Você está na página 1de 12

1

CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

VIEIRA, Glaucia Alberton¹ Commented [Ss1]:


Olá Glaucia !
RU : 1282117
Foi realizado uma análise do seu trabalho , Há alguns
DOMINSCHEK, Dosiré Luciani.² apontamentos de formatação e alguns autores que não
estão em sua lista de referências acompanhe nos
comentários ao lado direito no corpo do seu trabalho,
no mais seu TCC Texto Final ficou dentro da proposta
solicitada pela instituição;
RESUMO
Parabéns pela conquista!
Este artigo discorreu sobre a importância da música na educação infantil da 0 a
5 anos e tem como propósito uma abordagem a respeito de como a música Atenciosamente
Professora Andreia
pode contribuir na aprendizagem,favorecendo o desenvolvimento cognitivo, “Feliz é o homem que acha a sabedoria, aquele que obtém
linguístico, psicomotor e sócio afetivo da criança. A música exercem entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa do que a
significado quer o desenvolvimento infantil, quer para o processo de prata e rende mais do que o ouro.” Provérbios 3:13,14
aprendizagem das crianças desde a educação infantil, com a utilização da
música pode se perceber que a criança tem instigada a sua curiosidade, passa
a construir e constrói conhecimentos sobre si próprio e sobre tudo que se
encontra a sua volta, ou seja sobre o mundo que a rodeia. Através da música
pode-se analisar a forma de pensar da criança de agir de construir e reconstruir
o mundo em seu redor. As atividades com músicas nas escolas percebem uma
grande importância para o desenvolvimento afetivo, cognitivo e motor, além de
facilitar a socialização e serem atividades prazerosas pra criança. Pois os
educadores tem um papel muito importante, sendo um mediador entre a
criança e o mundo, auxiliando e estimulando os alunos em sala de aula.

Palavras- chave: Música. Desenvolvimento Infantil. Socialização.

1 INTRODUÇÃO

A infância é a fase da vida em que mais se brinca. Brincando a criança


aprende, descobre e potencializa o seu desenvolvimento. E a música faz parte
do mundo infantil e deve estar presente no seu dia a dia. Na aprendizagem a
Commented [Ss2]: Faltou inserir o cabeçalho de
música é muito importante, pois o aluno convive com ela desde muito pequeno rodapé com as informações da instituição
¹ Aluno do Centro Universitário Internacional
e a maioria das crianças gostam de ouvir e cantar músicas. Ouvir, aprender UNINTER. Artigo apresentado como Trabalho de
Conclusão de Curso. __ - 20__. (semestre e ano). ²
uma canção, brincar de roda, são atividades que despertam, estimulam e Professor Orientador no Centro Universitário
Internacional UNINTER.
2

desenvolvem, além do gosto musical, a convivência, a socialização e a


inclusão, fazendo com que a criança se interaja com o mundo.
Os objetivos específicos que este trabalho apresentou é entender os
aspectos favoráveis que o ensino da música pode proporcionar ás crianças da
educação infantil. Perceber as formas de interação da música com os demais
eixos de trabalho, ou seja, como a música pode auxiliar em diversas atividades
pedagógicas na educação infantil. Analisar as contribuições que o ensino de
música pode proporcionar no desenvolvimento das crianças na educação
infantil.

2 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Todos os sentidos humanos são muitos importantes para conhecer e


explorar o mundo, mas o que muitas pessoas não sabem é sobre o fato de que
a audição é um dos órgãos mais importantes para a exploração mais precisa e
rica de vivências e descobertas. No ouvir se pode no tempo e espaços,
diferenciar sons, localizar-se no ambiente entre outras situações, desde nossa
existência. De acordo com Brito (2003, p. 17):

A música é uma linguagem universal. tudo o que o ouvido percebe


sobre a forma de movimentos vibratórios. Os sons que nos cercam
são expressões da vida, da energia, do universo em movimento e
indicam situações, ambientes, paisagens sonoras; a natureza, os
animais, os seres humanos traduzem sua presença integrando-se ao
todo orgânico e vivo deste planeta. Commented [Ss3]: CITAÇÃO DIRETA LONGA: De
acordo com as Normas ABNT deve ser acrescentado
NO FINAL o sobrenome do autor em fonte Arial 10,
Para a autora a música é como um complemento na educação, pois o caixa alta MAIUSCULAS ano, página.

aprendizado leva a criança a pensar, já a música leva movimentar-se. Em Todos os autores citados no TCC –
Desenvolvimento deverão obrigatoriamente
parceria as duas formas de ensino colocam a criança em fase de constar na lista de Referências.
desenvolvimento mais abrangente. Ela passa a entender os conhecimentos
que recebe e como utilizá-los.
Atualmente, educadores e psicólogos ressaltam a globalidade do ser
humano e doseu desenvolvimento, apontando a impossibilidade de se
distinguir um aspecto somente motor, intelectual ou afetivo. Todos os aspectos
do desenvolvimento estão intimamente relacionados e exercem influência uns
3

sobre outros, a ponto de não se possível estimular o desenvolvimento de um


deles sem que, ao mesmo tempo, os outros sejam igualmente afetados.
No entanto para efeito didáticos, pode-se estudar as contribuições da
música para os aspectos ou áreas do desenvolvimento infantil, abordando os
em suas especialidades. Considera em todos os seus processos ativos (a
audição, o conto, a dança, a percussão corporal e instrumental e a criação da
melodia) a música globaliza naturalmente diversos aspectos a serem ativados
no desenvolvimento da criança; cognitivo, psicomotor, afetivo/social.
Consequentemente as brincadeiras musicais contribuem para reforçar
todas as áreas do desenvolvimento infantil, representando um inestimável
benefício para a formação e o equilíbrio da personalidade da criança e do
adolescente.São diversos os fatores que determinam o processo de
planejamento de aulas para a musicalização infantil . Segundo os autores
Viviam Madalozo e Tiago Madalozo (2013) não pretendo citar todos eles, visto Commented [Ss4]: Todos os autores citados no
TCC – Desenvolvimento deverão
que muitos são culturais e distingue-se pela formação do educador. obrigatoriamente constar na lista de
Uma das principais questões dos educadores musicais é um bom Referências.

planejamento. Entendemos que a musicalização é uma abordagem especifica


da educação musical, por meios de canções, jogos, danças, exercícios de
movimentos, relaxamentos, prática instrumental, improvisação e audição,
noções básica de ritmo e melodias, que quando apresentados a criança, se
reportam ao universo lúdico da infância.
O desenvolvimento em resposta a música imprecisa, no começo
transformasse pouco a pouco em uma resposta elaborada. É a medida que se
processa essa modificação, verificasse também um aumento da variedade e
caracterização estrutural: os conceitos musicais inicialmente aprendidos no
modo muito vago pelo processo de aprendizagem, vão progressivamente
sendo aprendidos e assimilados.Para Seashore (1919, p. 170):

As impressões de ritmo musicais despertam sempre, e em certa


medida, imagens motora na mente do ouvinte, e em seu corpo Commented [Ss5]: CITAÇÃO DIRETA LONGA: De
reações musculares intuitivas.As sensações musculares acabam por acordo com as Normas ABNT deve ser acrescentado
NO FINAL o sobrenome do autor em fonte Arial 10,
associar-se as sensações auditivas, que assim reforçadas se impõe
caixa alta MAIUSCULAS ano, página.
mais do espirito, para apreciação e análise.
Todos os autores citados no TCC –
Desenvolvimento deverão obrigatoriamente
A teoria espiral do desenvolvimento musical foi proposta pelo constar na lista de Referências.
pesquisador e educador musical de nacionalidade Britânica Keith Swanwick,
4

com base nos estudos de Piaget, esta teoria trata do desenvolvimento musical
de crianças e adolescentes. Para Swanwick (2005), a aprendizagem musical é
construída em etapas de desenvolvimento; o homem se desenvolve por
etapas, como uma espiral; antes da pronúncia do vocabulário, sons; antes da
vida adulta; uma vida infantil e pré-adulta.
O desenvolvimento musical se dá de modo contínuo, inicia-se com
experiências verdadeiras, porém da existência do ser humano de uma função
que o referido psicólogo chama de musicalidade, a capacidade do indivíduo
para dar respostas padrões rítmicos e melódicos, que são a substância da arte
musical.
A análise de ideias a respeito do ensino de musicas, assim como as
suas finalidades, suas vantagens e sua relação com a escola moderna. A partir
do século XX, estas discussões se tornam ainda mais intensas e
consequentemente o ensino de musica conseguiu cada vez mais espaço
dentro dos currículos escolares Brasileiros; Promovem benefícios que através
da musica podemos sensibilizar o educando,desenvolvendo a percepção do
mundo, enfim, o fazer criativo .
A educação musical auxilia todo processo de formação do ser humano,e
pesquisas científicas comprovam que crianças, jovens e adultos que estudam
instrumento musical tem melhor desempenho na aprendizagem escolar. A
musica é uma das competências a serem desenvolvidas na infância, e como
sabemos, outra importante trajetória se completa quando a criança adquire a
habilidade de ler e escrever .
No livro Educação é o amor, Shinichi Suzuki, afirma que toda criança Commented [Ss6]: Todos os autores citados no
TCC – Desenvolvimento deverão
potencialmente, tem capacidade de aprender a musica . obrigatoriamente constar na lista de
Esteve em contato com o universo da música desde o nascimento. Sua Referências.

família,dona da maior fábrica de instrumentos de corda no Japão, foi desde a


brincadeira ate o trabalho na fábrica projetando e construindo violinos.
Suzuki enfatiza a importância do ambiente que deve ser de aprendizagem
colaborativa,e da educação permanente.
5

2.1 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO,


LINGUÍSTICO, PSICOMOTOR E SÓCIO AFETIVO DA CRIANÇA

A criança interage com omeio ambiente através da inteligência:


inicialmente a criança experimenta o local, mexendo em objetos, materiais e
brinquedos. Em seguida passa a organizá-lo e posteriormente consegue
transformá-los, construindo o seu conhecimento e adquirindo pouco a pouco a
compreensão das situações vividas.
Segundo Piaget,” a própria criança abre a porta para o mundo exterior”.
A fonte de conhecimento da criança é própria variedade de situações que ela
tem oportunidades de experimentar no seu dia a dia.
Consequentemente a riqueza de estímulos que a criança recebe por meio de
diversas experiências musicais contribui para o desenvolvimento intelectual.
As vivências rítmicas e musicais que possibilitam uma participação ativa
quanto a ver, ouvir e tocar, também favorecem o desenvolvimento dos sentidos
da criança. Através do aperfeiçoamento da acuidade auditiva, a criança não só
ouve como passa a separar melhor os diversos tipos de som. Ao acompanhar
os gestos do professor ou dos coleguinhas, regência musical, a visão esta
sendo utilizada com maior intensidade. Ao participar da bandinha rítmica, a
criança passa a identificar as diferenças de semelhança entre sons,
instrumentos e grupos rítmicos, exercitando a sua compreensão e o seu
raciocínio.
Quando a criança imita o canto dos pássaros, as vozes dos animais ou
outros sons existentes na natureza, a criança descobre seus próprios poderes
e sua relação com o ambiente em que vive. Verificasse que a partir das
experiências musicais o pensamento da criança vai se organizando. E quanto
mais ela tem oportunidade de comparar as ações executadas e as sensações
obtidas através da música, mais a sua inteligência, o seu conhecimento vai se
desenvolvendo.
A palavra “Cognição” remete as habilidades que garantem a capacidade
do cérebro de processar informações e obter conhecimentos sobre o mundo.
Sendo assim, ela engloba processos como pensamentos, raciocínios,
linguagem, atenção, resolução de problemas, entre outros. Para Piaget apud
Fávero (2005, p. 94):
6

O ser humano é inserido desde o seu nascimento num meio social,


que age sobre ele da mesma forma que o meio físico (....) cada
relação entre indivíduos os modifica e constitui uma tonalidade, de tal
sorte que a tonalidade formada pelo conjunto da sociedade não é
uma coisa, um ser ou uma causa, mas sim um sistema de relações. Commented [Ss7]: CITAÇÃO DIRETA LONGA: De
acordo com as Normas ABNT deve ser acrescentado
NO FINAL o sobrenome do autor em fonte Arial 10,
Segundo Giusep Stone e GiusepÇhurch (1972) um grande marco atingindo caixa alta MAIUSCULAS ano, página.

pela criança quando aprende a linguagem no final da pré infância e início da Todos os autores citados no TCC –
Desenvolvimento deverão obrigatoriamente
primeira infância que a fala atinge seu primeiro florescimento. A linguagem constar na lista de Referências.
musical deve estar presente no contexto educativo, envolvendo atividades e
situações desafiadoras e significativas que favorecem a exploração, a Commented [Ss8]: Todos os autores citados no
TCC – Desenvolvimento deverão
descoberta e a apropriação de conhecimento. Para Noaves (1976, p.212):
obrigatoriamente constar na lista de
Referências.

A linguagem é um aspecto do desenvolvimento global diretamente


ligado ao desenvolvimento da inteligência da afetividade, da
motricidade e da socialização de individuo, que depende não só do
ciclo da maturação como também do círculo funcionais perceptivos e
expressivos,sendo regido por dois princípios básicos: o da economia
e o da compreensão mútua. Commented [Ss9]: CITAÇÃO DIRETA LONGA: De
acordo com as Normas ABNT deve ser acrescentado
NO FINAL o sobrenome do autor em fonte Arial 10,
A ludicidade evidenciada nas atividades de sala de aula ou até de caixa alta MAIUSCULAS ano, página.

educação física possibilita que o professor oportunize a criança um programa


Todos os autores citados no TCC –
de atividades motoras. O desenvolvimento da capacidade de se relacionar Desenvolvimento deverão obrigatoriamente
constar na lista de Referências.
depende, entre outras coisas de oportunidadesde interação com crianças da
mesma idade ou de idade diferentes em situações diversas. Cabe ao professor
promover atividades individuais ou em grupos, respeitando as diferenças,
estimulando a troca entre as crianças.
A música entendida como uma linguagem artística, organizada e
fundamentada, é uma prática social, pois nela estão inseridas valores e
significados atribuídos aos indivíduos e a sociedade que a constrói e dela se
ocupam. A linguagem musical vem sendo cada vez mais estudada e analisada,
pois representa uma excelente motivação inserida na prática pedagógica das
escolas.
Piaget, tem uma visão que reflete melhor o que vemos na prática: o
aprendizado da linguagem ocorre por meio das interações entre a criança e o
mundo. Ele se da juntamente com o desenvolvimento cognitivo, e é baseado
tanto em pressupostos biológicos quanto interacionistas.
7

Grande parte do desenvolvimento humano acontece nos primeiros anos


de vida, por meio da coordenação das ações sensório-motoras, percebendo-
se, relacionando e construindo uma imagem interna do mundo exterior.
Este desenvolvimento depende das vivências que o ser humano trava com o
mundo externo. A relação corpo-movimento-sentidos é crucial para o
amadurecimento global do homem, e para que ele se reconheça como ser no
mundo. A sociedade Brasileira de psicomotricidade define a mesma como:

A psicomotricidade é uma ciência que tem como objetivo o estado do


homem através do seu corpo em movimento em relação ao seu
mundo interno e externo, bem como suas possibilidades de perceber,
atuar, agir com o outro, com os objetos e consigo mesmo. Está
relacionada ao progresso de maturação, em que o corpo é a origem
das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. Psicomotricidade
portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento
organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo
sujeito, cuja ação é resultante de sua individualidade e sua
socialização. Fonte: www.psicomotricidade.com.br/etica.htm

Considerando que o desenvolvimento da psicomotricidade está presente


na criança desde o momento que nasce, de acordo com Le Boulch (1982), a
evolução do desenvolvimento psicomotor acontece através do intercâmbio dos
processos orgânicos com meio humano. A medida que a criança se relaciona
com outras pessoas, vai contribuindo os seus conhecimentos e se conhecendo
pouco a pouco. Sobre a perspectiva de Le Boulch (1982), o desenvolvimento
psicomotor se divide em três etapas: “Corpo Vivido”, “Corpo percebido”, e
“corpo representado”.
Primeira etapa: “Corpo Vivido” até aos 3 anos.Nesta etapa a criança
ainda não se percebe como o “Eu” e se confundi com o espaço em que vive.
Corresponde a fase da inteligência sensório-motor de Piaget. Com o
amadurecimento do sistema cognitivo, a criança passa pouco a pouco através
de experiências vividas a se diferenciar, como pular, correr, brincar e é através
dos movimentos que a criança vai desenvolvendo e ampliando suas
experiências motoras. Le Boulch (1982) conclui essa etapa dizendo que, no Commented [Ss10]: Todos os autores citados
no TCC – Desenvolvimento deverão
estágio do “corpo vivido” a criança por meios de experiênciasemocionais do obrigatoriamente constar na lista de
corpo e do espaço, adquiri práxis que permitem que a criança sinta o seu corpo Referências.

como um objeto total no mecanismo da relação.


8

Segunda etapa: “Corpo percebido” de 3 anos aos 6 anos.Nesta fase a


criança já tem um melhor controle sobre seu corpo, passa a desenvolver e a
organizar seu esquema corporal. O amadurecimento da função de
interiorização auxilia a criança na sua percepção de seu próprio corpo e
espaço. A criança passa a aprimorar seus movimentos e coordenação, associa
seu corpo com os objetos do meio em que convive. Graças a experiência
vividas na fase anterior conseguiu ter uma representação mental dos
elementos e do espaço. Seu corpo passa a ser seu ponto de referencia para se
situar no espaço e situar os objetos em seu espaço e tempo. Le Boulch (1982), Commented [Ss11]: Todos os autores citados
no TCC – Desenvolvimento deverão
caracteriza o final desta como pré-operatório de Piaget. obrigatoriamente constar na lista de
Terceira etapa: “Corpo representado” dos 7 anos aos 12 anos.Esta Referências.

etapa não será abordada aqui, pois o objetivo deste tema é falar sobre as
etapas na educação infantil até aos seis anos de idade.
A psicomotricidade, quando bem desenvolvida, auxilia a criança a
enfrentar as exigências que as aprendizagens escolares supõem. Ela
possibilita, a partir da vivência do corpo no espaço e no tempo, desenvolver a
consciência de si mesmo como ser íntegro, capaz de sentir, expressar
compartilhar experiências e comunicar-se com os demais.
Louro (2006), afirma que o desenvolvimento da psicomotricidade é
essencial para a construção de conceitos e aquisição da aprendizagem. Sem o
suporte psicomotor o pensamento não pode ter acesso aos símbolos e a
abstrição. Para Louro (2006), no desenvolvimento encontra-se os seguintes Commented [Ss12]: Todos os autores citados
no TCC – Desenvolvimento deverão
aspectos: obrigatoriamente constar na lista de
Tônus: É o organizador de toda a atividade: contração e alongamento Referências.

dos músculos e estado de tensão/distenção das vísceras. A função tônica é


importante para que o sujeito disponha das possibilidades de evasão,
relaxamento, tanto em repouso como em ação.
Esquema e imagem corporal:Elemento básico e indispensável para a
formação da personalidade. É uma prática que evolui com a exploração,
imitação e vivencias, é a noção tridimensional que temos de nós mesmos. A
imagem corporal é a figuração mental que temos do nosso corpo, é o modelo
pelo qual o corpo se apresenta para nós.
Equilíbrio:Base primordial de toda coordenação geral, e toda ação
diferenciada dos membros superiores e do centro de gravidade. Divide-se em
9

dois tipos: Equilíbrio estático que são os movimentos sem locomoção como
ficar em pé ou na dos pés; Equilíbrio dinâmico: são os movimentos com
locomoção, andar, marchar, correr e pular.
Noção Espacial:Conhecimento do mundo exterior partindo primeiro do
conhecimento do Eu, e assim com relação a outros objetos e pessoas em
posição extática ou em movimentos. Desenvolver-se através dos primeiros
movimentos que atuam no campo espacial limitado, com o tempo e vivência a
criança passa a criar o seu próprio campo espacial e espaço interno.
Noção Temporal: Capacidade de situar-se em função da sucessão dos
acontecimentos, antes, durante e depois; Consciência de duração: longos e
curtos; capacidades de diferenciar ritmos regulares e irregulares, e noção de
tempo: lento e rápido.
Lateralidade: Eixo imaginário que divide o corpo em duas partes
semelhantes; consciência de direção-direito e esquerda.
Lateralização: Dominância lateral da pessoa, construída por dados
neurológicos (hemisfério cerebral dominante) e hábitos sociais(destro/canhoto).
Portanto é importante que a criança vivencie seu corpo e receba estímulo
devido, pois a ausência destes pode comprometer o desenvolvimento
psicomotor, apresentando sérios problemas na construção de seu esquema
corporal, temporal, espacial, lateralização coordenação motora, postura entre
outros.
Consequentemente tais déficits poderão prejudicar o desenvolvimento
da aprendizagem e aquisição de habilidades. Rotular uma criança com déficits
de atenção, ou algum outro déficits tem se tornado mais comum. Muitas vezes
uma criança que não teve os estímulos necessários ou não vivenciou o seu
corpo devidamente, esta pode contribuir para uma dificuldade de
aprendizagem.
Por isso o professor necessita possuir os conhecimentos dentre as
diferentes etapas do desenvolvimento da psicomotricidade na criança. Sendo
assim estará consciente dos estímulos necessários que a criança necessita, e
refletir como poderá melhorar, auxiliar nesse processo. Pois bem, para tocar
uma música ou cantá-la, ou até mesmo para compreender uma música se
depende totalmente de fatores psicomotores. A música e a psicomotricidade
tem muito em comum; precisamos do conjunto psicomotor para aprender
10

música que é uma das ferramentas mais eficientes para nosso


desenvolvimento psicomotor. Relvas Apud Louro (2012, p. 107), sobre a
música e a psicomotricidade conceitua:

A psicomotricidade e a educação musical, (...) devem possibilitar


vivências e descobertas, constituindo-se em uma experiência
concreta. [...] A educação musical contribui para o desenvolvimento
harmonioso, com isso, facilita na educação psicomotora, trabalhando
o aluno, fazendo-o tomar consciência do seu corpo na lateralidade,
situando-se no espaço, ter domínio de tempo, coordenar gestos e
movimentos, sendo praticados desde as mais tenras idades, sempre
adaptadaao nível do grupo, por que é por meio dessas
experimentações e relações com o outro que o ser humano, se
descobre e vai se formando pouco a pouco. Commented [Ss13]: CITAÇÃO DIRETA LONGA: De
acordo com as Normas ABNT deve ser acrescentado
NO FINAL o sobrenome do autor em fonte Arial 10,
As metodologias mais utilizadas na educação musical infantil são caixa alta MAIUSCULAS ano, página.

baseadas em exercícios e jogos que visam desenvolver aspectos do Todos os autores citados no TCC –
Desenvolvimento deverão obrigatoriamente
desenvolvimento psicomotor da criança. constar na lista de Referências.
As crianças aos poucos vão formando sua identidade, percebendo-se
diferente dos outros e ao mesmo tempo buscando integrar-se com os outros.
Nesse processo a autoestima e a auto realização desempenham um papel
muito importante. Através do desenvolvimento da autoestima ela aprende a se
aceitar como é, com suas capacidades e limitações. As atividades musicais
coletivas favorecem o desenvolvimento da socialização, estimulando a
compreensão, a participação e a cooperação. Dessa forma a criança vai
desenvolvendo o conceito de grupo. Além disso, ao expressar-se musicalmente
em atividades que lhe deem prazer, ela demonstra seus sentimentos, libera
suas emoções, desenvolvendo um sentimento de segurança e auto realização.
Mesmo a criança tímida ou inibida sente-se encorajada ao cantar em
grupo. E o ajustamento do grupo desenvolve um sentimento de segurança. Ao
mostrar suas emoções, liberar seus impulsos e utilizar seu corpo para criar
música, a criança desenvolve o sentimento da auto realização.
Pìaget comenta que o desenvolvimento afetivo está presente desde os
primeiros anos de vida da criança.

3 METODOLOGIA Commented [Ss14]: FALTOU INSERIR FUNDAMENTAÇÃO


TEÓRICA EM SUA METODOLOGIA;
11

Adotou-se como método de procedimento a pesquisa de bibliográfica,


para a pesquisa bibliográfica colabora na atividade intelectual e para o
conhecimento cultural em todas as formas de saber, conforme a autora essa é
uma fonte inesgotável de informações. Ao tratar os dados, serão analisados os
resultados obtidos de forma a identificar a prática pedagógica dos professores
investigados em relação a importância da música na educação infantil.
Para realização do respectivo trabalho, a escrita da fundamentação se
fez mediante cuidadoso planejamento da sequência argumentativa de modo
que, houve a necessidade de fazer um levantamento bibliográfico de autores
que discorrem sobrea psicomotricidade e sua importância no processo de
musicalização.
A presente produção acadêmica parte de um acúmulo de leituras de
obras sobre os referidos assuntos, interpretações e fichamentos provenientes
de estrito planejamento para que a fundamentação fosse escrita através das
partes selecionadas, centrando-se em cada parte para apresentar dentro
destas um texto coerente ao mesmo método de exposição.
Método de estudo empregado se faz bastante amplo dispondo o
conhecimento de uma série de concepções sobre determinado tema,
assimcontribuindo para formação de opinião sobre o assunto abordado.

4 CONSIDERAÇÔES FINAIS

Este trabalho possibilitou entender os aspectos favoráveis que o ensino


de música pode proporcionar ás crianças da educação infantil, bem como
verificar a importância do seu aprendizado e sua contribuição na socialização
das crianças e perceber as formas de interação desta com os demais eixos de
trabalho.
O valor da música na educação infantilpode ser visto sem sombra de
dúvidas como uma parceria que da certo. O trabalho realizado com a música
em sala de aula pode deixar o ambiente leve, alegre, permitindo que a criança
possa se expressar, brincar, entrar em contato com as vivências do dia a dia,
12

com a família, e desenvolver seu vocabulário, ajudando o processo de


aprendizagem da escrita e leitura.
A música também tem uma grande importância no desenvolvimento
cognitivo, linguístico, psicomotor e sócio afetivo da criança. Posso concluir que
a música é fundamental para o desenvolvimento de uma identidade, pois
auxilia a autonomia do indivíduo, trabalha a imaginação, criatividade,
capacidade de concentração, fixação de dadas experimentações de regras e
papéis sociais, desenvolvem também a expressão, o equilíbrio, a autoestima,
autoconhecimento e integração social. Os estímulos que a música proporciona
como: senso rítmico, a audição, o despertar da sensibilidade, diferenciação de
coisas e noções de ordenação no tempo e espaço, são necessários serem
explorados desde cedo, para uma melhor aprendizagem e desenvolvimento.
Cada dia há um novo pensamento, uma nova ideia, uma nova conquista,
é importante sempre pesquisar e buscar o novo, pois sempre há o que
aprender.

REFERÊNCIAS Commented [Ss15]: Todos os autores citados


no TCC – Desenvolvimento deverão
obrigatoriamente constar na lista de
Referências.
pucminas.br/index.php/pedagogia/article/viewfile/9227/7680.
Disponível em: https://monografias.brasilescola.uol.com.br/pedagogia/a-
importancia-musica-na-educaçao-infantil-htm. Acesso em: 15/10/2018.

www: unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/54802.pdf

www: avm.edu.br/monopdf/6/Danielle%20ferreira.pdf

www: avm.educ.br/monopdf/6/Sonia%20maria%santana%20Beckmnn.pdf
htps://musicalização.files.wordpress.com/2016/06-costa-jessika-a-mec3basica-
no-desenvolvimento-psicomotor-da-criança3a7a-naeducaçao-infantil-pdf
www.iacat.com/revista/recrearte03/musicoterapia.htm

Você também pode gostar