Você está na página 1de 20

Estruturas de Concreto e Fundações

CONCRETO ARMADO III

2. Esforços em lajes

Fábio Selleio Prado


M.Sc., Eng. Civil - Prof. INBEC e Instituto Mauá de Tecnologia
Sócio da EGT Engenharia, São Paulo
2. Esforços em lajes

Teoria de flexão de placas:

Hipóteses de Kirchhoff

i. O material da placa é elástico linear, homogêneo e isotrópico;


ii. A superfície média da placa é indeformável;
iii. Manutenção da seção plana após a deformação;
iv. As tensões normais ao plano médio são desprezíveis;
v. Regime de pequenas deformações.
2. Esforços em lajes

Equação diferencial de equilíbrio das placas delgadas:


2. Esforços em lajes

Solução da equação diferencial:

- Solução analítica;
- Analogia por grelha;
- Diferenças finitas (Tabelas);
- Elementos finitos;
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

Exemplo 2.1 - Placa quadrada e simplesmente apoiada


2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

- Solução Analítica (Timoshenko):

10  54
wmax  0,00406  0,01109 m  11,086 mm
2289

mx ,max  m y ,max  0,0479  10  52  11,975kNm / m


2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

- Diferenças finitas (Malha com 40x40 elem.):

mmax  11,964 kNm


wmax  11,089 mm

Momento (Mx)
Deslocamento
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

- Diferenças finitas: Discretização da malha


2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

- Elementos finitos (STRAP):

(cm) (kNm/m)

Deslocamento wmax  11,088 mm Momento (Mx) mmax  11,951 kNm / m


2. Esforços em lajes: Exemplo 2.1

- Analogia por grelha (STRAP):

M barra  2,932 kNm


Deslocamento 𝑤𝑚á𝑥 = 13,1 𝑚𝑚 Momento (Mx)
mmax  11,729 kNm / m
2. Esforços em lajes

Tabelas: Laje armada em duas direções


Atenção para as convenções e
formulações de cada tabela!
2. Esforços em lajes

Critérios para consideração dos vínculos para cálculo dos esforços


por tabelas
2. Esforços em lajes

Critérios para consideração dos vínculos

m'1 m'2
 0,8 max(m' ; m' )
1 2

m'≥  (m' + m' ) m


 2
1 2

m2
m1 ~m/2
2. Esforços em lajes

Critérios para consideração dos vínculos para cálculo dos esforços


por tabelas
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.3

Exemplo 2.3 – Continuidade entre as placas

Ec  25  106 kN , módulo de elasticidade longitudinal;


m2
  0, 2; coeficiente de Poisson;
h  0,1 m; espessura da laje;
g k  2,5 kN / m²; carregamento permanente;
qk  2,0 kN / m²; carregamento acidental;
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.3

6,0
 y
  1,00
x 6,0
p 2
4,5  6,02
mx  x
  6,11 kNm / m
x 26,5
p 2
4,5  6,02
my  x
  5,00 kNm / m
y 32, 4
p 2
4,5  6,02
m 'x   x
  13,61 kNm / m
x 11,9
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.3

6,0
 y
  1,50
x 4,0
p 2
4,5  4,02
mx  x
  3,83 kNm / m
x 18,8
p 2
4,5  4,02
my  x
  1,69 kNm / m
y 42,5
p 2
4,5  4,02
m 'x   x
  8,00 kNm / m
x 9
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.3

Critérios para consideração dos vínculos


m '  10,89 kNm
13,61 kNm 8,00 kNm
0,8max(13,61;8,00)  10,89kNm 2,72 kNm

m 'x   13,61  8,00
  10,80kNm
2

3,83 kNm
1,36 kNm
6,11 kNm
m2  3,83 kNm
m1  7, 47 kNm
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.3

Momentos fletores em X (kNm/m) obtidos por modelos em


Elementos Finitos  valores próximos!!!

mx , L1  6,88 kNm / m
m 'x , L1 L 2  10,9 kNm / m
mx , L 2  3,86 kNm / m
2. Esforços em lajes: Exemplo 2.4

Exemplo 2.4 – Calcular os momentos atuantes das lajes maciças L1-L2 e L4,
considerando:

Dados:

Revestimento: g1, k  1,5 kN / m²


Sobrecarga: q1, k  2,0 kN / m²
Parapeito balanço: g 2, k  2,0 kN / m
q2, k  2,0 kN / m
Concreto C25
Aço CA-50
Cobrimento c  2,5cm

Você também pode gostar