Você está na página 1de 8

Simulado 22 questões

Questão 1 (FUVEST) Questão 3 (FUVEST)


Um objeto metálico, X, eletricamente isolado, tem carga negativa Na figura, A e B representam duas placas metálicas; a diferença
5,0 x 10-12 C. Um segundo objeto metálico, Y, neutro, mantido em de potencial entre elas é VB – VA = 2,0 x 104 V. As linhas
contato com a Terra, é aproximado do primeiro e ocorre uma faísca tracejadas 1 e 2 representam duas possíveis trajetórias de um
entre ambos, sem que eles se toquem. A duração da faísca é 0,5 s elétron, no plano da figura
e sua intensidade é 10-11 A. No final desse processo, as cargas
elétricas totais dos objetos X e Y são, respectivamente,
a zero e zero.
b zero e – 5,0 x 10-12 C.
c – 2,5 x 10-12C e –2,5 x 10-12 C.
d – 2,5 x 10-12C e +2,5 x 10-12 C.
e + 5,0 x 10-12 C e zero.

Questão 2 (UNEB)
Um nanossensor que detecta as poucas moléculas de DNA
bacteriano que flutuam em uma gota de sangue precisa ter três Considere a carga do elétron igual a -1,6 x 10¯19 C e as seguintes
características. Primeiro, ele necessita de uma “isca”: moléculas afirmações com relação à energia cinética de um elétron que sai
que atraem DNA de bactérias específicas. Depois, ele tem de do ponto X na placa A e atinge a placa B:
acomodar as iscas em uma superfície pontiaguda, em nanoescala,
que permite espaço suficiente entre elas para que os alvos as I.Se o elétron tiver velocidade inicial nula, sua energia cinética, ao
alcancem. Finalmente, o “acerto” da isca-alvo tem de ativar uma
corrente elétrica que um sensor deve detectar. No contexto da atingir a placa B, será 3,2 x 10-15 J
física e da engenharia elétrica, os condutores utilizados na II. A variação da energia cinética do elétron é a mesma,
confecção de linhas de transmissão de energia elétrica são independentemente de ele ter percorrido as trajetórias 1 ou 2.
materiais nos quais as cargas elétricas se deslocam de maneira III. O trabalho realizado pela força elétrica sobre o elétron na
relativamente livre. trajetória 2 é maior do que o realizado sobre o elétron na trajetória
1
Com base nos conhecimentos sobre a Eletrostática, é correto
afirmar: Apenas é correto o que se afirma em
a O potencial elétrico em todos os pontos, internos e externos, a I
de um condutor pontiagudo em equilíbrio eletrostático, é nulo. b II.
b A carga elétrica em materiais dielétricos é distribuída em torno c III.
de sua superfície, e, dessa forma, o campo elétrico no seu d I e II.
interior é nulo. e I e III.
c A capacitância de um corpo condutor está relacionada à
capacidade que ele possui de conduzir corrente elétrica
através do seu interior.
d A alta concentração de cargas nas extremidades de qualquer
objeto pontiagudo possibilita que o campo elétrico e a
densidade de cargas sejam desprezíveis.
e As cargas elétricas, nos condutores pontiagudos, ficam mais
concentradas nas regiões pontiagudas, sendo a densidade
superficial de cargas elétricas nesses locais maior do que nas
demais regiões.
Questão 4 (UNICAMP) Questão 5 (UNESP)
A atração e a repulsão entre partículas carregadas têm inúmeras Suponha uma pequeníssima esfera contendo 12 nêutrons, 11
aplicações industriais, tal como a pintura eletrostática. As figuras prótons e 10 elétrons, ao redor da qual gira um elétron a 1,6 × 10–
abaixo mostram um mesmo conjunto de partículas carregadas, nos 10 m de seu centro, no vácuo.
vértices de um quadrado de lado a, que exercem forças
eletrostáticas sobre a carga A no centro desse quadrado. Na Considerando a carga elementar e = 1,6 × 10–19 C e a constante
situação apresentada, o vetor que melhor representa a força eletrostática do vácuo k0 = 9 × 109 N · m2 / C2, a intensidade da
resultante agindo sobre a carga A se encontra na figura
força elétrica entre a esfera e o elétron é
a
a 5,6 × 10–10 N.
b 9,0 × 10–9 N.
c 1,4 × 10–9 N.
d 1,4 × 10–12 N.
e 9,0 × 10–12 N.

Questão 6 (EBMSP)

A figura representa, de forma simplificada, a disposição de


campos elétricos e magnéticos constituintes das ondas
b eletromagnéticas que se propagam no espaço. Luz visível é o
conjunto de ondas eletromagnéticas que, ao penetrar no olho,
pode sensibilizar a retina e desencadear o mecanismo de visão.

A figura representa o olho reduzido, um esquema simplificado do


c
olho humano, no qual os meios transparentes, o humor aquoso, o
cristalino e o corpo vítreo são representados por uma única lente
L.
Sabe-se que, no olho normal, o ponto remoto localiza-se no
infinito, e o ponto próximo situa-se a 25cm do olho.
Com base nessas informações e nos conhecimentos de Física, é
correto afirmar:
a A amplitude de acomodação a, ou a variação da vergência ΔD,
do cristalino de um olho normal é igual a 4di.
b A vergência da lente corretiva, para um olho hipermétrope que
apresenta o ponto próximo a 50cm do olho, é igual a –2,0di,
desprezando-se a distância entre a lente e o olho.
c A correção da miopia é realizada com lentes de vergência
d positiva que devem formar, do objeto a 25cm, uma imagem no
ponto próximo do olho.
d A distância focal da lente que corrige a hipermetropia é

calculada pela equação dos pontos conjugados ,


sendo Pp o ponto próximo do hipermétrope.
e A distância da imagem projetada no fundo do olho em relação
ao cristalino é variável.
Questão 7 (FUVEST) Questão 8 (EBMSP)
Desconsidere eventuais efeitos de cargas induzidas.
Uma barra isolante possui quatro encaixes, nos quais são
colocadas cargas elétricas de mesmo módulo, sendo as positivas
nos encaixes claros e as negativas nos encaixes escuros. A certa
distância da barra, a direção do campo elétrico está indicada na
figura à esquerda. Uma armação foi construída com quatro dessas
barras, formando um quadrado, como representado à direita. Se
uma carga positiva for colocada no centro P da armação, a
força elétrica que agirá sobre a carga terá sua direção e
sentido indicados por A figura representa o esquema de funcionamento do acelerador
de partículas Sirius que será operado a uma energia de 3 bilhões
de elétrons-volts. Segundo artigo publicado, os elétrons a serem
acelerados são gerados pelo aquecimento de uma liga metálica e,
em seguida, enviados para o anel de aceleração, onde a partícula
ganha velocidade antes de ser repassada para o anel principal. No
principal, os elétrons viajam por tubos de vácuo a uma velocidade
próxima à da luz, e suas trajetórias são conduzidas com a ajuda de
mais de mil ímãs espalhados pelo caminho. Com trilhões de
elétrons correndo por esses túneis, o feixe luminoso de luz
síncroton é desviado para estações fora do anel principal, onde as
a pesquisas são efetivamente realizadas. Esses terminais possuem
filtros capazes de modular a luz síncrona para o tipo de espectro
que o pesquisador precisa, como raios X.
Disponivel em: <http://www.tecmundo.com.br/fisica/39687-sirius -o-acelerador-
de-particulasbrasileiro.htm.Acesso em: 14 abr. 2015.Adaptado.

Com base nas informações do texto, nos conhecimentos de Física


b e sabendo-se que os elétrons descrevem movimento circular, é
correto afirmar:
a O movimento descrito pelos elétrons pode ser obtido se eles
forem lançados obliquamente às linhas de indução magnética
c de um campo magnético uniforme.
b Os elétrons provenientes da liga metálica aquecida são
acelerados com aceleração constante no anel sob a ação de
uma força magnética.
d c Os mil imãs espalhados geram um campo magnético que
varia, exclusivamente, de acordo com o módulo da velocidade
linear dos elétrons.
d A luz síncroton que atravessa o filtro é modulada para um tipo
do espectro de raios X com o aumento do comprimento de
e onda.
e A radiação luminosa emitida pelas partículas, vista por um
observador situado em um ponto fixo do acelerador, é
percebida afastando-se do observador com o desvio para o
vermelho.
Questão 9 (UNESP) Questão 10 (UNEB)
As companhias de energia elétrica nos cobram pela energia que
consumimos. Essa energia é dada pela expressão E = V · i · ∆t,
em que V é a tensão que alimenta nossa residência, i a
intensidade de corrente que circula por determinado aparelho, ∆t é
o tempo em que ele fica ligado e a expressão V · i é a potência P
necessária para dado aparelho funcionar.
Assim, em um aparelho que suporta o dobro da tensão e consome
a mesma potência P, a corrente necessária para seu
funcionamento será a metade. Mas as perdas de energia que
ocorrem por efeito joule (aquecimento em virtude da resistência R)
são medidas por ∆E = R · i2 · ∆t. Então, para um mesmo valor de
R e ∆t, quando i diminui, essa perda também será reduzida.
Além disso, sendo menor a corrente, podemos utilizar condutores
de menor área de secção transversal, o que implicará, ainda,
economia de material usado na confecção dos condutores.
(Regina Pinto de Carvalho. Física do dia a dia, 2003. Adaptado.)

Baseando-se nas informações contidas no texto, é correto afirmar


que:
a se a resistência elétrica de um condutor é constante, em um
mesmo intervalo de tempo, as perdas por efeito joule em um
condutor são inversamente proporcionais à corrente que o
atravessa. O DNA contém o código genético para todos os tipos de moléculas
biológicas. Estudos revelam que o código contido nas moléculas
b é mais econômico usarmos em nossas residências correntes
de DNA também pode controlar a forma final de nanoestruturas
elétricas sob tensão de 110 V do que de 220 V.
inteiramente metálicas. Segmentos de DNA foram usados para
c em um mesmo intervalo de tempo, a energia elétrica dirigir o processo de formação de nanopartículas de ouro, dando-
consumida por um aparelho elétrico varia inversamente com a lhes os mais diversos formatos. O alfabeto do DNA contém quatro
potência desse aparelho. letras A, T, G e C, as iniciais de adenina, timina, guanina e citosina.
d uma possível unidade de medida de energia elétrica é o kV · A As “palavras” são formadas segundo uma regra simples: A sempre
(quilovolt - ampère), que pode, portanto, ser convertida para a se liga a T, e C sempre se liga a G. Experimentos mostraram que
unidade correspondente do Sistema Internacional, o joule. as fitas de DNA com sequências de “A” produzem nanopartículas
e para um valor constante de tensão elétrica, a intensidade de redondas e rugosas. As sequências de “T” formam estrelas. As
corrente que atravessa um condutor será tanto maior quanto sequências de “C” geram discos planos. E, finalmente, as
maior for a área de sua secção transversal. sequências de “G” formam hexágonos. Atualmente, nanopartículas
de ouro são largamente utilizadas em medicina. (O DNA..., 2012).
A partir da análise das propriedades físicas das nanoestruturas
metálicas, de formas geométricas diferenciadas pelo código
contido nas moléculas de DNA, é correto afirma:
a As cargas elétricas permanecem em repouso e equidistantes
uma da outra, na superfície de uma nanopartícula de ouro
neutra com formato de estrela.
b A uma distância, d, da periferia de uma nanopartícula de ouro
com formato de disco, eletrizada com carga, Q, atua um campo
elétrica de módulo igual a kQ(d+R)−2, sendo k a constante
eletrostática do meio e R, o raio médio da nanopartícula.
c O módulo do campo elétrico no centro de uma nanopartícula
de ouro, de forma redonda e eletrizada com carga Q, é igual a
kQ/R2, sendo R, o raio médio da partícula.
d As nanopartículas de ouro, dotadas de elétrons livres, ao
serem colocadas em repouso em uma região de um campo
magnético uniforme passam a apresentar uma corrente induzida.
e O campo elétrico da região que circunda as nanopartículas de
ouro, com formas geométricas diferentes e eletrizadas com
carga Q, é representado com as linhas de força de mesma
configuração.
Questão 11 (UNESP) Questão 13 (UNESP)
Uma carga elétrica q > 0 de massa m penetra em uma região entre Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de
duas grandes placas planas, paralelas e horizontais, três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com
eletrizadas com cargas de sinais opostos. Nessa região, a carga cargas elétricas 5Q, 3Q e –2Q, respectivamente.
percorre a trajetória representada na figura, sujeita apenas ao
campo elétrico uniforme , representado por suas linhas de
campo, e ao campo gravitacional terrestre .

Utilizando luvas de borracha, o estudante coloca as três esferas


simultaneamente em contato e, depois de separá-las, suspende A
e C por fios de seda, mantendo-as próximas. Verifica, então, que
elas interagem eletricamente, permanecendo em equilíbrio estático
a uma distância d uma da outra. Sendo k a constante eletrostática
do ar, assinale a alternativa que contém a correta representação
da configuração de equilíbrio envolvendo as esferas A e C e a
intensidade da força de interação elétrica entre elas.
a

É correto afirmar que, enquanto se move na região indicada


entre as placas, a carga fica sujeita a uma força resultante de
módulo b
a q · E + m · g.
b q · (E – g).
c q · E – m · g.
d m · q · (E – g).
e m · (E – g).

Questão 12 (UNEB) c
As interações eletromagnéticas envolvem partículas que possuem
uma propriedade denominada de carga elétrica, atributo tão
fundamental quanto a massa. Dessa forma, os objetos
eletricamente carregados são acelerados pelas forças elétricas.
Considerando-se a constante eletrostática no ar igual a
9.109N.m2/C2 e a permeabilidade magnética do vácuo igual a
12.10−7T.m/A, analise as afirmativas e marque com V as d
verdadeiras e com F, as falsas.

( ) Na superfície de um condutor eletrizado e em equilíbrio


eletrostático, o potencial é constante.
( ) O campo magnético criado pela Terra protege os seus
habitantes das partículas de alta energia emitidas pelo Sol,
atuando como escudo em relação a essas partículas carregadas e
pelo vento solar.
( ) Duas cargas elétricas, q1 e q2, respectivamente iguais a 2,0mC
e 3,0mC, localizadas no vácuo e separadas por uma distância de
20,0cm, se repelem com uma força de intensidade igual a
1035,0kN.
( ) Se uma corrente elétrica de intensidade igual a 4,0A percorre
um fio longo condutor, então, em um ponto localizado a 5,0cm do
fio, a intensidade do vetor indução magnética é igual a 0,48G.
A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo,
éa
a VFVF
b VVFF
c VFFV
d FVVF
e FVFV
Questão 14 (UNEB) Questão 16 (UNESP)
Um nanossensor que detecta as poucas moléculas de DNA Um gerador portátil de eletricidade movido a gasolina comum tem
bacteriano que flutuam em uma gota de sangue precisa ter três um tanque com capacidade de 5,0 L de combustível, o que
características. Primeiro, ele necessita de uma “isca”: moléculas garante uma autonomia de 8,6 horas de trabalho abastecendo de
que atraem DNA de bactérias específicas. Depois, ele tem de energia elétrica equipamentos com potência total de 1 kW, ou seja,
acomodar as iscas em uma superfície pontiaguda, em nanoescala, que consomem, nesse tempo de funcionamento, o total de 8,6
que permite espaço suficiente entre elas para que os alvos as kWh de energia elétrica. Sabendo que a combustão da gasolina
alcancem. Finalmente, o “acerto” da isca-alvo tem de ativar uma comum libera cerca 3,2 × 104 kJ/L e que 1 kWh = 3,6 × 103 kJ, a
corrente elétrica que um sensor deve detectar. No contexto da porcentagem da energia liberada na combustão da gasolina que
física e da engenharia elétrica, os condutores utilizados na será convertida em energia elétrica é próxima de
confecção de linhas de transmissão de energia elétrica são
a 30%.
materiais nos quais as cargas elétricas se deslocam de maneira
relativamente livre. b 40%.
c 20%.
Com base nos conhecimentos sobre a Eletrostática, é correto d 50%.
afirmar: e 10%.
a O potencial elétrico em todos os pontos, internos e externos,
de um condutor pontiagudo em equilíbrio eletrostático, é nulo. Questão 17 (EBMSP)
b A carga elétrica em materiais dielétricos é distribuída em torno
de sua superfície, e, dessa forma, o campo elétrico no seu
interior é nulo.
c A capacitância de um corpo condutor está relacionada à
capacidade que ele possui de conduzir corrente elétrica
através do seu interior.
d A alta concentração de cargas nas extremidades de qualquer
objeto pontiagudo possibilita que o campo elétrico e a
densidade de cargas sejam desprezíveis.
e As cargas elétricas, nos condutores pontiagudos, ficam mais
concentradas nas regiões pontiagudas, sendo a densidade A figura representa o esquema de funcionamento do acelerador de
superficial de cargas elétricas nesses locais maior do que nas partículas Sirius que será operado a uma energia de 3 bilhões de
elétrons-volts. Segundo artigo publicado, os elétrons a serem
demais regiões.
acelerados são gerados pelo aquecimento de uma liga metálica e,
Questão 15 (FUVEST) em seguida, enviados para o anel de aceleração, onde a partícula
ganha velocidade antes de ser repassada para o anel principal. No
Três pequenas esferas carregadas com carga positiva Q ocupam
principal, os elétrons viajam por tubos de vácuo a uma velocidade
os vértices de um triângulo, como mostra a figura. Na parte interna
próxima à da luz, e suas trajetórias são conduzidas com a ajuda de
do triângulo, está afixada outra pequena esfera, com carga
mais de mil ímãs espalhados pelo caminho. Com trilhões de
negativa q. As distâncias dessa carga às outras três podem ser
elétrons correndo por esses túneis, o feixe luminoso de luz
obtidas a partir da figura.
síncroton é desviado para estações fora do anel principal, onde as
pesquisas são efetivamente realizadas. Esses terminais possuem
filtros capazes de modular a luz síncrona para o tipo de espectro
que o pesquisador precisa, como raios X.
Disponivel em: <http://www.tecmundo.com.br/fisica/39687-sirius -o-acelerador-
de-particulasbrasileiro.htm>. Acesso em: 14 abr. 2015. Adaptado.
Com base nas informações do texto, nos conhecimentos de Física
e sabendo-se que os elétrons descrevem movimento circular, é
correto afirmar:
a O movimento descrito pelos elétrons pode ser obtido se eles
forem lançados obliquamente às linhas de indução magnética
de um campo magnético uniforme.
b Os elétrons provenientes da liga metálica aquecida são
acelerados com aceleração constante no anel sob a ação de
uma força magnética.
c Os mil imãs espalhados geram um campo magnético que
varia, exclusivamente, de acordo com o módulo da velocidade
linear dos elétrons.
d A luz síncroton que atravessa o filtro é modulada para um tipo
Sendo Q = 2 x 10‐4 C, q = –2 x 10‐5 C e d = 6 m, a força elétrica do espectro de raios X com o aumento do comprimento de
resultante sobre a carga q onda.
Note e adote:
e A radiação luminosa emitida pelas partículas, vista por um
observador situado em um ponto fixo do acelerador, é
A constante k0 da lei de Coulomb vale 9 x 109 N m2/C2 percebida afastando-se do observador com o desvio para o
a é nula. vermelho.
b tem direção do eixo y, sentido para baixo e módulo 1,8 N.
c tem direção do eixo y, sentido para cima e módulo 1,0 N.
d tem direção do eixo y, sentido para baixo e módulo 1,0 N.
e tem direção do eixo y, sentido para cima e módulo 0,3 N.
Questão 18 (EBMSP) Questão 20 (EBMSP)
A eletricidade estuda fenômenos que ocorrem graças à existência A prática de exercício físico como uma simples caminhada pode
de cargas elétricas nos átomos que compõem a matéria. No promover bem-estar físico e emocional. Para as pessoas que têm
modelo de Böhr, para o átomo de hidrogênio, o elétron de carga q pouco tempo disponível para caminhar na rua, o uso de uma
gira em órbita circular de raio R em trono do próton, considerado esteira elétrica pode ser uma alternativa. A esteira elétrica requer
em repouso em um meio de constante eletrostática k. tanto lubrificação quanto limpeza, pois o uso desse equipamento
sem manutenção produz o aumento da intensidade da corrente
Nesse contexto, de acordo com a Mecânica Clássica, pode-se elétrica e pode danificar o motor que gira o cilindro e movimenta a
afirmar: lona da esteira.
a A força de interação entre o elétron e o próton viola as leis de Com base nos conhecimentos de Física, pode-se afirmar que o
Newton. aumento da intensidade da corrente no circuito da esteira elétrica
b O elétron é mantido sob a ação da força centrípeta de módulo sem manutenção, deve-se
a à redução do valor da força contraeletromotriz do motor
elétrico.
igual a b ao aumento da força eletromotriz do gerador elétrico do
c O módulo da velocidade com que o elétron orbita em torno do circuito.
c ao aumento da diferença de potencial elétrico do motor.
d à redução da resistência elétrica total do circuito.
próton é igual a e ao aumento da potência consumida pelo motor.
d A frequência do movimento circular do elétron em torno do
Questão 21 (FUVEST)
Um pequeno objeto, com carga elétrica positiva, é largado da parte
superior de um plano inclinado, no ponto A, e desliza, sem ser
próton é igual a desviado, até atingir o ponto P. Sobre o plano, estão fixados 4
e O elétron ao orbitar em torno do próton gera, exclusivamente, pequenos discos com cargas elétricas de mesmo módulo. As
um campo magnético. figuras representam os discos e os sinais das cargas, vendo-se
o plano de cima. Das configurações abaixo, a única compatível
Questão 19 (EBMSP) com a trajetória retilínea do objeto é
O declínio da indústria de papel, associado a progressos em a
tecnologia de materiais, colocou em cena um novo ator que tem
despertado interesse empresarial: a nanocelulose. A celulose em
escala nanométrica pode ter formato de nanofibrilas ou
nanocristais. As primeiras têm a forma de espaguete e são
facilmente entrelaçáveis, destinadas preferencialmente ao reforço
de embalagens plásticas. Já os nanocristais de celulose, que
medem de 5 a 20nm de largura e de 100 a 500nm de
comprimento, têm a aparência de arroz e são considerados um
b
material mais nobre porque podem ter carga elétrica na superfície
e propriedades químicas, ópticas e eletrônicas.
Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/> Acesso em: mar. 2017.
Com base nessa informação e nos conhecimentos de Física,
desprezando-se os efeitos gravitacionais, é correto afirmar:
a Os nanocristais de celulose quando eletrizados e lançados na
região de um campo magnético uniforme, perpendicularmente
às linhas de indução, descrevem movimento circular uniforme sob
a ação da força magnética. c
b As cargas elétricas em equilíbrio eletrostático na superfície de
nanocristais de celuloses transformam esses nanocristais em
ímãs temporários.
c Os nanocristais de celulose podem ser considerados como
capacitores porque armazenam cargas elétricas na sua
superfície.
d A área máxima de um dos lados dos monocristais de celulose d
é da ordem de 10μm2.
e O potencial elétrico no interior de nanocristais de celulose
eletrizados é nulo.

e
Questão 22 (FUVEST)
OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da
aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por
g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s2; para a
massa específica (densidade) da água, o valor 1000 kg/m3 =
1g/cm3; para o calor específico da água, o valor 1,0 cal /(g °C) (1
caloria ≅ 4 joules).

Três grandes placas P1, P2 e P3, com, respectivamente, cargas


+Q, –Q e +2Q, geram campos elétricos uniformes em certas
regiões do espaço. As figuras abaixo mostram, cada uma,
intensidade, direção e sentido dos campos criados
pelas respectivas placas P1, P2 e P3, quando vistas de perfil.

Colocando-se as placas próximas, separadas pela distância


D indicada, o campo elétrico resultante, gerado pelas três placas
em conjunto, é representado por

Você também pode gostar