Você está na página 1de 1

Quadro Sinótico de Obrigatoriedades das Demonstrações Contábeis

S/A- S/A- S/A-Capítal S/A- Ltda. Ltda.


Capítal Capítal
Obritatoriedade Capítal Fechado
Fechado Fechado
Aberto (GP) (PL-R) (PL-E) (GP) (PMP)
Escrituração contábil completa e de acordo
com a Lei 11.638/07 Sim Sim Sim Sim Sim Sim

BP Sim Sim Sim Sim Sim Sim

DRE/DRA (5) Sim Sim Sim Sim Sim Sim

DMPL Sim Sim Sim Sim Sim Sim (2)

DFC Sim Sim Não (1) Sim Sim Não

DVA Sim Não Não Não Não Não

Auditoria nas DC Sim Sim Não Não Sim Não

Publicação das DC Sim Sim Não Sim Não (3) Não

Adoção do IFRS (4) Sim Não Não Não Não Não

Sujeito às normas contábeis da CVM Sim Opcional Opcional Opcional Não Não

Sujeito às normas contábeis do CFC Sim Sim Sim Sim Sim Sim

Sujeito à fiscalização da CVM Sim Não Não Não Não Não

(1) S/A Capital Fechado fica dispensada da DFC quando PL na data do Balanço inferior a R$2.000.000,00
(2) Decreto 9.589/2018 - art. 286 - requer DLPA, que recomenda-se substituir pela DMPL, pois é mais completa
(3) Verificar se há Declaração de não GP(Administrador) e arquivamento na JUNTA COMERCIAL das Demonstrações Contábeis
(4) A Lei determina que a CVM deverá observar as normas internacionais de contabilidade
(5) DRA - variação no patrimônio líquido oriundo de transações que não sejam derivados com os sócios (não afetaram a DRE) -
condensadas na conta PL/ (-) Ajustes de Avaliação Patrimonial

GP - Grande Porte (Ativo Total R$240.000.000,00 ou Receita Bruta R$300.000.000,00)


PL-R - Patrimônio Líquido Reduzido (PL menor que R$1.000.000,00 e menos que 20 acionistas)
PL-E - Patrimônio Líquido Elevado (PL maior que R$2.000.000,00)
PMP - Pequeno e Médio Porte
ME - Micro Empresa = Receita Bruta até R$360.000,00
EPP - Empresa de Pequeno Porte = Receita Bruta de R$360.000,00 até R$4.800.000,00
EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Ltda.
EI - Empresa Individual = Nâo Há limite, exceto de optante pelo Lucro Presumido Receita Bruta até R$78.000.000,00
MEI - Micro Empreendedor Individual = Receita Bruta até R$81.000,00

Lei 10.406/2002 (Novo Código Civil), art. 1.179 – O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema
de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a
documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado econômico.

ITG 2000 (R1) de 12/12/2014 – ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL (NORMAS ESPECÍFICAS)


OBJETIVO - Esta Interpretação estabelece critérios e procedimentos a serem adotados pela entidade para a escrituração contábil
de seus fatos patrimoniais, por meio de qualquer processo, bem como a guarda e a manutenção da documentação e de arquivos
contábeis e a responsabilidade do profissional da contabilidade.

ALCANCE - Esta Interpretação deve ser adotada por todas as entidades, independente da natureza e do porte, na elaboração da
escrituração contábil, observadas as exigências da legislação e de outras normas aplicáveis, se houver.

Fudamentação Legal: Lei 6.404/79, 10.406/02, 11.638/07, 11.941/09, NBC ITG 2000 (R1)/2014 e Decreto 9.589/2018