Você está na página 1de 17

Mateus

Jesus como o Rei prometido


Marcos
Jesus como o Servo sofredor
Lucas
Lucas 4.14-22
14 Jesus voltou para a Galiléia no poder do
Espírito, e por toda aquela região se espalhou
a sua fama.

15 Ensinava nas sinagogas, e todos o elogiavam.

16 Ele foi a Nazaré, onde havia sido criado, e no


dia de sábado entrou na sinagoga, como era
seu costume. E levantou-se para ler.

17 Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías.


Abriu-o e encontrou o lugar onde está
escrito:
Lucas 4.14-22
18 “O Espírito do Senhor está sobre mim,
porque ele me ungiu para pregar boas novas
aos pobres. Ele me enviou para proclamar
liberdade aos presos e recuperação da vista
aos cegos, para libertar os oprimidos

19 e proclamar o ano da graça do Senhor”.

20 Então ele fechou o livro, devolveu-o ao


assistente e assentou-se. Na sinagoga todos
tinham os olhos fitos nele;
Lucas 4.14-22
21 e ele começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu
a Escritura que vocês acabaram de ouvir”.

22 Todos falavam bem dele, e estavam


admirados com as palavras de graça que
saíam de seus lábios. Mas perguntavam:
“Não é este o filho de José?”

1) As pessoas de Jesus:
18 “O Espírito do Senhor está sobre mim,
porque ele me ungiu para pregar boas novas
aos pobres. Ele me enviou para proclamar
liberdade aos presos e recuperação da vista
aos cegos, para libertar os oprimidos

19 e proclamar o ano da graça do Senhor”.

O filho do homem veio buscar e salvar


o que estava perdido. 19.10
Os excluídos de Lucas:
a) os pobres e oprimidos
O rico e Lázaro / mendigo-cego de Jericó

b) os publicanos e pecadores
Zaqueu

c) as mulheres
Isabel e Maria, profetisa Ana, Maria e Marta, viúva
de Naim, mulheres que sustentavam Jesus
d) os samaritanos
O bom samaritano / censura de Jesus aos discípulos
e) os enfermos
Dez leprosos

Dois tipos de perdidos:
Todos os publicanos e “pecadores” estavam
se reunindo para ouvi-lo. Mas os fariseus e
os mestres da lei o criticavam: “Este homem
recebe pecadores e come com eles”. 15.1

filho mais filho mais


novo
velho

sabe que está não sabe que está


perdido perdido
Em Lucas, encontramos todo tipo de gente:

o homem e a mulher,

o adulto e a criança,

o rico e o pobre,

o nobre e o mendigo,

o judeu e o gentio,

o fariseu religioso e o publicano “pecador”,

o sacerdote e o samaritano.

Todos precisam igualmente de Jesus.


2) A missão de Jesus:
18 “O Espírito do Senhor está sobre mim,
porque ele me ungiu para pregar boas novas
aos pobres. Ele me enviou para proclamar
liberdade aos presos e recuperação da vista
aos cegos, para libertar os oprimidos

19 e proclamar o ano da graça do Senhor”.

O filho do homem veio buscar e salvar


o que estava perdido. 19.10
O ano da graça do Senhor:

libertação dos escravos

ano do perdão das dívidas

jubileu restituição das terras

descanso para a terra

um ano para
recomeçar
O ano da graça do Senhor:

duas palavras
especiais em salvação
Lucas graça
Mais do que um Mestre que nos diga
o que fazer, precisamos de um
Salvador que faça por nós aquilo que
não somos capazes de fazer.
Apelos de Lucas:
1) Um chamado para uma igreja plural, com
espaço para todos, inclusive os diferentes (a
igreja deve ser inclusiva e não exclusiva)

2) Um chamado para o desafio de ir ao encontro


dos excluídos

3) Um chamado para o reconhecimento da nossa


necessidade de um Salvador (todos somos/
estamos perdidos)

4) Um chamado para viver na dimensão da graça,


onde o que fazemos de bom é insuficiente para
ganhar a salvação e o que fazemos de ruim é
insuficiente para perder a salvação
http://www.sermonspice.com/product/48232/free