Você está na página 1de 3

1-Leia o poema "Poesia", de Carlos Drummond de Andrade, para responder à questão 1: "Gastei uma hora

pensando em um verso/ que a pena não quer escrever./ No entanto ele está cá dentro/ inquieto, vivo./ Ele está
cá dentro/ e não quer sair./ Mas a poesia deste momento/ inunda minha vida inteira." Que função de
linguagem se destaca no poema?

a)Fática b)Metalinguística c)Conativa d)Emotiva e)poética

2-Em qual das opções a seguir temos um exemplo de função fática:

"Naturalmente, os homens não são nem reis nem escravos. Ao nascer, só trazem sua nudez, expressão
mesma de suas carências. (Nilda Teves Ferreira)

a)Você é nosso convidado especial! Não deixe de participar!

b)FONEMA é a menor unidade sonora de uma palavra; LETRA é a menor unidade gráfica de uma palavra.

c)"Eu te amo e vou gritar pra todo mundo ouvir" (Roupa Nova)

d)Alô? Você está me ouvindo?

3-"Uma palavra, outra mais, e eis um verso/ Doze sílabas a dizer coisa nenhuma./ Esforço, limo, devaneio e não
impeço/ Que este quarteto seja inútil como a espuma." (Antonio Carlos Secchin) No poema, evidenciam-se
duas funções linguagem:

a)Metalinguística e Poética b)Fática e Emotiva c)Metalinguística e Conativa d)Emotiva e Poética

e)Referencial e Metalinguística

4-Assinale a alternativa em que o(s) termo(s) em negrito do fragmento citado NÃO contém (êm) traço(s) da
função emotiva da linguagem.

a) Os poemas (infelizmente!) não estão nos rótulos de embalagens nem junto aos frascos de remédio.

b) A leitura ganha contornos de “cobaia de laboratório” quando sai de sua significação e cai no ambiente
artificial e na situação inventada.

c) Outras leituras significativas são o rótulo de um produto que se vai comprar, os preços do bem de consumo,
o tíquete do cinema, as placas do ponto de ônibus (...)

d) Ler e escrever são condutas da vida em sociedade. Não são ratinhos mortos (...) prontinhos para ser
desmontados e montados, picadinhos (...)

5-Identifique a frase em que a função da linguagem predominante é a função referencial.

a) Siga o meu exemplo. Você se sentirá melhor! b) Estou muito animada com o meu novo emprego.

c) Existem três acentos gráficos na língua portuguesa. d) Sim... Sei… Estou ouvindo, claro.

6-Indique quais as funções da linguagem presentes nas seguintes frases.

a) Alô? Alô? b) 1995 foi um ano muito difícil para mim. c) Que ódio! Que raiva!

d) Claro! Não é mesmo


1-"Muito bom aquele encanador. Colocou em nossa casa vários canos furados.". Esta frase trata-se de qual tipo
de figura de linguagem?

a)Metonímia b)Ironia c)Indireta d)Antítese

2-A figura de linguagem que ocorre no trecho "A voz áspera daquele cantor nos fazia ter vontade de morrer"
ocorre em qual outro destes?

a)Aquela melodia era música nos meus ouvidos. b)Sentia o cheiro bom das flores.

c)Cada vez que ela chegava perto, sentia o cheiro doce daquele perfume horrível.

d)Todos podiam ver como ela era parecida com sua vizinha.

3-"É como mergulhar num rio e não se molhar" (Skank); "Tristeza não tem fim, felicidade sim" (Vinícius de
Moraes). As frases acimas são exemplos de:

a)Antítese e Zeugma b)Paradoxo e Paradoxo c)Paradoxo e Antítese d)Antítese e Antítese

e)Zeugma e Paradoxo

4-"O rato roeu a roupa do rei de Roma". Qual é a figura de linguagem desta frase?

a)Aliteração b)Gradação c)Onomatopeia d)Anáfora

5-

I. "À custa de muitos trabalhos, de muitas fadigas, e sobretudo de muita paciência..."

II. "... se se queria que estivesse sério, desatava a rir..."

III. "... parece que uma mola oculta o impelia..."

IV. "... e isto (...) dava em resultado a mais refinada má-criação que se pode imaginar."

Quanto às figuras de linguagem, há neles, respectivamente,

a) gradação, antítese, comparação e hipérbole b) hipérbole, paradoxo, metáfora e gradação

c) hipérbole, antítese, comparação e paradoxo d) gradação, antítese, metáfora e hipérbole

e) gradação, paradoxo, comparação e hipérbole

6-A catacrese, figura que se observa na frase “Montou o cavalo no burro bravo”, ocorre em:

a) Os tempos mudaram, no devagar depressa do tempo.

b) Última flor do Lácio, inculta e bela, és a um tempo esplendor e sepultura.

c) Apressadamente, todos embarcaram no trem.

d) Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal. e) Amanheceu, a luz tem cheiro.
1- (Banco do Brasil) Opção que preenche corretamente as lacunas: O gerente dirigiu-se ___ sua sala e pôs-se
___ falar ___ todas as pessoas convocadas.

a) à - à – à b) a - à – à c) à - a – a d) a - a – à e) à - a – à

2- (Cesgranrio-RJ) Assinale a frase em que à ou às está mal empregado.

a) Amores à vista. b) Referi-me às sem-razões do amor. c) Desobedeci às limitações sentimentais.

d) Estava meu coração à mercê das paixões. e) Submeteram o amor à provações difíceis.

3-(FEI - 1995) Assinalar a alternativa que preenche corretamente as lacunas das seguintes orações:

I. Precisa falar ___ cerca de três mil operários.

II. Daqui ___ alguns anos tudo estará mudado.

III. ___ dias está desaparecido.

IV. Vindos de locais distantes, todos chegaram ___ tempo ___ reunião.

a) a - a - há - a – à b) à - a - a - há – a c) a - à - a - a – há d) há - a - à - a – a e) a - há - a - à – a.

4-DETRAN/RN – 2010 – FGV) 7 - Assinale a alternativa em que está correto o uso do acento indicativo de crase:

a) O autor se comparou à alguém que tem boa memória.


b) Ele se referiu às pessoas de boa memória.
c) As pessoas aludem à uma causa específica.
d) Ele passou a ser entendido à partir de suas reflexões sobre a memória.
e) Os livros foram entregues à ele.

5-(FASP - Faculdade São Francisco de Cajazeiras) Assinale a alternativa com erro de crase:

a) nenhuma das alternativas está errada.


b) Você já esteve em Roma? Eu irei à Roma logo.
c) Fui à Lisboa de meus avós, pois gosto da Lisboa de meus avós.
d) Já não agrada ir à Brasília. A gasolina…
e) Refiro-me à Roma antiga, na qual viveu César

6-(FESP - Faculdade de Engenharia de São Paulo) Refiro-me ___ atitudes de adultos que, na verdade, levam as
moças ___ rebeldia insensata e ___ uma fuga insensata.

a) às - à – à b) as - à – à c) às - à – a d) à - a – a e) à - a - à