Você está na página 1de 7

26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog

RH (https://blog.contaazul.com/topic/rh)

Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados


necessários

Caroline Francini 11/07/2017 6 min de leitura ⇠ Voltar (https://blog.contaazul.com)

Tem dúvidas sobre um eventual caso de abandono de emprego? Quantos dias e que condições estão previstas na lei para o abandono se confirmar. Vamos buscar
esclarecer essas questões neste artigo.

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 1/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog

(https://universidade.contaazul.com/cs/c/?cta_guid=0fbd6b5c-735f-497a-b5ac-009f6f5c7478&placement_guid=688b36e8-c57e-4332-a4b3-
32bb16155ae3&portal_id=652034&canon=https%3A%2F%2Fblog.contaazul.com%2Fabandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-
necessarios&redirect_url=APefjpHLyt11R0VLtETEY76IGxgYZGWW_D1SvKDfly5qNk61AGgPvR5nj6G5EsZJhHEuafI-wrvFJVC-
uKDnCUSOJsmG7CRtH3y1whsfyywHnoZKg3F7XwswYNaxRMQxnWKdGPLBI9b94qdMLeRFkLRYcAwh83aHfS1q3JmUiU7nQZrXC8QKjH8R6GVriJ0V1CfdTQ8GNYQr&c
6c63-4502-ba8c-846ab88e8364&hsutk=f4eb1c1aa9cac8c260d0a8e2d3f96301&signature=AAH58kHV2J-
V0i1_C5k9UhSnFyoqxpFymg&utm_referrer=https%3A%2F%2Fwww.google.com%2F&pageId=4524878103&__hstc=99675841.f4eb1c1aa9cac8c260d0a8e2d3f96301.156
post)
Abandono de emprego: quantos dias de faltas?
Esta é, certamente, uma situação não esperada por nenhum dono de negócio nem por um líder de equipe, mas acontece. Quando um colaborador não aparece para
trabalhar e segue ausente com o passar dos dias, começam a surgir dúvidas. O que devo fazer? Quanto tempo devo esperar para tomar alguma atitude? O que diz a
legislação?
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT (https://blog.contaazul.com/pj-ou-clt-planilha/)) aborda a questão superficialmente. Veja:
Art. 482 - Constituem justa causa para rescisão do contrato de trabalho pelo empregador:
i) abandono de emprego;
Dessa forma, o empregador sabe que pode demitir o funcionário que abandona o emprego com base nas regras previstas para a modalidade de justa causa, o que
reduz em parte os direitos trabalhistas.
Mas a legislação não é clara no que diz respeito a prazos e condições para que o abandono de emprego seja declarado. Há, no entanto, alguns consensos entre os
juristas e é importante saber como casos do tipo têm sido conduzidos e julgados ao longo dos anos para que o empregador adote posturas semelhantes.
Como regra geral, não se fala em número de faltas, mas em 30 dias consecutivos de ausência do colaborador. Ou seja, o critério de abandono de emprego não se
aplica se ele faltar 30 dias ao longo do ano, por exemplo, se não forem ausências sucessivas.
Em tese, a empresa pode se antecipar a esse prazo, desde que identifique circunstâncias muito claras quanto à motivação do funcionário em abandonar o
emprego. Mas essa não é uma prática recomendada, especialmente porque ela terá que provar a intenção do colaborador de não mais retornar ao trabalho, como
previsto no artigo 818 da CLT.
É bem verdade que o ônus da prova permanece para fins de aplicação da justa causa mesmo após os 30 dias de ausência, mas dessa forma o empregador melhor se
resguarda para evitar contestações.
A motivação do funcionário é especialmente importante, pois a sua ausência intencional, ainda que prolongada, pode vir a ser plenamente justificada posteriormente.
Ele pode estar hospitalizado e sem contato no período, como também pode ter sido preso (sem que se entre no mérito da sua culpabilidade), apenas para citar dois
exemplos.
Como comunicar o abandono de emprego
Vimos que o entendimento comum é de que o abandono de emprego depende de faltas contínuas por 30 dias com o propósito claro de não mais retomar as atividades.
Quando os dois fatores estão presentes, como a empresa deve proceder?
Como prática, há quem faça a publicação de um anúncio em jornal de boa circulação, solicitando que o funcionário se apresente, sob pena de caracterização do
abandono de emprego e posterior rompimento do vínculo. Mas essa não é a forma adequada de comunicação, uma vez que é impossível provar que ela tenha
chegado ao conhecimento do empregado.
O ideal é que o anúncio em jornal só seja utilizado nos casos em que o funcionário não foi localizado após três tentativas de praxe dos correios para entrega de carta
registrada, que é a opção mais segura para a empresa. Nesse cenário, o anúncio é utilizado porque o colaborador se encontra em local incerto e não sabido.
Veja, então, quais são os passos indicados para comunicar um abandono de emprego:
Decorridos 30 dias de ausência não justificada, o empregado deve ser notificado a se apresentar, sob pena de demissão por justa causa devido à caracterização
de abandono de emprego
Formule a notificação e envie por carta registada com Aviso de Recebimento (AR), informando prazo para manifestação
Registre o caso na ficha ou livro de registro de empregados
Cumprido o prazo concedido, não havendo manifestação, proceda com a rescisão do contrato de trabalho, sob as regras da demissão por justa causa
O processo se conclui com o envio do aviso de rescisão ao funcionário, também preferencialmente por carta registrada com AR.
Outra forma segura de notificar o funcionário é via cartório, com comprovante de entrega. Já a comunicação pessoal pode esbarrar na recusa do empregado ou de um
familiar seu em assinar recebimento da notificação. E sem essa assinatura, não há prova.
E se o funcionário reaparecer?
É pouco provável que, havendo a clara intenção de abandonar o emprego e cumpridos os 30 dias de faltas contínuas, o empregado reapareça no local de trabalho
após ser notificado. Ainda assim, você precisa contar com essa possibilidade.
Se ela ocorrer, antes ou depois da notificação, há quatro caminhos possíveis:
Se as faltas no período forem legalmente justificadas, a empresa não pode sequer descontar seu salário e não pode demiti-lo por justa causa
(https://blog.contaazul.com/demissao-por-justa-causa)
Se ele retornar e alegar circunstâncias excepcionais para a falta, ainda que não legalmente justificadas, também a empresa não pode se valer da justa causa
Se ele retornar sem justificar faltas, pode o empregador, além dos devidos descontos (https://blog.contaazul.com/folha-de-pagamento-excel-gratis/), aplicar alguma
medida disciplinar, como advertência e suspensão, mas novamente não pode recorrer à justa causa
Se ele retornar sem justificar faltas, mas manifestar seu interesse em não mais seguir na empresa e pedir demissão, ele perde alguns direitos trabalhistas, como o
saque ao FGTS e seguro-desemprego.
O que fica claro é que a justa causa depende da confirmação do abandono de emprego, o que não se materializa se o funcionário retorna ao trabalho, ainda que após
ser notificado. Como a área do Direito é dinâmica, entendimentos divergentes podem ser encontrados, mas essa é a regra geral.
O que a empresa deve ao funcionário
Caso o abandono de emprego se confirme e a rescisão do contrato de trabalho seja realizada, ainda assim a empresa precisa cumprir com algumas obrigações e
quitar pendências com o funcionário ausente.
Como essa é uma demissão por justa causa, ele irá perder alguns direitos trabalhistas, não fazendo jus ao aviso prévio, não recebendo o valor relativo à multa de 40%
do FGTS, não podendo sacar seu benefício e sendo impedido de receber o seguro-desemprego.
Nesses casos, não há consenso quanto ao pagamento de férias proporcionais mais 1/3, mas é possível que a empresa tenha que arcar com esses valores - então,
faça essa previsão na contabilidade da rescisão.
O que certamente terá de ser pago é o seu salário, ainda que aplicados descontos, e o 13º salário proporcional ao número de meses trabalhados no ano corrente.
Esses são direitos adquiridos e que não podem ser negados.
Considerações finais
Nenhum gestor consciente gostaria de ver um funcionário abandonar seu emprego, mas há situações que podem fugir do seu controle. O segredo, como vimos neste
artigo, é estar preparado para todos os cenários. O conhecimento da legislação é uma das obrigações de quem tem seu próprio negócio. Manter-se informado é
condição básica para evitar transtornos posteriores na Justiça do Trabalho.

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 2/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog
Planilha de Folha de Pagamento

Baixar a planilha agora

Este artigo sobre abandono de emprego foi útil para você? Restou alguma dúvida? Comente!

RH (https://blog.contaazul.com/topic/rh)

Compartilhar

Escrito por
Caroline Francini
Talent Head na ContaAzul. É formada em Psicologia pela Associação Catarinense de Ensino e pós-graduada em Gestão de Pessoas pela
Faculdade Bagozzi.

Você vai se interessar também

(https://blog.contaazul.com/o-que-muda-com-a-reforma-trabalhista)
O que muda com a Reforma Trabalhista nas pequenas empresas
(https://blog.contaazul.com/o-que-muda-com-a-reforma-trabalhista)

(https://blog.contaazul.com/antes-de-demitir-um-funcionario)

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 3/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog

8 medidas para tomar antes de demitir um funcionário


(https://blog.contaazul.com/antes-de-demitir-um-funcionario)

(https://blog.contaazul.com/descontos-no-salario-trabalhador-permitidos)
Para não errar mais: quais descontos no salário são permitidos
(https://blog.contaazul.com/descontos-no-salario-trabalhador-permitidos)

(https://blog.contaazul.com/calculo-rescisao)
Cálculo de rescisão: como fazer e não errar?
(https://blog.contaazul.com/calculo-rescisao)

(https://blog.contaazul.com/como-contratar-estagiario/)
Como contratar estagiários? Entenda as regras
(https://blog.contaazul.com/como-contratar-estagiario/)

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 4/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog

(https://blog.contaazul.com/recrutamento-selecao-contratar)
Recrutamento e seleção 2.0: Como contratar melhor e mais rápido
(https://blog.contaazul.com/recrutamento-selecao-contratar)

(https://blog.contaazul.com/planilha-como-calcular-hora-extra)
[Planilha] Como calcular hora extra
(https://blog.contaazul.com/planilha-como-calcular-hora-extra)

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 5/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog

(https://blog.contaazul.com/contaazul-receba-facil)
Como o ContaAzul Receba Fácil gera boleto registrado sem burocracia
(https://blog.contaazul.com/contaazul-receba-facil)

(https://blog.contaazul.com/aprenda-a-gerenciar-a-comissao-de-vendedores-da-sua-empresa)
Aprenda a gerenciar a comissão de vendedores da sua empresa
(https://blog.contaazul.com/aprenda-a-gerenciar-a-comissao-de-vendedores-da-sua-empresa)

(https://blog.contaazul.com/sistema-erp)
Sistema ERP: Como escolher o Ideal para Sua Empresa?
(https://blog.contaazul.com/sistema-erp)
Comentários
ROBSON
21/10/2016 11:09:05
Adorei o texto é bem esclarecedor, gostaria apenas de acrescentar que a respeito do desconto das férias na rescisão por abandono, nesta situação de acordo com a
regra de proporção de desconto por faltas nas férias o colaborador não terá direito ao pagamento das férias nem de 1/3, devido a perda de período aquisitivo.
"Acima de 32 faltas injustificadas no curso do período aquisitivo, há a perda do direito às respectivas férias"
Infelizmente já tive que aplicar este tipo de rescisão e na época não pagamos as férias do colaborador devido a esta regra.
Lilian
17/01/2017 06:57:43
Excelente texto.
Consultor ContaAzul
17/01/2017 10:15:11

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 6/7
26/08/2019 Abandono de emprego: quantos dias de ausência e cuidados necessários | ContaAzul Blog
Bom dia, Lilian.
Muito obrigado, que bom que você gostou! Um abraço.
Cristiane vicentainer
18/01/2017 00:18:44
Lillian,preciso da sua ajuda quanto ao abandono de emprego. Por favor entre em contato comigo o mais rápido possível
Angel Ferreira dos Santos
09/02/2017 18:22:07
O abandono de emprego só pode ser considerado por falta de 0 dias corridos?
Consultor ContaAzul
13/02/2017 10:59:55
Olá, Angel. Exatamente, como regra geral, não se fala em número de faltas, mas em 30 dias consecutivos de ausência do colaborador. Ou seja, o critério de abandono
de emprego não se aplica se ele faltar 30 dias ao longo do ano, por exemplo, se não forem ausências sucessivas.
Em tese, a empresa pode se antecipar a esse prazo, desde que identifique circunstâncias muito claras quanto à motivação do funcionário em abandonar o emprego.
Mas essa não é uma prática recomendada, especialmente porque ela terá que provar a intenção do colaborador de não mais retornar ao trabalho, como previsto no
artigo 818 da CLT.
valdinei vidal
20/02/2017 20:20:28
Olá gostei do testo foi bem útil ,mais eu tenho uma curiozidade sobre os 30 dias de faltas ;é 30 dias incluindo os dias de descansso ,tipo domigo e feriados ou 30 faltas
no cartão de ponto ,se alguem puder mim esclarecer essa duvida eu fico agradecido.
Consultor ContaAzul
21/02/2017 11:18:34
Bom dia. Valdinei. Tudo bem? O entendimento comum é de que o abandono de emprego depende de faltas contínuas por 30 dias com o propósito claro de não mais
retomar as atividades. Mas se você ainda estiver com dúvidas, vale conversar com o seu contador, ele poderá te ajudar!
Lourdes
22/02/2017 12:37:55
Boa tarde, gostaria de saber se quem abandonou o serviço em 2011 tem direito a sacar o Fgts? Obrigada
Consultor ContaAzul
22/02/2017 17:51:37
Olá, Lourdes. Tudo bem? Para consultar se você tem direito a saque do FGTS, você pode conferir diretamente no site da CAIXA: http://www.caixa.gov.br/beneficios-
trabalhador/fgts/contas-inativas/Paginas/default.aspx :)
Glinforde
25/02/2017 10:02:08
Excelente texto. Bem claro e objetivo.
Leviomar
27/02/2017 05:19:38
Ola sou vigilante e faz dez dias que nao apareço no trabalho pois a empresa nao paga os funcionarios faz 3 meses e mais o decimo por esse motivo nao to indo
trabalhar o que devo fazer?
Consultor ContaAzul
27/02/2017 17:41:06
Olá, Leviomar. Tudo bem?
Você tentou conversar com um advogado ou com seu sindicato? Acredito que eles poderão lhe orientar da melhor forma :)
Marcelo Coimbra
27/02/2017 12:06:06
Continuando a mensagem encaminhada anteriormente. Na minha defesa na alegação final, considerei que não poderia ser punido hoje, por um fato presumido pela
empresa que se caracterizaria em 01/07/2007. E que estaria então, eu empregado em questão, esquecido pela empresa durante todos esses anos? A empresa não
feriu o princípio dá imediatilade e incorre no perdão tácito? Lembrando que trabalho numa empresa pública de economia mista, mas os empregados dos correios são
regidos pela CLT, e finalizei alegando que apenas almejo contínuar minhas atividades laborais com total empenho e correção. Entreguei essa alegação final em
03/01/2017 e continuo trabalhando normalmente aguardando o parecer final. Acha que tenho chances de permanecer na empresa? Não quero sair, mas temo pelo
processo administrativo disciplinar, espero ser anistiado dá pena pelo fato dá empresa o ao meu ver, ter falhado na condução do processo. Esse processo não deveria
ter sido aberto após trinta dias de faltas injustificadas, isso caracterizado em 31/07/2017? Agradeço pela orientação.
Fabio
03/03/2017 13:51:41
ola tudo bem....tenho uma funcionaria que saiu de licença maternidade e venceu os 120 dias que ela tem direito e ela não voltou ao trabalho e nem deu nenhum tipo de
satisfação sendo assim pedi para o meu contador entrasse em contato coma funcionaria e ele entrou...ela disse que iria vir na empresa dar uma satisfação sobre a sua
ausência....mas ela não apareceu e nem telefonou...então mandei três telegramas com AR sendo ela que recebeu todos e assinou a carta...os 30 dias corridos já se
passaram mandei o ultimo telegrama mas ela não se manifestou....sera que agora eu posso dispensar poa abandono de trabalho?
Consultor ContaAzul
07/03/2017 09:37:59
Bom dia, Fabio. Tudo bem? Você conversou novamente com o seu contador? Ele com certeza saberá o melhor a se fazer, você também pode procurar o sindicado
para te ajudar nessa questão :)
Denise Kramer
14/03/2017 20:23:33
tenho dúvidas sobre o assunto, abandono d emprego. Se possível, entre em contato comigo. Obrigadaa
Consultor ContaAzul
16/03/2017 16:43:21
Olá, Denise. Tudo bem?
Quais são as dúvidas que você tem?
João Cícero
17/03/2017 14:55:21
Trabalhei em uma empresa do dia 01/03 ao dia 13/03 e ouve um desentendimento la,então sai da empresa e não voutei lá,se eles me derem abandono de serviço
tenho direito de receber meus dias trabalhados?
Wilian Manoel
17/03/2017 15:11:21
Olá! Eu gostaria de ter uma informação.
Eu tive uma infecção e não fui trabalhar durante 8 dias sem atestado, no 7* dia de ausência eles me notificaram que em um prazo de 48h se não me manifestasse
daria como abandono, hoje já se faz 14 dias que não retorno às minhas atividades na empresa, eu fui até lá e ninguém quis falar comigo, fiquei durante 4h na portaria
mas ninguém falou comigo, neste caso eles têm o direito de me mandar por justa causa (abandono) sem eu ter atestado médico?
Thais Fernanda
27/03/2017 11:39:41
Gostei da explicação. Tenho uma duvida. Quando o gestor sente que o funcionário esta agindo de má fé referente a ausência continuas, exemplo o funcionário fica 15
dias sem aparecer na empresa e não dá nenhuma satisfação, e volta no dia seguinte e não tem um justificativa, ai começa a falta novamente o que fazer? O
funcionário sabe como funciona a gera do abandono, então ele não deixa completar 30 dias consecutivos da sua ausência na empresa.
Sérgio
05/04/2017 21:51:49
Oi aconteceu domingo dia 3/3/2017 eu meus dois parceiros trabalhamos pelo período da manhã só q nossa jornada é de 12×36 então resolmos sair antes pois
pensamos já que a empresa tá em dívida não pagou o ticket e as passagens que sempre cai no dia primeiro de cada mês então vamos embora saímos as 13;00horas
sendo que nossa jornada é de 07:00a19;00 agora empresa nos deu uma suspensão que não acho errado ela tem todo direito de fazer isso porém nossos encarreg no
disseram que talvez isso daria demissão por justa causa

Conheça Conta Azul


contaazul.com (https://contaazul.com)

© 2019 Conta Azul® Todos os Direitos Reservados

https://blog.contaazul.com/abandono-de-emprego-quantos-dias-de-ausencia-e-cuidados-necessarios 7/7