Você está na página 1de 27

Manual de

motivação
para professores
e equipe escolar

1
Manual de motivação
para professores e equipe escolar

Não há dúvidas de que, na escola, o


professor é um dos grandes protagonistas
do processo de educação e formação do
aluno. É ele o responsável por abrir as portas
do conhecimento e ajudar cada passo de
cada aluno desde o princípio da vida escolar,
passando pelos ensinos Fundamental, Médio,
até chegar aos níveis de graduação e pós-
graduação.

2
Manual de motivação
para professores e equipe escolar
Com tamanha importância, é imprescindível manter esse valioso
profissional constantemente estimulado em suas atividades, oferecendo a
ele uma estrutura ideal, um bom plano pedagógico e de carreira, além de
autonomia para que ele desenvolva seu papel como educador.

Preparamos este manual com as principais estratégias de motivação para


professores e equipe escolar.

Confira!

3
O que você vai encontrar neste E-book

Cuide da mente......................................................... 5
Como cuidar da mente? .......................................... 6
Dica ........................................................................... 7
Cuide do espaço....................................................... 8
A estrutura necessária............................................. 9
Ambientes pedagógicos........................................... 11
Cuide da identidade da escola................................... 14
Cuide da qualificação............................................... 15
Como essa qualificação pode ser feita?................. 16
E dentro da escola?.................................................. 17
Cuide do relacionamento......................................... 19
Reserve um tempo para você.................................. 21
Cuide do futuro......................................................... 22
Os resultados da motivação.................................... 24

4
Cuide da mente
Um dos fatores essenciais para o
exercício da atividade de professor é
a estabilidade emocional. Ela envolve
não só os alunos em sala de aula,
como também os colegas de trabalho
e todo o ambiente escolar.

Para preservá-la, gestores escolares


devem investir em estratégias para
conhecer as emoções de seus
profissionais, bem como trabalhar o
equilíbrio dos diversos sentimentos
que permeiam a carreira de professor,
entre eles a ansiedade, o estresse e a
pressão.

5
Como cuidar da mente?
Uma forma interessante e menos formal
de trabalhar o aspecto mental com os
professores é por meio de dinâmicas
motivacionais. Com jogos e atividades
em grupo, é possível destacar emoções e
eventuais dificuldades emocionais
dos professores, antecipando-se ou
auxiliando-os na superação dos
problemas.

Como pontos positivos, essas


atividades também podem
estreitar a relação entre os
professores, uma vez que
o compartilhamento das
emoções e experiências traz
como resultado uma equipe
mais forte, unida e motivada.

6
Dica:
Profissionais da área de Recursos Humanos podem conduzir as dinâmicas
motivacionais. Eles têm a técnica específica para cada tipo e objetivo da atividade.
Mas, caso não seja possível contratar um profissional de Recursos Humanos, é
possível encontrar dinâmicas fáceis e eficazes na internet.

A atividade “Uma carta para mim” é um bom exemplo.

A dinâmica consiste em cada professor escrever uma carta para si mesmo,


como se fosse enviá-la ao seu melhor amigo. O conteúdo deve ser
preenchido com o que se passa no presente e com projeções para um
futuro breve. O profissional deve descrever como se sente no momento,
o que aguarda para si nas próximas semanas e como se vê pessoal e
profissionalmente dali a 30 dias.

A carta deve ser lacrada e entregue ao coordenador


pedagógico. Ele a guardará e a devolverá ao
professor depois de um prazo de 45 dias, ou mais.
Assim, o professor poderá conferir se atingiu suas
metas no período.

Trata-se de algo bem simples, mas que pode trazer


um excelente resultado: a percepção de cada
professor sobre sua motivação, suas expectativas e
seu comprometimento pessoal e profissional.

7
Cuide do espaço
Todos querem e precisam de boa estrutura

Para o desempenho satisfatório em qualquer


atividade profissional, é necessário que o empregador
ofereça uma boa estrutura. Com os professores
não é diferente. As escolas precisam oferecer para
seu corpo docente o máximo de recursos, inclusive
os tecnológicos, além de um espaço agradável e
estimulante para manter os professores dedicados e
focados no trabalho de lecionar.

Vale destacar que a estrutura também exerce


influência direta na relação professor-aluno, já que
a falta de recursos provoca o efeito “bola de neve”,
com alunos desmotivados fazendo professores
esmorecerem e vice-versa.

*Redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e YouTube


8
A estrutura necessária
Espaço físico

Deve ser limpo, alegre, acolhedor e bem organizado. Os gestores


escolares precisam ter essa preocupação. Afinal, não há quem se sinta
bem e consiga desempenhar o melhor de si em um ambiente bagunçado,
escuro e desagradável.

Tenha uma boa cantina, onde não só os alunos,


mas também os professores e funcionários
que passam o dia todo na escola possam
se alimentar de forma correta, saudável e
nutritiva. Invista também em um pátio
amplo e em espaços de convivência,
tanto cobertos quanto ao ar livre.
Esses locais estimulam encontros
e troca de ideias e podem servir
até mesmo como ponto de
descompressão para aliviar
o estresse. ▶

9
A estrutura necessária
Espaço físico
▶ Outro ponto que não pode ser deixado de lado é a sala
dos professores. Invista numa sala aconchegante e com o
mobiliário ideal para o professor ajustar os detalhes de sua
aula, corrigir provas ou simplesmente relaxar entre uma aula e outra.
Espaço similar também deve ser garantido à equipe de funcionários.

Não se esqueça dos fatores segurança e acessibilidade. São


itens que facilitam a circulação pela escola, entre eles rampas
de acesso, corrimãos nas escadas e iluminação adequada,
tanto dentro das salas de aula quanto nos demais ambientes.

10
Ambientes pedagógicos

Os ambientes pedagógicos ajudam


a estimular não apenas os alunos,
mas também os professores,
que, por meio deles, conseguem
disseminar o conteúdo de suas
disciplinas de forma mais atraente.
Dar ao educador a possibilidade de
diversificar o formato de suas aulas
certamente o deixará estimulado e
mais dedicado em seu trabalho. ▶

11
Ambientes pedagógicos

▶ Em sala de aula, viabilize o acesso à internet. A tecnologia já


é uma realidade dentro do ambiente escolar e a utilização de
aparelhos eletrônicos, como tablets, notebooks e celulares, só
agregará conhecimento e favorecerá a atuação do professor. ▶

12
Ambientes pedagógicos
▶ Fora da sala de aula, cative o
trabalho de seu corpo docente
com o oferecimento de outros
ambientes pedagógicos: um
bom laboratório de informática,
onde os alunos poderão
desenvolver os trabalhos nas
mais diferentes ferramentas e
programas; um laboratório de
ciências bem equipado, onde os
estudantes poderão aprender
na prática toda a teoria
aprendida na aula, dando
muito mais dinamismo ao
trabalho do professor; e
uma biblioteca com um
rico acervo de livros, que
pode servir como fonte
de consulta para todos.

13
Cuide da identidade da escola
Cada instituição de ensino deve ter claro a sua identidade e o seu
Projeto Político Pedagógico, que é a proposta educacional da escola.
Por meio
dele, toda a comunidade escolar desenvolverá o trabalho.

Nesse processo de identidade, é fundamental manter


um constante aprimoramento do conteúdo, bem como
das formas de avaliação. Cada detalhe deve ser
planejado e definido.

O estabelecimento de metas pode


ajudar nessa organização.
A realização de reuniões
periódicas também auxilia
o monitoramento de cada
etapa, verificando se os
objetivos estão sendo cumpridos
ou se eventuais ajustes
são necessários.

14
Cuide da qualificação
Um profissional que esteja sempre
apto a lidar com as mais diferentes
situações que acontecem no universo
escolar certamente traduz-se em alguém
motivado a desempenhar seu papel.
Mas, para que isso aconteça, é muito
importante que a escola disponibilize
ferramentas ou caminhos para que
ele busque frequentemente a
sua atualização.

15
Como essa qualificação pode ser feita?

Há diversas formas que a escola pode e deve disponibilizar. Que


tal os cursos online? Há várias opções que trazem os mais diversos
tipos de conteúdo para atualizar o trabalho do professor. Busque
algum que traga inovação para o corpo docente, mas também que
seja convergente com a identidade da escola.
Por esses cursos não serem presenciais, permitem ao professor
fazê-los em um momento em que ele esteja focado exclusivamente
em sua qualificação e aprimoramento profissional. O retorno
certamente virá em sala de aula, com professores mais bem
preparados, mais seguros e, claro, mais motivados.

16
E dentro da escola?
Dentro da escola, o trabalho de qualificação e preparo do professor pode se
dar também de várias maneiras. Mantê-los informado é um ponto essencial, já
que eles são os transmissores de todo o conhecimento em sala de aula. O que
acha de fomentá-los, disponibilizando ao corpo docente acesso aos principais
veículos de comunicação, como sites de
jornais, revistas e portais de notícias?

Esses veículos de comunicação


podem servir como importante
aliado na difusão do conteúdo
pedagógico. Evidentemente,
para disponibilizar esses canais
de informação, também é
preciso ofertar aos professores
internet e rede sem fio. Parece
bobagem, mas muitas escolas
restringem o acesso e isso, além
de dificultar o aprimoramento,
desmotiva o profissional. ▶

17
E dentro da escola?
▶ A troca de experiências é outra
iniciativa enriquecedora e que possibilita
crescimento profissional. Crie ambientes
e momentos propícios para que
educadores possam trocar conquistas,
desafios, dificuldades e formas de
educar. Essa estratégia funciona bem,
independentemente da idade. Aliás,
professores mais novos podem passar
tantos recursos recentes para os
professores mais velhos, como esses mais
vividos e experientes podem passar seus
conselhos para quem está começando a
atuar como profissional.

18
Cuide do relacionamento
Em qualquer área profissional, a transparência e o diálogo entre
dirigentes e dirigidos faz toda a diferença para garantir uma equipe
feliz e motivada. Assim também funciona na escola.

O canal de comunicação entre gestores escolares, corpo docente e


outros colaboradores deve ser o mais aberto e sincero possível. Isso
facilitará a condução de ajustes por parte dos gestores e permitirá que
professores exponham suas dificuldades e pontos de observação
durante o trabalho em sala de aula. ▶

19
Cuide do
relacionamento
▶ O canal de comunicação
deve estar sempre aberto
em duas frentes: individual e
coletiva. Em ambos, o foco
é melhorar o que precisa ser
melhorado, sem esquecer
de enaltecer os pontos
positivos de cada membro
da equipe. E, especialmente
no coletivo, aproveite a
reunião do corpo docente
também para descontrair
um pouco, provocar
integração dos professores,
de forma que eles estreitem
relacionamento. A união da
equipe também exerce fator
motivacional.

20
Reserve um tempo
para vocês
Para que a correria e as inúmeras
atribuições não impossibilitem o necessário
e regular encontro entre coordenadores
e equipe, estipule previamente um
dia da semana e um horário. Assim, o
compromisso já se torna parte da rotina.

Nessas reuniões, dedique-se em ouvir


o que professores e equipe têm a dizer.
Escutá-los é uma forma de ofertar
segurança, item diretamente ligado ao
fator motivacional.

Por essa mesma razão, vale uma dica: não


se mostre disponível apenas nessas datas
e espaços reservados. Esteja sempre
pronto para recebê-los e ouvi-los. O
diálogo apara arestas, ajuda a solucionar
conflitos e estreita relacionamentos,
essencial na gestão de pessoas.

21
Cuide do futuro
Não deixe de construir um bom plano de carreira para professores e
para a equipe. Não há profissional que não almeje ascender na carreira.

O plano deve ser bem estruturado, de


modo que cada funcionário saiba o
caminho que pode percorrer dentro da
instituição de ensino e como percorrê-lo.
Deve constar, se possível, até mesmo as
habilidades e qualificações necessárias
para cada degrau de crescimento.
Essa informação o ajudará no
preparo para sua projeção.

22
Cuide do futuro
A promoção é uma forma de
manter o profissional motivado
constantemente, empenhado em
desenvolver sua atividade com o
máximo de qualidade. É, sobretudo,
uma forma de reconhecimento por
toda a sua dedicação.

Aqui, vale novamente a dica: ouça


seus funcionários. Conversem
sobre as expectativas que um
tem para com o outro. Esse tipo
de alinhamento reflete em
crescimento para todos.

23
Os resultados da motivação
Ao seguir esse manual, sua escola certamente terá
profissionais altamente motivados no exercício de
suas atividades.

Os cuidados com estrutura, ambiente e atenção


aos profissionais que compõem não apenas o
corpo docente, mas também toda a equipe de
funcionários, garantem impactos muito positivos
para a escola.

O trabalho de todos é mais bem desenvolvido, os


alunos percebem e também passam a se interessar
e a participar mais das aulas, mais estimulados em
aprender. Como resultado, teremos jovens aptos a
fazer diferença na sociedade.

24
gostou
do material?
Compartilhe com
seus colegas!

25
SAIBA MAIS SOBRE O MAXI

26
qUER LER mais
CONTEÚDOS
GRATUITOS
sobre A BNCC?

A hora e a vez das


competências
socioemocionais

Baixar e-book

27