Você está na página 1de 5

Vitória Carreiro de França Teixeira

Data: 01/07/2018
EMBRIOLOGIA

Estudo da origem e do desenvolvimento humano, desde zigoto até o nascimento.

Etapas do desenvolvimento

• Período pré-embrionário = da fertilização ao final da 3a semana • Período embrionário = da 4ª a 8ª semana


▫ 1ª semana: fecundação; clivagem, formação do blastocisto ▫ Organogênese
▫ 2ª semana: implantação, disco germinativo bilaminar
▫ 3ª semana: gastrulação; neurulação • Período fetal = 9ª semana ao nascimento

Gametogênese: produção dos gametas (células sexuais) masculinos e femininos.


O desenvolvimento humano inicia-se com a FECUNDAÇÃO ou FERTILIZAÇÃO.

Mulher: Inicia-se e encerra-se durante o período fetal.


Homem: Acontece nos túbulos seminíferos após a puberdade.

Gameta masculino (ESPERMATOZOIDE) + Gameta feminino (OVÓCITO) = ZIGOTO


✔ Células sexuais altamente especializadas (n) → o nº de cromossomos é reduzido durante a
gametogênese (meiose).
✔ Zigoto (2n) → Célula totipotente
✔ Espermatogênese e Ovogênese (olhar desenho no livro – pg. 14)

Espermatogênese Ovogênese

1. Testículo → 1. Ovário →
2. Espermatogônia (46 XY) → CÉLULAS FOLICULARES
3. Espermatócito primário (46 XY) → 2. Ovócito primário (46 XX) em folículo primário
MEIOSE I reducional 3. Ovócito primário (46 XX) em folículo em
4. Espermatócitos secundários (23 X e 23 Y)→ crescimento
MEIOSE II equacional 4. Ovócito primário (46 XX) em folículo maior
5. Espermátides → 1ª MEIOSE
ESPERMIOGÊNESE (especialização) 5. Ovócito secundário (23 X) em folículo maduro
6. Espermatozoides. + antro (cavidade)
2ª MEIOSE >>> se fecundado
6. Ovócito maduro (23 X)

Ovocitação ou oocitação
Os hormônios estrogênio e progesterona, advindos do hipotálamo, promovem mudanças na estrutura e função
do endométrio, controlando o ciclo ovariano.

Fertilização
Ocorre normalmente na AMPOLA da TUBA UTERINA
SPTZ não são capazes de fecundar o ovócito logo que entram no trato genital feminino
Para tanto eles devem passar por um período de condicionamento:
CAPACITAÇÃO → modificações membranares para exposição de determinados tipos de proteínas de
reconhecimento da zona pelúcida; E, ainda, sofrer:
REAÇÃO ACROSSÔMICA → fusão de membranas do acrossomo e do ovócito, onde há orifícios
responsáveis por liberar o conteúdo do núcleo do sptz.
Fases da fertilização
1. Passagem do sptz pela corona radiata, formada pelas células foliculares;
2. O sptz penetra na zona pelúcida seguindo o caminho formado por enzimas do acrossomo;
3. A cabeça do sptz entra em contato com o óvulo e as membranas plasmáticas se fundem;
4. Reações do ovócito: as membranas do sptz e do ovócito se alteram para o bloqueio de poliespermia e a
segunda divisão meiótica é completa, expelindo o segundo corpo polar;
5. Sptz penetram no citoplasma do óvulo;
6. Formam-se os pronucleos e os DNAs são replicados;
7. Fusão dos pronucleos masculino e feminino → formação do zigoto.

Principais resultados da fertilização

• Restauração do número diploide de cromossomos


• Determinação do sexo do indivíduo
• Início da clivagem → rápidas divisões mitóticas do zigoto

1ª Semana de Desenvolvimento (1 a 7 dias)

➢ Zigoto → Mórula → Blastocisto >>> Massa celular interna, cavidade blastocística e trofoblasto.

Bastocisto tardio e inicial: o inicial ainda possui uma zona pelúcida em degeneração.
O blastocisto é uma célula pluripotente

Início da implantação ou nidação >>> Blastocisto na mucosa do endométrio


• Entre 5º e 7º dias após a fertilização
1ª → TROFOBLASTO + EMBRIOBLASTO + CITOTROFOBLASTO + SINCICIOTROFOBLASTO
2ª → TROFOBLASTO + HIPOBLASTO + EPIBLASTO + CITOTROFOBLASTO + SINCICIOTROFOBLASTO
Células do sinciciotrofoblasto começam a erodir e invadir a mucosa uterina
O embrioblasto dá lugar a duas novas camadas: hipoblasto e epiblasto.

2ª semana de desenvolvimento (8 a 14 dias)


Formação de:
✔ Primórdios de uma placenta
✔ Cavidade amniótica - O blastocisto é totalmente implantado;
✔ Disco embrionário bilaminar (hipoblasto e epiblasto)
✔ Cavidade exocelômica >>> saco vitelino - Há a fusão de cavidades do mesoderma
extra-embrionário;
✔ Mesoderma embrionário (e aumento deste)
✔ Rede de conexões com a muscosa (e aumento deste)
✔ Vilosidades cariônicas primárias
✔ Circulação uteroplacentária primitiva

3º semana de desenvolvimento (15 a 21 dias)


>>> Gastrulação: a massa celular interna é convertida em um disco embrionário trilaminar (ectoderma,
mesoderma e endoderma)
• Rápido crescimento
• Aparecimento da linha primitiva
• Desenvolvimento da notocorda
• Diferenciação em 3 camadas germinativas

Início da 3ª semana – espessamento do epiblasto (Linha Primitiva) e migração de células epiblásticas para o
plano mediano do disco embrionário.
• Gastrulação: formação das camadas germinativas
Conjunto de movimentos celulares que levarão à formação das 3 camadas germinativas (ou folhetos
germinativos) primárias do embrião: ectoderma, mesoderma e endoderma

• Neurulação: formação do Tubo Neural

• Desenvolvimento dos Somitos

• Desenvolvimento do Celoma Intra-embrionário

• Desenvolvimento inicial do Sistema Cardiovascular

• Término da formação das vilosidades coriônicas

4ª a 8ª semana de desenvolvimento
• - Mudanças na forma e tamanho do embrião
• - DOBRAMENTO DO EMBRIÃO
• - Estabelece a forma do corpo
• - Término do fechamento do tubo neural

• Estabelecimento de todas as estruturas internas e externas


• Período da ORGANOGÊNESE
• Ao final da oitava semana → Embrião com aspecto humano

4ª semana de desenvolvimento

• DOBRAMENTO DO EMBRIÃO
▫ Decorrente do RÁPIDO CRESCIMENTO do embrião
 Rápido crescimento longitudinal do SNC
 Rápida formação e crescimento dos somitos
> Importância do Dobramento do Embrião: Parte do ENDODERMA do saco vitelino é incorporado ao embrião
formando o INTESTINO PRIMITIVO

• FECHAMENTO do Tubo Neural


Defeitos do fechamento do tubo neural: anencefalia; espinha bífida

- Período da ORGANOGÊNESE
• NOTA CLÍNICA
▫ Pelo fato de todos os tecidos, órgãos e sistemas se formarem durante a 4a a 8a semana (período da
organogênese), a exposição dos embriões a TERATÓGENOS pode causar GRANDES ANOMALIAS
CONGÊNITAS.
TERATÓGENOS = agentes que produzem ou aumentam a incidência de anomalias congênitas

ENDODERMA MESODERMA ECTODERMA


Revestimento epitelial do Tecido conjuntivo SNC e SNP
TGI e respiratório Cartilagem e Osso Epitélio sensorial
Tireóide e paratireóide Músculos estriados e lisos Olho, nariz, orelha
Timo, Fígado e Pâncreas Coração e Rins Epiderme e seus anexos
Epitélio da bexiga Vasos sanguíneos e linfáticos Glândulas mamárias
Revestimento da cavidade do Serosas que revestem as cavidades Hipófise
tímpano do corpo Glândulas subcutâneas
Principais Eventos da 4a semana - 22o a 28o d

>>> 22o a 28o d


• 22o dia
• Embrião quase reto
com 4 a 12 somitos
• Formação dos
NEUROPOROS rostral
(anterior) e caudal
(posterior) no tubo
neural
• Embrião levemente encurvado

>>> 24o dia


• Arcos faríngeos visíveis
▫ Dão origem a maxila e
mandíbula
 1o mandibular
 MAXILA E MANDÍBULA
 Papel importante no
desenvolvimento da face
 2o hióideo

• Coração forma grande saliência


ventral e já bombeia sangue

>>> 26o dia

• Curvatura em “C”

• Longa eminência caudal curva


• Formação do 3o arco faríngeo
• Fechamento do Neuroporo rostral
• Aparecimento dos brotos dos
membros superiores
• Fossetas óticas
• Placóides do cristalino

>>> 28o dia

• Brotos dos membros inferiores

• Eminência caudal delgada e proeminente

• Fechamento do neuroporo caudal

• Estabelece sistema cardiovascular

• Aproximação da cabeça com a proeminência cardíaca

>>> 29o –35o dia


• Pequenas mudanças na forma do corpo

• Crescimento da cabeça excede o de outras áreas


▫ Rápido desenvolvimento do encéfalo e face

• Face entra em contato com a saliência cardíaca

• Presente os primórdios do olho e ouvido

• Brotos dos membros superiores tem forma de remo e dos inferiores de nadadeira

• Cristas mesonéfricas – indicam local dos rins mesonéfricos


(rins provisórios)

• Final da 5a semana- Inicia desenvolvimento do palato

>>> 36o – 42o dia

• Diferenciação dos membros superiores


▫ Desenvolvimento dos cotovelos e placas das mãos

• Primórdios dos dedos

• Olho bem evidente

• Cabeça maior que o tronco


▫ Encurvada sobre a saliência cardíaca

>>> 43o – 49o dia

• Cabeça afasta-se da proeminência cardíaca

• Modificações dos membros


▫ Raios digitais separados por chanfraduras (primórdios dos
dedos)

• Ao final da 7a semana ocorre o início da ossificação dos ossos dos membros superiores