Você está na página 1de 52

Livro Eletrônico

Aula 00

Ética e Legislação de Enfermagem p/ TRT-SP 2ª Região (Analista - Enfermagem) -


Pós-Edital

Professor: João Alves

00000000000 - DEMO
Introdução ......................................................................................................................... 2
1 Bioética ........................................................................................................................ 3
1.1 Princípios da bioética ............................................................................................................ 3
2 Código de ética de Enfermagem Resolução 311/07.................................................... 6
2.1 Cofen ......................................................................................................................................... 6
2.2 Anexo Preâmbulo ..................................................................................................................... 6
3 Princípios Fundamentais .............................................................................................. 7
4 Capítulo I...................................................................................................................... 9
4.1 Das Relações Profissionais .......................................................................................................
0 9
5 Seção I Relações com a pessoa, família e coletividade ............................................. 11
6 Questões Comentadas ............................................................................................... 16
7 Lista de questões apresentadas .................................................................................. 36
8 Gabarito ..................................................................................................................... 49
8 - Referências ................................................................................................................. 50

Legislação em Enfermagem 1
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

INTRODUÇÃO

FALA PESSOAL EU SOU O PROF. JOÃO ALVES, ENFERMEIRO, E ESTOU AQUI COM VOCÊS NESSE
CURSO DE LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM. É UM CONTEÚDO MUITO IMPORTANTE PARA A NOSSA
ÁREA, E QUANDO FALAMOS DE CONCURSO ESSE TEMA SEMPRE É COBRADO! ELE DEVE SER
ESTUDADO COM ANTECEDÊNCIA, MESMO SEM EDITAL POIS VOCÊ SEMPRE VAI APROVEITAR ESSE
CONTEÚDO.

ENTÃO VAMOS JUNTOS PARA MAIS UMA AULA AQUI NO ESTRATÉGIA CONCURSOS! NESSA
PRIMEIRA AULA VAMOS TRABALHAR BIOÉTICA E INICIAR O CÓDIGO DE ÉTICA.

Legislação em Enfermagem 2
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

1 BIOÉTICA
Conceito:

B
limites das nossas ações perante a vida humana. Através dela podemos identificar valores racionais
que vão nortear nossas intervenções e diminuir o risco de possíveis infrações.

1.1 PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA

A bioética possui alguns princípios que servem para ajudar no processo decisório sobre os temas
abordados nessa temática. Serve também como orientação em pesquisas envolvendo seres
humanos. O estudo da bioética deve ser algo interdisciplinar, toda profissão tem um ponto de vista
de como as suas intervenções vão afetar o ser humano em algum aspecto de sua vida. Logo,
devemos pautar nossas ações de Enfermagem nos princípios da bioética.
São eles:

Beneficência

Não
maleficiência

Autonomia

Bioética Justiça

Confidencialidade

Fidelidade

Veracidade

1. Beneficência e não maleficência

Significa realizar o bem e evitar fazer o mal respectivamente. Ou seja, ao cuidarmos de


um paciente, devemos considerar o ser humano como um todo, em todas as suas
dimensões: biopsicossocial e espiritual, visando fazer o bem e evitar o mal. O cuidado de
Enfermagem é bastante pautado nesses dois princípios.

Legislação em Enfermagem 3
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

2. Autonomia

Significa a capacidade que a pessoa tem de tomar e controlar suas decisões. A grosso
modo, é simplesmente a capacidade que uma pessoa tem de decidir o que é melhor para
sua vida. O papel da Enfermagem frente a esse princípio é de sempre fornecer todas as
informações a respeito do processo de saúde-doença que o paciente enfrenta, para que
assim ele possa sempre ter o direito de decidir o que quer fazer.

3. Justiça

Esse princípio está diretamente relacionado com a equidade, ou seja, deve-se distribuir
bens e serviços para grupos sociais por exemplo, de acordo com suas necessidades para
que os mesmos se igualem. Novamente a grosso modo, significa dar para a pessoa
exatamente aquilo que ela precisa, conforme suas necessidades. Devemos considerar no
nosso trabalho de Enfermagem que pessoas são diferentes, e logo vão precisar de
cuidados em níveis diferentes.

4. Confidencialidade

Aqui pessoal é bem simples, devemos sempre guardar informações fornecidas pelo
paciente. Em caso dessa informação ter um caráter determinante no cuidado a esse
paciente no diagnóstico e terapêutica, devemos registrar em prontuário. Mas
informações pessoais e sigilosas que o paciente nos transmite, nós não podemos contar
para outras pessoas, devemos respeitar esse princípio bioético.

5. Fidelidade

Devemos sempre manter uma postura que condiz com nossas ações durante nosso
exercício profissional. Então devemos estabelecer uma relação de confiança com o
paciente, e sempre cumprir aquilo que prometermos ao paciente. Isso é respeitar o
princípio da fidelidade.

6. Veracidade

Esse princípio discorre sobre como devemos sempre tratar com a verdade, jamais iludir
ou enganar os nossos pacientes. O princípio da veracidade contribui para a criação de
uma relação de fidelidade com o paciente.

Vamos ver como essas questões relacionadas a bioética costumam ser cobradas?

Legislação em Enfermagem 4
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(FCC AL-SP Enfermeiro 2010) São consideradas ações éticas no âmbito da enfermagem:
a) respeitar o cliente em relação a crenças e religiosidade, permitindo a pajelança no serviço
de saúde, em todas as circunstâncias.
b) definir as medidas de autocuidado, independentemente do aspecto cultural do cliente para
assegurar a efetividade das ações educativas.
c) garantir atendimento de igualdade para todos, sem discriminação, respeitando o pudor e a
privacidade do cliente.
d) participar da equipe multiprofissional, promovendo ações de saúde que privilegiam
prioritariamente os benefícios dos enfermeiros.
e) manter a exposição total do paciente na realização do exame físico para detalhamento e
precisão propedêutica.
Comentários: Vamos analisar as alternativas pessoal:
a) Devemos sim respeitar as crenças e religiosidade, mas a pajelança é um tipo de ritual que
não é apropriado para um ambiente hospitalar. Então essa alternativa é errada.
b) Definir as medidas de autocuidado sim, mas devemos levar em consideração o aspecto
cultural do paciente para isso. Alternativa errada.
c) Nosso gabarito.
d) Jamais devemos privilegiar grupos, isso fere o princípio da justiça. Errado.
e) Devemos evitar a exposição total do paciente em exame físico, garantindo sua privacidade.
Gabarito: Letra C
(IDECAN Enfermeiro 2014) Os dilemas éticos podem surgir a qualquer momento na prática
profissional da enfermagem. Alguns conceitos éticos básicos que se aplicam à enfermagem
ajudam a interpretar os dilemas éticos e a resolve-los. O conceito de justiça se refere à(ao)
A) imparcialidade.
B) autorregulação.
C) dever de fazer o bem.
D) cumprimento de promessa.
Comentário: Pessoal, lembre-se do conceito de justiça e seu objetivo: dar para o indivíduo
exatamente aquilo que ele necessita. Não devemos privilegiar ninguém ou nenhum grupo, logo
devemos ser IMPARCIAIS.
Gabarito: Letra A

Legislação em Enfermagem 5
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

2 CÓDIGO DE ÉTICA DE ENFERMAGEM RESOLUÇÃO 311/07

2.1 COFEN

O COFEN (Conselho Federal de Enfermagem) é a autarquia federal que disciplina o exercício da


Enfermagem em todo o território nacional.
No uso de suas competências resolve:
Art. 1º Fica aprovado o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem para aplicação na jurisdição de todos
os Conselhos de Enfermagem.
Art. 2º Todos os Profissionais de Enfermagem deverão conhecer o inteiro teor do presente Código, acessando
o site www.portalcofen.gov.br; e requerê-lo no Conselho Regional de Enfermagem do Estado onde exercem suas
atividades.
Art. 3º Este Código aplica-se aos profissionais de Enfermagem e exercentes das atividades elementares de
enfermagem.

Será que essa informação é importante para estudarmos? Vou te mostrar que sim!
(CESPE Enfermeiro 2015) Cabe ao enfermeiro exercer sua profissão dentro de regras de
comportamento moral estabelecidas, que estão definidas no código de ética. Com respeito a
esse tema, julgue os itens abaixo.
O Código de Deontologia de Enfermagem foi elaborado e aprovado por resolução da ABEn
(Associação Brasileira de Enfermagem) e tem o respaldo de todos os órgãos de classe dos
enfermeiros.
Comentário: Olha aí pessoal, o único erro da questão é dizer que a ABEn que elaborou e
aprovou o Código de Deontologia de Enfermagem (que é o nosso Código de ética), quem fez
isso foi o nosso COFEN.
Gabarito: ERRADO

2.2 ANEXO PREÂMBULO

Nesse anexo, é trago para nós diversas informações que embasam o presente código. Não é algo
que costuma ser alvo de cobrança das bancas, o que NÃO DISPENSA SUA LEITURA NA ÍNTEGRA.
Portanto vou resumir os principais pontos desse anexo para que possamos prosseguir. (Nas
referências, vou colocar o endereço do Código para que você possa ter acesso e ler o mesmo na
íntegra)
Enfermagem possui um componente PRÓPRIO de conhecimentos científicos e técnicos.
Isso valida a nossa profissão. Com exemplos temos as nossas próprias teorias, e não nos baseamos
inteiramente em outra ciência para o desenvolvimento da nossa profissão. Isso foi feito através de
um conjunto de práticas sociais, éticas e políticas.

Legislação em Enfermagem 6
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

O aprimoramento do comportamento ético do profissional passa pela construção de


consciência individual e coletiva.
E por isso, chegou um momento onde se foi necessária uma reformulação do Código de Ética.
Historicamente, tivemos vários códigos de ética que foram ao longo do tempo evoluindo até chegar
no que temos hoje. E essa evolução aconteceu devido as transformações socioculturais, científicas
e legais.
Organização do Código de Ética
Pessoal, o nosso querido código de ética está organizado por assuntos, e estão inclusos os seguintes
tópicos: princípios, direitos, responsabilidades, deveres e proibições.
Referências utilizadas para a criação do Código de Ética
O nosso código de ética levou em consideração alguns postulados e códigos.
São eles:

Declaração Universal dos Direitos do Homem (1948)


Código de Ética do Conselho Internacional de Enfermeiros (1953)
Código de Ética da Associação Brasileira de Enfermagem (1975)
Código de Deontologia de Enfermagem do Conselho Federal de Enfermagem (1976)
Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (1993)
Normas Internacionais e Nacionais sobre Pesquisa em Seres Humanos [Declaração
Helsinque (1964), revista em Tóquio (1975), em Veneza (1983), em Hong Kong (1989) e
em Sommerset West (1996) e a Resolução 196 do Conselho Nacional de Saúde, Ministério
da Saúde (1996) ].

3 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS
A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da pessoa,
família e coletividade
Importante ponto para lembrarmos: a Enfermagem não cuida apenas do indivíduo! Estamos
comprometidos com a família e coletividade também.
O profissional de Enfermagem atua na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação
da saúde.
Estamos presentes em todos os processos! Enfermagem também é prevenção e promoção.
O profissional de Enfermagem participa, como integrante da equipe de saúde, de ações que
visem satisfazer as necessidades de saúde da população.
Além da equipe de Enfermagem da qual fazemos parte, tem ainda a equipe de saúde. Como
integrantes dessa equipe, devemos garantir a universalidade do acesso aos serviços, integralidade
da assistência, devemos ser resolutivos, preservar a autonomia das pessoas, estimular a
participação da comunidade, hierarquização e descentralização político-administrativa dos
serviços de saúde.

Legislação em Enfermagem 7
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

O profissional de Enfermagem respeita a vida, a dignidade e os direitos humanos.


Lembrando que devemos sempre considerar todas as dimensões de um ser humano.

(FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) De acordo com os Princípios Fundamentais contidos no


Código de Ética dos profissionais de enfermagem, presentes na Resolução COFEN 311/2007, o
profissional de enfermagem deve
a) exercer suas atividades com competência para a promoção do ser humano na sua
integralidade, de acordo com os princípios da ética e da bioética.
b) participar, em algumas situações, da equipe de saúde e das ações que visem a satisfazer às
necessidades de saúde da população e às políticas dos planos de saúde.
c) atuar na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, com autonomia e em
consonância condicional.
d) participar de ações que garantam a universalidade de acesso aos serviços de saúde, com
uma qualificada assistência partidária.
e) atuar na preservação da autonomia das pessoas, participação da comunidade,
hierarquização e centralização político-administrativa dos serviços de saúde.
Comentários: Com base nos princípios fundamentais vamos analisar:
a) Nosso gabarito.
b) Devemos SEMPRE participar das ações que visem satisfazer às necessidades de saúde da
população e às políticas dos planos de saúde.
c) A consonância não deve ser condicional! Ela deve ser baseada na ética e bioética.
d) Não temos a assistência partidária como princípio fundamental. Errado.
e) O erro está na centralização político-administrativa. O correto seria descentralização.
Gabarito: Letra A
(IDECAN CNE Enfermeiro 2014) A Resolução COFEN nº 311/2007 aprova a reformulação
do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. São considerados princípios fundamentais
mediante essa lei, EXCETO:
A) A enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da pessoa,
família e coletividade.
B) O profissional de enfermagem deve respeitar a vida, a dignidade e os direitos humanos, em
todas as suas dimensões.
C) O profissional de enfermagem deve atuar na promoção, prevenção, recuperação e
reabilitação da saúde, com autonomia e em consonância com os preceitos éticos e legais.

Legislação em Enfermagem 8
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

D) O profissional de enfermagem deve exercer suas atividades com competência para a


promoção do ser humano na sua integralidade, de acordo com os princípios da ética e da
bioética.
E) O enfermeiro, quando designado para exercer a função de responsável pela elaboração e
implementação do PGRSS, deverá apresentar o Certificado de Responsabilidade Técnica CRT,
emitido pelo Conselho Regional de Enfermagem ao qual está jurisdicionado.
Comentários: Vamos verificar qual desses não é princípio fundamental:
a) Correto
b) Correto
c) Correto
d) Correto
e) Não é princípio fundamental.
Gabarito: Letra E
Vamos aos capítulos do nosso código de ética!
Está preparado? Então partiu!

4 CAPÍTULO I

4.1 DAS RELAÇÕES PROFISSIONAIS

Pessoal, as bancas quando cobram sobre o Código de Ética, muitas vezes tentam nos confundir em
relação a algumas palavras. São elas: direitos, deveres e responsabilidades. As vezes ela cobra um
direito dizendo ser um dever, e por assim vai. Então vamos estabelecer o conceito de cada palavra
incialmente?
Direito  É sinônimo de privilégio, prerrogativa.
Os primeiros artigos falam sobre os direitos.
Art. 1º Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e princípios
legais, éticos e dos direitos humanos.
Art. 2º Aprimorar seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais que dão sustentação a sua prática
profissional.

Primeiro alerta de pegadinha: segundo artigo diz que aprimorar conhecimentos que dão
sustentação para a nossa prática é um direito. Exatamente! Algumas bancas podem tentar nos
confundir quanto a isso, pois parece que é uma responsabilidade ou um dever.
Art. 3º Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses da
categoria e da sociedade.

Legislação em Enfermagem 9
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Art. 4º Obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão, por meio do Conselho Regional de
Enfermagem.

Desagravo público é o seguinte pessoal: você profissional de Enfermagem foi ofendido de alguma
forma em decorrência do seu exercício profissional. É um direito seu, ter uma defesa frente a isso.
Então o desagravo público, nada mais é do que uma medida de defesa do profissional. O nosso
Conselho Regional é o responsável por realizar essa ação.
Agora vamos falar sobre responsabilidades e deveres:
Art. 5º Exercer a profissão com justiça, compromisso, equidade, resolutividade, dignidade, competência,
responsabilidade, honestidade e lealdade.
Art. 6º Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na diversidade de
opinião e posição ideológica.
Art. 7º Comunicar ao COREN e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que possam
prejudicar o exercício profissional.

Vamos praticar um pouco!


É muito importante que você faça bastante exercícios, só assim vai fixar esse conteúdo tão
importante!

(FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) Conforme a Resolução COFEN 311/2007 Código de Ética dos
profissionais de enfermagem, as relações profissionais compreendem os seguintes direitos,
responsabilidades e deveres:
I. Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, somente pelos atos
praticados individualmente.
II. Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional, seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
III. Recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em caso de
identificação de erro ou ilegibilidade.
IV. Prestar informações, escritas e verbais, completas e fidedignas necessárias para assegurar
a continuidade da assistência.
V. Participar da orientação sobre benefícios, riscos e consequências decorrentes de exames e
de outros procedimentos, na condição de membro da equipe de saúde.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I, II, III e V.
b) I, II e IV.
c) II, III e IV.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.

Legislação em Enfermagem 10
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Comentários: Os erros aqui são encontrados nas assertivas I e III. Vamos ver o que elas têm de
errado:
I. Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, somente pelos atos
praticados individualmente.
Somos responsabilizados pelos atos cometidos enquanto equipe também, afinal somos partes
da equipe lembra?
III. Recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em caso de
identificação de erro ou ilegibilidade.
Isso é uma proibição. Já já vamos estudar isso, não fique ansioso.
Gabarito: Letra D
Vamos agora tratar das proibições:
Art. 8º Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de enfermagem,
equipe de saúde e de trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou instituições.

Injúria = proferir palavras de baixo calão para um colega, ofender uma pessoa.
Calúnia = acusar falsamente, culpar alguém sem provas.
Difamação = ferir a reputação de alguém.

Art. 9º Praticar e/ou ser conivente com crime, contravenção penal ou qualquer outro ato, que infrinja
postulados éticos e legais.

5 SEÇÃO I RELAÇÕES COM A PESSOA, FAMÍLIA E COLETIVIDADE


São direitos:
Art. 10 Recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e legal ou
que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
Art. 11 Ter acesso às informações, relacionadas à pessoa, família e coletividade, necessárias ao exercício
profissional.

Pessoal, se você não sabe, não é ético e nem legal, é um direito seu se recusar a fazer. Isso livra o
paciente de uma assistência desqualificada. E quanto ao outro artigo, é necessário que sempre
tenhamos fácil acesso a nossa clientela de atendimento para que o nosso exercício profissional seja
efetivo.
São responsabilidades e deveres:
Art. 12 Assegurar à pessoa, família e coletividade assistência de enfermagem livre de danos decorrentes de
imperícia, negligência ou imprudência.

Chegamos em um ponto crucial! Esses conceitos tragos no artigo são cobrados com bastante
frequência, então é MUITO importante que você entenda a diferença entre eles.

Legislação em Enfermagem 11
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Vamos lá:
Imperícia: é alguém que NÃO é perito! Não é qualificado, não é habilitado. A pessoa não
está apta a realizar certa ação, não tem conhecimento suficiente.
Negligência: aqui a pessoa não realiza uma ação que se esperava dela, ela foi INDIFERENTE,
não fez nada, foi desatenta.
Imprudência: aqui a pessoal REALIZA a ação, diferente da negligência, mas faz de forma
incorreta.
Vou dar exemplos para ficar ainda mais fácil:

Vamos imaginar uma parada cardiorespiratória com três Enfermeiros:


Um deles não fez o curso de Suporte Básico de Vida, e não estudou muito bem esse tema
na faculdade, logo não sabe como atender. Se ele atender esse paciente mesmo sem
saber ele está cometendo que infração? Isso mesmo: imperícia.
O segundo viu o paciente parado e não fez nada, passou direto. Foi negligente.
O terceiro decidiu atender esse paciente, mas aí ele fez todas as compressões de forma
errada! Ele fez, mas fez errado logo: imprudência.

Ficou claro? Então vamos fazer uma questão:

(IBFC Enfermeiro EBSERH - 2017) O técnico de enfermagem solicitou a medicação prescrita


pelo médico ao Setor de Farmácia. Na pressa, o técnico de enfermagem não checou a
medicação recebida, preparou e administrou no paciente. A seguir o paciente apresentou uma
parada cardiorrespiratória (PCR) e foi atendido pelo médico e encaminhado à unidade de
terapia intensiva do hospital. O médico constatou que a PCR foi resultante da medicação errada
administrada. Considerando os aspectos éticos, nesse caso ocorreu:
a) Uma imprudência
b) Uma negligência
c) Uma imperícia
d) Um indulto
e) Uma atitude incorreta, mas considerada acidental. Portanto, não houve infração ética
Comentário: Vamos ao caso: o técnico de Enfermagem administrou uma medicação SEM
CHECAR, e o paciente deu uma parada em decorrência disso. O que houve foi uma ação de
imprudência, pois ele cumpriu a prescrição, ele fez a medicação, mas fez errado pois não
checou.
Gabarito: Letra A

Legislação em Enfermagem 12
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Continuando...
Art. 13 Avaliar criteriosamente sua competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar encargos
ou atribuições, quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem.
Art. 14 Aprimorar os conhecimentos técnicos, científicos, éticos e culturais, em benefício da pessoa, família e
coletividade e do desenvolvimento da profissão.
Art. 15 Prestar assistência de enfermagem sem discriminação de qualquer natureza.
Art. 16 Garantir a continuidade da assistência de enfermagem em condições que ofereçam segurança, mesmo
em caso de suspensão das atividades profissionais decorrentes de movimentos reivindicatórios da categoria.
Art. 17 Prestar adequadas informações à pessoa, família e coletividade a respeito dos direitos, riscos,
benefícios e intercorrências acerca da assistência de enfermagem.
Art. 18 Respeitar, reconhecer e realizar ações que garantam o direito da pessoa ou de seu representante legal,
de tomar decisões sobre sua saúde, tratamento, conforto e bem-estar.
Art. 19 - Respeitar o pudor, a privacidade e a intimidade do ser humano, em todo seu ciclo vital, inclusive nas
situações de morte e pós-morte.
Art. 20 Colaborar com a equipe de saúde no esclarecimento da pessoa, família e coletividade a respeito dos
direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca de seu estado de saúde e tratamento.
Art. 21 Proteger a pessoa, família e coletividade contra danos decorrentes de imperícia, negligência ou
imprudência por parte de qualquer membro da equipe de saúde.
Art. 22 Disponibilizar seus serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e catástrofe,
sem pleitear vantagens pessoais.
Art. 23 Encaminhar a pessoa, família e coletividade aos serviços de defesa do cidadão, nos termos da lei.
Art. 24 Respeitar, no exercício da profissão, as normas relativas à preservação do meio ambiente e denunciar
aos órgãos competentes as formas de poluição e deterioração que comprometam a saúde e a vida.
Art. 25 Registrar no prontuário do paciente as informações inerentes e indispensáveis ao processo de cuidar.

(IDECAN Pre. Vilhena RO/ Enfermeiro 2013) De acordo com o Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem, são deveres e responsabilidades do profissional, EXCETO:
A) Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
B) Disponibilizar serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e
catástrofe, pleiteando vantagens pessoais.
C R
praticada individualmente ou em equipe.
D) Aprimorar os conhecimentos técnicos, científicos, éticos e culturais, em benefício da pessoa,
família, coletividade e desenvolvimento da profissão.

Legislação em Enfermagem 13
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

E) Avaliar criteriosamente a competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar


encargos ou atribuições quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem.
Comentários: Essa questão é bem simples pessoal, observem a alternativa b:
B) Disponibilizar serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e
catástrofe, pleiteando vantagens pessoais.
Jamais devemos prestar serviços profissionais para a comunidade pleiteando vantagens
pessoais.
Gabarito: Letra B
São proibições:
Art. 26 Negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se caracterize como urgência ou
emergência.
Art. 27 Executar ou participar da assistência à saúde sem o consentimento da pessoa ou de seu representante
legal, exceto em iminente risco de morte.
Art. 28 Provocar aborto, ou cooperar em prática destinada a interromper a gestação.
Parágrafo único Nos casos previstos em lei, o profissional deverá decidir, de acordo com a sua consciência,
sobre a sua participação ou não no ato abortivo.

Vamos lá: JAMAIS devemos negar socorro em situação de urgência ou emergência. Lembra da
autonomia? Então, se o paciente não quiser não podemos fazer NADA, exceto se ele sofrer risco de
morte! E o aborto, não podemos provocar nem cooperar em prática destinada para esse fim, exceto
nos casos previstos em lei que são: risco materno, estupro ou anencefalia.
Art. 29 Promover a eutanásia ou participar em prática destinada a antecipar a morte do cliente.
Art. 30 Administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga e sem certificar-se da possibilidade de riscos.
Art. 31 Prescrever medicamentos e praticar ato cirúrgico, exceto nos casos previstos na legislação vigente e
em situação de emergência.
Art. 32 Executar prescrições de qualquer natureza, que comprometam a segurança da pessoa.
Art. 33 Prestar serviços que por sua natureza competem a outro profissional, exceto em caso de emergência.
Art. 34 Provocar, cooperar, ser conivente ou omisso com qualquer forma de violência.
Art. 35 Registrar informações parciais e inverídicas sobre a assistência prestada.

Atenção para o Art. 31: podemos fazer prescrição em casos previstos em lei, como por exemplos
protocolos de atenção primária, e situações de emergência.

(FCC ANS Enfermeiro 2007) Um enfermeiro recusou participar de um procedimento de


interrupção de gestação, embora se tratasse de caso em que há aprovação legal. Nessa
situação, o ato do enfermeiro
a) poderá ter respaldo ético, dependendo da aprovação do ato pelo Conselho Regional de
Enfermagem.

Legislação em Enfermagem 14
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

b) tem respaldo ético, pois, nos casos previstos em Lei, o profissional deve decidir, de acordo
com a sua consciência, sobre a sua participação ou não no ato abortivo.
c) não tem respaldo ético se o procedimento foi determinado, nominalmente, por documento
expedido pela instituição de saúde.
d) não tem respaldo ético, porque o Código de Ética nega o direito de escolha quanto à sua
participação ou não no ato abortivo.
e) não tem respaldo ético e o profissional será punido, caso não participe do procedimento,
com a suspensão do exercício profissional por 5 (cinco) dias.
Comentários: Ele está respaldado! Lembra que, nos casos previstos em lei, ele deve decidir se
quer ou não participar do ato abortivo. Logo,
Gabarito: Letra B

Na próxima aula a gente finaliza esse Código de Ética.


Temos um novo Código de Ética vigente, e eu vou fazer uma aula especialmente falando desse novo
código e as diferenças para esse. Mas é importante conhecer esse de 2007 pois ainda pode ser
cobrado.
Vamos agora para uma bateria de questões comentadas:

Legislação em Enfermagem 15
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

6 QUESTÕES COMENTADAS
(FCC AL-SP Enfermeiro 2010) São consideradas ações éticas no âmbito da enfermagem:
a) respeitar o cliente em relação a crenças e religiosidade, permitindo a pajelança no serviço de
saúde, em todas as circunstâncias.
b) definir as medidas de autocuidado, independentemente do aspecto cultural do cliente para
assegurar a efetividade das ações educativas.
c) garantir atendimento de igualdade para todos, sem discriminação, respeitando o pudor e a
privacidade do cliente.
d) participar da equipe multiprofissional, promovendo ações de saúde que privilegiam
prioritariamente os benefícios dos enfermeiros.
==0==

e) manter a exposição total do paciente na realização do exame físico para detalhamento e precisão
propedêutica.
Comentários: Devemos sempre atender o paciente com igualdade, sem discriminação e com
respeito.
Gabarito: Letra C

(FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) De acordo com os Princípios Fundamentais contidos no Código
de Ética dos profissionais de enfermagem, presentes na Resolução COFEN 311/2007, o profissional
de enfermagem deve
a) exercer suas atividades com competência para a promoção do ser humano na sua integralidade,
de acordo com os princípios da ética e da bioética.
b) participar, em algumas situações, da equipe de saúde e das ações que visem a satisfazer às
necessidades de saúde da população e às políticas dos planos de saúde.
c) atuar na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, com autonomia e em
consonância condicional.
d) participar de ações que garantam a universalidade de acesso aos serviços de saúde, com uma
qualificada assistência partidária.
e) atuar na preservação da autonomia das pessoas, participação da comunidade, hierarquização e
centralização político-administrativa dos serviços de saúde.
Comentários: Devemos sempre ser competentes nas realizações das nossas atividades, promovendo
assim um atendimento integral, com ética.
Gabarito: Letra A

(FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) Conforme a Resolução COFEN 311/2007 Código de Ética dos
profissionais de enfermagem, as relações profissionais compreendem os seguintes direitos,
responsabilidades e deveres:

Legislação em Enfermagem 16
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

I. Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, somente pelos atos
praticados individualmente.
II. Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional, seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
III. Recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em caso de identificação
de erro ou ilegibilidade.
IV. Prestar informações, escritas e verbais, completas e fidedignas necessárias para assegurar a
continuidade da assistência.
V. Participar da orientação sobre benefícios, riscos e consequências decorrentes de exames e de
outros procedimentos, na condição de membro da equipe de saúde.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I, II, III e V.
b) I, II e IV.
c) II, III e IV.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.
Comentários: Os erros estão nas alternativas I e III, vamos identificar:
I. Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, somente pelos atos
praticados individualmente.
Em equipe também!
III. Recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em caso de identificação
de erro ou ilegibilidade.
Isso é uma proibição e não responsabilidade ou dever.
Gabarito: Letra D

(FCC TRT-2 Enfermeiro 2012) De acordo com o Código de Ética dos profissionais de
Enfermagem, sobre as relações com a pessoa, família e coletividade, é direito do profissional
a) cumprir, no prazo estabelecido, as determinações e convenções do Conselho Federal e Conselho
Regional de Enfermagem.
b) proteger a pessoa, família e coletividade contra danos decorrentes de imperícia, negligência ou
imprudência por parte de qualquer membro da equipe de saúde.
c) interromper a pesquisa na presença de qualquer perigo à vida e à integridade da pessoa.
d) recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e
legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
e) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os envolvidos possam ser
identificados.

Legislação em Enfermagem 17
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Comentários: Se você não sabe, a situação fere os preceitos éticos e legais, é um direito seu se
recusar a realizar tal atividade.
Gabarito: Letra D

(FCC TRT-2 Enfermeiro 2012) Conforme o capítulo I do Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem, sobre as responsabilidades e deveres nas relações profissionais, analise:

I. Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na diversidade


de opinião e posição ideológica.

II. Ter conhecimento acerca do ensino e da pesquisa a serem desenvolvidos com as pessoas sob a
sua responsabilidade profissional ou em seu local de trabalho.

III. Comunicar ao COREN, e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que
possam prejudicar o exercício profissional.

IV. Abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu
exercício profissional a pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.

É correto o que consta em


a) I e II, apenas.
b) I, II, III e IV.
c) II e III, apenas.
d) II e IV, apenas.
e) I e III, apenas.
Comentário: Conforme o primeiro capítulo que estudamos o correto é:
I. Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na diversidade
de opinião e posição ideológica.
III. Comunicar ao COREN, e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que
possam prejudicar o exercício profissional.
Gabarito: Letra E

(FCC TRT Enfermeiro 2015) O Código Penal brasileiro prevê o abortamento legalizado para
gestações resultantes de estupro e para o caso de risco de morte para a mulher. Como integrante
da equipe de saúde, e de acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, o
enfermeiro ao ser escalado para participar de um procedimento de abortamento juridicamente
permitido, deve:

Legislação em Enfermagem 18
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

a) participar, após comunicação formal ao Conselho de Regional de Enfermagem onde possui


inscrição.
b) participar do procedimento caso seja por necessidade de abortamento por risco de vida para a
mulher, pois nesta situação, não cabe objeção de consciência.
c) participar, pois em caso de omissão, o enfermeiro pode ser responsabilizado civil e criminalmente
pela morte da mulher ou pelos danos físicos e mentais que ela venha a sofrer.
d) recusar, pois provocar aborto, ou cooperar em prática destinada a interromper a gestação é crime
profissional em quaisquer das situações descritas.
e) decidir, de acordo com a sua consciência, sobre sua participação ou não no ato abortivo.
Comentários: Lembre-se sempre: em caso de aborto permitido por lei, você pode decidir se quer
participar ou não!
Gabarito: Letra E 0
(FCC TRT-3 Enfermeiro 2015) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem está
organizado por assunto e inclui princípios, direitos, responsabilidades, deveres e proibições
pertinentes à conduta ética dos profissionais de enfermagem. Relacione o tipo de assunto com sua
respectiva conduta.

A sequência correta, de cima para baixo é:


a) 1, 3, 1 e 1.
b) 1, 2, 1 e 3.
c) 2, 3, 2 e 3.
d) 2, 3, 1 e 2.
e) 3, 3, 2 e 1.
Comentários: Vamos lá:
Prestar assistência sem discriminação de qualquer natureza: Responsabilidade e dever.
Executar ou participar da assistência à saúde sem o consentimento da pessoa ou de seu
representante legal, exceto em iminente risco de morte: Proibição.
Colaborar com a fiscalização do exercício profissional: Responsabilidade e dever.

Legislação em Enfermagem 19
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Anunciar a prestação de serviços profissionais gratuitos: proibição.


Gabarito: Letra C

(FCC ANS Enfermeiro 2007) Um enfermeiro recusou participar de um procedimento de


interrupção de gestação, embora se tratasse de caso em que há aprovação legal. Nessa situação, o
ato do enfermeiro:
a) poderá ter respaldo ético, dependendo da aprovação do ato pelo Conselho Regional de
Enfermagem.
b) tem respaldo ético, pois, nos casos previstos em Lei, o profissional deve decidir, de acordo com a
sua consciência, sobre a sua participação ou não no ato abortivo.
c) não tem respaldo ético se o procedimento foi determinado, nominalmente, por documento
expedido pela instituição de saúde.
d) não tem respaldo ético, porque o Código de Ética nega o direito de escolha quanto à sua
participação ou não no ato abortivo.
e) não tem respaldo ético e o profissional será punido, caso não participe do procedimento, com a
suspensão do exercício profissional por 5 (cinco) dias.
Comentários: Tranquilo aqui: esse profissional está respaldado, pois ele tem a opção de participar
do ato abortivo ou não.
Gabarito: Letra B

(FCC MPU Enfermeiro 2007) O parágrafo único do artigo 45 do Código de Ética dos Profissionais
de Enfermagem permite, nos casos previstos em Lei, que o profissional decida participar ou não no
ato abortivo. As situações previstas no Código Penal Brasileiro são aquelas em que:
a) o aborto tem indicação eugênica, econômica ou social/sentimental.
b) o aborto é terapêutico, eugênico ou por motivo social.
c) a gestação é indesejada porque a mãe adquiriu, durante a gravidez, doença lesiva ao feto.
d) a mãe corre risco de vida ou a gestação é decorrente de estupro.
e) o feto é portador de anencefalia ou a mãe adquiriu rubéola durante a gravidez.
Comentários: Como a questão é de 2007, a letra D estava correta na época. Mas agora adiciona-se
ainda os casos de anencefalia.
Gabarito: Letra D

(IDECAN Enfermeiro 2014) Os dilemas éticos podem surgir a qualquer momento na prática
profissional da enfermagem. Alguns conceitos éticos básicos que se aplicam à enfermagem ajudam
a interpretar os dilemas éticos e a resolve-los. O conceito de justiça se refere à(ao)
A) imparcialidade.
B) autorregulação.

Legislação em Enfermagem 20
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

C) dever de fazer o bem.


D) cumprimento de promessa.
Comentários: Justiça quer dizer trabalhar com equidade, dar aquilo que cada pessoa precisa. É
considerar que somos diferentes e temos necessidades diferentes. Devemos ser imparciais e não
favorecer ninguém.
Gabarito: Letra A

(PM/MG Técnico de Enfermagem 2010) A bioética, forma de ética normativa aplicada, é o estudo
de questões éticas em assistência à saúde. Os princípios éticos ajudam-nos a determinar quais são
nossos deveres, isto é, definir o que é certo ou errado para fazermos. Sobre os princípios éticos,
marque a alternativa CORRETA:
A ( ). Considerando simultaneamente os princípios da beneficência e da não maleficência podemos
afirmar que é mais
B ( ). Considerando o princípio da não-maleficência podemos afirmar que é mais importante
não prejudicar ou causar danos do que fazer o bem.
C ( ). Considerando o princípio da autonomia podemos afirmar que um paciente pode receber
tratamento médico sem estar totalmente informado sobre o referido tratamento.
D ( ). Considerando o princípio da fidelidade podemos afirmar que os profissionais de saúde podem
descumprir acordos e promessas feitas ao paciente se julgarem necessário.
Comentários: Relembre os conceitos do início da aula:
Beneficência: fazer o bem.
Não maleficência: não fazer o mal.
Com certeza não fazer o mal é mais importante do que fazer o bem.
Gabarito: Letra B

(Pref. Riqueza/SC - NW Classifica Enfermeiro - 2015) A reformulação do Código de Ética da


Enfermagem foi aprovada pela resolução:
A) Resolução COFEN 311/2007.
B) Resolução COFEN 240/2000.
C) Resolução COFEN 240/2007.
D) Resolução COFEN 311/2000.
E) Resolução COFEN 211/2005.
Comentários: Essa é de graça.
Gabarito: Letra A

(Pref. Assú/RN - COMPERVE/UFRN Enfermeiro 2014) A Enfermagem Brasileira, diante das


transformações socioculturais, científicas e legais, entendeu ter chegado o momento de reformular

Legislação em Enfermagem 21
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (CEPE). Dessa forma, a atual resolução que
aprova a reformulação do CEPE é a Resolução
A) COFEN 242/2000.
B) COFEN 311/2007.
C) COFEN 421/2012.
D) COFEN 441/2013.
Comentários: Mesma da anterior.
Gabarito: Letra B

(SMS - Aracaju/SE - CESPE Enfermeiro 2015) Cabe ao enfermeiro exercer sua profissão dentro
de regras de comportamento moral estabelecidas, que estão definidas no código de ética. Com
respeito a esse tema, julgue os itens abaixo.
O Código de Deontologia de Enfermagem foi elaborado e aprovado por resolução da ABEn
(Associação Brasileira de Enfermagem) e tem o respaldo de todos os órgãos de classe dos
enfermeiros.
Comentários: Errado! Quem aprovou e elaborou a resolução que estamos estudando foi o COFEN.
Gabarito: ERRADO

(IDECAN CNE Enfermeiro 2014) A Resolução COFEN nº 311/2007 aprova a reformulação do


Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. São considerados princípios fundamentais
mediante essa
lei, EXCETO:
A) A enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da pessoa,
família e coletividade.
B) O profissional de enfermagem deve respeitar a vida, a dignidade e os direitos humanos, em todas
as suas dimensões.
C) O profissional de enfermagem deve atuar na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação
da saúde, com autonomia e em consonância com os preceitos éticos e legais.
D) O profissional de enfermagem deve exercer suas atividades com competência para a promoção
do ser humano na sua integralidade, de acordo com os princípios da ética e da bioética.
E) O enfermeiro, quando designado para exercer a função de responsável pela elaboração e
implementação do PGRSS, deverá apresentar o Certificado de Responsabilidade Técnica CRT,
emitido pelo Conselho Regional de Enfermagem ao qual está jurisdicionado.
Comentários: Relendo os princípios fundamentais novamente ficará moleza. Apenas a letra E não
consta como um princípio fundamental.
Gabarito: Letra E

Legislação em Enfermagem 22
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(Pref. Liberdade/MG IDECAN Enfermeiro 2015) Assinale a alternativa que apresenta um


princípio fundamental do exercício da enfermagem.
(A) A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e com a qualidade de vida da pessoa,
da família e da coletividade.
(B) O Profissional de Enfermagem atua mormente na reabilitação da saúde, com pouca autonomia
e sempre em consonância com os preceitos éticos e legais.
(C) O Profissional de Enfermagem brasileiro respeita todos os direitos humanos, em todas as suas
dimensões, inclusive a eutanásia ou a ortotanásia, se esta for a vontade do paciente ou de sua
família.
(D) O Profissional de Enfermagem pode praticar e/ou ser conivente com qualquer ato que infrinja
postulados éticos e legais, desde que vise o bem-estar do paciente.
(E) O Profissional de Enfermagem não pode recusar-se a executar atividades que sejam de sua
competência técnica, científica, ética e legal, mesmo que não ofereçam segurança ao profissional, à
pessoa, à família e/ou à coletividade.
Comentários: Novamente ele quer PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS:
(A) A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e com a qualidade de vida da pessoa,
da família e da coletividade.
Nosso gabarito.
(B) O Profissional de Enfermagem atua mormente na reabilitação da saúde, com pouca autonomia
e sempre em consonância com os preceitos éticos e legais.
(C) O Profissional de Enfermagem brasileiro respeita todos os direitos humanos, em todas as suas
dimensões, inclusive a eutanásia ou a ortotanásia, se esta for a vontade do paciente ou de sua
família.
(D) O Profissional de Enfermagem NÃO pode praticar e/ou ser conivente com qualquer ato que
infrinja postulados éticos e legais, desde que vise o bem-estar do paciente.
(E) O Profissional de Enfermagem não pode recusar-se a executar atividades que NÃO sejam de sua
competência técnica, científica, ética e legal, mesmo que não ofereçam segurança ao profissional, à
pessoa, à família e/ou à coletividade.
Errado.
Gabarito: Letra A

(EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) O profissional de enfermagem participa, como integrante da


equipe de saúde, das ações que visam satisfazer às necessidades de saúde da população. Com base
no Código de Ética do Profissional de Enfermagem, no que se refere às relações com os
trabalhadores de enfermagem, saúde e outros, é direito do profissional de enfermagem
a) colaborar, direta ou indiretamente, com outros profissionais de saúde, no descumprimento da
legislação referente aos transplantes de órgãos, tecidos, esterilização humana, fecundação artificial
e manipulação genética.

Legislação em Enfermagem 23
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

b) participar da prática multiprofissional e interdisciplinar com responsabilidade, autonomia e


liberdade.
c) executar prescrição medicamentosa e terapêutica, onde não conste a assinatura e o número de
registro do profissional.
d) executar prescrição medicamentosa e terapêutica em caso de identificação de erro ou
ilegibilidade.
e) assinar as ações de enfermagem que não executou, bem como permitir que suas ações sejam
assinadas por outro profissional.
Comentários: Enquanto componentes da equipe de saúde devemos sempre:
b) participar da prática multiprofissional e interdisciplinar com responsabilidade, autonomia e
liberdade.
Gabarito: Letra B

(Marinha Enfermeiro 2016) De acordo com o Código de ética dos profissionais de enfermagem
(Resolução COFEN 311/2007), uma das responsabilidades e deveres desse profissional é
(A) obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão.
(B) apoiar iniciativas que visem ao aprimoramento profissional.
(C) exercer a enfermagem com liberdade e autonomia.
(D) aprimorar seus conhecimentos técnicos e científicos.
(E) exercer a profissão com competência e responsabilidade.
Comentários: Atenção sempre ao que se pede, aqui eles querem as reponsabilidade e deveres, logo:
(A) obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão.
Direito.
(B) apoiar iniciativas que visem ao aprimoramento profissional.
Direito.
(C) exercer a enfermagem com liberdade e autonomia.
Direito.
(D) aprimorar seus conhecimentos técnicos e científicos.
Direito.
(E) exercer a profissão com competência e responsabilidade.
Responsabilidade e dever.
Gabarito: Letra E

Legislação em Enfermagem 24
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(Pref. São José do Egito/PE CONPASS Enfermeiro 2015) Considere o Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem, baseado na Resolução COFEN 311/2007 e responda, qual das
alternativas seguintes se refere a uma responsabilidade ou dever, nas relações profissionais?
A) Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de
enfermagem, equipe de saúde e de trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou
instituições.
B) Praticar e/ou ser conivente com crime, contravenção penal ou qualquer outro ato, que infrinja
postulados éticos e legais.
C) Aprimorar seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais que dão sustentação a sua prática
profissional.
D) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses
da categoria e da sociedade.
E) Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na
diversidade de opinião e posição ideológica.
Comentários: Vamos identificar:
A) Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de
enfermagem, equipe de saúde e de trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou
instituições.
Proibição
B) Praticar e/ou ser conivente com crime, contravenção penal ou qualquer outro ato, que infrinja
postulados éticos e legais.
Proibição
C) Aprimorar seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais que dão sustentação a sua prática
profissional.
Direito
D) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses
da categoria e da sociedade.
Direito
E) Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na
diversidade de opinião e posição ideológica.
Nosso gabarito
Gabarito: Letra E

(Pref. São João da Barra Enfermeiro 2015) Considerando o Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem, analise as afirmativas a seguir:
I - Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e
princípios legais, éticos e dos direitos humanos é um dever dos profissionais de enfermagem.

Legislação em Enfermagem 25
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

II Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na


diversidade de opinião e posição ideológica é um dever do profissional de enfermagem.
III - Avaliar criteriosamente sua competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar
encargos ou atribuições, quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem é um direito
do profissional de enfermagem. Assinale a alternativa correta:
(A) apenas a afirmativa I está correta.
(B) apenas as afirmativas I e II estão corretas.
(C) apenas as afirmativas I e III estão corretas.
(D) apenas a afirmativa II está correta.
(E) as afirmativas I, II e III estão corretas.
Comentários: Vamos analisar:
I - Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e
princípios legais, éticos e dos direitos humanos é um DIREITO dos profissionais de enfermagem.
III - Avaliar criteriosamente sua competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar
encargos ou atribuições, quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem é uma
RESPONSABILIDADE E DEVER do profissional de enfermagem.
Gabarito: Letra D

(SPDM - Pref. Uberlândia/MG - REIS & REIS Enfermeiro 2015) Analise as assertivas a seguir sobre
as responsabilidades e deveres do profissional de enfermagem:
I) Assinar as ações de enfermagem que não executou, bem como permitir que suas ações sejam
assinadas por outro profissional.
II) Colaborar, direta ou indiretamente com outros profissionais de saúde, no descumprimento da
legislação referente aos transplantes de órgãos, tecidos, esterilização humana, fecundação artificial
e manipulação genética. Assinale a alternativa correta:
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Estão corretas I e II;
d) Todas estão incorretas
Comentários: Vamos analisar:
I) Assinar as ações de enfermagem que não executou, bem como permitir que suas ações sejam
assinadas por outro profissional.
Jamais devemos assinar aquilo que não realizamos. Errado.
II) Colaborar, direta ou indiretamente com outros profissionais de saúde, no CUMPRIMENTO da
legislação referente aos transplantes de órgãos, tecidos, esterilização humana, fecundação artificial
e manipulação genética.

Legislação em Enfermagem 26
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Gabarito: Letra D

(Pref. Águas de Chapecó/SC - ALTERNATIVE CONCURSOS Enfermeiro 2014) São deveres de todo
pessoal de enfermagem:
a) Respeitar fielmente as determinações prescritas pelo médico.
b) Comunicar ao médico as ocorrências do estado do paciente, havidas em sua ausência.
c) Manter perfeita anotação nas papeletas clínicas de tudo quanto se relacionar com o doente e com
a Enfermagem.
d) Todas as alternativas estão corretas.
Comentários: Não há nenhum erro nas assertivas, logo
Gabarito: Letra D

(EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) Considerando o Código de Ética da Enfermagem, no que


tange as relações com as organizações da categoria, assinale a alternativa correta.
a) É direito do profissional de enfermagem requerer, ao Conselho Regional de Enfermagem, medidas
cabíveis para obtenção de desagravo público em decorrência de ofensa sofrida no exercício
profissional.
b) É dever do profissional de enfermagem realizar ou facilitar ações que causem prejuízo ao
patrimônio ou comprometam a finalidade para a qual foram instituídas as organizações da categoria.
c) É proibido ao profissional de enfermagem comunicar ao Conselho Regional de Enfermagem fatos
que firam preceitos do presente Código e da legislação do exercício profissional.
d) É direito do profissional de enfermagem negar, omitir informações ou emitir falsas declarações
sobre o exercício profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.
e) É proibido ao profissional de enfermagem associar-se, exercer cargos e participar de Entidades de
Classe e Órgãos de Fiscalização do Exercício Profissional.
Comentários: Vamos analisar e riscar os erros:
a) É direito do profissional de enfermagem requerer, ao Conselho Regional de Enfermagem, medidas
cabíveis para obtenção de desagravo público em decorrência de ofensa sofrida no exercício
profissional.
Nosso gabarito.
b) É dever do profissional de enfermagem realizar ou facilitar ações que causem prejuízo ao
patrimônio ou comprometam a finalidade para a qual foram instituídas as organizações da categoria.
c) É proibido ao profissional de enfermagem comunicar ao Conselho Regional de Enfermagem fatos
que firam preceitos do presente Código e da legislação do exercício profissional.
d) É direito do profissional de enfermagem negar, omitir informações ou emitir falsas declarações
sobre o exercício profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.

Legislação em Enfermagem 27
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

e) É proibido ao profissional de enfermagem associar-se, exercer cargos e participar de Entidades de


Classe e Órgãos de Fiscalização do Exercício Profissional.
Gabarito: Letra A

(SPDM - Pref. Uberlândia/MG - REIS & REIS Enfermeiro 2015) São proibições do profissional de
enfermagem, EXCETO:
a) Práticas de crime e contravenções penais;
b) Ser conivente com calúnia e difamação de membro da equipe de enfermagem;
c) Promover injúria contra a equipe de saúde e áreas afins;
d) Exercer a profissão com justiça e equidade.
Comentários: Essa está fácil pessoal. Exceder a profissão com justiça e equidade é proibido? Jamais!
Gabarito: Letra D

(PM/MG Enfermeiro 2016) Segundo o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem é


responsabilidade do técnico de enfermagem assegurar ao cliente uma assistência de enfermagem
livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência. Complete as sentenças abaixo
com uma das seguintes palavras: dolo, imperícia, imprudência e negligência e, ao final, responda o
que se pede.

1. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que administra um


medicamento sem certificar-se da dose correta na prescrição médica.
2. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que deixar uma agulha
usada na cabeceira do paciente.
3. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que utilizar o reanimador
manual (AMBU) incorretamente, por ausência de prática acerca das técnicas de abertura das vias
aéreas, durante a reanimação cardiopulmonar.
4. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que transgride um dever
legal com propósito de causar dano ao paciente.

Marque a alternativa que representa a sequência CORRETA de respostas na ordem de cima para
baixo:

A.( ) Dolo, imperícia, imprudência e negligência.


B.( ) Imprudência, negligência, imperícia e dolo.
C.( ) Imperícia, imprudência, dolo e negligência.
D.( ) Negligência, imprudência, imperícia e dolo.
Comentários: Vamos lá:

Legislação em Enfermagem 28
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Administrar medicação com dose errada  imprudência


Deixar agulha usada na cabeceira  negligência
Usar o dispositivo de forma incorreta POR FALTA DE PRÁTICA  imperícia
Causar dano ao paciente de propósito  dolo
Gabarito: Letra B

(EBSERH/MA AOCP Enfermeiro 2015) Preencha as lacunas e assinale a alternativa correta. Nos
termos do Art. 12 do Código de Ética dos Profissionais de enfermagem, deve- A
________ e coletividade assistência de __________ livre de danos decorrentes de __________,
negligência ou impr
(A) parentes / enfermagem / erros
(B) família / saúde / imperícia
(C) parentes / saúde / erros
(D) família / enfermagem / imperícia
(E) amigos / enfermagem / erros
Comentários: Olha que questão decoreba! Ela quer que você decore a letra da lei.
Gabarito: Letra D

(SSA-HMDCC - IBFC Enfermeiro 2015) Um profissional técnico em enfermagem estava de


plantão em um pronto atendimento quando uma grande quantidade de pacientes aguardavam para
atendimento. Com o início de um tumulto, o técnico em enfermagem observou que o médico
plantonista não chegou para assumir o serviço e como sentiu na obrigação por ser responsável e
bom profissional, acabou por atender os pacientes na sala, passando a realizar os procedimentos
inerentes ao médico. Com tal atitude, o profissional técnico em enfermagem na questão ética:
a) Agiu com imperícia, pois não tem atribuição para a prática dos procedimentos médicos.
b) Agiu com imprudência, pois embora estivesse agindo corretamente, deveria aguardar o médico
para autorizá- lo a realizar o procedimento.
c) Atuou com negligência, pois não prestou atenção na quantidade de pacientes que estavam no
local, pois de acordo com as normas, somente acima de 100 pessoas para atendimento, o
profissional poderia realizar os procedimentos médicos.
d) Agiu com imprudência e negligência, pois tomou atitude contrária ao código de ética médica.
Comentários: Um técnico de Enfermagem fazendo atendimentos médicos? Ele tem capacidade para
tal? Não! Logo foi imperito!
Gabarito: Letra A

(Pref. Apiacá/ES IDECAN Enfermeiro 2014) Relacione adequadamente as ocorrências éticas


aos respectivos significados.

Legislação em Enfermagem 29
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

1. Negligência.
2. Imprudência.
3. Imperícia.
4. Omissão.
( ) Falta de cumprimento de um dever ou responsabilidade.
( ) Falta de cautela e preocupação; agir sem comedimento.
( ) Descuido, desleixo, desatenção e preguiça.
( ) Inabilidade; agir sem conhecimento técnico.
A sequência está correta em
A) 4, 1, 3, 2.
B) 1, 3, 2, 4.
C) 2, 4, 1, 3.
D) 3, 2, 4, 1.
E) 2, 1, 3, 4.
Comentários: Vamos lá:
Falta de cumprimento de um dever ou responsabilidade  negligência/omissão
Falta de cautela e preocupação; agir sem comedimento  imprudência
Descuido, desleixo, desatenção e preguiça  negligência/omissão
Inabilidade; agir sem conhecimento técnico  imperícia
Gabarito: RECURSO, pessoal perceba que negligência e omissão são praticamente a mesma coisa,
logo a banca se confundiu e essa questão com certeza deu para ganhar recurso.

(SSA-HMDCC - IBFC Enfermeiro 2015) O técnico de enfermagem estava escalado no plantão


noturno da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 03 leitos, sendo que um paciente encontrava-
se em pós-operatório de Angioplastia Cardíaca. Ele realizou todos os cuidados de enfermagem
prescritos e por volta das 22h00min, como estava calmo, sentou-se na sala de TV da UTI, e acabou
dormindo, deixando os pacientes sem cuidados, pois não havia avisado os colegas de plantão. Por
volta das 23h30min, o paciente que estava em pós-operatório de Angioplastia, apresentou
sangramento intenso e acabou falecendo, sendo a ocorrência constatada pelo médico.
Considerando os aspectos éticos, o profissional de enfermagem cometeu
a) Imperícia.
b) Negligência.
c) Imprudência.
d) Injúria.

Legislação em Enfermagem 30
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Comentários: Pessoal, o profissional foi dormir sem avisar os colegas e comprometeu o serviço. Aqui
ele foi negligente.
Gabarito: Letra B

(IDECAN Pre. Vilhena RO/ Enfermeiro 2013) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais
de Enfermagem, são deveres e responsabilidades do profissional, EXCETO:
A) Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
B) Disponibilizar serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e
catástrofe, pleiteando vantagens pessoais.
C R
praticada individualmente ou em equipe.
D) Aprimorar os conhecimentos técnicos, científicos, éticos e culturais, em benefício da pessoa,
família, coletividade e desenvolvimento da profissão.
E) Avaliar criteriosamente a competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar encargos
ou atribuições quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem.
Comentários: Vamos analisar:
A) Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
Correto.
B) Disponibilizar serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e
catástrofe, pleiteando vantagens pessoais.
C) Res
praticada individualmente ou em equipe.
Correto.
D) Aprimorar os conhecimentos técnicos, científicos, éticos e culturais, em benefício da pessoa,
família, coletividade e desenvolvimento da profissão.
Correto. Lembre-se que quando o aprimoramento técnico é para nós, isso é um direito.
E) Avaliar criteriosamente a competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar encargos
ou atribuições quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem.
Correto.
Gabarito: Letra B

(EBSERH/HE-UFPEL AOCP Enfermeiro 2015) Sobre o Código de Ética da Enfermagem, é correto


afirmar que
(A) é dever do profissional prestar adequadas informações à pessoa, família e coletividade a respeito
dos direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca da assistência de enfermagem.

Legislação em Enfermagem 31
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(B) é direito do profissional assegurar à pessoa, família e coletividade assistência de enfermagem


livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência.
(C) é proibido ao profissional colaborar com a equipe de saúde no esclarecimento da pessoa, família
e coletividade a respeito dos direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca de seu estado de
saúde e tratamento.
(D) é dever do profissional de enfermagem executar ou participar da assistência à saúde sem o
consentimento da pessoa ou de seu representante legal, exceto em iminente risco de morte.
(E) é dever do profissional de enfermagem provocar aborto, ou cooperar em prática destinada a
interromper a gestação.
Comentários: Aqui é um claro exemplo do que eu disse lá no início da aula. A banca tenta nos
confundir trocando apenas o comando, se é direito, dever ou proibição. Atente-se:
(A) é dever do profissional prestar adequadas informações à pessoa, família e coletividade a respeito
dos direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca da assistência de enfermagem.
Nosso gabarito.
(B) é direito É RESPONSABILIDADE E DEVER do profissional assegurar à pessoa, família e coletividade
assistência de enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência.
(C) é proibido É RESPONSABILIDADE E DEVER do profissional colaborar com a equipe de saúde no
esclarecimento da pessoa, família e coletividade a respeito dos direitos, riscos, benefícios e
intercorrências acerca de seu estado de saúde e tratamento.
(D) é dever É PROIBIDO ao profissional de enfermagem executar ou participar da assistência à saúde
sem o consentimento da pessoa ou de seu representante legal, exceto em iminente risco de morte.
(E) é dever É PROIBIDO ao profissional de enfermagem provocar aborto, ou cooperar em prática
destinada a interromper a gestação.
Gabarito: Letra A

(EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) Sobre a Resolução do COFEN n°311/2007 que aprova a
reformulação do código de ética dos profissionais de enfermagem, assinale a alternativa correta.
(A) É proibido ao profissional de enfermagem recusar exercer atividades que não sejam de sua
competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à
pessoa, família e coletividade.
(B) É proibido ao profissional de enfermagem encaminhar a pessoa, família e coletividade aos
serviços de defesa do cidadão, nos termos da lei.
(C) É direito do profissional negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se
caracterize como urgência ou emergência.
(D) É dever do profissional negar, omitir informações ou emitir falsas declarações sobre o exercício
profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.
(E) É responsabilidade do profissional incentivar e criar condições para registrar as informações
inerentes e indispensáveis ao processo de cuidar.

Legislação em Enfermagem 32
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

Comentários: Mais uma como a anterior. Tenha atenção:


(A) É proibido É DIREITO do profissional de enfermagem recusar exercer atividades que não sejam
de sua competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional,
à pessoa, família e coletividade.
(B) É proibido É RESPONSABILIDADE E DEVER do profissional de enfermagem encaminhar a pessoa,
família e coletividade aos serviços de defesa do cidadão, nos termos da lei.
(C) É direito É PROIBIDO ao profissional negar assistência de enfermagem em qualquer situação que
se caracterize como urgência ou emergência.
(D) É dever É PROIBIDO ao profissional negar, omitir informações ou emitir falsas declarações sobre
o exercício profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.
(E) É responsabilidade do profissional incentivar e criar condições para registrar as informações
inerentes e indispensáveis ao processo de cuidar.
Nosso gabarito.
Gabarito: Letra E

(IDECAN Pref. Carangola/MG Enfermeiro 2014) Acerca do Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem, assinale a afirmativa INCORRETA.
A) Tem como referência a Declaração Universal dos Direitos do Homem.
B) É proibido à enfermagem administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga.
C) O enfermeiro tem o dever de informar ao paciente sobre os riscos acerca da assistência de
enfermagem.
D) Os trabalhadores de enfermagem estão aliados aos usuários por uma assistência acessível a toda
população.
E) Não compete ao enfermeiro proteger a coletividade contra danos decorrentes de negligência, por
parte de qualquer membro da equipe de saúde que não pertença ao corpo de enfermagem.
Comentários: Aqui pessoal atenção ao que eu falei na aula: nós da Enfermagem fazemos partes de
duas equipes: a de Enfermagem e a de Saúde e é nosso dever proteger os pacientes, família e
coletividade de danos!
Gabarito: Letra E

(IDECAN Pref. Itaguara/MG Enfermeiro 2014) De acordo com o Código de Ética dos
P E R COFEN
D
exposto, é correto afirmar que
A) é proibido ao enfermeiro negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se
caracterize como urgência ou emergência.
B) em situações de epidemia ou catástrofe, ao prestar seus serviços à comunidade, é direito do
enfermeiro receber vantagens profissionais.

Legislação em Enfermagem 33
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

C
enfermagem, sendo um modo de agir que não inclui a participação do paciente.
D) o enfermeiro tem o direito de suspender suas atividades profissionais mediante movimentos de
reivindicações da categoria, mesmo em situações em que seja necessária a descontinuidade da
assistência de enfermagem.
Comentários: Essa está fácil pois de cara nosso gabarito aparece na letra A, mas vamos ver os erros
das outras:
B) em situações de epidemia ou catástrofe, ao prestar seus serviços à comunidade, é direito do
enfermeiro receber vantagens profissionais.
C) agir com autonomia significa tomar decisões seguindo os conhecimen da
enfermagem, sendo um modo de agir que não inclui a participação do paciente.
D) o enfermeiro tem o direito de suspender suas atividades profissionais mediante movimentos de
reivindicações da categoria, mesmo em situações em que seja necessária a descontinuidade da
assistência de enfermagem.
Gabarito: Letra A

(Pref. São João da Barra/RJ BIORIO 2015) De acordo com o Código de Ética do Profissional de
Enfermagem, em situações de emergência o enfermeiro pode:
(A) prescrever medicamentos e praticar ato cirúrgico.
(B) administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga.
(C) participar em prática destinada a antecipar a morte do cliente.
(D) executar prescrições de qualquer natureza, que comprometam a segurança da pessoa.
(E) administrar medicamentos sem certificar-se da possibilidade de riscos.
Comentários: Atenção para o nosso artigo 31 falando sobre proibições:
Art. 31 Prescrever medicamentos e praticar ato cirúrgico, exceto nos casos previstos na legislação vigente e
em situação de emergência.

Gabarito: Letra A

(Pref. Rio Pomba/MG - IDECAN Enfermeiro 2015) Em outubro deste ano, a imprensa divulgou
uma notícia em que uma enfermeira da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, se recusou
atender um senegalês por suspeita de estar contaminado com o vírus Ebola. Considerando o Código
de Ética da Enfermagem, assinale a afirmativa correta.
A) A enfermeira agiu corretamente porque não foi devidamente preparada pela instituição em que
trabalhava para atender pacientes com o diagnóstico ou suspeita da doença.
B) A enfermeira praticou um ato de negligência, uma vez que o Código de Ética da Enfermagem leva
em consideração a necessidade e o direito de assistência em enfermagem da população.

Legislação em Enfermagem 34
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

C) O código de ética da enfermagem prevê a recusa no atendimento de enfermagem em situações


que não ofereçam segurança ao profissional, porém, o ato deverá ser informado ao Conselho
Regional de Enfermagem.
D) O ato da enfermeira feriu um dos princípios fundamentais da enfermagem, que é o seu
comprometimento com a saúde e qualidade de vida da pessoa, família e coletividade. Por este
motivo, o Conselho Regional de Enfermagem deverá determinar penalidade a ser imposta para a
profissional.
Comentários: Questão polêmica, vamos lá: o paciente tinha Ebola, uma doença extremamente
contagiosa e grave, oferecendo assim riscos aos profissionais que cuidam desses casos. O código de
ética prevê que, em casos onde não há segurança para o profissional podemos nos recusar a atender
o paciente.
Gabarito: C

(EBSERH - HC-UFTM IADES Enfermeiro) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem (CEPE), é dever do profissional de enfermagem
(A) permitir que o próprio nome conste no quadro de pessoal de hospital, casa de saúde, unidade
sanitária, clínica, ambulatório, escola, curso, empresa ou estabelecimento congênere sem nele
exercer as funções de enfermagem pressupostas.
(B) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos, de modo que os envolvidos possam ser
identificados.
(C) registrar, no prontuário do paciente, as informações inerentes e indispensáveis ao processo de
cuidar.
(D) eximir-se da responsabilidade por atividades executadas por alunos ou estagiários, na condição
de docente, enfermeiro responsável ou supervisor. (E) receber vantagens de instituição, empresa,
pessoa, família e coletividade, além do que lhe é devido, como forma de garantir assistência de
enfermagem diferenciada ou benefícios de qualquer natureza para si ou para outrem.
Comentários: Vamos lá que a essa altura você já está craque nesse tipo de questão:
(A) permitir que o próprio nome conste no quadro de pessoal de hospital, casa de saúde, unidade
sanitária, clínica, ambulatório, escola, curso, empresa ou estabelecimento congênere sem nele
exercer as funções de enfermagem pressupostas.
(B) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos, de modo que os envolvidos possam ser
identificados. (PROIBIDO)
(C) registrar, no prontuário do paciente, as informações inerentes e indispensáveis ao processo de
cuidar.
Certo!
(D) eximir-se da responsabilidade por atividades executadas por alunos ou estagiários, na condição
de docente, enfermeiro responsável ou supervisor.

Legislação em Enfermagem 35
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(E) receber vantagens de instituição, empresa, pessoa, família e coletividade, além do que lhe é
devido, como forma de garantir assistência de enfermagem diferenciada ou benefícios de qualquer
natureza para si ou para outrem. (PROIBIDO)
Gabarito: Letra C

7 LISTA DE QUESTÕES APRESENTADAS


1. (FCC AL-SP Enfermeiro 2010) São consideradas ações éticas no âmbito da enfermagem:
a) respeitar o cliente em relação a crenças e religiosidade, permitindo a pajelança no serviço de
saúde, em todas as circunstâncias.
b) definir as medidas de autocuidado, independentemente do aspecto cultural do cliente para
assegurar a efetividade das ações educativas.
c) garantir atendimento de igualdade para todos, sem discriminação, respeitando o pudor e a
privacidade do cliente.
d) participar da equipe multiprofissional, promovendo ações de saúde que privilegiam
prioritariamente os benefícios dos enfermeiros.
e) manter a exposição total do paciente na realização do exame físico para detalhamento e precisão
propedêutica.
2. (FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) De acordo com os Princípios Fundamentais contidos no Código
de Ética dos profissionais de enfermagem, presentes na Resolução COFEN 311/2007, o profissional
de enfermagem deve
a) exercer suas atividades com competência para a promoção do ser humano na sua integralidade,
de acordo com os princípios da ética e da bioética.
b) participar, em algumas situações, da equipe de saúde e das ações que visem a satisfazer às
necessidades de saúde da população e às políticas dos planos de saúde.
c) atuar na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, com autonomia e em
consonância condicional.
d) participar de ações que garantam a universalidade de acesso aos serviços de saúde, com uma
qualificada assistência partidária.
e) atuar na preservação da autonomia das pessoas, participação da comunidade, hierarquização e
centralização político-administrativa dos serviços de saúde.
3. (FCC TRT-3 Enfermeiro 2009) Conforme a Resolução COFEN 311/2007 Código de Ética dos
profissionais de enfermagem, as relações profissionais compreendem os seguintes direitos,
responsabilidades e deveres:
I. Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, somente pelos atos
praticados individualmente.

Legislação em Enfermagem 36
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

II. Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional, seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
III. Recusar-se a executar prescrição medicamentosa e terapêutica, exceto em caso de identificação
de erro ou ilegibilidade.
IV. Prestar informações, escritas e verbais, completas e fidedignas necessárias para assegurar a
continuidade da assistência.
V. Participar da orientação sobre benefícios, riscos e consequências decorrentes de exames e de
outros procedimentos, na condição de membro da equipe de saúde.
Está correto o que se afirma APENAS em
a) I, II, III e V.
b) I, II e IV.
c) II, III e IV.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.
4. (FCC TRT-2 Enfermeiro 2012) De acordo com o Código de Ética dos profissionais de
Enfermagem, sobre as relações com a pessoa, família e coletividade, é direito do profissional
a) cumprir, no prazo estabelecido, as determinações e convenções do Conselho Federal e Conselho
Regional de Enfermagem.
b) proteger a pessoa, família e coletividade contra danos decorrentes de imperícia, negligência ou
imprudência por parte de qualquer membro da equipe de saúde.
c) interromper a pesquisa na presença de qualquer perigo à vida e à integridade da pessoa.
d) recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência técnica, científica, ética e
legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à pessoa, família e coletividade.
e) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos de forma que os envolvidos possam ser
identificados.
5. (FCC TRT-2 Enfermeiro 2012) Conforme o capítulo I do Código de Ética dos Profissionais de
Enfermagem, sobre as responsabilidades e deveres nas relações profissionais, analise:

I. Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na diversidade


de opinião e posição ideológica.

II. Ter conhecimento acerca do ensino e da pesquisa a serem desenvolvidos com as pessoas sob a
sua responsabilidade profissional ou em seu local de trabalho.

III. Comunicar ao COREN, e aos órgãos competentes, fatos que infrinjam dispositivos legais e que
possam prejudicar o exercício profissional.

Legislação em Enfermagem 37
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

IV. Abster-se de revelar informações confidenciais de que tenha conhecimento em razão de seu
exercício profissional a pessoas ou entidades que não estejam obrigadas ao sigilo.

É correto o que consta em


a) I e II, apenas.
b) I, II, III e IV.
c) II e III, apenas.
d) II e IV, apenas.
e) I e III, apenas.
6. (FCC TRT Enfermeiro 2015) O Código Penal brasileiro prevê o abortamento legalizado para
gestações resultantes de estupro e para o caso de risco de morte para a mulher. Como integrante
da equipe de saúde, e de acordo com o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, o
enfermeiro ao ser escalado para participar de um procedimento de abortamento juridicamente
permitido, deve:
a) participar, após comunicação formal ao Conselho de Regional de Enfermagem onde possui
inscrição.
b) participar do procedimento caso seja por necessidade de abortamento por risco de vida para a
mulher, pois nesta situação, não cabe objeção de consciência.
c) participar, pois em caso de omissão, o enfermeiro pode ser responsabilizado civil e criminalmente
pela morte da mulher ou pelos danos físicos e mentais que ela venha a sofrer.
d) recusar, pois provocar aborto, ou cooperar em prática destinada a interromper a gestação é crime
profissional em quaisquer das situações descritas.
e) decidir, de acordo com a sua consciência, sobre sua participação ou não no ato abortivo.
7. (FCC TRT-3 Enfermeiro 2015) O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem está
organizado por assunto e inclui princípios, direitos, responsabilidades, deveres e proibições
pertinentes à conduta ética dos profissionais de enfermagem. Relacione o tipo de assunto com sua
respectiva conduta.

Legislação em Enfermagem 38
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

A sequência correta, de cima para baixo é:


a) 1, 3, 1 e 1.
b) 1, 2, 1 e 3.
c) 2, 3, 2 e 3.
d) 2, 3, 1 e 2.
e) 3, 3, 2 e 1.
8. (FCC ANS Enfermeiro 2007) Um enfermeiro recusou participar de um procedimento de
interrupção de gestação, embora se tratasse de caso em que há aprovação legal. Nessa situação, o
ato do enfermeiro:
a) poderá ter respaldo ético, dependendo da aprovação do ato pelo Conselho Regional de
Enfermagem.
b) tem respaldo ético, pois, nos casos previstos em Lei, o profissional deve decidir, de acordo com a
sua consciência, sobre a sua participação ou não no ato abortivo.
c) não tem respaldo ético se o procedimento foi determinado, nominalmente, por documento
expedido pela instituição de saúde.
d) não tem respaldo ético, porque o Código de Ética nega o direito de escolha quanto à sua
participação ou não no ato abortivo.
e) não tem respaldo ético e o profissional será punido, caso não participe do procedimento, com a
suspensão do exercício profissional por 5 (cinco) dias.
9. (FCC MPU Enfermeiro 2007) O parágrafo único do artigo 45 do Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem permite, nos casos previstos em Lei, que o profissional decida
participar ou não no ato abortivo. As situações previstas no Código Penal Brasileiro são aquelas em
que:
a) o aborto tem indicação eugênica, econômica ou social/sentimental.
b) o aborto é terapêutico, eugênico ou por motivo social.
c) a gestação é indesejada porque a mãe adquiriu, durante a gravidez, doença lesiva ao feto.
d) a mãe corre risco de vida ou a gestação é decorrente de estupro.
e) o feto é portador de anencefalia ou a mãe adquiriu rubéola durante a gravidez.
10. (IDECAN Enfermeiro 2014) Os dilemas éticos podem surgir a qualquer momento na prática
profissional da enfermagem. Alguns conceitos éticos básicos que se aplicam à enfermagem ajudam
a interpretar os dilemas éticos e a resolve-los. O conceito de justiça se refere à(ao)
A) imparcialidade.
B) autorregulação.
C) dever de fazer o bem.
D) cumprimento de promessa.

Legislação em Enfermagem 39
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

11. (PM/MG Técnico de Enfermagem 2010) A bioética, forma de ética normativa aplicada, é o
estudo de questões éticas em assistência à saúde. Os princípios éticos ajudam-nos a determinar
quais são nossos deveres, isto é, definir o que é certo ou errado para fazermos. Sobre os princípios
éticos, marque a alternativa CORRETA:
A ( ). Considerando simultaneamente os princípios da beneficência e da não maleficência podemos

B ( ). Considerando o princípio da não-maleficência podemos afirmar que é mais importante


não prejudicar ou causar danos do que fazer o bem.
C ( ). Considerando o princípio da autonomia podemos afirmar que um paciente pode receber
tratamento médico sem estar totalmente informado sobre o referido tratamento.
D ( ). Considerando o princípio da fidelidade podemos afirmar que os profissionais de saúde podem
descumprir acordos e promessas feitas ao paciente se julgarem necessário.
12. (Pref. Riqueza/SC - NW Classifica Enfermeiro - 2015) A reformulação do Código de Ética da
Enfermagem foi aprovada pela resolução:
A) Resolução COFEN 311/2007.
B) Resolução COFEN 240/2000.
C) Resolução COFEN 240/2007.
D) Resolução COFEN 311/2000.
E) Resolução COFEN 211/2005.
13. (Pref. Assú/RN - COMPERVE/UFRN Enfermeiro 2014) A Enfermagem Brasileira, diante das
transformações socioculturais, científicas e legais, entendeu ter chegado o momento de reformular
o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (CEPE). Dessa forma, a atual resolução que
aprova a reformulação do CEPE é a Resolução
A) COFEN 242/2000.
B) COFEN 311/2007.
C) COFEN 421/2012.
D) COFEN 441/2013.
14. (SMS - Aracaju/SE - CESPE Enfermeiro 2015) Cabe ao enfermeiro exercer sua profissão
dentro de regras de comportamento moral estabelecidas, que estão definidas no código de ética.
Com respeito a esse tema, julgue os itens abaixo.
O Código de Deontologia de Enfermagem foi elaborado e aprovado por resolução da ABEn
(Associação Brasileira de Enfermagem) e tem o respaldo de todos os órgãos de classe dos
enfermeiros.
15. (IDECAN CNE Enfermeiro 2014) A Resolução COFEN nº 311/2007 aprova a reformulação
do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. São considerados princípios fundamentais
mediante essa
lei, EXCETO:

Legislação em Enfermagem 40
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

A) A enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da pessoa,


família e coletividade.
B) O profissional de enfermagem deve respeitar a vida, a dignidade e os direitos humanos, em todas
as suas dimensões.
C) O profissional de enfermagem deve atuar na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação
da saúde, com autonomia e em consonância com os preceitos éticos e legais.
D) O profissional de enfermagem deve exercer suas atividades com competência para a promoção
do ser humano na sua integralidade, de acordo com os princípios da ética e da bioética.
E) O enfermeiro, quando designado para exercer a função de responsável pela elaboração e
implementação do PGRSS, deverá apresentar o Certificado de Responsabilidade Técnica CRT,
emitido pelo Conselho Regional de Enfermagem ao qual está jurisdicionado.
16. (Pref. Liberdade/MG IDECAN Enfermeiro 2015) Assinale a alternativa que apresenta um
princípio fundamental do exercício da enfermagem.
(A) A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e com a qualidade de vida da pessoa,
da família e da coletividade.
(B) O Profissional de Enfermagem atua mormente na reabilitação da saúde, com pouca autonomia
e sempre em consonância com os preceitos éticos e legais.
(C) O Profissional de Enfermagem brasileiro respeita todos os direitos humanos, em todas as suas
dimensões, inclusive a eutanásia ou a ortotanásia, se esta for a vontade do paciente ou de sua
família.
(D) O Profissional de Enfermagem pode praticar e/ou ser conivente com qualquer ato que infrinja
postulados éticos e legais, desde que vise o bem-estar do paciente.
(E) O Profissional de Enfermagem não pode recusar-se a executar atividades que sejam de sua
competência técnica, científica, ética e legal, mesmo que não ofereçam segurança ao profissional, à
pessoa, à família e/ou à coletividade.
17. (EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) O profissional de enfermagem participa, como integrante
da equipe de saúde, das ações que visam satisfazer às necessidades de saúde da população. Com
base no Código de Ética do Profissional de Enfermagem, no que se refere às relações com os
trabalhadores de enfermagem, saúde e outros, é direito do profissional de enfermagem
a) colaborar, direta ou indiretamente, com outros profissionais de saúde, no descumprimento da
legislação referente aos transplantes de órgãos, tecidos, esterilização humana, fecundação artificial
e manipulação genética.
b) participar da prática multiprofissional e interdisciplinar com responsabilidade, autonomia e
liberdade.
c) executar prescrição medicamentosa e terapêutica, onde não conste a assinatura e o número de
registro do profissional.
d) executar prescrição medicamentosa e terapêutica em caso de identificação de erro ou
ilegibilidade.

Legislação em Enfermagem 41
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

e) assinar as ações de enfermagem que não executou, bem como permitir que suas ações sejam
assinadas por outro profissional.
18. (Marinha Enfermeiro 2016) De acordo com o Código de ética dos profissionais de
enfermagem (Resolução COFEN 311/2007), uma das responsabilidades e deveres desse profissional
é
(A) obter desagravo público por ofensa que atinja a profissão.
(B) apoiar iniciativas que visem ao aprimoramento profissional.
(C) exercer a enfermagem com liberdade e autonomia.
(D) aprimorar seus conhecimentos técnicos e científicos.
(E) exercer a profissão com competência e responsabilidade.
19. (Pref. São José do Egito/PE CONPASS Enfermeiro 2015) Considere o Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem, baseado na Resolução COFEN 311/2007 e responda, qual das
alternativas seguintes se refere a uma responsabilidade ou dever, nas relações profissionais?
A) Promover e ser conivente com a injúria, calúnia e difamação de membro da equipe de
enfermagem, equipe de saúde e de trabalhadores de outras áreas, de organizações da categoria ou
instituições.
B) Praticar e/ou ser conivente com crime, contravenção penal ou qualquer outro ato, que infrinja
postulados éticos e legais.
C) Aprimorar seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais que dão sustentação a sua prática
profissional.
D) Apoiar as iniciativas que visem ao aprimoramento profissional e à defesa dos direitos e interesses
da categoria e da sociedade.
E) Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na
diversidade de opinião e posição ideológica.
20. (Pref. São João da Barra Enfermeiro 2015) Considerando o Código de Ética dos Profissionais
de Enfermagem, analise as afirmativas a seguir:
I - Exercer a enfermagem com liberdade, autonomia e ser tratado segundo os pressupostos e
princípios legais, éticos e dos direitos humanos é um dever dos profissionais de enfermagem.
II Fundamentar suas relações no direito, na prudência, no respeito, na solidariedade e na
diversidade de opinião e posição ideológica é um dever do profissional de enfermagem.
III - Avaliar criteriosamente sua competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar
encargos ou atribuições, quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem é um direito
do profissional de enfermagem. Assinale a alternativa correta:
(A) apenas a afirmativa I está correta.
(B) apenas as afirmativas I e II estão corretas.
(C) apenas as afirmativas I e III estão corretas.

Legislação em Enfermagem 42
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(D) apenas a afirmativa II está correta.


(E) as afirmativas I, II e III estão corretas.
21. (SPDM - Pref. Uberlândia/MG - REIS & REIS Enfermeiro 2015) Analise as assertivas a seguir
sobre as responsabilidades e deveres do profissional de enfermagem:
I) Assinar as ações de enfermagem que não executou, bem como permitir que suas ações sejam
assinadas por outro profissional.
II) Colaborar, direta ou indiretamente com outros profissionais de saúde, no descumprimento da
legislação referente aos transplantes de órgãos, tecidos, esterilização humana, fecundação artificial
e manipulação genética. Assinale a alternativa correta:
a) Apenas I está correta;
b) Apenas II está correta;
c) Estão corretas I e II;
d) Todas estão incorretas
22. (Pref. Águas de Chapecó/SC - ALTERNATIVE CONCURSOS Enfermeiro 2014) São deveres de
todo pessoal de enfermagem:
a) Respeitar fielmente as determinações prescritas pelo médico.
b) Comunicar ao médico as ocorrências do estado do paciente, havidas em sua ausência.
c) Manter perfeita anotação nas papeletas clínicas de tudo quanto se relacionar com o doente e com
a Enfermagem.
d) Todas as alternativas estão corretas.
23. (EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) Considerando o Código de Ética da Enfermagem, no que
tange as relações com as organizações da categoria, assinale a alternativa correta.
a) É direito do profissional de enfermagem requerer, ao Conselho Regional de Enfermagem, medidas
cabíveis para obtenção de desagravo público em decorrência de ofensa sofrida no exercício
profissional.
b) É dever do profissional de enfermagem realizar ou facilitar ações que causem prejuízo ao
patrimônio ou comprometam a finalidade para a qual foram instituídas as organizações da categoria.
c) É proibido ao profissional de enfermagem comunicar ao Conselho Regional de Enfermagem fatos
que firam preceitos do presente Código e da legislação do exercício profissional.
d) É direito do profissional de enfermagem negar, omitir informações ou emitir falsas declarações
sobre o exercício profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.
e) É proibido ao profissional de enfermagem associar-se, exercer cargos e participar de Entidades de
Classe e Órgãos de Fiscalização do Exercício Profissional.
24. (SPDM - Pref. Uberlândia/MG - REIS & REIS Enfermeiro 2015) São proibições do profissional
de enfermagem, EXCETO:
a) Práticas de crime e contravenções penais;

Legislação em Enfermagem 43
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

b) Ser conivente com calúnia e difamação de membro da equipe de enfermagem;


c) Promover injúria contra a equipe de saúde e áreas afins;
d) Exercer a profissão com justiça e equidade.
25. (PM/MG Enfermeiro 2016) Segundo o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem é
responsabilidade do técnico de enfermagem assegurar ao cliente uma assistência de enfermagem
livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência. Complete as sentenças abaixo
com uma das seguintes palavras: dolo, imperícia, imprudência e negligência e, ao final, responda o
que se pede.

1. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que administra um


medicamento sem certificar-se da dose correta na prescrição médica.
2. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que deixar uma agulha
usada na cabeceira do paciente.
3. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que utilizar o reanimador
manual (AMBU) incorretamente, por ausência de prática acerca das técnicas de abertura das vias
aéreas, durante a reanimação cardiopulmonar.
4. Comete um ato de ____________________, o profissional de saúde que transgride um dever
legal com propósito de causar dano ao paciente.

Marque a alternativa que representa a sequência CORRETA de respostas na ordem de cima para
baixo:

A.( ) Dolo, imperícia, imprudência e negligência.


B.( ) Imprudência, negligência, imperícia e dolo.
C.( ) Imperícia, imprudência, dolo e negligência.
D.( ) Negligência, imprudência, imperícia e dolo.
26. (EBSERH/MA AOCP Enfermeiro 2015) Preencha as lacunas e assinale a alternativa correta.
Nos termos do Art. 12 do Código de Ética dos Profissionais de enfermagem, deve- A
pessoa, ________ e coletividade assistência de __________ livre de danos decorrentes de
__________, negligência ou
(A) parentes / enfermagem / erros
(B) família / saúde / imperícia
(C) parentes / saúde / erros
(D) família / enfermagem / imperícia
(E) amigos / enfermagem / erros

Legislação em Enfermagem 44
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

27. (SSA-HMDCC - IBFC Enfermeiro 2015) Um profissional técnico em enfermagem estava de


plantão em um pronto atendimento quando uma grande quantidade de pacientes aguardavam para
atendimento. Com o início de um tumulto, o técnico em enfermagem observou que o médico
plantonista não chegou para assumir o serviço e como sentiu na obrigação por ser responsável e
bom profissional, acabou por atender os pacientes na sala, passando a realizar os procedimentos
inerentes ao médico. Com tal atitude, o profissional técnico em enfermagem na questão ética:
a) Agiu com imperícia, pois não tem atribuição para a prática dos procedimentos médicos.
b) Agiu com imprudência, pois embora estivesse agindo corretamente, deveria aguardar o médico
para autorizá- lo a realizar o procedimento.
c) Atuou com negligência, pois não prestou atenção na quantidade de pacientes que estavam no
local, pois de acordo com as normas, somente acima de 100 pessoas para atendimento, o
profissional poderia realizar os procedimentos médicos.
d) Agiu com imprudência e negligência, pois tomou atitude contrária ao código de ética médica.
28. (Pref. Apiacá/ES IDECAN Enfermeiro 2014) Relacione adequadamente as ocorrências éticas
aos respectivos significados.
1. Negligência.
2. Imprudência.
3. Imperícia.
4. Omissão.
( ) Falta de cumprimento de um dever ou responsabilidade.
( ) Falta de cautela e preocupação; agir sem comedimento.
( ) Descuido, desleixo, desatenção e preguiça.
( ) Inabilidade; agir sem conhecimento técnico.
A sequência está correta em
A) 4, 1, 3, 2.
B) 1, 3, 2, 4.
C) 2, 4, 1, 3.
D) 3, 2, 4, 1.
E) 2, 1, 3, 4.
29. (SSA-HMDCC - IBFC Enfermeiro 2015) O técnico de enfermagem estava escalado no plantão
noturno da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com 03 leitos, sendo que um paciente encontrava-
se em pós-operatório de Angioplastia Cardíaca. Ele realizou todos os cuidados de enfermagem
prescritos e por volta das 22h00min, como estava calmo, sentou-se na sala de TV da UTI, e acabou
dormindo, deixando os pacientes sem cuidados, pois não havia avisado os colegas de plantão. Por
volta das 23h30min, o paciente que estava em pós-operatório de Angioplastia, apresentou

Legislação em Enfermagem 45
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

sangramento intenso e acabou falecendo, sendo a ocorrência constatada pelo médico.


Considerando os aspectos éticos, o profissional de enfermagem cometeu
a) Imperícia.
b) Negligência.
c) Imprudência.
d) Injúria.
30. (IDECAN Pre. Vilhena RO/ Enfermeiro 2013) De acordo com o Código de Ética dos
Profissionais de Enfermagem, são deveres e responsabilidades do profissional, EXCETO:
A) Posicionar-se contra falta cometida durante o exercício profissional seja por imperícia,
imprudência ou negligência.
B) Disponibilizar serviços profissionais à comunidade em casos de emergência, epidemia e
catástrofe, pleiteando vantagens pessoais.
C) R
praticada individualmente ou em equipe.
D) Aprimorar os conhecimentos técnicos, científicos, éticos e culturais, em benefício da pessoa,
família, coletividade e desenvolvimento da profissão.
E) Avaliar criteriosamente a competência técnica, científica, ética e legal e somente aceitar encargos
ou atribuições quando capaz de desempenho seguro para si e para outrem.
31. (EBSERH/HE-UFPEL AOCP Enfermeiro 2015) Sobre o Código de Ética da Enfermagem, é
correto afirmar que
(A) é dever do profissional prestar adequadas informações à pessoa, família e coletividade a respeito
dos direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca da assistência de enfermagem.
(B) é direito do profissional assegurar à pessoa, família e coletividade assistência de enfermagem
livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência.
(C) é proibido ao profissional colaborar com a equipe de saúde no esclarecimento da pessoa, família
e coletividade a respeito dos direitos, riscos, benefícios e intercorrências acerca de seu estado de
saúde e tratamento.
(D) é dever do profissional de enfermagem executar ou participar da assistência à saúde sem o
consentimento da pessoa ou de seu representante legal, exceto em iminente risco de morte.
(E) é dever do profissional de enfermagem provocar aborto, ou cooperar em prática destinada a
interromper a gestação.
32. (EBSERH AOCP Enfermeiro 2015) Sobre a Resolução do COFEN n°311/2007 que aprova a
reformulação do código de ética dos profissionais de enfermagem, assinale a alternativa correta.
(A) É proibido ao profissional de enfermagem recusar exercer atividades que não sejam de sua
competência técnica, científica, ética e legal ou que não ofereçam segurança ao profissional, à
pessoa, família e coletividade.

Legislação em Enfermagem 46
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(B) É proibido ao profissional de enfermagem encaminhar a pessoa, família e coletividade aos


serviços de defesa do cidadão, nos termos da lei.
(C) É direito do profissional negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se
caracterize como urgência ou emergência.
(D) É dever do profissional negar, omitir informações ou emitir falsas declarações sobre o exercício
profissional quando solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem.
(E) É responsabilidade do profissional incentivar e criar condições para registrar as informações
inerentes e indispensáveis ao processo de cuidar.
33. (IDECAN Pref. Carangola/MG Enfermeiro 2014) Acerca do Código de Ética dos Profissionais
de Enfermagem, assinale a afirmativa INCORRETA.
A) Tem como referência a Declaração Universal dos Direitos do Homem.
B) É proibido à enfermagem administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga.
C) O enfermeiro tem o dever de informar ao paciente sobre os riscos acerca da assistência de
enfermagem.
D) Os trabalhadores de enfermagem estão aliados aos usuários por uma assistência acessível a toda
população.
E) Não compete ao enfermeiro proteger a coletividade contra danos decorrentes de negligência, por
parte de qualquer membro da equipe de saúde que não pertença ao corpo de enfermagem.
34. (IDECAN Pref. Itaguara/MG Enfermeiro 2014) De acordo com o Código de Ética dos
P E R COFEN
D
exposto, é correto afirmar que
A) é proibido ao enfermeiro negar assistência de enfermagem em qualquer situação que se
caracterize como urgência ou emergência.
B) em situações de epidemia ou catástrofe, ao prestar seus serviços à comunidade, é direito do
enfermeiro receber vantagens profissionais.
C
enfermagem, sendo um modo de agir que não inclui a participação do paciente.
D) o enfermeiro tem o direito de suspender suas atividades profissionais mediante movimentos de
reivindicações da categoria, mesmo em situações em que seja necessária a descontinuidade da
assistência de enfermagem.
35. (Pref. São João da Barra/RJ BIORIO 2015) De acordo com o Código de Ética do Profissional
de Enfermagem, em situações de emergência o enfermeiro pode:
(A) prescrever medicamentos e praticar ato cirúrgico.
(B) administrar medicamentos sem conhecer a ação da droga.
(C) participar em prática destinada a antecipar a morte do cliente.
(D) executar prescrições de qualquer natureza, que comprometam a segurança da pessoa.

Legislação em Enfermagem 47
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

(E) administrar medicamentos sem certificar-se da possibilidade de riscos.


36. (Pref. Rio Pomba/MG - IDECAN Enfermeiro 2015) Em outubro deste ano, a imprensa
divulgou uma notícia em que uma enfermeira da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, se
recusou atender um senegalês por suspeita de estar contaminado com o vírus Ebola. Considerando
o Código de Ética da Enfermagem, assinale a afirmativa correta.
A) A enfermeira agiu corretamente porque não foi devidamente preparada pela instituição em que
trabalhava para atender pacientes com o diagnóstico ou suspeita da doença.
B) A enfermeira praticou um ato de negligência, uma vez que o Código de Ética da Enfermagem leva
em consideração a necessidade e o direito de assistência em enfermagem da população.
C) O código de ética da enfermagem prevê a recusa no atendimento de enfermagem em situações
que não ofereçam segurança ao profissional, porém, o ato deverá ser informado ao Conselho
Regional de Enfermagem.
D) O ato da enfermeira feriu um dos princípios fundamentais da enfermagem, que é o seu
comprometimento com a saúde e qualidade de vida da pessoa, família e coletividade. Por este
motivo, o Conselho Regional de Enfermagem deverá determinar penalidade a ser imposta para a
profissional.
37. (EBSERH - HC-UFTM IADES Enfermeiro) De acordo com o Código de Ética dos Profissionais
de Enfermagem (CEPE), é dever do profissional de enfermagem
(A) permitir que o próprio nome conste no quadro de pessoal de hospital, casa de saúde, unidade
sanitária, clínica, ambulatório, escola, curso, empresa ou estabelecimento congênere sem nele
exercer as funções de enfermagem pressupostas.
(B) divulgar ou fazer referência a casos, situações ou fatos, de modo que os envolvidos possam ser
identificados.
(C) registrar, no prontuário do paciente, as informações inerentes e indispensáveis ao processo de
cuidar.
(D) eximir-se da responsabilidade por atividades executadas por alunos ou estagiários, na condição
de docente, enfermeiro responsável ou supervisor. (E) receber vantagens de instituição, empresa,
pessoa, família e coletividade, além do que lhe é devido, como forma de garantir assistência de
enfermagem diferenciada ou benefícios de qualquer natureza para si ou para outrem.

Legislação em Enfermagem 48
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

8 GABARITO
1. C 20. D
2. A 21. D
3. D 22. D
4. D 23. A
5. E 24. D
6. E 25. B
7. C 26. D
8. B 27. A
9. D 28. RECURSO
10. A 29. B
11. B 30. B
12. A 31. A
13. B 32. E
14. ERRADO 33. E
15. E 34. A
16. A 35. A
17. B 36. C
18. E 37. C
19. E

Legislação em Enfermagem 49
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO
Prof. João Alves
Aula 00 Bioética e Código de Ética I
0

8 - REFERÊNCIAS
CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM COFEN. Código de Ética dos profissionais de Enfermagem
Resolução 311/2007. Disponível em http://www.cofen.gov.br/wp-
content/uploads/2012/03/resolucao_311_anexo.pdf
JUNQUEIRA, C.R Bioética: Conceito, fundamentação e princípios. Universidade Federal de São
Paulo, 2011.

Legislação em Enfermagem 50
www.estrategiaconcursos.com.br 50
00000000000 - DEMO