Você está na página 1de 163

MODELAGEM PLANA

FEMININA
TÉCNICA DE CONSTRUÇÃO DO VESTUÁRIO

ROBERTTO DIAS
www.roberttodias.com.br
modelagemoda@gmail.com

Proibida a reprodução total ou parcial desta obra. Os infratores estarão sujeitos às penas da
Lei Nº 9.610 de 19 de Fevereiro de 1998
2

SUMÁRIO

Como tirar medidas...................................................................................................................004


Marcação do fio de urdume.......................................................................................................005
Saias...........................................................................................................................................009
Tabela de Medidas da Saia.........................................................................................................010
Saia Reta Clássica.......................................................................................................................011
Cós da Saia.................................................................................................................................016
Saia Reta Alfaiataria...................................................................................................................017
Saia Evasê..................................................................................................................................024
Saia Evasê – Primeira Técnica....................................................................................................025
Saia Evasê – Segunda Técnica....................................................................................................027
Saia em Panos............................................................................................................................031
Saia em Panos – Primeira Técnica..............................................................................................031
Saia em Panos – Segunda Técnica..............................................................................................034
Saia de Nesgas...........................................................................................................................037
Saia de Nesgas – Primeira Técnica..............................................................................................037
Saia de Nesgas – Segunda Técnica.............................................................................................043
Saia de Recortes Enviesados......................................................................................................046
Saia Reta na Frente e Godê Atrás...............................................................................................052
Saia Americana..........................................................................................................................057
Saias Godê.................................................................................................................................060
Saia Godê ¼ ...............................................................................................................................061
Saia Godê ½ ...............................................................................................................................063
Saia Godê Amplo........................................................................................................................066
Blusas........................................................................................................................................068
Tabela de Medidas da Blusa.......................................................................................................069
Blusa Sem Pence........................................................................................................................070
Transpasse do Botão..................................................................................................................076
Blusa com Pence........................................................................................................................079
Transposição da Pence..............................................................................................................083
Mangas......................................................................................................................................085
Manga Básica I...........................................................................................................................086
Manga Básica II..........................................................................................................................088
Manga Cabeça Baixa com Punho...............................................................................................090
Punho........................................................................................................................................091
Carcela.......................................................................................................................................092
Manga Sino................................................................................................................................093
Manga Presunto ou Princesa.....................................................................................................096
Manga Bufante..........................................................................................................................099
Manga Japonesa........................................................................................................................102
Manga Raglã..............................................................................................................................104
Manga Morcego........................................................................................................................107
Manga Duas Folhas....................................................................................................................109
Golas..........................................................................................................................................113
Gola Padre ou Oficial..................................................................................................................114
3

Gola com Colarinho ou Pé-de-Gola............................................................................................115


Gola Esporte..............................................................................................................................117
Gola Esporte Inteira...................................................................................................................119
Calças.........................................................................................................................................122
Tabela de Medidas de Calça.......................................................................................................123
Calça Básica...............................................................................................................................124
Cós da Calça...............................................................................................................................128
Vista Larga/Vista Estreita...........................................................................................................128
Calça com Pregas.......................................................................................................................129
Calça Pijama...............................................................................................................................131
Calça Pijama com Costura na Lateral.........................................................................................132
Calça Pijama sem Costura na Lateral..........................................................................................134
Saia Calça...................................................................................................................................139
Calça Flare.................................................................................................................................143
Calça Pantalona “Pata de Elefante”...........................................................................................146
Macacão....................................................................................................................................149
Diagrama do Macacão...............................................................................................................150
Transpasse da Vista do Macacão...............................................................................................152
Blaser Clássico...........................................................................................................................154
Tabela de Medidas do Blaser.....................................................................................................155
Marcação da Posição dos Bolsos e Pences.................................................................................159
Gola do Blaser............................................................................................................................161
4
5

MARCAÇÃO DO FIO DE URDUME

Um item muito importante, mas que, geralmente, passa "batido" no ensino de


modelagem é a marcação do fio de urdume.
Essa marcação é tão importante, para o caimento da peça, quanto as medidas, pois se
for anotada, incorretamente, no molde, a roupa torce e, muitas vezes, fica impossível
vestí-la.
Você já se pegou vestindo uma calça, cuja costura da perna insiste em ir para
frente ou para trás, ou uma blusa, que mesmo passada, a lateral fica sempre deslocada,
ou aquela manga, que puxa a linha do ombro para trás? São exemplos de marcações
incorretas do fio de urdume.
Lembre-se: todo molde parte de um retângulo, e todo tecido, em tese é um
retângulo. Então preste atenção: em toda extensão da lateral de todo tecido, seja ele
tecido plano ou de malha, há uma carreira de pontos menores. Essa carreira chama-
se ourela. O fio do tecido, que segue ao lado da ourela, ou paralelo, é o fio de urdume,
e é, exatamente, ele que, SEMPRE, deverá ser anotado no molde.
Outra coisa: o fio de urdume é permanente em seu local, jamais muda de lugar.
Não há fio de urdume perpendicular ou na diagonal, em relação à ourela. O que muda
de posição é SEMPRE, eu disse SEMPRE, o molde.
É por isso, que se diz corte "enviesado", quando o molde é posicionado à 45° em
relação à ourela, ou "contra o fio", quando ele é posicionado na perpendicular à ourela...
Achando meio "pesado" esse assunto? É, eu sei que é chato mesmo! Mas, veja as figuras
a seguir e você entenderá, que essa conversa, além de séria é muito divertida!!!
6
7
8
9

SAIAS
10

TABELA DE MEDIDAS

Manequim 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 56 58

Cintura 62 66 70 74 78 82 88 94 100 106 112 118


Quadril 88 92 96 100 104 108 114 120 126 132 138 144
*Altura do Quadril 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20
Comprimento da saia 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60

*Altura do quadril é variável, conforme a altura do manequim. Assim, siga essa sequência,
quanto à altura das modelos:

 Baixa: 18 cm
 Média: 20 cm
 Alta: 22 cm

Quando a modelo apresentar culote, marque a altura do quadril e marque a circunferência da


medida do quadril com a medida onde haja maior medida.
11

SAIA RETA CLÁSSICA

Trace um retângulo 1, 2, 3 e 4 onde:

 1 – 2/ 3 – 4 é a medida da altura da saia


 1 – 3/ 2 – 4 é a metade da medida do quadril + 0,5 cm
 Em seguida marque os pontos 5 e 6, que se encontram na metade de 1 – 3 e 2 – 4
 1 – 7 e 3 – 8 marque a medida da altura do quadril
12

 9 - 1 Marque ¼ da medida da circunferência da cintura mais 3 cm (medida da largura da


pence)
 O ponto 10 se encontra na metade de 1 -9
 Esquadre do ponto 10 para baixo e marque a altura da pence dianteira: 11 cm e divida
a medida da pence, 3 cm, nos dois lados
 11 – 3 Marque ¼ da medida da circunferência da cintura mais 4 cm (medida das larguras
das pences)
 12 – 3 Marque 1 cm, e trace uma curva suave até a altura do quadril
 O ponto 13 se encontra na metade de 12 – 13
 Esquadre o ponto 13 para baixo e marque a medida da pence traseira: 13 cm e divida a
medida da pence, 3 cm, nos dois lados
 Nos pontos 9 e 11, em linha de esquadro, suba 1 cm e encontre os pontos A e B. Em
seguida, em curva suave trace a linha da cintura
 A partir dos pontos A e B terminando no ponto X, trace a curva da linha do quadril.
13

 Destaque a parte dianteira (1 – 2 – 6 – x – A – 10 – C – 10 – 1) e aplique a margem de


costura necessária, na barra, na lateral e na linha da cintura
 Lembre-se, que o dianteiro é inteiro. Portanto, na linha do meio o molde deve ser
espelhado e não há acréscimo de costura.
14
15

 Destaque a parte traseira (12 – 8 - 4 – 6 – X –B – 13 – D – 13 - 12) e aplique a margem


de costura necessária, na barra, na lateral, na linha da cintura e no centro.
 Lembre-se, que o centro costas é o local onde será aplicado o zíper e há a abertura, a
partir da linha da barra. Portanto, a margem de costura deve ser maior.
16

CÓS DA SAIA

 Trace um retângulo, onde o comprimento é a medida da circunferência da cintura, mais


a medida do transpasse do abotoamento, mais a margem de costura, para o fechamento
do cós na lateral, e a altura é duas vezes a largura do cós, mais a margem de costura
para a fixação na saia.
Por exemplo, se a cintura da saia é de 70 cm e a largura do cós é de 4 cm. Então, o cós
terá 75m de comprimento e 10 cm de largura, porque 70 cm (medida da cintura) + 3 cm
(transpasse) + 2 cm (margem de costura) = 75 cm. Largura, 4 largura do cós X 2 = 8 cm +
2 cm (margem de costura) = 10 cm.

 Atenção, a marcação do fio de urdume dependerá da elasticidade do tecido.


Se tiver elasticidade no sentido da trama, o fio será marcado perpendicular à ourela,
conforme a figura, a seguir

Se não apresentar nenhum tipo de elasticidade, o fio de urdume será marcado paralelo
à ourela, conforme a imagem a seguir
17

SAIA RETA ALFAIATARIA

Trace um retângulo 1, 2, 3 e 4 onde:

 1 – 2/ 3 – 4 é a medida da altura da saia


 1 – 3/ 2 – 4 é a metade da medida do quadril + 0,5 cm
 1 – 5/ 3 – 6 marque a medida da altura do quadril
 1 – 7/ 2 – 8 marque a metade da medida de 1 – 3 e 2 – 4 , respectivamente

 1 – 9 marque a quarta parte da medida da cintura, mais a medida da pence dianteira


(3cm)
 3 – 3A marque 1 cm
 10A – 3A marque a quarta parte da medida da cintura, mais as medidas das pences
traseira (2cm cada uma)
 Em linha de esquadro suba nos pontos 9 e 10, a medida de 1,5cm e marque os pontos
9A e 10A, respectivamente
 Trace uma linha reta unindo os pontos X – 9 A – 1. Faça o mesmo ligando os pontos X –
10 A – 3 A
18

 11 – 9 A marque a terça parte da medida de 9 A – 1


 Marque a metade da medida da largura da pence dianteira nos lados do ponto 11.
 Em linha de esquadro no ponto 11, marque a altura da pence dianteira
 Divida em três partes iguais a linha 10 A – 3 A e marque os pontos 12 e 13
 Marque a metade da medida da largura das pences traseiras nos lados dos pontos 12 e
13.
 Em linha de esquadro nos pontos 12 e 13, marque as alturas correspondentes das
pences, 13cm para o ponto 12 e 15cm para o ponto 13
19

 Na parte dianteira, em linha curva suave, trace a linha da cintura (1 – 9 A) e a linha do


quadril (9 A – X). Lembre-se de marcar a pence, na largura e na altura
 Na parte traseira, em linha suave, trace a linha da cintura (3 A – 10 A) e a linha do quadril
(10 A – X). Lembre-se de marcar as pences na largura e altura.
 No centro costas, em curva suave, ligue os pontos 3 A – 6
20

 O molde da parte dianteira é inteiro. Dessa forma, espelhe o outro lado com as
mesmas anotações do lado oposto
21

 Lembre-se de anotar a margem de costura na linha da cintura, nas laterais e na


barra
22

 O fechamento desta saia é na parte de trás, assim o molde dessa peça é


recortado no centro costas. Dessa forma, copie em outra folha a outra parte,
para formar o par.
23

 Lembre-se de anotar a margem de costura na linha da cintura, nas laterais, no


centro costas e na barra
 Atenção: o centro costas é o local onde será aplicado o zíper e há a abertura, a
partir da linha da barra. Portanto, a margem de costura deve ser maior.
24

SAIA EVASÊ

Para desenvolver esse modelo, utilize a base da saia reta, ensinada, anteriormente. Você
pode utilizar quaisquer dos dois tipos, a “Saia Reta Clássica” ou a “Saia Reta Alfaiataria”, pois o
processo é o mesmo. A diferença está nas posições e no número de pences, apenas.
Há duas técnicas de obtenção do modelo de saia evasê, a primeira é com acréscimo nas
laterais, na linha da barra da saia, e a segunda com o fechamento da pence da cintura, com
transportando a abertura para a barra.
Há, ainda, uma terceira técnica, que é a junção das duas, abordadas aqui. No entanto,
por questões óbvias, parece-nos dispensável apresentá-la aqui.
25

SAIA EVASÊ – PRIMEIRA TÉCNICA

Utilize a base da saia reta, e faça as seguintes adaptações:


 Marque o ponto 1 na lateral na linha da barra
 Marque o ponto X na Altura do quadril
 Prolongue a linha da pence até a barra e anote o ponto 4
 De 2 – 1 marque a medida do evasê. Para esse tipo de modelo o aconselhável é
de 4cm a 5cm, para evitar um mau caimento na lateral da saia
 De 3 – 2 suba 1,5 cm
 Ligue os pontos 4 – 3 por uma curva harmoniosa
26

 Sobre outra folha refaça o contorno da saia


 Lembre-se, que o molde dianteiro é espelhado, a partir da linha do centro, e a
parte traseira é cortada duas vezes, formando um par.
 Utilize o cós da Saia Reta
27

SAIA EVASÊ – SEGUNDA TÉCNICA

Utilize a base da saia reta, e faça as seguintes adaptações:


 Na base das pences, dianteiro e traseiro, marque o ponto 1
 A partir do ponto 1 trace uma reta até a linha da barra, e marque o ponto 2
 Recorte o ponto 2 até o ponto 1
28

 Feche a pence e deixe, naturalmente, abrir na linha da barra


29

 Posicione o molde recortado sobre outra folha e faça as correções, conforme as


linhas pontilhadas
30

 Lembre-se, que o molde dianteiro é espelhado, a partir da linha do centro, e a


parte traseira é cortada duas vezes, formando um par.
 Utilize o cós da Saia Reta
31

SAIA EM PANOS

Este tipo de modelo de saia é dividido em vários recortes, chamados de “panos”, e o


número de panos é de acordo com a criatividade e vontade do modelista, quatro panos, seis
panos, oito panos, etc...
Em nosso exercício, iremos traçar o diagrama com seis panos, mas o processo, conforme
dissemos, é o mesmo com outros números de recortes.
Existem duas técnicas, para se traçar o molde dessa saia: a com o recorte, que sai da
linha da cintura, se ajusta na linha do quadril e se encerra na barra; e a do recorte, que sai da
barra e termina, diretamente, na linha barra.
Aqui, iremos abordar as duas técnicas.

SAIA EM PANOS COM JUSTE NA LINHA DO QUADRIL: PRIMEIRA TÉCNICA


Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:
 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da saia
 1 – 3 / 2 – 4 a medida da circunferência do quadril dividida pelo número de panos
(Exemplo: 96 dividido por 6 = 16)
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida da altura do quadril
32

 7 A – 7 Marque a metade da medida da cintura dividida pelo número de panos


 9 – 2 / 10 – 4 Marque a medida desejada do evasê da lateral, na linha da barra
 Meça a distância entre os pontos 5 – 2 e 6 – 4 e transfira essas medidas, para a
linhas 9 -5 e 10 – 6, respectivamente
 9 A – 5 / 10 A – 6 deve ter mesma medida de 5 – 2 / 6 – 4
33

Para obter o molde final:

 Ligue os pontos 7 A – 5 / 7 A – 6 em curva harmoniosa


 Ligue os pontos 5 – 9 A / 6 – 10 A em linha reta
 Ligue os pontos 9 A – 10 A em curva harmoniosa
 Lembre-se de acrescentar margem de costura nas laterais, na linha da
cintura e na linha da barra
34

SAIA EM PANOS SEM AJUSTE NA LINHA DO QUADRIL: SEGUNDA TÉCNICA


Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:
 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da saia
 1 – 3 / 2 – 4 a medida da circunferência do quadril dividida pelo número de panos
(Exemplo: 96 dividido por 6 = 16)
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida da altura do quadril
35

 7 A – 7 Marque a metade da medida da cintura dividida pelo número de panos


 9 – 2 / 10 – 4 Marque a medida desejada do evasê da lateral, na linha da barra
 Meça a distância entre os pontos 1 – 2 e 3 – 4 e transfira essas medidas, para a
linhas 9 -5 e 10 – 6, respectivamente
 9 A – 7 A / 10 A – 7 A deve ter a mesma medida de 1 – 2 / 3 – 4
36

Para obter o molde final:

 Ligue os pontos 7 A – 9 A / 7 A – 10 A em linha reta


 Ligue os pontos 9 A – 10 A em curva harmoniosa
 Lembre-se de acrescentar margem de costura nas laterais, na linha da
cintura e na linha da barra
37

SAIA DE NESGAS
Este modelo apresenta um volume, acrescido por um recorte, em forma triangular,
abaixo da linha do quadril.
Há duas maneiras de se desenvolver uma saia com nesgas: com a nesga traçada no
próprio recorte da saia, e a nesga recortada e costurada no recorte da saia.
Aqui, veremos as duas técnicas.

PRIMEIRA TÉCNICA: NESGA TRAÇADA NO PRÓPRIO RECORTE DA SAIA

Utilize a base da saia reta, para desenvolver o molde desse tipo de modelo.
 Trace uma linha reta, da base da pence, ponto 1, até a linha da barra, ponto 2,
nas partes dianteira e traseiro
 Recorte na linha marcada
38

 Recorte, também, o contorno das pences, conforme as figuras, abaixo


 Identifique as partes
39

 2 – B / 3 – B Marque a altura desejada da nesga


 2 – A / 3 - A Marque a largura desejada da nesga
 B – C Marque a mesma medida de B – 2 / B - 3
 Faça essas operações nas duas partes recortas da parte dianteira
 Neste modelo, especificamente, não há a inserção da nesga no meio dianteiro, ponto 4.
No entanto, se houver desejo de acrescentar mais volume à roda da saia, pode ser
inserida uma nesga nesse local, sem comprometer o caimento ou a beleza do modelo,
como foi feito na parte traseira.
40
41

 2 – B / 5 – B / 6 - B Marque a altura desejada da nesga


 2 – A / 5 – A / 6 -A Marque a largura desejada da nesga
 B – C Marque a mesma medida de B – 2 / B – 5 / B - 6
42

 Este modelo, apresenta a inserção de uma nesga no meio traseiro. No entanto, da


mesma forma, conforme pontuado, no desenvolvimento da parte dianteira, se desejar
pode-se excluir o volume do meio do traseiro.
 O mais indicado seria, se for acrescentar volume no meio dianteiro, também, acrescente
no meio traseiro. Se for suprimir o volume do meio dianteiro, exclua, também, o volume
do meio traseiro.
43

SEGUNDA TÉCNICA: NESGA RECORTADA E COSTURADA NO RECORTE DA SAIA

 Proceda da mesma forma, na utilização da base da saia reta e na marcação dos recortes.
 Trace uma linha reta, da base da pence, ponto 1, até a linha da barra, ponto 2, nas partes
dianteira e traseiro
 Recorte na linha marcada
44

 Recorte, também, o contorno das pences, conforme as figuras, abaixo


 Identifique as partes
 Marque a altura das nesgas e identifique-as com piques
45

 Trace uma reta e marque o ponto 1


 2 – 1 Marque a Altura da nesga
 3 – 2 / 4 – 2 Marque a metade da medida da nesga
 Ligue os pontos 3 e 4 ao ponto 1, por uma linha reta
 A – 1 / B – 1 é a mesma medida de 2 – 1
 Refaça a linha da barra, unindo os pontos A – B por uma curva harmoniosa
 Lembre-se de acrescentar margem de costura em toda extensão do molde
46

SAIA DE RECORTES ENVIESADOS


Trace a sequência da saia de panos com o número de 10 recortes.
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:
 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da saia
 1 – 3 / 2 – 4 a medida da circunferência do quadril dividida pelo número de panos
(Exemplo: 96 dividido por 10 = 9,6)
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida da altura do quadril
47

 7 A – 7 Marque a metade da medida da cintura dividida pelo número de panos


 9 – 2 / 10 – 4 Marque a medida desejada do evasê da lateral, na linha da barra
 Meça a distância entre os pontos 1 – 2 e 3 – 4 e transfira essas medidas, para a
linhas 9 -5 e 10 – 6, respectivamente
 9 A – 7 A / 10 A – 7 A deve ter a mesma medida de 1 – 2 / 3 – 4
48

 Divida a altura do quadril em duas partes iguais, e marque a parte 1 e parte 2. Na linha
da divisão marque a letra A e na altura do quadril marque a letra B
 Divida em quatro partes iguais, o espaço que vai da linha do quadril (B), até a linha da
barra
 Enumere todas as partes, começando por 3 e marque as linhas de divisão a partir do C
 Recortes as linhas da divisão em um só lado, deixando um limite de 0,5 cm no lado
oposto
49

 Cole sobre outra folha e abra 3,5cm nos recortes, ou na medida desejada
 Depois de abertas todos os recortes, meça as duas laterais e calcule a diferença entre
elas. A medida que resultou divida por 2, e acrescente no lado menor, ponto G. Essa
mesma medida, retire da parte maior, ponto I. Ligue os pontos
 Lembre-se de acrescentar margem de costura nas laterais, na barra e na linha da cintura
50

 Recorte mais uma parte para conferir as medidas das laterais, antes de cortar
todas elas
51
52

SAIA RETA NA PARTE DA FRENTE E GODÊ NA PARTE DE TRÁS

Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:


 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da saia
 1 – 3 / 2 – 4 a quarta parte da medida da circunferência do quadril
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida da altura do quadril
53

 Prolongue a linha 1 – 2 para cima


 7 – 1 marque a medida da circunferência da cintura dividida por 3,14
 Em linha de esquadro, a partir do ponto 7, trace uma reta
 8 – 7 marque a mesma medida de 7 -1
 9 -8 marque a medida do comprimento da saia
 8 A – 7 marque a mesma medida de 8 – 7
 9 A – 8 A marque a mesma medida de 9 – 8
 Ligue os pontos 9 – 9 A – ponto uma linha curva
54

 10 – 3 marque a quarta da medida da cintura mais a medida da largura da pence


 11 – 10 marque 1/3 de 10 – 3 e marque a metade da largura da pence para os dois lados
do ponto 11
 12 -13 marque a altura da pence (13 cm para todos os tamanhos)
 3 A – 3 marque 1,5 cm (todos os tamanhos)
 Ligue os pontos 5 – 10 e 3 A por uma reta
55

 Com a régua curva de quadril, ligue os pontos 5 -1 / 5 – 10 em uma linha curva


harmoniosa
 Com uma linha, levemente curva, ligue os pontos 10 – 3 A
 Antes de riscar a linha da cintura dianteira, dobre a pence, no sentido da lateral. Em
seguida passe a carretilha, para sobrar uma parte, a fim de facilitar o fechamento da
peça, no momento da costura
56

 Lembre-se de fazer a marcação do fio de urdume, orientando-se pela parte dianteira.


57

SAIA AMERICANA

O destaque deste tipo de saia é a cintura, que poderá ser feita com elástico, pregas ou
franzido, e confeccionada, especialmente, em tecidos leves.
Também, poderá ser cortada no sentido enviesado.

Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:


 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da saia
 1 – 3 / 2 – 4 é a metade da medida da circunferência do quadril
 1 – 5 / 2 – 6 a metade da medida de 1 -3 e 2 - 4
58

 5 A – 5 Marque de 4 a 4,5 cm (para qualquer tamanho)


 6 A – 6 Marque a mesma medida de 5 A - 5
 7 – 2 / 8 – 4 Marque a medida desejada do evasê
 Meça os segmentos 2 – 1 / 4 – 3 e marque as medidas encontradas na linha 7 –
1 e 8 -3, respectivamente, em seguida marque os pontos A e B
 A – 1 e B – 3 devem ter as mesmas medidas de 2 – 1 e 4 – 3
59

Para obter o molde final:

 Ligue os pontos 1 – A por uma reta


 A – B por uma curva harmoniosa
 B – 3 por uma reta
 3 – 1 por curva harmoniosa
 Lembre-se de acrescentar margem de costura nas laterais, na linha da cintura e
na linha da barra
60

SAIAS GODÊ

A modelagem desse tipo de saia é diferente das outras saias, porque é baseada em uma
circunferência.
É comum que, quando pronta ela forme bicos, por conta da variação da marcação do fio
de urdume. Dessa forma, para nivelar a bainha, o indicado é vestir a saia no manequim e acertar
a barra com o nível do chão.
Há, basicamente, três tipos de godês:
1. Godê 4/4, também chamado de godê completo, godê duplo ou godê guarda-
chuva
2. Godê 2/4 ou ½ também chamado de godê simples ou meio godê
3. Godê ¼ ou godê americano
61

SAIA GODÊ ¼

Trace um quadrado com as medidas do comprimento da saia mais a medida da cintura dividida
por 1,57

 1 – 3/ 1-3A / 1-3B Marque a medida da cintura dividida por 1,57


 3 – 2 / 3B – 2B / 3A – 2A Marque a medida do comprimento da saia
 Ligue os pontos em curva, para formar o contorno da saia
 Acrescente as margens de costura na barra, na linha da cintura e na linha do
fechamento, conforme o esquema de como cortar o molde desse tipo de godê.
62
63

SAIA GODÊ 1/2


Trace um quadrado com as medidas do comprimento da saia mais a medida da cintura dividida
por 3,14
64

 1 – 3/ 1- 3A/ 1 -3B Marque a medida da cintura dividida por 3,14


 3 – 2 / 3B – 2B / 3A – 2A Marque a medida do comprimento da saia
 Ligue os pontos em curva, para formar o contorno da saia. Esse traçado corresponde à
metade da saia, portanto é necessário, que seja espelhado, para que se tenha o molde
da saia, por inteiro.
 Acrescente as margens de costura na barra, na linha da cintura e na linha do
fechamento, conforme o esquema de como cortar o molde desse tipo de godê.
65
66

SAIA GODÊ DE AMPLO OU GUARDA-CHUVA

Trace um quadrado com as medidas do comprimento da saia mais a medida da cintura dividida
por 6,28
67

 1 – 3/ 1- 3A/ 1 -3B Marque a medida da cintura dividida por 6,28


 3 – 2 / 3B – 2B / 3A – 2A Marque a medida do comprimento da saia
 Ligue os pontos em curva, para formar o contorno da saia. Esse traçado corresponde à
metade da saia, portanto é necessário, que seja espelhado, para que se tenha o molde
da saia, por inteiro.
 Acrescente as margens de costura na barra, na linha da cintura e na linha do
fechamento, conforme o esquema de como cortar o molde desse tipo de godê.
68

BLUSAS
69

TABELA DE MEDIDAS

Manequim 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 56 58

Costas 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46
Busto 82 86 90 94 98 102 108 114 120 126 132 138
Alt do Corpo 41 42 43 44 45 46 47 48 50 51 52 53
Cintura 62 66 70 74 78 82 88 94 100 106 112 118
Quadril 88 92 96 100 104 108 114 120 126 132 138 144
*Alt do Quadril 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20
Comprimento 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34
Manga Curta
Comprimento 56 58 59 60 61 62 63 64 68 66 67 68
Manga Longa
Punho com 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32
transpasse
70

BLUSA SEM PENCE

Esta base não apresenta pence, em seu traçado. Assim, ela é ideal, para a adaptação de modelos
mais soltos de camisas, vestidos chemisiers.
Também, pode servir de base para blusas de tecidos em malha. Neste caso, ao desenvolver a
modelagem, considere a elasticidade de cada tecido, construindo o traçado com as respectivas
tabelas de medidas.

Parte Traseira

 Trace uma reta e marque o ponto 1


 2 – 1 Marque a altura da Blusa
 3 – 1 Marque a altura do Corpo
 Esquadre os pontos 1 e 3
 4 – 1 / 5 – 3 Marque ¼ da medida do busto mais 1 cm
 6 – 1 Marque a ½ da medida das costas mais 1 cm. Esquadre o ponto 6 e trace uma reta,
para dentro do molde, sem medida definida
 7 – 1 Marque 1/6 da medida das costas mais 1 cm
 8 - 1 Marque 2 cm (para todos os tamanhos)
 9 – 6 Marque a ½ da medida de 7 – 1 mais 0,5 cm
 Posicione a régua no ponto 9 e em diagonal, marque a ½ da medida das costas mais 2
cm, até encontrar a linha de 4 – 5. Nessa intersecção, marque o ponto 10
 Esquadre o ponto 10 até encontrar a linha 1 – 2
 No cruzamento da linha, que partiu do ponto 6, marque o ponto 11
 12 está na metade de 11 a 6
 Posicione a régua curva e trace a curva da cava traseira
 13 – 5 Marque 2 cm
 14 – 3 Marque a altura do quadril
 Prolongue o ponto 14
 15 – 14 Marque ¼ da medida da circunferência d quadril mais 1 cm
 Ligue os pontos 10 – 13 por uma reta
 Ligue os pontos 13 – 15 por uma curva suave, e prolongue-a até a linha, prolongada do
ponto 2. Marque na intersecção o ponto X
71
72

Parte Dianteira
A parte dianteira é traçada sobre a parte traseira.

 16 – 8 Marque a mesma medida de 7 – 1 mais 1,5 cm


 17 – 12 Marque 1,5 cm
 Utilizando a régua curva una os pontos 9 – 17 – 10 por uma curva harmoniosa
73

Transposição da linha do ombro


 18 – 7 / 19 – 9 Marque 2 cm
 Uma os pontos 18 – 19 por uma reta
 Dobre a folha de modelagem na linha 7 – 9
 Passe a carretilha sobre a linha 18 – 19
 Abra a parte dobrada e contorne a linha carretilhada
 Elimine a linha dos pontos 7 – 9. Ela estará, deslocada para cima, 2 cm e os pontos 18A
e 19A, é quem determinarão a linha do ombro traseiro. Enquanto a linha do ombro
dianteiro será determinado pelos pontos 18 e 19
74
75

O traseiro desta base é inteiro. Assim, para espelhar o outro lado deve-se posicionar o meio da
parte traseira na dobra de uma folha dobrada
76

TRANSPASSE DO BOTÃO

A vista da blusa, quando for abotoada, deverá ser calculada, tendo por base o diâmetro do
botão.
O botão, quando fixado à peça deve ficar, no mínimo, a 1 cm de distância do final do transpasse.
Por exemplo: se o diâmetro do botão for de 1 cm, então o transpasse da vista verá ter 1,5 cm,
porque metade 1cm é 0,5 cm. Então, 0,5 cm + 1 cm = 1,5 cm
 Marque a medida do transpasse do botão
 Marque a posição do primeiro botão, que são 3 cm acima da linha da cava
 Marque o espaço entre os botões, aproximadamente, de 7 a 8 cm
77

REVEL

 B – E Marque 6 cm
 G – F Marque 4 cm
 Saia 1,5 cm no ponto G e uma os ponto G – F por uma reta
 Posicione o molde da parte dianteira sobre outra folha e carretilhe os pontos F – A – C
–D–B–E–G–F
78

 Recorte a parte decalcada, faça a marcação dos piques do transpasse


79

BLUSA COM PENCE FUNDAMENTAL


Esta base apresenta pence, em seu traçado. Assim, ela é ideal, para a adaptação de modelos
mais justos ao corpo, além de trabalhos com recortes.
Também, pode servir de base para peças de alfaiataria, vestidos de festas, etc.

Parte Traseira
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4 , onde:
 1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento do corpo
 1 – 3 / 2 – 4 é a quarta parte da medida do busto, menos 1 cm
 5 – 2 / 6 – 4 Marque 2 cm
 7 – 5 Marque a medida da altura do quadril
 8 – 1 Marque 1/6 da medida da largura das costas, mais 1 cm
 9 – 1 Marque 2 cm (para todos os tamanhos)
 10 - 1 Marque a metade da medida da largura das costas, mais 0,5 cm
 11 – 10 Marque a metade de 8 -1, mais 1 cm
 12 – 11 Marque a metade da medida das costas. Posicione a régua no ponto 11 e, em
diagonal, na linha do 3 – 6, marque o ponto 12
 13 – 5 Marque ¼ da medida da circunferência da cintura, menos 1 cm, mais a medida
da largura da pence
 14 – 7 Marque ¼ da medida da circunferência do quadril, menos 1 cm
 X – 5 marque de 1 cm a 1,5 cm
 O ponto 15 está situado na metade dos pontos 13 – 5
 16 – 15 Marque a metade da medida da largura da pence
 17 – 15 Marque 15 cm
 O ponto 18 está situado na linha da cava traseira

Parte Dianteira
 19 – 3 / 20 – 4 Marque a quarta parte da medida do busto mais 10 cm
 21 – 20 Marque a medida da altura do quadril
 22 – 19 / 23 – 20 Marque a quarta parte da medida do busto, mais 1 cm
 No cruzamento da linha 23 – 22 com a linha do busto, marque o ponto 12A
 24 – 19 Marque a mesma medida de 1 – 8, menos 1 cm
 25 – 19 Marque mesma medida de 1 – 8, mais 1,5 cm
 26 – 24 Marque 3 cm. Em linha de esquadro, a partir do ponto 26, trace uma reta até o
comprimento total, e faça as seguintes marcações:
o No cruzamento com a linha do busto, marque o ponto 27
o No cruzamento com a linha da cintura, marque o ponto 28
 29 – 26 Marque a mesma medida de 11 – 10
 30 – 29 Marque a mesma medida de 11 – 10
 31 – 27 Marque 3 cm
 32 – 24 Marque a mesma medida de 11 – 8. Posicione a régua no ponto 24 e, em
diagonal, na linha do 29 – 11, marque o ponto 32
 Finalização da linha do ombro dianteiro: Feche a pence, pontos 30 – 29, dobrando-a
para a lateral da parte dianteira. Em seguida, com a pence, ainda dobrada, posicione
a régua no ponto 24 e, em diagonal, passando pelo ponto 32, marque a medida de 11
–8
80

 O ponto 34 está situado na metade de 24 – 22


 Em linha de esquadro, a partir do ponto 34, trace uma reta até a linha do busto, e
marque o ponto 35
 36 – 35 Marque 3 cm
 Em linha de esquadro, a partir do ponto 35, para a lateral, trace uma reta com a medida
de 3 cm e marque o ponto 37
 38 – 12 A Marque 2 cm.
Em linha curva com a régua de cava, ligue os pontos 33 – 37 – 38
 39 – 20 Marque ¼ da circunferência da cintura, mais 1 cm, mais a medida da largura da
pence
 40 – 21 Marque ¼ da circunferência do quadril, mais 1 cm
 41 – 31 Marque 3 cm
 42 – 28 Marque 13 cm
 43 – 28 Marque a metade da medida da pence
81

 Destaque as partes, dianteira e traseira


 Em seguida acrescente a margem de costura, e marque o transpasse da parte dianteira,
conforme explicado, na Blusa sem Pence
82

Para um caimento melhor da peça, é importante fazer o deslocamento da linha da costura do


ombro, deixando a parte traseira, levemente, maior que a parte traseira.
 Una as partes traseira e dianteira, pela linha do ombro
 Marque os pontos A e B
 A – A1 / B – B1 Marque 2 cm
 Una os pontos A1 – B1 e corte
83

TRANSPOSIÇÃO DA PENCE FUNDAMENTAL


O traçado da frente da base possui duas pences. Essas pences, quando fechadas,
formam o volume necessário, para vestir o busto sem provocar nenhuma sobra ou falta de
tecido ao redor.
Contudo, nem sempre se deseja uma blusa com as pences nas posições do traçado
original da base.
Dessa forma, mostraremos alguns exemplos de transposição das pences, em várias
posições, ao redor do busto, com duas pences, ou as duas contidas em uma só.
Há uma infinidade de posições. Depois, ao treinar bastante essas, crie seus modelos com
suas próprias posições.
84
85

MANGAS
86

MANGA BÁSICA I

Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é a medida do comprimento da manga


 1 – 3 / 2 – 4 Marque ¾ da soma das medidas das cavas, dianteira e traseira
 O ponto 5 está na metade de 1 – 3
 O ponto 6 está na metade de 4 – 2
 O ponto 7 está na metade 5 – 1
 O ponto 8 está na metade de 6 – 2
 O ponto 9 está na metade de 5 – 3
 O ponto 10 está na metade de 6 – 4
 Nos encontros das linhas 7 – 8/ 9 -10 com a linha 12- 11, marque os pontos X e Y,
respectivamente
 11 – 1 / 12 – 3 Marque 1/3 da medida das somas das cavas, dianteira e traseira
 11 A – 11 Marque 2 cm
 12 A – 12 Marque 1 cm
 13 – 7 está na metade de 7 – x
 Trace uma diagonal, ligando os pontos 13 – 11
 A está na metade de 13 – 11
 A1 – A Marque 2 cm, em linha de esquadro
 14 – 9 Marque 1/3 de Y – 9
 Trace uma diagonal, ligando os pontos 14 – 12
 B está na metade de 14 – 12
 B1 – B Marque 1 cm, em linha de esquadro
 15 – 6 / 16 – 6 Marque ½ da medida da circunferência do punho
 15 A – 15 Marque 1cm
 16 A – 16 Marque 1 cm
 Parar formar o molde da manga, ligue os pontos 15 A – 11 – 11 A – A1 – 13 – 5 – 14 –
B1 – 12 A – 12 – 16 – 16 A – 6 – 15 A
 Lembre-se de acrescentar a margem de costura nas laterais, na cabeça e na linha da
barra
87

 Lembre-se de acrescentar a margem de costura nas laterais, na cabeça e na linha da


barra
88

MANGA BÁSICA II
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4 onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é a altura da manga
 1 – 3 / 2 – 4 é a ½ da medida da largura das costas
 5 – 3 Marque 1/10 da medida do busto mais 5 cm
 Ligue 5 – 1 por uma reta, e divida essa reta em três partes iguais
 Marque e esquadre o ponto 6 e o ponto 7
 8 – 7 Marque 1 cm/ 9 – 8 Marque 0,8 mm
 10 – 6 Marque 1 cm
 11 – 2 marque ½ da medida do punho
 Em linha curva ligue os pontos 1 – 8 – 10 – 5 para formar a cava dianteira
 Em linha curva ligue os pontos 1 – 9 – 6 – 5 para formar a cava traseira
 Posicione o traçado sobre uma folha dobrada, ao meio, e carretilhe a curva formada
pelos pontos 1 – 8 – 10 – 5. Em seguida a reta, que liga dos pontos 5 – 11 – 2
89

 Para ter o molde da manga, abra a folha e contorne as linhas carretilhadas.


 O pique da parte dianteira é o ponto 10
90

MANGA CABEÇA BAIXA COM PUNHO

Construa o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento da manga
 1 – 3 / 2 – 4 Marque 9/10 da soma das cavas, dianteira e traseira
 5 está na ½ de 1 – 3
 6 está na ½ de 2 - 4
 3 – 7 / 1 – 8 Marque 1/5 de 1 – 3
 9 está na ½ de 8 – 3
 10 está na ½ de 7 – 4
 Trace uma reta de 7 – 5
 11 está na ½ de 7 – 5. Em linha de esquadro, a partir do ponto 11, marque o ponto A
 A – 11 Marque 1cm
 12 está na ½ de 11 – 7
 Trace uma reta de 8 – 5
 13 está na ½ de 8 -5
 14 está na ½ de 13 -8. Em linha de esquadro, a partir do ponto 14, marque o ponto B
 B – 14 Marque 1cm
 15 – 16 Marque a medida da largura do punho, mais a medida da prega
91

PUNHO
 A – B / A1 – B1 Marque a largura do punho
 Recorte, na manga a largura do punho desejado

Trace um retângulo, onde:


 1 – 2 / 3 -4 é a largura do punho
 1 – 3 / 2 – 4 é o comprimento do punho

Observação: O punho pode ser feito em duas partes, ou inteiro. Se desejar a segunda
opção, dobre (espelhe os pontos 1 – 3) e faça piques no meio da dobra.

Lembre-se, também, de anotar o fio de urdume “contra o fio”


92

CARCELA
 POSIÇÃO DA CARCELA: A2 – A Marque ¼ de A 1 – A
 CARCELA: Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:
 1 – 2 / 3 – 4 é a medida da altura da abertura da manga, mais 3 cm
 1 – 3 / 4 – 2 é a medida da largura da carcela (varia de acordo com o modelo)
93

MANGA SINO
 Divida a manga básica, ao meio, em seguida, divida as laterais em duas partes, também
 Recorte, a partir da linha do punho, até a linha da cabeça da manga, deixando uma
margem de 0,5 cm
94

 Abra as partes nas medidas desejadas, considerando SEMPRE , deslocar a metade do


valor da medida, acrescentada, no recorte do meio.
95

 Contorne o molde recortado


 Faça a marcação do fio de urdume
 Acrescente as margens de costura correspondentes
96

MANGA PRESUNTO OU PRINCESA

 O ponto 4 está na metade de 1 - 3


 O ponto 5 está na metade de 3 -2
 6 – 1 Marque entre 6cm a 8 cm
 7 – 2 Marque a mesma medida de 6 -1
 Inicie o recorte a partir do ponto 3, até a linha de 6 -7
 Recorte as linhas 4 e 5, a partir da linha 3, deixando uma margem de 0,5 cm nas
laterais
 Recorte a linha de 6 – 7, a partir de linha 3, deixando uma margem de 0,5 cm nas
laterais
97

 Recorte nas linhas, e abra o desejado, conforme o modelo


 Sobre outra folha, contorne toda a manga, fazendo os ajustes
98

 Faça a marcação do fio


 Acrescente as margens de costura, nas laterais, na cabeça da manga e na linha da barra
99

MANGA BUFANTE
 Faça a marcação no centro da manga
 Recorte toda a extensão da marcação, dividindo a manga em duas partes
100

 Deixe o espaço desejado para o franzido, tanto na parte superior, quando na linha do
punho
 Sobre outra folha, contorne o novo molde
101

 Faça a marcação dos piques dos limites do franzido


 Acrescente as margens de costura, nas laterais, na cabeça da manga e na linha do punho
102

MANGA JAPONESA
 Trace o molde básico da blusa sem as cavas
 A – 9 marque 1 cm
 Trace uma reta, partindo do ponto 7, passando pelo ponto A
 A1 – A Marque a medida do comprimento da manga
 Em linha de esquadro, no ponto A1, trace uma reta, para os dois lados
 A2 – A1 Marque 2 cm
 A3 – A2 Marque a metade da medida da largura da manga
 Ligue A1 – 7, para a linha do ombro dianteiro
 Ligue A3 – 7, para a linha do ombro traseiro
 B – 10 Marque 4 cm
 Ligue A1 – A2 – B, para a parte da manga dianteira
 Ligue A3 – A2 – B, para a parte da manga traseira
103

 Recorte as duas partes, dianteiro e traseiro


 Acrescente margem de costura
104

MANGA RAGLÃ
 Trace o molde básico da blusa sem as cavas
 A – 9 marque 1 cm
 Trace uma reta, partindo do ponto 7, passando pelo ponto A
 A1 – A Marque a medida do comprimento da manga
 Em linha de esquadro, no ponto A1, trace uma reta, para os dois lados
 A2 – A1 Marque 2 cm
 A3 – A2 Marque a metade da medida do punho
 Ligue A1 – 7, para a linha do ombro dianteiro
 Ligue A3 – 7, para a linha do ombro traseiro
 B – 10 Marque entre 6cm a 8 cm
 Ligue A1 – A2 – B, para a parte da manga dianteira
 Ligue A3 – A2 – B, para a parte da manga traseira
 O ponto X está na metade do decote dianteiro
 O ponto Y está na metade do decote traseiro
 Ligue o ponto B, por uma reta ou uma curva leve, ao ponto X , para formar o recorte
raglã da parte dianteira
 Ligue o ponto B, por uma reta ou uma curva leve, ao ponto Y , para formar o recorte
raglã da parte traseira
105

 Recorte as partes, dianteira e traseira, da manga, e posicione-as, com as partes


superiores emparelhadas
 Refaça o contorno da manga
106

 Identifique os lados das partes, dianteiro ou traseiro, com piques


 Faça o mesmo com a parte do corpo da Blusa
107

MANGA MORCEGO
 Trace o molde básico da blusa sem as cavas
 A – 9 marque 1 cm
 Trace uma reta, partindo do ponto 7, passando pelo ponto A
 A1 – A Marque a medida do comprimento da manga
 Em linha de esquadro, no ponto A1, trace uma reta, para os dois lados
 A2 – A1 Marque 2 cm
 A3 – A2 Marque a metade da medida do punho
 Ligue A1 – 7, para a linha do ombro dianteiro
 Ligue A3 – 7, para a linha do ombro traseiro
 B – 10 Marque entre 6cm a 8 cm
 Ligue A1 – A2 – B, para a parte da manga dianteira
 Ligue A3 – A2 – B, para a parte da manga traseira
 Ligue A3 à linha da barra (B) em linha reta ou, levemente, curva
108

 Recorte as duas partes, dianteiro e traseiro


 Acrescente margem de costura
109

MANGA DUAS FOLHAS

Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 Marque o comprimento da manga


 1 – 3 / 4 – 2 Marque a ½ da medida das costas, menos 4 cm
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida dos pontos 1 – 3, menos 2 cm
 5 – 7 Marque ½ da medida dos pontos 5 – 2, mais 3 cm
 1 – 9 / 2 – 10 Marque 2,5 cm
 3 – 11 Marque 6 cm
 O ponto 12 está na metade dos pontos 1 – 3
 O ponto 13 está na metade dos pontos 12 -5
 13 – 14 Marque 1 cm
 11 – 15 Marque 3 cm
 15 – 15 A Marque 1 cm
 Para formar a cabeça da manga, ligue os pontos 5 A – 14 – 15 A
 2 – 16 Marque 1cm
 8 – 17 Marque 3 cm
 16 – 18 Marque ½ da medida da largura do punho mais 3,2 cm
 18 – 19 Marque 1,5 cm
 Para formar o cotovelo da parte superior da manga, ligue os pontos 15 – 17 – 19 – 16
 8 – 20 Marque 1 cm
 Para formar o cotovelo da parte de baixo da manga, ligue os pontos 11 – 20 – 19
 7 – 21 Marque 1 cm
 Ligue os pontos 5 A – 21 – 16
 21 – 22 / 16 – 23 Marque 2, 5 cm
 5 – 24 Marque 1,5 cm
 Ligue os pontos 24 – 5 – 22 – 23
 Ligue os pontos 11 A – 24 para formar a cava

Observação: Lembre-se de medir, obrigatoriamente, a cava da peça e a manga, descontando


4 cm da margem de costura na linha do cotovelo e na parte interna da manga. A manga deve
ser maior, do que a cava, cerca de 3cm a 4cm
110
111

 Posicione o traçado do diagrama sobre outra folha


 Destaque as partes, superior e inferior
112

 Na parte superior: acrescente a margem de costura na cabeça, na linha da barra e no


transpasse do botão
 Na parte inferior: acrescente a margem de costura na cava, na linha da barra e no
transpasse do botão
113

GOLAS
114

GOLA PADRE OU OFICIAL


Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4 , onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é a soma da metade dos decotes traseiro e dianteiro


 1 – 3 / 2 – 4 é a largura da gola
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida do decote traseiro

 4 A – 4 Marque 1/15 de 4 – 3
 Em linha de esquadro, a partir do ponto 4 A, trace uma reta
 2 A – 4 A Marque a mesma medida de 2 – 4
 Curve, levemente, as retas de 2 A – 5 / 4 A – 6
 Desenhe a ponta da gola, a partir de 4 A, finalizando na linha 2 A - 5
 Marque o pique no ponto 6
115

GOLA COM COLARINHO OU PÉ DE GOLA

Para traçar o molde deste tipo de gola, siga as mesmas sequência do traçado da gola “Padre”, e
faça as seguintes alterações:
 2 A – 4 A Marque a medida da largura, menos 0,5 cm
 Prolongue o ponto 4 A
 4 B – 4 A Marque a medida do transpasse da Blusa ou Camisa
 Desenhe a ponta do colarinho de 4B a 2 A

1 A – 1 / 5 A – 5 / 2 B – 2 A / 3 A – 3 / 6 A – 6 Marque 0,5 cm
4 C – 2 B Marque a medida da largura do meio da gola (essa medida varia de acordo com o
modelo desenvolvido)
Ligue os pontos 4 C – 6 A por uma curva suave
116

 Separe as partes, gola e colarinho


 Corte na linha 6 A – 5 A, deixando uma margem, de 0,3mm em 5 A
 Abra o recorte, em 6 A, 0,5 cm
 Refaça a curvatura da gola
 A parte refeita, do ponto 6 A, será o lado superior da gola

 Abra a gola e o colarinho


 Faça a marcação do Fio de Urdume (A marcação do fio na figura abaixo será feita se o
tecido não tiver nenhuma elasticidade)
117

GOLA ESPORTE
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4 onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é a ½ da soma dos decotes traseiro e dianteiro


 1 – 3 / 2 – 4 é a largura da gola
 1 – 5 / 3 – 6 Marque a medida do decote traseiro
 7 – 4 Marque 1/15 de 1 – 2 e 3 – 4
 Ligue os pontos 7 – 6 por uma reta
 Em linha de esquadro, prolongue uma reta, a partir do ponto 7
 8 – 7 é a mesma medida de 2 – 4
 Ligue os pontos 8 - 5 por uma reta
 Com a régua curva ligue os pontos 8 – 5 e 7 – 6 por uma curva suave
118

 Dobre uma folha ao meio e posicione o traçado da gola


 Carretilhe os pontos 1 – 5 – 8 – 7 – 6 – 3
 Em seguida, abra a folha e contorne a parte carretilhada
 Marque os piques da linha do ombro
119

GOLA ESPORTE INTEIRA


Utilize o traçado básico da parte dianteira da Blusa (com Pence ou sem Pence), acrescentando
o transpasse do meio frente

 Na linha das costas suba 2cm e marque o ponto A


 B – 16 Marque 3 cm
 C está na linha da cava
 Trace uma reta, partindo de C, passando pela largura do decote, ponto 7
 D – 7 Marque metade da medida do decote traseiro
 Trace uma reta, partindo de A, passando pelo ponto D
 E – D Marque a largura desejada da gola
 Ligue E – B – C
120

 Posicione o traçado anterior sobre outra folha e destaque o molde da parte dianteira,
com a gola
121

 F – 7 Marque a largura do revel no ombro, 4cm a 5 cm


 H – G Marque a largura do revel no transpasse do meio frente, 6cm a 8 cm
 Ligue os pontos H – G por uma curva suave
 Destaque o revel
122

CALÇAS
123

TABELA DE MEDIDAS

Manequim 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 56 58

Cintura 62 66 70 74 78 102 108 114 120 126 132 138

Quadril 90 94 98 102 106 110 116 122 128 134 140 146

Altura do Gancho 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33

Altura do Quadril 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20

Comprimento 105 105 105 105 105 105 105 105 105 105 105 105

½ Largura do 20,2 20,8 21,4 22 22,6 23,2 23,8 24,4 25 25,6 26,2 26,8
Joelho
Largura da Boca 19,8 20,2 20,6 21 21,4 21,8 22,2 22,6 23 23,4 23,8 24,2
124

CALÇA BÁSICA
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde

 1 – 2 / 3 – 4 é a medida da altura do gancho


 1 – 3 / 2 – 4 é ½ da medida da circunferência do quadril mais 2 cm
 5 está na ½ de 1 – 3
 6 está na ½ de 2 – 4
 7 – 5 Marque o comprimento total. Trace uma reta perpendicular, a partir do ponto 7
 8 – 6 Marque a ½ de 6 – 7, menos 5 cm. Trace uma reta perpendicular, a partir do ponto
8
 9 – 4 Marque 1/10 da medida da circunferência do quadril mais 1 cm
 10 – 2 Marque 1/3 da medida de 9 – 4
 11 – 2 / 12 – 4/ B - 6 Marque 1/3 de 1 – 2 / 3 – 4, respectivamente
 13 está na ½ de 5 – 1
 Em linha de esquadro, trace uma reta, a partir do ponto 13
 No cruzamento da linha 6 -2, marque o ponto 14
 Na linha do joelho, ponto 8, marque o ponto 15
 Na linha da barra, ponto 7, marque o ponto 16
 17 está na ½ de 5 – 3
 Em linha de esquadro, trace uma reta, a partir do ponto 17, nos dois lados
 No cruzamento da linha 6 – 4, marque o ponto 18
 Na linha do joelho, ponto 8, marque o ponto 19
 Na linha da barra, ponto 7, marque o ponto 20
 21 – 15 Marque ½ da medida da largura do joelho, mais 1 cm
 22 – 16 Marque ½ da medida da largura da boca, mais 1 cm
 23 – 19 Marque ½ da medida da largura do joelho, mais 3 cm
 24 – 20 Marque ½ da medida da largura do joelho, mais 3 cm
 A – 3 Marque a mesma medida de 10 -2, mais 1 cm
 25 – A Marque 3,5 cm a 4,5 cm (em todos os tamanhos)
 26 – 25 Marque, em diagonal no encontro da linha de 1- 3, ¼ da medida da
circunferência da cintura, mais a medida da largura da pence (3cm)
 Marque o ponto 17 A, no cruzamento da linha de 20 - 17
 Em linha de esquadro, marque de 27 – B / 28 – 6, a medida de 4 cm (todos os tamanhos)
 29 – 1 Marque ¼ da medida da circunferência da cintura, mais a largura da pence (3 cm)
 30 está na ½ de 26 – 25
 30 A – 30 Marque a ½ da largura da pence
 30 B – 30, em linha de esquadro, marque a altura da pence traseira (11 cm)
 13 A – 13 Marque a ½ da largura da pence
 13 B – 13 Marque a altura da pence dianteira (8 cm)
 1 A – 1 Marque 1,5 cm
125
126

 Para destacar a parte dianteira, carretilhe os pontos 1 A – 10 – 21 – 22 – 22 – 21 – B –


29 – 13 A – 13 B – 13 – 13 A – 1
127

 Para destacar a parte traseira, carretilhe os pontos 26 – 27 – 23 – 24 – 24 – 23 – 9 A –


25 – 30 A – 30 B – 30 – 30 A – 26
128

CÓS DA CALÇA
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento do cós, isto é, a medida da circunferência da cintura, mais


8 cm de transpasse da vista, mais 2 cm de margem de costura
 1 – 3 / 2 – 4 é a metade da largura do cós, mais 2 cm de margem de costura

VISTA LARGA
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento da vista (medida do zíper, mais 6 cm)


 1 – 3 / 4 – 2 é a largura da vista (de 9cm a 10 cm)

VISTA ESTREITA
Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento da vista (medida do zíper, mais 6 cm)

1 – 3 / 2- 4 é a largura da vista (de 5cm a 6 cm)

A – 2 / B – 2 Marque 2 cm e trace uma linha curva suave


129

CALÇA COM PREGAS


 Trace uma reta, na linha da pence, da cintura até a barra
 Abra a medida da largura da prega
 Corrija a linha da barra
 Faça a marcação dos piques da barra
130

Molde da parte dianteira com a marcação da prega


131

CALÇA PIJAMA
 1 – 2 Marque a altura do gancho, mais 5 cm
 1 – 3 Marque o comprimento da calça, mais a medida da barra
 1 – 4 / 1 – 5 Marque ¼ da medida do quadril, mais 4 cm
 6 – 4 Marque a ½ de 2 – 4
 7 está na metade de 6 – 4
 8 – 5 Marque a medida de 7 – 4, menos 2 cm
 9 – 3 Marque ¼ da medida da cintura mais 3 cm
 10 – 9 Marque 4 cm
 A – 4 Marque 1/3 de 5 – 4
 10 – X Marque a mesma medida de 9 – 7
132

Opção 1: Com Costura na lateral


 Para destacar a parte dianteira, carretilhe os pontos 1 – 2 – 3 – 9 – 7 – A – 5 – 1
 Acrescente a margem de costura, para a dobra do elástico na linha da cintura
133

 Para destacar a parte traseira, carretilhe os pontos 1 – 2 – 3 – 10 – X – A – 8 – 1


 Acrescente a margem de costura, para a dobra do elástico na linha da cintura
134

Opção 2: Sem Costura na lateral


Há duas formas de se traçar o molde da calça pijama sem costura na lateral.
 A primeira é fazer o traçado posicionando a lateral, já, na folha dobrada. Assim, os
pontos 1 – 2 – 3 ficariam sobre a dobra.
135
136

 A segunda opção, é parear as laterais das partes, dianteira e traseira, dando o


desconto da margem de costura e retraçar o molde
137
138
139

SAIA-CALÇA
Para traçar a base da Saia-Calça, utilize a parte dianteira da “Saia Reta Clássica” ou da “Saia Reta
Alfaiataria” e acrescente no centro frente 1cm.
 Marque os pontos 1 e X na linha da cintura
140

 2 - 1 Marque a altura do gancho, mais 5 cm


 3 – 2 Marque 1/10 da medida do quadril, mais 1 cm
 4 – 2 Marque 1/3 da medida de 3 – 2
 5 – 2 Marque 1/3 de 2 – 1
 6 – 1 Marque a mesma medida de 4 – 2, mais 1 cm
 7 – 6 Marque a mesma medida de 6 -1
 Em linha de esquadro, a partir de X , marque o ponto 8
 8 A – 7 Marque mesma medida de X – 1
 9 – 8 A Marque 1/3 da medida de 8 A – 7
 10 -9 Marque a largura da pence (3 cm)
 11 – 9 / 11 – 10 Marque a altura da pence (11 cm)
141

MOLDE DA PARTE DIANTEIRA DA SAIA CALÇA


142

MOLDE DA PARTE TRASEIRA DA SAIA CALÇA


143

CALÇA FLARE
 Corte na linha do fio até a altura do joelho, na parte dianteira e traseira
 Em seguida recorte, também a linha do joelho, chegando a um limite de 1 cm a 0,5
cm na lateral
144

 Determine a largura da boca da calça e divida essa medida, para os dois lados da
linha dos fio (meio)
 Retrace o novo formato da boca da calça
145

MOLDES DAS PARTES, DIANTEIRA E TRASEIRA, DA CALÇA “FLARE”


146

CALÇA PANTALONA “PATA DE ELEFANTE”


 Orientando-se pelo fio de urdume, em linha de esquadro, marque a linha do gancho
 No gancho saia, no mínimo, 2 cm e desça 4cm
147

 Recorte o molde, na parte dianteira e traseira, na linha do fio do urdume, da barra


até a linha da cintura, deixando uma margem de, aproximadamente, 0,5 cm para a
manipulação do molde
 Abra a medida desejada para a boca da calça e retrace o novo molde.
148

MOLDES DAS PARTES, DIANTEIRA E TRASEIRA, DA CALÇA PANTALONA “PATA DE ELEFANTE”


149

MACACÃO
150

SEQUÊNCIA DO DIAGRAMA DO MACACÃO

Trace uma reta e à direita, marque o ponto 1

 2 – 1 Marque o comprimento do corpo, mais 1,5 cm


 3 – 2 Marque a altura do gancho
 4 – 2 Marque a altura da calça
 5 – 3 Marque a ½ de 3 – 4, menos 5 cm
 6 – 1 Marque ¼ da medida do busto, mais 2 cm
 7 – 1 Marque ½ da medida das costas, mais 2 cm
 8 – 1 Marque 1/6 da medida das costas, mais 2 cm
 9 – 1 Marque 2 cm (para todos os tamanhos)
 10 – 1 Marque 3 cm (para todos os tamanhos)
 Em linha de esquadro no ponto 10, marque o ponto 11
o 11 – 10 Marque a mesma medida de 8 – 1, menos 1 cm
 12 – 10 Marque a mesma medida de 8 – 1
 13 – 7 Marque 1,5 cm (para todos os tamanhos)
 6 A – 6 Marque 1,5 cm (para todos os tamanhos)
 14 – 13 Marque 3 cm
 15 – 11 Marque a mesma medida de 13 – 8
 16 – 6 A Marque a mesma medida de 7 – 1
 Em linha de esquadro de 17 – 16, marque 2 cm (para todos os tamanhos)
 Prolongue a linha 17 – 16
 18 – 17 Marque 1/3 de 1 – 6 (para todos os tamanhos)
 19 – 12 Marque ¼ da medida da cintura, mais 5 cm
 20 – 3 Marque ¼ da medida do quadril, mais 2 cm
 21 – 3 Marque 1/10 da medida do quadril, mais 1 cm
 22 – 3 Marque 1/3 de 21 – 3
 23 – 2 Marque 1/3 de 3 – 2
 24 – 3 Marque ½ de 3 – 20
 Trace uma reta, a partir do ponto 24, em direção à linha da barra
 25 – 4 / 26 – 5 Marque a mesma medida de 24 – 3
 27 – 26 / 28 – 26 Marque ¼ da medida da largura do joelho, mais 1 cm
 29 – 5 Marque 4 cm (para todos os tamanhos)
 30 – 25 / 31 – 25 Marque 1/8 da medida da cintura, mais 1 cm
 32 – 31 Marque 4 cm (para todos os tamanhos)

Manga/Gola

 Utilize as orientações dos capítulos de “Manga” e “Golas”


151
152

TRANSPASSE DA VISTA DO MACACÃO

 O fechamento da vista dianteira pode ser feito, tanto por botões, quanto por zíper. O
que mudará é a margem de costura acrescentada na vista. Ou seja, para zíper, basta
apenas 1 cm de margem de costura. Já para o abotoamento, dependerá do diâmetro do
botão (1/2 do diâmetro do botão, mais 1 cm)
 12 A – 12 / 23 A – 23 Marque a medida do transpasse da vista ou botão
153

Molde da Parte Traseira


154

BLASER
CLÁSSICO
155

TABELA DE MEDIDAS

Manequim 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 56 58

Costas 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46
Busto 82 86 90 94 98 102 108 114 120 126 132 138
Altura do 41 42 43 44 45 46 47 48 50 51 52 53
Corpo
Comprimento 72 72 72 74 76 78 80 80 80 80 82 82
do Blaser
Cintura 62 66 70 74 78 82 88 94 100 106 112 118
Quadril 88 92 96 100 104 108 114 120 126 132 138 144
*Altura do 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20
Quadril
Comprimento 59 59 59 60 61 62 63 63 64 64 65 65
Manga
Largura do 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36
Punho
156

Trace o retângulo 1 – 2 – 3 – 4, onde:

 1 – 2 / 3 – 4 é o comprimento do blaser
 1 – 3 / 2 – 4 é a ½ da medida do busto, mais 4 cm
 1 – 5 / 3 – 6 Marque ½ da medida das costas, mais 6 cm
 1 – 7 / 3 – 8 Marque a medida do comprimento do corpo
 7 – 9 / 8 – 10 Marque a medida da altura do quadril
 11 – 1 Marque 1/6 da medida das costas, mais 2 cm
 12 – 1 Marque 3 cm (para todos os tamanhos)
 13 – 1 / 14 – 5 Marque ½ da medida das costas, mais 1 cm
 15 – 13 Marque ½ de 11 – 1, menos 0,5 cm
 16 – 5 Marque ¼ da medida do busto, menos 1 cm
 17 – 3 / 18 – 6 Marque ½ da medida das costas, menos 1 cm
 19 – 3 / 20 – 17 Marque 1,5 cm (para todos os tamanhos)
 21 – 19 Marque 1/6 da medida das costas, mais 2 cm
 22 – 19 Marque a mesma medida de 21 – 19, menos 1 cm
 23 – 20 Marque ½ de 21 - 19
157

PARTE TRASEIRA
Utilizando o esquema anterior, faça as seguintes alterações:

 24 – 7 Marque ¼ da medida da cintura, mais 3 cm


 25 – 9 Marque ¼ da medida do quadril
 26 – 7 Marque 2 cm
 27 – 2 Marque 2 cm
 28 – 11 Marque 1,5 cm
 29 – 15 Marque 3 cm
 30 – 29 Marque a largura da ombreira (é variável, conforme o modelo)
 O ponto 31 está marcado na ½ de 30 – 28
 32 – 31 Marque 0,7 mm
 33 – 31 Marque a altura da pence, 11 cm
 34 está situado a 1/3, de 15 – 14, a partir do ponto 14
 35 – 34 Marque 1,5 cm
o A partir do tamanho 46, marque de 2 cm a 2,5 cm, e verifique, SEMPRE, a
curvatura da cava
 36 – 16 Marque 1,5 cm
158

PARTE DIANTEIRA
Utilizando o primeiro esquema, faça as seguintes alterações:

 37 – 23, em linha de esquadro, marque 3 cm


 38 – 37 Marque a largura da ombreira (é variável, conforme o modelo)
 39 – 18 Marque 1/3 de 23 – 18, partindo do ponto 18
 40 – 39, em linha de esquadro, marque 0,5 cm
o A partir do tamanho 46 marque de 0,5 cm a 1,5 cm, tomando cuidado, para
não acentuar demais a curvatura
 41 – 18 Marque ½ de 18 -16, mais 1 cm
 42 – 41, em linha de esquadro, marque 1 cm
 43 – 8 Marque ¼ da medida da cintura, mais 6 cm, mais 3 cm (para a medida da pence)
 44 – 10 Marque ¼ da medida do quadril, mais 6 cm
159

MARCAÇÃO DA POSIÇÃO DOS BOLSOS


Utilize essa marcação, como gabarito de posição dos bolsos. Ao invés de vazar no próprio tecido,
utilize um papel grosso, tipo kraft, acima de 200 gr, e um lápis ou giz de alfaiate.

A base utilizada, é a parte dianteira, que acabamos de traçar, anteriormente.

BOLSO SUPERIOR

 45 – 18 Marque 3, 5 cm
 46 – 45 Marque 9 cm
 47 – 45, em linha de esquadro, marque 2 cm
 48 – 46, em linha de esquadro, marque 1 cm
 49 – 47 / 50 - 48, em linha de esquadro, marque 2, 5 cm
o Ligue os pontos, para formar o bolso

BOLSO INFERIOR

 51 – 8 Marque 2 cm
o Trace uma linha de 51 a 43
 52 – 51 Marque 8 cm
 53 – 43 Marque 8 cm
o Trace uma linha auxiliar de 53 – 52
 54 – 52 Marque 8 cm
 55 – 53 Marque 15 cm
 56 – 54 / 57 – 55, em linha de esquadro, marque 5,5 cm (essa medida é variável,
conforme o modelo)
o Ligue os pontos, para formar o bolso
o Se desejar, dê uma leve curvada no ponto 56

PENCES

 O ponto 58 está situado na ½ de 46 – 45


o Em linha de esquadro, a partir do ponto 58, trace uma reta até a linha do bolso
inferior
 59 – 58 Marque 3 cm
 60 – 59, em linha de esquadro, marque 7 cm
o A largura das pences é de 0,7 mm de cada lado
160
161

GOLA

 61 – 4 Marque 2 cm
 62 – 8 Marque a altura do primeiro botão (3 cm)
o Marque o transpasse do botão (2 cm)
 63 – 62 Marque a posição do segundo botão
 Una os pontos 62 – 21 e prolongue para cima
 64 – 21 Marque a medida do decote traseiro e esquadre, para traçar a gola
 65 – 64 Marque 1,5 cm
 66 – 65 Marque a largura da gola (de 7 cm a 8 cm)
 67 – 66 Marque 1,5 cm
 68 – 65 Marque 3 cm, que será a linha da “quebra” da gola
 69 – 21 Marque 3 cm
 Una os pontos 69 – 68 e prolongue a linha até o primeiro botão, ponto 62
 70 – 22 Marque 6,5 cm
 71 – 70 Marque 5 cm
 72 – 71 Marque 4 cm

GOLA SUPERIOR

 Carretilhe os pontos 65 – 67 – 72 – 21 e destaque a gola


 Dobre uma folha meio e posicione a gola, nos pontos 67 – 65
 Contorne a cola e abra a folha, suavizando as linhas superiores e inferiores

REVEL
 Sobre outra folha, carretilhe os pontos 21 – A – B -70 – 71 – 21 e destaque o revel

MANGA
 Para o blaser, a manga indicada é a de duas folhas, que você poderá consultar no item
“Manga”

Observação: É necessário acrescentar margem de costura em


todos esses traçados
162
163

Interesses relacionados