tem escrituras sagradas, teorias. A “Noite Escura da Alma” formosa
A parte negativa aqui, sua miragem É a entrada no mundo louco
Quando o “sabedor” é a iguaria. 23. O que se esconde atrás de você.
4. Pode-se ser fisgado pelo conhecimento, É necessário o guia de alguém
Esquecer-se do propósito do saber Que saiba voar, com brevê,
Identificar-se com o acontecimento É preciso de um mestre do Zen.
Esquecendo-se da consciência de SER. 24. A dúvida é o negativo nesta guarida,
5. Focalizar na capacidade de conhecer Não é ceticismo... Ela é existencial!
Evitando-se o objeto, o pretexto. Aqui, sua totalidade é mexida
Não se identificar com o objeto do saber Ceticismo é do plano intelectual.
Tornando-se o que observa o contexto. 25. Corpo - Mente - Alma.
6. O segundo é o Vale do Arrependimento Você busca a coisa pura,
Preocupação sobre a culpa do passado, Êxtase! Mas sem calma,
Este erro e muitos erros cometendo Cai numa noite escura,
Um certo tipo de morbidez é criado. 26. Grande dúvida surge então
7. A pessoa se torna tão culpada Estou fazendo certo ou não?
Que ela em vez de ir a diante Busco por luz, por iluminação,
Em grande escuridão estará mergulhada E só encontro bruta escuridão.
O passado se torna o mais importante... 27. Mesmo as luzes que antes havia
8. Arrependimento, este é o negativo. Tanta coisa e não sei mais nada.
O positivo é se voltar para o futuro. Não estão mais, pois eu sabia
Tomar nota não sendo repetitivo, Esta viagem religiosa é absurda,
Sentir-se triste, por ter sido duro 28. Melhor seria viver no mundo por inteiro,
9. Sentir-se alegre porque não fará mais. Viver no mercado, conquistar, obter
Isto é sentido simultaneamente. Curtir o poder, o sexo, dinheiro,
Livre do passado e da culpa de trás, Perdi tudo isso?? E o meu SER?
Uma nova situação bem na frente. 29. Qual é o resultado? Para o SER?
10. Quando este vale é experimentado, Acontece este momento de desilusão.
Já se está consciente suficientemente Se houver dúvidas e se proteger
Para não se cometer os erros do passado. Perde-se o mistério da escuridão.
Não haverá repetições do inconsciente. 30. A luz é bela, mais ainda a escuridão.
11. O terceiro é o Vale dos Obstáculos. O positivo é confiar, entregar, aceitar,
Podem-se ver quatro dificuldades, Relaxar, receber. Com amor no coração.
Como se fossem, espetáculos Aqui está o orgasmo, o profundo realizar
Na busca de nossas verdades. 31. O quinto é o Vale dos Trovões
12. O mundo tentador fascinante, Entra-se no inconsciente coletivo,
As pessoas querem ter coisas caras A individualidade se vai, os grilhões.
O mundo é muito luxuriante Como se pode estar vivo?
Poder, prestígio, boa conta bancária 32. Um grande medo na tela,
13. O que sobra para o espírito? A escuridão é mais densa
As coisas do mundo material Vai se desaparecendo nela
São boas têm o seu mérito, Uma grande sensação tensa
Mas e a dimensão essencial? 33. O negativo aqui é o apego ao eu.
14. Todos os desejos, toda a energia Relaxar no não eu é o positivo aqui
Devem ser colocados na consciência. Neste vale a pessoa ainda não morreu
Um só desejo, o de harmonia É só o balançar da idéia de si
Uma só busca, a da transcendência 34. O Vale do Abismo, é o sexto neste cais.
15. Com as pessoas há o apego em si Desaparece-se, a morte aconteceu,
Esteja com seus queridos,
8
Morre-se como pessoa, não é mais. A moral do mundo histérico
Grande dor do não ser, o ser morreu Considera-o impertinente
35. A pessoa é e não é, a idéia cresce. 13. Além disso, nossos tolos homens
Paradoxo no ápice supremo. Que se intitulam de "sábios"
Uma nova idéia de “Eu” aparece. Não pertencem ao "homo sapiens"
Um desaparecer extremo Só escutam o que sai dos lábios
36. O negativo aqui é se lamuriar 14. Tornando impossível manter
O positivo uma profunda gratidão. Esta sabedoria preciosa viva
No abismo deste profundo mar As práticas deste saber,
Só mesmo com muita aceitação Já não fluem em nossa vida.
37. O sétimo é o Vale dos Hinos, vivo!
Ou o grande vale da ressurreição, Os desejos e o coração
Não há positivo nem negativo.
A pessoa é a própria. Um é um, então 1. Há dois estados da mente
38. A unidade foi alcançada. Um é instável - o que pensa
Uma grande celebração. O outro é calmo - o que sente
O supremo orgasmo, nesta estrada Duas formas: relaxada ou tensa
Só mesmo cantando uma canção 2. A mente comum é pensativa
Por causa dos ventos do desejo
No lago uma agitação ativa
Golo Ka Ja Hara
"Eu quero tudo que vejo".
4 de junho de 2006
3. Um fogo interno para tornar-se
Baseado no livro do Osho:
O desejo da conquista
“Sufis The People of the Path - Vol2”
Como sair desse impasse?
Rajneesh Foundation International
Procura-se uma boa pista!
Ma Yoga Laxmi - 1980.
4. Sem desejos não há ventos
Acalma-se o lago
A experiência tântrica Caem os pensamentos
O coração é o mago.
5. Os iluminados ensinam a verdade
1. Uma das maiores visões, Que é apenas uma compreensão
Já sonhadas pelo ser humano. A causa raiz da insanidade
Uma das grandes percepções É o desejo; o grande vilão
Já alcançadas neste plano. 6. Todo pensamento é doentio
2. Uma verdadeira religião, Não se descansa neste estado
Que respeita o indivíduo. Para se boiar neste rio
Sua expansão e liberação, Só mesmo estando relaxado
Um único enfoque assíduo. 7. A experiência do êxtase só acontece
3. Para haver uma ligação Se os pensamentos forem abandonados
Com o seu interior e além Se nenhum desejo permanece
Expandir para o supremo Os sentimentos brilham maravilhados
Fronteiras? Fique sem! 8. Compreenda o desejar
4. Ser um só com a existência Aceite o que você é.
O indivíduo é o próprio universo Não há o que melhorar
Expansão cósmica da consciência Nem é preciso ter fé
Isto é o TANTRA todo imerso 9. Mas toda esta sociedade
5. A experiência tântrica não é Estas pessoas, esta multidão
Repressiva ou indulgente Estimulam a saciedade
Só meditação que dá pé Sem haver meditação
Para que o TANTRA vá em frente 10. Desde a mais tenra infância
6. Para conhecer algo do TANTRA A você é ensinada a ambição
Fique em silêncio e permaneça atento O caminho da ganância
Não é preciso nenhum mantra Criando a sua escravidão
Cuidado! Indulgência pode ser seu intento 11. Os pais, dos filhos querem
7. Atrás do nome do TANTRA O poder, o dinheiro, a fama
O sexo tem sido vendido Que alguma coisa se tornem
O sexo se torna um Yantra Que façam uma boa cama
No TANTRA o sexo é escondido 12. Por boa parte desta vida
8. Sexo tântrico não é sexo É ensinada a ambição
No TANTRA ele é meditação Como ser o primeiro da fila
Fazer amor só com nexo Deve-se ser um campeão
Só então há transformação 13. A mente então programada
9. Do sexo você vai além Torna-se neurótica, desejosa
No corpo você é alguém Ao invés de uma bela jornada
Na mente não há ninguém A vida se torna horrorosa
Orgasmo, êxtase você tem 14. Fica-se no pensamento
10. O TANTRA desenvolveu técnicas Não se vivem as experiências
Para o coito sem ejaculação Nunca se está no momento
Até hoje, as mentes céticas, Dormem as consciências
Não tem a compreensão. 15. O Tantra é revolucionário
11. O TANTRA é muito corajoso O artificial vai embora
Com suas práticas, uma rede se formou. É um caminho libertário
Estabelecendo um universo amoroso Vai pra dentro, não pra fora
Mas depois que esta rede se quebrou 16. O sexo sem ejaculação
12. O TANTRA ficou esotérico É um caminho corajoso
É difícil falar dele abertamente

9
De difícil aceitação 4. A segunda é analisar
É preciso entrar no gozo Mas só depois da primeira
17. Para que a mente se vá Não se deve misturar
E o coração se enriqueça Disseque toda coisa inteira.
Os desejos devem parar 5. Veja bem todas as partes
Antes que o dia anoiteça Como a coisa funciona
As complexidades das artes
Goloka 8/2/2006 A compreensão vem à tona
Terê – nowhere 6. Terceira, a escolha da alma!
Daquilo que traz mais luz
Êxtase, silêncio e calma
OS QUATRO CORPOS (KAYAS) Tudo de bom que seduz
7. E a quarta é: Descarte!
1. Atisha e seus corpos de percepção As ansiedades e tensões.
Muito significante teorema Isto é mais do que uma arte
Dharmakaya: o primeiro em ação O ápice das quatro provisões.
O corpo puro da lei suprema 8. Para trazer qualquer situação
2. A lei suprema – tudo é vazio A este caminho rapidamente
E crescer é sair de maya Junte a isto a arte da meditação.
Deixe este insight ser o fio Ficando alerta, saindo da mente
Que te liga a dharmakaya 9. Lembre-se que qualquer situação
3. A vida é vazia, como é a morte Torna-se uma boa oportunidade
Todos os fenômenos são vazios Para se praticar a arte da meditação.
Tudo passa, esta é a nossa sorte E alcançar a espiritual maturidade
Material de sonho nestes rios 10. Se alguém te insulta, te agride..
4. Insultos, como pode haver? Fique alerta...não veja a pessoa
Como se pode existir dor? A tendência é arranjar um revide
Isto é preciso compreender E isto não é uma coisa boa
Que o vazio é o condutor 11. Aí você perde o grande passo.
5. Deixe que este corpo cresça Qualquer que seja a situação
E que à sua volta ele se expanda Boa ou má, sucesso ou fracasso
Ele o protegerá de sua cabeça Use-a para a sua meditação
E o envolverá em uma ciranda 12. Qualquer acontecimento
6. Nirmankaya é o segundo Não perca nem um instante,
Quando surge a compaixão Fique presente...no momento
Vem nascendo lá do fundo Errar é uma coisa cessante
Chama-se corpo da criação 13. Meditativamente agindo
7. Cultivada, é do ego Os erros desaparecem
O caráter se anuncia A vida é coroada fluindo
Uma virtude de cego As consciências se aquecem
Só do não-ego se cria
8. No início ela é parcial AS CINCO FORÇAS
Causada pelo sofrimento
Dos outros, ela é condicional 1. Há cinco forças concisas
Temporário sentimento A primeira intensidade,
9. Daí, o terceiro se cristaliza Seja total em todas as coisas
Sambhogkaya é a bem aventurança Pra ser a luz da verdade
Que neste corpo se realiza 2. Realizar o mistério supremo
Oceânica compaixão nesta dança O maior êxtase de estar vivo
10. Swabhavakaya é o quarto Faça tudo ao seu ótimo
O corpo da suprema natureza Mergulhe totalmente, seja ativo
De espontaneidade ele é farto 3. Se você dança, dance totalmente
O ser mais profundo, sua beleza De forma que não haja o dançarino
11. Todas as distinções desaparecem Amando – ame tão perdidamente
Transcendida a dualidade Ouça o som dos badalares do sino
Bom/Mau, céu/inferno fenecem 4. Segurar-se com um pé atrás
O corpo existencial é a realidade É convidar o cantor, o amante
12. Todo buscador da verdade O ego de um dos dez mais
Precisa passar por este caminho Não pode mais ser mutante.
Pelos quatro corpos e sua realidade. 5. A totalidade transforma
E isto só é conseguido sozinho. A cem graus vem o vapor
O extraordinário em forma
AS QUATRO PROVISÕES Do êxtase do interior
6. A força da familiarização
1. Como alcançar isto? Dedique-se ao que quer ser
Existem quatro provisões. Pratique toda a função
Um meio excelente, eu insisto Só assim você vai poder
São subjetivas estas ações. 7. Viver as ‘gestalts’ à sua volta
2. A primeira é observar Se quiser outra coisa fazer?
Sem avaliação, observe tudo É preciso uma boa revolta
Devem-se situações aproveitar Para recriar o viver
Toda oportunidade é um estudo 8. Embeber-se daquilo mais e mais
3. Não é uma questão do objeto Que você quer para a sua vida
Mas um crescer da observação E abandonar – deixar para trás
Um testemunhar mais direto Não usar mais, não dar guarida
De tudo! Em toda a sua extensão

10
9. “Sementes brancas” -- uma transformação Dos catorze aos dezoito anos se houver sexo a lei é dura
Abandone tudo que é negro, obscuro Os juízes e promotores da escravidão controlam o coito
Raiva, ciúme, possessividade, dominação... 11. As pessoas mais inteligentes são as mais sexuais
Observe e absorva no seu coração puro. A energia do amor é a mesma da inteligência
10. As sementes brancas são o amor a compaixão, A kundalini fluindo traz às pessoas a paz
O serviço, a sinceridade, a sensibilidade, Esta é a verdadeira energia da consciência
A consciência, a responsabilidade, a atenção, 12. As pessoas estão no máximo quando elas amam
Estas são as sementes puras da verdade Elas ficam no mínimo, quando o amor é proibido
11. A quarta força -- a reprovação... Elas ficam estúpidas, ignorantes e se alienam
Abandone pensamentos ego-orientado... Elas podem ser facilmente enganadas sem a libido
Saia da ‘viagem do ego’ com determinação 13. Começam a pensar em outras vidas
Tudo que é uma ego-trip, ego-processado Não vivem mais aqui e agora
12. Você sabe, todos sabem quando há arrogância. As coisas boas não são permitidas
Mesmo se conectar um pouco ao ego é perigoso Desta vida reprimida elas querem ir embora
Porque estar nele, dá energia à sua ganância 14. O Tantra diz que esta é a única vida
Corte a cabeça dele, tire este veneno danoso. As outras vidas estão escondidas aqui
13. A quinta força -- dedicação a toda virtude, Aventuras e explorações ousadas é a saída
Ao bem dos outros... A tudo que for bom Viver intensamente esta viagem em si
Se acontecer a você, compartilhe com atitude 15. Os padres e os políticos são a máfia
Se o amor acontece compartilhe-o, dê seu tom A grande conspiração contra a humanidade,
14. Se não encontrar pessoas para compartilhar, Eles se dizem servidores públicos, é falácia
Compartilhe com as árvores, com a natureza Eles são os destruidores da vivacidade
Mais disto você terá, quanto mais você doar. 16. Uma pessoa infeliz sexualmente é confusa
Esta é a última força de extrema beleza. Não possui grande auto-estima
15. Estas forças são significantes se você atua Ela se sente culpada, desvalorizada, oclusa
Agir é fundamental, não só contemplar Ela depende dos outros é uma vítima
Elas são impotentes sem a ação que flua 17. A alienação em relação à intimidade
Saia do ego falso, através da arte de meditar. É para as pessoas não caminharem atadas
Os pais não abraçam os filhos com medo da sexualidade
Swami Anand Goloka As pessoas estão em caixas classificadas
Inspirado na leitura do Livro da Sabedoria 18. As pregações contra a sexualidade
Nowhere – terê 13/10/2006 Baseadas em que não há nada no amor mundano
The Book of Wisdom E que só o amor divino liberta na verdade
Chapter#5 Sowing White seeds É o truque ensinado neste mundo insano
Sobre os discursos do místico indiano Osho 19. O amor é estreitado, condicionado
Você só pode amar sua mulher ou marido
TABU SEXUAL O amor verdadeiro é um fenômeno raro
Ele é amplo, é liberto, é expansivo, tudo é querido
1. O sexo tem sido um tabu 20. O Tantra transforma o sexo na superconsciência
Em todas as sociedades Não há amor menor ou maior no ser humano
A idiótica proibição do nu O sexo é o fluxo natural da inteligência
E a discriminação das idades Colocá-lo em um plano inferior é insano
2. O sexo é um instinto poderoso 21. O sexo tem sido envenenado, poluído
A mais motivadora energia. O Tantra ensina o processo de purificação
Considerado um crime doloso Afortunadamente o sexo não pode ser destruído
Foi perdendo toda a alegria A mensagem do Tantra é uma revolução
3. Os políticos, sacerdotes, estes parias 22. Reclame sua liberdade sexual total
Padres, rabinos, pastores, Reclame sua liberdade para amar
Mullahs e Shankaracharyas, Reclame sua liberdade para ser normal
Com os imbecis legisladores Reclame sua liberdade para gozar
4. Conspiram contra a liberdade 23. A vida é um grande mistério
São profetas da escravidão A vida é um êxtase, um orgasmo
Não querem saber da verdade A vida é uma benção sem critério
Só querem o poder na mão Nesta vida eu estou sempre pasmo
5. O poder sobre as pessoas
O poder de escravizar Swami Anand Goloka
Querem usar as coroas Brasília, 2002
E sobre os outros reinar
6. Na vida, o sexo é a energia pura SEXO, AMOR E COMPAIXÃO
Ele é naturalmente incontrolável
Toda repressão sexual é escravatura
Tornando o ser humano dominável
7. O ser humano só pode ser livre
Se tiver sua liberdade sexual
O ser humano hoje não vive
Por que viver se tornou ilegal
8. Nós não estamos dando o amor,
A necessária nutrição energética
Para as crianças, estes seres em flor
Esta é uma situação patética 1. Amor de nível inferior é sexo
9. Abraçar, beijar, acarinhar Este amor é físico – totalmente
São expressões naturais dedicadas O amor real para ter nexo
A aceitar, precisar e amar. É a germinação do sexo semente
As crianças se sentem valorizadas 2. Entre o sexo e a compaixão
10. Aos catorze anos a criança é sexualmente madura Está o amor por inteiro
A energia sexual atinge seu clímax aos dezoito

11
Com alguma meditação 3. O reino de Ishtar não depende do homem
Começa a surgir no canteiro Ela integra todos os aspectos da feminilidade
3. Se o alerta, o meditar for total Ela é a mãe, a filha, a esposa, a amante e a virgem.
O sexo vira compaixão A deusa da guerra, da justiça, da cura, do amor e da
Isto é mais que genial sexualidade
É uma sagrada revolução 4. Ishtar dos lábios doces e de extrema beleza
4. O sexo é a semente Sabe ter e trazer muito prazer no amor
O amor é a flor A atividade sexual com mestria é sua natureza
Quando bem presente O poder de ovular e alcançar o orgasmo maior
Bem além do amor 5. Ishtar tem os poderes da criação
5. Surge a compaixão O governo divino, a profecia e o desejo
Que é o perfume O poder da cura é também sua feição
Sexo mais meditação Ela é Vênus, a estrela da tarde que eu vejo
Isto tudo os une. 6. Reze para a Deusa, a mais completa
A amante das pessoas, a maior de Igigi
Reze para Ishtar, de amor a mais repleta
POEMA VIVO Reverenciemos a rainha das mulheres, a maior de Igigi
7. Ela é vestida de prazer e de amor carnal
1. A vida é um poema Ela é nutrida de vitalidade, de charme e de voluptuosidade
Um encontro com a magia Ishtar é coberta de amor e prazer sexual
Só pode valer a pena Sua nutrição é de vida, elegância e amorosidade
Esta antropofagia 8. Nos lábios ela é doce; a vida é sua boca, não esqueça.
2. Trazendo um encanto Quando ela aparece o regozijo é pleno
Nos olhos uma luz Ela é gloriosa; véus são jogados sobre sua cabeça
Enquanto eu me espanto Sua figura é bela; seus olhos brilhantes, seu sorriso ameno
Sua aura me seduz 9. A deusa – com ela há uma confraria
3. Parece estar ligada O destino de tudo ela tem em suas mãos
Em antiga sapiência Com o seu olhar é criada a alegria
No TANTRA interessada O poder, a magnificência, a deidade e o espírito guardiões
Na arte e na ciência 10. Ela disputa, ela dá oferendas à compaixão e à amizade
4. É viva esta ponte Ao lado de acordos ela verdadeiramente possui
É um poema vivo Ela protege a escrava, a mãe, a garota de tenra idade
Seu nome é uma fonte Ela é chamada; entre as mulheres seu nome se intui
Para o amor ativo 11. Quem – à sua grandeza quem pode ser igual?
5. O TANTRA me ensinou Fortes, exaltados, esplêndidos são seus decretos
A estar mais atento Ishtar - à sua beleza quem pode ser leal?
De como eu estou Energéticos, sábios, perfeitos são seus vetos
Momento a momento 12. Ela é vista entre os deuses; extraordinária é sua presença
6. Com esta bela visão Respeitada em sua palavra; sobre eles, ela é o tema.
Eu venho aprendendo Ishtar entre os deuses; fascinante, ela é intensa.
Ela é pura meditação Indiscutida é sua ordem; sobre eles, ela é suprema.
O sexo compreendendo 13. Ela é sua rainha; seus comandos são executados
7. O TANTRA é feminino Todos eles se curvam diante dela
Entrega e aceitação Eles recebem sua luz, são afetados
Conhecimento fino Mulheres e homens realmente reverenciam ela
Da não ejaculação 14. Em sua assembléia sua palavra é poderosa
8. As mulheres são as mestras Diante de seu Rei Anum ela os apóia
Desta bela ciência e arte Eles conferenciam juntos de forma amorosa
Elas só não sabem que são destras Ela descansa em inteligência, clareza e sabedoria
Para do TANTRA fazer parte 15. Realmente eles ocupam o trono como pares.
9. Os homens são sexualmente No quarto divino, o encontro de alegria de vida.
Das mulheres dependentes Diante deles os deuses tomam seus lugares.
Comportam-se normalmente Para suas alturas a atenção deles é dirigida.
Como se fossem pretendentes 16. A favorita e o rei, amados dos seus corações
10. As fêmeas são sedutoras As oferendas magnificentes de seus puros sacrifícios
Para serem seduzidas Ammiditana, como as ofertas puras de suas mãos
Elas são as domadoras, Traz diante deles bois gordos e gazelas, seus ofícios.
Para serem possuídas 17. Consorte de Anum, ela está feliz com dhyana
11. A única forma de obter Uma vida duradoura, uma longa vida.
O êxtase deste saber Muitos anos de vivência, para Ammiditana.
É estar pronto para aprender Ela tem ofertado, para se doar, Ishtar está decidida
O que o TANTRA quer dizer 18. Por suas ordens, a ele, ela se sujeitou
Aos seus pés estão as quatro regiões do mundo
Swami Anand Goloka E o todo de todas as pessoas imperou
Brasília, 2003 Ela decidiu liga-los ao seu destino fecundo

ISHTAR A DEUSA DA BABILÔNIA

1. A Deusa Ishtar
Aquela que traz luz
A que sabe amar
Da Babilônia, seu consorte é Tammuz
2. Maior que as montanhas eu sou,
A Imperatriz dos Deuses eu sou,
A Rainha do céu eu sou,
A Amante da Terra eu sou.
12

Você também pode gostar