Você está na página 1de 3

Endereço da página:

https://novaescola.org.br/conteudo/16052/alfabetizacao-9-planos-de-aula-para-
diagnostico-no-1-ano

Publicado em NOVA ESCOLA 07 de Março | 2019

Seleção NOVA ESCOLA

Alfabetização: 9 planos de aula


para diagnóstico no 1º ano
Confira atividades para checar como anda a escrita espontânea de seus
alunos e o que eles sabem sobre sílabas
Laís Semis

Crédito: Getty Images

A proposta da sondagem inicial (também chamada de diagnóstico) é entender o que a turma já sabe
sobre os conteúdos para que o professor consiga identificar pontos de partida do que será ensinado
sobre o tópico. Na Alfabetização, o diagnóstico costuma explorar a produção espontânea da escrita
dos alunos e a observação das relações que eles estabelecem entre a escrita e os elementos sonoros
(sílabas, fonemas, partes de palavras).

LEIA MAIS 5 princípios para a hora de pensar numa sondagem na alfabetização

Para tal, é necessário propor atividades que equilibrem conhecimentos que elas já possuem e desafios.
Ou seja: a atividade não pode ser tão fácil a ponto de o professor não ser capaz de identificar o que a
turma não sabe sobre o conteúdo e nem tão difícil a ponto de as crianças não conseguirem realizá-las.
Para te auxiliar no diagnóstico da turma do 1º ano, selecionamos 9 planos de aula alinhados à Base
Nacional Comum Curricular (BNCC) que exploram sílabas e escrita espontânea. Os conteúdos estão
organizados em três conjuntos de planos de aula para serem usados em sequência a fim de obter um
diagnóstico mais preciso dos alunos.

Sequência 1 - Para investigar sílabas e palavras com cantigas de roda


Esta sequência de três planos de aulas trabalha com duas habilidades da BNCC: a de relacionar sílabas,
fonemas, partes de palavras com sua representação escrita e a de comparar palavras, identificando
semelhanças e diferenças entre sons de sílabas iniciais, mediais e finais.

1. Sílabas e mais sílabas… Tantas palavras


Sabemos que os alunos que chegam da Educação Infantil para o Ensino Fundamental ainda estão se
acostumando com a nova dinâmica, em que as brincadeiras ao ar livre e os cantinhos dão lugar às
salas de aula com carteiras enfileiradas. Mas e se você pudesse trazer um pouco do universo das
brincadeiras para diagnosticar a turma? Esta é a proposta do plano de aula “Sílabas e mais sílabas…
Tantas palavras”. A ideia é usar o repertório da turma sobre cantigas de roda para construir uma lista
com os nomes das cantigas conhecidas, localizar palavras e refletir sobre a escrita a partir das sílabas.
Clique aqui para iniciar essa sequência!

2. Palavras dentro de outras palavras


Para continuar a investigação sobre as sílabas em cantigas de roda, o plano se utiliza da cantiga “Da
abóbora faz melão” para mostrar a relação entre sons e escrita e também encontrar palavras
“escondidas” dentro de outras palavras (como “mel” em “melão”). Além das cantigas, a atividade
também propõe a construção de uma lista de palavras que são também partes de outras palavras
(como “pião” e “escorpião” ou “jornal” e “jornaleiro”) e a reflexão das sílabas que as compõem. Você
pode acessar a segunda parte dessa sequência neste link.

3. As sílabas por dentro das palavras


O terceiro plano de aula da sequência possui um enfoque maior nas sílabas e construção das palavras.
A proposta também se utiliza das cantigas conhecidas da turma para se aprofundar no tema. É possível
utilizar, por exemplo, vídeos de canções infantis que tenham legendas que indiquem as sílabas a serem
cantadas com a música (aquelas bolinhas que percorrem as sílabas, como no vídeo abaixo) para que
as crianças visualizem as relações entre sons e sílabas. Um vídeo que é sucesso entre a criançada e
pode ser usado para a atividade é a versão da “Galinha Pintadinha” para a música “Sambalelê”. Quer
saber o passo a passo do plano de aula “As sílabas por dentro das palavras”? Confira aqui.

Vídeo: https://www.youtube.com/embed/zKOubVELVNw

Sequência 2 - Para relacionar sons e escrita com bingo e parlendas

Bem como a sequência 1, esta sequência propõe relacionar elementos sonoros com sua representação
escrita e comparar palavras, identificando semelhanças e diferenças entre sons de sílabas iniciais,
mediais e finais.

1. Bingo de sílabas iniciais


A exploração de sílabas e de palavras neste plano de aula é proposta a partir de um bingo. As crianças
recebem cartelas com figuras e suas palavras correspondentes e o professor sorteia algumas palavras.
Neste bingo, a turma não precisa ter em sua cartela a palavra correspondente à sorteada, mas
identificar aquela que possui a mesma sílaba inicial da palavra sorteada. Confira aqui o passo a passo
do plano de aula.

2. Composição de palavras a partir de sílabas


Animais costumam ser muito queridos pelas crianças dos primeiros anos do Fundamental. A proposta
deste plano de aula é justamente usá-los como objeto para o aprendizado. Usando sílabas fornecidas
pelo professor, o aluno deve compor o nome dos animais. A finalidade é desenvolver a consciência de
que as palavras são formadas por sílabas. Confira o plano de aula “Composição de palavras a partir de
sílabas”.

3. Montagem de uma parlenda a partir de suas sílabas


A terceira aula deste conjunto de planos de aula propõe uma atividade em dupla entre crianças com
hipótese de escrita próximas. As sílabas da parlenda “Minha mãe mandou” e outras populares são
divididas em cartas entregues às duplas com a finalidade de estabelecer relações entre elementos
sonoros e a respectiva escrita. A atividade consiste em reconstruir as letras. Acesse o plano de aula
aqui.

Sequência 3 - Para checar a escrita espontânea com personagens

A sequência dos próximos três planos de aula explora quatro habilidades da BNCC: a escrita,
espontânea ou por ditado, de forma alfabética; a observação de escritas convencionais, comparando-
as às suas produções escritas, percebendo semelhanças e diferenças; o reconhecimento do sistema de
escrita alfabética como representação dos sons da fala; e a identificação de fonemas e sua
representação por letras.

1. Escrita espontâneaA proposta é a escrita de uma lista feita a partir dos conhecimentos prévios da
classe sobre os personagens dos quadrinhos da Turma da Mônica. Em agrupamentos produtivos
(duplas), os alunos deverão adivinhar quem são os personagens a partir de características dadas pelo
professor (como, por exemplo, quem é a personagem comilona que usa vestido amarelo?) e registrar
por escrito suas respostas. A ideia é que durante a elaboração das escritas dos alunos, o professor
oriente por meio de reflexões que eles comparem e identifiquem aspectos sonoros e gráficos das
palavras, comparando e reformulando suas hipóteses. Veja aqui o passo a passo da proposta.

2. Comparando escrita espontânea com a escrita convencional


O segundo plano de aula da série é baseado na lista de personagens levantada pelos estudantes. Em
grupos, eles deverão relembrar o que foi escrito na lista e comparar as produções a partir de
perguntas levantadas pelo professor. A ideia é que as crianças façam suas reflexões sobre a língua
escrita comparando número de letras, letras que em comum que iniciam os nomes dos personagens,
sons diferentes que aparecem nas palavras e sílabas que se repetem nos diferentes nomes, por
exemplo. Acesse o plano de aula completo aqui.

3. Leitura de palavras com jogo da memória


Ainda usando os personagens da Turma da Mônica, o encerramento da sequência de planos de aula
propõe agora que a lista estudada vire um jogo da memória em que os nomes precisam formar par
com as ilustrações dos personagens. Com 24 pares de fichas e um trabalho de duplas, o objetivo do
jogo é juntar o maior número de pares de personagens e seus respectivos nomes. Para encerrar a
atividade, é proposta uma roda de conversa para mapear e compartilhar as principais descobertas das
duplas em relação à língua escrita. Clique aqui para conferir o conteúdo completo da aula.